1
no
109
Ano 531 de maio de 2014
RESENHA
espíritaon line
a informação na medida certa
2 3
FDAGENDA
ivaldo ranco2014
junho
RESENHARESENHA
Europa
01/06/14 - Bad-Honnef, Alemanha
02, 03 e 05/06/14 - Paris, Franç...
4 5RESENHARESENHA
jornada
EUROPEIA2014
Fotos:
1 e 2: Dublin - 8/5/14
3 e 4: Londres - 10 e 11/5/14
5 e 6: Bruxelas - 12/5/...
6 7RESENHARESENHA
17 18
19 20
29 30
21 22
23 24
25 26
27 28
Fotos:
17 e 18: Copenhague - 18 e 19/5/14
19 e 20: Amsterdã - ...
8 9
País Cidade Data Horário Evento Tema Local Informação
Alemanha Bad-Honnef 1/06/14 9h Retiro Espi-
ritual
A psicologia ...
10 11RESENHARESENHA
M
ãe é uma estrela na vida
dos filhos.
Mãe é uma lua para
brilhar na noite dos filhos.
Mãe é um favôni...
12 13RESENHARESENHA
lhança da urina, que é uma excre-
mentação dos rins...
Sem os suportes do bom senso
e da razão harmoni...
14 15
Para onde caminha a Humanida-
de? Sem dúvida, apesar de tudo,
para Deus!
*
Diante das circunstâncias e nega-
tivas o...
16 17
Alguém poderá banquetear-se nos melho-
res restaurantes, gastando o próprio di-
nheiro como queira. Porém, se a seu ...
18 19
Arealização de qualquer
empreendimento é exe-
cutada com momentos de
amplo júbilo e outros de
cansaço ou desar. O im...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resenha espirita on line 109

322 visualizações

Publicada em

Notícias de Divaldo Franco e Raul Teixeira e o trabalho de divulgação de Espiritismo em todo o mundo

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha espirita on line 109

  1. 1. 1 no 109 Ano 531 de maio de 2014 RESENHA espíritaon line a informação na medida certa
  2. 2. 2 3 FDAGENDA ivaldo ranco2014 junho RESENHARESENHA Europa 01/06/14 - Bad-Honnef, Alemanha 02, 03 e 05/06/14 - Paris, França 04/06/14 - Duai, França 06 a 09/06/14 - Zurique, Suíça 07/06/14 - Winterthur, Suíça Peru Bolívia Colômbia 24/06/14 - Bogotá 25 e 26/06/14 - Lima 27 a 29/06/14 - Santa Cruza de la Sierra Lima - Peru Paris - França
  3. 3. 4 5RESENHARESENHA jornada EUROPEIA2014 Fotos: 1 e 2: Dublin - 8/5/14 3 e 4: Londres - 10 e 11/5/14 5 e 6: Bruxelas - 12/5/14 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Fotos: 7 e 8: Luxemburgo - 13/5/14 9 e 10: Munique - 14/5/14 11 e 12: Mannhein - 15/5/14 Fotos: 13 e 14: Frankfurt - 16/5/14 15 e 16: Stuttgart - 17/514
  4. 4. 6 7RESENHARESENHA 17 18 19 20 29 30 21 22 23 24 25 26 27 28 Fotos: 17 e 18: Copenhague - 18 e 19/5/14 19 e 20: Amsterdã - 20/514 21 e 22: Praga - 21/5/14 23 e 24 - Brno - 22/5/14 Fotos: 25 e 26 - Lintz - 23/5/14 27 e 28 - Vienna - 24 e 25/5/14 29 e 30: Roma - 26 e 27/5/14 31: Milão - 28/514 31
  5. 5. 8 9 País Cidade Data Horário Evento Tema Local Informação Alemanha Bad-Honnef 1/06/14 9h Retiro Espi- ritual A psicologia do perdão e saúde Hotel Seminaris, Bad Honnef Alexander-von-Humboldt-Str 20 spiritismus. duesseldorf@gmail. França Douai 3/6/14 16h15 Palestra L’Amour Universe Hôtel Ibis - 4 rue de la Fonderie Paris 4/6/14 20h Palestra La Psychologie du Pardon FIAP - salle Lisbonne - 30 rue Cabanis Suíça Zurique 6/6/14 19h Palestra A Psicologia do Perdão Volkshaus Zurique - Stauffecherstrasse 60 Zurique 7 e 8/6/14 10h às 17h Seminário A Psicologia do Perdão Fundação G19 - Gemeindestrasse 19 divaldofranco. schweiz@gmail.com Winterthur 7/6/14 19h Palestra É possível ser feliz? ZENTRUM GRÜZE - Industriestrasse 1 www.ceeak.ch Zurique 9/6/14 10h Palestra Encontro com a Consciência Fundação G19 - Gemeindestrasse 19 divaldofranco. schweiz@gmail.com Programação das atividades de Divaldo Franco na Europa Informações disponíveis no momento junho de 2014 32 33 Foto 32: Colônia (Alemanha) - 29/5/14 Foto 33: Bonn (Alemanha) - 30, 31/5/14 e 1/6/14 As fotos referente ao roteiro de Divaldo Franco na Europa, foram gentilmente cedidas por Jorge Moehlecke.
  6. 6. 10 11RESENHARESENHA M ãe é uma estrela na vida dos filhos. Mãe é uma lua para brilhar na noite dos filhos. Mãe é um favônio que refresca as estradas dos filhos. Mãe é um bálsamo para a vivência dos filhos. Mãe é uma sinfonia que Raul Teixeira com nova psicografia festeja as bodas dos filhos. Isso se transforma num rito para os filhos, que vão olhando os passos da mãe, os passos que ela dá sobre os caminhos da fé em Deus; ela quer que seus herdeiros andem pelos mesmos caminhos do Pai Celestial. Mãe é mulher. Mãe chora, mãe sofre, mãe adoece, mãe magoa-se, mãe ri, mãe fica zangada. Mãe é mulher! Quem é minha mãe? Eu sei que ela é uma estrela, uma lua, um favônio, um bálsamo e uma sinfonia. Minha mãe é uma oração de amor pronunciada por Jesus. Ivan de Albuquerque (Mensagem psicografada pelo mé- dium Raul Teixeira, em 3/4/2014 – Niterói, RJ) Mãe é uma oração!
  7. 7. 12 13RESENHARESENHA lhança da urina, que é uma excre- mentação dos rins... Sem os suportes do bom senso e da razão harmonizada com a emo- ção, a ética-moral entrou em des- vario, e muitos descalabros morais e sociais passaram a ser considera- dos legais, em nome da liberdade in- dividual e coletiva das massas, tais A pós a necessária separação da fé religiosa com a inves- tigação científica dos fatos a partir do século XVII e com o renas- cimento do atomismo grego, o ma- terialismo avançou com segurança pelos desconhecidos caminhos da realidade. Deixando à margem as fantasias e as superstições defluentes da igno- rância ancestral, de que se utilizavam algumas doutrinas religiosas, que es- tabeleceram o período do terror da fé, gerador de crimes hediondos, os cientistas sinceros e os investigado- res comprometidos com a consciên- cia livre de dogmatismos e precon- ceitos penetraram nos arcanos da Natureza e foram interpretando as leis que a constituem, ultrapassando os mitos e estabelecendo novos pa- radigmas de segurança para o avan- ço cultural e o progresso em geral. É compreensível que, após milê- nios de escravidão e subserviência de qualquer natureza, quando se al- cança a liberdade de pensamento e de ação, ocorra o desequilíbrio de- corrente da falta de novos conceitos que estabeleçam o que é lícito em relação àquilo que o não é, e o ma- terialismo na sua ampla feição, como era natural, passou a impor-se me- diante os métodos absolutistas que condenava nos comportamentos an- cestrais. Filósofos apaixonados e imprevi- dentes, assinalados alguns por amar- guras e conflitos, declararam a morte de Deus, e investigadores entusias- mados proclamaram que a alma é uma sudorese do cérebro, à seme- como: a pena de morte, o suicídio, a eutanásia, o aborto provocado, o gozo exaustivo... O hedonismo substituiu o sentido psicológico profundo da existência humana, e o prazer tornou-se a meta anelada, tendo–se em vista a brevi- dade da existência carnal e o exíguo tempo para a função de todos os fa- vores do prazer. O monstro da guerra encontrou suporte para prosseguir na alucinada destruição de vidas e de culturas e nos enganos do poder capaz de es- magar os outros, a fim de dispor de mais recursos para a ociosidade e para a opulência, sem qualquer res- peito pelas vidas que passaram a es- torcegar nas suas tenazes vigorosas. O consumismo substituiu o com- portamento saudável do uso correto de todos os recursos; as disputas in- dividuais, coletivas e internacionais tornaram-se perversas e egoístas, demonstrando, porém, que todas as conquistas do conhecimento exterior não lograram tornar mais felizes os indivíduos, nem mais ditosos do que os seus antepassados. Eliminaram-se, sem dúvida, en- fermidades dizimadoras, mas outras surgiram não menos destrutivas; conseguiu-se expulsar da Terra pan- demias ultrajantes, enquanto que outras apareceram mais cruéis, ao tempo em que a técnica de diagnós- tico mediante tecnologias avançadas descobriu outros fatores de aniquila- mento do corpo com caráter degene- rativo, ao lado das tremendas pertur- bações nascidas no vazio existencial, na perda de sentido psicológico, nos tormentos do sexo e nas fugas pelas drogas aditivas e pelos vícios devas- tadores... A paisagem humana do materia- lismo tem sido sombria, atormenta- da, e os sorrisos que a mascaram, na grande maioria, são mais esgares e extravagâncias do que júbilos... eusD
  8. 8. 14 15 Para onde caminha a Humanida- de? Sem dúvida, apesar de tudo, para Deus! * Diante das circunstâncias e nega- tivas ostensivas, cheias de agressi- vidade e revolta, Deus existe e vela pelo Universo... Lenta e seguramente, cientistas de valor moral e coragem incomum erguem suas vozes para afirmar que encontraram Deus nas suas retortas, através dos seus instrumentos avan- çados, seja nas lentes ópticas dos telescópios fora do planeta, como nos microscópios, dos aparelhos de nanotecnologia, da holografia, das ultrassonografias, dos choques de micropartículas, demonstrando a Sua autoria em relação ao Cosmo e a tudo quanto existe. Alguns deles confirmaram que existe uma Lei moral no Universo que se encarrega de tudo, de manei- ra consciente e adequada, estabele- cendo os paradigmas da realidade. Outros deslumbram-se, ao con- cluírem que existe no ser humano um DNA de Deus, responsável pela cren- ça natural de que todas as criaturas são constituídas. Diversos outros experimentadores audaciosos definem que o rastro de luz, também chamado bóson de Hi- ggs, resultante do choque de prótons que reproduz a grande explosão, é a assinatura de Deus na Criação. * RESENHARESENHA Fundamentado todo o seu contri- buto libertador na crença em Deus, o Espiritismo afirma que Deus é a in- teligência suprema e a Causa primei- ra de todas as coisas, em sintética definição que deram os Espíritos ao Codificador, quando os interrogou. Deus, portanto, encontra-se ínsito no ser, aguardando ser descoberto e ampliado, assim como no Universo em todas as suas manifestações. * Docemente Jesus chamava-O Pai, numa expressão de infinita doçura e afabilidade, facultando a todos bus- cá-lO e vivenciá-lO ao longo da expe- riência evolutiva que mais os aproxi- ma dEle. Permear-se do Seu amor e aus- cultá-lO na mente e no coração é o dever que a todos cumpre vivenciar neste grave momento de aflições e dores que domina os indivíduos e a sociedade terrena. (...) Enquanto isso Deus ama e aguarda! Joanna de Ângelis Psicografia de Divaldo Pereira Franco, na manhã de 5 de junho de 2013, na residência de Armandine e Dominique, em Paris, França Ressoa na astrofísica a afirmativa de um grande sábio, afirmando que o Universo é um Grande Pensamen- to, tem vida, expande-se, e na sua infinita grandiosidade é uma Unidade pulsante. Alguns graves investigadores op- taram por substituir o verbo crer, relativo às várias mudanças que se permitem, pelo saber, e quando in- terrogados se acreditavam em Deus, responderam com simplicidade e sem explicações Eu sei! Mais alguns atentos observado- res encontraram no cérebro huma- no, graças às pesquisas de avança- da tecnologia, um ponto de luz, que denominaram como ponto de Deus e vários outros investigam as inúmeras expressões de tudo quanto existe, atribuindo-lhes uma causa única, in- teligente, que tudo elaborou de ape- nas um princípio... No passado, desde Lord Bacon, passando pelos mais notáveis cien- tistas e investigadores que promove- ram o desenvolvimento das diversas doutrinas em que hoje se baseiam algumas teses materialistas, os seus expoentes eram fervorosos crentes em Deus e o declaravam com o valor moral de que se constituíam. Inelutavelmente Deus está de vol- ta à cultura hodierna. Não somente através do encon- tro com Ele nas Leis Universais, as- sim como no íntimo dos sentimentos que O necessitam, a fim de serem equacionados os tormentos que infe- licitam, atirando as suas vítimas aos abismos da insensatez e do suicídio.
  9. 9. 16 17 Alguém poderá banquetear-se nos melho- res restaurantes, gastando o próprio di- nheiro como queira. Porém, se a seu lado al- gum irmão padece fome, sem contar com sua cooperação amiga, estará consignado o crime de lesa-fraternidade. Alguém poderá viver as férias viajando por toda parte, nos mais modernos aviões ou nos mais caros cruzeiros, despendendo suas moedas valiosas. Mas, se a seu redor algum companheiro deslocar-se a pé para atender aos deveres, por falta de recursos para míni- ma condução, aí estará o ônus moral, carac- terizando a indiferença e o desrespeito às Leis de Amor. Alguém poderá viver na mais suntuosa mansão, no palácio mais exuberante, rodeado por todas as facilidades que o progresso da tecnologia permita, aplicando suas riquezas mais grandiosas. Todavia, se na sua estrada comum houver um ser que não tenha o míni- mo teto para albergar-se, nisso estará assina- lado o egoísmo infelicitador, demarcado com perspectivas expiatórias os passos futuros. Alguém terá condições de vestir-se com as mais formosas sedas, com os mais custosos linhos, nos galarins da moda mais atual, empregando seus ganhos abundantes. Porém, se no circuito da sua existência algum irmão estiver ao frio, tiritante ou desnudo, sem um pano qualquer que o resguarde, aí es- tará o crime da indiferença, responsável por dores morais dantescas. Pensamos, então, que o problema não será ter isso ou aquilo. O problema é o modo como as coisas são tidas, obtidas e mantidas. Thereza de Brito (Livro: Vereda Familiar. Thereza de Brito, Cap. 20. Raul Teixeira) Os homens são, pois, os seus feitos. A sociedade são os homens que a constituem. A vida humana resulta dos Espíri- tos que a compõem. Com sabedoria incontestável elu- cidou Jesus, o Incomparável Psicólogo, que prossegue vitorioso, não obstante os séculos transcorridos: “Buscai, primeiro, o reino de Deus e Sua Justiça e tudo mais te será acrescentado”, demonstran- do que, em o homem se voltando para a Pátria Espiritual – a verdadeira – e suas questões, de fundamental importância, os demais interesses serão resolvidos como efeito natural das aquisições maio- res. Nesse cometimento todos estamos engajados e ninguém se pode omitir, porquanto somos igualmente responsá- veis pelas ocorrências da delinquência, perversidade e violência – esses teimo- sos remanescentes da natureza animal do homem em luta consigo mesmo para insculpir o bem e libertar dos grilhões do primarismo terreno a sua natureza espiri- tual. Toda contribuição de amor como de paciência, toda dádiva de luz como de saber são valiosa oferenda para o ama- nhã de paz e ventura que anelamos. Joanna de Ângelis (Livro: SOS Família. Diversos, Cap. Delin- quência, perversidade e violência. Divaldo Franco) VIDAEM familia´ RESENHARESENHA OEvangelho SEGUNDO O ESPIRITISMO 150anos 2014
  10. 10. 18 19 Arealização de qualquer empreendimento é exe- cutada com momentos de amplo júbilo e outros de cansaço ou desar. O impor- tante é não parar para exa- minar resultados, permane- cendo-se fiel ao propósito inicial abraçado. Cientistas e santos, ar- tistas e mártires, filósofos idealistas e místicos, e as criaturas honestas e since- ras em geral, que abraçam experiências dignificadoras, todos experimentam a noite escura da alma, exatamen- te porque as suas são as- pirações que transcendem o comum, o corriqueiro, o imediato da conjuntura ma- terial. Joanna de Ângelis (Livro: Ilumina-te. Joanna de Ângelis, Cap.: 18. Divaldo Franco) Enquanto os bem-aven- turados resgatam, redi- mindo-se, os oportunistas infantilizados pela acomo- dação ao atraso, ao erro premeditado, atiram far- pas e espinhos pelos ca- minhos que terão de tri- lhar, logo mais, de retorno às avenidas do progresso espiritual. De cada obra boa ou má, de cada ato nobre ou indigno, cada autor reco- lherá, em si mesmo, as inevitáveis consequências que refletirão, no tempo e no espaço, a inabordá- vel perfeição da justiça de Deus. Camilo (Livro: Justiça e amor. Camilo, Cap.: Justiça e Consciência. Raul Teixeira) Nossas Riquezas Maiores: Nesta rica e fascinante obra, ditada por diversos Espíritos interessados no bem de todas as criaturas, o leitor será convidado a conscientizar-se em torno de sua responsabilidade espiritual e adquirir recursos que o capacitem para a vitória sobre as paixões primitivas, que, conforme orientam os benfeitores das mensagens mediúnicas deste livro, são condições inadiáveis para a aquisição da felicidade. (http://www.editorafrater.com.br) Compromissos de Amor: “...reunimo-nos esse grupo de companheiros liberados da fisiologia corpórea... Cada qual com sua reflexão com particular vibração, dese- ja ofertar a ti, caríssimo amigo leitor, estas páginas, como material que te possa auxiliar nas reflexões da vida, tanto quanto nos tem valido a utilização dessas for- midáveis riquezas que nos alcançam as mentes, permitindo-nos aproximar sempre mais ao momento anelado da nossa plena libertação com Jesus. (http://mansaodocaminho.com.br/livraria- leal/) RESENHARESENHA

×