E fólio a - educação e desenvolvimento uc 11049

397 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DAS SOCIEDADES
  • E fólio a - educação e desenvolvimento uc 11049

    1. 1. A EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DAS SOCIEDADES E-Fólio A
    2. 2. O desenvolvimento das sociedade e a sua relação com a educação A escolaridade básica para todos surge no último quartel do século XVIII, impulsionada por dois tipos de finalidades; Com a necessidade de organizar os Estados-Nação, surge a criação de sistemas escolares no intuito de possibilitar o acesso à educação para todos, passou a ter a função de Estado Educador, qua através da instrução unificasse todos os cidadão em torno de uma cultura e valores comuns, “atingindo assim uma identidade supra-comunitária” 01/12/2014 Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº 2 1300594 (Valentim, 1997). A Necessidade de difusão de um pensamento racional capaz de dotar todos os cidadãos com um pensamento cientifico, tentando dessa forma eliminar o enraizamento das crenças tradicionais, no intuito de se conseguir alcançar os meios tão desejados para o progresso e industrialização.
    3. 3. Globalização Nos anos 90, surgem importantes transformações, a globalização sustentada pelas novas tecnologias de informação, provocaram consequências que transformaram todas as áreas das sociedades. Sendo a multidimensionalidade a característica mais pertinente deste processo, com impacto na economia, politica, cultura, sociedade e principalmente na educação. No campo educacional a globalização é marcada pelo agravamento das crises e de vários imprevisto decorrentes desse processo. Baseada numa perspetiva, com vista ao desenvolvimento e construção de cada individuo, de forma a que estes encontrem a aptidão de ser capazes de definir o seu próprio percurso, adquirindo capacidades de saber saber, saber fazer, saber ser e saber estar, ou seja uma aprendizagem constante ao longo da vida. “permite sermos pessoas socialmente mais completas, dando expressão à nossa vontade e interagindo com – e influenciando – o mundo em que vivemos”. (Sen, 2003). 01/12/2014 Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº 3 1300594
    4. 4. Processo de globalização e as mudanças na educação Cultura Educacional Mundial Comum – CEMC (John Meyer et al) Agenda Globalmente estruturada para a Educação – AGEE (Roger Dale) 01/12/2014 Difusão Mundial de padrões de organização da educação escolar; Os sistemas educativos modernos expandem-se por todo o mundo, com um único modelo escolar; As organizações Mundiais responsáveis por difundir estes padrões e modelos foram a OCDE, UNESCO e o Banco Mundial. Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº 4 1300594 Teoria desenvolvida no campo da sociologia das politicas educativas; Nesta governação global os estados foram moldados por organizações internacionais, contribuindo assim para a definição de uma agenda globalmente estruturada para a educação; Processo de internacionalização de politicas educativas. (Barroso, 2003)
    5. 5. Agenda Global para a Educação Ao nível internacional e através de agentes globalizadores (Charlot, 2007), foi possível definir como é que a partir de um modelo de globalização neoliberal, se conseguem promover politicas educacionais internacionais, com a colaboração de organizações multinacionais e bilaterais, onde de entre outras destacam-se FMI, BM, UNESCO, a OCDE. Com a criação destas organizações internacionais e intergovernamentais, abriu-se assim, uma nova era à circulação dos conhecimentos sobre educação. Reforça-se assim a estandardização, já anteriormente iniciada com as Escolas de Massa, através de peritos e especialistas que tornaram compatíveis as análises dos sistemas educativos. 01/12/2014 Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº 5 1300594
    6. 6. O conceito de accountability O conceito de accountability é bastante complexo, Almerindo Janela Afonso (2009), critica este conceito, por ser baseado em testes estandardizados e rankings escolares. Segundo o autor é possível associar este conceito a três dimensões: avaliação, prestação de contas e responsabilização. A relação entre o accountability e a avaliação, usando, como pretextos os testes estandardizados, os exames nacionais e rankings escolares, acaba por ser de uma certa forma pouco consolidada, incompleta e simplificada, diante dos objetivos, funções e missões que as escolas têm atualmente perante a educação dos seus alunos. 01/12/2014 Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº “Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável” (Afonso, 2009) 6 1300594
    7. 7. Bibliografia Afonso, A. J. (2009), Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável, Revista Lusófona de Educação, 2009,13, pp. 13-29 C. Neves (2009), Aprendizagem ao longo da vida na União Europeia, Faculdade de Ciência e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa 01/12/2014 Amélia Anastácio Paulino - Estudante nº 7 1300594

    ×