U7 ativ4 miriameguardiões

416 visualizações

Publicada em

Apresentação do projeto Dengue: prevenção e suas consequências. Elaborado pelo grupo Guardiões da Limpeza.

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
159
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

U7 ativ4 miriameguardiões

  1. 2. Dengue É a enfermidade causada pelo vírus de dengue, um arbovírus da família Flaviviridae, gênero Flavivírus, que inclui quatro tipos imunológicos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles dá proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três.
  2. 3. Em 10 anos, dobrou o número de municípios infestados pelo mosquito transmissor da dengue. Mosquito da dengue
  3. 4. <ul><li>Um único mosquito desses em toda a sua vida (45 dias em média) pode contaminar até 300 pessoas. </li></ul><ul><li>O período de incubação é de três a quinze dias após a picada. Dissemina-se pelo sangue (viremia). Os sintomas iniciais são inespecíficos como febre alta (normalmente entre 38° e 40 °C) de início abrupto, mal-estar, anorexia (pouco apetite), cefaleias, dores musculares e nos olhos. No caso da hemorrágica, após a febre baixar pode provocar gengivorragias e epistáxis (sangramento do nariz), hemorragias internas e coagulação intravascular disseminada, com danos e enfartes em vários órgãos, que são potencialmente mortais. Ocorre frequentemente também hepatite e por vezes choque mortal devido às hemorragias abundantes para cavidades internas do corpo. Há ainda petéquias (manchas vermelhas na pele), e dores agudas das costas (origem do nome, doença “quebra-ossos”). </li></ul>
  4. 6. <ul><li>Dor abdominal contínua </li></ul><ul><li>Vômitos persistentes </li></ul><ul><li>Hipotensão arterial e potepostural </li></ul><ul><li>Pressão diferencial < 20mmHg (PA convergente) </li></ul><ul><li>Hepatomegalia dolorosa </li></ul><ul><li>Hemorragias importantes (hematêmese e/ou melena) </li></ul><ul><li>Extremidades frias, cianose </li></ul><ul><li>Pulso rápido e fino </li></ul><ul><li>Agitação e/ou letargia </li></ul><ul><li>Diminuição da diurese </li></ul><ul><li>Diminuição repentina da temperatura corpórea ou hipotermia </li></ul><ul><li>Aumento repentino do hematócrito </li></ul><ul><li>Desconforto respiratório </li></ul>
  5. 8. <ul><li>O paciente é aconselhado pelo médico a ficar em repouso e beber muitos líquidos (sucos, água e chás sem cafeína) evitando café, refrigerante e leite (que irritam o estômago). </li></ul><ul><li>É importante então evitar a automedicação, porque pode ser perigosa, já que a prescrição médica desaconselha usar remédios à base de ácido acetilsalicílico (AAS) ou outros antinflamatórios não-esteróides (AINEs) normalmente usados para febre, porque eles facilitam a hemorragia. </li></ul><ul><li>Um medicamento muito usado na dengue é o paracetamol por suas propriedades analgésicas e antitérmicas, boa tolerância e poucos efeitos colaterais. Analgésicos a base de dipirona (como Novalgina, Dorflex e Anador) devem ser evitados em pessoas com pressão baixa pois podem diminuir a pressão e causar manchas de pele. [ </li></ul>
  6. 11. <ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Dengue </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=dengue&hl=pt-BR&sa=G&gbv=2&tbm=isch&tbnid=jdNygqK4Ok9mpM:&imgrefurl=http://salavipp.blogspot.com/2011/01/caso-de-dengue-assustam-chapadinha.html&docid=djx8V-rL2Rw4vM&w=500&h=465&ei=PhZqToGNHIbLgQe33OjhBQ&zoom=1&biw=1024&bih=571&iact=rc&dur=156&page=1&tbnh=116&tbnw=125&start=0&ndsp=15&ved=1t:429,r:10,s:0&tx=78&ty=75 </li></ul><ul><li>Vídeos interessantes </li></ul><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=WA7zf_Ip66w </li></ul><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=s2h_BtlrHbc </li></ul>

×