Cabala taro-abordagem-pratica

2.140 visualizações

Publicada em

livro

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

Cabala taro-abordagem-pratica

  1. 1. Curso de Cabala Prática & Tarô Affectator
  2. 2. CURSO DE CABALA PRÁTICA E TARÔ Affectator
  3. 3. Curso de Cabala Prática e Tarô Finalidade: Proporcionar, a todas as pessoas interessadas em aproveitar as circunstâncias da vida para progredir, o conhecimento e a compreensão dos Princípios Cósmicos que regem a Criação, e, como afetam as Individualidades Conscientes imersas nos Planos Materiais, pelos seus contrastes que determinam o Processo Evolutivo. Quem tem proveito em participar: Iniciados ou Iniciantes, e qualquer pessoa, em qualquer nível de compreensão dos processos transcendentes; mesmo os ateus terão uma valiosa oportunidade de ver avaliada em termos racionais suas objeções, e harmonizar mente e alma sem prejuízo do raciocínio lógico. Objetivos/Resultados: Renovar ou fortalecer a concepção do participante sobre o Universo, a Criação, Deus, e, a Finalidade Providencial da Vida. Melhorar as condições do participante de administrar sua trajetória nesta vida, harmonizando-se com os Processos Necessários, e minimizar o sofrimento causado pelos choques de retorno da Lei de Causa e Efeito, decorrentes da ignorância dos seus fundamentos. Ampliar a compreensão da finalidade de todas as Religiões como etapas autorizadas da Revelação Divina, identificando as peculiaridades e sentido histórico das principais Escolas. Desenvolver, na medida do interesse, princípios de competências para avaliação de perfis cósmicos e situação atual de pessoas e entes coletivos(entidades e empresas). affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  4. 4. Curso de Cabala Prática e Tarô PROGRAMA UNIDADE I – AS QUESTÕES FUNDAMENTAIS QUEM SOMOS PORQUE ESTAMOS AQUI PARA ONDE VAMOS QUAL É O ROTEIRO UNIDADE II - A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS COMPETÊNCIAS PODER LUCIDEZ UNIDADE III - O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL O PLANO TRANSCENDENTAL OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS UNIDADE IV - A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CRIAÇÃO NA CONSCIÊNCIA/ESSÊNCIA DE TODOS OS SERES NAS ESCRITURAS REVELADAS EM TODAS AS ESFERAS DO CONHECIMENTO UNIDADE V - AS ESCOLAS MAIS ABRANGENTES E ATUANTES VÉDICA – O Hinduísmo e Doutrinas originárias da Índia EGÍPCIA – Hermetismo, Magia JUDAICO/CRISTÃ – Cabala – Catolicismo ESPÍRITA – Mediunismo UNIDADE VI - FUNDAMENTOS EXPERIMENTAIS RITUAIS PROPICIATÓRIOS MAGIA CERIMONIAL ORÁCULOS ALQUIMIA x HERMETISMO ÉTICO ASTROLOGIA PRÁTICAS TEÚRGICAS NUMEROLOGIA TARÔ UNIDADE VII - APLICAÇÕES PRÁTICAS CABALA TARÔ PRECES E IRRADIAÇÕES SERVIÇO DEVOCIONAL affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  5. 5. CABALA É a Ciência das Leis da Criação Seus Instrumentos mais conhecidos: Sepher Hietzirah & Tarô
  6. 6. CABALA A Cabala é a Verdade. Na forma em que Jesus e o Conhecimento Védico A definiram.
  7. 7. CABALA Considerada de baixo para cima é um Sistema Especulativo. Vista de Cima para baixo é Ciência Objetiva.
  8. 8. CABALA Suas analogias com outras correntes decorrem da identidade dos seus objetos, e não de qualquer dependência ou mesmo influência.
  9. 9. CABALA Tarô e Cabala têm seus aspectos de identificação, mas na Verdade, cada um representa uma abordagem própria, das Leis Cósmicas, e uma forma peculiar de expressá-Las.
  10. 10. CABALA O Tarô tem origem na Ciência Egípcia, que fundamenta-se na observação direta das Forças Cósmicas e Seus efeitos na Criação.
  11. 11. CABALA A Cabala é uma visualização sistêmica e didática das Leis Cósmicas, suas interações, e, principalmente a vinculação consciente das almas individualizadas ao Processo da Criação.
  12. 12. CABALA Existem rigorosas restrições às práticas dos Processos Cabalísticos, que nada têm a ver com exclusivismos de seita, casta, ou raça, mas sim com as aptidões dos praticantes, para que não desacreditem a Ciência.
  13. 13. CABALA Os Princípios Cósmicos Providenciais não respondem (obedeceriam?!) a fórmulas, mantras ou quaisquer processos desenvolvidos por indivíduos não qualificados espiritualmente.
  14. 14. CABALA Eventualmente, poderiam manipular, com todas as conseqüências cármicas, as forças negativas (reativas), também integrantes da dinâmica da Criação. Mas aí teremos a excitação dos campos astrais, pelos processos considerados como de magia negra.
  15. 15. CABALA O nosso propósito é desenvolver consciência da Efusão Luminosa da qual decorre toda a Criação, conhecer Suas Leis, e sermos Seus colaboradores na construção da nossa própria liberação dos processos materiais.
  16. 16. CABALA A Cabala não é uma panacéia, nem técnicas de prestidigitação ou manipulação das energias inferiores, mas sim um Filtro Revelador da Manifestação Divina, que ilumina a Consciência e dinamiza o Poder Espiritual inerente a cada alma individualizada.
  17. 17. SOBRE CABALA E TARÔ A identificação entre Cabala e Tarô proposta por alguns estudiosos tem gerado dúvidas e controvérsias sobre qual seria o verdadeiro vínculo entre os dois processos de leitura da dinâmica das leis cósmicas atuantes em nossa esfera da Criação.
  18. 18. SOBRE CABALA E TARÔ Independentemente dos fundamentos avocados, podemos considerar que a Cabala, especificamente, é uma visão ontogênica da Criação, estabelecendo duas esferas fundamentais: a das causas, ou origem; e do causado ou criado.
  19. 19. SOBRE CABALA E TARÔ Esta visão estabelece também a hierarquia destas esferas, onde predomina a das causas, ou esfera do Transcendente, e, pela qual, a esfera do causado – ou seja, da Criação, é resultante e dependente da primeira.
  20. 20. SOBRE CABALA E TARÔ Sob este prisma, e numa visão de síntese, temos a Cabala demonstrando dois aspectos básicos do impulso criador: o superior – eterno, ativo e independente; e o inferior – temporário, passivo e dependente.
  21. 21. SOBRE CABALA E TARÔ As conseqüências – ou resultados - do processo da Criação são refletidas na percepção das individualidades conscientes que se vincularem aos seus diversos níveis de atividade existencial.
  22. 22. SOBRE CABALA E TARÔ Assim temos três aspectos a considerar em relação ao Universo Manifesto na esfera da Criação Material:
  23. 23. SOBRE CABALA E TARÔ 1º O Plano Transcendente, de onde emana o influxo criador; 2º O Plano Material onde se reflete o influxo criador; e, 3º As Individualidades Conscientes que se vinculam ao Plano Material, e, sofrendo e reagindo sob suas propriedades, são o vínculo entre este e o Plano Transcendente.
  24. 24. SOBRE CABALA E TARÔ A Cabala por seus 10 algarismos mostra os Aspectos do Influxo Transcendente manifestos no Plano Inferior, e, por suas 22 letras, expressa as esferas de experiência das individualidades conscientes, vinculadas ao plano material.
  25. 25. SOBRE CABALA E TARÔ Embora as inumeráveis tentativas de explicar as expansões conscienciais possíveis na esfera de cada letra, os seus significados ainda não foram totalmente compreendidos ou explorados.
  26. 26. SOBRE CABALA E TARÔ Por isso, que embora precário, vestir-se cada Letra da Cabala com a forma pictórica proposta pela Ciência Irmã nas cartas do Tarô, é um recurso que possibilita a ampliação da dinamização psicológica e intelectual sobre os significados de cada uma.
  27. 27. SOBRE CABALA E TARÔ  Embora, e que ninguém duvide, ainda estejamos longe, de alcançar, inteiramente, as imensas expressões da Benevolência Divina contidas em cada Letra da Cabala nos instruindo para a Vida, assim como nos Arcanos Maiores do Tradicional Tarô recolhido nas Câmaras Iniciáticas do Antigo Egito.
  28. 28. SOBRE CABALA E TARÔ Outro aspecto importante a considerar, é que o Rei Salomão, um dos maiores expoentes da Grande Ciência, utilizou-se amplamente da metodologia dos taros em suas célebres “Clavículas de Salomão”, além de pantáculos e talismãs.
  29. 29. A "Lei Oral" foi passada de boca a orelha de geração em geração até que finalmente foi escrito por Abraão, o patriarca. Ele é considerado o autor original do "Sefer Yetzirah" que escreveu o livro sobre sua conversão do adorador de ídolos para a religião do Deus Verdadeiro. A TRADIÇÃO CABALÍSTICA DO SEPHER YETZIRAH
  30. 30. Segundo um comunicado em "Rokeah (Arum ḥasidut Zakuyyut"), “aos 48 anos de idade, Abraão foi levado pelos procedimentos da geração da Torre de Babel a refletir sobre Deus e o universo (inconformado com aquele procedimento?). Primeiro ele estudou por três anos por ele próprio. Depois, sob o comando de Deus, ele foi ensinado por Shem, até que ele se tornou tão sábio que compôs o "Sefer Yetzirah". A TRADIÇÃO CABALÍSTICA DO SEPHER YETZIRAH
  31. 31. Então Deus apareceu para ele, o levou para Si, beijou-o, chamou seu amigo, e fez um pacto com ele e sua descendência para sempre. ("A Lenda de judeus", Ginsburg, 210 "Sefer Yetzirah" 6.) A TRADIÇÃO CABALÍSITICA DO SEPHER YETZIRAH
  32. 32. A "tradição" (Qabala) foi então transmitida oralmente aos seus filhos, então: Jeremias, que passou para Joseph B. Uziel, que passou para seu filho, Ben Sira, que passou para seu filho, Uziel. Foi transmitida até os sábios de Jerusalém colocou por escrito numa circunstância em que os judeus estavam em um período de destruição, em algum momento no primeiro ou segundo século dC. Passagem talmúdica 1 (O mau estado dos negócios de Israel?) A TRADIÇÃO CABALÍSTICA DO SEPHER YETZIRAH
  33. 33. Curso de Cabala Prática e Tarô A CRIAÇÃO DO UNIVERSO Concepção Cabalística Concepção Bíblica affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  34. 34. CONDIÇÕES PARA A CRIAÇÃO A CRIAÇÃO RESULTA DE QUATRO ASPECTOS OU CONDIÇÕES: 1. VONTADE > PROPÓSITO 2. PODER > VERBO CRIADOR (Não desejos refletidos das Energias Materiais) 3. ENERGIA 4. SUBSTÂNCIA  Não é o choque dos Elétrons e Prótons que cria, mas as suas propriedades  É necessário saber o que foi pedido ou qual é o propósito da  Suprema Vontade  Suprema Inteligência  Supremo Poder
  35. 35. PROCESSO DA CRIAÇÃO Ele combinou, pesou e mudou: o Aleph com todas as outras letras em sucessão, e novamente com todas as outras com Aleph; Beth com todas; e todas novamente com Beth, e assim por diante com toda a série de letras. Segue daí que há 231 formações, e que toda criatura e toda palavra emanaram de um nome. De fato, combinando as 22 letras 2 a 2, sem permutação = n x ((n-i / 2) = 22 -1 x (22/2) = 231. Na metafísica cabalística todo o universo emanou gradualmente do espírito único de Deus Vivo.
  36. 36. AS 22 LETRAS
  37. 37. O REINO 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8     As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA ∝ O SER - ETERNO INFINITO - O ABSOLUTO
  38. 38. MARTE 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8     A Árvore da Vida O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO NETUNO SATURNO URANO JÚPITER SOL MERCÚRIO VÊNUS LUA TERRA PLUTÃO Equivalências no Processo Material do Sistema Solar da Copa da Árvore para baixo – Visão Tradicional
  39. 39. ALGUMAS INTERPRETAÇÕES OU INTERPOLAÇÕES São aplicações específicas Mas não são a essência da cabala
  40. 40. O Verbo Criador – Tetragramaton e o Pentagrama Jod – Princípio ativo – o influxo criador       He (1º.) – Princípio passivo – elemento sustentador Shin – O fator deflagrador – a causa das transformações Vou – A concretização do processo transformador/criador He (2º.) – Órgão de manifestação do processo da criação
  41. 41.  As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação  Os 7 Planetas – Centros de Dinamização  A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida CABALA A Ciência das Leis da Criação Símbolos e Significados
  42. 42. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8         As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  43. 43. A CRIAÇÃO – Concepção Bíblica DEUS/KRSNA No Princípio Criou O CÉU – Natureza Espiritual e A TERRA – Natureza Material Sem Forma Vazia O ESPÍRITO DE DEUS Pairava sobre a face do Abismo CRIOU A LUZ – Energia – Sua Expansão SEPAROU – Energia e Substância – Criação VISNU/CRISTO - As Formas – Reinos – BRAHMA/JEOVAH - A Vida – Sistemas – ALMAS CAÍDAS - Mundos - SIVA - Seres – Espíritos/Avatares - Almas Condicionadas pela Matéria O HOMEM “Façamos o Homem a Nossa Imagem e Semelhança” A QUEDA REDENÇÃO
  44. 44. Curso de Cabala Prática e Tarô ESFERAS DE APLICAÇÃO affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  45. 45. CABALA A Ciência das Leis da Criação  As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação  Os 7 Planetas – Centros de Dinamização  A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  46. 46. O Verbo Criador – Tetragramaton e o Pentagrama Jod – Princípio ativo – o influxo dinamizador/criador       He (1º.) – Princípio passivo – elemento sustentador Shin – O fator deflagrador – a causa das transformações Vau – A concretização do processo transformador/criador – a forma – uma expansão de Deus individualizada He (2º.) – Órgão de manifestação do processo da criação
  47. 47. CABALA A Ciência das Leis da Criação Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça Símbolos e Significados
  48. 48. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8         As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  49. 49. CABALA A Ciência das Leis da Criação As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino Símbolos e Significados
  50. 50. I II III IVVII VI V XII XVI X VIII IX XI XIII XV XIV XIXXVII XVIII XXIXX XXII
  51. 51. TARO –CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 7 Planetas – Centros de Dinamização Símbolos e Significados
  52. 52. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  53. 53. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância Símbolos e Significados
  54. 54. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Paus – O influxo criador/transformador – fogo  Copas – A atratividade/assimilação – água  Espadas – A reatividade/energia - a forma – ar  Ouros – A coesão molecular/a substância - terra Símbolos e Significados Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância No processo criador do plano inferior – natureza material – a substância é sempre sua manifestação objetiva, e é sempre mutável.
  55. 55. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação Símbolos e Significados
  56. 56. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Rei - O Princípio ativo – o influxo dinamizador  Rainha - Princípio passivo – elemento sustentador  Cavaleiro - A concretização do processo transformador/criador – a forma - uma expansão de Deus individualizada  Valete - Órgão de manifestação do processo da criação Símbolos e Significados As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação
  57. 57. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância Símbolos e Significados
  58. 58. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Paus – O influxo criador/transformador – fogo  Copas – A atratividade/assimilação – água  Espadas – A reatividade/energia - a forma – ar  Ouros – A coesão molecular/a substância - terra Símbolos e Significados Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância No processo criador do plano inferior – natureza material – a substância é sempre sua manifestação objetiva, e é sempre mutável.
  59. 59. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância Símbolos e Significados
  60. 60. Os Naipes – Elementos – Energia e Substância Paus – Princípio ativo – o poder criador – o influxo criador/transformador - fogo Copas – Princípio receptivo – a atratividade/assimilação - água Espadas – A reatividade/energia – a forma - ar Ouros – Passividade - a coesão molecular/a substância passiva no processo da criação - terra No processo criador do plano inferior – natureza material – a substância é sempre a sua manifestação objetiva, e é sempre mutável.
  61. 61. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação Símbolos e Significados
  62. 62. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Rei - O Princípio ativo – o influxo dinamizador  Rainha - Princípio passivo – elemento sustentador  Cavaleiro - A concretização do processo transformador/criador – a forma - uma expansão de Deus individualizada  Valete - Órgão de manifestação do processo da criação Símbolos e Significados As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação
  63. 63. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE I – AS QUESTÕES FUNDAMENTAIS QUEM SOMOS PORQUE ESTAMOS AQUI PARA ONDE VAMOS QUAL É O ROTEIRO affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  64. 64. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE I – AS QUESTÕES FUNDAMENTAIS QUEM SOMOS PORQUE ESTAMOS AQUI PARA ONDE VAMOS QUAL É O ROTEIRO affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  65. 65. QUEM SOMOS Somos uma Emanação Individualizada do Ser, refletindo em escala proporcional à nossa lucidez, os Atributos de Ser. O aspecto mais Universal de Ser é Eternidade, Onisciência e Autoridade sobre todos os processos criados.
  66. 66. POR QUE ESTAMOS AQUI Pela perda da Identidade com Ser, voltando-nos para as propriedades reativas dos processos criados.
  67. 67. POR QUE ESTAMOS AQUI Embora perdendo sempre para a transitoriedade das criações da energia binária, continuamos na ilusão de submetê-la. E por isso “não sairemos daqui enquanto não pagarmos até o último ceitil”.
  68. 68. PARA ONDE VAMOS Para esferas correspondentes ao regime de energias a que estamos vinculados. Em qualquer nível de vinculação ao processo material, as condições de existência dependerão do grau de lucidez já desenvolvido.
  69. 69. QUAL É O ROTEIRO É o restabelecimento da Consciência de Ser. A finalidade dos Universos Criados é proporcionar à alma o redescoberta de si mesma, pelo exercício dos seus atributos de inteligência e discriminação.
  70. 70. EXISTÊNCIA ESPIRITUAL CONSCIENTE Para manter a consciência individual no plano espiritual, é necessário focalizar a Suprema Personalidade de Deus e dinamizar os atributos espirituais que emanam d´Êle, e concedem a existência consciente de cada alma individualizada.
  71. 71. A forma de realizar é dinamizar a consciência espiritual pela integração a Deus/Krsna, pelo Serviço Devocional.
  72. 72. Assim construirá o corpo para a vivência espiritual eterna. Ex.:Se alguém pretender ir para a Amazônia deverá estabelecer um destino específico para situar-se.
  73. 73. Para analisar com cuidado! PRECEITO BUDISTA O processo do surgir, desaparecer e ressurgir, ou bases do vir-a-ser – upadhi - é formulado na Lei da Originação Interdependente, ou Roda da Vida; consta de doze Nidanas: 1. Por causa da ignorância, há individualidade, ilusão do eu. 2. Através da individualidade estão condicionadas as ações volitivas, ou formações cármicas. 3. Através das ações volitivas (cármicas), surge a consciência ou conhecimento. 4. Por causa da consciência, há nome e forma separados. 5. Por causa do nome e forma separados, há os seis sentidos. 6. Por causa dos seis sentidos, há o contato. 7. Por causa do contato, há sensação. 8. Por causa da sensação, há desejos. 9. Por causa dos desejos, há apego. 10. Por causa do apego, há existência individual. 11. Por causa da existência individual, há existência terrena. 12. 12. Por causa da existência terrena, há decadência e morte. (Dhammapada –Caminho da Lei)
  74. 74. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE II - A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS COMPETÊNCIAS PODER LUCIDEZ affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  75. 75. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE II - A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS COMPETÊNCIAS PODER LUCIDEZ affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  76. 76. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS O aspecto básico, é que sendo a alma individualizada “criada a imagem e semelhança de Deus”, esta é uma pessoa, porque Deus É PESSOA.
  77. 77. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS Em virtude de sua queda no universo criado, a alma condicionada apoia-se precariamente em alguns dos seus atributos de Pessoa, para realizar sua jornada ascensional ou tentar manter sua posição no mundo material.
  78. 78. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS COMPETÊNCIAS É a capacidade de servir ao processo material dentro das suas regras, de transformar por destruição. - Posição Subordinada
  79. 79. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS PODER É a capacidade de controlar processos, e será sempre decorrente da vinculação a uma esfera da criação primária. - Posição Reativa.
  80. 80. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS LUCIDEZ É a capacidade de compreender a Gênese de todos os processos, como expansões providenciais da Vontade Divina, e associar-se a eles.
  81. 81. A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS LUCIDEZ “Integração com o Cósmico ou Divino, é a relação consciente da alma individualizada com tudo o que é transcendente ao Universo Criado”.
  82. 82. Curso de Cabala Prática e Tarô A PESSOA E SEUS ATRIBUTOS LUCIDEZ “Buscai primeiro o Reino de Deus e Sua Justiça, que o resto vos será dado de acréscimo”.
  83. 83. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE III - O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL O PLANO TRANSCENDENTAL OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  84. 84. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE III - O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL O PLANO TRANSCENDENTAL OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  85. 85. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE III - O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO - MATERIAL affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  86. 86. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL O Universo (ou Universos – porque são em números incalculáveis) são criados e extintos pela Vontade de Deus, para cumprimento de Seus Desígnios ainda não compreendidos inteiramente pela nossa “vã filosofia”.
  87. 87. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL O que já podemos depreender é que serve de abrigo e escola para as almas individualizadas condicionadas pela energia material restabelecerem o seu vínculo consciencial com sua origem – Deus.
  88. 88. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL Numa visão sintética possibilitada pela Cabala apresenta-se com três planos transcendentes, e um plano físico, chamado Reino.
  89. 89. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL A Teosofia consagrou a visualização de três Planos: Físico, Astral e Causal.
  90. 90. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O UNIVERSO CRIADO – MATERIAL Em qualquer caso, sempre material e transitório, que surge e desaparece ciclicamente.
  91. 91. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS O PLANO TRANSCENDENTAL Acima dos Universos criados está o Plano Transcendental, Inefável, Absoluto, Eterno, Imutável, sem qualquer conflito ou contraste que estabeleçam choques transformadores ou destrutivos. É o Domínio de Deus em Deus.
  92. 92. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS O aspecto dinâmico dos universos criados são os corpos de manifestações de psiquismos e almas individualizadas conscientes. “Crescei e multiplicai-vos”
  93. 93. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS Os psiquismos e almas individualizadas conscientes agregarão energias compatíveis com suas propensões e animarão os corpos correspondentes ao seu papel na economia da Criação.
  94. 94. O CAMPO DAS EXISTÊNCIAS OS CORPOS DE MANIFESTAÇÃO E EXPERIÊNCIAS Em cada nível ou estágio de experiência, dinamizarão corpos: Físicos – Orgânicos – Fisioquímicos Astrais – Eletromagnéticos – Reativos Causais – Arquetípicos Alternando-se nestes corpos até a liberação do Plano Material
  95. 95. CORPOS – Veículos de manifestação  ORGÂNICO – Mecânico, fisioquímico; assimilação, desassimilação, transformação, destruição.  ASTRAL – Reativo, eletromagnético, atávico, instintivo; criação por arquétipos; psicológico, intelecto, mente, excitação; atração e repulsão.  CAUSAL – Consciência, creação (com e), prana – substância inefável, beatitude divina. Ainda assim, material.
  96. 96. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE IV - A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CRIAÇÃO NA CONSCIÊNCIA/ESSÊNCIA DE TODOS OS SERES NAS ESCRITURAS REVELADAS EM TODAS AS ESFERAS DO CONHECIMENTO affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  97. 97. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CRIAÇÃO Pela Obra se aquilata o Autor. Mesmo o restrito conhecimento da ciência moderna já reconhece o Incomensurável Poder que sustenta a existência do universo. Mas a Criação que podemos visualizar é uma ínfima expressão desse Poder.
  98. 98. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CRIAÇÃO Mesmo a ciência humana já reconhece relações de causa e efeito, e de correspondência entre todos os fenômenos do Universo, atestando que uma Inteligência Providencial promove a existência da vida, da natureza e dos mundos.
  99. 99. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CRIAÇÃO A providencialidade das leis naturais e cósmicas das quais derivam, nos mostra a Presença de Deus, e a Sua Solicitude para com a Sua Obra, especialmente para com a Humanidade, que deverá apreender com a Criação o Caminho de Retorno para o Criador. “Amai-vos e instruí-vos”.
  100. 100. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CONSCIÊNCIA/ESSÊNCIA DE TODOS OS SERES Deus é a Presença e o Princípio Definidor de todas as miríades de elementos da Criação, desde a mais ínfima molécula até Universos Inteiros, e especialmente em todas as almas individualizadas, em qualquer nível de expressão consciencial.
  101. 101. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NA CONSCIÊNCIA/ESSÊNCIA DE TODOS OS SERES Deus é a inteligência, a sensibilidade, o sentimento, e todos os atributos que sustentam os vários níveis de individuações, tanto nos planos dos universos criados, como no Plano Transcendental de Pura Espiritualidade.
  102. 102. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NAS ESCRITURAS REVELADAS Sendo a Lucidez também um Atributo Divino, as Revelações contidas nas Escrituras Sagradas de todas as épocas e de todos os povos, apenas correspondem ao Seu Desígnio de possibilitar recursos para realizarmos o nosso próprio resgate da energia binária onde inadvertidamente nos permitimos cair.
  103. 103. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NAS ESCRITURAS REVELADAS Profetas, Rishis e Avatares manifestam abundantemente o Conhecimento que deve nos libertar da Ilusão da Existência Material.
  104. 104. A MANIFESTAÇÃO DE DEUS EM TODAS AS ESFERAS DO CONHECIMENTO Deus É o vínculo entre conhecimento, conhecedor e objeto do conhecimento. Portanto o conhecimento de cada um dos inumeráveis elementos que podem ser conhecidos é mais uma das Suas Manifestações.
  105. 105. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE V - AS ESCOLAS MAIS ABRANGENTES E ATUANTES VÉDICA – O Hinduísmo e Doutrinas originárias da Índia EGÍPCIA – Hermetismo, Magia JUDAICO/CRISTÃ – Cabala – Catolicismo ESPÍRITA – Mediunismo affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  106. 106. UNIDADE VI - FUNDAMENTOS EXPERIMENTAIS RITUAIS PROPICIATÓRIOS MAGIA CERIMONIAL ORÁCULOS ALQUIMIA x HERMETISMO ÉTICO ASTROLOGIA PRÁTICAS TEÚRGICAS NUMEROLOGIA TARÔ affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  107. 107. - RITUAIS PROPICIATÓRIOS Submissão à Potências ocultas Operam por determinações recebidas Atendem a interesses e objetivos particulares de correntes ou egrégoras Processos e atividades estritamente reservadas Não há ênfase na liberação para outros níveis ou planos Não confundir com rituais litúrgicos
  108. 108. - MAGIA CERIMONIAL Integração entre operadores situados em diversos planos vibratórios Códigos de reconhecimento Hierarquias Objetivos amplos e evolutivos
  109. 109. - ORÁCULOS Processos divinatórios empíricos que sondam os arcanos magnéticos mediante a codificação de energias para responderem a determinadas condições. São limitados pela penetrabilidade do operador e pelo gênero de elementos polarizadores utilizados Amplas aplicações, mas de difícil configuração, até por que dependem de uma predisposição orgânica e astral especial do operador
  110. 110. - ALQUIMIA x HERMETISMO ÉTICO As tentativas de Revelar o Aspecto Transcendente da Criação, mediante a manipulação da Matéria Criada, ou pela dinamização dos Atributos Espirituais (Divinos?) das Criaturas.
  111. 111. - ASTROLOGIA Processo de Conhecer a Dinâmica das Leis da Criação mediante a observação do relacionamento de cada individualidade com o ambiente cósmico Fundamentação Científica, e a mais antiga formulação sistêmica das forças que definem a existência de cada ser
  112. 112. - PRÁTICAS TEÚRGICAS Incorporam várias práticas de intervenções no transcendente, mesmo que com efeitos nos planos inferiores Consistem em excitar os registros astrais do operador, mediante processos extáticos, físicos ou químicos, possibilitando a alteração do equilíbrio de forças em determinadas esferas A predisposição para estas práticas variam muito de indivíduo para indivíduo, dependendo da estrutura do seu campo psíquico e cármico
  113. 113. - NUMEROLOGIA Processo Sistêmico, que estabelece relações de polaridade, valor e analogia dos fenômenos da Criação, para projetar suas tendências e resultados A Cabala é uma Visualização Científica eminentemente numerológica
  114. 114. - TARÔ Está entre os processo baseados na magnetização de elementos físicos para que respondam a determinados estímulos cósmicos, astrais ou físicos. Existem numerosos tipos de elementos magnetizáveis utilizados, assim como, variedades de tarôs propriamente ditos No que nos interessa, consideramos o Tarô originário das tradições egípcias, das quais derivam também aspectos sistêmicos da Cabala Nos ocuparemos do Tarô original levado para a Europa suas aplicações e analogias com a Cabala affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  115. 115. Curso de Cabala Prática e Tarô UNIDADE VII - APLICAÇÕES PRÁTICAS CABALA TARÔ PRECES E IRRADIAÇÕES SERVIÇO DEVOCIONAL affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  116. 116. CABALA É a Ciência das Leis da Criação Sepher Hietzirah & Tarô  Pessoas  Alma  Corpo  Vida  Ente Coletivo (Empresas e Instituições)  Fatores Históricos – efeitos do seu passado  Gerenciamento  Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa  Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos  Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente  Relacionamento – o Repertório de Relacionamento  Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Perfil – Tendências e Influências - Prognósticos affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  117. 117. CABALA A Ciência das Leis da Criação  As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação  Os 7 Planetas – Centros de Dinamização  A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  118. 118. I II III IVVII VI V XII XVI X VIII IX XI XIII XV XIV XIXXVII XVIII XXIXX XXII
  119. 119. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  120. 120. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Carta Solar - Focos de Dinamização ou os Sete Planetas Entes Coletivos – Empresas e Instituições   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Relacionamento – o Repertório de Relacionamento Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa Gerenciamento Fatores Históricos – efeitos do seu passado
  121. 121. Prognósticos para os próximos períodos – Influências e tendências: Cada mês do período Síntese do Período Obstáculos/Desafios        
  122. 122. CONDIÇÕES PARA A CRIAÇÃO A CRIAÇÃO RESULTA DE QUATRO ASPECTOS OU CONDIÇÕES: 1. VONTADE > PROPÓSITO 2. PODER > VERBO CRIADOR (Não desejos refletidos das Energias Materiais) 3. ENERGIA 4. SUBSTÂNCIA  Não é o choque dos Elétrons e Prótons que cria, mas as suas propriedades  É necessário saber o que foi pedido ou qual é o propósito da  Suprema Vontade  Suprema Inteligência  Supremo Poder
  123. 123. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8   As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  124. 124. O REINO 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8     As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA ∝ O SER - ETERNO INFINITO - O ABSOLUTO
  125. 125. Oriente-se... Renove seu ânimo e melhore seus resultados  ORIENTAÇÃO PESSOAL E EMPRESARIAL  ESTRATÉGICA E CABALÍSTICA  VIDA E NEGÓCIOS  Cada pessoa como cada empresa, tem um propósito providencial para existir, e para cada etapa de suas vidas; com pontos fortes e pontos fracos a desenvolver.  Na sua trajetória de realização haverão oportunidades e obstáculos.  Conhecendo o rumo certo encontrará mais facilidades e menos conflitos para progredir.  Oriente-se e melhore seus resultados.  Orientação pessoal e profissional  Estratégica e Cabalística  Vida e Negócios  Fases da Vida, Influências e Tendências  Consciência sobre as possibilidades affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  126. 126. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atuando na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente. ORIENTAÇÃO SOBRE ALMA – Perfil Cósmico – Cabala – Figuras e Ases dos quatro naipes VIDA – Trajetória Evolutiva neste Ciclo – As doze Casas – Arcanos Maiores CORPO – Focos de Dinamização – Centros de Forças – Carta Solar – T. Completo KARMA – Influências e Reações – Tendências Imediatas – Prognósticos para os meses imediatos – T. Completo DEZ CARTAS – Para cada uma das Doze Casas – T. Completo TETRAGRAMATON – Para qualquer aspecto das Dez Cartas ENTE COLETIVO – Empresa ou Instituição – Perfil Cósmico – Carta Solar – Tendências e Influências – Carta Solar – Dez Cartas – Tetragramaton – Arcanos Menores
  127. 127. CABALA A Ciência das Leis da Criação As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino Símbolos e Significados
  128. 128. I II III IVVII VI V XII XVI X VIII IX XI XIII XV XIV XIXXVII XVIII XXIXX XXII
  129. 129. CABALA A Ciência das Leis da Criação Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça Símbolos e Significados
  130. 130. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8   As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  131. 131. TARO –CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 7 Planetas – Centros de Dinamização Símbolos e Significados
  132. 132. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  133. 133. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  134. 134. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Carta Solar - Focos de Dinamização ou os Sete Planetas Entes Coletivos – Empresas e Instituições   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Relacionamento – o Repertório de Relacionamento Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa Gerenciamento Fatores Históricos – efeitos do seu passado
  135. 135. TARO –CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Os 7 Planetas – Centros de Dinamização Símbolos e Significados
  136. 136. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  137. 137. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Carta Solar - Focos de Dinamização ou os Sete Planetas Entes Coletivos – Empresas e Instituições   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Relacionamento – o Repertório de Relacionamento Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa Gerenciamento Fatores Históricos – efeitos do seu passado
  138. 138. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  139. 139. As Casas da Vida A Trajetória Evolutiva do “Self” Neste Ciclo Encarnatório Visão Tradicional Visão Filosófica Visão Ontogênica
  140. 140. Eclíptica ou Casas da Vida          12 11 10 9 8 7 6 52 1 43
  141. 141. As Casas da Vida A Trajetória Evolutiva do “Self” Neste Ciclo Encarnatório Visão Tradicional Visão Filosófica Visão Ontogênica
  142. 142. As Casas da Vida – Sentido Tradicional 1. A Vida - Forma Corpórea; aparência pessoal e visão da Vida. 2. As riquezas - Vigor; posses; ganhos ou perdas. 3. Irmãos e Colaterais - Irmãos, vizinhos, viagens curtas, cartas; mente inferior. 4. Pais e Lar - O lar e os pais; o pai; fim da vida. Assuntos ligados à terra e bens de raiz. 5. Filhos - Prole, filhos, criações artísticas, especulações, diversões. 6. Saúde - Doença. Criados e dependentes. Inimigos particulares. 7. Casamentos – Contratos - Casamento e sociedades, 8. Morte, luto, guerras, processos - Morte e legados. 9. Domínio da Intelectualidade - Religião, filosofia, Ciência, escritos, viagens longas. 10. Dignidades, consideração social - Honra, prestígio, fama; posição pública; a mãe. 11. Amigos – relações sociais - Amigos; esperanças e desejos; lisonjeadores. 12. Inimigos - Inimigos secretos. Destino. Prisão.
  143. 143. As Casas da Vida A Trajetória Evolutiva do “Self” Neste Ciclo Encarnatório Visão Tradicional Visão Filosófica Visão Ontogênica
  144. 144. As Casas da Vida – Sentido Tradicional 1. A Vida - Forma Corpórea; aparência pessoal e visão da Vida. 2. As riquezas - Vigor; posses; ganhos ou perdas. 3. Irmãos e Colaterais - Irmãos, vizinhos, viagens curtas, cartas; mente inferior. 4. Pais e Lar - O lar e os pais; o pai; fim da vida. Assuntos ligados à terra e bens de raiz. 5. Filhos - Prole, filhos, criações artísticas, especulações, diversões. 6. Saúde - Doença. Criados e dependentes. Inimigos particulares. 7. Casamentos – Contratos - Casamento e sociedades, 8. Morte, luto, guerras, processos - Morte e legados. 9. Domínio da Intelectualidade - Religião, filosofia, Ciência, escritos, viagens longas. 10. Dignidades, consideração social - Honra, prestígio, fama; posição pública; a mãe. 11. Amigos – relações sociais - Amigos; esperanças e desejos; lisonjeadores. 12. Inimigos - Inimigos secretos. Destino. Prisão.
  145. 145. Eclíptica ou Casas da Vida          12 11 10 9 8 7 6 52 1 43
  146. 146. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posiçã o Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Casas da Vida – Detalhamento de seus diversos aspectos    
  147. 147. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  148. 148. Eclíptica ou Casas da Vida          12 11 10 9 8 7 6 52 1 43
  149. 149. As Casas da Vida A Trajetória Evolutiva do “Self” Neste Ciclo Encarnatório Visão Tradicional Visão Filosófica Visão Ontogênica
  150. 150. As Casas da Vida I. A Vida - Forma Corpórea; aparência pessoal e visão da Vida. II. As riquezas - Vigor; posses; ganhos ou perdas. III. Irmãos e Colaterais - Irmãos, vizinhos, viagens curtas, cartas; mente inferior. IV. Pais e Lar - O lar e os pais; o pai; fim da vida. Assuntos ligados à terra e bens de raiz. V. Filhos - Prole, filhos, criações artísticas, especulações, diversões. VI. Saúde - Doença. Criados e dependentes. Inimigos particulares. VII. Casamentos – Contratos - Casamento e sociedades, VIII. Morte, luto, guerras, processos - Morte e legados. IX. Domínio da Intelectualidade - Religião, filosofia, Ciência, escritos, viagens longas. X. Dignidades, consideração social - Honra, prestígio, fama; posição pública; a mãe. XI. Amigos – relações sociais - Amigos; esperanças e desejos; lisonjeadores. XII. Inimigos - Inimigos secretos. Destino. Prisão.
  151. 151. As Casas da Vida I. A Vida - Forma Corpórea; aparência pessoal e visão da Vida. I. Consciência de Self; ponto de vista subjetivo. O “Semeador”. Princípio-forma. O destino particular. II. Domina a saúde do consulente e todo o seu ser (tendências naturais, instintos, motivação do caráter). Exerce influência sobre o princípio de todos os empreendimentos.
  152. 152. As Casas da Vida II. As riquezas - Vigor; posses; ganhos ou perdas. I. A substância vital a ser usada pelo Self; o material a ser redimido. O “solo”. A hereditariedade.A substância social disponível para elaborar o destino (riqueza, posses). A substância do corpo. Comida. Metabolismo. II. Domina tudo o que é riqueza (dinheiro, disponibilidades financeiras, operações econômicas e bens recebidos).
  153. 153. As Casas da Vida III. Irmãos e Colaterais - Irmãos, vizinhos, viagens curtas, cartas; mente inferior. I. Relacionamento do Self pessoal com a substância física, do Semeador com o Solo: a Semente. O intelecto formativo sintetizando impressões dos sentidos reunindo destino individual a elementos sociais. O meio ambiente. II. Domina as relações familiares entre irmãos e irmãs e pessoas próximas. Domina as deslocações cotidianas (visitas aos irmãos, irmãs, amigos íntimos; viagens de curta duração).
  154. 154. As Casas da Vida IV. Pais e Lar - O lar e os pais; o pai; fim da vida. Assuntos ligados à terra e bens de raiz. I. Concretização do Self; a Alma. Sua base de funcionamento. O pai cuja semente carrega o padrão astral, o plano do corpo. II. Domina as relações pais-filhos. A tradição familiar, o sentido da hierarquia na família e o respeito devido aos pais. As heranças. Determina o valor das recordações do passado, da tradição.
  155. 155. As Casas da Vida V. Filhos - Prole, filhos, criações artísticas, especulações, diversões. I. Exteriorização do Self. Atividade criativa e procriativa. Recreações. II. Domina as relações com os filhos, o amor e as relações sexuais. As paixões amorosas. A reprodução e o prolongamento da espécie. As atividades desportivas.
  156. 156. As Casas da Vida VI. Saúde - Doença. Criados e dependentes. Inimigos particulares. I. Conflitos resultantes da exteriorização do Self. Inimizade de outras selves pessoais, incluindo as células do próprio corpo. Doença. Relação entre senhor e escravo, patrão e empregado. II. Domina a saúde quotidiana (doenças benignas, pequenas indisposições). Influencia as responsabilidades diárias, as relações com os colegas de trabalho, com os familiares. As pequenas contrariedades. Situa-se em relação aos acontecimentos que pode intervir na vida dos amigos ou de parentes residentes no estrangeiro.
  157. 157. As Casas da Vida VII. Casamentos – Contratos - Casamento e sociedades. I. O sentido do relacionamento humano numa base de dar e receber. Intercâmbio de energias e de idéias. II. Domina tudo o que é contratos, acordos, criação de sociedades. O que está relacionado com casamentos, noivados. As amizades, as relações com os familiares, as associações.
  158. 158. As Casas da Vida VIII. Morte, luto, guerras, processos - Morte e legados. I. Destruição das limitações pessoais como um resultado de intercâmbio humano. Ampliação de conceitos. Regeneração e morte. Ocultismo prático, também os negócios modernos baseados em contrato e compra de instalações. II. Domina as perdas de entes queridos, desgostos, incidentes, sacrifícios a suportar, assim como a perdas ou abandonos. Exerce influências sobre as falências, balanços, etc.
  159. 159. As Casas da Vida IX. Domínio da Intelectualidade - Religião, filosofia, Ciência, escritos, viagens longas. I. A mente abstrata e o sentido de relacionamento entre relações. Contatos mundiais; ajuste mental à idéias raciais e necessidades coletivas. II. Domina as conquistas morais, espirituais sobre si mesmo. Viagens longas e aventurosas, sonhos, visões, premonições. Influencia no que respeita a Ciências Ocultas.
  160. 160. As Casas da Vida X. Dignidades, consideração social - Honra, prestígio, fama; posição pública; a mãe. I. Concretização de relacionamentos. Base de funcionamento na sociedade humana. Negócios, assuntos de estado. A mãe em quem a consciência racial e a Alma nacional se concretizam. II. Domina tudo o que é prestígio, dignidade, afirmação social, celebridade, mudança nas relações femininas. Influencia na obtenção de prêmios e recompensas.
  161. 161. As Casas da Vida XI. Amigos – relações sociais - Amigos; esperanças e desejos; lisonjeadores. I. Exteriorização da posição social. O círculo de conhecidos e os amigos. Novos ideais de relacionamento humano e social. Os sonhos e esforços do Reformador. II. Domina as relações cordiais e sentimentais entre amigos e no plano profissional. Dá sorte, popularidade, honras, êxito. Consolida as posições sociais.
  162. 162. As Casas da Vida XII. Inimigos - Inimigos secretos. Destino. Prisão. I. Conflito com as forças inerciais da sociedade. O poder limitante do nível de consciência racial e sua superação através de esforços de vontade exercidos ocultamente. Carma e a fatalidade do renascimento numa forma limitada de Self, ou para neutralizar falhas ou em sacrifício compassivo. Forças que levaram o Self a encarnar. A superação do carma. Liberação. II. Revela os inimigos escondidos, as armadilhas, as capturas. Influencia as renúncias, os sacrifícios pessoais, o desprendimento dos bens e prazeres, a aceitação de uma vida monástica.
  163. 163. TARO O ALFABETO DIVINO Arcanos Maiores  As “estações” da Redenção das Almas Caídas Arcanos Menores  A Presença Divina Manifesta nas Esferas da Criação Estrutura e Fundamentos
  164. 164. TARO O ALFABETO DIVINO Arcanos Menores A Presença Divina Manifesta nas Esferas da Criação Estrutura e Fundamentos
  165. 165. TARO O ALFABETO DIVINO Arcanos Maiores As “estações” da Redenção das Almas Caídas Estrutura e Fundamentos
  166. 166. TARO O ALFABETO DIVINO Arcanos Maiores  As “estações” da Redenção das Almas Caídas  Seus aspectos divinatórios estabelecidos na analogia com o alfabeto hebraico  A concretização das estações pela dinamização dos centros de força Estrutura e Fundamentos
  167. 167. TARO O ALFABETO DIVINO I. O MAGO – a alma individualizada, caída no mundo material, investida de suas prerrogativas e atributos como “pessoa”. Os Arcanos Maiores
  168. 168. TARO O ALFABETO DIVINO II.A SACERDOTIZA – A Natureza indiferenciada que deverá submeter o “self” para concretizar suas criações. Os Arcanos Maiores
  169. 169. TARO O ALFABETO DIVINO III.A IMPERATRIZ – A Natureza fecundada (polarizada) a ser integrada num processo construtivo da criação. Os Arcanos Maiores
  170. 170. TARO O ALFABETO DIVINO IV.O IMPERADOR – Processo estabilizado pelo equilíbrio das forças naturais. Os Arcanos Maiores
  171. 171. TARO O ALFABETO DIVINO V. O HIEROFANTE – Autoridade sobre os processos nos três planos decorrente da lucidez (consciência) das Leis Superiores. Os Arcanos Maiores
  172. 172. TARO O ALFABETO DIVINO VI.OS DOIS CAMINHOS – Alcançada a lucidez, o “self” deverá optar entre o processo ascensional nas energias espirituais, ou regredir para o fatalismo das energias binárias (materiais). Os Arcanos Maiores
  173. 173. TARO O ALFABETO DIVINO VII.O CARRO DO VENCEDOR – A Natureza harmonizada proporciona todos os recursos de realização ao Vencedor que fez as escolhas certas. Os Arcanos Maiores
  174. 174. TARO O ALFABETO DIVINO VIII. A JUSTIÇA – A balança (o juízo) e a espada (retorno) guardam todos os movimentos, em todos os planos, do “self”, que deverá equilibrar as forças superiores e inferiores em sua trajetória ascensional. Os Arcanos Maiores
  175. 175. TARO O ALFABETO DIVINO IX. O EREMITA – Sabedoria e discrição possibilita ao Eremita orientação e proteção na sua circunstancial solidão. Os Arcanos Maiores
  176. 176. TARO O ALFABETO DIVINO X. A RODA DA FORTUNA – O movimento é fatalidade absoluta nos planos criados, por isso que o “self” deve estar apto para vivenciar os aspectos providenciais da Existência. Os Arcanos Maiores
  177. 177. TARO O ALFABETO DIVINO XI. A FORÇA – O Poder e a Autoridade do Espírito sobre a Natureza Criada e as energias binárias é prerrogativa inquestionável do “self” consciente de Ser. Os Arcanos Maiores
  178. 178. TARO O ALFABETO DIVINO XII. O SACRIFÍCIO – O triunfo do “self” sustentado pelo Espírito será sempre manifestado pelo sacrifício compassivo dos recursos auridos nos planos materiais. Os Arcanos Maiores
  179. 179. TARO O ALFABETO DIVINO XIII. A MORTE – A ascensão do “self” para planos superiores decorre da morte do indivíduo vinculado às energias do plano inferior. Os Arcanos Maiores
  180. 180. TARO O ALFABETO DIVINO XIV. A REVERSÃO DOS PROCESSOS – A sublimação do “self” pela quebra do fatalismo da substância e das energias inferiores é conseqüência do domínio das suas influências. Os Arcanos Maiores
  181. 181. TARO O ALFABETO DIVINO XV. O DIABO – Na transição entre as esferas materiais e espirituais é necessário neutralizar as injunções das energias binárias que prendem o “self” no plano inferior. Os Arcanos Maiores
  182. 182. TARO O ALFABETO DIVINO XVI. A TORRE DESTRUÍDA – O fatalismo das energias binárias estabelecem a destruição cíclica de todas as edificações no plano inferior. Os Arcanos Maiores
  183. 183. TARO O ALFABETO DIVINO XVII. A ESTRELA – Acima das injunções das energias binárias, que são fatalistas, estão os influxos cósmicos das energias espirituais que são providenciais no processo da Criação. Os Arcanos Maiores
  184. 184. TARO O ALFABETO DIVINO XVIII. A LUA – Na demanda da luz ascensional o “self” reencontrará adversários e adversidades inerentes aos planos de sublimação pelo sofrimento. Os Arcanos Maiores
  185. 185. TARO O ALFABETO DIVINO XIX. O SOL – Na Plataforma das Energias Superiores a Providencia Cósmica abriga todos os processos. Os Arcanos Maiores
  186. 186. TARO O ALFABETO DIVINO XX. O RENASCIMENTO – A abertura para novas oportunidades colocará em avaliação a consistência consciencial do “self”. Os Arcanos Maiores
  187. 187. TARO O ALFABETO DIVINO XXI. O LOUCO – A disponibilidade para a transcendência será de temeridade para a sustentação do processo material, ou, para o processo de sustentação material. Os Arcanos Maiores
  188. 188. TARO O ALFABETO DIVINO XXII. O MUNDO – Toda a Natureza Criada serve aos propósitos do “self” estabelecido na plataforma superior . Os Arcanos Maiores
  189. 189. TARO O ALFABETO DIVINO Os Arcanos Menores  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras –As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação Estrutura e Fundamentos
  190. 190. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8         As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  191. 191. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Paus – O influxo criador/transformador – fogo  Copas – A atratividade/assimilação – água  Espadas – A reatividade/energia - a forma – ar  Ouros – A coesão molecular/a substância - terra Símbolos e Significados Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância No processo criador do plano inferior – natureza material – a substância é sempre sua manifestação objetiva, e é sempre mutável.
  192. 192. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Rei - O Princípio ativo – o influxo dinamizador  Rainha - Princípio passivo – elemento sustentador  Cavaleiro - A concretização do processo transformador/criador – a forma - uma expansão de Deus individualizada  Valete - Órgão de manifestação do processo da criação Símbolos e Significados As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação
  193. 193. TARO – CABALA APLICADA Algumas aplicações do Taro fundamentado na Cabala Prática
  194. 194. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação Operador Autorizado que atuará na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa ou ente objeto da Consulta. A Prática do Taro com Princípios Cabalísticos Requisito Básico
  195. 195. TARO - CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação O Operador só poderá alcançar de forma esclarecedora as esferas das quais tenha conhecimento sistêmico. A Prática do Taro com Princípios Cabalísticos Alcance do Trabalho
  196. 196. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atua na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente.
  197. 197. CABALA É a Ciência das Leis da Criação Sepher Hietzirah & Tarô  Pessoas  Alma  Corpo  Vida  Ente Coletivo (Empresas e Instituições)  Fatores Históricos – efeitos do seu passado  Gerenciamento  Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa  Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos  Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente  Relacionamento – o Repertório de Relacionamento  Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Perfil – Tendências e Influências - Prognósticos
  198. 198. Oriente-se... Renove seu ânimo e melhore seus resultados  ORIENTAÇÃO PESSOAL E EMPRESARIAL  ESTRATÉGICA E CABALÍSTICA  VIDA E NEGÓCIOS  Cada pessoa como cada empresa, tem um propósito providencial para existir, e para cada etapa de suas vidas; com pontos fortes e pontos fracos a desenvolver.  Na sua trajetória de realização haverão oportunidades e obstáculos.  Conhecendo o rumo certo encontrará mais facilidades e menos conflitos para progredir.  Oriente-se e melhore seus resultados.  Orientação pessoal e profissional  Estratégica e Cabalística  Vida e Negócios  Fases da Vida, Influências e Tendências  Consciência sobre as possibilidades affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  199. 199. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atuando na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente. ORIENTAÇÃO SOBRE ALMA – Perfil Cósmico – Cabala – Figuras e Ases dos quatro naipes VIDA – Trajetória Evolutiva neste Ciclo – As doze Casas – Arcanos Maiores CORPO – Focos de Dinamização – Centros de Forças – Carta Solar – T. Completo KARMA – Influências e Reações – Tendências Imediatas – Prognósticos para os meses imediatos – T. Completo DEZ CARTAS – Para cada uma das Doze Casas – T. Completo TETRAGRAMATON – Para qualquer aspecto das Dez Cartas ENTE COLETIVO – Empresa ou Instituição – Perfil Cósmico – Carta Solar – Tendências e Influências – Carta Solar – Dez Cartas – Tetragramaton – Arcanos Menores
  200. 200. CABALA É a Ciência das Leis da Criação Sepher Hietzirah & Tarô  Pessoas  Alma  Corpo  Vida  Ente Coletivo (Empresas e Instituições)  Fatores Históricos – efeitos do seu passado  Gerenciamento  Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa  Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos  Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente  Relacionamento – o Repertório de Relacionamento  Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Perfil – Tendências e Influências - Prognósticos affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  201. 201. O Verbo Criador – Tetragramaton e o Pentagrama Jod – Princípio ativo – o influxo dinamizador/criador       He (1º.) – Princípio passivo – elemento sustentador Shin – O fator deflagrador – a causa das transformações Vau – A concretização do processo transformador/criador – a forma – uma expansão de Deus individualizada He (2º.) – Órgão de manifestação do processo da criação
  202. 202. Os Naipes – Elementos – Energia e Substância Paus – Princípio ativo – o poder criador – o influxo criador/transformador - fogo Copas – Princípio receptivo – a atratividade/assimilação - água Espadas – A reatividade/energia – a forma - ar Ouros – Passividade - a coesão molecular/a substância passiva no processo da criação - terra No processo criador do plano inferior – natureza material – a substância é sempre a sua manifestação objetiva, e é sempre mutável.
  203. 203. Oriente-se... Renove seu ânimo e melhore seus resultados  ORIENTAÇÃO PESSOAL E EMPRESARIAL  ESTRATÉGICA E CABALÍSTICA  VIDA E NEGÓCIOS  Cada pessoa como cada empresa, tem um propósito providencial para existir, e para cada etapa de suas vidas; com pontos fortes e pontos fracos a desenvolver.  Na sua trajetória de realização haverão oportunidades e obstáculos.  Conhecendo o rumo certo encontrará mais facilidades e menos conflitos para progredir.  Oriente-se e melhore seus resultados.  Orientação pessoal e profissional  Estratégica e Cabalística  Vida e Negócios  Fases da Vida, Influências e Tendências  Consciência sobre as possibilidades affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  204. 204. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atuando na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente. ORIENTAÇÃO SOBRE ALMA – Perfil Cósmico – Cabala – Figuras e Ases dos quatro naipes VIDA – Trajetória Evolutiva neste Ciclo – As doze Casas – Arcanos Maiores CORPO – Focos de Dinamização – Centros de Forças – Carta Solar – T. Completo KARMA – Influências e Reações – Tendências Imediatas – Prognósticos para os meses imediatos – T. Completo DEZ CARTAS – Para cada uma das Doze Casas – T. Completo TETRAGRAMATON – Para qualquer aspecto das Dez Cartas ENTE COLETIVO – Empresa ou Instituição – Perfil Cósmico – Carta Solar – Tendências e Influências – Carta Solar – Dez Cartas – Tetragramaton – Arcanos Menores
  205. 205. Memória da Consulta em: Interesses e Prioridades: 1. -________________________________ 2. -________________________________ 3. -________________________________ 4. -________________________________ 5. -________________________________ 10. - Orientações sobre o método 11. - Composições dos Cortes 1. -__________________________________________ 2. -__________________________________________ 3. -__________________________________________ 4. -__________________________________________
  206. 206. DEZ CARTAS  Para cada uma das Doze Casas  Arcanos Maiores  Influências de Individualidades  Arcanos Menores  Influências Cósmicas
  207. 207. Dez Cartas   Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posi ção Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  208. 208. ALMA  Perfil Cósmico  Cabala  Figuras e Ases dos quatro naipes
  209. 209. 3 2 7 4 1 8 9 10 6 5 1 9 10 3 2 45 7 6 8   As Sefiras Expansões do Divino O Verbo – A Vontade Suprema A Absoluta Sabedoria A Absoluta Inteligência Misericórdia – a Absoluta Bondade A Absoluta Autoridade - Justiça O Esplendor da Criação A Vida em Manifestação - Vitória Sustentação Perenidade – A Glória O Fundamento – A Forma A Existência – O Reino A EMANAÇÃO A CRIAÇÃO A FORMA O REINO
  210. 210. CORPO  Focos de Dinamização  Centros de Forças  Carta Solar  T. Completo
  211. 211. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Centros de Dinamização ou os Sete Planetas   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – lar, vida doméstica, o público em geral, mulheres, esposa. Intelectualidade – estudos, escritos, papéis, viagens, irmãos, repertório de manifestação. Atratividade – afeições, sociabilidade, arte, beleza, Recursos e Valores – honra, saúde, relações com superiores, o marido da mulher casada. Individualização – vida, energia, antagonismos, sexualidade. Capacidade volitiva – profissão, negócios, emprego, religião. Carma – imóveis, coisas secretas, idosos, doenças, perdas, decepções.
  212. 212. VIDA  Trajetória Evolutiva neste Ciclo  As doze Casas  Arcanos Maiores
  213. 213. Eclíptica ou Casas da Vida          12 11 10 9 8 7 6 52 1 43
  214. 214. ENTE COLETIVO Empresa ou Instituição  Perfil Cósmico  Carta Solar  Dez Cartas  Tetragramaton  Tendências e Influências  Arcanos Menores
  215. 215. SATURNO VÊNUS JUPITER MARTE Carta Solar - Focos de Dinamização ou os Sete Planetas Entes Coletivos – Empresas e Instituições   MERCÚRIO LUA SOL Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Relacionamento – o Repertório de Relacionamento Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa Gerenciamento Fatores Históricos – efeitos do seu passado
  216. 216. KARMA  Influências e Reações  Tendências Imediatas  Prognósticos para os meses imediatos  T. Completo
  217. 217. Prognósticos para os próximos períodos – Influências e tendências: Cada mês do período Síntese do Período Obstáculos/Desafios        
  218. 218. TETRAGRAMATON  Para qualquer aspecto das Dez Cartas  Fatores Externos  T. Completo
  219. 219. Tetragramaton   
  220. 220. PENTAGRAMA  Para qualquer aspecto das Dez Cartas  Exercício do Livre Arbítrio  T. Completo
  221. 221. Pentagrama
  222. 222. O Verbo Criador – Tetragramaton e o Pentagrama Jod – Princípio ativo – o influxo criador       He (1º.) – Princípio passivo – elemento sustentador Shin – O fator deflagrador – a causa das transformações Vou – A concretização do processo transformador/criador He (2º.) – Órgão de manifestação do processo da criação
  223. 223. I II III IVVII VI V XII XVI X VIII IX XI XIII XV XIV XIXXVII XVIII XXIXX XXII
  224. 224. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atuando na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente. ORIENTAÇÃO SOBRE ALMA – Perfil Cósmico – Cabala – Figuras e Ases dos quatro naipes VIDA – Trajetória Evolutiva neste Ciclo – As doze Casas – Arcanos Maiores CORPO – Focos de Dinamização – Centros de Forças – Carta Solar – T. Completo KARMA – Influências e Reações – Tendências Imediatas – Prognósticos para os meses imediatos – T. Completo DEZ CARTAS – Para cada uma das Doze Casas – T. Completo TETRAGRAMATON – Para qualquer aspecto das Dez Cartas ENTE COLETIVO – Empresa ou Instituição – Perfil Cósmico – Carta Solar – Tendências e Influências – Carta Solar – Dez Cartas – Tetragramaton – Arcanos Menores
  225. 225. Memória da Consulta em: Interesses e Prioridades: 1. -________________________________ 2. -________________________________ 3. -________________________________ 4. -________________________________ 5. -________________________________ 10. - Orientações sobre o método 11. - Composições dos Cortes 1. -__________________________________________ 2. -__________________________________________ 3. -__________________________________________ 4. -__________________________________________
  226. 226. Para cada uma das Doze Casas DEZ CARTAS  Para qualquer aspecto das dez cartas  Exercício do Livre Arbítrio  Pentagrama  Fatores Externos  Tetragramaton  T. Completo
  227. 227. Dez Cartas   Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posi ção Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  228. 228. Dez Cartas     Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posi ção Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado RemotoInfluências Imediatas Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  229. 229. Centros de Dinamização/Carta Solar      
  230. 230. PROCESSO - 312 Operador Autorizado atuando na Plataforma Superior refletida no campo astral do Plano das energias materiais inferiores, e manifestadas pela pessoa do Consulente. ORIENTAÇÃO SOBRE ALMA – Perfil Cósmico – Cabala – Figuras e Ases dos quatro naipes VIDA – Trajetória Evolutiva neste Ciclo – As doze Casas – Arcanos Maiores CORPO – Focos de Dinamização – Centros de Forças – Carta Solar – T. Completo KARMA – Influências e Reações – Tendências Imediatas – Prognósticos para os meses imediatos – T. Completo DEZ CARTAS – Para cada uma das Doze Casas – T. Completo TETRAGRAMATON – Para qualquer aspecto das Dez Cartas ENTE COLETIVO – Empresa ou Instituição – Perfil Cósmico – Carta Solar – Tendências e Influências – Carta Solar – Dez Cartas – Tetragramaton – Arcanos Menores
  231. 231. 12 11 10 9 8 7 6 5 43 2 1 Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posiçã o Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Corte Um   
  232. 232. Centros de Dinamização/Carta Solar      
  233. 233. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posição Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado RemotoInfluências Imediatas 1 9 10 3 2 45 7 6 8     Corte Dois Perfil Cósmico Carta Solar e Dez Cartas
  234. 234. Corte Três Prognósticos e Influências          
  235. 235. DEZ CARTAS  Para cada uma das Doze Casas  Arcanos Maiores  Influências de Individualidades  Arcanos Menores  Influências Cósmicas
  236. 236. Dez Cartas    Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  237. 237. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação  Rei - O Princípio ativo – o influxo dinamizador  Rainha - Princípio passivo – elemento sustentador  Cavaleiro - A concretização do processo transformador/criador – a forma - uma expansão de Deus individualizada  Valete - Órgão de manifestação do processo da criação Símbolos e Significados As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação
  238. 238. TARO – CABALA APLICADA A Ciência das Leis da Criação A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  239. 239. As Casas da Vida A Trajetória Evolutiva do “Self” Neste Ciclo Encarnatório Visão Tradicional Visão Filosófica Visão Ontogênica
  240. 240. 12 11 10 9 8 7 6 5 43 2 1 Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posiçã o Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Corte Um   
  241. 241. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posição Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado RemotoInfluências Imediatas    
  242. 242. Centros de Dinamização/Carta Solar      
  243. 243. Centros de Dinamização/Carta Solar      
  244. 244. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posição Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas      
  245. 245. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posição Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado RemotoInfluências Imediatas     Corte Um Perfil Cósmico – Carta Solar - Dez Cartas
  246. 246. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posição Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Tetragramaton       Corte Dois Casas da Vida Dez Cartas
  247. 247. Corte Três          
  248. 248. Corte Três          
  249. 249. Dez Cartas    Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  250. 250. Dez Cartas     Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posi ção Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado RemotoInfluências Imediatas Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  251. 251. Prognósticos para os próximos períodos – Influências e tendências: Cada mês do período Síntese do Período Obstáculos/Desafios        
  252. 252. Eclíptica ou Casas da Vida          12 11 10 9 8 7 6 52 1 43
  253. 253. TETRAGRAMATON  Para qualquer aspecto das Dez Cartas  Fatores Externos  T. Completo
  254. 254. Os Naipes – Elementos – Energia e Substância Paus – Princípio ativo – o poder criador     Copas – Princípio receptivo – atratividade Espadas – A reatividade - energia Ouros – Substância passiva no processo da criação
  255. 255. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posiçã o Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Casas da Vida – Detalhamento de seus diversos aspectos    
  256. 256. O Verbo Criador – Tetragramaton e o Pentagrama Jod – Princípio ativo – o influxo criador       He (1º.) – Princípio passivo – elemento sustentador Shin – O fator deflagrador – a causa das transformações Vou – A concretização do processo transformador/criador He (2º.) – Órgão de manifestação do processo da criação
  257. 257. Influências Futuras Direção Destino Passado Recente Posiçã o Atual Síntese Sentimentos Íntimos Fatores Ambientais Sua Posição Passado Remoto Influências Imediatas Casas da Vida – Detalhamento de seus diversos aspectos    
  258. 258. CABALA A Ciência das Leis da Criação  As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação  Os 7 Planetas – Centros de Dinamização  A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  259. 259. Dez Cartas    Arcanos Maiores Influências de Individualidades Pentagramas Arcanos Menores Influências Cósmicas Tetragramaton
  260. 260. Oriente-se... Renove seu ânimo e melhore seus resultados  ORIENTAÇÃO PESSOAL E EMPRESARIAL  ESTRATÉGICA E CABALÍSTICA  VIDA E NEGÓCIOS  Cada pessoa como cada empresa, tem um propósito providencial para existir, e para cada etapa de suas vidas; com pontos fortes e pontos fracos a desenvolver.  Na sua trajetória de realização haverão oportunidades e obstáculos.  Conhecendo o rumo certo encontrará mais facilidades e menos conflitos para progredir.  Oriente-se e melhore seus resultados.  Orientação pessoal e profissional  Estratégica e Cabalística  Vida e Negócios  Fases da Vida, Influências e Tendências  Consciência sobre as possibilidades affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  261. 261. CABALA É a Ciência das Leis da Criação Sepher Hietzirah & Tarô  Pessoas  Alma  Corpo  Vida  Ente Coletivo (Empresas e Instituições)  Fatores Históricos – efeitos do seu passado  Gerenciamento  Vigor do Processo – Vitalidade da Empresa  Recursos e Conceito – Fatores Humanos, Materiais, Tecnológicos  Atratividade – os Valores de Relacionamento com o ambiente  Relacionamento – o Repertório de Relacionamento  Assimilação – de Substância e Valores, Transformação Perfil – Tendências e Influências - Prognósticos affectator@hotmail.com  055 9154-5002 048 8809-9319 049 8868-4054
  262. 262. CABALA A Ciência das Leis da Criação  As 22 Letras – O Verbo, Vontade, Sentimentos, Individuações do Divino  Os 10 Algarismos – Forças, Peso, Valor, Termos do Equilíbrio, Justiça  Os 4 Naipes – Elementos – Energia e Substância  As 4 Figuras – As Posições dos Indivíduos no Processo da Criação  Os 7 Planetas – Centros de Dinamização  A Eclíptica ou ROTA – As doze Casas da Vida Símbolos e Significados
  263. 263. Carac teres Nomes Ordem Numérica Valor Numérico Letra Latina Transição e Pronunciação Classifi cação Homem Parte do Corpo Significado Oposições Universo Ano Dimensão Ponto Cardeal Signo do Zodíaco Mês ‫א‬ aleph 1 1 A A (e, i, o, u) Mãe Coração Ar Umidade ‫ב‬ beth 2 2 B B Dupla Olho Direito Sabedoria Nescidade Lua 1º dia Altura ‫ג‬ ghimel 3 3 C/G G (gutural, gue) Dupla Ouvido Direito Riqueza Pobreza Marte 2º dia Profundidade ‫ד‬ daleth 4 4 D D Dupla Narina Direita Fertilidade Esterilidade Sol 3º dia Leste ‫ה‬ hê 5 5 E H (aspirado, alemão) Simples Pé Direito Fala Altura Leste Áries Nisan (mar-abr) ‫ו‬ vô 6 6 V/O/U V Simples Rim Direito Pensamento Nordeste Touro Iyar (abr-mai) ‫ז‬ zain 7 7 Z Z Simples Pé Esquerdo O caminhar Profundidade Leste Gêmeos Sivan (mai-jun) ‫ח‬ cheth 8 8 H Ch alemão ou J espanhol Simples Mão Direita Visão Altura Sul Câncer Tanius (jun-jul) ‫ט‬ teth 9 9 T T Simples Rim Esquerdo Audição Sudeste Leão Ab (jul-ago) ‫י‬ iod 10 10 I/J I (j) Simples Mão Esquerda Trabalho (ação) Profundidade Sul Virgem Elul (ago-set) ‫כ‬ khaph 11 20 CH Kh (aspirado) Dupla Olho Esquerdo Vida - Morte Vênus 4º dia Oeste ‫ל‬ lamed 12 30 L L Simples Vesícula Coito Altura Oeste Libra Tishri (set-out) ‫מ‬ mem 13 40 M M Mãe Corpo Água Frio ‫נ‬ nun 14 50 N N Simples Intestino Delgado Olfato Sudoeste Escorpião Marche shvan (out-nov) ‫ס‬ samech 15 60 S S (=ç) Simples Estômago Sono Profundidade Oeste Sagitário Kislev (nov-dez) ‫ע‬ hain 16 70 Y Hw (como rr muito gutural) Simples Fígado Ira Altura Norte Capricórnio Teves (dez-jan) ‫פ‬ pe (phe) 17 80 P/F/PH P no princípio, Ph ou F no meio de palavras Dupla Ouvido Esquerdo Domínio - Escravidão Mercúrio 5º dia Norte ‫צ‬ tsade 18 90 Ts Ts Simples Esôfago Deglutição Noroeste Aquário Schwat (jan-fev) ‫ק‬ koph 19 100 K K (mais áspero do que Kh) Simples Baço Riso Profundidade Norte Peixes Adar (fev-mar) ‫ר‬ resh 20 200 R R Dupla Narina Esquerda Paz - Guerra Saturno 6º dia Sul ‫ש‬ shin 21 300 X Sh (=ch ou x no português) Mãe Cabeça Fogo Calor ‫ת‬ thau 22 400 Tb Th Dupla Boca Beleza - Fealdade Júpiter 7º dia Templo Letras com formas e valor diferentes quando se acham no fim das palavras ‫ך‬ khaph 11 500 CH Kh (aspirado) ‫ם‬ mem 13 600 M M ‫ן‬ nun 14 700 N N ‫ף‬ phe 17 800 P/F/PH Ph = F ‫ץ‬ tsade 18 900 Ts Ts ALFABETO HEBRAICO
  264. 264. MATRIZ DE EQUIVALÊNCIAS Caract eres Nomes Ordem Numéri ca Valor Numéri co Letra Latina Nº PESO ‫א‬ aleph 1 1 A ‫ב‬ beth 2 2 B ‫ג‬ ghimel 3 3 C/G ‫ד‬ daleth 4 4 D ‫ה‬ hê 5 5 E ‫ו‬ vau 6 6 V/O/U ‫ז‬ zain 7 7 Z ‫ח‬ cheth 8 8 H ‫ט‬ teth 9 9 T ‫י‬ iod 10 10 I/J ‫כ‬ khaph 11 20 CH ‫ל‬ lamed 12 30 L ‫מ‬ mem 13 40 M ‫נ‬ nun 14 50 N ‫ס‬ samech 15 60 S ‫ע‬ hain 16 70 Y ‫פ‬ pe (phe) 17 80 P/F/PH ‫צ‬ tsade 18 90 Ts ‫ק‬ koph 19 100 K ‫ר‬ resh 20 200 R ‫ש‬ shin 21 300 X/Sh ‫ת‬ thau 22 400 Tb Letras com formas e valores diferentes quando se acham no fim das palavras ‫ך‬ khaph 11 500 CH ‫ם‬ mem 13 600 M ‫ן‬ nun 14 700 N ‫ף‬ phe 17 800 P/F/PH ‫ץ‬ tsade 18 900 Ts ALFABETO HEBRAICO LETRAS OU NÚMEROS NOME NÚMERO OU DATA
  265. 265. Este livro foi distribuído cortesia de: Para ter acesso próprio a leituras e ebooks ilimitados GRÁTIS hoje, visite: http://portugues.Free-eBooks.net Compartilhe este livro com todos e cada um dos seus amigos automaticamente, selecionando uma das opções abaixo: Para mostrar o seu apreço ao autor e ajudar os outros a ter experiências de leitura agradável e encontrar informações valiosas, nós apreciaríamos se você "postar um comentário para este livro aqui" . Informações sobre direitos autorais Free-eBooks.net respeita a propriedade intelectual de outros. Quando os proprietários dos direitos de um livro enviam seu trabalho para Free-eBooks.net, estão nos dando permissão para distribuir esse material. Salvo disposição em contrário deste livro, essa permissão não é passada para outras pessoas. Portanto, redistribuir este livro sem a permissão do detentor dos direitos pode constituir uma violação das leis de direitos autorais. Se você acredita que seu trabalho foi usado de uma forma que constitui uma violação dos direitos de autor, por favor, siga as nossas Recomendações e Procedimento de reclamações de Violação de Direitos Autorais como visto em nossos Termos de Serviço aqui: http://portugues.free-ebooks.net/tos.html

×