Sociologia

344 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia

  1. 1. PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR DE SOCIOLOGIA 1. IDENTIFICAÇÃO ESCOLA: Colégio Estadual Arroio Grande - EFM DISCIPLINA: Sociologia PROFESSORA: Luciane Aparecida Gomes 2. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Com base nas diretrizes curriculares de sociologia para o ensino médio, sendo a sociologia uma ciência natural, percebemos as preocupações Karl Marx, Émile Deurkheim e Max Weber, para a ordem social e organizações da sociedade, mesmo havendo um grande descaso na inclusão do decorrer da historia do ensino da sociologia nas escolas. A presença da sociologia no Brasil se dá a partir de sua introdução como disciplina escolar no Ensino Médio. Para Santos (2004) a sociologia sofreu idas e vindas nos cursos do Ensino Médio do país. Esse processo se divide em três partes: de 1891 a 1941, período de institucionalização da disciplina do ensino secundário; de 1941 a 1981, período de ausência da sociologia como disciplina no ensino secundário; de 1981 a 2005, período de re-incisão gradativa da sociologia no Ensino Médio. Já em 1982 começam as primeiras propostas de reformas para o ensino de Segundo Grau. Começa então o movimento para uma reforma mais ampla do Sistema de Ensino brasileiro. Com a nova LDB a sociologia passam a figurar como disciplina do ensino médio, porém não com o caráter obrigatório. Assim, com a reforma ocorrida no Paraná em 1996 que pôs fim ao ensino técnico profissionalizante e deu origem ao Ensino Médio, em caráter propedêutico, surge a possibilidade de reforma curricular com autonomia das escolas para inclusão de disciplina e conteúdos específicos das humanidades atendendo orientações dos PCNs. Esses parâmetros definem a importância do ensino de ciências sociais no Ensino Médio, tendo como objetivo introduzir o aluno nas principais questões conceituais e metodológicas das disciplinas de sociologia, antropologia e política. Com a nova exigência do mercado de trabalho o jovem que sai do Ensino Médio deve ter conhecimentos mais amplos sobre questões sociais econômicas e políticas. A LDB n.° 9.394/96 estabelece que os conteúdos de sociologia no Ensino Médio tem como finalidade a construção da cidadania do educando. No entanto, é só com o parecer CNE n.° 38/2006 que surge a obrigatoriedade da implementação real da sociologia em todo o Ensino Médio em âmbito nacional. É preciso que se garanta a sociologia como uma disciplina obrigatória do ensino médio para que a partir do senso comum, desenvolva assim uma concepção científica que atenda as exigências dos homens, críticos e transformando, por meio da qual se possa analisar a complexidade da sociedade. A sociedade vem para ampliação do conhecimento dos homens sobre suas próprias
  2. 2. condições de vida e fundamentalmente para analise da sociedade e de como vivem em grupos. Os objetivos de estudos da disciplina são as relações sociais decorrentes das mudanças estruturais impostas pela formação do modo de produção capitalista. Essas relações materializam-se nas diversas instâncias sociais: processo de socialização e instituições sociais, Cultural e indústria cultural, trabalhar, produção e classe sociais, direito, cidadania e movimento sociais, poder, política e ideologia. Compreender que a vida em sociedade é historicamente construída, por isso possível de transformações na pratica social. Ressalta que o individuo é um elemento ativo, participante das dinâmicas sociais resultantes das ações sociais fornecendo elementos necessários para formação de um cidadão consciente de suas realidades sociais, econômicas, políticas, de sua potencialidade capaz de agir e reagir a essa realidade. O aluno tem que ter o domínio dos conhecimentos sociológicos necessários ao exercício da cidadania. Contribuir para uma reflexão para descoberta e valorização de sua própria cultura. Ao aprender a questionar sobre a sociologia, o estudo amplia a visão que tem de seu papel na comunidade, adquire significados concretos para sua vida e desenvolver o pensamento critico no cotidiano. No contato do aluno com a sua realidade, confrontando-a com outras, a sociologia desenvolve a capacidade de raciocínio e ensina a avaliar a realidade de diferentes perspectivas. Ao ampliar a capacidade de interpretação dos fenômenos sociais, professor e aluno poderão superar os senso comum e nele reconhecer o ponto de chegada do conhecimento, como proposto por Sousa Santos (1998). Estudar sociologia pelo cominho da reflexão critica contrastante dos fenômenos e de suas interpretações, desenvolve-se uma percepção social apoiada em posicionamento cognitivo e maior sensibilidade em fase da realidade do social desigual. Na perspectiva de que todo o conhecimento é histórico e guarda um potencial de mudança da realidade, quando se investe tempo e recurso na formação humanista e critica de um jovem, ele será um profissional mais consciente do seu papel social, não apenas como vistas à remuneração e status que possa auferir. Com certeza, conquistara a condição de cidadão muito antes muito antes de se tornar adulto e para a cidadania é importante que ele se cinta um entre iguais e não apenas um entre outros com os quais não se identifica. Como se expressa Sarandy (2001): “Quando um aluno compreende que os cheiros, os gostos, as gírias, as tensões e conflitos, as lágrimas e alegrias, o drama concreto dos seus pares, é em grande medida resultante de uma configuração específica de seu mundo, então a sociologia cumpriu sua finalidade pedagógica”. 4. ESPECIFICAÇÃO DOS CONTEÚDOS / PROGRAMA Conteúdo Estruturante Conteúdos Básicos Objetivo Específico 1- O Surgimento da Sociologia e Teorias Sociológicas O surgimento da Sociologia; −O desenvolvimento da sociologia no Brasil; −Formação e consolidação da sociedade capitalista e o desenvolvimento do pensamento social; −Formação e consolidação da sociedade capitalista e o desenvolvimento do pensamento social; −Pensamento científico e senso comum; - Buscar uma leitura científica da realidade social. - Compreender e utilizar os métodos e as técnicas da sociologia. - Compreender o desenvolvimento da sociologia, através da análise das concepções sociológicas dos principais autores. E analisar como as teorias clássicas relacionam-se com o mundo contemporâneo. - Compreender o processo
  3. 3. −Teorias sociológicas clássicas: com Augusto Comte, Karl Marx, Émile Durkheim, Max Weber; − histórico de constituição da sociologia como ciência. 2- Processos de Socialização e as Instituições Sociais −Processo de socialização; −Grupos Sociais; −Instituições Sociais: Instituição Religiosa, Instituição escolar, Instituição familiar; −Instituições de Ressocialização: prisões, manicômios, educandários, asilos, etc.; -Analisar as origens históricas da família. - Compreender a importância da família como parte constituinte da sociedade. - O exame do conceito de ação social que permite compreender a conduta humana em sociedade. - Compreender a organização e a influência das instituições e grupos sociais em seu processo de socialização e as contradições deste processo. - Refletir sobre suas ações individuais e que as ações em sociedade são interdependentes. 3-Cultura e Indústria Cultural - Desenvolvimento antropológico do conceito de cultura e suas atribuições na análise das diferentes sociedades; - Diversidade Cultural; −Identidade; −Indústria Cultural; −Meios de Comunicação de massa; −Sociedade de consumo; −Indústria cultural no Brasil; −Preconceitos; −Questões de gênero; −Cultura afro-brasileira e africana; −Cultura indígena; - Diferentes conceitos de culturas, localização e essência da cultura. - Importância do contato entre indivíduos e sociedade na transmissão da cultura. -Processos culturais que possibilitam a compreensão de como se forma, se estrutura e se difunde a cultura. - Identificar e compreender a diversidade cultural, étnica, religiosa, as diferenças sexuais e de gênero presentes na sociedade. - Compreender como cultura e ideologia podem ser utilizadas como formas de dominação na sociedade contemporânea. 4-Trabalho, Produção e Classes sociais −O conceito de trabalho e o trabalho nas diferentes sociedades; −Desigualdade social, estamentos, castas e classes sociais; −Trabalho nas sociedades capitalistas e suas contradições; - Compreender as diversas teorias de mudança social, desde os tempos antigos até a época atual. - Analisar a sociedade capitalista e a permanência de formas de organização de trabalho diversas a ela. - Compreender que as
  4. 4. −Globalização; −Relações de trabalho; −Neoliberalismo; −Trabalho no Brasil; desigualdades sociais são históricas construídas, ou seja, não são “naturais”. Variam conforme a articulação e organização das estruturas de apropriação econômica e de dominação política. - compreender as transformações nas relações de trabalho advindas do processo de globalização. 5- Poder, Política e Ideologia −Formação e desenvolvimento do Estado moderno; −Democracia, autoritarismo, totalitarismo; −Estado no Brasil; −Conceitos de Poder; −Conceitos de Ideologia; −Conceito de dominação e legitimidade; −As expressões da violência nas sociedades contemporâneas. - Analisar e compreender de forma crítica o desenvolvimento do Estado Moderno, e das contradições do processo de formação das instituições políticas. -Analisar criticamente os processos que estabelecem as relações de poder presentes nas sociedades. -Compreender o papel desempenhado pela ideologia em vários contextos sociais. -Perceber criticamente várias formas pelas quais a violência se apresenta e estabelece na sociedade brasileira. 6- Direito, Cidadania e movimentos sociais −Direitos: civis, políticos e sociais; −Direitos Humanos; −Conceito de cidadania; −Movimentos Sociais; −Movimentos Sociais urbanos e rurais; −Movimentos sociais no Brasil; −Movimentos ambientalistas; −ONG's; - Compreender o contexto histórico da conquista de direitos, e suas relação com a cidadania. - Compreender as diversas possibilidades de se entender a cidadania. - compreender o contexto histórico do surgimento do surgimento dos diversos movimentos sociais em suas especificidades. 5. ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS Essa proposta pedagógica curricular sugere que a disciplina seja indicada, a título de introdução com uma breve contextualização da construção histórica da sociologia, e das teorias
  5. 5. sociológicas fundamentais, as quais devem ser constantemente retomadas, numa perspectiva crítica, no sentido de fundamentar teoricamente os conteúdos específicos. Aprender a pensar sobre a sociedade em que vivemos, e conseqüentemente a agir nas diversas instâncias sociais implica antes de tudo numa atitude ativa e participativa. O ensino da sociologia pressupõe a metodologias que coloquem aluno como sujeito de seu aprendizado não importa que o encaminhamento seja a leitura, o debate, pesquisa de campo, ou a análise de filme, mas importa que o aluno esteja constantemente provocado a relacionar a teoria com o vivido, a rever conhecimentos e a reconstruir coletivamente novos saberes. Aulas expositivas dialogadas; aulas em visitas guiadas em instituições e museus. Exercícios escritos e oralmente apresentados e discutidos. Leituras de textos: clássicos e teóricos, teórico contemporâneo, temáticos, didáticos , literários e jornalísticos. Debates e seminários de temas relevantes fundamentados em leituras pesquisada: pesquisa de campo, pesquisa bibliografia. Abalizes criticas: de filmes, documentários musicas, propaganda de tv: análise critica de imagens ( fotografias, charges, tiras, publicidades, ), entre outros. Destaque-se aqui alguns encaminha mentos metodológicos para o ensino de sociologia os quais devem ser trabalhados com rigor metodológico para a construção do pensamento científico e o desenvolvimento do espírito crítico: Pesquisa de campo: analise crítica de filme e vídeo; leitura critica de textos sociológicos. Muitas atividades podem estar associadas a disciplinas como Historia, Geografia, Filosofia, Artes, além de trazer benefícios para a expressão oral nas aulas Língua Portuguesas. Pesquisa de campo e a iniciação no campo da pesquisa O professor deve estabelecer os contatos sociais prévios e conhecer o lugar onde a pesquisa será realizada bem como assegurar-se da viabilidade de seu desenvolvimento. Deverá ser elaborado, pelos educandos, um pré-projeto de pesquisa a partir de referências bibliográficas indicadas pelo professor. A confecção de um roteiro de observação e/ou de entrevista deverá se basear na bibliografia de referencia, bem como no que se deseja, efetivamente, pesquisar. Tal roteiro deverá ser previamente analisado pelo docente a fim de verificar as condições para sua aplicabilidade e uma coleta segura dos dados pretendidos. O trabalho com o resultado obtido não deve ser encerado nos aspectos estatísticos apenas, mas deve ser objeto de análise, relacionado com os conteúdos desenvolvidos ou a desenvolver. Filme vídeos sob um olhar crítico Aspectos da ficha técnica do filme devem estar incluídos na atividade como o ano, o local de produção, a direção premiações, assunto da obra, onde e quando se passa; a elaboração de um projeto contemple aspectos fundamentais para o conteúdo em estudos possibilitará uma melhor compreensão do trabalho, chamando a atenção dos alunos para questões sociológicos que possam estar correlacionadas. A sistematização das análises a partir do filme e/ou vídeo, pode ser feita por meio da produção de um texto ou de outro meio de expressão – visual, musical, literário – para completar a atividade. Leitura e análise de textos sociológicos É muito importante propor a leitura e analise de textos sociológicos que não se limitem aos livros didáticos. Levar o estudante a compreender que escritos abordam aspectos de um problema de determinada realidade, evidenciado quais são os aspectos tratados a quais são os aspectos outros possíveis. Recomenda-se articular os excertos dos textos sociológicos acadêmicos a textos de livros didáticos, procurando garantir a cientificidade do conteúdo trabalhando, adequando-o ao universo cultural do aluno. A utilização de textos teórico-sociológicos pode subsidiar o desenvolvimento teórico dos
  6. 6. conteúdos. O exercício de analise desses textos acadêmicos propicia uma aproximação do educando com a linguagem própria das ciências sociais. Destaca-se que textos literários contextualizados e articulados com o conhecimento sociológico enriquecerão as discussões da disciplina 6. FORMAS DE AVALIAÇÃO O processo de avaliação do âmbito do ensino da sociologia deve repassar todas as atividades relacionadas à disciplina, e ser pensada e elaborada de forma transparente e coletiva, ou seja, seus critérios devem ser discutidos por todos os envolvidos na disciplina. A apreensão de alguns conceitos básicos das ciências , articulados com a pratica social; a capacidade de argumentação fundamentada teoricamente; a clareza e coerência na exposição das idéias sejam no texto oral ou escrito, leituras, análise, atividades reflexivas, investigativas, vídeos, charges, documentários, etc. São alguns critérios possíveis de serem verificados no decorrer do curso. Também a mudança na forma de olhar atitudes diferenciadas e criativas, que rompam com a acomodação e o senso comum, são dados que informarão aos professores, o alcance e a importância de seu trabalho no cotidiano de seus alunos. A forma de avaliação em sociologia, portanto, acompanha as próprias práticas de ensino e de aprendizagem da disciplina, seja a reflexão crítica nos debates, que acompanha os textos ou filmes, seja a participação nas pesquisas de campos, seja a produção de textos que demonstrem capacidade de articulação entre a teoria e a prática, várias podem ser as formas, desde que tenha como perspectivas ao selecioná-las, a clareza dos objetivos que se pretende atingir, no sentido da apreensão, compreensão, reflexão dos conteúdos pelo aluno. Entretanto entende-se que não só o aluno mas também o professor e a instituição escolar devem constantemente ser avaliados em suas dimensão praticas e discursivas e principalmente em seus princípios políticos com a qualidade e a democracia. 7.REFERÊNCIAS AZEVEDO, f . Princípios da sociologia: pequena introdução ao sociologia geral. 11ª ed . São Paulo: Duas Cidades, 1973. ARANTES, A . A . O que é cultura popular. 5ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1983. BOBBIO, N . A teoria das formas de governos. 4 ed. Brasília: Ed. UnB, 1998. COSTA, Cristina. Sociologia: Introdução a Ciência da Sociedade. Ed. Moderna, São Paulo; 1997. DURKHEIM, E . Educação e sociologia. 6ª ed . Trad. Lourenço Filho. São Paulo: Ed. Nacional, 1976. LAKATOS, Eva Maria. Sociologia Geral. Atlas, São Paulo; 1990. MARCUSE, H . A ideologia da sociedade industrial o homem unidimensional. Rio de janeiro: Zahar editores 1982.
  7. 7. LDP – Livro Didático Público. DCEs - Diretrizes curriculares Estaduais de sociologia para o Ensino médio.

×