Jornal 12

480 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
480
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal 12

  1. 1. DIREÇÃO NELSON PRADO153 DISTRIBUIÇÃO SÉRGIO ONISCHI 78 ______________________________________________________________ ANO 2 NÚMERO 12 OUTUBRO DE 2010 CASO NÃO QUEIRA RECEBER O JORECOTÔ RESPONDA COM ASSUNTO REMOVER Caso queira receber, é só enviar e-mail para jorectoto@gmail.com com o n° de sua casaNA DEMOCRACIA A COMUNIDADE TEM O GOVERNANTE QUE ESCOLHECom a sensação de missão inicial cumprida e com a postagem de mais de 400endereços eletrônicos o JORECOTÔ se solidariza com um dos símbolos dedemocracia brasileira que é o ESTADÃOHá mais de um ano o jornal O Estado de S. Paulo está proibido, por sentença judicial,de publicar informações sobre a Operação Boi Barrica, pela qual a Polícia Federalinvestigou a atuação do empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado,José Sarney. A censura foi decretada em 31 de julho de 2009 pelo Tribunal de Justiça
  2. 2. do Distrito Federal, a pedido do empresário. Em 18 de dezembro, Fernando requereu a desistência da ação, mas o Estado não aceitou. Triste não é mudar de idéia. Triste é não ter idéia para mudar.(Bacon – XVI)As coisas não mudam; nós mudamos.(Thoreau - IXX) Na sua oportunidade não seja corrupto IRREVERSÍVEL Temos uma oposição definitiva, responsável e construtiva no condomínio. Os presentes na assembléia do dia 10/09 deram o empate técnico, entre os candidatos, com isso o condomínio em si, passa para uma nova fase de transparência e responsabilidade, onde as leis e os regulamentos serão para todos, sem distinção de tempo de morada e ou quantidade de unidades. É isso que chamamos de evolução, crescimento, melhoria real de qualidade participativa na vida em comunidade. Não somos rivais, somos originais, somos vizinhos, dentro disso, cada um tem seu modo de fazer as coisas, em havendo educação, respeito e trabalho tudo passará a render mais e melhor. O JORECOTÔ parabeniza a todos pela iniciativa, de união de transparência, numa atitude corretíssima, que esperamos, seja limpa de segundas intenções. Mas jamais concordaremos com administração tipo sindicalista, com cabide de empregos, com ociosidade
  3. 3. funcional e falta de compromissos com os moradores, onde seusa o dinheiro de outros para fazer benesses para terceiros. O JORECOTÔ ESPERA PARA VER SR. RUBENS CASA 20É O NOVO “SUB” DO CONDOMÍNIOUma das conseqüências da última assembléia é que o Sr.Rubens, ex candidato a síndico, foi convidado e aceitou a sero novo subsíndico do Terras do Oriente. Eleito formalmentepelo conselho consultivo, num ato legítimo e perfeitamentecompreensível.O JORECTÔ SUGERE:Rubens, não leve a documentação para casa, não boicote ninguém,não permita que façam do condomínio um cabide de empregos a láSANASA, cuidado com capangas e boa sorte.A PERGUNTA É:A QUE HORAS O SÍNDICO FICA A DISPOSIÇÃO DOSCONDÔMINOS.PREZADOS CONDÔMINOS,Agradeço a participação de todos que participaram da AssembléiaCondominial de 10/09/10; seja pessoalmente ou através deprocurações; em especial àqueles que me honraram com seusvotos.Como sabido, disputei a eleição na qualidade de renovação,oferecendo parte de minha inteligência a serviço do bem comum.
  4. 4. Meu interesse era somente somar trabalho e experiência aresgatarmos um condomínio melhor; afinal, estamos atrasados há05 (cinco) anos em tecnologia, segurança e inovações.Desejo ao “novo” Síndico preferido sucesso na empreitada;esperando que o mesmo resgate esse “tempo perdido”; mas que ofaça sob absoluta transparência; aberto ao diálogo; e emobediência a vontade soberana da Assembléia.De minha parte, como membro do Conselho Fiscal, vou continuardefendendo você e nosso patrimônio.Com meu abraço,PAULO RAMOS (Casa 120) NOTA DE FALECIMENTOUm dia, quando os condôminos chegaram no condomínio, encontraram naportaria um cartaz enorme no qual estava escrito:Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava o crescimento do condomínio.Você esta convidado para o velório na quadra de esportes.No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algumtempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando odesenvolvimento e a valorização do condomínio.A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar osseguranças para organizar a fila do velórioConforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:Quem será que estava atrapalhando o progresso do condomínio?Ainda bem que este infeliz morreu!Um a um, os condôminos, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelovisor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam decabeça abaixada, sem falar um com o outro.Ficavam no mais absoluto silencio, como se tivessem sido atingidos no fundoda alma e dirigiam-se para suas casas.Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificarquem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto o condomínio.A pergunta ecoava na mente de todos “ quem esta nesse caixão?”No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo.Faça uma reflexão e veja se você se inclui entre estas pessoas.Você é a única pessoa que pode fazer a revolução da sua vida.
  5. 5. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida.Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo.Sua vida não muda quando seu chefe muda, quando sua empresa muda,quando seus pais mudam,quando seu namorado (a) esposo(a) mudam.Sua vida muda.....quando você muda!Você é o único responsável por ela.O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seuspróprios pensamentos.A maneira como você encara a vida é que faz toda a diferença.A vida muda, quando você muda.Valinhos, 09/10 de um leitor que prefere não se identificar(adaptação da obra de Luiz Fernando Veríssimo)CONCIÊNCIACOMPLETANDO OS DIZERES DO AMIGO.....A consciência, com efeito, introduz no comportamento um novo fator. Ao tomarconsciência de meus atos, apreendo que posso modificá-los, orientá-los em outro sentido......A consciência tende a embotar-se quando o automatismo dos reflexos e dos hábitos ésuficiente para preencher as exigências da situação presente: sobre minha bicicleta, eu façosem pensar todos os movimentos do guidão que mantêm meu equilíbrio. Porém, diante deuma dificuldade, a consciência se revela. Por exemplo, mostre-me uma encruzilhada semindicação alguma. Deverei virar à esquerda ou à direita? Para orientar-me nesta regiãodesconhecida é preciso que eu consulte um mapa, que eu reflita etc. “Consciência significaescolha”, escreve Bérgson. A consciência desempenha, pois, um papel que tem valor próprio......O materialismo do século XIX empenhou-se, sobretudo, em descrever os exemplos cadavez mais precisos da influência do organismo sobre o pensamento que lhe fornecia aneurologia. Porém, a psiquiatria do século XX revelou, ao contrário, a influência muitas vezessurpreendente do pensamento sobre o organismo. Os aborrecimentos, os conflitos vividos (naprópria pessoa ou nas relações com outrem) podem produzir não apenas simulacros deperturbações orgânicas (paralisias ou anestesias sem lesão), mas ainda verdadeiras lesõesorgânicas, como por exemplo, as úlceras de estômago. Assim Delay escreve:“Neste, doente de úlcera de estômago, financista de seu estado, as flutuações da Bolsa deValores fazem regularmente flutuar as secreções gástricas. Os períodos de crise deixam-lhelembranças não apenas no sentido figurado, porém, no sentido próprio, ulcerantes”......(Transcrito da obra “Compêndio Moderno de Filosofia – O Conhecimento, de Denis Huisman e André Vergez – Vol. II,página 328 – Liv. Freitas Bastos S/A).O CONDOMÍNIO ESTÁ PARA BRASÍLIA
  6. 6. O MESMO QUE BRASÍLIAESTÁ PARA O CONDOMÍNIORECLAMOS DOS POLÍTICOS M A S . . .EM NOSSAS OPORTUNIDADES... Será que não agimos como eles?UtopiaCOMPOSIÇÃOA certa altura da vida a gente não procura mais por “poder pelo poder”, a gentesomente vem a perceber, cada vez com mais nitidez, que fazer certo e comtransparência é melhor para todos, então tentamos, com os recursos que temos,repassar a idéia, para os que ainda não se aperceberam disso e é este o ponto, quetalvez gere incompreensão para muitos que ainda lutam pelo poder.No mundo de hoje a competição é tão arraigada em nossas mentes quecompetimos com tudo e com todos, sem nos apercebermos disso. É preciso quetodos pensem sobre isso e tomem atitudes de ação prática neste sentido. Para queesta inútil batalha, simplesmente deixe de existir.Para que guerrear, se de fato, não temos inimigos e sim vizinhos, cada um comsuas idéias, cada um tentando, ao seu modo, fazer o melhor, precisamosurgentemente abrir nossos corações, aprendermos a conversar com franqueza,com humildade e ao contrario de sermos “cada um” sejamos todos por um.Este é o meu ideal será que poderíamos dizer, “ESTE É O NOSSO IDEAL”,talvez devamos antes de começar a nos entender, aprender uma das lições maisdifíceis de democracia, que é a de entender que nunca seremos totalmentesatisfeitos, pois a vontade média das pessoas, nunca é exatamente igual à nossavontade.Aprendida a regra mais difícil, as outras serão mais facilmente assimiladas ehavendo boa vontade, transparência, trabalho honesto tudo se resolverá.
  7. 7. JURIDIQUÊSCampanha pode extinguir linguagemrebuscada nos meios jurídicosA linguagem usada nos tribunais brasileiros, não é de fácil entendimento para amaioria dos cidadãos. O jargão dos operadores do Direito é chamado de Juridiquês,isto é, linguagem técnica incompreensível para quem utiliza, na maior parte do tempo,o coloquial.O excesso de formalidade já causou situações que poderiam ser classificadas deengraçadas, se não fossem trágicas. "Encaminhe o acusado ao ergástulo público."Com essa frase o juiz Ricardo Roesler determinou a prisão de um assaltante. Dois diasdepois, a ordem não tinha sido cumprida. Ninguém havia compreendido onde era o taldo "ergástulo", palavra usada como sinônimo de cadeia que reflete na verdade ainsegurança do minunciúnculo juiz (eeeepa rebusquei.)Para evitar situações como essa, a Associação dos Magistrados Brasileiros lançou umacampanha para acabar com os textos rebuscados. Um comitê da AMB foi designadopara promover a reeducação lingüística de juízes, advogados e até de membros doMinistério Público.O Dr. Marcelo Câmara Rasslan, Presidente da Associação dos Magistrados(Amamsul), classificou de necessária a campanha. ? O vocábulo erudito é muitoimportante para o conhecimento dos operadores do Direito, contudo não pode servir deobstáculo para que a população e até a própria parte, entendam o que o juiz decidiu,disse.O magistrado frisou que a linguagem deve ser objetiva, clara e inteligível, tanto porparte dos juízes quantos dos advogados. ?Publicada a decisão, qualquer pessoa deveriaentendê-la sem precisar de explicações de profissionais da áreaA jornalista Aline Queiroz acompanha a área policial e jurídica desde o início de suacarreira, mas ainda reclama dos termos encontrados em sentenças ou documentosdisponibilizados para confecção da matéria. Muitas vezes fui obrigada a procuraradvogados criminalistas para explicar o conteúdo das sentenças. Já houve casos emque assessores dessas áreas enviaram releases cheios de termos técnicos e nãoconseguiram explicar o que significavam quando os procuramos. Acho que essesprofissionais deveriam avaliar o vocabulário utilizado, sugeriu.
  8. 8. MEU SILÊNCIOFiquei rouco de tanto escutar ..........(Tancredo Neves)É normal ver anúncios sobre cursos de oratória, mas nunca houve anúncio algum sobre cursosde escutatória...... Todo mundo quer aprender a falar, no entanto, ninguém quer aprender a ouvir. Ninguémpensou em oferecer um curso de escutatória, todavia, talvez ninguém se matricularia, postoque, escutar é complicado e sutil. Não é para qualquer pessoa........ "Não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. É preciso tambémnão ter filosofia nenhuma"......Sob esse aspecto, filosofia é um monte de idéias, dentro da cabeça sobre como são ascoisas, ou deveriam ser. Para se ver, é preciso que a cabeça esteja vazia...... "Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito; é preciso também que hajasilêncio dentro da alma"...... Daí a dificuldade: as pessoas não agüentam ouvir o que outro diz sem logo dar um palpitemelhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que se tem a dizer. Como se aquilo que se diznão fosse digno de descansada consideração e precisasse ser complementado por aquilo queo ouvinte tem a dizer, que é, diga-se de passagem, muito melhor...... A incapacidade das pessoas de ouvir é a manifestação mais constante e sutil daarrogância e vaidade humana: "no fundo, somos os mais bonitos..."É preciso tempo para entender o que outro fala. Se falado logo a seguir, são duas aspossibilidades:..... Primeira: "Ficar em silêncio só por delicadeza. Na verdade, não se ouve o que outro fala.Enquanto se é falado, o ouvinte pensa nas coisas que iria falar quando terminar a fala (tola)do interlocutor em questão. Fala-se como se outro não tivesse falado". Algumas “matracas”que o digam, pois matracam sem mesmo saber o que o outro iria falar..... Segunda: "Ouvir o que se falou. Mas isso que foi falado como novidade o ouvinte jápensou há tempo. É coisa velha para quem escuta, tanto que nem precisa pensar sobre o quefoi falado"...... Em ambos os casos, o ouvinte está chamando o interlocutor de tolo. O que seria pior queuma bofetada...... O longo silêncio quer dizer: "Estou ponderando cuidadosamente tudo aquiloque você falou" e que falaram. E assim escuto a "MATRACA" tentando com umasaraivada, aliás, como é seu costume, derrubar o outro, que foi correto, tive dó,raiva e vergonha como outros presentes da falta de bom senso e respeito...... Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência depensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, começa-se a ouvir coisas quenão se ouvia.Creio que você percebeu meu claro silêncio, tão silencioso que chegou a incomodaralguns, mas dizer o que? Diante de tanta aspereza, que aliás eu já esperava,
  9. 9. baseado na reunião anterior e nas famigeradas procurações, que dão podervitalício a quem quer que as tenha.Agora que fiz silêncio, espero, para ver as medidas e os resultados, “reescuto” umamigo de condomínio, dizendo que devo me unir aos inimigos para ter asinformações que preciso. Analiso bem e concluo que se assim o fizer, serei igual aeles e meus ideais, meus sonhos, estarão extintos. Prefiro sonhar.NELSON PRADOBoa noite Sr Nelson,Percebi sua tristeza, pense que Deus está vendo tudo isso, entrega nas mãos dele, tenhocerteza que o mesmo fará justiça....CONFIE NELE, COMO EU CONFIO, TÁ BOM??Com relação ao futebol,o campo, eu trouxe meu irmão para jogar, mas, infelizmentenão deixaram, fiquei muito brava, até falei para o Paulo Gil ontem, ele disse que dapróx.vez é para eu falar com ele............ele é o dono?Eu tb tive o mesmo sentimento dessas pessoas que ficaram com medo, meu esposodisse assim: mediante esta pressão toda, vc fala pq eu não falarei, votarei em branco,mas, qdo eu entrei na reunião, eu tenho muito sexto sentido, as vezes até sofro muitocom isso, mas, algo me tocou o coração e direcionou meu voto ao DrPaulo.........confesso que tremi na base ao encarar todas aquelas pessoas de frente,(inclusive amigos), doeu até meus ovários, mas fui com minha decisão até o fim, emantive a minha palavra, o Dr Paulo veio me agradecer pelo voto, pq ele viu que eunão sou duas caras, graças a Deus, nunca fui..........eu costumo não ter medo mesmo,sou corajosa!!!!!!Meu esposo ficou impressionado com a minha coragem mediante a todas aqueleshomens, ele mesmo não teve..kkkkkkk.eu aCHO Sr Nelson, que o voto deveria sersecreto, pois assim estas pessoas que não tiveram coragem poderiam votar em quemeles queriam realmente votar, vc não acha???, .Confesso que a próx.eleição pensaremos duas vezes antes de descermos, eu fiqueimuito envergonhada pelo nosso condomínio, achei RIDÍCULO, os rojões/fogos, ocoitado do Sr Paulo, nem conseguia falar parecia uma disputa de poder ou futebol, seilá.............neste momento eu tenho muita vergonha de tudo o que aconteceu ontem, atéfomos embora logo após sua saída..............Tb fiquei horrorizada com as palavras do Sr João Adão, ele nunca poderia /deveria ter mencionado a necessidade do valor citado....r$ 1.500,00, achei umabsurdo!!!!!, então quer dizer que ele não está pelo condomínio e sim porDINHEIRO.......nossa que horror!!!!!!Transmita ao Sr Paulo este recado por favor :Dr. Paulo, confie em Deus, pois o mesmo está vendo tudo lá de cima, sua vez comcerteza chegará, porque eu e meu esposo sentimos sinceridade em vc e sua equipe, emmelhorar, mudar, inovar, ousar..........parabéns pela iniciativa e nunca desista, poispessoas como vc, vencem pela honestidade!!!!!!!!!!!!!Forte abraço a todos os honestos,
  10. 10. AGRADECIMENTOS AOS VIZINHOSNa assembléia passada, estava particularmente triste, já sabia do que ocorre nocondomínio, mas costumo dizer que achamos o “cano” mas não provamos o quecorre dentro dele, pode ser petróleo não é mesmo?Diante desta minha incompetência em não desvendar o mistério misterioso, entãoa atitude é a do silêncio, já que de antemão, sabia que ainda não venceríamos,mas que passaríamos a ser definitivamente uma oposição construtiva e sadia,mesmo tendo o dobro dos votos que da primeira vez. Também dizer o que?Diante da “MATRAQUETANIA” tentando dizer impropérios impedindo de falare expor idéias novas.Em democracia estas coisas acontecem, cada povo tem o governo que escolhe aspessoas do futebol, eu até acho bacana a união deles, desviaram a eleição para arivalidade e não para planos e idéias como nós.Venceram. Só me resta acatar, ficar triste, muito triste e agradecer os votos quetivemos das pessoas que querem mudar, evoluir, melhorar e confiaram seus votosà equipe de oposição.Agradecer a dona Salete em criar a LIGA DAS MULHERES que vai dar o quefalar e fazer. À minha esposa (GRAÇA) que vem me incentivando e a(RAFAELA) minha filha, que vive me ensinando a manipular esta fantásticamáquina que é o computador e a internet.Sem deixar de mencionar todos os vizinhos que me confiaram suas procurações.A todos, meu muito obrigado, humildemente já conto com vocês, para futurasdecisões comunitárias.Fiquei muito impressionado, com dois interfonemas na mesma noite, pedindodesculpas por terem votado no outro candidato, mas não puderam votarlivremente, se o fizessem, seriam massacrados pelas "colegas" do fundo, quepena!!! Houve coação.Fico orgulhoso por termos conseguido levar, pela primeira vez, tanta gente paravotar e que mesmo do outro lado, tem pessoas que nos admiram e respeitam estaspessoas nos ajudarão a mudar o ranço e vícios que ainda persistem.Pelos cálculos que fiz, teremos todas as chances na próxima, e há fortepossibilidade do SUB desistir no meio do caminho, mas duvido que tenhamoscandidatos, para concorrer novamente, com o SUB , quer por que quer, ser econtinuar sendo SUB “eterno” por dinheiro.($ R 1.500,00 SIC), o encarregadonão qualificado ganha $ R 2.400,00 estranho não é? Pensem nisso.Agradeço o interesse, apoio e respeito, sinceramente muito obrigado.
  11. 11. ÁGUA NA PARTE ALTA DO CONDOMÍNIOCondomínio fará projeto para pedir nova ligação de água na parte superior“próximo à torre da caixa d’ água com esta medida diminuiremos a pressãointerna da rede em cerca de ½ dos valores atuais e com isso, eliminaremos odesperdício atual de milhões de litros de água e o pagamento em duplicidade.POUCOS SABEM mas os hidrômetros que colocamos são um engodo grosseiroque somente beneficia a ineficiência do DAEV, na realidade pagamos o consumoregistrado neles mas pagamos novamente cerca de 4 mil mês pelo consumoregistrado no “hidrômetro máster” na opinião do JORECOTÔ isso é um roubo eum desperdício incabível para pessoas civilizadas. Temos duas sugestões a dar: 1) Que a nova rede parcial seja externa para se detectar facilmente os possíveis vazamentos. 2) Que se instale registros e saídas de água para combate a incêndios nas posições intermediárias. (será pouco usado, mas se precisar estará lá funcionando e evitando uma desgraça) 3) Que se instale válvulas de escape de ar “VENTOSAS” antes dos hidrômetros primários. (como no desenho abaixo para 100 mm custam cerca de 2 mil reais cada. 4) Que se elimine o buster assim que possível. 5) Que se estabeleça um programa de manutenção conforme já foi sugerido.
  12. 12. Ventosa é legal E TEM QUE SER COLOCADA ANTES DO HIDRÔMETRO mesmo com a oposição do DAEV que insiste em pagarmos pelo ar na águaACHADO NA INTERNETCapanga é aquele cara que trabalha pro vilão. O único propósito de um capanga éapanhar para o herói e puxar o saco do vilão. Ser um capanga não exige nenhum pré-requisito, o que significa que qualquer zé-man pode ser um capanga.Um capanga perfeito: estiloso e com cara de mau.Capangas são geralmente pessoascomuns desprovidas de habilidades especiais, e portanto são rejeitadas pela sociedade,o que nutre nelas um sentimento de vingança, fazendo com que elas sejam facilmenteiludidas pelas promessas dos vilões. Como os vilões sempre necessitam de seguidoresdescerebrados, assim como idiotas para apanhar no lugar dele, os capangas acabam porcumprir ambas as funções.TRATAMENTO DADO GERALMENTE A UM CAPANGA
  13. 13. • Vigiar a base secreta do vilão; • Ficar de braços cruzados atrás do vilão; • Tortura; • Sequestro; • Espionagem; • Sabotagem; • Obedecer ordens esdrúxulas; • Apanhar do herói; • Servir de escudo-humano para o vilão; • Enviar ameaças para o herói; • Livrar-se dos intrusos; • Plantar escutas telefônicas; • Plantar bombas-relógio; • Soltar risadas diabólicas junto com o vilão; • Fazer cara de mau; • Parecer mau; • Ser enviado em missões suicidas; • Fazer a manutenção da arma secreta do vilão; • Concordar com tudo que o vilão diz; • Tomar bronca do vilão; • Ser descartado pelo vilão quando não tiver mais utilidade para o mesmo.Sr. Nelson, (JORECOTÔ)Pela primeira vez na minha vida, li um jornal inteirinhoObrigado.LilianP.S. As floreiras estavam lindas.UTOPIAA utopia está lá no horizonte.Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizontecorre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei.A UTOPIA serve para que eu não deixe de caminhar. Eduardo Galeano (jornalista uruguaio)
  14. 14. GOSTO DA PARTE DA ATITUDE,ACREDITO QUE NADA VINGA SEM UMA ATITUDE.Amigos parabenizaram Graça ♥MINHA ESPOSA♥ dia 18/09 “Feliz Aniversário”Prefeitos se sentiram a vontade em meio às nossas floresTODOS ESTAVAM DESARMADOS E SEM CAPANGAS(Para os que pensam que o Conselho Fiscal só deve examinar notinhas)Na administração proativa não é assim.
  15. 15. Esse é o último livro lançado pelo filósofo Mario Sergio Cortella. O livro trata dequestionamentos sobre gestão, liderança e ética, procurando explicar vários termosdo ambiente corporativo , além de desafiar alguns comportamentos das pessoas emrelação as outras pessoas. O início do livro é um convite a refletirmos sobre certos valores que estãopresentes em nossa sociedade nos dias atuais. Para o autor, existe uma angústia muitogrande dentro das pessoas e que está levando-as a se questionar o que estão fazendocom suas vidas e qual o verdadeiro significado de tudo isso. Funciona como umasensação de vazio anterior, uma sensação de vazio que traz consigo uma crise noconjunto da vida social, do qual o trabalho é apenas um pedaço e que envolve afamília, a relação entre as gerações e a própria escola. Estamos em um momentode transição(Você pode acessar aqui, aqui e aqui), de turbulência muito forte emrelação aos valores. Há uma necessidade urgente de a vida ser muito mais a realizaçãode uma obra do que um fardo que se carrega dia-a-dia. O autor resgata trechos da história para explicar o significado de certoscomportamentos em relação ao trabalho como a associação do trabalho como umcastigo, um fardo ou uma provação. A explanação dessa associação começa no períododo século II A.C até o século V com a formação da sociedade greco-romana(sociedadeessa que cresceu em sua exuberância a partir do trabalho escravo), passando pelomundo medieval em que a relação foi senhor e servo (formação dos feudos, presentesem muitas empresas hoje em dia) mudando a relação de escravidão para servidão, efinalizando com o mundo capitalista europeu que “exportou” o trabalho escravo parafora da Europa. Países como Brasil e Estados Unidos foram todos construídos sob alógica da exploração do outro. Depois de apresentar a origem do trabalho, Cortella apresenta a visão dafilosofia grega em relação ao trabalho, na qual a definição de dignidade é a capacidadede dedicar-se ao pensamento e não as obras manuais, a tal ponto que, no mundoescravocrata da filosofia e da ciência gregas não se faziam trabalhos manuais. Esses dois últimos parágrafos representam a base da sociedade ocidental,que coloca o trabalho como castigo do ponto de vista moral-religioso ou umaconcepção de castigo a partir da vontade dos deuses na cultura grega. Nobre é serSenhor e o servo deve estar sempre na posição de submissão. Conceitos ainda muito
  16. 16. presente no Brasil, pois ainda consideramos o trabalho manual como tarefa deinferiores. A humildade é colocada como um dos valores a ser resgatados pelasociedade. Reconhecer que não estamos só, que devemos pensar em um senso maiorde coletividade. Reconhecer que não sabemos tudo e que dependemos de outraspessoas para sobreviver. Um dos capítulos do livro é dedicado a importância de não sesaber tudo (O lado bom de não saber) e condena aqueles que fingem que sabem.Aqueles que tem certeza de tudo. Gente que tem certeza de tudo não evolui, nãoinova, não cresce. Gente que não tem dúvida só é capaz de repetir e repetir emum mundo em constante mudança não é uma boa atitude. Reconhecer que não sabe tudo leva você a querer evoluir, a buscar novosconhecimentos, a arriscar mais. Arriscar mais pode levar a erros, erros que devem sercorrigidos e não punidos. O que se pune é a negligência, desatenção e o descuido.Thomas Edison inventou a lâmpada elétrica de corrente contínua, mas o que não sesabe é que ele fez 1430 experiências antes de obter sucesso. Ele aprendeu que ofracasso não vem com o erro, mas quando desistimos perante o erro. ética A parte final do livro é dedicada a . Uma reflexão da importânciade pensarmos coletivamente. O autor deixa clara a diferença entre autonomia esoberania. Autonomia leva em consideração os impactos que suas decisões tem na vidade outras pessoas. Soberania é fazer tudo o que quer sem levar em consideração asconseqüências. Temos autonomia na nossa vida, mas não soberania. Enfim, o livro leva a refletirmos sobre o significado de nossos atos, asubstituir o hábito de fazer algo sem um sentido maior pelo sentimento de construçãode uma obra, uma obra a ser construída por todos nós em busca de uma melhorqualidade de vida.PELO MENOS DESCULPAO “ETERNO SUB” NOS DEVE, POR TER PESCADO NO CRIADOUROPROIBIDOComo perdoar isso?Vou tomar banho, vestir um spray, volto já,ESTÁ CHEGANDO A MODA EM SPRAYO funcionamento da técnica é simples: basta aplicar o spray sobre a pele descoberta eas fibras vão se unindo e formando um tecido com o desenho desejado, cuja espessuradepende da quantidade do produto utilizado.
  17. 17. ESTADÃOAs fibras do tecido, que podem ser recicladas de roupas usadas e permanecem emsuspensão dentro do spray ou aerossol, ficam perfeitamente ajustadas, e o tecido é tãoconsistente que inclusive pode ser lavado.Segundo seu criador, uma das vantagens deste sistema é que permitirá a criação de"tecidos inteligentes", com partículas ativas que incluem perfumes ou remédios, nocaso dos curativos."Além disso é barato", acrescenta Torres, inventor do spray, que se diz "ansioso" paraver como a indústria receberá o produto e que aplicações terá na vida cotidiana."No futuro, não haverá camisetas, o conceito vai mudar e as pessoas poderão vestiruma peça de roupa criada para cada momento. Tudo depende da aceitação", concluiTorres, que se mostra especialmente "esperançoso" com as possíveis aplicaçõesmédicas do produto.PÔ Ô Ô Ô Ô Ô°°°°°°°° MEU...
  18. 18. Seu cão, seu gato, continuam fazendo cocô, no jardim DOS OUTROS. ISSO NÃO É CORRETO. Concorda? Se concorda, porque finge que não é com você?MOLECAGEMQuando um moleque intruso se achegar e começar a dar palpites em tudo e mostrarseus erros o que você faria?De imediato daria uns “NÃOS”E, se mesmo assim ele continuasse?Bem, daria um “pirulito” ou um “cargo” para contentá-lo e mantê-lo calado.E se ele mesmo assim continuar rebelde?Bem, isso veremos nos próximos meses...O SR. RUBENS ESTÁ COM A PALAVRA
  19. 19. Teremos surpresas e sustos para as crianças na casa 153Qual é a sua verdade? Qual é a sua essência? O que permanecerá de você no mundo?Se você não existisse, que falta faria?
  20. 20. JORECOTÔ FAZ UM ANINHO MÊS DIA ANO CASA ANIVERSARIANTE 10 8 99 269 GIOVANNA 10 9 231 RONALDO AGNANI 10 14 87 LUCAS 10 15 16 ALESSANDRA 10 15 54 254 ELENI PANSANI 10 20 91 132 ANDRESSA TODERO FERNANDES 10 20 376 VIRGILIO PIMENTEL ITAPEMA ALVES 10 21 232 SONIA 10 22 42 100 NEUSA MANZO 10 23 47 153 NELSON PRADO “é nóis na fita” 10 26 231 ADRIANA AGNANI 10 30 91 FABIANAREUNIÃO DO CONSULTIVO 16/09/2010Estamos conseguindo um avanço extraordinário, fico aliviado e feliz, todosganharemos com isso, nada de rivalidades ou de disputa mas tudo de transparência etrabalho inteligente.Autorizam a por no JORECOTÔ de daqui uns dias, o texto?Em 16 de setembro de 2010 23:40, <arquimedes.manzo@terra.com.br> escreveu:Prezados, estive na reunião do Conselho Consultivo 16/09 e informo o seguinte:1- O Rubens foi eleito Sub Síndico;2- O Cláudio entregou a Planilha de receitas e despesas da festa Julina cuja cópia seráentregue ao Nelson, para análise e comentários e outra arquivada na Administração;
  21. 21. 3- A empresa de meio ambiente que deveria fazer levantamento para atender alegislação Municipal, cujo custo seria por volta de R$ 2.000,00 não foi aprovada e simuma outra que cobrará R$ 1.050,00. Vai ser contatada para efetuar o serviço;4- Com relação ao processo junto ao Ministério Público, três empresas participaram daconcorrência a que foi aprovada cobrara + ou - R$ 6.000,00 para regularização junto aCetesb e + ou - R$ 11.000,00 para regularização junto ao Ministério Público. Estaempresa foi a que fez o trabalho para o Cond.Caribe, o que vai facilitar as negociaçõescom o mesmo junto ao Ministério Público;5- A festa do dia das crianças será 17/10/10 ao custo de R$ 1.400,00;(feitoorçamento)no ano passado foram gastos R$ 1.500,006- Existe aprovado em Assembléia o valor de R$ 12.000,00 anuais para os eventos doCondomínio que são: Festa Julina, Dia das Crianças e Festa Tropical (final do ano).solicitei que fosse feito durante o ano a provisão de R$ 1.000,00 mensais em contaseparada, o que foi aprovado por unanimidade;7- Como até o momento foram gastos R$ 3.720,47 Festa Julina e R$ 1.400,00 serãogastos para a festa do Dia das Crianças sobrarão para a Festa Tropical R$ 6.879,53;8- Informei que na conferencia da nota fiscal de fornecimento de pneus para moto, ovalor do orçamento aprovado estava divergindo do valor da nota fiscal, e que a mesmaseria trocada, conforme informações do Daniel para a Cláudia;9- Foi solicitado que nas reuniões do Conselho Consultivo o Conselho Fiscal sempreleve a pasta de documentos referente ao penúltimo mês, com aprovação das despesas,para que quaisquer dúvidas sejam solucionadas de imediato, evitando discussões naAssembléia para aprovação de despesas;10- Foi informado também do carimbo que o CF mandou fazer para aprovação das n.f,todos elogiaram a forma como estamos trabalhando;11- Por volta das 21:30 hs precisei retirar-me e estavam discutindo as placas das ruas,não sei qual foi o desfecho.obrigado ArquimedesCOMUNIDADE2 ° FÓRUM E FEIRA DE CONDOMÍNIOSPromovido pela ASCONHSP (Associação dos Loteamentos Fechados ,Condomínios Horizontaisdo de S.P.) cujo presidente é o Sr. Nilo Mingrone.Debates sobre terceirização, legislação, meio ambiente,administração, transportes epaisagismo e um destaque especial para energia elétrica, e sistema de águas e esgotoscom a presença das concessionárias que foram argüidas no sentido de elucidar asdúvidas a este respeito.
  22. 22. Paralelamente ocorreu também a feira dos fornecedores de condomínio residenciaiscom as novidades do setor.Muito alem da troca de experiência entre os 400 condomínios da região, o que valeumesmo foi o sentimento de que não estamos sós nesta idéia de viver melhor a vida queoptamos por usufruir.Nosso condomínio nem sabia disso, sabia?(VINHEDO) JUSTIÇA QUERABERTURA DA PORTARIA E DERRUBADA DE MUROSO ministério público propôs uma ação civil pública contra o condomínio S. Joaquimem Vinhedo, pedindo a abertura de sua portaria e a derrubada de seus muros, nãolevando em consideração as 706 famílias que lá moram e se sentem protegidas pelosistema atual.Para mobilizar a comunidade o condomínio promoveu uma campanha em defesa doseu patrimônio comum ou seja em defesa do condomínio.A ASCONHSP participará das discussões dando apoio jurídico ao condomínioassociado.É do entender do JORECOTÔ que deveríamos fazer coisa parecida por aqui, emrelação à água e esgoto já que estamos sendo lesados pelo DAEV já há muitos anos.

×