Aula amor

170 visualizações

Publicada em

Sobre amar um produto: os princípios fundamentais

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
170
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula amor

  1. 1. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais Beatriz Russo & Paul Hekkert Design | Ergonomia | Emoção terça-feira, 17 de março de 15
  2. 2. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • O papel do designer é projetar experiências: boas, é claro! terça-feira, 17 de março de 15
  3. 3. terça-feira, 17 de março de 15
  4. 4. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • Nós, seres humanos, somos afetivamente reconhecidos. Buscamos no amor um âmbito interpessoal para conceitualizar uma experiência afetiva. terça-feira, 17 de março de 15
  5. 5. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • Quais são os princípios fundamentais do amor? Isso se dá como? • Amor é inerente a todas as culturas. O que é amor para você? terça-feira, 17 de março de 15
  6. 6. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • Relações interpessoais | Afeição por produtos Eu amo a minha mãe. Eu amo meu carro. Eu amo meu chefe. Eu amo desenhar. Eu amo estar entre amigos. Eu amo cozinhar. Eu amo meus colegas. Eu amo cerveja. Eu amo pessoas legais. Eu amo lugares inusitados. Eu amo crianças. Eu amo passear de bicicleta. Eu amo beijar. Eu amo conversar na varanda. Eu amo conversas. Eu amo chats de internet. ...... ...... terça-feira, 17 de março de 15
  7. 7. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • Às vezes os amores são tão fortes, que entre as relações interpessoais e a afeição pelos produtos se tornam semelhantes. • O mais semelhante deles é o amor entre parceiros. • É isso que torna a impulsão por compras, algo que traz muito bem-estar. terça-feira, 17 de março de 15
  8. 8. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais terça-feira, 17 de março de 15
  9. 9. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais • “Definimos amor como uma forte afeição por produtos, derivada de relacionamentos e laços pessoais entre o indivíduo e um produto.” (Russo & Hekkert) terça-feira, 17 de março de 15
  10. 10. terça-feira, 17 de março de 15
  11. 11. Princípios do amor • “São modos de ação fixos e predeterminados que permeiam o que é experenciado como sendo amor.” Interação fluida Lembrança de memória afetiva Significado simbólico (social) Compartilhamento de valores morais Interação física prazerosa terça-feira, 17 de março de 15
  12. 12. Princípios do amor • Interação fluida (Csikszentmihalyi, 1990) “Uma experiência favorável, um estado mental (cognitivo) de operação que está completamente imersa em uma atividade que envolve processos como interpretação, recuperação de memória e associações.” “Eu amo usar o meu celular porque ele responde tão rápido... Ele flui. Eu aperto o botão e ele faz exatamente o que eu quero que ele faça. Eu me sinto no controle. Eu sei o que estou fazendo com ele e, ao mesmo tempo, ele responde. Eu sinto como ele me entendesse.” terça-feira, 17 de março de 15
  13. 13. Princípios do amor terça-feira, 17 de março de 15
  14. 14. Princípios do amor • Interação fluida (Csikszentmihalyi, 1990) . A atividade deve possuir objetivos claros; . O usuário deve estar concentrado e focado; . A perda do sentimento de autoconsciência; . A ação consciente funde-se com a própria atividade; . Resposta direta e imediata; . Equilíbrio entre o nível de habilidade e o nível de desafio; . Um sentimento de controle sobre a situação ou atividade; . A atividade é intrinsicamente compensadora. • Sensação de segurança / autoconsciência. • Mesmo quando a atividade parece um pouco mais desafiadora, as pessoas experenciam uma sensação de transcendência: ultrapassam limitações. terça-feira, 17 de março de 15
  15. 15. Princípios do amor • Lembrança de memória afetiva “Eu amo usar esta agenda. Ela foi feita pela minha namorada, que me presenteou antes de ir para a América do Sul, para estudar por seis meses. Essa agenda me lembra ela. E como foi a minha namorada que fez, essa agenda tem tudo o que eu preciso e ela ainda colocou algumas fotos nossas dentro. Essa agenda é muito funcional.” terça-feira, 17 de março de 15
  16. 16. Princípios do amor • Lembrança de memória afetiva • Ligado à ideia de extended self (Belk, 1988): os produtos ganham valor simbólico quando associados a memórias do passado; dependem de uma narrativa. • Sobre as “relações significativas” (Battarbee & Mattelmäki, 2004), criar vínculos com produtos promove a ocorrência de “associações significativas”. • Designers podem influenciar o apego entre pessoas e produtos, ao despertarem memórias. terça-feira, 17 de março de 15
  17. 17. Princípios do amor • Significado simbólico (social) “Eu amo meu ipod nano. Eu devo dizer que eu nem sei direito como ele funciona. Quando eu estou no metrô, eu me sinto tão cool quando eu tiro ele do bolso, desenrolo dos fios, coloco o fone nos meus ouvidos, tiro a campainha e ligo. Eu percebo que as pessoas à minha volta, especialmente as que estão usando outro tipo de aparelho de Mp3, sempre olham quando eu faço esse ritual (...) e o que eu acho engraçado é que quando eu encontro alguém que usa o mesmo fone branco, eu sinto que nos olhamos e damos um olhar de aprovação (...) como nós pudéssemos entender um ao outro.” • Somos seres naturalmente sociais, que experenciamos coisas juntos, e prazeres sociais são obtidos através de interação com os outros. terça-feira, 17 de março de 15
  18. 18. terça-feira, 17 de março de 15
  19. 19. Princípios do amor • Significado simbólico (social) • Cenários específicos: 1- a ideia de que pessoas procuram produtos que já possuem uma identidade e que, por possuírem esses produtos, esperam que a identidade seja vista como deles próprios; 2- o fato de que pessoas querem comunicar sua identidade, valores intrínsecos e crenças através dos produtos. • O designer tem o desafio de traduzir esses conceitos para cenários constituídos a partir de ideias intangíveis para características reconhecíveis. terça-feira, 17 de março de 15
  20. 20. Princípios do amor • Compartilhamento de valores morais. “Eu amo esta escova para cabelos da Body Shop. Eu gosto de produtos da bodyshop porque eles fazem produtos ‘responsáveis’. Eu sei que, por exemplo, nenhuma floresta foi destruída na manufatura desta escova ou de qualquer outro produto que eles produzem e vendem; os produtos não foram testados em animais (...) e eu gosto de pensar que eu faço parte disso, que eu estou contribuindo para um mundo melhor.” Consumo consciente (ou ético) é um movimento social baseado no impacto das decisões de compra sobre o meio ambiente, saúde e bem-estar do consumidor. terça-feira, 17 de março de 15
  21. 21. terça-feira, 17 de março de 15
  22. 22. Princípios do amor • Interação física prazerosa “Eu amo jogar tênis com essa raquete. Eu adoro porque eu nem ao menos sinto que a raquete está nas minhas mãos. Ela é muito leve e eu posso sentir o grip. Algumas raquetes são muito pesadas e quando você bate na bola, você sente o impacto ressonando nos ossos. Esta aqui tem o tamanho exato para as minhas mãos (...) minhas mãos se ajustam perfeitamente a essa raquete. Eu também gosto do som que ela faz quando bate na bola.” sensuous delight (deleite sensual) - produtos fisicamente prezerosos O toque não apenas nos provê informações sobre o mundo à nossa volta, mas também nos torna conscientes quanto ao nosso próprio corpo. terça-feira, 17 de março de 15
  23. 23. terça-feira, 17 de março de 15

×