Projeto GTD Fomento ao Conhecimento

358 visualizações

Publicada em

Projeto para o Grupo de Trabalho e Discussão de Fomento ao Conhecimento.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto GTD Fomento ao Conhecimento

  1. 1. GTD FOMENTO AO CONHECIMENTOJustificativa: A existência GTD de Fomento ao Conhecimento é resultado daelaboração do Estatuto do Centro de Estudantes de Ciências Sociais, sendo umgrupo “estatutário”, permanente, ao longo das gestões do CECS. Segundo oEstatuto: “Cabe ao GTD de Fomento ao Conhecimento estimular e promover acriação e organização de grupos de estudo, tendo como função secundária açõesde promoção e divulgação de palestras e seminários”, portanto, os envolvidos naorganização deste GTD devem orientar suas atividades a partir dessa definição eao que entenderem por “Fomento ao Conhecimento”. Sendo um grupo autônomo aoComitê Executivo, não se insere em um carater representativo, pois não necessitade autorização do mesmo para realizar suas atividades.Objetivo: O GTD de Fomento ao Conhecimento é mais uma forma de participaçãodos estudantes de Ciências Sociais, onde tem como propósito funcionar comoespaço de desenvolvimento de ações que complementem e auxiliem a formaçãoacadêmica dos estudantes, da mesma forma que se proponha fazer a divulgaçãoe mediação desses conhecimentos com público não-acadêmico em atividades deextensão. O grupo de que orientou a estruturação do GTD optou por tentar efetivar oconhecimento de maneira pratica a partir de projetos e/ou atividades que façamrefletir e re-pensar a atuação politica estudantil da mesma forma que proporcioneexperiências nas quais possam ser “testadas” as habilidades pressupostas de umcientista social. Em relação o primeiro ponto, consideramos essencial uma melhor formaçãoteórica, mais especificamente da ciência política, para que saberes que nemsempre recebem espaço necessário e/ou não são de acesso a todos (devido asênfases que cada um opta em sua carreira acadêmica e profissional) possam serdiscutidos e apreendidos pelos estudantes que circulam pelo movimento estudantil,gerando espaço para pensar e atuar nesse campo a partir de outras perspectivas,nem sempre hegemônicas. Já o segundo, busca sanar a falta de propostas quegerem a articulação dos conhecimentos teórico-prático do curso, enfocando odesenvolvimento do trabalho do cientista social em seus diversos espaços de
  2. 2. atuação. Para tanto, buscamos articular três eixos a fim de corresponderem essasexpectativas e igualmente correlacioná-los a fim de formar uma práxis coesasobre as linhas propostas. Desta forma, a intenção é pensar em um projeto deextensão em Ciências Sociais com a discussão e elaboração de uma Incubadora deTecnologia Social e a formação de um grupo de estudos e formação política. O desenvolvimento da extensão na Ciências Sociais é essencial para hajauma produção de conhecimento completa em nossa área de estudo (efetivando otripé ensino-pesquisa-extensão). É apenas com a extensão que podemos fazer quea produção acadêmica não se limite apenas aos intelectuais que nela trabalham, esim extrapolar os limites da Universidade e fazer tais saberes interagirem (e seremsocializados) com as comunidades e grupos de interesse, assim, aprimorando-o pelo diálogo estabelecido e possibilitando a transformação da realidade em quese insere. Por isso, a inexistência desse tipo de atividade na Ciências Sociais daUFRGS faz com que busquemos explorar esse campo a partir da elaboração de umprojeto de extensão. Para pensar a extensão e para auxiliar a constituição da Incubadora deTecnologia Social (objeto escolhido pelo GTD para extensionar) usaremos comoespaço teórico de reflexão o Grupo de Estudos e Formação Política (GEFP).Pontuamos a necessidade de constituição de um grupo de estudos, justamente pratermos um aporte teórico para as práticas que desejaremos desenvolver e atuarenquanto GTD, assim desenvolvendo o auto-aprendizado entre os discentes a partirda organização das lacunas de sua formação. Assim, para articular o conhecimento teórico desenvolvido no GEFP, parabuscar fazer a intermediação do campo da Ciências Sociais com outros setores dasociedade que não apenas a Universidade, e para exercitar a parte prática de nossaexperiência acadêmica, consideramos a formação de uma Incubadora deTecnologia Social em Ciências Sociais uma excelente oportunidade para explorarcampos dentro do curso e tornar a proposta do GTD completa; a incubadorapossibilita refletir como as Ciências Sociais auxiliam e geram Tecnologias Sociais,como conectamos teoria social e prática social, em que campo podem serelaborados os empreendimentos de uma incubadora, qual pode ser a importânciasocial da elaboração de um empreendimento desse caráter.
  3. 3. A intenção da formulação e exercício das atividades da Incubadora deTecnologia Social é poder criar um espaço que viabilize e auxilie a inserção doscientistas sociais em um espaço pouco fomentado (pensar além da formação deprofessores e pesquisadores). Não pretende-se manter um carater apenas deprestação de servicos, mas sim da atuação desse cientista social na sociedadeatravés da formação de Empreendimentos de Economia Solidária (a partir deestudos de caso dentro de comunidades em vulnerabilidade social avaliando aspossibilidades de geração de renda para assim construir um projeto de EES -empreendimento de economia solidária) onde as diversas áreas estudadas emnosso campo teórico (projetos/pesquisas sociais, pesquisa/sondagem de mercado,marketing politico, ong’s/oscip’s) são de suma importância para a interação cientistasocial - sociedade.CRONOGRAMA GERAL:Dentro de um mês, escolheremos um dia na semana para os encontros de cadaeixo.1) semana do mês: Reuniao GTD2) semana do mês: Encontro GEFP3) semana do mês: Encontro GITS4) semana do mês: Encontro GEFPGEFP - Grupo de Estudos e Formação PolíticaGITS - Grupo de Estudos referente a Incubadora de Tecnologia Social

×