MÉTODOS ÁGEIS DEDESENVOLVIMENTO (PARTE 2)Leonardo A Alves
MÉTODOS ÁGEIS   A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente    tecnológico e o fato de o cliente e...
MÉTODOS ÁGEIS - RAD O “método de desenvolvimento rápido de aplicações” (em inglês Rapid Application Development, ou RAD), ...
MÉTODOS ÁGEIS - DSDM  O método DSDM (Dynamic Software Development  Method) foi criado apoiando-se no método RAD a fim  de ...
MÉTODOS ÁGEIS - UP O método do Processo Unificado (UP para Unified Process) é um processo de desenvolvimento iterativo e i...
MÉTODOS ÁGEIS - RUP RUP (Rational Unified Process) é um método de desenvolvimento por iterações promovido pela empresa Rat...
MÉTODOS ÁGEIS - XP O método XP (para eXtreme Programming) define diversas boas práticas  que permitem desenvolver um softw...
MÉTODOS ÁGEIS – FDD  FDD – Feature Driven Development, Em sua essência, FDD é mais  um método de gerenciamento de software...
MÉTODOS ÁGEIS – FDDFDD define também 4 camadas de arquitetura de  software: ● UI – User Interface; ● PD – Problem Domain...
MÉTODOS ÁGEIS – MSF   O MSF – Microsoft Solutions Framework: O  MSF 4.2, possui duas novas instâncias: MSF for  Agile Soft...
MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM    SCRUM é um método de gerenciamento de software que    pode ser usado com XP ou MSF. É baseado na ...
MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM O gerente de projetos como conhecemos hoje, na proposta  SCRUM, é chamado de SCRUM Master.Suas prin...
METODOLOGIAS ÀGEIS         •Deve se manter constantetempo    •Prazo         • Pode se manter constanteRecurso • Desde que ...
PRÁTICAS ÁGEIS   Próximo encontro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Métodos ágeis de desenvolvimento2

1.093 visualizações

Publicada em

material do segundo dia do curso de metodos ágeis para pós em eng de softwares

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.093
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos ágeis de desenvolvimento2

  1. 1. MÉTODOS ÁGEIS DEDESENVOLVIMENTO (PARTE 2)Leonardo A Alves
  2. 2. MÉTODOS ÁGEIS A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente tecnológico e o fato de o cliente estar freqüentemente incapacitado de definir as suas necessidades de maneira exaustiva no início do projeto. O termo “ágil” faz assim referência à capacidade de adaptação às mudanças de contexto e as modificações de especificações que intervêm durante o processo de desenvolvimento. Em 2001,17 pessoas estabeleceram assim manifesto ágil cuja tradução é a seguinte : indivíduos e interações, mais do que processos e instrumentos desenvolvimento de software em vez de documentação exaustiva colaboração com o cliente em vez de negociação contratual abertura à mudança em vez de seguir um plano rígido Graças aos métodos ágeis, o cliente é inteiramente o piloto do seu projeto e obtém muito rapidamente uma primeira produção do seu software. Assim, é possível associar os utilizadores ao início do projeto.
  3. 3. MÉTODOS ÁGEIS - RAD O “método de desenvolvimento rápido de aplicações” (em inglês Rapid Application Development, ou RAD), definido por James Martin no início dos anos 80, consiste num ciclo de desenvolvimento curto baseado em 3 fases (Enquadramento, Desenho e Construção) num prazo ideal de 90 dias e 120 dias no máximo.
  4. 4. MÉTODOS ÁGEIS - DSDM O método DSDM (Dynamic Software Development Method) foi criado apoiando-se no método RAD a fim de preencher algumas das suas lacunas, nomeadamente oferecendo um plano que tem em conta o conjunto do ciclo de desenvolvimento.Os princípios fundadores do método DSDM são os seguintes: Participação dos utilizadores Um desenvolvimento iterativo e incremental Uma freqüência de entrega elevada A integração dos testes em cada etapa A aceitação dos produtos entregues depende diretamente da satisfação das necessidades
  5. 5. MÉTODOS ÁGEIS - UP O método do Processo Unificado (UP para Unified Process) é um processo de desenvolvimento iterativo e incremental, o que significa que o projeto é recortado em fases muito curtas ao fim de cada uma das quais uma nova versão incrementada é entregue. Trata-se de uma diligência que se apoia na modelagem UML para a descrição da arquitetura do software (funcional, lógica e física) e criação de casos de utilização que permite descrever as necessidades e exigências dos utilizadores.
  6. 6. MÉTODOS ÁGEIS - RUP RUP (Rational Unified Process) é um método de desenvolvimento por iterações promovido pela empresa Rational Software, comprada pela IBM. O RUP propõe um método que especifica a composição das equipes e o cronograma, bem como diversos modelos de documentos.
  7. 7. MÉTODOS ÁGEIS - XP O método XP (para eXtreme Programming) define diversas boas práticas que permitem desenvolver um software em condições ótimas, colocando o cliente no meio do processo de desenvolvimento com relação estreita entre o cliente e a equipe de desenvolvimento.O eXtreme Programming baseia-se nomeadamente nos conceitos seguintes: Consiste em equipes de desenvolvimento trabalham diretamente com o cliente em ciclos muito curtos de uma a duas semanas, no máximo. As entregas de versões do software acontecem muito cedo e a uma freqüência elevada para maximizar o impacto das reações dos utilizadores. A equipe de desenvolvimento trabalha em colaboração total com base em binômios. O código é testado e limpo ao longo de todo o processo de desenvolvimento. Indicadores permitem medir o adiantamento do projeto para permitir a atualização do plano de desenvolvimento.
  8. 8. MÉTODOS ÁGEIS – FDD FDD – Feature Driven Development, Em sua essência, FDD é mais um método de gerenciamento de software do que um ciclo de vida de desenvolvimento de software.Resumidamente, FDD é dividido em 5 fases: Shape Modeling – é uma forma de questionar se todos compreendem o que é para fazer, analisar requisitos não-funcionais e modelo de arquitetura; Feature List – É a representação do escopo listando a compreensão do que é para ser feito e os requerimentos a serem desenvolvidos; Plan by subject area – É a modularização da lista em conjuntos de funcionalidades relacionadas, permitindo o desenvolvimento de parte do sistema autonomamente; Design by feature set – É uma orientação que determina o desenvolvimento com base no domínio do problema. Sugere-se nesta fase uma modelagem profunda e detalhada em UML; Build by Chief Programmer Work Package – É o empacotamento de pequenas funcionalidades, uma redução evolutiva que nasce na fase 2 até a fase 4. Prioriza-se este pacote, codificando sua funcionalidades e criando unit tests.
  9. 9. MÉTODOS ÁGEIS – FDDFDD define também 4 camadas de arquitetura de software: ● UI – User Interface; ● PD – Problem Domain (lógica do negócio); ● DM – Data Management; ● SI – Systems Interfaces.
  10. 10. MÉTODOS ÁGEIS – MSF O MSF – Microsoft Solutions Framework: O MSF 4.2, possui duas novas instâncias: MSF for Agile Software Development e MSF for CMMI Process Improvement. O MSF se caracteriza por: defender um ciclo mais curto com iterações de no máximo 4 semanas. preservar a importância dos papéis definidos previamente e inibe a linha “todo mundo pode fazer tudo no projeto”. Promover testes unitários e a preocupação com a cobertura de 100% do código fonte.
  11. 11. MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM SCRUM é um método de gerenciamento de software que pode ser usado com XP ou MSF. É baseado na teoria do controle empírico de processos e seus fundamentos são originados na indústria de manufatura japonesa. Segundo o SCRUM, o desenvolvimento deve ser trabalhado em 3 níveis: Sprint, Release e Product. O ponto central é que os requisitos são convertidos em uma lista que contém valores do cliente chamada Product Backlog. Um sub-conjunto desta lista é criado e chamado de Release Backlog. Este sub-conjunto é particionado mais ma vez transformando-se em Sprint, uma espécie de acordo de desenvolvimento de funcionalidades que após aceito pela equipe não deve ser mais alterado. Tem como característica a de que todos se auto-avaliam todos os dias (daily stand-up meeting) tornando possível resultados e técnicas de melhoria contínua.
  12. 12. MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM O gerente de projetos como conhecemos hoje, na proposta SCRUM, é chamado de SCRUM Master.Suas principais responsabilidades resumem-se em duas: Proporcionar a passagem técnica; e retirar todos os impedimentos. A equipe do projeto é dividida em apenas 3 pápeis: o SCRUM Master (coach), o Product Owner e a equipe.
  13. 13. METODOLOGIAS ÀGEIS •Deve se manter constantetempo •Prazo • Pode se manter constanteRecurso • Desde que não interfira no prazo • Pode variar • Deve se adequar as realidade queEscopo aparecerão
  14. 14. PRÁTICAS ÁGEIS Próximo encontro

×