Fichamento do livro climatologia fácil

1.743 visualizações

Publicada em

Fichamento do livro climatologia fácil
Hercília torres stenk

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fichamento do livro climatologia fácil

  1. 1. ESTEIKEN,E.T. Climatologia fácil. São Paul: Oficina de textos, 2012. “. . . Essencialmente os fatores astronômicos juntamente com os fatores terrestres determinam a natureza dos climas na terra ao longo do tempo. E é a influência combinada desses dois conjuntos de fatores, conhecidos como fatores do clima, que vai motivar a variação da quantidade de energia solar que chega à superfície terrestre. . .” (p.14-5) “. . .Os fatores são agentes causais que condicionam os elementos do clima (radiação solar, temperatura do ar, umidade do ar, pressão do ar, velocidade e direção do vento, tipo e quantidade de precipitação) . . .” (p.15) “Alguns elementos meteorológicos podem atuar como fatores. A radiação solar, por exemplo, pode ser considerado tanto um elemento por ser uma variável que quantifica a disponibilidade de energia solar na superfície, como um fator, por condicionar, por exemplo, a temperatura do ar, a pressão atmosférica e, indiretamente outros elementos meteorológicos” (p.15) “. . . Costuma-se definir meteorologia como a ciência da atmosfera que esta relacionada ao seu estado físico e ao estudo dos fenômenos atmosférico. A Climatologia, por sua vez, como uma subdivisão da geografia física, costuma estudar a evolução dos fenômenos atmosféricos e sua espacialização, ou seja, trata do estudo geográfico dos climas”(p.15) “A noção de tempo adotada pelos meteorologistas: (. . .) tempo é o “conjunto de valores que, em dado momento e em um determinado lugar, caracterizam o estado atmosférico . . .”(p.16) “. . . Já no âmbito da climatologia (. . .) o tempo refere-seàs combinações que se repetem, nem sempre idênticas, porém produtoras das sensações fisiológicas semelhantes. . .”(p.16) “O termo “clima” para os meteorologistas, constitui um conjunto de eventos de tempos semelhantes, (tendências), mais ou menos estáveis, que resultam em condições relativamente permanentes, durante um período de tempo mais longo. . .”(p.17)
  2. 2. “Entretanto para o geografo (. . .) clima passa a ser definido como, “ambiente atmosférico constituído pela série de estado da atmosfera sobre um lugar em sua sucessão habitual” (p17) “O movimento de rotação e aquele em que aterra gira em seu próprio eixo, chamado de eixo terrestre ou eixo polar, que passa pelo seu centro de polo a polo. Esse movimento ocorre de oeste para leste, em um período de 23horas, 56minutos e 4segundos. A consequência mais importante é o fato que a terra ficar voltada para o sol. Iluminada, enquanto que a parte oposta fica no escuro, o que determina o surgimento dos dias e das noites” (p.19) “Ao mesmo tempo em que a terra realiza o movimento de rotação, ela gira ao redor do sol. Esse movimento é chamado de translação (. . .) Não devemos esquecer que a terra possui uma inclinação de 23º, 5`, que essa inclinação, juntamente com o movimento de translação determinam, a variação anual de insolação na superfície terrestre, que dá origem as estações do ano. . .” (p.20) “O hemisfério sul inclina-se para longe do sol durante nosso inverno e em direção ao sol durante nosso verão (. . .) No hemisfério de verão, as alturas são maiores, os dias são mais longos e há mais radiação solar. . .” (p.21) “No hemisfério de inverno, as alturas do sol são menores, os dias são mais curtos e há menos radiação solar” (p.22) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“Os dia que os dois hemisférios recebem os mesmo fluxo de radiação solar denomina-se dias de equinócios (. . .)Nessas datas os raios verticais atingem a latitude 0º, ou seja, o equador . . .” (p.24) “Assim, os movimentos de rotação e translação da terra, constituem-se em importantes fatores que condicionam o clima, fazendo com que este varie no tempo, tanto na escala diária quanto na escala anual. . .” (p.24) “Entre os gases que entram na composição da atmosfera, destacam-se o nitrogênio, o oxigênio e o argônio, que tem seus volumes constantes, espacial e temporalmente. Esses gases, porém, influenciam minimamente o tempo e o clima” (p.28)
  3. 3. “A camada mais baixa da atmosfera é denominada troposfera. Contém cerca de 90% da massa de gases de toda a atmosfera e praticamente a totalidade de vapor de água e dos aerossóis, é considerada como a camada da atmosfera que estabelece condições do tempo, sendo de importância direta ao homem e outro seres vivos. . .” (p.30-1) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“A estratosfera é a segunda camada da atmosfera (. . .)Nessa camada a temperatura permanece quase constante por uns 20 km e depois aumenta com a altitude . . .” (p.32) Na mesosfera (de 50 a 80 km), a temperatura diminui com a altitude até alcançar níveis mínimos . . .” (p.32) “Já na termosfera (de 80 a +- 800 km), a temperatura aumenta com a altitude (. . .) É nessa camada que ocorre os fenômenos das auroras polares” (p.32) “A termosfera não possui limite superior definido. Ela vai se misturando gradualmente com a região conhecida como exosfera . . .” (p.33) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“O fluxo de radiação solar sobre o topo da atmosfera da terra não é simétrico e depende de três fatores: latitude, período do ano e período do dia” (p.37) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“ . . . No equador, dias e noites tem duração quase que igual durante o ano. A duração do dia aumenta oi diminui com a latitude, dependendo da estação” (p.38) “ . . . A radiação solar que é espalhada chama-se radiação difusa e é responsável pela claridade do céu durante o dia e pela iluminação de áreas que não recebem iluminação direta do sol” (p.39) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“ . . . “O vapor d’água representa 95% da totalidade dos gases que absorvem a radiação terrestre” (p.44) Uma parte de radiação solar que atinge a superfície é denominada de radiação solar direta(Qd); outra parte atinge a superfície após a difusão e é denominado de radiação
  4. 4. solar difusa (Qc). Esses dois fluxos representam o total de radiação que atinge aterra, que é chamado de radiação solar global (Qg)” (p. 48) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“Lembre-se que o aquecimento e o resfriamento do ar são governados pelo balanço de radiação da superfície terrestre” (p.51) “Há três mecanismos conhecidos para essa transferência de calor: radiação, condução, convecção” (p.51) “ . . . O calor transportado pelos processos de condução e convecção é conhecido como calor sensível, e entra na contabilização do balanço de energia da terra” (p.52) “Entende-se por hidrometeoroum meteoro constituído por conjunto de partículas de água, na fase líquida ou sólida, em queda livre ou em suspensão na atmosfera, levantadas da superfície terrestre pelo vento ou depositadas sobre objetos, na superfície ou no ar. Oshidrometeoros de superfície mais comuns são: o orvalho, geada, névoa e nevoeiro; e os de altitudes são: nuvem, chuva, chuvisco, neve, granizo e saraiva. Sua formação tem relação com a umidade do ar” (p.57) “A umidade do ar é resultado da evaporação e da evapotranspiração que ocorre (. . .) na superfície terrestre, sendo utilizada para descrever a quantidade de vapor d’água presente na atmosfera . . .” (p.57) “O vapor d’água é muito importante, as principais razões são: o vapor d’água é a origem de todas as formas de condensação e precipitação; desempenha papel regulador térmico no sistema terra-atmosfera, pois absorve tanto radiação solar quanto a terrestre; contém calor latente que é liberado no momento da condensação (. . .) influencia as taxas de evaporação e evapotranspiração; e é o único gás atmosférico que constantemente muda de fase” (p.57) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“A umidade absoluta decresce rapidamente com a altitude e tende aumentar com a temperatura do ar, sendo mais elevada durante as horas mais quente nos dias de calor” (p.60)
  5. 5. “ . . . Como o vapor d’água é um gás, ele também contribui com um valor de pressão parcial, conhecido como pressão de vapor, aumentando ou diminuindo a pressão atmosférica” (p.60) “Quando os instrumentos indicam umidade relativa de 100% isso quer dizer que o ar está totalmente saturado com vapor d’água (. . .) quando a umidade do ar está em 100% ocorre condensação, ou seja, a formação de nuvens, e, se as condições permitirem, a ocorrência de chuva . ---------------------------------------------------------------------------------------------------------À medida que o ar quente sobe, em grandes bolhas, encontra níveis em que a pressão atmosférica é menor, e ele se expande. Ao se expandir, sua temperatura diminui, porque a mesma quantidade de calor tem que ser distribuída por um volume maior de ar”(p.64) “ . . . Quando a condensação do vapor se dá por contato entre ar quente e ar úmido e uma superfície fria, há formação de orvalho . . .” (p.70) “A condensação é o processo que transforma o vapor d’água na atmosfera em água líquida, formando nuvens . . .” (p.71) “A aparência da nuvem cúmulo decorre (. . .) das cotículas de água que estão dentro dela espalharem a luz conferindo aparência leitosa e difusa. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------Quando pequenas e isoladas, são chamadas de cúmulo de bom tempo; porém se evoluírem para cúmulos-nimbos, podem trazer chuvas intensas com granizo, raios, relâmpagos e trovões.São conhecidas como Cb” (p.74) “. . . na faixa de baixalatitude, onde se tem elevada concentração de energia solar, o forte aquecimento leva a expansão do ar, formando um grande campo de baixa pressão. Nos polos por sua vez, déficit de energia possibilita a formação de zonas de alta pressão” (p.82) “. . . portanto, os movimentos verticais de subida e descida do ar na atmosfera são fundamentais para a compreensão dos campos de pressão na superfície” (p.82)
  6. 6. “. . . é uma região na atmosfera onde o ar é quente e leve, razão pela qual realiza o movimento de ascensão” (p.82) “Em um sistema de alta pressão (A), por sua vez, o ar frio e seco, realiza o movimento de descida, a partir de uma grande altitude, em direção a superfície, dificultando a formação de nuvens e chuva. Esse movimento é conhecido como corrente subsidente . . .” (p.83) “Se a terra não girasse sobre seu próprio eixo, o ar se movimentaria sempre no sentido da força(F), ou seja, o vento seguiria uma linha reta. Porém, como a terra gira de oeste para leste, o deslocamento do ar sofre influência da rotação” (p.86) “. . . todos os corpos que se movem em relação à superfície terrestre sofrem continuamente um desvio na sua trajetória, sem, no entanto, alterarem a sua velocidade. É o efeito de rotação da terra que explica isso. Esse efeito é mais conhecido como efeito de Coriolis . . .” (p.86) “O efeito de Coriolis é máximo nos polos e nulo no equador (Turbelis; Nascimento, 1980). Grim (1999) (. . .) o efeito de Coriolis provém da rotação da terra sobre seu eixo, que produz uma rotação do sistema de referência fixo de referência fixo à terra . . .” (p.88) “O pequeno ângulo formado entre a direção do vento e as isóbaras determina que a circulação em um centro de pressão terá a forma de uma espiral. Assim, em uma ciclonal, na qual a pressão decresce para o centro, o vento sopra em espiral e para dentro do centro, ao passo que, em um anticiclone, o vento sopra em espiral e para fora do centro. . .” (p.92) “Os furacões nascem em uma região de baixa pressão atmosférica sobre as águas quentes dos oceanos tropicais. À medida que o sol aquece a água, o vapor d’água aquecido se eleva, formando várias nuvens de tempestade, as cúmulos-nimbo . . .” (p.93) “O vapor d’água oriundo dos oceanos tropicais é o combustível para o aumento da força dos ventos ao redor do centro de baixa pressão, ou seja, à medida que o vapor d’água vai se condensando, o calor latente vai sendo liberado e intensifica os ventos . . .” (p.93)
  7. 7. “Os ciclones extratropicais, (. . .) são centros de baixa pressão atmosférica (B), porém éformado fora da região tropical, razão pela qual se chama extratropical . . .” (p.95) “O tornado é uma grande colona de ar que se estende até o solo, gira muito rápido e muda muito depressa de lugar (. . .) uma nuvem em forma de funil que causa estrago por onde passa . . .” (p.97) “. . . a coluna desloca-se a uma velocidade de 30 a 60 km/h, mas, dentro do funil o vento pode ultrapassar 450 km/h (. . .) (p.97) “. . . tem início na base de uma nuvem-nimbo, a nuvem-mãe dos tornados (. . .)Quando atingem o topo da troposfera, o ar frio começa a descer, trazendo fortes chuvas com relâmpago etrovões” (p.97-8) “. . . os tornados podem ser classificados quanto a sua intensidade e quanto os tornados ao tipo de superfície em que ocorrem: na água são chamados de trombas d’água; na areia, de trombas de areia, e na superfície terrestre, de tornados . . .” (p.100) “. . . A zona de baixa pressão em torno do equador é essencialmente de origem térmica, isto é, causado aquecimento do ar em função da incidência solar (. . .) Elas são causadas pela rotação da terra, que força o ar a elevar-se, e pelo deslocamento de massas de ar polar em direção às latitudes mais baixas, que originam os sistemas frontais e os ciclones extratropicais ou baixas pressões transientes” (p.106) “. . . A pressão é alta a 90º, norte e sul, em razão da presença do ar extremamente frio que predomina nessas áreas. As altas pressões das latitudes de 30º ocorrem porque o ar quente que sai do equador em direção aos polos em altitudes se resfria e, nessa latitude, realiza um movimento de descida (. . .) gerando inversão térmica e alta pressão na superfície” (p.106) “. . . a migração sazonal dos centros de pressão é bem visível sobre o Brasil. No verão predomina os centros de baixa pressão (B) sobre o continente, com o ar tropical quente ascendente, o que produz muita nebulosidade e chuva, caracterizando a estação chuvosa . . .” (p.111) “As massas de ar são sistemas de grande importância para explicar o comportamento do tempo . . .” (p.121)
  8. 8. “Para que uma massa de ar seja formada, o ar deve permanecer estacionário durante certo tempo sobre a superfícies homogêneas da terra, que são regiões polares recobertas de gelo, as grandes áreas marinhas quentes ou frias, as regiões de deserto, as regiões de florestas tropicais . . .” (p.122) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“Há quatro tipos básicos de massas de ar, resultantes da combinação de temperatura e a umidade do ar: Quente e úmida – formadas nas baixas latitudes (zona equatorial-tropical), sobre os oceanos; Quente e seca – formadas nas baixas latitudes (zona equatorial-tropical), sobre os continentes; Fria e seca – é formadas sobre os continentes nas latitudes médias (zona temperada), e nas altas latitudes (zona polar).” (p.123) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“As frentes frias tendes a se deslocar na direção polo-equador e, nas cartas do tempo, são indicados por uma linha com base de triângulos equiláteros, cujos vértices apontam na direção do deslocamento da frente” (p.125) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------“As chuvas que caracterizam a passagem de frentes quentes são contínuas e de pequena intensidade, acompanhada pela formação de nevoeiros na superfície . . .” (p.127)
  9. 9. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS ESCOLA NORMAL SUPERIOR – ESN LICENCIATURA EM GEOGRAFIA ROBERVAL PEREIRA DE SOUZA FICHAMENTO DE CITAÇÃO MANAUS 2013
  10. 10. ROBERVAL PEREIRA DE SOUZA FICHAMENTO DE CITAÇÃO Fichamento de citação, apresentado ao 6º Período do Curso de Licenciatura Plena em Geografia da Escola Normal Superior, para obtenção da nota parcial de Climatologia. Orientadora: Profª MSC. Marcela Pereira Mafra. MANAUS 2013

×