Pesquisando na Internet

511 visualizações

Publicada em

Apresentação produzida para a disciplina Comunicação Digital em Publicidade e Propaganda, da Famecos/PUCRS, pelo prof. me. Marcelo Träsel.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide


































  • Pesquisando na Internet

    1. 1. Pesquisa na Internet Prof. Me. Marcelo Träsel Comunicação Digital em Publicidade e Propaganda Famecos/PUCRS
    2. 2. Por quê? • Ao navegar e usar serviços na Web, as pessoas deixam “rastros” com informação útil para pesquisas de mercado. • Pode-se analisar esses dados qualitativamente (desk research) ou quantitativamente (data-mining). • Isso permite identificar padrões de comportamento.
    3. 3. Ibope • Realiza diversos tipos de pesquisas sobre audiência e imagem de marcas na Web, em conjunto com a Nielsen/NetRatings. • As pesquisas são feitas mediante a instalação e um software no computador de voluntários ou perfis falsos em redes sociais. • www.ibope.com.br
    4. 4. Serviços de pesquisa • Muitas agências oferecem serviços de monitoramento de audiência e citações a uma determinada marca em termpo real. • São algoritmos que vasculham a Internet em busca de citações a palavras-chave e realizam análises de conteúdo. • Social Monitor
    5. 5. Dicas de profissional É importante acompanhar feeds de: 1) um bom blog de gadgets; 2) um bom blog de moda; 3) um bom blog de games; 4) um bom blog de fofocas; 5) um bom blog de design; 6) um bom blog de tendências; 7) um bom blog sobre o Japão; 8) um bom blog sobre a China.
    6. 6. Dicas de profissional “Pra trabalhar com pesquisa de mercado é essencial que o cara tenha um conhecimento generalista, ainda que superficial. Em outras palavras, tu não pode IGNORAR completamente nenhum assunto. Tu pode odiar música sertaneja ou estar afastado do segundo grau há vinte anos, mas tu precisa ter uma noção de quem são Gian e Giovanni e conhecer as ferramentas de múltiplos scraps e navegação invisível no Orkut, por exemplo. Acho que isso é o principal: ter um conhecimento enciclopédico, e não ter preconceitos de nenhum tipo.”
    7. 7. Dicas de profissional “E, claro, quem quiser trabalhar com isso tem que manjar de TV, cinema, literatura, raças de gato, indústria farmacêutica (ou seja, TUDO) e ainda por cima ter um desejo incontrolável por saber mais e mais e sempre mais. 100 cliques diários mínimos no Stumble e pelo menos dois vocábulos novos da Wikipedia por dia.” André Czarnobai Consultor criativo
    8. 8. Atenção! • Tenha em mente que muitas vezes a busca em redes sociais, repositórios de informação construída colaborativamente, blogs e quetais são apenas o primeiro passo da pesquisa. • Sempre que possível, use fontes oficiais.
    9. 9. Google • Comece pelo básico, usando termos simples. • Combinar termos de pesquisa produz resultados mais específicos. • É melhor pesquisar “pousadas baratas Garopaba” do que “pousadas em praias brasileiras”.
    10. 10. Google • Aspas ajudam a encontrar uma expressão específica, como uma citação. • Para excluir categorias, use sinal negativo, como em “blogs -tecnologia”. • Para incluir termos comuns, use sinal positivo. Ex.: “Star Wars, episódio +1”.
    11. 11. Google • Pode-se encontrar uma expressão ou página específica em um site, usando a fórmula “vestibular site:www.pucrs.br”. • Para intervalos numéricos, use a fórmula “macbook R$1.999..R$2.500” ou “presidente brasil 1950..1990”. • Para encontrar definições de alguma expressão, use “define:termo”.
    12. 12. Google Acadêmico • Realiza buscas apenas em sites ligados a laboratórios, universidades, revistas científicas etc. • Para encontrar textos de um autor específico, use “autor:nome”. • Para excluir um autor, use “santos - autor:santos”. • Para pesquisar por palavras do título, use “no título:termo”.
    13. 13. Blogs Pesquisas por blogs podem ser feitas em ferramentas como: • Google Blogs; • Technorati, Blogblogs; • diretórios; • colunas de links de outros blogs.
    14. 14. Redes Sociais • É preciso criar cadastros nos diferentes serviços para monitorá-los e mapear tendências. • Pode-se buscar grupos e redes sociais relacionados ao cliente usando-se as mesmas técnicas de outras ferramentas de busca. • Cada projeto exige um tipo de mapeamento específico.
    15. 15. Popularidade • PageRank; • Audiência; • número de assinantes de RSS; • média de comentários por post; • autoridade no Technorati. • Popuri.us
    16. 16. Trabalho • Realizar uma desk research e produzir um relatório de duas a três páginas, para ser entregue ao professor. • Apresentar as descobertas para a turma usando algum tipo de material de apoio no dia 30 de outubro. • Objetivo: identificar alguma tendência de mercado ou público-alvo para um cliente à sua escolha.
    17. 17. Lista de sites • www.google.com • www.popuri.us • www.joongel.com • www.ibope.com.br • scholar.google.com • www.wikipedia.org • blogsearch.google.com • www.buzzca.com.br • www.technorati.com • coolhunting.com • blogblogs.com.br

    ×