Escola Secundária de Paços de Ferreira Educação e formação de adultos: Nível Secundário Área de competência - chave: Socie...
O que é a internet? <ul><li>É uma rede global que interliga várias redes de computadores, que comunicam entre si utilizand...
O que fazer com a internet? <ul><li>Na internet há praticamente tudo. Há e-mail, transferência de ficheiros, recolha de in...
A História da Internet <ul><li>O primeiro sistema de internet foi criado em  1969  pelo Departamento de Defesa do governo ...
… .  A  História da Internet Em 1983 a ARPANET já tinha crescido de tal forma que foi decidido criar uma rede separada, ch...
Como Funciona?
<ul><li>  O que se pode fazer ? </li></ul><ul><li>•  A Internet não é um serviço, é um meio de comunicação . </li></ul><ul...
<ul><li>Na Internet, se quiser mandar uma mensagem de correio electrónico, tem que ter um programa (software) para o fazer...
  O que é a Web? •  Sem sombra de dúvida, o melhor serviço da Internet é a Word Wide Web. •  A WWW foi inventada no C.E.R....
<ul><li>A World Wide Web – </li></ul><ul><li>  Como Funciona ? </li></ul><ul><li>•  Todas as palavras e/ou frases a azul s...
... A World Wide Web – Como Funciona ?  (Continuação) •  Pode imaginar a Web como uma grande biblioteca. Os locais na Web ...
Os Endereços na Internet – URL’s •  O que será mais fácil utilizar para referir um computador na Internet, um número tal c...
Os Endereços na Internet – URL’s  (Continuação) <ul><li>O nome é formado por uma hierarquia de nomes, que possui no primei...
Os Endereços na Internet –  URL's  (Continuação) <ul><ul><li>O primeiro nível dentro dos Estados Unidos possui as seguinte...
Endereços na Internet – URL's  (Continuação) <ul><li>Além destes, temos as siglas dos países, tais como: </li></ul><ul><li...
NAVEGAR NA INTERNET Browsers <ul><li>O browser é o programa que permite navegar na Web e, tal como outros, reside no disco...
Browsers <ul><li>Na parte superior do ecrã podemos ver a barra de menus (Ficheiro, Editar, Ver, Favoritos, Ferramentas e A...
Browsers  (Continuação)  <ul><li>Menu Favoritos, permite adicionar a página que se está a ver no momento à sua lista de fa...
Páginas Web <ul><li>Utiliza-se, hoje em dia, o termo &quot;navegar&quot; ou &quot;surfar&quot; porque, ao saltar de página...
Páginas Web  (Continuação) <ul><li>Ao clicar num link, duas coisas podem acontecer: ou a nova página aparece na mesma jane...
Correio Electrónico <ul><li>O Email, também conhecido por correio electrónico, é o serviço mais utilizado na Internet e pe...
Correio Electrónico  (Continuação) <ul><li>Tal como acontece nos outros serviços (web, irc, etc) para utilizar o Email é n...
MOTORES DE PESQUISA Definição <ul><li>Os motores de pesquisa são sítios na Internet que ajudam os cibernautas a encontram ...
MOTORES DE PESQUISA <ul><li>Há dois tipos principais de motores de pesquisa : </li></ul><ul><li>•  Os directórios (&quot;d...
MOTORES DE PESQUISA  (Continuação) <ul><li>Nos últimos anos, apareceram também as &quot;meta-search tools&quot;, como a  D...
MOTORES DE PESQUISA  (Continuação) <ul><li>Há cinco regras básicas que devem ser seguidas na utilização de um motor de pes...
MOTORES DE PESQUISA  (Continuação) <ul><li>4)  Reveja todos os resultados, do princípio para o fim. Os motores de pesquisa...
MOTORES DE PESQUISA  (Continuação) <ul><li>Os serviços de pesquisa portugueses mais populares são: </li></ul><ul><li>S.A.P...
O Que é FTP ? <ul><li>•  FTP  é um protocolo utilizado para transferir ficheiros entre computadores, na Internet. </li></u...
Chat <ul><li>O IRC (Internet Relay Chat) é um sistema de conversa entre vários utilizadores que permite a muitas </li></ul...
NetMeeting <ul><li>O NetMeeting é um programa para videoconferências e chat, onde é possível que se compartilhem  ficheiro...
Serviço de Instant messaging <ul><li>Serviço que permite o envio de mensagens instantâneas utilizada por diferentes mensag...
O que é a USENET? <ul><li>Um conjunto de máquinas que trocam artigos, com um ou mais nomes, conhecidos universalmente, cha...
COMÉRCIO ELECTRÓNICO <ul><li>Comércio Eletrócnico ou &quot;eCommerce&quot; cobre a gama de actividades empresariais online...
COMÉRCIO ELECTRÓNICO (Continuação <ul><li>• Presença global </li></ul><ul><li>• Maior competitividade </li></ul><ul><li>• ...
COMÉRCIO ELECTRÓNICO  <ul><li>Sistemas utilizados no comércio electrónico </li></ul><ul><li>•  ID Digital da Verisign </li...
FUTURO DA INTERNET PREVISÕES <ul><li>A Internet é a base do conceito popularizado por Al Gore (candidato a presidente dos ...
PREVISÕES  (Continuação) <ul><li>A televisão interactiva e as compras on-line através da televisão – um ecrã de grandes di...
Trabalho realizado por: Cátia Ferreira Diogo Ribeiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Internet

1.001 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Internet

  1. 1. Escola Secundária de Paços de Ferreira Educação e formação de adultos: Nível Secundário Área de competência - chave: Sociedade, Tecnologia e Ciência Unidade de competência:5 Núcleo Gerador: Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) Domínio de Referência : Macro – Estrutural Tema : Internet Autores: Diogo Ribeiro Cátia Ferreira EFS.A 20092010
  2. 2. O que é a internet? <ul><li>É uma rede global que interliga várias redes de computadores, que comunicam entre si utilizando uma linguagem comum. Para ser mais correcto a Internet engloba os computadores e as pessoas que os utilizam; </li></ul><ul><li>A Internet é semelhante ao sistema internacional de telefones - ninguém o controla na sua totalidade, mas o sistema funciona de uma forma que o faz assemelhar-se a uma grande rede. </li></ul>
  3. 3. O que fazer com a internet? <ul><li>Na internet há praticamente tudo. Há e-mail, transferência de ficheiros, recolha de informação, comunicação, notícias.... Há ainda pessoas que fazem os seus negócios através da Internet ! </li></ul><ul><li>Não são só os profissionais de Informática que se metem nisto... Estudantes, funcionários públicos, donos de empresas, donas de casa, na Internet há todo o tipo de pessoas. </li></ul><ul><li>É uma ferramenta incrivelmente útil - e também muito divertida. </li></ul>
  4. 4. A História da Internet <ul><li>O primeiro sistema de internet foi criado em 1969 pelo Departamento de Defesa do governo Americano. Era um sistema de 4 computadores foi com o nome de DARPANET. </li></ul><ul><li>O sistema evolui e o seu nome mudou para ARPANET, e em 1972 já tinha crescido para 37 computadores. </li></ul><ul><li>Além de trocarem informação técnica com fins militares e científicos, os utilizadores da ARPANET começaram a trocar e-mail , algumas vezes de conteúdo importante, outras vezes de conteúdo trivial.. …. </li></ul>
  5. 5. … . A História da Internet Em 1983 a ARPANET já tinha crescido de tal forma que foi decidido criar uma rede separada, chamada MILNET (para fins militares); • Vários tipos de pessoas/instituições começaram a ganhar interesse na Internet... e em 1990 a Internet teve uma verdadeira explosão, foi inventada da W.W.W. (Word Wide Web); • O crescimento da Internet tem sido fenomenal. Em 1985 tinha cerca de 5 mil utilizadores. Em Dezembro de 2001 estimavam-se cerca de 530 milhões...
  6. 6. Como Funciona?
  7. 7. <ul><li> O que se pode fazer ? </li></ul><ul><li>• A Internet não é um serviço, é um meio de comunicação . </li></ul><ul><li>Pelas linhas telefónicas pode-se utilizar um telefone, um fax, um modem, etc... </li></ul><ul><li>Pela Internet pode-se utilizar o e-mail, o www, o FTP, </li></ul><ul><li>É importante fazer esta distinção entre serviço e meio de comunicação. </li></ul><ul><li>• Posto isto, uma vez ligado à Internet podem-se utilizar vários programas, cada um para o seu serviço; </li></ul><ul><li>- Se tiver uma linha telefónica, e quiser falar com alguém, tem que ter um telefone, se quiser mandar um fax, tem que ter um aparelho correspondente. </li></ul><ul><li> … </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Na Internet, se quiser mandar uma mensagem de correio electrónico, tem que ter um programa (software) para o fazer.... </li></ul><ul><li>Se quiser aceder à WWW (Word Wide Web), tem que ter um programa para tal.... </li></ul><ul><li>- Normalmente quando faz uma assinatura com uma empresa como a SAPO, Zon, etc., a empresa fornece-lhe um manual e os programas necessários. </li></ul>… O que se pode fazer? ( Continuação)
  9. 9. O que é a Web? • Sem sombra de dúvida, o melhor serviço da Internet é a Word Wide Web. • A WWW foi inventada no C.E.R.N. na Suíça, em 1990, para dar aos utilizadores da Internet uma forma fácil de &quot;navegar&quot; no ciber-espaço; • Constitui uma filosofia de páginas ligadas entre si de acordo com assuntos.
  10. 10. <ul><li>A World Wide Web – </li></ul><ul><li> Como Funciona ? </li></ul><ul><li>• Todas as palavras e/ou frases a azul são &quot;links&quot; /elos de ligação, nos quais basta &quot;clicar&quot; para saltar para novas páginas; </li></ul><ul><li>A WWW fornece uma interface gráfica, fácil de navegar, para localizar documentos na Internet; </li></ul><ul><li>Estes documentos, assim como as ligações entre eles, constituem uma &quot;web&quot; (rede) de informações ; </li></ul><ul><li>… </li></ul>
  11. 11. ... A World Wide Web – Como Funciona ? (Continuação) • Pode imaginar a Web como uma grande biblioteca. Os locais na Web são como livros e as &quot;página da Web&quot; são as páginas dos livros; • Podem conter notícias, imagens, filmes, sons. .
  12. 12. Os Endereços na Internet – URL’s • O que será mais fácil utilizar para referir um computador na Internet, um número tal como 193.137.232.6, ou um nome, tal como www.ipg.pt ? • O Domain Name System (DNS) é um sistema de base de dados distribuído utilizado para conversão do nome de uma máquina para o seu endereço IP; • As redes são subdivididas em domínios e subdomínios de forma a ser obtida uma estrutura hierárquica de nomeação …
  13. 13. Os Endereços na Internet – URL’s (Continuação) <ul><li>O nome é formado por uma hierarquia de nomes, que possui no primeiro nível referência a tipos de organizações nos Estados Unidos e as siglas dos países; </li></ul><ul><li>Os endereços são do tipo: http://www.ipg.pt </li></ul>
  14. 14. Os Endereços na Internet – URL's (Continuação) <ul><ul><li>O primeiro nível dentro dos Estados Unidos possui as seguintes siglas: </li></ul></ul><ul><li>edu: instituições educacionais </li></ul><ul><li>gov: instituições governamentais </li></ul><ul><li>com: instituições comerciais </li></ul><ul><li>mil: instituições militares </li></ul><ul><li>Net: organizações da Rede </li></ul><ul><li>org: organizações não comerciais </li></ul><ul><li>int: organizações internacionais </li></ul>
  15. 15. Endereços na Internet – URL's (Continuação) <ul><li>Além destes, temos as siglas dos países, tais como: </li></ul><ul><li>PT (Portugal) </li></ul><ul><li>FR (França) </li></ul><ul><li>IT (Itália) </li></ul><ul><li>BR (Brasil) </li></ul><ul><li>CA (Canadá) </li></ul><ul><li>UK (Inglaterra) </li></ul><ul><li>DE (Alemanha) etc. ...... </li></ul><ul><li>Obs.: Os endereços norte-americanos não possuem sigla de país, terminando no tipo. </li></ul>
  16. 16. NAVEGAR NA INTERNET Browsers <ul><li>O browser é o programa que permite navegar na Web e, tal como outros, reside no disco rígido do seu computador. </li></ul><ul><li>Existem vários browsers, o Internet Explorer é o que vem incluído no Windows . </li></ul><ul><li>Na prática: ligue à Internet, e carregue um browser WWW (o Navigator, o Internet Explorer, ou outro), e introduza o endereço da página que pretende... </li></ul><ul><li>Os browsers são programas que permitem o acesso a paginas WWW. </li></ul><ul><li>O Navigator e o IE, também trazem programas de e-mail e news. </li></ul><ul><li>Os browsers já permitem aos educadores definirem o tipo de conteúdos que devem ser bloqueados (ex: violência ou sexo ...) </li></ul><ul><li>Já permitem transacções seguras, para pagamentos VISA, ... </li></ul>
  17. 17. Browsers <ul><li>Na parte superior do ecrã podemos ver a barra de menus (Ficheiro, Editar, Ver, Favoritos, Ferramentas e Ajuda) a barra de botões (Retroceder, Avançar, Parar, Actualizar, Home Page, Procurar, Favoritos, </li></ul><ul><li>Histórico, Correio, Imprimir e Editar) e a caixa Endereço. </li></ul><ul><li>Na barra de menus há a destacar: </li></ul><ul><li>Menu Ficheiro, permite, entre outras coisas, abrir uma nova janela do browser, gravar a página actual para o disco rígido ou imprimi-la. </li></ul> (Continuação)
  18. 18. Browsers (Continuação) <ul><li>Menu Favoritos, permite adicionar a página que se está a ver no momento à sua lista de favoritos e consultar os Web sites adicionados anteriormente. </li></ul><ul><li>Menu Ferramentas, permite aceder ao Windows Update, o Web site da Microsoft, que actualiza os componentes do Windows, e às Opções da Internet onde é possível alterar as configurações do Internet Explorer. </li></ul><ul><li>Na caixa Endereço pode digitar a morada da página Web que pretende visitar. Depois de ter escrito, basta carregar em &quot;Enter&quot; ou clicar em &quot;ir para&quot;. </li></ul><ul><li>Se utilizar a pequena seta que se encontra no final da caixa Endereço, aparece a lista de páginas web visitadas recentemente. </li></ul>
  19. 19. Páginas Web <ul><li>Utiliza-se, hoje em dia, o termo &quot;navegar&quot; ou &quot;surfar&quot; porque, ao saltar de página em página, estamos como que a navegar pelo ciberespaço, onde o computador é o navio que nos leva aos locais virtuais que queremos visitar. </li></ul><ul><li>Já aprendemos que podemos escrever o endereço de uma página Web na caixa de endereço, localizada na parte superior do browser . Ao escrever, por exemplo, www.clix.pt na caixa de endereço, o browser mostra a página principal do Clix. </li></ul><ul><li>Para navegar para outra página tem as seguintes opções: introduzir um novo endereço, escolher uma nova página no menu de favoritos ou clicar num link. Este, é normalmente, uma palavra ou frase azul sublinhada. No entanto, muitas páginas contêm links de outra cor que podem estar ou não sublinhados, ou ainda imagens ou áreas do ecrã. </li></ul>
  20. 20. Páginas Web (Continuação) <ul><li>Ao clicar num link, duas coisas podem acontecer: ou a nova página aparece na mesma janela, substituindo a anterior, ou aparece uma nova janela com a nova página, ficando assim com duas janelas do browser abertas ao mesmo tempo. </li></ul><ul><li>Através do menu favoritos podemos navegar para outra página Web, bastando para isso, ir ao menu e escolher o nome da página, mas falta ainda saber como adicionar páginas a este menu. </li></ul><ul><li>Quando estiver numa página de que gosta e que pretende visitar regularmente, aceda aos favoritos e seleccione a opção &quot;Adicionar aos favoritos&quot;. </li></ul>
  21. 21. Correio Electrónico <ul><li>O Email, também conhecido por correio electrónico, é o serviço mais utilizado na Internet e permite enviar e receber mensagens electrónicas de forma rápida e barata. Por cada carta que se envia pelos CTT é necessário pagar um selo. Com o Email não é necessário pagar nada, para além da ligação à Internet. </li></ul><ul><li>O e-mail é certamente o serviço mais utilizado na Internet. </li></ul><ul><li>Mandar uma carta pelo computador, sendo a vantagem a velocidade e o custo. Uma mensagem chega ao destino em apenas alguns segundos... </li></ul><ul><li>E o correio electrónico não está apenas restrito a texto. Pode enviar imagens, som, e até programas. </li></ul><ul><li>A única desvantagem é a de não poder enviar uma encomenda pelo computador... </li></ul>
  22. 22. Correio Electrónico (Continuação) <ul><li>Tal como acontece nos outros serviços (web, irc, etc) para utilizar o Email é necessário um programa apropriado. Neste momento o programa de Email mais popular é o Outlook Express da Microsoft, que vem incluído no Internet Explorer. </li></ul><ul><li>Para enviar uma mensagem a outro utilizador basta saber qual é o seu endereço de Email e para receber mensagens basta possuir um endereço de Email. Os fornecedores de acesso Internet oferecem, normalmente, um ou mais endereços de Email aos seus utilizadores. </li></ul><ul><li>Um endereço de Email tem este aspecto: [email_address] João é o nome do utilizador. </li></ul><ul><li>@ é símbolo que se chama arroba e que significa &quot;em&quot; (em inglês at). </li></ul><ul><li>ipg.pt é o nome do servidor onde o João tem a sua caixa de Email. </li></ul><ul><li>Se traduzirmos este endereço de Email para linguagem corrente ficamos com &quot;joao em clix.pt&quot;. De notar ainda que os endereços de Email não possuem acentos ou cedilhas . </li></ul>
  23. 23. MOTORES DE PESQUISA Definição <ul><li>Os motores de pesquisa são sítios na Internet que ajudam os cibernautas a encontram a informação de que precisam. Cada um desses motores trabalha recolhendo informação e inserindo-a numa gigantesca base de dados sobre &quot;sites&quot;. Cada vez que um pedido é accionado, o motor vai à sua base de dados e produz um resultado, que difere de motor para motor. Estas diferenças podem ser bastante substanciais e acontecem porque cada motor tem a sua forma própria de organizar a base de dados e de retirar informação dela. </li></ul><ul><li>Ao contrário do que acontece com a organização tradicional de uma biblioteca, que respeita regras próprias, compreendidas e aceites pela enorme comunidade de bibliotecários, os motores de pesquisa </li></ul><ul><li>não possuem regras comuns de funcionamento, pelo que é necessário conhecer cada motor em particular para poder tirar o melhor partido dele. </li></ul>
  24. 24. MOTORES DE PESQUISA <ul><li>Há dois tipos principais de motores de pesquisa : </li></ul><ul><li>• Os directórios (&quot;directories&quot;), como o LookSmart , por exemplo, são organizados por pessoas que revêem toda a informação que lhes é enviada e a classificam tematicamente. A intervenção humana na classificação evita duplicações e melhora a organização da resposta. A desvantagem principal é que a indexação efectuada por humanos está longe de completa: um estudo recente revelou que o Yahoo ! apenas tem indexado cerca cinco por cento da Web. </li></ul><ul><li>• Os &quot;crawlers&quot; ou &quot;worms&quot;, como o Google ou o Altavista , por exemplo, utilizam um &quot;software&quot; muito sofisticado que procura constantemente novos sítios na Web. Os resultados desta pesquisa são inseridos numa gigantesca base de dados que é interrogada cada vez que um cibernauta faz uma pesquisa. </li></ul>
  25. 25. MOTORES DE PESQUISA (Continuação) <ul><li>Nos últimos anos, apareceram também as &quot;meta-search tools&quot;, como a DogPile , por exemplo, que permitem que uma mesma pesquisa seja efectuada ao mesmo tempo em diversos &quot;directories&quot; ou &quot;crawlers&quot;. As &quot;meta-tools&quot; não possuem bases de dados próprias, apenas confiam nas bases de dados recolhidas por outros, pelo que as podemos considerar apenas como um interface para realizar múltiplas pesquisas simultâneas. </li></ul>
  26. 26. MOTORES DE PESQUISA (Continuação) <ul><li>Há cinco regras básicas que devem ser seguidas na utilização de um motor de pesquisa: </li></ul><ul><li>1) Tire vantagens dos comandos básicos ao realizar uma pesquisa. Cada motor tem as suas regras próprias, explicadas normalmente num documento chamado &quot;search tips&quot;, &quot;tips&quot; ou &quot;help&quot;. </li></ul><ul><li>2) Seja específico na escolha das palavras a pesquisar. O seu objectivo deve ser escolher as palavras mais específicas para a pesquisa que está a realizar, evitando ser demasiado vago. </li></ul><ul><li>3) Seja preciso na escolha de palavras a pesquisar. A utilização das palavras certas garante-nos que o o motor está mesmo a procurar o que queremos. Ou seja, está a procurar &quot;António&quot; e não &quot;Antônio&quot; o &quot;Antonio&quot;. </li></ul>
  27. 27. MOTORES DE PESQUISA (Continuação) <ul><li>4) Reveja todos os resultados, do princípio para o fim. Os motores de pesquisa apresentam os seus resultados hierarquicamente, pondo em primeiro lugar aqueles &quot;sites&quot; que parecem ser mais apropriados à pesquisa que foi feita. Portanto, os resultados devem ser lidos de cima para baixo, prestando maior atenção às primeiras duas páginas. </li></ul><ul><li>5) Analise os endereços dos resultados. Antes de começar a abrir as páginas de resultados, veja com atenção os endereços. Trata-se de &quot;sites&quot; comerciais, ou de universidades? Conhece já alguns deles? A leitura atenta pode poupar preciosos minutos na sua pesquisa. </li></ul>
  28. 28. MOTORES DE PESQUISA (Continuação) <ul><li>Os serviços de pesquisa portugueses mais populares são: </li></ul><ul><li>S.A.P.O. http://www.sapo.pt </li></ul><ul><li>AEIOU http://www.aeiou.pt </li></ul><ul><li>Lusomundo http://www.lusomundo.net </li></ul><ul><li>Clix http://www.clix.pt </li></ul><ul><li>IOL http://www.iol.pt </li></ul><ul><li>Cusco http://www.cusco.pt </li></ul><ul><li>Alguns portais internacionais </li></ul><ul><li>Yahoo http://www.yahoo.com </li></ul><ul><li>Lycos http://www.lycos.com </li></ul><ul><li>Infoseek http://www.infoseek.com </li></ul><ul><li>Alta Vista http://www.altavista.com </li></ul><ul><li>Terra http://www.terra.es </li></ul><ul><li>Google http://www.google.com </li></ul>
  29. 29. O Que é FTP ? <ul><li>• FTP é um protocolo utilizado para transferir ficheiros entre computadores, na Internet. </li></ul><ul><li>• Na Internet existem vários servidores designados por FTP sites. Estes servidores, dispõe de um vasto número de ficheiros que podem ser descarregados para o nosso PC. Ao processo de copiar um ficheiro para o computador local chama-se Download, a operação no sentido oposto designa-se por Upload. </li></ul><ul><li>Os servidores de FTP podem ser anonymous FTP sites - sites que não exigem autenticação do utilizador, para lhe conceder a entrada - ou serem servidores de FTP, para o acesso aos quais é requerida autenticação - nestes, o utilizador tem de ter um nome de utilizador e uma password que o identifique quando acede ao sistema, sendo-lhe facultada a informação de acordo com o seu perfil, assim podemos ter utilizadores anonymous - significa que não necessitam de Password, mas também acede a um tipo de informação considerada de domínio público e os utilizadores autenticados , que acedem a um tipo de informação mais especifica e que não está disponível para os utilizadores anonymous. </li></ul>
  30. 30. Chat <ul><li>O IRC (Internet Relay Chat) é um sistema de conversa entre vários utilizadores que permite a muitas </li></ul><ul><li>pessoas comunicarem em simultâneo através da Internet, em tempo real. As conversas IRC têm lugar em “canais” e “conversa-se” com outras pessoas escrevendo mensagens por meio do teclado. Para participar no IRC precisa de fazer correr um programa cliente no seu computador durante uma ligação à Internet (por exemplo o Mirc, o Microsoft Chat, etc). Alguns dos programas IRC mais recentes já suportam igualmente conferências áudio e vídeo bem como conversas via teclado. </li></ul><ul><li>Os canais são os locais virtuais nas redes IRC onde os utilizadores estabelecem contacto uns com os outros. As redes de maiores dimensões possuem milhares de canais e basta inscrevermo-nos num deles para poder falar com outras pessoas. É possível manter conversas em vários canais ao mesmo tempo. </li></ul><ul><li>Os canais têm ”modos” diferentes. A maioria é “pública”, mas pode também falar num canal “privado” ou “secreto”, onde seja possível reservar o direito de acesso – por exemplo, “apenas por convite”. </li></ul>
  31. 31. NetMeeting <ul><li>O NetMeeting é um programa para videoconferências e chat, onde é possível que se compartilhem ficheiros, possibilitando também que as pessoas possam colaborar em aplicações. </li></ul>
  32. 32. Serviço de Instant messaging <ul><li>Serviço que permite o envio de mensagens instantâneas utilizada por diferentes mensageiros. </li></ul><ul><li>Permite ver quando os seus amigos estão online e conversar com eles em tempo real. Pode criar salas de conversação e falar com todos em simultâneo. </li></ul><ul><li>Serviços mais populares: </li></ul><ul><li>ICQ (www.icq.com) </li></ul><ul><li>MSN Messenger (www.msn.com) </li></ul><ul><li>Yahoo Messenger (www.Yahoo.com) </li></ul><ul><li>Mensageiro do sapo (www.sapo.pt) </li></ul>
  33. 33. O que é a USENET? <ul><li>Um conjunto de máquinas que trocam artigos, com um ou mais nomes, conhecidos universalmente, chamados Newsgroups </li></ul><ul><li>É talvez uma das maiores fontes de informação da Internet Muito utilizada para obter suporte de informação, respostas a questões diversas, </li></ul><ul><li>Elevado numero de tráfego </li></ul><ul><li>Esta rede iniciou-se por volta de 1978 e posteriormente a arquitectura foi aproveitada para formar uma das primeiras redes europeias, a EUnet . </li></ul><ul><li>Os Newsgroup - Grupos de discussão obedecem a: </li></ul><ul><li>Organização hierárquica; </li></ul><ul><li>Grupos organizados por temas; </li></ul><ul><li>Existem grupos de distribuição mundial; </li></ul><ul><li>Existem grupos de distribuição restrita. </li></ul><ul><li>O newsgroup é uma espécie de fórum aberto à consulta e participação dos utilizadores. </li></ul>
  34. 34. COMÉRCIO ELECTRÓNICO <ul><li>Comércio Eletrócnico ou &quot;eCommerce&quot; cobre a gama de actividades empresariais online para produtos e serviços, ambos business-to-business (b-2-b) e business-to-consumer (b-2-c), através da Internet. </li></ul><ul><li>O Comércio Electrónico engloba dois componentes: </li></ul><ul><li>• Venda e promoção Online - o conjunto de informações e actividades que proporciona ao cliente a informação que precisa para administrar o seu negócio e tomar uma decisão informada de compra. </li></ul><ul><li>Compra e pagamento online- a infra-estrutura de tecnologia necessária para a troca de dados, a compra e pagamento de um produto através da Internet. </li></ul><ul><li>Compra online é uma metáfora usada em comércio electrónico business-2-business por proporcionar aos clientes um método online de fazer um pedido, submeter uma ordem de compra, ou pedir uma informação. </li></ul>
  35. 35. COMÉRCIO ELECTRÓNICO (Continuação <ul><li>• Presença global </li></ul><ul><li>• Maior competitividade </li></ul><ul><li>• Especialização em massa </li></ul><ul><li>• Reduzir/eliminar cadeias de distribuição </li></ul><ul><li>• Reduções de custos substanciais </li></ul><ul><li>• Novas oportunidades de negócio </li></ul><ul><li>Oportunidades para os fornecedores </li></ul><ul><li>• Escolha global </li></ul><ul><li>• Qualidade de serviço </li></ul><ul><li>• Personalização de produtos e serviços </li></ul><ul><li>• Resposta rápida ás necessidades </li></ul><ul><li>• Redução de preços substanciais </li></ul><ul><li>• Novos produtos/serviços </li></ul>
  36. 36. COMÉRCIO ELECTRÓNICO <ul><li>Sistemas utilizados no comércio electrónico </li></ul><ul><li>• ID Digital da Verisign </li></ul><ul><li>• Web Trader da Deco </li></ul><ul><li>Sistemas de pagamento </li></ul><ul><li>• Dinheiro digital </li></ul><ul><li>• VISA </li></ul><ul><li>• Multibanco </li></ul><ul><li>• MBnet </li></ul><ul><li>• À cobrança </li></ul>Segurança Confidencialidade; • Autenticação; • Não repudiação;
  37. 37. FUTURO DA INTERNET PREVISÕES <ul><li>A Internet é a base do conceito popularizado por Al Gore (candidato a presidente dos EUA em 1992), as&quot;auto-estradas da informação&quot;. Estas &quot;auto-estradas&quot; seriam, segundo o mesmo, uma rede de telecomunicações de alta capacidade capaz de suportar quantidades enormes de informação. </li></ul><ul><li>Prever o futuro é sempre um risco. O teletrabalho será uma constante. Da videoconferência passaremos à conferência virtual, equipados com óculos de realidade virtual ligados por infravermelhos ao computador. </li></ul><ul><li>Os equipamentos – auscultadores e visores – permitir-nos-ão ver uma reunião virtual, em que mãos incorpóreas trocam documentos que são armazenados no nosso computador. Apesar de ainda não terem atingido a perfeição, as reproduções de corpos e rostos possuem já um certo realismo. </li></ul><ul><li>Os jogos de realidade virtual também entrarão em nossas casas, pois o aumento da potência dos computadores e consolas permitirá uma qualidade de imagem semelhante à das máquinas de realidade virtual que vemos, actualmente, nos salões de jogos. </li></ul>
  38. 38. PREVISÕES (Continuação) <ul><li>A televisão interactiva e as compras on-line através da televisão – um ecrã de grandes dimensões – generalizar-se-ão nos lares. </li></ul><ul><li>A realidade será redimensionada graças à convergência das novas tecnologias, sobretudo da televisão, do computador e do telemóvel. Na comodidade do nosso lar teremos acesso a quase tudo através de um sistema &quot;inteligente&quot;, que interligará a maior parte dos dispositivos da casa e fará a sua coordenação. As suas tarefas vão desde controlar a abertura dos estores consoante o grau de luminosidade exterior, ao controlo da temperatura ambiente, passando pelo diagnóstico de avarias e contacto de técnicos. </li></ul><ul><li>É claro que o que aqui descrevemos é, apenas, um cenário possível ( as tecnologias assim o permitirão) e não uma realidade. Contudo, convém perguntarmo-nos se estamos preparados para uma realidade deste género, se a desejamos de facto, pois todas estas alterações a nível tecnológico alterarão também os nossos modos de vida e a realidade social sofrerá certamente grandes mudanças. </li></ul>
  39. 39. Trabalho realizado por: Cátia Ferreira Diogo Ribeiro

×