25-01-10Apresentação Corporativa          2010
DisclaimerEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem aat...
Sistemas Integrados MPX                         Porto MPX                   Mina da Colômbia                              ...
Sistema MPX Colômbia    110 MM ton de Recursos    Certificados;                                                           ...
Minas e Porto Próprio MPX                                                              La Guajira                      Por...
Papayal (Mina a céu aberto)  40 Poços    37 Positivos                              Em 14 de Janeiro de 2010
Cañaverales (Mina a céu aberto)  94 Poços    73 Positivos                                  Em 14 de Janeiro de 2010
San Benito (Mina a céu aberto)  88 Poços    49 Positivos                                 Em 14 de Janeiro de 2010
San Juan El Molino (Mineração Subterrânea)      3 Poços          3 Positivos  # Camadas de carvão: até 35  Espessura acu...
Porto Próprio MPX                                        Porto MPX  Terreno com 521 ha;  Costa de praia com 2,8 Km;  Calad...
Empreendimentos em construção no Brasil                Capacidade         Energia                                    Recei...
Parceria Estratégica de Capacitação,  Operação e Manutenção                                 Suporte técnico para:  5º maio...
UTE MPX Açu (2.100 MW)Licença de Instalação para UTE de2.100 MW a carvão importado;Proximidade dos centros de carga daregi...
UTE MPX Castilla (2.100 MW - Chile)  Licença da UTE (2.100 MW) prevista  para o 1T10;  Projeto Integrado Porto + UTE +  De...
Sistema MPX Sul   Mina de Seival e UTE MPX Sul (600 MW)                                                                   ...
Sistema ParnaíbaBlocos Exploratórios e UTE MPX Parnaíba (1000 MW)  Blocos Exploratórios     7 blocos on-shore;            ...
Blocos Exploratórios e UTE MPX Parnaíba            Cronograma de Perfuração           2010         2011       2012        ...
Sistema SudesteLicenciamento para plantaa GNL de 3.300MW noSuper Porto do Açu emandamento;Terminal de regaseificaçãono Sup...
Ao final de 2010, a MPX terá uma carteira de cercade 10.000 MW de projetos licenciados                     Novos PPAs de ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação corporativa fevereiro

551 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
551
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação corporativa fevereiro

  1. 1. 25-01-10Apresentação Corporativa 2010
  2. 2. DisclaimerEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem aatual visão e/ou expectativas da Companhia e de sua administração a respeito de seu plano de negócios. Afirmaçõesprospectivas incluem, entre outras, todas as afirmações que denotam previsão, projeção, indicam ou implicamresultados, performance ou realizações futuras, podendo conter palavras como "acreditar", "prever", "esperar","contemplar", "provavelmente resultará" ou outras palavras ou expressões de acepção semelhante.Tais afirmações estão sujeitas a uma série de expressivos riscos, incertezas e premissas. Advertimos que diversosfatores importantes podem fazer com que os resultados reais divirjam de maneira relevante dos planos, objetivos,expectativas, estimativas e intenções expressos nesta apresentação.Em nenhuma hipótese a Companhia ou suas subsidiárias, seus conselheiros, diretores, representantes ou empregadosserão responsáveis perante quaisquer terceiros (inclusive investidores) por decisões ou atos de investimento ounegócios tomados com base nas informações e afirmações constantes desta apresentação, e tampouco por danosconseqüentes, indiretos ou semelhantes.A Companhia não tem intenção de fornecer aos eventuais detentores de ações uma revisão das afirmaçõesprospectivas ou análise das diferenças entre as afirmações prospectivas e os resultados reais.Esta apresentação e seu teor constituem informação de propriedade da Companhia, não podendo ser reproduzidos oudivulgados no todo ou em parte sem a sua prévia anuência por escrito. 2
  3. 3. Sistemas Integrados MPX Porto MPX Mina da Colômbia MPX Itaqui Energia Pecém MPX Pecém II MPX Parnaíba Blocos Exploratórios Açu Regas (LNG) MPX Açu Fase II MPX Chile MPX Açu Fase ISistema MPX Colômbia MPX Sul Mina de SeivalSistema MPX SulSistema ParnaíbaSistema Sudeste 3
  4. 4. Sistema MPX Colômbia 110 MM ton de Recursos Certificados; 0,7 Mty * Porto próprio com 521 ha a 150 Km das Minas; 2,0 Mty * 3 projetos com Energia vendida no ACR; Receita Assegurada de R$ 720 M 3,5 Mty * por 15 anos; 5,4 Mty ** 2.100 MW Licenciados no Açu; 2.100 MW no Chile com licença prevista para o 1S10.Mty: Demanda Estimada de Carvão (MM ton/ano)* 65% de Despacho** 90% de Despacho 4
  5. 5. Minas e Porto Próprio MPX La Guajira Porto MPX Rodovia: 150 Km Papayal Mina Canaverales Subterrânea San Benito Venezuela Áreas MPX Áreas em perfuração Porto 5
  6. 6. Papayal (Mina a céu aberto) 40 Poços 37 Positivos Em 14 de Janeiro de 2010
  7. 7. Cañaverales (Mina a céu aberto) 94 Poços 73 Positivos Em 14 de Janeiro de 2010
  8. 8. San Benito (Mina a céu aberto) 88 Poços 49 Positivos Em 14 de Janeiro de 2010
  9. 9. San Juan El Molino (Mineração Subterrânea) 3 Poços 3 Positivos  # Camadas de carvão: até 35  Espessura acumulada das . camadas: até 80 m  Extensão NS: 15,5 km  Extensão EW: 3,5 km  Profundidade da primeira camada: entre 385 e 450 m Em 14 de Janeiro de 2010
  10. 10. Porto Próprio MPX Porto MPX Terreno com 521 ha; Costa de praia com 2,8 Km; Calado de até 20 m de profundidade; Mina MPX Capacidade de até 20 MM ton/ano; 150 Km das Minas MPX; Capex aprox U$ 200 milhões. Bello Horizonte 10
  11. 11. Empreendimentos em construção no Brasil Capacidade Energia Receita Instalada Contratada Início Progresso Fixa Data Comercial Financiamento do PPA EPC ** de Operação (MW) (MWmed) (R$ MM)**Energia Jan Jul 2011 (360 MW) 720 615 48% 479,9 BNDES/ BIDPecém * 2012 Out 2011 (360 MW) MPX Jan 360 276 33% 227,8 Jun 2012 BNDESPecém II 2013 MPX Jan 360 315 51% 253,2 Out 2011 BNDES/ BNB Itaqui 2012 * Energia Pecém é uma parceria de 50/50 entre a MPX Energia e EDP. ** Em Dez/09 MPX Itaqui Energia Pecém MPX Pecém II 11
  12. 12. Parceria Estratégica de Capacitação, Operação e Manutenção Suporte técnico para: 5º maior produtor de energia da Alemanha (capacidade de atividades na fase pré operacional 7.500 MW) gestão de projetos, incluindo revisão das especificações técnicas e 2º maior produtor de energia discussão das propostas de EPC térmica a carvão na comissionamento e operação inicial Alemanha análises de problemas operacionais Treinamento e desenvolvimento de Possui e/ou opera plantas a pessoal gás e a carvão na Turquia, Filipinas, Colômbia, Índia, Soluções de TI para gestão, Nigéria e Brasil (capacidade otimização e monitoramento da superior a 2.400 MW) operação 12
  13. 13. UTE MPX Açu (2.100 MW)Licença de Instalação para UTE de2.100 MW a carvão importado;Proximidade dos centros de carga daregião Sudeste;Logística Privilegiada;Sinergias com o Super Porto do Açu;Comercialização de energia no ACRe/ou ACL 13
  14. 14. UTE MPX Castilla (2.100 MW - Chile) Licença da UTE (2.100 MW) prevista para o 1T10; Projeto Integrado Porto + UTE + Dessalinizadora; Concessão marítima para o porto já obtida; Potencial para parceria estratégica; PPA de capacidade e com pass through de combustível. 14
  15. 15. Sistema MPX Sul Mina de Seival e UTE MPX Sul (600 MW) Localização dos Ativos Mina de Seival; Parceria 70/30: MPX / Copelmi; BR-293 Licença de Operação; Aeródromo SEIVAL 152 MM ton de Reservas provadas; Vila CEEE 459 MM ton Total de Recursos; MPX Sul BRAZIL Mina de Seival Estudos adicionais irão aumentar Vila Ferrovia Joáo volume total de reservas; Emílio Arroio UTE Seival Candiota Projeto Aeródromo MPX Sul (600 MW); Ex-Projeto Venda de energia no ACR e ACL; Rio Jaguarão Candiota III CRM Barragem II Consumo de até 4 MM ton/ano de Dario Lassance UTE Pres. Médici carvão; Barragem I Contrato EPC assegurado. CRM CRM Vila CEEE Pedreira de Calcário CRM Cimbagé Mina de Candiota Seiva Rio Grande do Sul* Considerando 80% de despacho 15
  16. 16. Sistema ParnaíbaBlocos Exploratórios e UTE MPX Parnaíba (1000 MW) Blocos Exploratórios 7 blocos on-shore; MPX Parnaíba Campanha sísmica em andamento Grande potencial para exploração de GN; Blocos Exploratórios Potencial negociação do excedente do gás para distribuidoras; UTE Parnaíba; Licenciamento para 1.000 MW em andamento; Plantas em ciclo aberto e ciclo combinado; Venda de energia no ACR, ACL e Geração Distribuída; Site estratégico já adquirido; Subestação de 500 kV próxima ao site. 16
  17. 17. Blocos Exploratórios e UTE MPX Parnaíba Cronograma de Perfuração 2010 2011 2012 1 Poço 5 Poços 1 Poço Tcf boe Recuros contingentes totais* 1.7 303 MM Recuros prospectivos riscados* 0.2 37 MM * Certificado por DeGolyer&MacNaughton Estrutura Societária MPX Parnaíba Site – Rio 30 Km Blocos Exploratórios Site – SE 50 Km Site MPX* Sujeito a aprovação da ANP
  18. 18. Sistema SudesteLicenciamento para plantaa GNL de 3.300MW noSuper Porto do Açu emandamento;Terminal de regaseificaçãono Super Porto do Açu;Sinergias OGX: Projetos integrados de GN; Desenvolvimento de projetos no RJ, SP e ES; Identificação de sites estratégicos. 1 8
  19. 19. Ao final de 2010, a MPX terá uma carteira de cercade 10.000 MW de projetos licenciados  Novos PPAs de longo prazo (ACR e ACL); Energia  Novos projetos a gás natural (RJ, SP e ES);  Licença Prévia para UTE MPX Parnaíba e UTE MPX Açu - fase 2 (gás); Licenciamento  Licença de Instalação para UTE MPX Sul e UTE MPX Parnaíba;  Licença Ambiental para UTE Castilla, minas e porto na Colômbia;  Consolidação do portfólio de Eólicas (CE, RN e RJ); Renováveis  Implantação do 1º MW de Energia Solar no Brasil;  Plano de negócios da Colômbia (10 anos);Recursos Naturais  2º relatório de recursos e de reservas de carvão;  Realização do 2º furo na Bacia do Parnaíba; Financiamento  Estruturação do financiamento de longo prazo para MPX Pecém II. 19

×