PLANEJAMENTO E GERÊNCIA DERISCO DE SOFTWAREProf Leonardo A Alves
BOAS PRÁTICAS - MOTIVAÇÃO Calcular os Risco em caso de falhas; Necessidade de controle de alterações; Controle de prazo...
BOAS PRÁTICAS – CONSEQUÊNCIAS Aperfeiçoamento de processos; Processo de capacitação; Maturidade organizacional; Gerenc...
RISCOS
RISCOS
RISCOS
RISCOS
RISCOS CALCULADO
RISCOS CALCULADO
RISCOS   Risco é tudo aquilo que ameaça o sucesso de uma    determinada funcionalidade do projeto, ou que    minimiza as ...
RISCOS   A principal funcionalidade do planejamento de    risco é procurar garantir que todas as possíveis    falhas que ...
GERENCIAMENTO DE RISCOS   Para um melhor gerenciamento do processo de    analise de risco recomenda-se fortemente o uso  ...
GERENCIAMENTO DE RISCOS   Para um melhor gerenciamento do processo de    analise de risco recomenda-se fortemente o uso  ...
GERENCIAMENTO DE RISCOS   Os riscos de um projeto devem ser identificados o    quanto antes possível para que seu impacto...
GERENCIAMENTO DE RISCOS   O processo de analise de risco, apesar de ser    fundamental no inicio do projeto, não deve se ...
GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
IDENTIFICAÇÃO DE RISCOS   Durante a atividade de identificação de risco    podem ser adotadas diversas técnicas para    f...
RELATÓRIO DE RISCOS   As saídas geradas nesta etapa do projeto    geralmente estão contidas em um documento de    chamado...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Planejamento e gerência de risco de software

1.602 visualizações

Publicada em

material do primeiro dia do curso de gerencia de riscos para pós em eng de softwares

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento e gerência de risco de software

  1. 1. PLANEJAMENTO E GERÊNCIA DERISCO DE SOFTWAREProf Leonardo A Alves
  2. 2. BOAS PRÁTICAS - MOTIVAÇÃO Calcular os Risco em caso de falhas; Necessidade de controle de alterações; Controle de prazos e custos, entre outros.
  3. 3. BOAS PRÁTICAS – CONSEQUÊNCIAS Aperfeiçoamento de processos; Processo de capacitação; Maturidade organizacional; Gerenciamento de risco; Verificação; Validação; Arquitetura dos sistemas de software.
  4. 4. RISCOS
  5. 5. RISCOS
  6. 6. RISCOS
  7. 7. RISCOS
  8. 8. RISCOS CALCULADO
  9. 9. RISCOS CALCULADO
  10. 10. RISCOS Risco é tudo aquilo que ameaça o sucesso de uma determinada funcionalidade do projeto, ou que minimiza as chances de sucesso do mesmo.
  11. 11. RISCOS A principal funcionalidade do planejamento de risco é procurar garantir que todas as possíveis falhas que se possa prever sejam documentadas e estudadas seus impactos no projeto tendo em vista questões como tempo, escopo, recursos humanos, recursos financeiros e outros.
  12. 12. GERENCIAMENTO DE RISCOS Para um melhor gerenciamento do processo de analise de risco recomenda-se fortemente o uso das seguintes atividades: Planejamento do gerenciamento de riscos, Identificação de riscos, Analise qualitativa de riscos, Analise quantitativa de riscos, Planejamento de respostas a riscos e Monitoramento e controle de riscos
  13. 13. GERENCIAMENTO DE RISCOS Para um melhor gerenciamento do processo de analise de risco recomenda-se fortemente o uso das seguintes atividades: Planejamento do gerenciamento de riscos, Identificação de riscos, Analise qualitativa de riscos, Analise quantitativa de riscos, Planejamento de respostas a riscos e Monitoramento e controle de riscos
  14. 14. GERENCIAMENTO DE RISCOS Os riscos de um projeto devem ser identificados o quanto antes possível para que seu impacto no projeto seja mínimo. Estudos na área de Qualidade de software comprovam que requisitos mal levantados, mal identificados ou até mesmo um planejamento de risco mal feito pode vir a proporcionar um custo ate 10 vezes maior que o valor levantado inicialmente.
  15. 15. GERENCIAMENTO DE RISCOS O processo de analise de risco, apesar de ser fundamental no inicio do projeto, não deve se limitar apenas ao começo. Atividades de monitoramento e controle são de suma importância para a garantia da qualidade do projeto. O RUP, por ser um processo iterativo, define que sejam levantados a cada iteração novos riscos.
  16. 16. GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
  17. 17. GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
  18. 18. GERENCIAMENTO DE RISCO DESCRITOPELO PMBOK
  19. 19. IDENTIFICAÇÃO DE RISCOS Durante a atividade de identificação de risco podem ser adotadas diversas técnicas para facilitar a coleta de informações como: Atividades de BrainStorming, Técnica Delphi, Entrevistas, Identificação da causa- raiz, Analise do pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças (SWOT).
  20. 20. RELATÓRIO DE RISCOS As saídas geradas nesta etapa do projeto geralmente estão contidas em um documento de chamado registro de risco. O documento registro de risco é composto por uma Lista de riscos identificados, Lista de respostas possíveis, Cauzas-raiz do risco, Categorias de risco atualizadas.

×