Fusion Tables e Excel Map Viewer

133 visualizações

Publicada em

Aula da disciplina de Informática Aplicada ao Planejamento Territorial, 23 de setembro de 2016, UFABC. Apresentação disponível em: https://youtu.be/kLAezjnEag4

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fusion Tables e Excel Map Viewer

  1. 1. Apresentação da disciplina Modelos de representação Espacial Atividade 1 – Mapas ao Alcance de Todos INFORMÁTICA APLICADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL Vitor Vieira Vasconcelos vitor.v.v@gmail.com CS3406 - Informática Aplicada ao Planejamento Territorial setembro de 2016
  2. 2. Atividade – Mapas ao Alcance de todos Atividade 1 Mapas a partir de planilhas eletrônicas que apresentem dados com alguma referência espacial. Dados:  Repositório do Tidia do curso IPT_2016, pasta Atividade 1  Atividade individual  O aluno deve ter uma conta no gmail. Atividades: 1. Análise de dados e elaboração de mapas utilizando o APP Fusion Tables do Google Drive; 2. Análise de dados e elaboração e redes utilizando o APP Fusion Tables do Google Drive;
  3. 3. 0) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração  Dado: População total do Brasil por Unidade da Federação.  Fonte: IBGE, SIDRA (Sistema IBGE de Recuperação Automática - www.sidra.ibge.gov.br/ 1. Instalar o suplemento Power Maps ◦ https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=38395 2. Abrir Arquivo Pop_2010.xlsx; 3. Selecionar os dados; 4. Formatar como tabela (Página Inicial -> “Formatar como Tabela”) ◦ Às vezes é necessário reiniciar o excel 5. Aperte o botão Iniciar –> Mapas -> Iniciar o Power Map.
  4. 4. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração 4. Ao lado direito da tela, selecione a Geografia: UF e Associe o tipo de unidade espacial
  5. 5. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração 5. Clique em avançar no botão no canto inferior direito da tela
  6. 6. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração 6. Selecione o campo pop_2010 como o dado a ser mapeado
  7. 7. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração 7. Ligue os Rótulos do mapa e escolha no canto inferior esquerdo o terceiro tipo de representação.
  8. 8. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração 7. Experimente as demais representações e responda: qual representação é a mais adequada para representar o padrão de variação da população total em 2010? Por quê?
  9. 9. A) Mapas a partir do Excel  Apenas Demonstração
  10. 10. B) Análise de dados, mapas e redes utilizando o APP Fusion Tables do Google Drive - “Mãos a obra!”  Objetivo Analisar a migração dos migrantes recentes (pessoas com menos de 5 anos de residência na UF de moradia) por unidade da Federação. Dados:  Repositório/ Atividade1/ Atividade B; I. População total em 2010; II. Fluxos migratórios por UF; III. Total de emigrantes por UF, IV. Total de imigrantes por UF, V. Mapa com o contorno das UFs em formato kml. Tarefas: 1. Fazer o login na conta do Gmail; 2. Ir até o Google Drive;
  11. 11. 1) Análise de dados e elaboração de mapas utilizando o APP Fusion Tables do Google Drive - “Hands on, todos”  Objetivo Analisar dados de população total das UFs em 2010 Dados:  Repositório/ Atividade1/ Atividade B; I. População total em 2010; II. Mapa com o contorno das UFs em formato kml. Tarefas: 1. Fazer o login na conta do Gmail; 2. Ir até o Google Drive; 3. Ativar a App Fusion Tables
  12. 12. Acesse: https://www.google.com/drive/
  13. 13. My Drive -> More -> Google Fusion Tables ou “+ Connect more apps”
  14. 14. 4. Vamos primeiro construir nossa “base espacial” com o arquivo de população utilizado no outro exercício e com um arquivo de “desenho” com o contorno das Ufs em formato Kml. Para tanto deveremos criar uma Fusion table para cada arquivo e depois iremos juntá-los em uma única Table. 5. Ao lado esquerdo da tela vamos adicionar a primeira Fusion Tables (pop_2010.xls)
  15. 15. 6. Clique na Aba: Map of Nome, para verificar se o mapeamento das unidades espaciais está correto.
  16. 16. 7. Veja que o software colocou uma das UFs em Buenos Aires. Se você diminuir o nível de zoom, pode haver UFs colocadas em outros lugares, como no Oriente Médio. Vamos corrigir estes erros.
  17. 17. 8. Para corrigir vamos clicar em cada um dos pontos para saber quais unidades estão incorretas. Depois iremos até a Aba Rows1, para editar a localização destes dois pontos.
  18. 18. 9. Selecione a linha que contém a unidade espacial com erros. E depois clique no ícone editar (em forma de lápis). 10. Clique em edit Geocode...
  19. 19. 11. No campo Location description altere na busca para “Distrito Federal, Brasil” e em seguida aperte o botão de procurar. 12. O software indicará uma nova localização que é a correta (em vermelho), clique neste ponto e em seguida nos botões “Use this location”, e em “Save”. 13. Repita os mesmos procedimentos para outras UFs que estejam erradas
  20. 20. 14. Vamos verificar os tipos de mapeamento disponíveis na Fusion Tables para dados pontuais. Vá para a Aba de mapas e nesta tela clique no canto esquerdo na opção heat map. O que você observa? 15. Em Weighting altere a Variável para pop_2010, o que você nota de diferença?
  21. 21. 16. Altere os valores das opções Radius e Opacity. Veja o resultado destas alterações.
  22. 22. 17.Vamos alterar o tipo de representação. Clique em Feature map no lado esquerdo do mapa e em seguida em Change Features Styles 18.Clique na Aba Buckets e configure as opções da caixa de diálogo conforme a figura abaixo. Peça para dividir em quatro classes. Escolha a variável pop_2010. Clique na opção “use this range” para atualizar os valores. E mude os símbolos clicando em cada um deles. Verifique que você pode alterar os valores das classes manualmente.
  23. 23. 18.Ligue a Legenda.
  24. 24. 20.Perceba que uma das classes não é representada no mapa. Vamos tentar resolver este problema, por meio de análise exploratória do dado com a ajuda de gráficos de histogramas. Clique no sinal de + ao lado da Aba Map of Nome e escolha a opção Chart.
  25. 25. 21. Escolha a opção Column Chart. E configure as opções como a figura abaixo. Com base na figura estabeleça novos intervalos para as classes do mapa de pontos. 22. Depois de refeitos os intervalos das classes qual dos mapas você acha que melhor representou a população total?
  26. 26. 21. Escolha a opção Column Chart. E configure as opções como a figura abaixo. Com base na figura estabeleça novos intervalos para as classes do mapa de pontos. 22. Depois de refeitos os intervalos das classes qual dos mapas você acha que melhor representou a população total?
  27. 27. 23.Em My Drive, abra uma nova Fusion Tables e faça o Upload do arquivo “Brasil_UF.kml”. Caso não abra automaticamente, aperte cancelar e clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo carregado.
  28. 28. 23.Em My Drive, abra uma nova Fusion Tables e faça o Upload do arquivo “Brasil_UF.kml”. Caso não abra automaticamente, aperte cancelar e clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo carregado.
  29. 29. 24.Agora você irá juntar as duas tabelas com o comando merge na Aba File
  30. 30. 24.Após o merge vá para a nova Tabela e faça um novo mapa. Se quiser você pode utilizar as classes do mapas anterior.
  31. 31. 24.Após o merge vá para a nova Tabela e faça um novo mapa. Se quiser você pode utilizar as classes do mapas anterior.
  32. 32. 2) Análise de dados e redes utilizando o APP Fusion Tables do Google Drive - “Mãos à obra!”  Objetivo Analisar a migração dos migrantes recentes (pessoas com menos de 5 anos de residência na UF de moradia) por unidade da Federação. Dados:  Repositório/ Atividade1/ Atividade B; I. População total em 2010; II. Fluxos migratórios por UF; III. Total de emigrantes por UF, IV. Total de imigrantes por UF, V. Mapa com o contorno das UFs em formato kml. Tarefas: 1. Fazer o login na conta do Gmail; 2. Ir até o Google Drive;
  33. 33. 3. Verifique em sua conta do Gmail, no Google Drive se a união das duas fusion tables foi bem sucedido e se o mapa por unidades de área está parecido com o mapa da figura abaixo. 4. Caso haja algum problemas com os dados da atividade anterior corrija-os.
  34. 34. 5. Abra uma nova fusion tables, importanto o arquivo MIGRACAO_UF_UF.xls 6. Após a importação verifique a estrutura da planilha na aba “Rows 1”.
  35. 35. 7. Adicione uma Aba Chart (Gráfico). Selecione o tipo de gráfico “Network Graph” (Gráfico de Rede) na lateral esquerda da tela.
  36. 36. 8. Você visualizará o resultado abaixo, um grafo que representa os fluxos migratórios. Os nós são as regiões e as unidades das federações e as linhas são os fluxos migratórios entre eles.
  37. 37. 9. Configure o gráfico com as opções indicadas na figura abaixo. Preste atenção especial para o número de nós (nodes) a ser representado. 10.Perceba que as UFs estão em Azul e as Regiões em Laranja isso é resultado da opção “Color by Columns” que representa a coluna de origem sempre em azul e a de destino em laranja.
  38. 38. 11. Clique em cada uma das regiões e observe o que ocorre com os fluxos, em seguida clique em algumas Ufs e observe o que ocorre com os fluxos. 12. Existe algum padrão de relacionamento de fluxo migratório entre as regiões e as Ufs? Explique? 13. Vamos utilizar a ferramenta de filtros. Clique em Filter, e selecione a variável volume. No canto esquerdo da tela abrirá uma caixa de diálogos para você completar preencha com os valores de 20.000 a 100.000. filtraremos os fluxos migratórios nessa faixa de valores.
  39. 39. 14. Mude o destino dos fluxos para as UFs e em seguida clique sobre o estado de SP. Anote os estados que recebem migrantes de São Paulo. 15. Vá até a planilha de dados ordene o volume de migrantes de maneira decrescente e procure as Ufs que recebem migrantes de SP na Faixa de 20.000 a 100.000. Que UF não foi representada na rede? Você imagina o porquê?
  40. 40. 17. Insira um outro filtro, agora referente a origem. Selecionaremos apenas os fluxos com origem em São Paulo na faixa de 20.000 a 100.000 pessoas. 18. Em seguida vá no menu file, opção download. Veja que é possível exportar um arquivo .csv com esta informação.
  41. 41. 17. Agora faremos algumas operações de análise na tabela para extrair algumas informações “extras” de nossos dados a partir de ferramentas de “Summary“, ou seja, resumo, relatório. 18. Primeiramente iremos calcular a migração inter-regional para tanto iremos na Aba com sinal de mais e escolheremos a opção Summary.
  42. 42. 19.Defina as opções segundo a caixa de diálogos abaixo e clique em save. 20.Visualize o resultado do Summary. 21.Se quiser você pode salvar o resultado em uma planilha. Menu File, opção Download.
  43. 43. 22. Faça um Summary para calcular o total de emigrantes por UF e outro para calcular o total de imigrantes por UF. Qual coluna você deve selecionar para cada um deles? 22. Baixe as planilhas dos arquivos dos Summary’s anteriores e faça uma mapa de emigração e outro de imigração por UF, utilizando os comandos já aprendidos nesta aula.

×