Reprodução - Biologia

1.388 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.388
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
85
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reprodução - Biologia

  1. 1. IntroduçãoJanainaGraças à reprodução, a perpetuação da vida épossível, desde o seu surgimento. A forma dereprodução que se desenvolveu mais cedo foi aassexuada, processo este em que um único indivíduo écapaz de dar origem a outros, com o mesmo genótipo.A divisão binária, esporulação, brotamento e estaquiasão alguns exemplos.Ciclos de vidaHaplobionte diplonte Haplobionte haplonte Diplobionte:
  2. 2. Estratégias de reprodução Um dos problemas principais que os organismos vivostiveram que resolver ao longo do processo evolutivopara tentarem "perpetuar" a espécie foi a dasobrevivência de um número suficiente dedescendentesJoão Neto
  3. 3. Reprodução sexuada:IsabelleImagem de www.infopedia.ptA reprodução sexuada tem como princípio a formação do embrião apartir da união de gametas masculino e feminino, dando origem aindivíduos semelhantes aos pais, mas não idênticos, como nareprodução assexuada. Por tal motivo, ela é muito importante no quese diz respeito à variabilidade genética.CaracterísticasÉ uma reprodução do tipoGâmica (utiliza gametas)LentaGasta muita energiaAlta taxa de variabilidade Genética
  4. 4. Reprodução sexuada:A maior parte dos animais (incluindo o serhumano) e das plantas reproduz-sesexuadamente. Estes organismos, ditos diplóides,apresentam dois alelos (variedade de genes) paracada traço genético. Os seus descendentesherdarão um alelo, para cada traço que irão exibir,de cada um dos seus progenitores. Existindo duascópias de cada gene, só um expressar-se-á,permitindo que alelos com mutações possam sermascarados, constituindo uma vantagem que seacredita que poderá ter levado a uma maiorcapacidade adaptativa dos seres diplóides. Talhipótese, contudo, tem sido criticada.Florência
  5. 5. Reprodução sexuada:Em última análise, a reprodução sexual radica nadivisão celular, especialmente através dosmecanismos da mitose e meiose. No primeirocaso, o número de células resultantes é o dobro dodas células originais. O número de cromossomasnas células resultantes será o mesmo que nacélula de origem. Na meiose, porém, o número decélulas resultantes da divisão será o quádruplo donúmero de células original, formando-se célulascom metade do número de cromossomas dacélula inicial.João Paulo
  6. 6. GametogêneseÉ a formação dos gametasVamos aprenderGametogênese MasculinaChamada deespermatogêneseGametogênese FemininaChamada de Ovogêneseou ovulogênese
  7. 7. Meiose
  8. 8. espermiogênese
  9. 9. Reprodução assexuada Reprodução Assexuada: Reprodução assexual (ou assexuada) é um processo biológicoatravés do qual um organismo produz uma cópia geneticamenteigual a si próprio, sem que haja recombinação de material genético.CaracterísticasÉ uma reprodução do tipoagâmica (Sem utilização degametasRápidaEconômica (Gasta pouca energia)Baixa taxa de variabilidade Genética (Produzemum clone idêntico)
  10. 10.  Divisão simples ou cissiparidade:
  11. 11.  Brotamento ou gemiparidade: Nesta forma dereprodução um indivíduo adulto emite de seu corpoum "broto" que cresce e forma um novoorganismo. Este novo indivíduo formado pode ou nãodesprender-se do indivíduo que lhe deu origem. Estetipo de reprodução ocorre em organismos que formamcolônias, como em espongiários e cnidários.
  12. 12.  Esporulação: A esporulação é o processo de reproduçãoonde os organismos produzem esporos que são liberadosno ambiente e quando encontram condições favoráveis,germinam. Encontramos este tipo de reproduçãoem bactérias, fungos e algas.
  13. 13. Reprodução assexuada:ÍgilaAlgumas espermatófitas, em que a norma é a reprodução sexuada, podemigualmente produzir sementes sem que haja fertilização dos óvulos, através de umprocesso conhecido por apomixia.Nos organismos unicelulares, como as bactérias e as leveduras, a norma é areprodução assexuada, através da fissão binária das células , mas mesmo asbactérias têm necessidade de realizar a conjugação genética, que pode serconsiderada uma forma de reprodução sexual ou para-sexual, a fim de renovar oseu material genético.Outras formas de reprodução assexuada incluem a esporogénese no caso daformação de mitosporos (esporos resultantes da mitose) e a fragmentação clonal.A reprodução dos vírus também pode ser considerada como assexuada, já queestes tomam o controle do material genético de células hospedeiras paraproduzirem novos vírus.
  14. 14. Reprodução interna e externa Fecundação interna: quando a fecundação ocorredentro de um organismo. Envolve menor número degametas. O desenvolvimento embrionário pode serinterno ou externo. Fecundação externa: a fecundação ocorre noambiente - água. Há necessidade de um grandenúmero de gametas para assegurar a fecundação e odesenvolvimento é externo.
  15. 15. Reprodução humanaNos órgãos reprodutivos da mulher (ovário)e do homem (testículo) existem célulasespecializadas em gerar gametas (células quepossuem 23 cromossomos): óvulo eespermatozóide. O processo pelo qual umacélula com 46 cromossomos produz outrascom 23 cromossomos é chamado meiose.

×