Sobrevivência MPEs - Franca

913 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
220
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sobrevivência MPEs - Franca

  1. 1. Taxa de Sobrevivência de Empresas Região de Franca Empresas registradas em 2005, 2006 e 2007 Setembro | 2013
  2. 2. Categorias de pequenos negócios Sobrevivência de pequenos negócios MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta anual de R$ 60 mil a R$ 360 mil PEQUENA EMPRESA Receita bruta anual de R$ 360 mil a R$ 3,6 milhões De acordo com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei nº 123/2006)
  3. 3. do PIB25% das exportações 1% do saldo de empregos formais52% do total de empresas no País99% da massa salarial40% das novas vagas geradas por mês70% Pequenos negócios na economia Sobrevivência de pequenos negócios
  4. 4. 26.4% 24.9% 24.4% 2007 2008 2009 SOBREVIVÊNCIA EM 2 ANOS MORTALIDADE EM 2 ANOS Fonte: Sebrae Nacional 73.6% 75.1% 75.6% 2007 2008 2009 Taxa de sobrevivência Brasil
  5. 5. 6 Estado de São Paulo
  6. 6. Fonte: Sebrae-NA. Sobrevivências das empresas no Brasil. 75,9% 78,7% 78,1% 50% 55% 60% 65% 70% 75% 80% 85% 90% 2005 2006 2007 Todas as empresas Taxa de sobrevivência até dois anos no mercado Empresas com registro no CNPJ: estado de São Paulo
  7. 7. 8 Região de Franca
  8. 8. Cidades: Aramina, Batatais, Buritizal, Cristais Paulista, Franca, Guará, Igarapava, Itirapuã, Ituverava, Jeriquara, Miguelopolis, Nuporanga, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista Região atendida pelo ER de Franca:
  9. 9. Ambiente Empreendedor Lei Geral 06 municípios com a Lei Geral Implementada (Franca, Cristais Paulista, Ituverava, Itirapuã, Igarapava, Patrocínio Paulista).  12 municípios com a Lei Geral Sancionada (Franca, Cristais Paulista, Ituverava, Itirapuã, Igarapava, Jeriquara, Guará, Miguelópolis, Pedregulho, Patrocínio Paulista, Restinga e Rifaina). 2 municípios discutindo o texto da lei (São Joaquim da Barra e Batatais)- 4 municípios sendo sensibilizados (Nuporanga, Buritizal, Aramina e São José da Bela Vista).
  10. 10. * A base de dados da RFB foi cedida pelo Sebrae-NA. * No caso da agropecuária, muitos empreendimentos operam com registro em órgãos estaduais. Calcular a taxa de sobrevivência das empresas paulistas com até dois anos no mercado, para as empresas que obtiveram registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), nos anos de 2005, 2006 e 2007. Uso da base de dados da Receita Federal do Brasil (RFB) * São consideradas em atividade (sobreviventes) as empresas classificadas como “ativas” no cadastro da RFB: - registradas em 2005 e que entregaram a declaração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) nos anos de 2006, 2007 e 2008; - registradas no ano de 2006 e que entregaram a declaração do IRPJ em 2007, 2008 e 2009; - registradas no ano de 2007 e que entregaram a declaração do IRPJ em 2008, 2009 e 2010. Metodologia
  11. 11. Fonte: Elaborado pelo Sebrae-SP a partir de dados da RFB Por setores Taxa de sobrevivência até dois anos no mercado Área de abrangência do ER Franca Setor/ Ano 2005 2006 2007 Indústria 80,1% 89,9% 89,8% Comércio 83,1% 85,9% 81,2% Serviços 76,8% 79,8% 75,3% Total 80,7% 84,6% 80,5%
  12. 12. 2005 2006 2007 2005 2006 2007 Franca 1.604 1.313 1.351 82,0% 85,4% 79,6% ER Franca Municipio Número de registros no CNPJ Taxa de sobrevivência (%) Taxa de sobrevivência até dois anos no mercado Municípios por área de escritório regional do Sebrae-SP (1) Fonte: Elaborado pelo Sebrae-SP a partir de dados da RFB. (1) Municípios com 300 ou mais registros de CNPJ no ano de 2007.
  13. 13. Referências internacionais Fonte: Sebrae Nacional e OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) Nota: MPE constituídas em 2007 Sobrevivência de pequenos negócios 78% 76% 75% 74% 72% 71% 71% 69% 68% 63% 62% 56% 56% 51% 50% Taxa de sobrevivência 2 anos Países monitorados pela OECD – por empregados
  14. 14. Pesquisa realizada pelo Sebrae-SP aponta que a taxa de sobrevivência das empresas na região de Franca está acima da média estadual, com índice de 80,5%, ou seja, a cada 100 empresas abertas, 80 sobrevivem após um período de dois anos. No Estado de São Paulo o índice é de 78,1%. A Região de Franca também está acima da média nacional, que é de 75,6% e, também, acima da média de alguns países já citados. Conclusão
  15. 15. Identificação da oportunidade de negócio identificar seu diferencial ter afinidade e gostar de atuar no segmento escolhido buscar conhecimento atualizado do ramo avaliar oportunidades de negócios pertinentes Estudo de viabilidade Mercado: estudar demanda, fornecedores, concorrência Finanças: investimento inicial, preço justo para cobrir os custos e gerar lucro Capacitação Empresarial profissionalização continuada da gestão perfil empreendedor Fonte: Sebrae-NA. Taxa de sobrevivências das empresas no Brasil Orientações do Sebrae-SP para reduzir Mortalidade
  16. 16. Planeje-se sempre Respeite sua capacidade financeira Não misture as finanças da empresa com finanças pessoais Fique de olho na concorrência Prospecte novos fornecedores Tenha controle do seu estoque Marketing não se resume a anúncio, invista em outras estratégias Inove, mesmo que seja um produto/serviço de sucesso Invista sempre na formação empresarial Seja fiel aos seus valores e do seu negócio 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 10 Dicas para reduzir a Mortalidade de empresas Fonte: Sebrae-NA. Taxa de sobrevivências das empresas no Brasil
  17. 17. Programa Especial para a indústria. Em 2014, a região de Franca (ER) será contemplada com o programa do Sebrae-SP especial para a indústria. O Agente Locais de Inovação (ALI). O objetivo é mapear o nível de competitividade das empresas e prepará-las com orientação e consultoria para tornarem-se mais competitivas. O projeto é uma parceria entre o Sebrae e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Novidade para a região
  18. 18. Obrigado! bcaetano@sebraesp.com.br twitter.com/bcaetano facebook.com/bcaetano1

×