Apresentação 4T07

397 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
103
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 4T07

  1. 1. Resultados 4T07 05 de Março de 2008 1
  2. 2. Agenda • Destaques Operacionais/Administrativos 4T07 • Perspectivas 2008 • Resultados 4T07 2
  3. 3. Destaques Operacionais/Administrativos  Conclusão da instalação da Kami 9:  Investimentos de R$ 110 milhões;  Máquina de última geração Reicofil 4 sem similar na América Latina, com capacidade anual de 15.000 toneladas, dedicada principalmente à produção de nãotecidos médicos de alta performance e especialidades para descartáveis higiênicos;  Projeto executado dentro do cronograma e orçamento definidos;  Instalação concluída em dezembro, teste de equipamentos, matérias primas e produtos em andamento;  Homologação de produtos junto aos clientes programada para março. 3
  4. 4. Destaques Operacionais/Administrativos  Aquisição da Isofilme:  Otimização da programação da produção focando em descartáveis higiênicos para o mercado interno;  Conclusão do processo de integração com a Cia Providência, especialmente nas àreas comercial e administrativa;  Iniciados investimentos para desgargalamento da fábrica (facas rotativas, calandra nova, automação de corte e embalagem dos rolos). Produção deve atingir 750 / 800 toneladas mês a partir de março / abril de 2008;  Venda das aparas de nãotecidos que faziam parte do estoque quando da aquisição;  Melhoria nos indicadores de produtividade/financeiros (perdas, eliminação do endividamento de curto prazo, redução dos estoques, etc). 4
  5. 5. Destaques Operacionais/Administrativos  Investimentos e melhorias na Divisão de Tubos e Conexões:  Contratação de novo management – início do processo turn around da Divisão;  Conclusão dos investimentos para ampliação da capacidade instalada em 5.000 toneladas ano destinada a tubos de grandes diâmetros;  Redução das estruturas de supervisão fabril;  Conclusão dos Investimentos na modernização e otimização dos moldes de conexões. 5
  6. 6. Destaques Operacionais/Administrativos  Reestruturação do endividamento de curto prazo:  Liquidação das dívidas de curto prazo da Isofilme, no valor de R$ 25 milhões;  Resgate antecipado das Notas Promissórias da Cia;  Contratação de Notas de Crédito à Exportação no valor de R$ 150 milhões com prazo de vencimento de 5 e 6 anos, com 2 anos de carência;  Emissão de Debêntures no montante de R$ 150 milhões com vencimento de 5 anos;  Resgate antecipado, em janeiro, do Eurobond da Isofilme no montante de U$ 9,2 milhões. 6
  7. 7. Destaques Operacionais/Administrativos  Reestruturação do endividamento de curto prazo: Dívida líquida em 31 de dezembro de 2007: R$ 198 milhões 7
  8. 8. Destaques Operacionais/Administrativos 8
  9. 9. Destaques Operacionais/Administrativos  Encerramento das atividades da Divisão de Embalagens Flexíveis:  Receita com as vendas de máquinas e prédios: R$ 18,8 milhões  Despesas com a desativação (pessoal, comissões, etc): R$ 2,0 milhões  Resultado financeiro do processo de encerramento: R$ 16,8 milhões  Resultado contábil (venda menos custo contábil) do processo de encerramento: R$ 13,8 milhões sendo R$ 5,0 milhões em 2007 e R$ 8,8 milhões em 2008. 9
  10. 10. Destaques Operacionais/Administrativos  Outros:  Projeto de implantação de novo ERP (SAP) em execução, dentro do cronograma e orçamento definidos inicialmente. Entrada em operação a partir de 1 de abril de 2008;  Operações Hedge Operacional: resultado de operações de trava cambial sobre os recebíveis do mercado externo;  Contratação, em fevereiro de 2008, do UBS Pactual CTVM como formador de mercado;  Processo de recompra de ações; 10
  11. 11. Agenda • Destaques Operacionais/Administrativos 4T07 • Perspectivas 2008 • Resultados 4T07 11
  12. 12. Perspectivas para 2008  Expansão de 28% na Divisão Nãotecidos:  Incremento de produção/vendas de 15.500 toneladas, sendo:  9.000 tons Kami 9 (1.000 tons mês a partir de abril);  6.500 tons Kami 10 (Isofilme).  Desenvolvimento de novos produtos:  Introdução de nãotecidos para utilização em roupas e artigos médicos descartáveis de alta performance com maior valor agregado, sem similar no mercado nacional;  Serão investidos R$ 18 milhões no desenvolvimento de nãotecidos especiais para atender o mercado de descartáveis higiênicos. 12
  13. 13. Perspectivas para 2008  Expansão na capacidade da Divisão de Tubos e Conexões:  Como resultado dos investimentos em 2007, a Cia incrementará sua produção/vendas de tubos em 23% no ano de 2008;  Automação e treinamento da força de vendas;  Otimização logística (planejamento fabril e fretes).  Melhoria na eficiência operacional/administrativa:  Adoção de ferramentas de gestão bem como revisão de processos administrativos e operacionais visando redução de custos e melhoria na geração e divulgação de informações;  Metas individuais (gerentes) de redução de determinadas contas orçamentárias. 13
  14. 14. Agenda • Destaques Operacionais/Administrativos 4T07 • Perspectivas 2008 • Resultados 4T07 14
  15. 15. Volume de Vendas  Cia segue ampliando volume de produção e vendas em seus principais negócios;  Crescimento de 15% em relação ao 4T06 e de 7,3% comparativamente ao 3T07;  Números incluem as vendas da Isofilme no 3T07 (45 dias) e 4T07 (90 dias);  No 4T07 a divisão de Embalagens deixou de contribuir para o volume de vendas em função do encerramento de suas atividades em setembro. 15
  16. 16. Receita Bruta  Aumento de 4,2% em relação ao 4T06 e de 4% em relação ao 3T07:  Receita no mercado externo cresceu 8% em relação ao 4T06 e 7,6% em relação ao 3T07. Elevação do preço em US$ e aumento de volume compensaram parcialmente a expressiva valorização do real, de 17% em relação ao 4T06 e de 6,8% em relação ao 3T07;  No mercado interno a receita bruta aumentou 2,4% praticamente em função do aumento nos volumes vendidos, com destaque para a Divisão de Nãotecidos. 16
  17. 17. EBITDA e Margem Ebitda  Ebitda atingiu R$ 27,4 milhões (margem de 23,8%) no 4T07 com crescimento de 13% em relação ao 4T06 que alcançou R$ 24,2 milhões (margem de 22,0%);  O Ebitda ajustado pelo hedge operacional* totalizou R$ 30,9 milhões (margem de 26,8%) no 4T07, com crescimento de 4% em relação ao 3T07, que alcançou R$ 29,6 milhões (margem de 26,6%) e 27,7% em relação ao 4T06 (margem de 22,0%);  Na comparação com o 3T07 sem considerar o hedge operacional*, o Ebitda apresenta um recuo de 4,2%, basicamente por conta de uma queda no resultado da Divisão Tubos e Conexões. Hedge Operacional* : Resultado de operações de trava cambial realizada sobre recebíveis do mercado externo. 17
  18. 18. Lucro Líquido e Margem Líquida  Lucro Líquido no 4T07 foi de R$ 7,2 milhões com margem líquida de 6,2%, revertendo o prejuízo de R$ 2,5 milhões registrado no 3T07;  No 4T07 não ocorreram os gastos de natureza não recorrente (IPO e aquisição Isofilme) que impactaram o resultado do 3T07.  A Cia fechou o exercício de 2007 com lucro liquido de R$ 5,2 milhões, mesmo num período de transição, onde houve grande concentração de gastos não recorrentes e custos financeiros elevados associados à sua aquisição. 18
  19. 19. Divisão de Nãotecidos  O volume no 4T07 atingiu 15,5 mil toneladas, crescimento de 29,2% em relação ao 4T06 e 12,3% acima do 3T07;  Crescimento foi mais representativo no mercado externo;  Crescimento no mercado interno prejudicado por conta da performance da Isofilme que ficou aproximadamente 600 tons abaixo da sua plena capacidade.  A receita líquida totalizou R$ 92,7 milhões no 4T07, crescimento de 13,6% em relação ao 4T06 e 8,4% em relação ao 3T07;  A valorização do real frente ao dólar neste trimestre ( de 17% em relação 4T06 e de 6,8% comparativamente ao 3T07) , impactou negativamente o crescimento da receita derivada das exportações;  O hedge operacional* contribuiu para reduzir o impacto desta desvalorização sobre o resultado final da Divisão. 19 Hedge Operacional* : Resultado de operações de trava cambial realizada sobre recebíveis do mercado externo.
  20. 20. Divisão de Nãotecidos  O custo fixo no 4T07 cresceu 7,7% em relação ao 3T07 devido ao dissídio da categoria, concluído em novembro com efeito retroativo a setembro; Também pesou a incorporação plena do custo fixo da Isofilme no 4T07 comparativamente ao 3T07 (45 dias);  Ainda assim, o custo fixo unitário declinou 4,5% no 4T07 em comparação ao 3T07, indicando a capacidade da Cia de ampliar sua produção/vendas sem aumentar seu custo fixo.  O custo variável unitário no 4T07 ficou 10,7% abaixo do 4T06. Em relação ao 3T07 o declínio foi de 1,3%;  Como nossos contratos de fornecimento de matéria prima são indexados ao dólar, a valorização do real compensou a pressão altista das resinas nos mercados externo e interno;  A redução no 4T07 em relação ao 3T07 poderia ter sido maior, se não fosse a concentração de gastos de fretes de competência do 3T07 registrados no 4T07. 20
  21. 21. Divisão de Nãotecidos  O Ebitda registrado no 4T07 foi superior em 12,2% em relação ao do 4T06 e 3,8% comparativamente ao 3T07;  A margem Ebitda no 4T07 ficou em 26,7%, praticamente no mesmo nível do 4T06 (27%) e ligeiramente abaixo do 3T07 (28%), neste caso em função do impacto da valorização do real nas exportações;  Se adicionarmos o efeito do hedge operacional* no 3T07 e 4T07, o resultado passa a ser R$ 25 milhões e R$ 28,3 milhões, respectivamente;  Neste conceito, a margem Ebitda atinge 30,5% no 4T07, acima dos 29,2% do 3T07 e dos 27% do 4T06. 21 Hedge Operacional* : Resultado de operações de trava cambial realizada sobre recebíveis do mercado externo.
  22. 22. Divisão Tubos e Conexões  O volume no 4T07 atingiu 5,6 mil toneladas, redução de 12,5% em relação ao 4T06 e 1,8% em relação ao 3T07; Em relação ao 4T06 a redução explica-se principalmente pela queda na demanda do segmento setor público que ainda tem um peso importante na carteira da Divisão.  Em relação ao 3T07, tanto a produção como as vendas foram prejudicadas por problemas pontuais no fornecimento de nossa principal matéria prima.  A receita líquida totalizou R$ 22,5 milhões no 4T07, queda de 8,2% em relação ao 4T06 e crescimento de 3,2% em relação ao 3T07;  Apesar da queda de volume no 4T07 comparativamente ao trimestre anterior, a receita líquida cresceu em função de repasses parciais desses aumentos e, principalmente, do mix de produtos vendidos com preços unitários maiores. 22
  23. 23. Divisão Tubos e Conexões  O custo fixo no 4T07 cresceu 20% em relação ao 3T07, principalmente devido ao dissídio da categoria, concluído em novembro com efeito retroativo a setembro.  O custo variável unitário no 4T07 foi 0,7% maior que o do 4T06. Em relação ao 3T07 o aumento foi de 13,8%;  Resinas de PVC, principal matéria prima desta Divisão, sofreram aumento pontual no 4T07 por conta da escassez de oferta oriunda de problemas técnicos nos fornecedores;  A reversão deste movimento iniciou-se em dezembro e vem se mantendo no início de 2008. 23
  24. 24. Divisão Tubos e Conexões  Em função do cenário de custos e receitas descrito anteriormente, o Ebitda do 4T07 reduziu 10% em relação ao 4T06 e 50% em relação ao trimestre anterior. 24
  25. 25. Contato de RI Rubens Sardenberg Diretor de RI Tel: (41) 3381-7600 Fax: (41) 3283-5909 São José dos Pinhais – PR rubens@providencia.com.br www.providencia.com.br/ri As palavras “acredita”, “antecipa”, “espera”, “estima”, “irá”, “planeja”, “pode”, “poderá”, “pretende”, “prevê”, “projeta”, entre outras palavras com significado semelhante, têm por objetivo identificar estimativas e projeções. Estimativas e projeções futuras envolvem incertezas, riscos e premissas, pois incluem informações relativas aos nossos resultados operacionais futuros possíveis ou presumidos, estratégia de negócios, planos de financiamento, posição competitiva no mercado, ambiente setorial, oportunidades de crescimento potenciais, efeitos de regulamentação futura e efeitos da competição. Devido aos riscos e incertezas descritos acima, os eventos estimados e futuros discutidos nesta apresentação podem não ocorrer e não são garantia de acontecimento futuro. A Providência não se obriga a atualizar essa apresentação mediante novas 25 informações e/ou acontecimentos futuros.

×