FOBIA UMA HISTÓRIA: MEDO DO ESCURO Antonio Carlos Pacheco (1985)
MEDO DO ESCURO
Imagine que você está no escuro. Ficou com medo? Ou você é mais corajoso do que o personagem desta história?
Era uma vez uma estrela que tinha medo do escuro. -Imagine!-dizia a mãe, uma estrela grande e brilhante.-Isso é possível?!
-Imagine- exclamava o pai, um estrelão dos mais respeitados.
-Imagine!-repetia o sol, o chefe de todas as estrelas.
Mas o caso é que a estrela tinha medo do escuro. Ela ficava o tempo todo dentro das nuvens, com a luz acesa e vendo tv.
Quando o sol ia dormir ele apagava a luz e abria porta da noite, por onde as estrelas deviam entrar.
-Vamos- dizia a mãe da estrelinha.
-Vamos- repetiam as outras estrelas
-Vamos!- ordenava o estrelão com a sua voz grossa.
Mas ela não ia.
Ficava de luz acesa, as vezes chupando o dedo, com muito medo do escuro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fobia

3.002 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fobia

  1. 1. FOBIA UMA HISTÓRIA: MEDO DO ESCURO Antonio Carlos Pacheco (1985)
  2. 2. MEDO DO ESCURO
  3. 3. Imagine que você está no escuro. Ficou com medo? Ou você é mais corajoso do que o personagem desta história?
  4. 4. Era uma vez uma estrela que tinha medo do escuro. -Imagine!-dizia a mãe, uma estrela grande e brilhante.-Isso é possível?!
  5. 5. -Imagine- exclamava o pai, um estrelão dos mais respeitados.
  6. 6. -Imagine!-repetia o sol, o chefe de todas as estrelas.
  7. 7. Mas o caso é que a estrela tinha medo do escuro. Ela ficava o tempo todo dentro das nuvens, com a luz acesa e vendo tv.
  8. 8. Quando o sol ia dormir ele apagava a luz e abria porta da noite, por onde as estrelas deviam entrar.
  9. 9. -Vamos- dizia a mãe da estrelinha.
  10. 10. -Vamos- repetiam as outras estrelas
  11. 11. -Vamos!- ordenava o estrelão com a sua voz grossa.
  12. 12. Mas ela não ia.
  13. 13. Ficava de luz acesa, as vezes chupando o dedo, com muito medo do escuro

×