ENTRE VOCÊ E DEUS

289 visualizações

Publicada em

A oração a sós com ELE

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
69
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ENTRE VOCÊ E DEUS

  1. 1. ENTRE VOCÊ E DEUS A oração a sós com ELE
  2. 2. I CORÍNTIOS 11:28a “Examine-se, pois o homem a si mesmo,...”
  3. 3. MATEUS 6:5-8  5 - E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa.  6 - Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.  7 - E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos.  8 - Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.
  4. 4.  Neste trecho, Cristo nos dá orientações sobre a nossa relação pessoal e íntima com Deus – a nossa vida de oração.
  5. 5.  Assim como Cristo condenou o exibicionismo na prática de dar esmolas (Mateus 6:1-4), neste trecho Cristo condena o exibicionismo na prática da oração.
  6. 6.  Jesus os chama de hipócritas (a Bíblia de Estudo de Genebra utiliza a palavra “fingidos”). Estes hipócritas gostavam de orar em público para mostrar aos outros que eram mais “espirituais” e “devotados” a DEUS.
  7. 7.  Jesus demonstra aqui o valor da oração individual.  Jesus nos deixou o exemplo da oração individual (Mateus 14:23).
  8. 8. ISAÍAS 30:15 “Porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força, mas não o quisestes.” (grifo meu)
  9. 9.  “Se me perguntassem um dia qual a marca da contemporaneidade, diria sem hesitação: barulho e desespero. Não se trata de um olhar pessimista, mas realista. O homem do século XXI está desacostumado ao silêncio – o que é facilmente percebido pelo barulho com o qual dia e noite convivemos. Rádio, TV, música, celular, computador, tablets. Tecnologia esperta, cara e útil, mas barulhenta. Além deles também nossas bocas inquietas não se calam. É bem verdade que falamos da hora que levantamos até quando dormimos (e há os que falam dormindo!). O ruído engoliu o nosso mundo de uma maneira tal que já não gozamos de pleno silêncio a não ser quando vamos ao campo ou à praia, e mesmo assim há de ser um campo distante ou uma praia deserta”. (Gregory Rial – Monge Católico)  https://silentioetspes.wordpress.com/2012/08/21/no- silencio-e-na-esperanca/
  10. 10. ELIAS NO MONTE HOREBE (SINAI) I REIS 19:8-13
  11. 11.  Elias fugiu da rainha Jezabel e chegou até o monte Horebe (no Sinai)... No encontro de Deus com Elias, Deus não falou por meio do vento, ou do terremoto, ou do fogo... mas por meio de “uma voz calma e suave” ou “um sussurro amável” (v. 12 ). (Adaptado da Bíblia Digital Glow)
  12. 12.  Portanto, um momento a sós com DEUS, com calma, traquilidade, silêncio, sossego, sem preocupações, é extremamente importante e necessário para a nossa comunhão com ELE.
  13. 13.  É importante destacar a necessidade da oração comunitária, para o fortalecimento da comunhão na Igreja.
  14. 14. A VIDA MODERNA  No trabalho, nos estudos, na família, na vida social e na Igreja: ◦ Mesas cheias de tarefas; ◦ Agendas lotadas de compromissos; ◦ Envolvimento com muitos projetos; ◦ Envolvimento com muitas pessoas; ◦ Muitas reuniões; ◦ Muitos ensaios.
  15. 15. E AINDA TEM AS REDES SOCIAIS!
  16. 16. EM TEMPO...  Precisamos pedir misericórdia e sabedoria ao SENHOR para podermos usar a Internet e nossos celulares. A navegação pela rede mundial de computadores é como qualquer outra atividade humana: precisa de bom senso para ser realizada. O fato de ser virtual, não significa que o tempo dedicado a ela não precisa ser controlado.
  17. 17. E SE EU QUISER FALAR COM DEUS?  Quando eu vou entrar em meu quarto, fechar a porta e orar ao Pai?
  18. 18.  Diante dos diversos compromissos da vida moderna, precisamos pedir ao SENHOR sabedoria para organizarmos bem a nossa vida.  Nós precisamos pedir a orientação divina antes de assumir um compromisso (na Igreja, no trabalho, na vida familiar ou social).
  19. 19. MATEUS 6:6 “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.”
  20. 20. O QUARTO  A ideia não é que deve haver um cômodo: Pedro subiu ao terraço (Atos 10:9); Jesus foi para o monte (Mateus 14:23); Isaque foi para o campo (Gênesis 24:63).  O “quarto” é um lugar onde eu não vou ser incomodado, interrompido.
  21. 21. NO QUARTO...  Seguir o conselho do Profeta Oséias “ Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; ...” (Os 6:3a) Neste trecho, conhecer implica intimidade, lealdade e obediência.  Não usar de repetições desnecessárias para “convencer” a DEUS. ◦ Vãs repetições = mantras indianos; terços católicos; etc. ◦ Oração extensa não é errada - Neemias 9:5- 38; II Crônicas 6:14-42.
  22. 22. NO QUARTO...  Compreender a Santidade, a Glória e a Soberania de DEUS. ◦ Salmo 46 ◦ Salmo 139  Compreender a realidade de quem somos nós ◦ Jó 42:1-6
  23. 23. NO QUARTO...  Confessar os pecados nominalmente.  No exercício da oração a sós com ELE devemos dizer como o salmista “sonda-me” (Sl 139:23).  “No quarto” estamos diante do Criador do Universo e diante de nós mesmos (sem máscaras).
  24. 24. NO QUARTO...  “No quarto” aprendemos a nos conhecer e assim nos relacionamos melhor com DEUS e com o próximo.
  25. 25.  “Não devemos nos apressar a sair do quarto. Precisamos, com espírito de humildade, buscar Dele compreensão sobre o que devemos fazer ao sair dali.” (Revista do professor, p. 54)
  26. 26.  “Devemos entender que DEUS sabe de tudo que temos necessidade e deseja que no exercício da oração encontremos uma profunda paz Nele”. (Revista do Professor, p.53).
  27. 27. HABACUQUE 3:18-19 “todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha fortaleza e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente. Ao mestre de canto. Para instrumentos de cordas.”
  28. 28. ISAÍAS 40:12-31 “NO QUARTO” VAMOS APRENDER SOBRE A GRANDEZA DE DEUS
  29. 29. BIBLIOGRAFIA  DAVIS, John D. Dicionário da Bíblia; tradução do Rev. J.R. Carvalho Braga, Juerp, Rio de Janeiro, 1990.  TOGNINI, Enéas. Geografia da terra Santa; Louvores do Coração, São Paulo, 1983.
  30. 30. BIBLIOGRAFIA  Bíblia de Estudo de Genebra, Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo e Barueri, 1999.  Bíblia Digital Glow – www.bibliaglow.com.br
  31. 31. IMAGENS  Slide 9 – Zilrene Alcantara Miguel, Península do Sinai, Egito, 2011.  Slides 2, 14, 16 e 25 – www.google.com.br/imagens
  32. 32. AGRADECIMENTOS  À COMUNIDADE CRISTÃ DE MARINGÁ, por disponibilizar áudios na Web com estudos ministrados naquela Igreja.  http://www.comunidadecristademaringa.com.br/
  33. 33. PRODUZIDO POR:  Zilrene Alcantara Miguel com base na Revista “Perfil aprovado – Sermão do Monte”, lição 9 – “Entre você e Deus”, da editora Cristã Evangélica.  Igreja Presbiteriana em C.A.E. Carvalho, São Paulo, SP, Brasil.  Classe da UMP  Novembro/2015

×