SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Baixar para ler offline
MPE INDICADORES
Pequenos Negócios
no Brasil
Categorias de pequenos negócios no Brasil
                      MPE Indicadores




MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI)
Receita bruta anual de até R$ 60 mil

MICROEMPRESA
Receita bruta anual de R$ 60 mil a R$ 360 mil

PEQUENA EMPRESA
Receita bruta anual de R$ 360 mil a R$ 3,6 milhões



           De acordo com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei nº 123/2006)

                                                                                    2
Micro e pequenas empresas na economia brasileira
                         MPE Indicadores




99%   do total de
      empresas no País                 25% do PIB

52%   do saldo de
      empregos formais                 70%   das novas vagas
                                             geradas por mês




40%   da massa
      salarial                         1%    das
                                             exportações




                                                               3
Distribuição geográfica dos pequenos negócios
         MPE Indicadores




                                                4
Divisão por setores dos pequenos negócios
                                    MPE Indicadores




DIVISÃO DAS MICRO E PEQUENAS
EMPRESAS POR SETORES:

Indústria                  15%                 1 em cada 2
                                                 empresas de MPE
Construção Civil            5%                   estão no comércio
Comércio                   49%
Serviços                   31%
(fonte: Receita Federal)




                                                                       5
Projeção de crescimento
         MPE Indicadores




                                             MPE+MEI




                                                    MEI




                   Fonte: Sebrae a partir de dados da Receita Federal
                                                                        6
Perfil do Empreendedor
 Pequenos Negócios no Brasil



                               7
27 milhões de empreendedores
                                             Perfil do Empreendedor


1 em cada 4
 brasileiros têm um
                                                 1º       China                             373,5 milhões
negócio próprio ou
estão envolvidos na                              2º       Estados Unidos                     41,3 milhões
   criação de sua
      empresa                                    3º       BRASIL                          27 milhões
                         3º país                 7º       Japão                                10.592.000
                       em número de
                      empreendedores             12º      Argentina                             6.732.000
     27%                                         15º      Alemanha                              5.866.000
  da população        27 milhões                 16º      Reino Unido                           5.824.000
 adulta do Brasil        superior à              18º      Espanha                               4.456.000
                      população de 135           19º      Uruguai                               4.095.000
                           países
                                                 22º      França                                3.006.000




                                           Fonte: Pesquisa GEM – Global Entrepreneurship Monitor (Sebrae/IBQP)
                                                                                                                 8
15 milhões de pessoas em novos negócios
                                       Perfil do Empreendedor



Estabelecidos     Nascentes
   45%             15%                                          Tempo de
                                                                                            Estimativa
                                                                atividade
                                                                Nascentes:
                                                                                                4 milhões
                                                                até 3 meses
                                       Iniciais
                                                                Novos: 3 meses a
                                                                                              11 milhões
                                                                3 anos e meio
                                                                Mais de 3 anos
                                       Estabelecidos                                          12 milhões
                                                                e meio
                       Novos                                    TOTAL                        27 milhões
                        40%
   55% Iniciais


                                     Fonte: Pesquisa GEM – Global Entrepreneurship Monitor (Sebrae/IBQP)
                                                                                                            9
Empreendedor brasileiro é da classe C
                                  Perfil do Empreendedor




        CLASSES              Idade Média             FAIXA ETÁRIA
         55,2%
                               39 anos                     Empreendedores


                                                            48.7%

37,5%

                                             28.8%
                                                                            22.4%


                  7,3%


 AB       C       DE                       Até 30 anos   31 a 49 anos   50 anos ou
                                                                           mais




                                                                Fonte: Sebrae/Data Popular
                                                                                             10
Empregos e Salários
Pequenos Negócios no Brasil



                              11
Empregos nas micro e pequenas empresas
                                       Empregos e Salários




 52% dos empregos formais no país
 40% da massa salarial                                               14,7
                                                                    milhões
                                                             13,6
                                                     13
                                      11,6   12,2
                                 11
   9                    10,5
                 9,8
milhões   9,5




 2001     2002   2003   2004   2005   2006   2007   2008     2009   2010




                                                                              12
Salários crescem mais nas MPE
                                                 Empregos e Salários

Aumento real de salários 3 vezes superior
ao das empresas de maior porte

                                                                                Variação
             Porte           Ano 2000                Ano 2010
                                                                               Acumulada

            Micro e
           pequenas            R$ 961                 R$ 1.099                   14,4%

           Médias e
           grandes            R$ 1.711                R$ 1.786                    4,4%
                                        Valores em 31/dezembro, já descontada a inflação - INPC/IBGE



       Queda da diferença: de 43,8% para 38,4% na média salarial dos segmentos



                                                                                                       13
Empregos e salários crescem mais entre
 Simples                             optantes do Simples
 Outras empresas
                                              Empregos e Salários


              EMPREGOS                                           SALÁRIOS
                            11,1%
                                                                                  10,0%
                                                   9,6%             9,4%
8,9%                                                      8,4%                            8,7%
       7,2%   7,4%                                                         7,3%
                                    6,6%


                     3,7%




 2008           2009          2010                 2008             2009           2010



                                                                                                 14
Taxa de Sobrevivência
Pequenos Negócios no Brasil



                              15
2 primeiros anos – até dezembro / 2008
                            Taxa de Sobrevivência


 76,4%
                                                            BRASIL
                                                    Há 10 anos: 50%
          73,1%                                     Atualmente: 73%
                   71,7%


                                69,1%
                                               68,3%

                                                             66,0%




Sudeste   BRASIL    Sul        Nordeste     Centro-Oeste     Norte



                                                                      16
Ambiente Legal
Pequenos Negócios no Brasil



                              17
Evolução da legislação
                                 Ambiente Legal




                   2007
    2006                                              2011
                  Super                  2009      Atualização
Lei Geral da     Simples                Micro       dos limites
  Micro e      Redução de 40%       Empreendedor        de
 Pequena            dos                            faturamento
                                      Individual
 Empresa        impostos, em                        do Simples
                   média




                                                                  18
Arrecadação do supersimples
                                    Ambiente Legal




              União      Estados        Municípios   TOTAL


                                                                  Salto de
             R$ 6,04    R$ 1,78          R$ 541      R$ 8,38
  2007
              bilhões    bilhões          milhões    bilhões      455%
                                                                   entre
             R$ 35,2     R$ 7,5           R$ 3,8     R$ 46,5       2007
  2012        bilhões    bilhões          bilhões    bilhões      e 2012



Acumulado    R$ 137,4    R$ 32,5         R$ 13,6      R$ 183,5
desde 2007    Bilhões     bilhões        bilhões        bilhões




                                                                             19
Compras Governamentais – Governo Federal
                                 Ambiente Legal




            R$ 2 bilhões                                 R$ 15,2 bilhões
         2006                                     2011




    15% de                                   30% de
participação das Micro                  participação das Micro
e Pequenas Empresas                     e Pequenas Empresas


                                                                           20
Perfil do MEI
Pequenos Negócios no Brasil



                              21
Quem é o microempreendedor individual (MEI)?
                                      Perfil do MEI


* Categoria criada em julho de 2009. Fruto da Lei Geral
  da Micro e Pequena Empresa

* Fatura em média R$ 5 mil/mês (no máximo R$ 60 mil/ano)

* Paga carga reduzida de impostos: R$ 31 a R$ 37/mês
  (5% do salário mínimo + ICMS + ISS)


 DIREITOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL         CIDADANIA EMPRESARIAL
 • Aposentadoria                        • CNPJ
 • Auxílio-doença                       • Emissão de Nota Fiscal
 • Licença-maternidade e outros         • Crédito para Pessoa Jurídica etc.



                                                                              22
Características do MEI
           Perfil do MEI


                              Homens e mulheres
                           Têm entre 25 e 39 anos
                 Ensino médio ou técnico completo
                                Vivem no Sudeste
                               Trabalham em casa
              Trabalham com serviços e comércio
                Não possuem outra fonte de renda
      Se formalizaram para ter CNPJ e nota fiscal
                       Recomendam a formalização
Pretendem crescer e faturar mais de R$ 60 mil/ano


                                                    23
Principais atividades
                                               Perfil do MEI


Destaque para setor de Serviços
Grande participação de Mulheres

                        Atividades                              Nº           % do total         Mulheres
1º Venda de roupas                                             214 mil          10,4%             75%
2º Cabeleireiros                                               151 mil           7,3%             77%
3º Obras de alvenaria                                          62 mil            3,0%              3%
4º Lanchonetes                                                 59 mil            2,9%             56%
5º Minimercados, mercearias e armazéns                         54 mil            2,6%             47%

                                                           Fonte: Sebrae a partir de dados da Receita Federal
                                                                                                                24
Ter empresa formal é principal motivo para
                                   registro como MEI

                                            Perfil do MEI

               2012
                                          Ter uma empresa formal                    42%

                                              Benefícios do INSS            31%

                                                Emitir nota fiscal    11%

                                      Crescer mais como empresa      8%

                                             Facilidade de abrir a 6%
    Benefícios        Benefícios                         empresa
do registro formal     do INSS
                                           Conseguir empréstimo
                                                              2%
       69%               31%                     como empresa
                                              Vender para outras
                                                               1%
                                                      empresas

                                                                            Fonte: Sebrae
                                                                                            25
MEI: impacto após formalização
                         Perfil do MEI




 Aumentou         Melhorou                   Ampliou
Faturamento   Controle Financeiro         Investimentos
  55%                52%                        54%




                                                      Fonte: Sebrae
                                                                      26
Índice de Confiança dos
  Pequenos Negócios
         (ICPN)
 Pequenos Negócios no Brasil

                               27
Índice de confiança das micro e pequenas empresas
                                       Índice de Confiança dos Pequenos Negócios


ICPN: Pesquisa nacional sobre faturamento
e ocupação nos pequenos negócios

            SITUAÇÃO                                 EXPECTATIVA

  • FATURAMENTO no                       • FATURAMENTO nos PRÓXIMOS 3
    mês, comparado ao anterior?            MESES, comparado com os últimos 3
  • PESSOAS OCUPADAS no                    meses?
    mês, comparado ao anterior?          • PESSOAS OCUPADAS nos PRÓXIMOS
                                           3 MESES, comparado ao nível atual?



                      O ICPN varia de 0 a 200, sendo que acima de 100
                      indica uma tendência de expansão das atividades e
                      abaixo de 100 indica retração.
                                                                                   28
Índice de confiança dos pequenos negócios no Brasil
                                        Índice de Confiança dos Pequenos Negócios


                                                                     124

                                                      122
                                                                                    123




                                       117
115

                            113
          112      112




 Apr/12   May/12   Jun/12     Jul/12         Aug/12         Sep/12    Oct/12   Nov/12




                                                                               Fonte: Sebrae/FIPE
                                                                                                    29
Encadeamento Produtivo
 Pequenos Negócios no Brasil



                               30
Melhorar articulação entre as cadeias produtivas
                                        Encadeamento Produtivo


Benefícios para pequenos negócios

          COMPETITIVIDADE                                 INOVAÇÃO
          fortalecida das pequenas                        e incentivo para expansão
          empresas                                        dos fornecedores locais


           DESENVOLVIMENTO
                                                          CRESCIMENTO
           SUSTENTÁVEL                                    nas economias locais
           nas regiões que abrigam
           pequenos empreendimentos


           MAIS EMPREGOS                                  PRODUTIVIDADE
           as MPE são as maiores                          aprimoramento dos
           geradoras de trabalhadores                     processos
           formalizados no Brasil



                                                                                      31
Melhorar articulação entre as cadeias produtivas
                                         Encadeamento Produtivo


Benefícios para as grandes empresas

         MELHORES PREÇOS                                 REDUÇÃO DE CUSTOS
         garantidos pela maior                           de transportes e de logística
         competitividade do fornecedor


         FLEXIBILIDADE E                                 OTIMIZAÇÃO
         AGILIDADE                                       de investimentos para o
         garantidos pela maior                           desenvolvimento da base
         competitividade do fornecedor                   fornecedora


         VISIBILIDADE                                     AUMENTO
         nacional do ponto de vista da                    do potencial de inovação
         sustentabilidade
         econômica, social e ambiental



                                                                                         32
Parcerias atuais de encadeamento produtivo
                                 Encadeamento Produtivo




Projeto Serralheiros                            Portfólio com 101 projetos

                                             17.285 empresas beneficiadas
                                            Investimento R$ 109 milhões

                                      Estimativa de negócios R$ 3 bilhões

                                                                       33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...
Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...
Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...Bruno Caetano
 
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas Empresas
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas EmpresasEmpreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas Empresas
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas EmpresasMilton Henrique do Couto Neto
 
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP)
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP) Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP)
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP) Sebrae-SaoPaulo
 
Sobrevivência MPEs - Franca
Sobrevivência MPEs - FrancaSobrevivência MPEs - Franca
Sobrevivência MPEs - FrancaSebrae-SaoPaulo
 
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geralzairazaira
 
A Voz Do Empresario Gaúcho
A Voz Do Empresario GaúchoA Voz Do Empresario Gaúcho
A Voz Do Empresario GaúchoQualiDataBR
 
Jornal Sebrae, grande abc
Jornal Sebrae, grande abcJornal Sebrae, grande abc
Jornal Sebrae, grande abcValter Diordiu
 
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIP
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIPPalestra Clubmaxi Telmaxi VoIP
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIPValter Sousa
 
Mini aula sobre Competitividade no setor de Calçados
Mini aula sobre Competitividade no setor de CalçadosMini aula sobre Competitividade no setor de Calçados
Mini aula sobre Competitividade no setor de CalçadosCoelho Assessoria
 
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia Criativa
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia CriativaAbundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia Criativa
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia CriativainovaDay .
 
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no Brasil
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no BrasilQuem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no Brasil
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no BrasilDaniele Carlini
 
O Paraná e o crescimento
O Paraná e o crescimento   O Paraná e o crescimento
O Paraná e o crescimento Enio Verri
 

Mais procurados (19)

4 mortalidade das micro
4   mortalidade das micro4   mortalidade das micro
4 mortalidade das micro
 
Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...
Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...
Crescimento da participação de jovens no mundo dos negócios e as oportunidade...
 
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas Empresas
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas EmpresasEmpreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas Empresas
Empreendedorismo 2015 02 - Micro e Pequenas Empresas
 
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP)
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP) Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP)
Apresentação para Curso Superior de Polícia (CSP)
 
Sobrevivência MPEs - Franca
Sobrevivência MPEs - FrancaSobrevivência MPEs - Franca
Sobrevivência MPEs - Franca
 
Apostila adm pm es
Apostila  adm pm esApostila  adm pm es
Apostila adm pm es
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
 
FREEMIND - SEBRAE - CAMILA
FREEMIND - SEBRAE - CAMILAFREEMIND - SEBRAE - CAMILA
FREEMIND - SEBRAE - CAMILA
 
A Voz Do Empresario Gaúcho
A Voz Do Empresario GaúchoA Voz Do Empresario Gaúcho
A Voz Do Empresario Gaúcho
 
Jornal Sebrae, grande abc
Jornal Sebrae, grande abcJornal Sebrae, grande abc
Jornal Sebrae, grande abc
 
Um retrato do empreendedor do varejo brasileiro
Um retrato do empreendedor do varejo brasileiroUm retrato do empreendedor do varejo brasileiro
Um retrato do empreendedor do varejo brasileiro
 
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIP
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIPPalestra Clubmaxi Telmaxi VoIP
Palestra Clubmaxi Telmaxi VoIP
 
Os cuidados para abrir um novo negócio
Os cuidados para abrir um novo negócioOs cuidados para abrir um novo negócio
Os cuidados para abrir um novo negócio
 
Mini aula sobre Competitividade no setor de Calçados
Mini aula sobre Competitividade no setor de CalçadosMini aula sobre Competitividade no setor de Calçados
Mini aula sobre Competitividade no setor de Calçados
 
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia Criativa
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia CriativaAbundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia Criativa
Abundância em tempo de Crise - Empreendedorismo, Inovação e Economia Criativa
 
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no Brasil
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no BrasilQuem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no Brasil
Quem são elas? | Perfil da Mulher Empreendedora no Brasil
 
Perfil do MEI 2015
Perfil do MEI 2015Perfil do MEI 2015
Perfil do MEI 2015
 
O Paraná e o crescimento
O Paraná e o crescimento   O Paraná e o crescimento
O Paraná e o crescimento
 

Destaque

Gestão de Micro e Pequenas Empresas
Gestão de Micro e Pequenas EmpresasGestão de Micro e Pequenas Empresas
Gestão de Micro e Pequenas EmpresasGOOD Intelligence
 
Gestão da pequena e micro empresa
Gestão da pequena e micro empresaGestão da pequena e micro empresa
Gestão da pequena e micro empresaAnselmo Lino Bispo
 
SEBRAE - Indicadores das MPES no Brasil
SEBRAE - Indicadores das MPES no BrasilSEBRAE - Indicadores das MPES no Brasil
SEBRAE - Indicadores das MPES no BrasilFlavio Logullo
 
Tratamento diferenciado mpes compras governamentais
Tratamento diferenciado mpes  compras governamentaisTratamento diferenciado mpes  compras governamentais
Tratamento diferenciado mpes compras governamentaisErlandia Pimentel
 
Bruno Quick Lei Geral
Bruno Quick Lei GeralBruno Quick Lei Geral
Bruno Quick Lei GeralSEBRAE MS
 
Apresentacaovarejosebraeatba
ApresentacaovarejosebraeatbaApresentacaovarejosebraeatba
ApresentacaovarejosebraeatbaRebeca Neves
 
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016Leandro Liberio
 
Documento Final - Dissertação
Documento Final - DissertaçãoDocumento Final - Dissertação
Documento Final - Dissertaçãopaulogenes
 
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)GMPE Aula 1 (1ª Unidade)
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)Cleiton Cunha
 
Slide simples nacional
Slide simples nacionalSlide simples nacional
Slide simples nacionallidianedidi
 
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIPalestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIsebraeleste1
 

Destaque (20)

Micro e pequenas empresas 2012_01
Micro e pequenas empresas 2012_01Micro e pequenas empresas 2012_01
Micro e pequenas empresas 2012_01
 
Gestão de Micro e Pequenas Empresas
Gestão de Micro e Pequenas EmpresasGestão de Micro e Pequenas Empresas
Gestão de Micro e Pequenas Empresas
 
Gestão da pequena e micro empresa
Gestão da pequena e micro empresaGestão da pequena e micro empresa
Gestão da pequena e micro empresa
 
Maricio lozata
Maricio lozataMaricio lozata
Maricio lozata
 
SEBRAE - Indicadores das MPES no Brasil
SEBRAE - Indicadores das MPES no BrasilSEBRAE - Indicadores das MPES no Brasil
SEBRAE - Indicadores das MPES no Brasil
 
Tratamento diferenciado mpes compras governamentais
Tratamento diferenciado mpes  compras governamentaisTratamento diferenciado mpes  compras governamentais
Tratamento diferenciado mpes compras governamentais
 
Bruno Quick Lei Geral
Bruno Quick Lei GeralBruno Quick Lei Geral
Bruno Quick Lei Geral
 
Apresentacaovarejosebraeatba
ApresentacaovarejosebraeatbaApresentacaovarejosebraeatba
Apresentacaovarejosebraeatba
 
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
 
Simples
SimplesSimples
Simples
 
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016
Resumo do Edital de Inovação SEBRAE 2016
 
Projeto de design editorial digital
Projeto de design editorial digitalProjeto de design editorial digital
Projeto de design editorial digital
 
Documento Final - Dissertação
Documento Final - DissertaçãoDocumento Final - Dissertação
Documento Final - Dissertação
 
Nafta
NaftaNafta
Nafta
 
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)GMPE Aula 1 (1ª Unidade)
GMPE Aula 1 (1ª Unidade)
 
30º Fórum Paulista do Transporte – Mobilidade e Abastecimento Urbano - Palest...
30º Fórum Paulista do Transporte – Mobilidade e Abastecimento Urbano - Palest...30º Fórum Paulista do Transporte – Mobilidade e Abastecimento Urbano - Palest...
30º Fórum Paulista do Transporte – Mobilidade e Abastecimento Urbano - Palest...
 
Mei
MeiMei
Mei
 
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEIAPRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
 
Slide simples nacional
Slide simples nacionalSlide simples nacional
Slide simples nacional
 
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIPalestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
 

Semelhante a MPE INDICADORES - Pequenos Negócios no Brasil - 2013

Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...
Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...
Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...Bruno Asp
 
Empreendedorismo e Marketing
Empreendedorismo e MarketingEmpreendedorismo e Marketing
Empreendedorismo e MarketingBruno Caetano
 
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedor
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedorO impacto da segurança pública na rotina do empreendedor
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedorBruno Caetano
 
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do Marketing
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do MarketingPesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do Marketing
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do MarketingMundo do Marketing
 
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012Lopes_imoveis
 
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012Panorama Start-Ups Brasileiras 2012
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012Startupi
 
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...Bruno Caetano
 
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividade
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividadeInovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividade
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividadeFundação Dom Cabral - FDC
 
Slides aula 2 o fenômeno do empreendedorismo rev.sam
Slides aula 2   o fenômeno do empreendedorismo rev.samSlides aula 2   o fenômeno do empreendedorismo rev.sam
Slides aula 2 o fenômeno do empreendedorismo rev.samGirlany Rino
 
GCA para Pequenas e Médias Empresas
GCA para Pequenas e Médias EmpresasGCA para Pequenas e Médias Empresas
GCA para Pequenas e Médias EmpresasRGE & Associados
 
Principais destaque da pesquisa GEM 2011
Principais destaque da pesquisa GEM 2011Principais destaque da pesquisa GEM 2011
Principais destaque da pesquisa GEM 2011Alice Salvo Sosnowski
 

Semelhante a MPE INDICADORES - Pequenos Negócios no Brasil - 2013 (20)

Dia da inovação
Dia da inovaçãoDia da inovação
Dia da inovação
 
Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...
Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...
Conexões Senac 2013 | Oficina de Modelo de Negócio – CANVAS: Conhecendo a Fer...
 
Rodrigo Hisgail Nogueira - Empreendedorismo na maturidade_2015
Rodrigo Hisgail Nogueira - Empreendedorismo na maturidade_2015Rodrigo Hisgail Nogueira - Empreendedorismo na maturidade_2015
Rodrigo Hisgail Nogueira - Empreendedorismo na maturidade_2015
 
Empreendedorismo e Marketing
Empreendedorismo e MarketingEmpreendedorismo e Marketing
Empreendedorismo e Marketing
 
Pesquisa Endeavor
Pesquisa EndeavorPesquisa Endeavor
Pesquisa Endeavor
 
Amisha ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavorAmisha   ap sebrae-endeavor
Amisha ap sebrae-endeavor
 
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedor
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedorO impacto da segurança pública na rotina do empreendedor
O impacto da segurança pública na rotina do empreendedor
 
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do Marketing
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do MarketingPesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do Marketing
Pesquisa Planejamento Curto Prazo X Longo Prazo TNS TI e Mundo do Marketing
 
Pesquisa GEM 2011
Pesquisa GEM 2011Pesquisa GEM 2011
Pesquisa GEM 2011
 
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012
Apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2012
 
Apresentação resultados 3 t12-final
Apresentação resultados   3 t12-finalApresentação resultados   3 t12-final
Apresentação resultados 3 t12-final
 
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012Panorama Start-Ups Brasileiras 2012
Panorama Start-Ups Brasileiras 2012
 
E-commerce
E-commerceE-commerce
E-commerce
 
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...
Ferramentas do Sebrae-SP contribuem para o desenvolvimento de empreendimentos...
 
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividade
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividadeInovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividade
Inovação nas médias empresas Brasileiras, um desafio para a competitividade
 
Slides aula 2 o fenômeno do empreendedorismo rev.sam
Slides aula 2   o fenômeno do empreendedorismo rev.samSlides aula 2   o fenômeno do empreendedorismo rev.sam
Slides aula 2 o fenômeno do empreendedorismo rev.sam
 
GCA para Pequenas e Médias Empresas
GCA para Pequenas e Médias EmpresasGCA para Pequenas e Médias Empresas
GCA para Pequenas e Médias Empresas
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Principais destaque da pesquisa GEM 2011
Principais destaque da pesquisa GEM 2011Principais destaque da pesquisa GEM 2011
Principais destaque da pesquisa GEM 2011
 
Pesquisa GEM 2011 - por Alice Sosnowski
Pesquisa GEM 2011 - por Alice SosnowskiPesquisa GEM 2011 - por Alice Sosnowski
Pesquisa GEM 2011 - por Alice Sosnowski
 

Mais de Ivan Tonet

Apresentacao oportunidades ecommerce
Apresentacao oportunidades ecommerceApresentacao oportunidades ecommerce
Apresentacao oportunidades ecommerceIvan Tonet
 
Apresentacao mindset digital
Apresentacao mindset digitalApresentacao mindset digital
Apresentacao mindset digitalIvan Tonet
 
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014Ivan Tonet
 
Portfólio Clube FM
Portfólio Clube FMPortfólio Clube FM
Portfólio Clube FMIvan Tonet
 
Capa falsa AQUI-DF
Capa falsa AQUI-DFCapa falsa AQUI-DF
Capa falsa AQUI-DFIvan Tonet
 
Apresentacão produtos D.A
Apresentacão produtos D.AApresentacão produtos D.A
Apresentacão produtos D.AIvan Tonet
 
Verdades sobre o desenvolvimento de Produtos
Verdades sobre o desenvolvimento de ProdutosVerdades sobre o desenvolvimento de Produtos
Verdades sobre o desenvolvimento de ProdutosIvan Tonet
 
Desenvolvimento produtos
Desenvolvimento produtosDesenvolvimento produtos
Desenvolvimento produtosIvan Tonet
 
Correio Braziliense Numeros
Correio Braziliense NumerosCorreio Braziliense Numeros
Correio Braziliense NumerosIvan Tonet
 
Gestao Produto
Gestao ProdutoGestao Produto
Gestao ProdutoIvan Tonet
 

Mais de Ivan Tonet (10)

Apresentacao oportunidades ecommerce
Apresentacao oportunidades ecommerceApresentacao oportunidades ecommerce
Apresentacao oportunidades ecommerce
 
Apresentacao mindset digital
Apresentacao mindset digitalApresentacao mindset digital
Apresentacao mindset digital
 
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014
Oportunidades de negócios em Alagoas com a Copa do Mundo 2014
 
Portfólio Clube FM
Portfólio Clube FMPortfólio Clube FM
Portfólio Clube FM
 
Capa falsa AQUI-DF
Capa falsa AQUI-DFCapa falsa AQUI-DF
Capa falsa AQUI-DF
 
Apresentacão produtos D.A
Apresentacão produtos D.AApresentacão produtos D.A
Apresentacão produtos D.A
 
Verdades sobre o desenvolvimento de Produtos
Verdades sobre o desenvolvimento de ProdutosVerdades sobre o desenvolvimento de Produtos
Verdades sobre o desenvolvimento de Produtos
 
Desenvolvimento produtos
Desenvolvimento produtosDesenvolvimento produtos
Desenvolvimento produtos
 
Correio Braziliense Numeros
Correio Braziliense NumerosCorreio Braziliense Numeros
Correio Braziliense Numeros
 
Gestao Produto
Gestao ProdutoGestao Produto
Gestao Produto
 

MPE INDICADORES - Pequenos Negócios no Brasil - 2013

  • 2. Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta anual de R$ 60 mil a R$ 360 mil PEQUENA EMPRESA Receita bruta anual de R$ 360 mil a R$ 3,6 milhões De acordo com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei nº 123/2006) 2
  • 3. Micro e pequenas empresas na economia brasileira MPE Indicadores 99% do total de empresas no País 25% do PIB 52% do saldo de empregos formais 70% das novas vagas geradas por mês 40% da massa salarial 1% das exportações 3
  • 4. Distribuição geográfica dos pequenos negócios MPE Indicadores 4
  • 5. Divisão por setores dos pequenos negócios MPE Indicadores DIVISÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS POR SETORES: Indústria 15% 1 em cada 2 empresas de MPE Construção Civil 5% estão no comércio Comércio 49% Serviços 31% (fonte: Receita Federal) 5
  • 6. Projeção de crescimento MPE Indicadores MPE+MEI MEI Fonte: Sebrae a partir de dados da Receita Federal 6
  • 7. Perfil do Empreendedor Pequenos Negócios no Brasil 7
  • 8. 27 milhões de empreendedores Perfil do Empreendedor 1 em cada 4 brasileiros têm um 1º China 373,5 milhões negócio próprio ou estão envolvidos na 2º Estados Unidos 41,3 milhões criação de sua empresa 3º BRASIL 27 milhões 3º país 7º Japão 10.592.000 em número de empreendedores 12º Argentina 6.732.000 27% 15º Alemanha 5.866.000 da população 27 milhões 16º Reino Unido 5.824.000 adulta do Brasil superior à 18º Espanha 4.456.000 população de 135 19º Uruguai 4.095.000 países 22º França 3.006.000 Fonte: Pesquisa GEM – Global Entrepreneurship Monitor (Sebrae/IBQP) 8
  • 9. 15 milhões de pessoas em novos negócios Perfil do Empreendedor Estabelecidos Nascentes 45% 15% Tempo de Estimativa atividade Nascentes: 4 milhões até 3 meses Iniciais Novos: 3 meses a 11 milhões 3 anos e meio Mais de 3 anos Estabelecidos 12 milhões e meio Novos TOTAL 27 milhões 40% 55% Iniciais Fonte: Pesquisa GEM – Global Entrepreneurship Monitor (Sebrae/IBQP) 9
  • 10. Empreendedor brasileiro é da classe C Perfil do Empreendedor CLASSES Idade Média FAIXA ETÁRIA 55,2% 39 anos Empreendedores 48.7% 37,5% 28.8% 22.4% 7,3% AB C DE Até 30 anos 31 a 49 anos 50 anos ou mais Fonte: Sebrae/Data Popular 10
  • 11. Empregos e Salários Pequenos Negócios no Brasil 11
  • 12. Empregos nas micro e pequenas empresas Empregos e Salários 52% dos empregos formais no país 40% da massa salarial 14,7 milhões 13,6 13 11,6 12,2 11 9 10,5 9,8 milhões 9,5 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 12
  • 13. Salários crescem mais nas MPE Empregos e Salários Aumento real de salários 3 vezes superior ao das empresas de maior porte Variação Porte Ano 2000 Ano 2010 Acumulada Micro e pequenas R$ 961 R$ 1.099 14,4% Médias e grandes R$ 1.711 R$ 1.786 4,4% Valores em 31/dezembro, já descontada a inflação - INPC/IBGE Queda da diferença: de 43,8% para 38,4% na média salarial dos segmentos 13
  • 14. Empregos e salários crescem mais entre Simples optantes do Simples Outras empresas Empregos e Salários EMPREGOS SALÁRIOS 11,1% 10,0% 9,6% 9,4% 8,9% 8,4% 8,7% 7,2% 7,4% 7,3% 6,6% 3,7% 2008 2009 2010 2008 2009 2010 14
  • 15. Taxa de Sobrevivência Pequenos Negócios no Brasil 15
  • 16. 2 primeiros anos – até dezembro / 2008 Taxa de Sobrevivência 76,4% BRASIL Há 10 anos: 50% 73,1% Atualmente: 73% 71,7% 69,1% 68,3% 66,0% Sudeste BRASIL Sul Nordeste Centro-Oeste Norte 16
  • 18. Evolução da legislação Ambiente Legal 2007 2006 2011 Super 2009 Atualização Lei Geral da Simples Micro dos limites Micro e Redução de 40% Empreendedor de Pequena dos faturamento Individual Empresa impostos, em do Simples média 18
  • 19. Arrecadação do supersimples Ambiente Legal União Estados Municípios TOTAL Salto de R$ 6,04 R$ 1,78 R$ 541 R$ 8,38 2007 bilhões bilhões milhões bilhões 455% entre R$ 35,2 R$ 7,5 R$ 3,8 R$ 46,5 2007 2012 bilhões bilhões bilhões bilhões e 2012 Acumulado R$ 137,4 R$ 32,5 R$ 13,6 R$ 183,5 desde 2007 Bilhões bilhões bilhões bilhões 19
  • 20. Compras Governamentais – Governo Federal Ambiente Legal R$ 2 bilhões R$ 15,2 bilhões 2006 2011 15% de 30% de participação das Micro participação das Micro e Pequenas Empresas e Pequenas Empresas 20
  • 21. Perfil do MEI Pequenos Negócios no Brasil 21
  • 22. Quem é o microempreendedor individual (MEI)? Perfil do MEI * Categoria criada em julho de 2009. Fruto da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa * Fatura em média R$ 5 mil/mês (no máximo R$ 60 mil/ano) * Paga carga reduzida de impostos: R$ 31 a R$ 37/mês (5% do salário mínimo + ICMS + ISS) DIREITOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CIDADANIA EMPRESARIAL • Aposentadoria • CNPJ • Auxílio-doença • Emissão de Nota Fiscal • Licença-maternidade e outros • Crédito para Pessoa Jurídica etc. 22
  • 23. Características do MEI Perfil do MEI Homens e mulheres Têm entre 25 e 39 anos Ensino médio ou técnico completo Vivem no Sudeste Trabalham em casa Trabalham com serviços e comércio Não possuem outra fonte de renda Se formalizaram para ter CNPJ e nota fiscal Recomendam a formalização Pretendem crescer e faturar mais de R$ 60 mil/ano 23
  • 24. Principais atividades Perfil do MEI Destaque para setor de Serviços Grande participação de Mulheres Atividades Nº % do total Mulheres 1º Venda de roupas 214 mil 10,4% 75% 2º Cabeleireiros 151 mil 7,3% 77% 3º Obras de alvenaria 62 mil 3,0% 3% 4º Lanchonetes 59 mil 2,9% 56% 5º Minimercados, mercearias e armazéns 54 mil 2,6% 47% Fonte: Sebrae a partir de dados da Receita Federal 24
  • 25. Ter empresa formal é principal motivo para registro como MEI Perfil do MEI 2012 Ter uma empresa formal 42% Benefícios do INSS 31% Emitir nota fiscal 11% Crescer mais como empresa 8% Facilidade de abrir a 6% Benefícios Benefícios empresa do registro formal do INSS Conseguir empréstimo 2% 69% 31% como empresa Vender para outras 1% empresas Fonte: Sebrae 25
  • 26. MEI: impacto após formalização Perfil do MEI Aumentou Melhorou Ampliou Faturamento Controle Financeiro Investimentos 55% 52% 54% Fonte: Sebrae 26
  • 27. Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN) Pequenos Negócios no Brasil 27
  • 28. Índice de confiança das micro e pequenas empresas Índice de Confiança dos Pequenos Negócios ICPN: Pesquisa nacional sobre faturamento e ocupação nos pequenos negócios SITUAÇÃO EXPECTATIVA • FATURAMENTO no • FATURAMENTO nos PRÓXIMOS 3 mês, comparado ao anterior? MESES, comparado com os últimos 3 • PESSOAS OCUPADAS no meses? mês, comparado ao anterior? • PESSOAS OCUPADAS nos PRÓXIMOS 3 MESES, comparado ao nível atual? O ICPN varia de 0 a 200, sendo que acima de 100 indica uma tendência de expansão das atividades e abaixo de 100 indica retração. 28
  • 29. Índice de confiança dos pequenos negócios no Brasil Índice de Confiança dos Pequenos Negócios 124 122 123 117 115 113 112 112 Apr/12 May/12 Jun/12 Jul/12 Aug/12 Sep/12 Oct/12 Nov/12 Fonte: Sebrae/FIPE 29
  • 30. Encadeamento Produtivo Pequenos Negócios no Brasil 30
  • 31. Melhorar articulação entre as cadeias produtivas Encadeamento Produtivo Benefícios para pequenos negócios COMPETITIVIDADE INOVAÇÃO fortalecida das pequenas e incentivo para expansão empresas dos fornecedores locais DESENVOLVIMENTO CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL nas economias locais nas regiões que abrigam pequenos empreendimentos MAIS EMPREGOS PRODUTIVIDADE as MPE são as maiores aprimoramento dos geradoras de trabalhadores processos formalizados no Brasil 31
  • 32. Melhorar articulação entre as cadeias produtivas Encadeamento Produtivo Benefícios para as grandes empresas MELHORES PREÇOS REDUÇÃO DE CUSTOS garantidos pela maior de transportes e de logística competitividade do fornecedor FLEXIBILIDADE E OTIMIZAÇÃO AGILIDADE de investimentos para o garantidos pela maior desenvolvimento da base competitividade do fornecedor fornecedora VISIBILIDADE AUMENTO nacional do ponto de vista da do potencial de inovação sustentabilidade econômica, social e ambiental 32
  • 33. Parcerias atuais de encadeamento produtivo Encadeamento Produtivo Projeto Serralheiros Portfólio com 101 projetos 17.285 empresas beneficiadas Investimento R$ 109 milhões Estimativa de negócios R$ 3 bilhões 33