SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
RUP
MODELAGEM DE
  NEGÓCIOS
Modelagem de Negócios - RUP



É a primeira disciplina
do RUP e serve de
base para o todas as
outras.


Obs.: A Modelagem de
Negócios     é   mais
atuante na fase de
Iniciação/Concepção.
Modelagem de Negócios - RUP


      Objetivos:

•   Entender o que construir
•   Identificar funcionalidades chaves
•   Determinar pelo menos uma solução possível
•   Entender os custos agenda e riscos
•   Decidir que processo seguir
•   Documentar processos usando casos de uso.

O modelo de negócio mostra quem são os participantes do
negócio, as atividades, as pessoas e suas funções, que sistemas
estas pessoas seguem e como é seguido o fluxo dos processos
por estas pessoas dentro da organização.


OBS.: Não é recomendada para todo trabalho de Engenharia de
Software.
Modelagem de Negócios - RUP

Fluxo de Trabalho


•   Pode-se seguir diferentes caminhos.
•   1ª Iteração – Avalia-se o estado da
    organização.
•   Modelagem de Domínio
•   Processo     de     Negócios    sem
    mudanças significativas.
•   Reengenharia de Negócio existente.
•   Desenvolver novo negócio ou nova
    linha de produção.
Modelagem de Negócios - RUP

                            Papéis

Os papéis não são pessoas; pelo contrário, eles descrevem como as
pessoas se comportam no negócio e quais são as responsabilidades que
elas têm.
Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades
executadas e dos respectivos artefatos. Normalmente os papéis são
desempenhados por uma pessoa ou um grupo de pessoas que trabalham
juntas em equipe. Um membro da equipe do projeto geralmente
desempenha muitos papéis distintos.
Modelagem de Negócios - RUP

                                    Papéis

• Analista do Processo do Negócio



• Avaliar a situação da organização-alvo
• Entender as necessidades do cliente e do usuário
• Facilitar a modelagem da organização-alvo.
• Discutir e facilitar um esforço da engenharia de negócios
• Realizar uma análise de custo/benefício e mudanças sugeridas
  na organização-alvo.
• Analisar e auxiliar aqueles que comercializam e vendem o
  produto final do projeto.
Modelagem de Negócios - RUP

                                       Papéis

• Designer de Negócios


• Entender as necessidades do cliente e do usuário, suas
  estratégias e metas.
• Facilitar a modelagem da organização-alvo.
• Discutir e facilitar um esforço para engenharia de
  negócios, se necessário.
• Tomar parte na definição dos requisitos do produto
  final do projeto.
Modelagem de Negócios - RUP

                                    Papéis

• Revisor do Modelo de Negócios


O revisor do modelo de negócios participa das revisões
formais do modelo de casos de uso de negócios e do
modelo de objetos de negócios.

Uma pessoa que atua como revisor do modelo de negócios
deve ter considerável conhecimento do domínio do
negócio ou da tecnologia planejada para automatizá-lo.
Uma outra habilidade que os revisores do modelo de
negócios devem ter é o conhecimento minucioso da
técnica de engenharia de negócios aplicada.
Modelagem de Negócios - RUP

                              Principais Artefatos

• Visão do Negócio


Responsável: Analista do Processo de Negócios

O documento Visão do Negócio é criado no início da fase
de Iniciação.
É usado como base para o Caso de Negócio.
Primeiro rascunho do documento de Visão (projeto).

Ele comunica os principais questionamentos relacionados
ao projeto e funciona como um regulador com base no
qual todas as decisões futuras deverão ser validadas.
Modelagem de Negócios - RUP

                              Principais Artefatos

• Regras de Negócios


Responsável: Analista do Processo de Negócios

Este documento define as Regras de Negócios aplicáveis ao
negócio.
Se for o caso, podem ser divididas em grupos de assuntos.
As Regras de Negócios são desenvolvidas primeiramente
na fase de Iniciação.
Modelagem de Negócios - RUP

                               Principais Artefatos

• Documento de Arquitetura de Negócios


Responsável: Analista do Processo de Negócios

O Documento de Arquitetura de Negócios fornece uma
visão geral abrangente da estrutura e da finalidade do
negócio. Ele funciona como um meio de comunicação
entre o analista de processo do negócio e outros membros
da equipe do projeto e contém as definições das principais
capacidades e mecanismos do negócio.
Modelagem de Negócios - RUP

                              Principais Artefatos

• Caso de Uso de Negócios


Responsável: Designer de Negócios

Esse documento é usado com uma ferramenta de
gerenciamento de requisitos, como o Rational
RequisitePro, para especificar e marcar os requisitos nas
propriedades de caso de uso.
Os casos de uso de negócios são identificados e
possivelmente resumidos no início da fase de iniciação,
para ajudar a definir o escopo do projeto.
Obrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Aula4 levantamento requisitos
Aula4 levantamento requisitosAula4 levantamento requisitos
Aula4 levantamento requisitos
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Padrões de Projeto de Software
Padrões de Projeto de SoftwarePadrões de Projeto de Software
Padrões de Projeto de Software
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
 
Big Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos BásicosBig Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos Básicos
 
Ciclo de vida de software
Ciclo de vida de softwareCiclo de vida de software
Ciclo de vida de software
 
NoSQL, Base VS ACID e Teorema CAP
NoSQL, Base VS ACID e Teorema CAPNoSQL, Base VS ACID e Teorema CAP
NoSQL, Base VS ACID e Teorema CAP
 
Aula 1 - Introdução a Engenharia de Software
Aula 1 -  Introdução a Engenharia de SoftwareAula 1 -  Introdução a Engenharia de Software
Aula 1 - Introdução a Engenharia de Software
 
Scrum Experience
Scrum ExperienceScrum Experience
Scrum Experience
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
 
Metodologia para criação de sites
Metodologia para criação de sitesMetodologia para criação de sites
Metodologia para criação de sites
 
Modelos de Engenharia de Software
Modelos de Engenharia de SoftwareModelos de Engenharia de Software
Modelos de Engenharia de Software
 
Introdução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de ProjetosIntrodução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de Projetos
 
Princípios SOLID
Princípios SOLIDPrincípios SOLID
Princípios SOLID
 
A importância de DDD e o Domain Model na construção de APIs!
A importância de DDD e o Domain Model na construção de APIs!A importância de DDD e o Domain Model na construção de APIs!
A importância de DDD e o Domain Model na construção de APIs!
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Gerência de configuração ágil
Gerência de configuração ágilGerência de configuração ágil
Gerência de configuração ágil
 
Introducao a Arquitetura de Software
Introducao a Arquitetura de SoftwareIntroducao a Arquitetura de Software
Introducao a Arquitetura de Software
 
Plano de carreira, isso funciona ? Me consegue uma bússola por favor. (Agile...
Plano de carreira, isso funciona ? Me consegue uma bússola por favor. (Agile...Plano de carreira, isso funciona ? Me consegue uma bússola por favor. (Agile...
Plano de carreira, isso funciona ? Me consegue uma bússola por favor. (Agile...
 
Computação Gráfica - Conceitos
Computação Gráfica - ConceitosComputação Gráfica - Conceitos
Computação Gráfica - Conceitos
 

Destaque

Introdução à Engenharia de Requisitos e RUP
Introdução à Engenharia de Requisitos e RUPIntrodução à Engenharia de Requisitos e RUP
Introdução à Engenharia de Requisitos e RUP
Vagner Santana
 

Destaque (14)

Cloud computing
Cloud computingCloud computing
Cloud computing
 
Introdução ao RUP
Introdução ao RUPIntrodução ao RUP
Introdução ao RUP
 
R.U.P. - Razão Unitária de Produção na Construção Civil
R.U.P. - Razão Unitária de Produção na Construção CivilR.U.P. - Razão Unitária de Produção na Construção Civil
R.U.P. - Razão Unitária de Produção na Construção Civil
 
Apresentação Modelagem de negócios
Apresentação Modelagem de negóciosApresentação Modelagem de negócios
Apresentação Modelagem de negócios
 
Introdução à Engenharia de Requisitos e RUP
Introdução à Engenharia de Requisitos e RUPIntrodução à Engenharia de Requisitos e RUP
Introdução à Engenharia de Requisitos e RUP
 
Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)
 
Introdução ao RUP
Introdução ao RUPIntrodução ao RUP
Introdução ao RUP
 
Apresentação RUP
Apresentação RUPApresentação RUP
Apresentação RUP
 
Controle de qualidade, mão de obra e indicadores de produtividade
Controle de qualidade, mão de obra e indicadores de produtividadeControle de qualidade, mão de obra e indicadores de produtividade
Controle de qualidade, mão de obra e indicadores de produtividade
 
2 aula produtividade
2 aula produtividade2 aula produtividade
2 aula produtividade
 
Definição e classificação dos requisitos
Definição e classificação dos requisitosDefinição e classificação dos requisitos
Definição e classificação dos requisitos
 
Curso orçamento de obras de construção civil módulo i rev
Curso orçamento de obras de construção civil   módulo i revCurso orçamento de obras de construção civil   módulo i rev
Curso orçamento de obras de construção civil módulo i rev
 
Orçamento, planejamento e controle de obras
Orçamento, planejamento e controle de obrasOrçamento, planejamento e controle de obras
Orçamento, planejamento e controle de obras
 
Explicando o Modelo de Negócios (canvas) - Virada Empreendedora 2013
Explicando o Modelo de Negócios (canvas) - Virada Empreendedora 2013Explicando o Modelo de Negócios (canvas) - Virada Empreendedora 2013
Explicando o Modelo de Negócios (canvas) - Virada Empreendedora 2013
 

Semelhante a Apresentação modelagem de_negócio_rup

T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de NegóciosT@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
Targettrust
 
2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas
Mateus Monte
 
Aii a apresentaçãodocurso
Aii a apresentaçãodocursoAii a apresentaçãodocurso
Aii a apresentaçãodocurso
Osvaldo Takai
 

Semelhante a Apresentação modelagem de_negócio_rup (20)

T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de NegóciosT@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
 
2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
 
Visao geral TI02 2-0
Visao geral TI02 2-0Visao geral TI02 2-0
Visao geral TI02 2-0
 
Uma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de NegóciosUma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de Negócios
 
Artigo asap - metodologia de gestão de projetos para implementação de pacot...
Artigo   asap - metodologia de gestão de projetos para implementação de pacot...Artigo   asap - metodologia de gestão de projetos para implementação de pacot...
Artigo asap - metodologia de gestão de projetos para implementação de pacot...
 
OMS UnB 02_2012 - Aula 08
OMS UnB 02_2012 - Aula 08OMS UnB 02_2012 - Aula 08
OMS UnB 02_2012 - Aula 08
 
Samuel ta1.pps
Samuel ta1.ppsSamuel ta1.pps
Samuel ta1.pps
 
Aula 01.pptx
Aula 01.pptxAula 01.pptx
Aula 01.pptx
 
Aii a apresentaçãodocurso
Aii a apresentaçãodocursoAii a apresentaçãodocurso
Aii a apresentaçãodocurso
 
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
 
Apresentação institucional - J2DA Consulting
Apresentação institucional -  J2DA ConsultingApresentação institucional -  J2DA Consulting
Apresentação institucional - J2DA Consulting
 
Sistemas de Informações - Aula 03: Processos
Sistemas de Informações - Aula 03: ProcessosSistemas de Informações - Aula 03: Processos
Sistemas de Informações - Aula 03: Processos
 
Capacitação em Design Thinking na Gestão de Processos - ADDTECH e Enjourney
Capacitação em Design Thinking na Gestão de Processos - ADDTECH e EnjourneyCapacitação em Design Thinking na Gestão de Processos - ADDTECH e Enjourney
Capacitação em Design Thinking na Gestão de Processos - ADDTECH e Enjourney
 
20130301 white paper modelagem de processos de negócio (bpm)_soft_expert
20130301 white paper modelagem de processos de negócio (bpm)_soft_expert20130301 white paper modelagem de processos de negócio (bpm)_soft_expert
20130301 white paper modelagem de processos de negócio (bpm)_soft_expert
 
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes ÁgeisAnalise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
 
Manual de consultoria - Celestino Joanguete
Manual de consultoria - Celestino JoangueteManual de consultoria - Celestino Joanguete
Manual de consultoria - Celestino Joanguete
 
Consultoria 110128174413-phpapp01
Consultoria 110128174413-phpapp01Consultoria 110128174413-phpapp01
Consultoria 110128174413-phpapp01
 
A Análise de Negócios
A Análise de NegóciosA Análise de Negócios
A Análise de Negócios
 

Apresentação modelagem de_negócio_rup

  • 1. RUP MODELAGEM DE NEGÓCIOS
  • 2. Modelagem de Negócios - RUP É a primeira disciplina do RUP e serve de base para o todas as outras. Obs.: A Modelagem de Negócios é mais atuante na fase de Iniciação/Concepção.
  • 3. Modelagem de Negócios - RUP Objetivos: • Entender o que construir • Identificar funcionalidades chaves • Determinar pelo menos uma solução possível • Entender os custos agenda e riscos • Decidir que processo seguir • Documentar processos usando casos de uso. O modelo de negócio mostra quem são os participantes do negócio, as atividades, as pessoas e suas funções, que sistemas estas pessoas seguem e como é seguido o fluxo dos processos por estas pessoas dentro da organização. OBS.: Não é recomendada para todo trabalho de Engenharia de Software.
  • 4. Modelagem de Negócios - RUP Fluxo de Trabalho • Pode-se seguir diferentes caminhos. • 1ª Iteração – Avalia-se o estado da organização. • Modelagem de Domínio • Processo de Negócios sem mudanças significativas. • Reengenharia de Negócio existente. • Desenvolver novo negócio ou nova linha de produção.
  • 5. Modelagem de Negócios - RUP Papéis Os papéis não são pessoas; pelo contrário, eles descrevem como as pessoas se comportam no negócio e quais são as responsabilidades que elas têm. Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos respectivos artefatos. Normalmente os papéis são desempenhados por uma pessoa ou um grupo de pessoas que trabalham juntas em equipe. Um membro da equipe do projeto geralmente desempenha muitos papéis distintos.
  • 6. Modelagem de Negócios - RUP Papéis • Analista do Processo do Negócio • Avaliar a situação da organização-alvo • Entender as necessidades do cliente e do usuário • Facilitar a modelagem da organização-alvo. • Discutir e facilitar um esforço da engenharia de negócios • Realizar uma análise de custo/benefício e mudanças sugeridas na organização-alvo. • Analisar e auxiliar aqueles que comercializam e vendem o produto final do projeto.
  • 7. Modelagem de Negócios - RUP Papéis • Designer de Negócios • Entender as necessidades do cliente e do usuário, suas estratégias e metas. • Facilitar a modelagem da organização-alvo. • Discutir e facilitar um esforço para engenharia de negócios, se necessário. • Tomar parte na definição dos requisitos do produto final do projeto.
  • 8. Modelagem de Negócios - RUP Papéis • Revisor do Modelo de Negócios O revisor do modelo de negócios participa das revisões formais do modelo de casos de uso de negócios e do modelo de objetos de negócios. Uma pessoa que atua como revisor do modelo de negócios deve ter considerável conhecimento do domínio do negócio ou da tecnologia planejada para automatizá-lo. Uma outra habilidade que os revisores do modelo de negócios devem ter é o conhecimento minucioso da técnica de engenharia de negócios aplicada.
  • 9. Modelagem de Negócios - RUP Principais Artefatos • Visão do Negócio Responsável: Analista do Processo de Negócios O documento Visão do Negócio é criado no início da fase de Iniciação. É usado como base para o Caso de Negócio. Primeiro rascunho do documento de Visão (projeto). Ele comunica os principais questionamentos relacionados ao projeto e funciona como um regulador com base no qual todas as decisões futuras deverão ser validadas.
  • 10. Modelagem de Negócios - RUP Principais Artefatos • Regras de Negócios Responsável: Analista do Processo de Negócios Este documento define as Regras de Negócios aplicáveis ao negócio. Se for o caso, podem ser divididas em grupos de assuntos. As Regras de Negócios são desenvolvidas primeiramente na fase de Iniciação.
  • 11. Modelagem de Negócios - RUP Principais Artefatos • Documento de Arquitetura de Negócios Responsável: Analista do Processo de Negócios O Documento de Arquitetura de Negócios fornece uma visão geral abrangente da estrutura e da finalidade do negócio. Ele funciona como um meio de comunicação entre o analista de processo do negócio e outros membros da equipe do projeto e contém as definições das principais capacidades e mecanismos do negócio.
  • 12. Modelagem de Negócios - RUP Principais Artefatos • Caso de Uso de Negócios Responsável: Designer de Negócios Esse documento é usado com uma ferramenta de gerenciamento de requisitos, como o Rational RequisitePro, para especificar e marcar os requisitos nas propriedades de caso de uso. Os casos de uso de negócios são identificados e possivelmente resumidos no início da fase de iniciação, para ajudar a definir o escopo do projeto.