UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS
BIOLÓGICAS - POLO SURUBIM
DISCIPLINA: Educação Ambiental
EQUIPE: Ferna...
Desde os primórdios da colonização portuguesa,
este imenso ecossistema vem sendo destruído,
principalmente devido à explor...
Como em qualquer outra cultura intensiva, decorre
da homogeneização do ambiente, problemas
ambientais, como a contaminação...
para o cultivo; o que consequentemente exige um
manejo      extremamente          monitorado        para     não
provocar ...
rotação de cultura, o que seria o indicado para se
evitar o empobrecimento do solo.
Em resumo, a sociedade deve se atentar...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1º trab de educação ambiental

246 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1º trab de educação ambiental

  1. 1. UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - POLO SURUBIM DISCIPLINA: Educação Ambiental EQUIPE: Fernanda Vieira B. de Moraes Josefa Claudinete Silva de Souza Josivânia Xavier da Silva Mauricio Marquez IMPACTOS CAUSADOS PELA CANA DE AÇÚCAR Há 500 anos, a paisagem dominante na costa brasileira era a densa e exuberante Floresta Atlântica, com árvores gigantescas. Este ecossistema estendia-se á partir do litoral, penetrando o continente em direção ao interior por extensões variadas.
  2. 2. Desde os primórdios da colonização portuguesa, este imenso ecossistema vem sendo destruído, principalmente devido à exploração desordenada causada pela retirada indiscriminadamente de madeira e posteriormente com o cultivo da cana- de-açúcar. Na época do descobrimento este ecossistema apresentava uma área que correspondia a 12% do território nacional e atualmente encontra-se reduzida a menos de 5% da cobertura vegetal original (LINO, 1992). Na Zona da Mata Nordestina, o primeiro local ocupado pelos colonizadores, a floresta foi completamente devastada e em seu lugar surgiram extensos canaviais. A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum) foi a principal atividade econômica nos séculos XVI e XVII e atualmente ainda é a principal fonte de renda de algumas cidades.
  3. 3. Como em qualquer outra cultura intensiva, decorre da homogeneização do ambiente, problemas ambientais, como a contaminação do solo e dos veios d’água, a degradação ambiental em função do desmatamento, a poluição do ar causada pela queima da cana anteriormente ao corte e muitos outros que, juntamente com estes, precisam ser analisados cuidadosamente. Por ser uma planta de crescimento rápido, a cana- de-açúcar acaba exigindo muito do solo, causando o empobrecimento deste. Outra questão que pode também ser mencionada é a utilização intensiva do sistema de irrigação, o que provoca uma relativa pressão sobre os recursos hídricos locais, provocando em algumas situações degradação das nascentes e diminuição do volume d’água. Além das situações mencionadas, deve-se levar em conta também, a questão do uso de agrotóxicos
  4. 4. para o cultivo; o que consequentemente exige um manejo extremamente monitorado para não provocar prejuízos para o solo, e poluição das águas na medida em que resíduos destes agrotóxicos sejam carreados para dentro dos cursos d’água. Assim, buscamos diagnosticar os impactos ambientais causados pela monocultura canavieira, bem como indicar algumas medidas que poderiam reduzir os danos causados por esse tipo de cultura. Podemos perceber que qualquer monocultura extensiva pode mudar de maneira significativa a região, mas é possível reduzir esses impactos se forem adotadas técnicas de desenvolvimento sustentável, como a preservação do meio, reflorestamento de margens de rios, criação de reservas biológicas em áreas consideradas inadequadas para cultivo de cana-de-açúcar e
  5. 5. rotação de cultura, o que seria o indicado para se evitar o empobrecimento do solo. Em resumo, a sociedade deve se atentar mais para o que vem acontecendo à sua volta, de modo a tomar iniciativas no tocante à implementação das medidas acima mencionadas. Somente assim será possível reduzir os impactos causados pelo cultivo extensivo da cana-de-açúcar.

×