O que são detetores de incêndio?

243 visualizações

Publicada em

A função dos detetores de incêndio é indicar a todos os utilizadores de um dado local que um incêndio deflagrou em dada parte de um edifício. Assim, os detetores de incêndio avisam que o perigo espreita, permitindo, deste modo, uma rápida intervenção dos meios de socorro. Ao mesmo tempo, os utilizadores podem colocar-se rapidamente a salvo, seguindo a sinalização de segurança instalada no edifício e saídas.

Importa, por isso, sublinhar a importância de adquirir detetores de incêndio, quer se destinem à sua casa, quer à sua empresa. No mercado, encontrará desde os mais simples aos mais sofisticados detetores de incêndio. Aqui, mostramos-lhe como funcionam os equipamentos mais utilizados enquanto detetores de incêndio.

Os detetores de incêndio podem ser os seus melhores amigos no combate a incêndios. Saiba tudo o que é relevante sobre detetores de incêndio neste artigo do Blog Mais-Seguranca.pt

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que são detetores de incêndio?

  1. 1.                       O  que  são  detetores  de  incêndio?       http://www.mais-­‐seguranca.pt/blog/rede-­‐de-­‐incendio/detetores-­‐de-­‐incendio/   A  função  dos  detetores  de  incêndio  é  indicar  a  todos  os  utilizadores  de  um  dado  local  que  um   incêndio  deflagrou  em  dada  parte  de  um  edifício.  Assim,  os  detetores  de  incêndio  avisam  que  o   perigo   espreita,   permitindo,   deste   modo,   uma   rápida   intervenção   dos   meios   de   socorro.   Ao   mesmo  tempo,  os  utilizadores  podem  colocar-­‐se  rapidamente  a  salvo,  seguindo  a  sinalização  de   segurança  instalada  no  edifício  e  saídas.   Importa,  por  isso,  sublinhar  a  importância  de  adquirir  detetores  de  incêndio,  quer  se  destinem  à   sua   casa,   quer   à   sua   empresa.   No   mercado,   encontrará   desde   os   mais   simples   aos   mais   sofisticados  detetores  de  incêndio.  Aqui,  mostramos-­‐lhe  como  funcionam  os  equipamentos  mais   utilizados  enquanto  detetores  de  incêndio.   Os  detetores  de  incêndio  podem  ser  os  seus  melhores  amigos   no  combate  a  incêndios   Detetores  de  incêndio  existentes  no  mercado   Visite  o  nosso  Blog  em:     http://www.mais-­‐seguranca.pt/blog/  
  2. 2. Existem  diversos  detetores  de  incêndio.  Mas  nem  todos  são  iguais.  Conheça  alguns  dos  detetores   de  incêndio  mais  comuns  e  escolha  aquele  que  mais  convém  à  sua  situação.   • Detetores  de  incêndio  automáticos   Os  detetores  de  incêndio  automáticos  são  aparelhos  de  detecção  de  incêndios  que  têm  a   função  de  registar,  comparar  e  medir  automaticamente  a  presença  e  variação  das  diversas   manifestações  da  combustão.     Estas   manifestações   ocorrem   de   uma   tripla   maneira:   como   fumo,   chamas   e   calor.   Os   detetores   de   incêndio,   calibrados   para   determinada   capacidade   de   reação,   são   então   identificados  pela  sua  capacidade  de  medir  ou  analisar  a  presença,  entre  outros,  de  gases   de  combustão,  aerossóis,  fumo  visível,  chamas  ou  elevação  da  temperatura.   • Detetores  de  incêndio  de  fumo   Os   detetores   de   incêndio   de   fumo   ocupam   uma   posição   privilegiada   no   campo   das   disponibilidades  técnicas,  existindo  dois  tipos  destes  detetores  de  incêndio:  os  detetores   de  incêndio  óticos  e  os  iónicos.  Os  primeiros  reagem  a  uma  concentração  importante  de   fumo   visível.   Os   outros   reagem   a   todos   os   tipos   de   aerossóis,   oferecendo,   por   isso,   um   largo  campo  de  aplicações.  A  título  de  curiosidade,  saiba,  porém,  que  estes  detetores  de   incêndio  iónicos  estão  largamente  a  ser  substituídos  pelos  detetores  de  incêndio  de  fumo.   • Detetores  de  incêndio  óticos  de  chamas   Estes  detetores  de  incêndio  sinalizam  os  chamados  fogos  declarados,  ou  abertos.  Mas  na   condição   de   que   a   radiação   produzida   não   seja   impedida   de   atingir   os   detetores   de   incêndio  por  alguma  presença  de  nuvens  de  fumo  que  se  desenvolva  em  simultâneo,  ou   qualquer  outro  obstáculo.   • Detetores  de  incêndio  de  temperatura   Estes   detetores   de   incêndio   são   recomendados   para   os   incêndios   de   desenvolvimento   rápido  de  temperatura  e  podem  ser  termovelocimétricos  ou  termostáticos.  Os  primeiros,   os   detetores   de   incêndio   termovelocimétricos,   são   capazes   de   sinalizar   o   início   de   um   incêndio  de  desenvolvimento  muito  rápido,  caso  a  elevação  da  temperatura  por  unidade   de  tempo  ultrapassar  um  dado  valor.     Já   os   últimos,   os   detetores   de   incêndio   termostáticos,   apenas   sinalizam   o   início   de   um   incêndio  no  caso  de  este  atingir  uma  dada  temperatura  preestabelecida.  
  3. 3.   • Detetores  de  incêndio  multicritério   Estes   detetores   de   incêndio   são   bem   conhecidos   pelo   nome   de   multisensores.   Estes   aparelhos  combinam  a  detecção  de  fumo  com  a  detecção  por  temperatura  fixa.   • Detetores  de  incêndio  manuais  ou  botoneiras   Estes   detetores   de   incêndio   representam   um   apoio   e   um   reforço   aos   detetores   de   incêndio   realizados   por   meio   de   sensores,   ou   automáticos.   É   muito   comum   ocorreram   situações  em  que  estes  detetores  de  incêndio  se  complementarizam  com  botoneiras.     As  botoneiras  não  são  mais  do  que  botões  de  alarme  manual  que  permitem  a  intervenção   humana,  por  antecipação  ao  sistema  automático.   Por  último,  damos-­‐lhe  a  conhecer  o  que  é  uma  Central  de  Detecção  de  Incêndio  (CDI),  também   conhecida  por  Unidade  de  Controlo  e  Sinalização  (UCS).  A  CDI  não  e  mais  do  que  a  unidade  do   sistema   automático   de   detetores   de   incêndio   aos   quais   são   ligados   todos   os   periféricos   do   sistema.     Estes  periféricos  podem  ser  os  dispositivos  de  detecção,  alarme  e  comando,  e  devem  possuir  a   capacidade  de  identificar  individualmente  ou  por  zonas,  todos  os  detetores,  sejam  de  botoneira,   isto  é,  de  alarme  manual,  ou  automático,  onde  foi  desencadeado  o  alarme.   Não   deixe   de   consultar   a   nossa   loja   online   onde   encontrará   à   venda   detetores   de   incêndio   e   muitos  outros  equipamentos  de  proteção  contra  incêndio.  Leia  ainda  o  nosso  post  “Conheça  a   legislação  de  segurança  contra  incêndios  em  edifícios”   Palavras-­‐chave:  detetores  de  incêndio  
  4. 4. Palavras-­‐chave   secundárias:   botoneiras,   Central   de   Detecção   de   Incêndio,   incêndio,   incêndios,   meios  de  socorro,  multisensores,  sinalização  de  segurança,  Unidade  de  Controlo  e  Sinalização      

×