F.Q.- Clima, pressão atmosférica

344 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

F.Q.- Clima, pressão atmosférica

  1. 1. Grupo 5. Fatores que afetam o clima: Pressão Atmosférica Diana Batista nº8 Eliana Raimundo nº10 Inês Pereira nº14 Maria Dias nº16
  2. 2.  O vento é um fenómeno meteorológico formado pelo movimento do ar na atmosfera. O vento é gerado através de fenómenos naturais como, por exemplo, os movimentos de rotação e translação do Planeta Terra.
  3. 3. O vento é muito importante para o ser humano, pois facilita a dispersão dos poluentes e também pode gerar energia (energia eólica).
  4. 4.  O vento é o movimento horizontal do ar sobre a superfície do planeta, e é resultante do aquecimento diferenciado pela radiação solar que incide sobre a Terra.  Na meteorologia, esta palavra refere-se geralmente a um fluxo de ar bastante amplo, junto à superfície do planeta ou na atmosfera livre. O vento pode ser considerado como um vetor definido por uma grandeza, a velocidade do vento e uma direção.
  5. 5. Como se calcula a velocidade do vento? “Usam-se anemómetros. Eles são calibrados em túneis de vento para que o número de voltas das suas pás corresponda a uma velocidade específica: no túnel de vento é criada uma poderosa corrente de ar a uma velocidade fixa. Dentro dele é colocado um anemómetro que começa a girar as pás. Se o túnel estiver a soltar vento a uma velocidade de 10 km/h e as pás derem 100 voltas num minuto, os técnicos já podem programar o aparelho para indicar 10 km/h.
  6. 6. Como se calcula a velocidade do vento? Mesmo assim, resta a dúvida: como saber qual é a velocidade da corrente de ar antes de calibrar o anemómetro? Uma das técnicas usadas é colocar um fio quente dentro do túnel. E quando o vento começa, o fio vai arrefecendo. Então, quanto maior for o arrefecimento, maior será a velocidade do ar“. Meteorologista Amauri Oliveira, da USP.
  7. 7.  São uma parte extensa e espessa da atmosfera, com milhares de quilómetros quadrados de extensão, que apresentam características próprias de pressão, temperatura e humidade, determinadas pela região onde se originam.
  8. 8. As massas de ar deslocam-se devido às diferenças de pressão, e sempre de uma área de alta pressão (baixa temperatura e alta densidade) para uma área de baixa pressão (temperatura alta e densidade baixa).  Quando uma massa de ar se desloca, a sua parte dianteira passa a ser conhecida por “frente”. Existe a ideia de que os ventos do norte (isto é ventos vindos do Pólo Norte) são frios, e os ventos vindos do sul (vindos de África por exemplo) são mornos ou mesmo quentes, pelo menos em relação aos vindos do hemisfério do norte.
  9. 9. No seu movimento, as massas de ar de diferentes características de temperatura, pressão e humidade, encontram-se. Uma vez encontradas, dão origem ao chamado sistema frontal que é composto, de um modo geral, por uma frente fria, um motor do sistema, e uma frente quente que a antecede. As frentes oclusas surgem quando a frente fria, movendo-se mais depressa, ultrapassa a frente quente e ambas se encontram à superfície, na fase final do sistema. - Formas de deslocação das massas de ar
  10. 10. Superfícies Frontais
  11. 11.  As superfícies frontais ocorrem quando o ar frio atua como uma barreira por cima de uma camada de ar, menos densa e quente, que ascende na atmosfera.
  12. 12. É a superfície de contacto entre duas massas de ar com características físicas (temperatura e humidade) muito diferentes.
  13. 13. Linha que resulta da interseção da superfície frontal com a superfície da terra.
  14. 14. Conjunto de duas ou mais frentes associadas.
  15. 15. Superfícies Frontais Frias  Ocorre quando a massa de ar frio avança, fazendo “recuar” a massa de ar quente.  Representa-se por uma linha azul contínua orlada de picos.
  16. 16. Superfícies Frontais Quentes Ocorre quando a massa de ar quente “empurra” a massa de ar frio. Representa-se por meio de uma linha vermelha contínua orlada de semicírculos.
  17. 17. Superfície Frontal Oclusa ╔Ocorre quando uma massa de ar frio ultrapassa a massa de ar quente. ╔Representa-se por uma linha contínua orlada de “picos” alternados com semicírculos.
  18. 18. Estas frentes termais são parte do sistema de tempestades, denominadas ciclones. Estes ciclones são responsáveis pela precipitação em grande quantidade nas latitudes médias Uma violenta ascensão é necessária para a formação de nuvens. Contudo, a estabilidade do ar condiciona a extensão e o tipo de nuvem formada e a quantidade de precipitação que pode ser esperada.
  19. 19. Nas Superfícies Frontais Frias  Produzem-se abundantemente nuvens, podendo ocorrer chuva forte e aguaceiros.
  20. 20. Nas Superfícies Frontais Quentes  Produzem-se algumas nuvens ou chuva pouco intensa.
  21. 21. Nas Superfícies Frontais Oclusas ╔Produzem-se abundantes nuvens, podendo ocorrer chuvas fortes, tempestades e trovoadas.

×