U N E B
B A R R E I R A S - B A
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA-UNEB
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS
CURSO ENGENHARIA AGR...
HANNAN ALI NUNES GHAZZAOUI
KALINE RAMOS
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
SISTEMAS INFORMATIZADOS
Trabalho apresentado à disciplina
...
SUMÁRIO
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO........................................................... 5
1. Introdução ..................
4.4. Sistemas de informações estratégicos – SIE ........................ 17
4.5. Sistema de Automação de Escritório – SAE ...
5
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
1. Introdução
A segurança da informação diz respeito à proteção de determinados
dados, com a int...
6
2.3.Disponibilidade
Acesso aos serviços do sistema/máquina para usuários ou entidades
autorizadas.
Toda vulnerabilidade ...
7
3.2. Informações Confidenciais
São consideradas informações confidenciais, quaisquer informações das
partes consideradas...
8
Toda violação ou desvio é investigado para a determinação das
medidas necessárias, visando à correção da falha ou reestr...
9
SISTEMA INFORMATIZADO
1. Introdução
Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um
Sistema seja ele au...
10
da Informação, ou quando é fraco o seu grau de acoplamento ao Sistema, ou
seja, não há uma dependência significativa do...
11
Por exemplo, o inventário de estoque de uma empresa não era uma
tarefa trivial nessa época, pois a atualização dos dado...
12
2.1.4. 1964 - 1971
Uma nova técnica de Circuito Integrado foi criado, o SLT (Solid Logic
Technology) e uma técnica de m...
13
Informação bem construído, suas principais vantagens são: Redução de custos
operacionais e administrativos e ganho de p...
14
 Rede de Computadores;
 Pessoas;
 Procedimentos.
3.1.1. Hardware
Os equipamentos mais comuns num Sistema Informatiza...
15
3.1.2. Software:
O Software é o elemento de Sistema Informatizado que dota o Hardware
de capacidades. O software básico...
16
recursos podem ser Periféricos (Impressoras e Gravadoras de DVS, por
exemplo), arquivos (inclusive os Bancos de Dados) ...
17
4. Tipos de sistema de informação
4.1.Sistemas de suporte a decisão ou Sistemas de apoio a decisão –
SSD ou SAD
Um SAD ...
18
transações gerenciais transformando-os em informações estratégicas.
Trabalham com os dados no nível macro, filtrados da...
19
4.8.Sistema de Informação Especialista – SE
São sistemas ligados ao campo de inteligência artificial para a definição
d...
20
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
I - Santana, Denise Dias, II – Perini, Luis Claudio. Fundamentos da
administração da informa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Segurança da informação e sistema informatizado

385 visualizações

Publicada em

sistema informatizado

Publicada em: Dispositivos e hardware
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Segurança da informação e sistema informatizado

  1. 1. U N E B B A R R E I R A S - B A UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA-UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO ENGENHARIA AGRONÔMICA PROFESSOR: MARCONDES MENEZES DISCIPLINA: INFORMÁTICA BÁSICA HANNAN ALI NUNES GHAZZAOUI KALINE RAMOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SISTEMAS INFORMATIZADOS BARREIRAS - BA 2014
  2. 2. HANNAN ALI NUNES GHAZZAOUI KALINE RAMOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SISTEMAS INFORMATIZADOS Trabalho apresentado à disciplina Informática Básica para fins de avaliação do semestre do curso de Engenharia Agronômica da Universidade do Estado da Bahia, sob orientação do professor Marcondes. . BARREIRAS - BA 2014
  3. 3. SUMÁRIO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO........................................................... 5 1. Introdução ................................................................................... 5 2. Características Básicas............................................................... 5 2.1. Confidencialidade.................................................................... 5 2.2. Integridade .............................................................................. 5 2.3. Disponibilidade ........................................................................ 6 3. Política de Segurança da Informação.......................................... 6 3.1. Proteção da Informação .......................................................... 6 3.2. Informações Confidenciais ...................................................... 7 3.3. Violação da Política, Normas e Procedimentos de Segurança da Informação ............................................................................................. 7 SISTEMA INFORMATIZADO .................................................................. 9 1. Introdução ................................................................................... 9 2. Sistemas de Infomação ............................................................... 9 2.1. Evolução histórica ................................................................. 10 2.2. Vantagens do sistema de Informações ................................. 12 3. Sistemas De Informação Baseados em Computadores (Sibc) ou Sistemas Informatizados............................................................................... 13 3.1. Principais componentes tecnológicos de um SIBC ............... 13 4. Tipos de sistema de informação................................................ 17 4.1. Sistemas de suporte a decisão ou Sistemas de apoio a decisão – SSD ou SAD ............................................................................. 17 4.2. Sistemas de informação operacional – SIO .......................... 17 4.3. Sistemas de informação gerencial – SIG .............................. 17
  4. 4. 4.4. Sistemas de informações estratégicos – SIE ........................ 17 4.5. Sistema de Automação de Escritório – SAE ......................... 18 4.6. Sistema de Suporte à Decisão – SSD................................... 18 4.7. Sistema de Suporte Executivo – SSE ................................... 18 4.8. Sistema de Informação Especialista – SE............................. 19 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................... 20
  5. 5. 5 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 1. Introdução A segurança da informação diz respeito à proteção de determinados dados, com a intenção de preservar seus respectivos valores para uma organização (empresa) ou um indivíduo. Podemos entender como informação todo o conteúdo ou dado valioso para um indivíduo/organização, que consiste em qualquer conteúdo com capacidade de armazenamento ou transferência, que serve a determinado propósito e que é de utilidade do ser humano. Atualmente, a informação digital é um dos principais produtos de nossa era e necessita ser convenientemente protegida. A segurança de determinadas informações podem ser afetadas por vários fatores, como os comportamentais e do usuário, pelo ambiente/infraestrutura em que ela se encontra e por pessoas que têm o objetivo de roubar, destruir ou modificar essas informações. 2. Características Básicas Confidencialidade, disponibilidade e integridade são algumas das características básicas da segurança da informação, e podem ser consideradas até mesmo atributos. 2.1.Confidencialidade Diz respeito à inacessibilidade da informação, que não pode ser divulgada para um usuário, entidade ou processo não autorizado; 2.2.Integridade A informação não deve ser alterada ou excluída sem autorização;
  6. 6. 6 2.3.Disponibilidade Acesso aos serviços do sistema/máquina para usuários ou entidades autorizadas. Toda vulnerabilidade de um sistema ou computador pode representar possibilidades de ponto de ataque de terceiros. Esse tipo de segurança não é somente para sistemas computacionais, como imaginamos. Além de também envolver informações eletrônicas e sistemas de armazenamento, esse tipo de segurança também se aplica a vários outros aspectos e formas de proteger, monitorar e cuidar de dados. 3. Política de Segurança da Informação 3.1. Proteção da Informação A informação é um importante ativo para a operação das atividades comerciais e para manter a vantagem competitiva no mercado. A informação deve ser adequadamente manuseada e protegida. Ela pode estar presente em diversas formas, tais como: sistemas de informação, diretórios de rede, bancos de dados, mídia impressa, magnética ou ótica, dispositivos eletrônicos, equipamentos portáteis, microfilmes e até mesmo por meio da comunicação oral. Independentemente da forma apresentada ou do meio pelo qual é compartilhada ou armazenada, a informação deve ser utilizada unicamente para a finalidade para a qual foi autorizada. A modificação, divulgação e destruição não autorizadas e oriundas de erros, fraudes, vandalismo, espionagem ou sabotagem causam danos aos negócios das empresas. É diretriz que toda informação de propriedade da empresa seja protegida de riscos e ameaças que possam comprometer a confidencialidade, integridade ou disponibilidade destas.
  7. 7. 7 3.2. Informações Confidenciais São consideradas informações confidenciais, quaisquer informações das partes consideradas não disponível ao público ou reservadas, dados, especificações técnicas, desenhos, manuais, esboços, modelos, amostras, materiais promocionais, projetos, estudos, documentos e outros papéis de qualquer natureza, tangíveis ou em formato eletrônico, arquivos em qualquer meio, programas e documentação de computador, comunicações por escrito, verbalmente ou de outra forma reveladas e/ou obtidas pela fonte detentora em decorrência da execução do contrato de prestação de serviços de correspondentes no país. São responsáveis pela observância desta Política os diretores, empregados, agentes e consultores (incluindo advogados, auditores e consultores financeiros) da detentora das informações. A empresa que receber as informações confidenciais deverá mantê-las e resguardá-las em caráter sigiloso, bem como limitar seu acesso, controlar quaisquer cópias de documentos, dados e reproduções que porventura sejam extraídas da mesma. Nenhuma das informações confidenciais podem ser repassadas para terceiros sem consentimento por escrito da empresa detentora das informações. As informações confidenciais somente poderão ser utilizadas para fins de execução das atividades de correspondente no país. O detentor da informãções deverá resguardar as informações confidenciais de forma estrita, e jamais poderá revelá-las a não ser para os seus representantes legais. Se a qualquer uma das partes ou seus representantes legais, que detém as informações confidenciais, for solicitado ou requerido, oralmente ou por escrito, solicitações de informações de documentos, mandados de investigações civis ou qualquer outro pedido similar, para revelar tais informações confidenciais, deverá notificar prontamente a outra parte para que esta tenha tempo hábil para verificação. 3.3.Violação da Política, Normas e Procedimentos de Segurança da Informação
  8. 8. 8 Toda violação ou desvio é investigado para a determinação das medidas necessárias, visando à correção da falha ou reestruturação de processos. Exemplos que podem ocasionar sanções: - uso ilegal de software; - introdução (intencional ou não) de vírus de informática; - tentativas de acesso não autorizado a dados e sistemas; - compartilhamento de informações sensíveis do negócio; Os princípios de segurança devem ser observados por todos na execução de suas funções. A não conformidade com as diretrizes desta política e a violação de normas derivadas da mesma sujeita os Correspondentes às penas de responsabilidade civil e criminal na máxima extensão que a lei permitir.
  9. 9. 9 SISTEMA INFORMATIZADO 1. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange pessoas, máquinas e/ou métodos organizados para coletar, processar, transmitir e disseminar dados que representam informação para o usuário e/ou cliente. Sistemas informatizados são sistemas de informação (SI) nos quais existe o uso de um computador. Assim, um caixa de supermercado, que é um SI, pode ser informatizado se fizer uso de um computador ou não ser informatizado – se usar somente uma caixa registradora manual. Segundo o MEC, sistemas informatizados são a “combinação de recursos humanos e computacionais que inter-relacionam a coleta, o armazenamento, a recuperação, a distribuição e o uso de dados com o objetivo de eficiência gerencial (planejamento, controle, comunicação e tomada de decisão) nas organizações. Podem também ajudar os gerentes e os usuários a analisar problemas, criar novos produtos e serviços e visualizar questões complexas". 2. Sistemas de Infomação Um Sistema de Informação tem como objetivos coletar, processar, organizar, armazenar, distribuir e organizar o fluxo da Informação num ambiente. Este tipo de Sistema é atualmente muito associado às empresas, porém, qualquer ambiente pode depender do fluxo de informação e, por isso, necessitar de um Sistema com tais características. Estes Sistemas podem ser classificados de diversas maneiras, a primeira é de acordo com o grau de tecnologia que seus componentes utilizam. Um Sistema de Informação é classificado como manual quando os seus componentes não utilizam alta tecnologia, mais especificamente a Tecnologia
  10. 10. 10 da Informação, ou quando é fraco o seu grau de acoplamento ao Sistema, ou seja, não há uma dependência significativa do Sistema em relação aos elementos da tecnologia da Informação. O outro tipo de Sistema, Baseado em Computadores, recebem diversos nomes de acordo com a função que exerce dentro do ambiente - como os Sistemas Especialistas ou Sistemas de Informações Gerenciais, por exemplo - em que está localizado, mas independentemente destas classificações todos têm elementos ou componentes de tecnologia em comum. 2.1.Evolução histórica O Século XX é considerado aquele do advento da Era da Informação. A partir de então, a informação começou a fluir com velocidade maior que a dos corpos físicos. Desde a invenção do telégrafo elétrico em 1837, passando pelos meios de comunicação de massa, e até mais recentemente, o surgimento da grande rede de comunicação de dados que é a Internet, o ser humano tem de conviver e lidar com um crescimento exponencial do volume de dados disponíveis. O domínio da informação disponível é uma fonte de poder, uma vez que permite analisar fatores do passado, compreender o presente, e principalmente, antever o futuro. Os sistemas de informação surgiram antes mesmo da informática. 2.1.1. Antes de 1940 Antes da popularização dos computadores, os sistemas de informação nas organizações se baseavam basicamente em técnicas de arquivamento e recuperação de informações de grandes arquivos. Geralmente existia a figura do "arquivador", que era a pessoa responsável em organizar os dados, registrá-los, catalogá-los e recuperá-los quando necessário. Esse método, apesar de simples, exigia um grande esforço para manter os dados atualizados bem como para recuperá-los. As informações em papéis também não possibilitavam a facilidade de cruzamento e análise dos dados.
  11. 11. 11 Por exemplo, o inventário de estoque de uma empresa não era uma tarefa trivial nessa época, pois a atualização dos dados não era uma tarefa prática e quase sempre envolvia muitas pessoas, aumentando a probabilidade de ocorrerem erros. 2.1.2. 1940 - 1952 Nessa época os computadores eram constituídos de válvulas eletrônicas (eram componentes grandes e caros), era uma técnica lenta e pouco durável. Nessa época os computadores só tinham utilidade cientifica, para poder fazer cálculos mais rápidos (algumas vezes a mais que nossa capacidade de calcular). A mão de obra utilizada era muito grande para manter o computador funcionando, para fazer a manutenção de válvulas e fios (quilômetros), que eram trocados e ligados todos manualmente. Essas máquinas ocupavam grandes áreas, como salas ou galpões. A programação era feita diretamente, na linguagem de máquina. A forma de colocar novos dados era por papel perfurado. 2.1.3. 1952 - 1964 Período destacado pela origem dos transistores e grande diminuição de cabos e fios, diminuição de tamanho das máquinas e aumento da capacidade de execução de cálculos em relação à geração anterior. O começo da comercialização dos computadores foi marcado, eram vendidos para as grandes empresas. Foi utilizada a técnica de integração em que em uma pequena cápsula continha vários transistores, chegando a milhares em um espaço menor que uma unha. É o começo do microprocessador, a linguagem de programação sendo feita por mnemônicos (comandos abreviados). A linguagem dominante era ASSEMBLY e nessa época os cálculos estavam na casa dos milionésimos de segundo. Surgiram formas de armazenamento cada vez maiores: as fitas e tambores magnéticos (para uso de memória).
  12. 12. 12 2.1.4. 1964 - 1971 Uma nova técnica de Circuito Integrado foi criado, o SLT (Solid Logic Technology) e uma técnica de microcircuitos. Com isso foi possível fazer processos simultâneos, dando um grande salto de processamento, ainda tendo novas evoluções para técnica de integração SSI (integração em pequena escala) e MSI (integração em média escala). As técnicas de integração evoluíram de SSI (integração em pequena escala), LSI (integração em grande escala) e VLSI (integração em muito grande escala). As linguagens utilizadas na época eram linguagens orientadas (linguagem universal, assemelhando-se cada vez mais com a linguagem humana). Esses processos chegaram a bilionésimos de segundos. 2.1.5. 1971 - 1981 Nessa geração surgiram os microprocessadores, e com isso a redução dos computadores (microcomputadores). Também o surgimento de linguagens novas de alto nível, bem como a transmissão de dados entre computadores através de rede. 2.1.6. 1981 - atual Com a nova geração em que estamos vivendo, surgiu com VLSI, a Inteligência artificial, com altíssima velocidade (com um ou mais núcleos por processadores, grande frequência e transferência de dados entre os componentes do computador), programas com alto grau de interatividade com o usuário e a grande rede mundial (Internet). Tudo isso impulsionou mais ainda a informática. 2.2.Vantagens do sistema de Informações Em um Sistema, várias partes trabalham juntas visando um objetivo em comum. Em um Sistema de Informação não é diferente, porém o objetivo é um fluxo mais confiável e menos burocrático das informações. Em um Sistema de
  13. 13. 13 Informação bem construído, suas principais vantagens são: Redução de custos operacionais e administrativos e ganho de produtividade; Mais integridade e veracidade da informação; Mais estabilidade; Mais segurança de acesso à informação. Otimização do fluxo de informação permitindo mais agilidade e organização; Informações de boa qualidade são essenciais para uma boa tomada de decisão. 3. Sistemas De Informação Baseados em Computadores (Sibc) ou Sistemas Informatizados. Um Sistema de informação é composto por dois elementos básicos: tecnológico e social. 3.1. Principais componentes tecnológicos de um SIBC Um Sistema de Informação baseados em computadores tem o mesmo comportamento de um Sistema manual: entrada de dados, processamentos e saídas. Alguns recursos e componentes, no entanto, são necessários para assim classificá-los. Dentro de um SIBC há um subsistema que o diferencia dos demais Sistemas de Informação: o subsistema tecnológico que ao invés de armários, fichas e máquinas rudimentares utilizam computadores, periféricos e softwares, ou seja, tecnologia da Informação, para auxiliar na transição de dados dentro do Sistema como um todo. Este subsistema relaciona-se com um subsistema humano, composto por pessoas e métodos (procedimentos), auxiliando-o com diversos elementos tecnológicos, alguns deles, comuns a maioria dos Sistemas Informatizados. Abaixo os principais:  Hardware (Computadores e periféricos);  Banco de dados;  Softwares (Sistemas Operacionais e Aplicativos);
  14. 14. 14  Rede de Computadores;  Pessoas;  Procedimentos. 3.1.1. Hardware Os equipamentos mais comuns num Sistema Informatizado são os computadores, seus periféricos e os Dispositivos de suporte à informação. São os computadores e periféricos como: impressora, processadores, monitores, teclados, dispositivos de leitura externo, etc. Juntos, eles aceitam dados e informação, processam-nos e permitem sua visualização. O Computador (CPU) é responsável por processar os dados e armazená-los para uso posterior com ajuda de algum Dispositivo de suporte á Informação - Drives ópticos, por exemplo - em um Dispositivo de Armazenamento (HDs, Fitas, Disquetes, CD, DVDs etc.). Para que estes dados sejam processados e armazenados são necessários dispositivos que os coletem – os dispositivos de entrada de dados. Os Dispositivos deste tipos mais comuns são os teclados, Mouses, Leitores de Cartão e de Código de Barras, Microfones dentre outros. A utilização de um ou de outro dispositivo depende do processo em que este dispositivo será utilizado e de relação custo x benefício onde geralmente o benefício é tempo de entrada dos dados e confiabilidade. Dependendo dos objetivos do Sistema de Informação, outros periféricos podem ser utilizados – robôs, por exemplo – para se obter um maior grau de automação, já que o mouse, o teclado e até mesmo os leitores ópticos são operados por pessoas, tornando, assim, a entrada de dados mais passível de erros, ou exigindo softwares mais confiáveis, e em decorrência, mais caros. Para exibir a informação gerada pelos processos são necessários dispositivos apropriados a esta função, os mais comuns são as impressora e os monitores, porém equipamentos como a caixa de som também pode ser utilizada em alguns momentos. Estes equipamentos são chamados de dispositivos de saída de Informação.
  15. 15. 15 3.1.2. Software: O Software é o elemento de Sistema Informatizado que dota o Hardware de capacidades. O software básico é o Sistema Operacional, é ele quem se comunica diretamente com o Hardware, usuários se comunicam com o Sistema Operacional ou com aplicações (aplicativos), que por vez se comunicam com o Sistema operacional. Os Aplicativos são Softwares desenvolvidos como intuito de auxiliar em algum processo do cotidiano de quem utiliza um computador - um editor de textos é um exemplo - dentro de um Sistema de Informação pode haver uma combinação destes softwares auxiliando em diversos processos diferentes (folha de pagamento, estoque, contas a pagar etc.). São imprescindíveis a todos os Sistemas de Informação, aplicações que possam auxiliar os Usuários do Sistema a armazená-los e recuperá-los posteriormente, assim como aplicações que façam validações dos dados que serão armazenados e exiba informações dos dados já processados: em suma aplicações que se comuniquem com um Banco de Dados. 3.1.3. Banco de Dados É uma coleção de fatos armazenados em arquivos de computador para uso posterior do Sistema. Os sistemas manuais também têm seu banco de dados, como uma lista telefônica ou um arquivo com fichas de Clientes. Os exemplos acima citados, ainda que contenham uma grande quantidade de dados, são considerados apenas bancos de dados rudimentares. O uso de um Banco de Dados informatizado é altamente vantajoso em relação a um manual principalmente em relação ao espaço ocupado pelos dados e velocidade de acesso, no que diz respeito as informações complexas que só poderão ser obtidas através do cruzamento de outras informações. 3.1.4. Redes Considera-se uma rede de computadores dois ou mais computadores interligados por um meio físico e compartilhado recursos entre si. Estes
  16. 16. 16 recursos podem ser Periféricos (Impressoras e Gravadoras de DVS, por exemplo), arquivos (inclusive os Bancos de Dados) e o próprio acesso a Internet, que também é uma rede. Uma rede trás diversas vantagens a um Sistema Informatizado, dentre elas um menor custo de infraestrutura (compartilhamento de periféricos) e melhor capacidade de distribuição da informação (compartilhamento de dados e arquivos), porém, só deve ser implantado aonde seu uso faça-se realmente necessário, pois, se mal projetada, pode tornar o fluxo de dados extremamente lento e tornar o Sistema mais vulnerável a invasões. Ainda deve-se levar em consideração que existe um custo para a manutenção e instalação de uma Rede, e em circunstância deste custo, deve-se analisar a relação custo- benefício trazida por ela. 3.1.5. Pessoas O elemento humano é composto por todas as pessoas que participam diretamente do funcionamento do sistema, como funcionários de empresa. São aqueles indivíduos que trabalham com o sistema ou utilizam sua saída . São usuários e operadores de hardware e software. 3.1.6. Procedimentos ou métodos Os métodos são os procedimentos lógicos que o elemento humano ou mesmo tecnológico deverão executar (emitir uma cobrança ou imprimir um relatório são exemplos de métodos). Mesmo os métodos podendo ser executados por elemento tecnológicos, como um Software, por exemplo, devem ser considerados sociais porque a sua origem ou aquilo que exige que ele seja executado normalmente tem origem social e também poderiam ser feitos sem a presença de tecnologia da informação. São um conjunto de instruções sobre como combinar os elementos mencionados de forma a processar as informações e gerar saídas desejadas. Também podemos dizer que são as funções que o sistema deve executar.
  17. 17. 17 4. Tipos de sistema de informação 4.1.Sistemas de suporte a decisão ou Sistemas de apoio a decisão – SSD ou SAD Um SAD recebe como entrada alternativas para solução de um problema e devolve as consequências para cada alternativa. Assim o administrador pode avaliar qual é a melhor alternativa. O SAD não define qual é a melhor decisão, nem indica que alternativas existem. 4.2.Sistemas de informação operacional – SIO Também chamados de Sistemas de Apoio às Operações Empresariais Sistemas de Controle ou Sistemas de Processamento de Transações. Contemplando o processamento de operações e transações rotineiras, no seu detalhe, incluindo seus respectivos procedimentos. Nos Sistemas de Informação Operacional cada transação empresarial envolve a entrada e alimentação de dados, o processamento e o armazenamento, e a geração de documentos e relatórios. Com suas inúmeras características, como grande volume de dados, muitas saídas de informações, envolvendo alto grau de repetição e computação simples. 4.3.Sistemas de informação gerencial – SIG Contemplam o processamento de grupos de dados das operações e transações operacionais transformando-os em informações para gestão. Trabalham com os dados agrupados das operações das funções empresariais da empresa, auxiliando a tomada de decisão do corpo gestor ou gerencial das unidades departamentais, em sinergia com as demais unidades. 4.4.Sistemas de informações estratégicos – SIE Também são chamados de Sistemas de Informação Executiva. Contemplam o processamento de grupos de dados das operações e
  18. 18. 18 transações gerenciais transformando-os em informações estratégicas. Trabalham com os dados no nível macro, filtrados das operações das funções empresariais da empresa, considerando ainda, o meio ambiente interno e externo, visando auxiliar o processo de tomada de decisão da alta administração, tal como, presidentes, diretores, sócios, acionistas, proprietários, assessores, etc. Geralmente oferecem informações gráficas. 4.5.Sistema de Automação de Escritório – SAE Sistemas de automação de escritório têm como principal finalidade aumentar a produtividade pessoal dos trabalhadores que manipulam informações de escritório, através do uso de pacotes de aplicativos padrões existentes no mercado como, por exemplo, o pacote Office da Microsoft. 4.6.Sistema de Suporte à Decisão – SSD Sistemas de Apoio à Decisão (Decision Support Systems) são sistemas avançados que possuem interatividade com as ações do usuário e oferecem modelos para ajudar na resolução de problemas. Como permitem grande flexibilidade, adaptabilidade ecapacidade de respostas rápidas auxiliam no apoio à tomada de decisão. Ex: Relatórios com informações que auxiliem, por exemplo, a construção ou não de uma determinada fábrica em uma região; a criação de novas cores de carro. 4.7.Sistema de Suporte Executivo – SSE São sistemas que dão suporte ao desenvolvimento do planejamento estratégico da organização. Utilizam tecnologia avançada para elaboração de gráficos e relatórios. Não são projetados para resolver problemas específicos e sim para auxiliar na definição dos objetivos organizacionais que podem mudar a estrutura dos problemas.
  19. 19. 19 4.8.Sistema de Informação Especialista – SE São sistemas ligados ao campo de inteligência artificial para a definição de cenários no processo de tomada de decisões. Oferecem soluções para problemas específicos num dado domínio ou que consigam aconselhar (dar conselhos), de uma maneira ou num nível comparável ao de especialistas; - Ex.: diagnóstico médico, aconselhamento financeiro e criação de produtos.
  20. 20. 20 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS I - Santana, Denise Dias, II – Perini, Luis Claudio. Fundamentos da administração da informação. Edição. Sem Inf. São Paulo Pearson Education do Brasil. 2009 Sites: https://www20.unopar.br/unopar/ava/aluno/formwebaula.action?gecronofer.gcof Cd=148732&geoferturm.goftCd=3181579&gediscofer.gofdCd=653495 https://www20.unopar.br/unopar/ava/aluno/formwebaula.action?gecronofer.gcof Cd=148738&geoferturm.goftCd=3181579&gediscofer.gofdCd=653495 http://pt.scribd.com/doc/54806054 www.slideshare.net http://www.ebah.com.br/content/ABAAAARXcAE/areas-funcionais-organiza-ao http://www.profsergio.net http://www.cepromat.com.br Segurança da Informação - Segurança da Informação - seguranca-da- informacao.info/ Política de Segurança da Informação – Santander - www.santander.com.br/.../politica_seguranca_informacao_fev_13.pdf

×