Hidrosfera

7.807 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.807
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.326
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
369
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hidrosfera

  1. 1. HIDROSFERA A Esfera Aquática
  2. 2. CONCEITOS  REDE HIDROGRÁFICA: São todos os rios e afluentes contidos num determinado território.  BACIA HIDROGRÁFICA: Área drenada por um rio e seus afluentes.  HIDROGRAFIA: Ciência que estuda todos os recursos hídricos que compõem o planeta Terra (lagos, rios, oceanos e mares).
  3. 3. IMPORTÂNCIA DA ÁGUA NO MUNDO  70% de nosso corpo é composto por água;  Todos os seres vivos necessitam de água para sobreviver;  Importância econômica – agricultura, indústria e comércio;  Utilizada na produção de energia elétrica;  Permite o transporte marítimo;  Importância religiosa (Rio Ganges na Índia)
  4. 4. ÁGUA – UM RECURSO NATURAL  RECURSOS NATURAIS – Compreendem todos os elementos da natureza que podem ser usados pelos seres humanos. A água é um desses recursos.  RECURSOS HÍDRICOS – Conjunto de todas as águas superficiais ou subterrâneas de uma região.
  5. 5. A SITUAÇÃO DA ÁGUA NO BRASIL  O Brasil possui 11,6% de toda a água doce superficial do mundo;  Os 70% da água disponíveis para uso estão localizados na Região Amazônica;  Os 30% restantes distribuem-se desigualmente pelo país para atender a 95% da população.
  6. 6. CICLO DA ÁGUA
  7. 7. OCEANOS  OCEANOS são grandes massas de água salgada que circundam os continentes.  Os 3 OCEANOS são:  Ártico e Antártico não são oceanos, pois passam a maior parte do ano congelados. ATLÂNTICO PACÍFICO ÍNDICO
  8. 8. MARES  MARES são porções do oceano que se encontram no interior do continente ou próximo a ele.  Possuem menor profundidade que os oceanos.  Recebem maior influência das terras continentais na forma de sedimentos, em grande quantidade dos rios e encostas litorâneas.  São divididos em: ABERTOS: ampla ligação com o oceano INTERIORES: separados dos oceanos por meio de estreitos FECHADOS: Não possuem ligação direta com os oceanos
  9. 9. SITUAÇÃO AMBIENTAL DE MARES E OCEANOS  Poluição concentra-se principalmente nas áreas costeiras.  Resíduos: Sólido (lixo) Líquido (Esgoto) Industriais (produtos químicos tóxicos, agrotóxicos e petróleo)  Caso mais crítico de degradação do Brasil: Fortaleza e Baixada Santista
  10. 10. ÁGUAS CONTINENTAIS ÁGUAS SUPERFICIAIS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS RIOS E LAGOS LENÇÓIS FREÁTICOS E SUBTERRÂNEOS
  11. 11. CARACTERÍSTICAS DE UM RIO  Os rios, compostos por água doce, correm por um leito definido;  São “alimentados” por chuvas (precipitação líquida), precipitações sólidas (granizo ou neve) ou por lagos e fontes (“olhos d’ água”);  A nascente ou cabeceira de um rio geralmente se localiza em áreas elevadas (colinas, planaltos, serras ou montanhas);  A medida que o rio avança até sua foz, seu volume vai aumentando gradativamente, uma vez que recebe água de seus afluentes e das chuvas.
  12. 12. ESTRUTURA DE UM RIO NASCENTE OU CABECEIRA – Onde o rio nasce. AFLUENTE – rios que desemboca no rio principal. MEANDRO – curva acentuada de um rio. CASCATA – ou queda d’ água ocorre em virtude de declives no relevo. FOZ OU DESEMBOCADURA – Onde o rio deságua, podendo ser um delta, um estuário ou mista. DELTA – Foz de um rio formada por vários braços ou canais do leito do rio. ESTUÁRIO – Parte do rio que se encontra com o mar. LEITO – Superfície coberta pela água (“caminho percorrido pela água”. BACIA HIDROGRÁFICA – Formada por um rio principal e seus afluentes. VAZÃO – Volume de águas.
  13. 13. ESTRUTURA DE UM RIO
  14. 14. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO REGIME  PLUVIAL – Quando são abastecidos pela água das chuvas. Todos os rios brasileiros exceto o Amazonas.  NIVAL – Quando suas águas provêm do derretimento das geleiras e da cobertura de neve das montanhas.  MISTO – Quando são alimentados por ambas as fontes, neve e chuva. Ex: Rio Amazonas e Ganges.
  15. 15. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO ESCOAMENTO  EFÊMEROS – Existem durante curtos períodos de chuvas. Responsável pelas “enchentes relâmpagos” que afetam as áreas áridas e semiáridas.  INTERMITENTES – Rios cujos leitos secam durante certo período do ano. Característicos de regiões bastante quentes (Sertão Nordestino) ou muito geladas.  PERENES – Rios que correm durante o ano todo. A maior parte dos rios brasileiros.
  16. 16. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO RELEVO  RIO DE PLANÍCIE – Rios que correm por áreas planas onde praticamente não há cachoeiras, saltos e corredeiras. Estes rios são adequados a navegação. Ex: Amazonas, Araguaia, Tapajós e Negro  RIO DE PLANALTO – Rios que correm por desníveis acentuados, onde se forma grande número de corredeiras e cachoeiras. São adequados para a construção de hidrelétricas e à prática de esportes radicais. Ex: São Francisco, Iguaçu, Paranaíba, Tietê e Paraná.
  17. 17. LAGOS  São formados quando algum obstáculo impede o curso das águas de rios, chuvas ou geleiras, que acabam se acumulando em áreas mais baixas.  Em sua maioria possuem água doce, com algumas exceções, como o Mar Morto.  “Poça d’ água gigante”
  18. 18. AQUÍFERO GUARANI  É uma extensa área de acúmulo de água subterrânea que compreende tanto lençóis freáticos quanto artesianos.  É a maior reserva de água subterrânea transfronteiriço do mundo.

×