Paul strand

447 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
447
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
125
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paul strand

  1. 1. Paul Strand
  2. 2. Biografia do Autor Paul Strand foi um fotógrafo e cineasta americano que, juntamente com outros fotógrafos, ajudou a estabelecer a Fotografia como uma arte no século XX. O seu diverso trabalho, abrangendo seis décadas, alcança numerosos géneros e assuntos pelas Américas, Europa e África. Strand nasceu em 1890, em Nova Iorque e estudou na Ethical Culture School, onde, em 1907, se juntou a um “clube” de fotografia, frequentando aulas de Lewis Hine. Começou a levar a fotografia mais a sério quando visitou a 291 art gallery. Stieglitz promoveu mais tarde o seu trabalho nessa mesma galeria. Paul Strand começou a envolver-se cada vez mais com o cinema e em 1921, comprou uma câmara de filmar e começou a ganhar a vida como operador de câmara. Depois da ascensão de Hitler na Alemanha, fundou com outros realizadores, a Frontier Films para produzir filmes antifascistas. Quando a Segunda Guerra Mundial obrigou a uma interrupção nas filmagens, regressou de novo à fotografia a tempo inteiro. Depois do início da Guerra Fria, passou a fazer parte da lista de artistas perseguidos e resolveu partir para França, produzindo os seus melhores trabalhos nos anos 50 e 60. Paul Strand recebeu inúmeros prémios e homenagens nos últimos 20 anos da sua vida, acabando por morrer em 1976, em França.
  3. 3. Técnica do Autor Os primeiros trabalhos de Strand seguiram o modelo pictorialista, mas progressivamente começou a manifestar uma crescente desilusão com o pictorialismo. As suas principais técnicas eram: - Contraste Forma geométricas Moldes Ritmo Espaço Divisão da imagem Strand pretendia aprender a construir uma imagem, conhecer a sua consistência, a relação das formas, o sentimento dos espaços e perceber como o todo dava a noção da unidade.
  4. 4. Portefólio Church, 1944 Pears and Bowls, 1916
  5. 5. Shop, Le Bacarés, PyrénéesOrientales, France, 1950 Wild Iris, Maine, 1927-28
  6. 6. George Braque, Varangeville, France, 1957 Blind Woman, New York, 1916
  7. 7. Sheik Abdel Hadi Misyd, Attar Farm, Delta, Egypt, 1959 Fall in Movement, Orgeval, France, 1973
  8. 8. Bani Salah, Fayyum, Egypt, 1959 Iris, Georgetown, Maine, 1928
  9. 9. Camargue, France, 1951
  10. 10. Tir A'Mhurain, South Uist, Hebrides, 1954
  11. 11. Wall Street, New York, 1915
  12. 12. Young Boy, Gondeville, Charente, France, 1951
  13. 13. Webgrafia http://www.infopedia.pt/$paul-strand;jsessionid=rN-H8aTZkBPwopaByfLicw__ http://en.wikipedia.org/wiki/Paul_Strand
  14. 14. Autoria • Márcia Batista • 58043 • História das Artes Visuais Contemporâneas • Pedro Coutinho Martins Colaço Rosário • Comunicação e Multimédia • Escola de Ciências e Tecnologia - UTAD • 2013

×