Segurança de dados

96 visualizações

Publicada em

a presente apresentação comtem um conteúdo aprovado

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
96
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Segurança de dados

  1. 1. 1 Narcisio reinaldo Mutemba
  2. 2.  A segurança de dados constitui un conjunto de medidas e procedimentos que têm como objectivo proteger a informação e ou o sistema de informação, equipamento e infra-estruturas de um centro de processamento dados. 2 Narcisio reinaldo Mutemba
  3. 3.  Para isso se tornar possível, o responsável pela segurança, deve desenhar (definir) uma política de segurança que deve ser seguida rigorosamente na organização por todos os utilizadores. 3 Narcisio reinaldo Mutemba
  4. 4.  Considera-se que a informação está segura se ela poder à sua volta os seguintes factores: Disponibilidade, Integridade e Confidencialidade, caso contrário, a informação não está segura. 4 Narcisio reinaldo Mutemba
  5. 5. DISPONIBILIDADE A informação deve estar disponível sempre que for necessária. INTEGRIDADE A informação deve ser devolvida ou retomada na sua forma original, correspondente à forma como estava quando foi armazenada. 5 Narcisio reinaldo Mutemba
  6. 6. CONFIDENCIALIDADE A informação só pode ser acedida por pessoas estritamente autorizadas, é uma forma de protecção do sistema de informação. 6 Narcisio reinaldo Mutemba
  7. 7.  São situações que tornam a informação e/ ou sistema de informação susceptível de ataques. 7 Narcisio reinaldo Mutemba
  8. 8.  De todas as formas de ataques, o homem é o principal, pois é ele que desenha e estabelece a política de segurança e ele que conhecendo as lacunas, pode tornar o sistema vulnerável. 8 Narcisio reinaldo Mutemba
  9. 9.  São acções levadas a cabo por códigos maliciosos com a intecção de deturpar, modificar, interceptar ou destruir a informação ou sistema de informação. 9 Narcisio reinaldo Mutemba
  10. 10. Virus  São códigos maliciosos que se escondem e atacam programas e computadores. Quando um programa é executado eles se multiplicam. 10 Narcisio reinaldo Mutemba
  11. 11.  São códigos maliciosos que aparecem no computador com um papel aparentemente benéfico quando transportam consigo malícia. 11 Narcisio reinaldo Mutemba
  12. 12.  Acesso aos dados ou sistema de informação por pessoas não autorizadas  Destruição ou roubo de computadores  Retirada de alguns componentes do computador  Acções premeditadas do homem (acções voluntárias) Acções involuntárias (calamidades naturais) 12 Narcisio reinaldo Mutemba
  13. 13.  A necessidade de segurança de dados constitui uma forma de prevenir, proteger e assegurar que a informação não seja adulterada e nem violada por agentes internos ou externos, através da aplicação de programas ANTI- VIRUS e outras medidas de protecção que forem convenientes. 13 Narcisio reinaldo Mutemba
  14. 14.  Instalação de programas Anti-Virus  Equipar a sala ou local onde estão os computadores com extintores  Vedar o acesso a pessoas não autorizadas  Evitar o uso de dispositivos de armazenamento susceptíveis de infecção  Utilização de software original 14 Narcisio reinaldo Mutemba

×