A Revolução de 1930 <ul><ul><li>São vários os motivos da revolução, sendo alguns de ordem conjuntural e outros de ordem es...
A Crise de 1929
Crash da Bolsa
No Brasil <ul><li>Incapacidade do governo de manter a política de valorização do café. Os preços caíram, os créditos ficar...
O movimento Tenentista
Criação do Partido Democrático (PD) em São Paulo <ul><ul><li>Em 1926 as classes médias paulistas se juntam a elementos des...
Insatisfação da Classe Média <ul><ul><li>A classe média não era homogênea, nem organizada, portanto não possuía uma plataf...
A questão Operária precisava ter uma solução <ul><ul><li>Poucas leis favoráveis aos operários foram aprovadas na república...
Bloco operário e camponês (BOC) <ul><li>O PCB é colocado na ilegalidade ainda em 1922. Clandestinamente, atua nos sindicat...
A Sucessão Presidencial <ul><ul><li>De acordo com a política do café-com-leite, Washington Luís deveria apoiar o candidato...
A sucessão Presidencial <ul><ul><li>Os mineiros decidem se aliar ao Rio Grande do Sul e outros dissidentes (Paraíba, PD, t...
João Pessoa
A Aliança Liberal <ul><li>A aliança propunha voto secreto, anistia aos tenentes envolvidos em revoltas, leis trabalhistas ...
Resultado: Vitória da oligarquia
O assassinato de João Pessoa
A Revolução de 1930
Desfecho <ul><li>A Revolução é dirigida por oligarquias dissidentes, tenentes, tendo o apoio da classe média. </li></ul><u...
A Era Vargas <ul><li>Fechamento do Congresso e Assembléias Estaduais e municipais </li></ul><ul><li>Nomeação de Intervento...
Criação do Ministério da Educação e Saúde Pública
Educação na Era Vargas <ul><li>Unificação do sistema educacional através de um currículo único. </li></ul>
Educação na Era Vargas <ul><li>Eliminação dos regionalismos, criação de um sentimento de integração nacional, apresentação...
<ul><li>Vargas era apresentado com o grande líder, condutor da modernização do Brasil. </li></ul>Vargas
Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio
Estado de Compromisso <ul><ul><li>Nenhum grupo possui força suficiente para monopolizar o poder. O Estado se abre a todas ...
Tenentes no Poder <ul><ul><li>Vargas coloca interventores tenentistas nos estados para tentar neutralizar o poder de oliga...
A Revolução Constitucionalista de 1932 <ul><ul><li>O PD apoiara a revolução mas não ganhara o comando político de São Paul...
A Causa Paulista
Apoio da classe média paulista e cafeicultores
 
Qual o verdadeiro motivo?
Desfecho <ul><ul><li>São Paulo não tinha condições militares para enfrentar as forças do Governo Federal e é derrotado em ...
A Revista “O Cruzeiro” (1928) <ul><li>Vargas: “Um bacamarte para nossos planos políticos futuros” </li></ul>
A Constituição de 1934 <ul><li>Regime federativo, sufrágio universal e direto para todos a partir de 18 anos. </li></ul><u...
O Ministério do Trabalho e a Lei de Sindicalização <ul><li>A constituição determinava a representação classista, corporati...
Sindicatos <ul><li>A legislação trabalhista não se aplicava aos trabalhadores rurais. </li></ul><ul><li>Foi criada a Justi...
Economia <ul><ul><li>Com a crise de 1929 diminuem as exportações do café brasileiro, caindo o seu valor e aumentando-se os...
Solução de Vargas -> Intervencionismo <ul><ul><li>Vargas adota a política de valorização do café, comprando os estoques nã...
Desfecho da crise de 1929 no Brasil <ul><ul><li>A política de Vargas em relação ao café permite que se mantenha o nível de...
Desfecho da crise de 1929 no Brasil <ul><ul><li>O dirigismo estatal de Vargas estimula também outras atividades agrícolas ...
O Governo Constitucional (1934-1937) <ul><ul><li>O mundo era marcado pela crise do capitalismo causada pelo crack da bolsa...
Conjuntura Mundial <ul><ul><li>Nos Estados Unidos, o intervencionismo estatal foi utilizado pelo presidente Roosevelt atra...
Ação Integralista Brasileira (AIB) <ul><li>Partido de cunho nacional criado em 1932, tendo como líder Plínio Salgado. </li...
AIB <ul><li>Os membros deste partido usavam uniformes verdes, possuíam uma forma de saudação e uma organização militar.  <...
Características <ul><li>Anticomunismo, </li></ul><ul><li>Exaltação do nacionalismo, </li></ul><ul><li>Defesa de um governo...
Características <ul><li>Negação da Pluralidade de partidos políticos, </li></ul><ul><li>Crítica ao estado liberal, </li></...
Composição <ul><li>O Integralismo atraiu centenas de milhares de seguidores, sendo a maioria membros da classe média, algu...
Aliança Nacional Libertadora (ANL) <ul><li>Partido de cunho nacional agregando todos contrários ao fascismo, abrangendo so...
Características <ul><li>Tendo como presidente Luís Carlos Prestes, a ANL é tomada pelos grupos de esquerda, radicalizando ...
Propostas da ANL <ul><li>Suspensão do pagamento da dívida externa, </li></ul><ul><li>Nacionalização das empresas estrangei...
Embate entre correntes
A Lei de Segurança Nacional (LSN) <ul><ul><li>São crimes contra a ordem política, além de outros definidos em lei : </li><...
A Intentona Comunista (1935) <ul><li>Com a proibição da ANL, os comunistas do partido passam a conspirar para a derrubada ...
Desfecho <ul><li>Vargas faz uso do movimento para perseguir opositores e criar um clima de medo na elite e na classe média...
Sucessão de Vargas <ul><ul><li>Em 1937, apresentavam-se dois fortes candidatos à presidência: Armando Sales de Oliveira e ...
O Estado Novo <ul><li>No final de 1937, os jornais publicam o Plano Cohen, suposto plano comunista de tomada do poder, ass...
A Polaca (Constituição de 1937) <ul><li>Aumento do poder do Executivo que teve seu mandato aumentado para 6 anos, eliminan...
A Polaca <ul><li>Os sindicatos continuavam atrelados ao Estado, ficando proibidas as greves e o lockout, considerados noci...
A Intentona Integralista (1938) <ul><ul><li>Os integralistas achavam que iriam exercer um papel importante dentro do Estad...
O Exército <ul><li>O Exército passa a ser o grande aliado de Vargas no Estado Novo. Em troca, Vargas apóia as reivindicaçõ...
Generais Dutra e Góis Monteiro <ul><li>Aumento dos efetivos do Exército: 38 mil (1927); 75 mil (1937); 93 mil (1940). </li...
A Ideologia do Trabalhismo <ul><li>Mitificação da figura de Vargas como o “doador” da legislação trabalhista, também se en...
O “Pai dos Pobres” <ul><li>A figura do chefe se confunde com o próprio Estado, havendo a eliminação de intermediários entr...
Os comícios do 1º de Maio <ul><li>Os sindicatos únicos por categoria ajudavam o governo a controlar o operariado. </li></u...
Leis trabalhistas <ul><li>Lei do salário mínimo (1940) </li></ul><ul><li>Imposto sindical </li></ul><ul><li>CLT (1943) </l...
Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) <ul><li>A imagem de Vargas como “pai dos pobres” e “doador” foi ressaltada na ...
Atuação do DIP <ul><li>O DIP deveria coordenar, centralizar e orientar a propaganda interna e externa. Censurava tudo que ...
A Hora do Brasil <ul><li>Programa de rádio compulsório transmitido para todo o Brasil entre 19:00 e 20:00. </li></ul><ul><...
Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) <ul><li>Além do DIP, foi criada a polícia secreta com o objetivo de persegu...
Memórias do Cárcere
Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) <ul><ul><li>Órgão responsável por controle, contratação, demissão e ...
Economia <ul><ul><li>O Brasil necessitava implantar um setor industrial dedicado a produção de bens de produção, isto é, a...
Nacionalismo Industrializante <ul><ul><li>O Estado passa a ter uma nova função: investidor da indústria pesada, tendo o ap...
Empresas criadas no período <ul><li>CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) </li></ul><ul><li>CVRD (Companhia Vale do Rio Doc...
A Companhia Siderúrgica Nacional
A Neutralidade Interesseira <ul><ul><li>Vargas tinha assessores pró-nazistas e pró-aliados, mantendo-se neutro em relação ...
A Neutralidade Interesseira <ul><li>Discurso do encouraçado Minas Gerais: “Os países fortes têm direito de buscar um lugar...
O incremento das relações com a Alemanha <ul><ul><li>Em 1934, devido às dificuldades da crise de 1929 a Alemanha faz um ac...
A opção pelos Aliados <ul><li>Os EUA decidem financiar a Companhia Siderúrgica Nacional em troca da exclusividade na compr...
A Política de Boa Vizinhança <ul><li>Aproximação cultural entre EUA e América Latina, propagandeando as qualidades da cult...
A Política de Boa Vizinhança <ul><li>Estreitar as relações dos EUA com a América Latina, melhorando a imagem americana nes...
As missões norte-americanas de ajuda <ul><li>Missão Abbink (1939-1943) </li></ul><ul><li>Modernização do campo através da ...
O Brasil e a Segunda Guerra <ul><li>Em 1942, os países da América decidem suspender relações diplomáticas com os países do...
Formação da FEB (Força expedicionária Brasileira) <ul><li>Pressão da UNE, comunistas, setores do Exército. </li></ul><ul><...
A cobra vai fumar
FEB <ul><li>Envio de 25.000 militares à Itália em 1944.  </li></ul><ul><li>A FEB luta por 239 dias, tem 443 mortos e tem c...
Já no Brasil... <ul><li>Manifesto dos Mineiros -> Invoca os ideais de 1930 para pedir democracia, liberdade de imprensa, g...
A Redemocratização Vargas percebe a inviabilidade da continuação do Estado Novo e marca eleições, decreta anistia dos pres...
O Queremismo <ul><li>Vargas estimula correntes trabalhistas a iniciar uma campanha para a convocação de uma Assembléia Con...
A UDN (União Democrática Nacional) <ul><li>Formada por liberais, grupos católicos, intelectuais, burguesia industrial, cla...
O PSD (Partido Social Democrático) Criado por Getúlio, representa as oligarquias estaduais e seu conservadorismo, apoiando...
O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) Também criado por Vargas, agrega o sindicalismo corporativo, possuindo um caráter p...
O PCB (Partido Comunista Brasileiro) <ul><li>Retorna à legalidade lançando o nome do engenheiro Yedo Fiúza como candidato ...
O PSP (Partido Social Progresssta) Comandado pelo Governador de SP, Ademar de Barros. O Ademarismo era forte em SP, possui...
A renúncia de Vargas <ul><li>Vargas manipula as dissidências para tentar se manter no poder até as eleições para governado...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulaeravargas

2.376 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.376
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
115
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulaeravargas

  1. 1. A Revolução de 1930 <ul><ul><li>São vários os motivos da revolução, sendo alguns de ordem conjuntural e outros de ordem estrutural. </li></ul></ul>
  2. 2. A Crise de 1929
  3. 3. Crash da Bolsa
  4. 4. No Brasil <ul><li>Incapacidade do governo de manter a política de valorização do café. Os preços caíram, os créditos ficaram muito caros e os credores internacionais começaram a cobrar as dívidas. </li></ul><ul><li>Washington Luís se recusa a intervir para ajudar os cafeicultores fazendo com que esses deixem de apoiar o governo. </li></ul><ul><li>Enfraquecimento dos cafeicultores, gerando condições para a quebra de seu predomínio. </li></ul>
  5. 5. O movimento Tenentista
  6. 6. Criação do Partido Democrático (PD) em São Paulo <ul><ul><li>Em 1926 as classes médias paulistas se juntam a elementos descontentes do setor agrário para fazer oposição ao PRP que dominava politicamente o estado e o Brasil. O PD pretendia o poder do estado de São Paulo, defendendo o liberalismo e o voto secreto. </li></ul></ul>
  7. 7. Insatisfação da Classe Média <ul><ul><li>A classe média não era homogênea, nem organizada, portanto não possuía uma plataforma política definida. De modo geral pretendia uma verdadeira participação no processo eleitoral através do combate às fraudes e da adoção do voto secreto. </li></ul></ul>
  8. 8. A questão Operária precisava ter uma solução <ul><ul><li>Poucas leis favoráveis aos operários foram aprovadas na república velha, porém, não foram cumpridas. Fica famosa a frase de Washington Luís: A questão operária é uma questão de polícia. </li></ul></ul>
  9. 9. Bloco operário e camponês (BOC) <ul><li>O PCB é colocado na ilegalidade ainda em 1922. Clandestinamente, atua nos sindicatos, empresas, divulgando suas idéias através de jornais. </li></ul><ul><li>O BOC é fundado para substituir o PCB. </li></ul>
  10. 10. A Sucessão Presidencial <ul><ul><li>De acordo com a política do café-com-leite, Washington Luís deveria apoiar o candidato mineiro para a sua sucessão. Entretanto, prefere apoiar o paulista Júlio Prestes que continuaria a sua política econômica. </li></ul></ul>
  11. 11. A sucessão Presidencial <ul><ul><li>Os mineiros decidem se aliar ao Rio Grande do Sul e outros dissidentes (Paraíba, PD, tenentes) para formar a Aliança Liberal, a reunião política dos opositores à candidatura de Júlio Prestes. </li></ul></ul>
  12. 12. João Pessoa
  13. 13. A Aliança Liberal <ul><li>A aliança propunha voto secreto, anistia aos tenentes envolvidos em revoltas, leis trabalhistas e incentivo à produção nacional. </li></ul>
  14. 14. Resultado: Vitória da oligarquia
  15. 15. O assassinato de João Pessoa
  16. 16. A Revolução de 1930
  17. 17. Desfecho <ul><li>A Revolução é dirigida por oligarquias dissidentes, tenentes, tendo o apoio da classe média. </li></ul><ul><li>O movimento não é propriamente uma revolução, mas sim um golpe militar com apoio de parcela do Exército, que derrubou o domínio arcaico da oligarquia cafeeira, abrindo espaço para outros grupos participarem do processo político. </li></ul>
  18. 18. A Era Vargas <ul><li>Fechamento do Congresso e Assembléias Estaduais e municipais </li></ul><ul><li>Nomeação de Interventores para governar os estados. </li></ul>
  19. 19. Criação do Ministério da Educação e Saúde Pública
  20. 20. Educação na Era Vargas <ul><li>Unificação do sistema educacional através de um currículo único. </li></ul>
  21. 21. Educação na Era Vargas <ul><li>Eliminação dos regionalismos, criação de um sentimento de integração nacional, apresentação de Vargas como o grande líder. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Vargas era apresentado com o grande líder, condutor da modernização do Brasil. </li></ul>Vargas
  23. 23. Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio
  24. 24. Estado de Compromisso <ul><ul><li>Nenhum grupo possui força suficiente para monopolizar o poder. O Estado se abre a todas as pressões, sem se subordinar a nenhuma delas. Há uma maior centralização do poder na figura do presidente que adota medidas autoritárias e intervencionistas na economia, agindo como árbitro entre os diversos grupos de interesse. O Exército garante a existência do Estado de Compromisso. </li></ul></ul>
  25. 25. Tenentes no Poder <ul><ul><li>Vargas coloca interventores tenentistas nos estados para tentar neutralizar o poder de oligarquias locais. </li></ul></ul>
  26. 26. A Revolução Constitucionalista de 1932 <ul><ul><li>O PD apoiara a revolução mas não ganhara o comando político de São Paulo. Vargas manda um interventor militar e não paulista. O descontentamento leva o PD e o PRP a se unirem na FUP (frente única paulista), exigindo a convocação de uma Assembléia Constituinte por Vargas. </li></ul></ul>
  27. 27. A Causa Paulista
  28. 28. Apoio da classe média paulista e cafeicultores
  29. 30. Qual o verdadeiro motivo?
  30. 31. Desfecho <ul><ul><li>São Paulo não tinha condições militares para enfrentar as forças do Governo Federal e é derrotado em apenas 3 meses. </li></ul></ul>
  31. 32. A Revista “O Cruzeiro” (1928) <ul><li>Vargas: “Um bacamarte para nossos planos políticos futuros” </li></ul>
  32. 33. A Constituição de 1934 <ul><li>Regime federativo, sufrágio universal e direto para todos a partir de 18 anos. </li></ul><ul><li>Direito de voto às mulheres. </li></ul><ul><li>Voto secreto e criação da justiça eleitoral para coibir fraudes. </li></ul><ul><li>Liberdade de crença, reunião, associação política e de imprensa. </li></ul><ul><li>A Carta assegurava maior poder ao governo central, retirando a excessiva autonomia financeira dos estados. </li></ul><ul><li>Nacionalização das águas e riquezas do subsolo. </li></ul>
  33. 34. O Ministério do Trabalho e a Lei de Sindicalização <ul><li>A constituição determinava a representação classista, corporativa, também incluindo alguns direitos trabalhistas. Para isso seriam eleitos deputados classistas, eleitos diretamente pelos sindicatos. </li></ul><ul><li>Um decreto de 1931 determinava que os sindicatos fossem atrelados ao Estado, sendo que 2/3 de seus membros deveriam ser brasileiros e os estatutos do sindicato teriam que ser aprovados pelo Ministério do Trabalho. </li></ul>
  34. 35. Sindicatos <ul><li>A legislação trabalhista não se aplicava aos trabalhadores rurais. </li></ul><ul><li>Foi criada a Justiça do Trabalho, encarregada de buscar soluções conciliatórias entre empresários e trabalhadores. </li></ul><ul><li>Os sindicatos tinham caráter assistencial, ficando proibida atividade política no seu interior </li></ul>
  35. 36. Economia <ul><ul><li>Com a crise de 1929 diminuem as exportações do café brasileiro, caindo o seu valor e aumentando-se os estoques não vendidos. Há a falência de fazendeiros e o êxodo rural para as cidades em busca de ocupação. </li></ul></ul>
  36. 37. Solução de Vargas -> Intervencionismo <ul><ul><li>Vargas adota a política de valorização do café, comprando os estoques não vendidos e queimando-os. O governo emitia continuamente já que era impossível obter crédito externo. Além disso, Vargas diminui em 50% as dívidas dos fazendeiros que estavam com suas terras hipotecadas. É criado o Departamento Nacional do Café, o qual passa a controlar as safras. </li></ul></ul>
  37. 38. Desfecho da crise de 1929 no Brasil <ul><ul><li>A política de Vargas em relação ao café permite que se mantenha o nível de empregos e renda de todos os setores ligados à cafeicultura, preservando o mercado consumidor interno. </li></ul></ul><ul><ul><li>Como as importações se tornam muito caras a indústria começa a produzir bens de consumo, adotando o governo medidas de proteção à indústria de bebidas, comida, vestuário. </li></ul></ul>
  38. 39. Desfecho da crise de 1929 no Brasil <ul><ul><li>O dirigismo estatal de Vargas estimula também outras atividades agrícolas como o algodão, açúcar, arroz, feijão, mandioca, erva-mate, todos voltados para o mercado interno. São criados os Institutos do mate e da pinha, Instituto do açúcar, todos com o objetivo de organizar e subsidiar a produção agrícola. </li></ul></ul>
  39. 40. O Governo Constitucional (1934-1937) <ul><ul><li>O mundo era marcado pela crise do capitalismo causada pelo crack da bolsa de Nova York. Procuravam-se soluções para combater a crise: de um lado a experiência socialista da União Soviética e por outro o surgimento dos movimentos fascistas, com forte intervenção na sociedade, educação e anticomunismo. </li></ul></ul>
  40. 41. Conjuntura Mundial <ul><ul><li>Nos Estados Unidos, o intervencionismo estatal foi utilizado pelo presidente Roosevelt através do New Deal, plano que adotava medidas sócio-econômicas para combater a crise: leis trabalhistas, previdência social, investimento em obras de infra-estrutura. O Brasil vai receber influências externas tanto do fascismo quanto do socialismo. </li></ul></ul>
  41. 42. Ação Integralista Brasileira (AIB) <ul><li>Partido de cunho nacional criado em 1932, tendo como líder Plínio Salgado. </li></ul>
  42. 43. AIB <ul><li>Os membros deste partido usavam uniformes verdes, possuíam uma forma de saudação e uma organização militar. </li></ul>
  43. 44. Características <ul><li>Anticomunismo, </li></ul><ul><li>Exaltação do nacionalismo, </li></ul><ul><li>Defesa de um governo centralizado e autoritário, </li></ul>
  44. 45. Características <ul><li>Negação da Pluralidade de partidos políticos, </li></ul><ul><li>Crítica ao estado liberal, </li></ul><ul><li>Defesa da riqueza nacional e da propriedade privada. </li></ul>
  45. 46. Composição <ul><li>O Integralismo atraiu centenas de milhares de seguidores, sendo a maioria membros da classe média, alguns representantes da classe dominante e alguns militares. </li></ul>
  46. 47. Aliança Nacional Libertadora (ANL) <ul><li>Partido de cunho nacional agregando todos contrários ao fascismo, abrangendo socialistas, liberais, sindicalistas, comunistas. </li></ul>
  47. 48. Características <ul><li>Tendo como presidente Luís Carlos Prestes, a ANL é tomada pelos grupos de esquerda, radicalizando sua plataforma política. </li></ul>
  48. 49. Propostas da ANL <ul><li>Suspensão do pagamento da dívida externa, </li></ul><ul><li>Nacionalização das empresas estrangeiras, </li></ul><ul><li>Reforma agrária, </li></ul><ul><li>Combate ao fascismo, </li></ul><ul><li>Constituição de um governo popular. </li></ul>
  49. 50. Embate entre correntes
  50. 51. A Lei de Segurança Nacional (LSN) <ul><ul><li>São crimes contra a ordem política, além de outros definidos em lei : </li></ul></ul><ul><ul><li>Art. 1º Tentar directamente e por facto, mudar, por meios violentos, a Constituição da Republica, no todo ou em parte, ou a forma de governo por ella estabelecida. </li></ul></ul>
  51. 52. A Intentona Comunista (1935) <ul><li>Com a proibição da ANL, os comunistas do partido passam a conspirar para a derrubada do governo. </li></ul>
  52. 53. Desfecho <ul><li>Vargas faz uso do movimento para perseguir opositores e criar um clima de medo na elite e na classe média, preparando o golpe de Estado. </li></ul>
  53. 54. Sucessão de Vargas <ul><ul><li>Em 1937, apresentavam-se dois fortes candidatos à presidência: Armando Sales de Oliveira e José Américo (supostamente apoiado por Vargas). </li></ul></ul>
  54. 55. O Estado Novo <ul><li>No final de 1937, os jornais publicam o Plano Cohen, suposto plano comunista de tomada do poder, assassinatos em massa, anarquia. </li></ul>
  55. 56. A Polaca (Constituição de 1937) <ul><li>Aumento do poder do Executivo que teve seu mandato aumentado para 6 anos, eliminando o federalismo, substituindo os governadores por interventores federais. </li></ul><ul><li>O presidente podia utilizar decretos-leis, exercendo o poder legislativo, </li></ul><ul><li>O presidente podia dissolver todos os partidos políticos </li></ul><ul><li>Pena de morte, censura ao rádio, imprensa e cinema. </li></ul>
  56. 57. A Polaca <ul><li>Os sindicatos continuavam atrelados ao Estado, ficando proibidas as greves e o lockout, considerados nocivos à sociedade. </li></ul><ul><li>Instituição do estado de emergência que permitia ao presidente suspender as imunidades parlamentares, prender, exilar e invadir domicílios. </li></ul>
  57. 58. A Intentona Integralista (1938) <ul><ul><li>Os integralistas achavam que iriam exercer um papel importante dentro do Estado Novo, mas Vargas começa a considerar os integralistas incômodos pela sua rigidez ideológica, ordenando o fechamento do partido, transformado em clube cívico. </li></ul></ul>
  58. 59. O Exército <ul><li>O Exército passa a ser o grande aliado de Vargas no Estado Novo. Em troca, Vargas apóia as reivindicações militares. </li></ul>
  59. 60. Generais Dutra e Góis Monteiro <ul><li>Aumento dos efetivos do Exército: 38 mil (1927); 75 mil (1937); 93 mil (1940). </li></ul><ul><li>Subordinação das polícias militares e corpos de bombeiros ao Exército. </li></ul><ul><li>Aumento do orçamento militar. </li></ul>
  60. 61. A Ideologia do Trabalhismo <ul><li>Mitificação da figura de Vargas como o “doador” da legislação trabalhista, também se enaltecendo o papel do trabalhador na construção do país. </li></ul>
  61. 62. O “Pai dos Pobres” <ul><li>A figura do chefe se confunde com o próprio Estado, havendo a eliminação de intermediários entre este e a população. </li></ul><ul><li>Há uma ligação paternalista entre Estado e trabalhadores. </li></ul>
  62. 63. Os comícios do 1º de Maio <ul><li>Os sindicatos únicos por categoria ajudavam o governo a controlar o operariado. </li></ul><ul><li>As leis trabalhistas eram anunciadas em grandes comícios no dia do trabalho. </li></ul>
  63. 64. Leis trabalhistas <ul><li>Lei do salário mínimo (1940) </li></ul><ul><li>Imposto sindical </li></ul><ul><li>CLT (1943) </li></ul>
  64. 65. Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) <ul><li>A imagem de Vargas como “pai dos pobres” e “doador” foi ressaltada na imprensa e no novo veículo de comunicação, o rádio. </li></ul>
  65. 66. Atuação do DIP <ul><li>O DIP deveria coordenar, centralizar e orientar a propaganda interna e externa. Censurava tudo que estivesse contra os dispositivos legais. </li></ul>
  66. 67. A Hora do Brasil <ul><li>Programa de rádio compulsório transmitido para todo o Brasil entre 19:00 e 20:00. </li></ul><ul><li>Durante o programa eram transmitidos discursos de Vargas e seus ministros, bem como músicas dos artistas mais famosos da época. </li></ul>
  67. 68. Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) <ul><li>Além do DIP, foi criada a polícia secreta com o objetivo de perseguir os opositores do regime. </li></ul><ul><li>Essa polícia prendeu, torturou, matou e forçou o exílio de intelectuais e políticos, principalmente de esquerda e alguns liberais. </li></ul>
  68. 69. Memórias do Cárcere
  69. 70. Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) <ul><ul><li>Órgão responsável por controle, contratação, demissão e treinamento de servidores públicos. Ajudou na centralização estatal. </li></ul></ul>
  70. 71. Economia <ul><ul><li>O Brasil necessitava implantar um setor industrial dedicado a produção de bens de produção, isto é, a indústria de base. O país não podia continuar dependendo da importação de máquinas e matérias-primas industrializadas (como chapas de aço, laminados). Outro objetivo era aliviar os problemas do balanço de pagamentos. </li></ul></ul>
  71. 72. Nacionalismo Industrializante <ul><ul><li>O Estado passa a ter uma nova função: investidor da indústria pesada, tendo o apoio do empresariado industrial e dos militares </li></ul></ul>
  72. 73. Empresas criadas no período <ul><li>CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) </li></ul><ul><li>CVRD (Companhia Vale do Rio Doce) </li></ul><ul><li>Companhia Nacional de Álcalis </li></ul><ul><li>FNM (Fábrica Nacional de Motores) </li></ul><ul><li>CHESF (Companhia Hidrelétrica do São Francisco) </li></ul>
  73. 74. A Companhia Siderúrgica Nacional
  74. 75. A Neutralidade Interesseira <ul><ul><li>Vargas tinha assessores pró-nazistas e pró-aliados, mantendo-se neutro em relação aos dois lados para barganhar vantagens. </li></ul></ul>
  75. 76. A Neutralidade Interesseira <ul><li>Discurso do encouraçado Minas Gerais: “Os países fortes têm direito de buscar um lugar ao sol” </li></ul><ul><li>Proibido o ensino em alemão, a atuação política de imigrantes. </li></ul><ul><li>Missão Aranha (1939) </li></ul>
  76. 77. O incremento das relações com a Alemanha <ul><ul><li>Em 1934, devido às dificuldades da crise de 1929 a Alemanha faz um acordo com o governo brasileiro usando o sistema de claring (exportações pagas com marcos de compensação, válidos apenas para comprar produtos alemães). </li></ul></ul>
  77. 78. A opção pelos Aliados <ul><li>Os EUA decidem financiar a Companhia Siderúrgica Nacional em troca da exclusividade na compra de minerais estratégicos e matérias-primas e da cessão de bases no Nordeste. </li></ul>
  78. 79. A Política de Boa Vizinhança <ul><li>Aproximação cultural entre EUA e América Latina, propagandeando as qualidades da cultura americana e exaltando a cultura Latina pela sua beleza e exotismo. </li></ul>
  79. 80. A Política de Boa Vizinhança <ul><li>Estreitar as relações dos EUA com a América Latina, melhorando a imagem americana nestes países. </li></ul>
  80. 81. As missões norte-americanas de ajuda <ul><li>Missão Abbink (1939-1943) </li></ul><ul><li>Modernização do campo através da mecanização; necessidade de investimentos em energia (CHESF); ampliação da rede de transportes, mineração. </li></ul><ul><li>Missão Cooke (1944-1945) </li></ul><ul><li>Criada para auxiliar na implantação da CSN. </li></ul>
  81. 82. O Brasil e a Segunda Guerra <ul><li>Em 1942, os países da América decidem suspender relações diplomáticas com os países do Eixo. A Alemanha retalia afundando navios brasileiros o que leva à declaração de guerra em 1942. </li></ul>
  82. 83. Formação da FEB (Força expedicionária Brasileira) <ul><li>Pressão da UNE, comunistas, setores do Exército. </li></ul><ul><li>Vargas é contrário e os EUA não apóiam a iniciativa. </li></ul>
  83. 84. A cobra vai fumar
  84. 85. FEB <ul><li>Envio de 25.000 militares à Itália em 1944. </li></ul><ul><li>A FEB luta por 239 dias, tem 443 mortos e tem contribuição modesta no conflito. </li></ul>
  85. 86. Já no Brasil... <ul><li>Manifesto dos Mineiros -> Invoca os ideais de 1930 para pedir democracia, liberdade de imprensa, garantias fundamentais. A oposição começa a se manifestar livremente. </li></ul>
  86. 87. A Redemocratização Vargas percebe a inviabilidade da continuação do Estado Novo e marca eleições, decreta anistia dos presos políticos do regime, liberdade de organização partidária, manobrando para permanecer no poder o máximo possível.
  87. 88. O Queremismo <ul><li>Vargas estimula correntes trabalhistas a iniciar uma campanha para a convocação de uma Assembléia Constituinte com Getúlio no poder. Os comunistas também apóiam sua permanência. </li></ul>
  88. 89. A UDN (União Democrática Nacional) <ul><li>Formada por liberais, grupos católicos, intelectuais, burguesia industrial, classes médias urbanas. </li></ul><ul><li>Caráter conservador, elitista e, posteriormente, golpista. </li></ul>
  89. 90. O PSD (Partido Social Democrático) Criado por Getúlio, representa as oligarquias estaduais e seu conservadorismo, apoiando o nome do General Dutra para a candidatura à presidência.
  90. 91. O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) Também criado por Vargas, agrega o sindicalismo corporativo, possuindo um caráter popular.
  91. 92. O PCB (Partido Comunista Brasileiro) <ul><li>Retorna à legalidade lançando o nome do engenheiro Yedo Fiúza como candidato à presidência da república. </li></ul>
  92. 93. O PSP (Partido Social Progresssta) Comandado pelo Governador de SP, Ademar de Barros. O Ademarismo era forte em SP, possuindo este partido uma grande força política naquele estado.
  93. 94. A renúncia de Vargas <ul><li>Vargas manipula as dissidências para tentar se manter no poder até as eleições para governadores e enquanto a nova constituição é votada. Os militares não aceitam e forçam sua saída. </li></ul>

×