Percurso pedestre de S. Martinho de Anta | Sabrosa<br />
“Desta terra sou feito.Fragas são os meus ossos,Húmus a minha carne.Tenho rugas na almaE corre-me nas veiasRios impetuosos...
Como começou o nosso percurso…<br />O nosso bonito percurso começou na capela da Nossa Senhora da Azinheira que se situa n...
O que encontramos pelo caminho…<br />
Como acabou<br />Passados 4 km de caminhada chegamos a Mamoa das Madorras que se encontra à beira da estrada entre Arcã, G...
O que podemos encontrar ao longo do caminho…<br />
Relativamente a flora reparamos que existiam: <br />Líquenes;<br />Fetos fissuricolas;<br />Ervas e arbustos;<br />Bem-me-...
Relativamente á fauna podemos encontrar… <br />Aves como: <br />Melro-azul;<br /> Rabirruivo;<br /> Andorinha das rochas;<...
Repteis como:<br />Víbora-cornuda;<br /> Lagarto comum; Sardanisca-ibérica.<br />
Património arqueológico<br />-Mamoa I de Madorras;<br />-Castro de Sabrosa ou da Sancha;<br />-Reduto cimeiro;<br />-Capel...
Geologia<br />Nesta região a rocha predominante é o granito, em algumas encostas os afloramentos graníticos encontram-se p...
CátiaPacheco nº 23654<br />Elisabete Ribeiro nº 23133<br />Júlia Correia nº 24552<br />TICE Educação Básica 1º Ano<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Percurso Pedestre S. Martinho de Anta

896 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado por:
Cátia Pacheco nº 23654
Elisabete Ribeiro nº 23133
Júlia Correia nº 24552

TICE Educação Básica 1º Ano

Publicada em: Educação, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
896
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Percurso Pedestre S. Martinho de Anta

  1. 1. Percurso pedestre de S. Martinho de Anta | Sabrosa<br />
  2. 2. “Desta terra sou feito.Fragas são os meus ossos,Húmus a minha carne.Tenho rugas na almaE corre-me nas veiasRios impetuosos.Dou poemas agrestes,E fico também longeNo mapa da nação.Longe e fora de mão…”Miguel Torga, in Diário XV<br />
  3. 3. Como começou o nosso percurso…<br />O nosso bonito percurso começou na capela da Nossa Senhora da Azinheira que se situa no alto da serra, tem estilo barroco (provávelmenteséc. XVII).<br />Possui altar-mor em talha dourada<br />e outros dois altares laterais<br />também em talha. O tecto é<br />completamente preenchido por uma<br />pintura. O recinto à volta da capela<br />existem castanheiros, centenários. <br />
  4. 4. O que encontramos pelo caminho…<br />
  5. 5.
  6. 6.
  7. 7. Como acabou<br />Passados 4 km de caminhada chegamos a Mamoa das Madorras que se encontra à beira da estrada entre Arcã, Garganta e Vilar de Celas, foi escavada à cerca de 20 anos e esta pouco preservada, apesar de se verificarem vestígios de pinturas e gravuras em alguns dos seus esteios. Ainda assim mereceu a nossa visita, pois proporcionou-nos uma bonita paisagem entre as serras do Alvão e do Marão.<br />
  8. 8.
  9. 9. O que podemos encontrar ao longo do caminho…<br />
  10. 10. Relativamente a flora reparamos que existiam: <br />Líquenes;<br />Fetos fissuricolas;<br />Ervas e arbustos;<br />Bem-me-quer das rochas;<br />Cravos silvestres; Azinheira;<br />Carqueja;<br />Giesta branca;<br />Tojo;<br />Aglomerados de pinheiro bravo.<br />
  11. 11.
  12. 12. Relativamente á fauna podemos encontrar… <br />Aves como: <br />Melro-azul;<br /> Rabirruivo;<br /> Andorinha das rochas;<br />Gralha-de-nuca-cinzenta;<br />Estorninho-preto;<br />Corvo ;<br /> Peneireiro;<br /> Grifo. <br />
  13. 13. Repteis como:<br />Víbora-cornuda;<br /> Lagarto comum; Sardanisca-ibérica.<br />
  14. 14.
  15. 15. Património arqueológico<br />-Mamoa I de Madorras;<br />-Castro de Sabrosa ou da Sancha;<br />-Reduto cimeiro;<br />-Capela de Nossa Senhora da Azinheira.<br />Assumem-se hoje como uma das principais estações arqueológicas da região do Douro.<br />
  16. 16.
  17. 17. Geologia<br />Nesta região a rocha predominante é o granito, em algumas encostas os afloramentos graníticos encontram-se povoados por pequena vegetação de porte arbustivo e arbóreo que teimam em resistir ao domínio do reino mineral. A paisagem granítica resulta de muitos milhões de anos de acção dos erosivos.<br />
  18. 18. CátiaPacheco nº 23654<br />Elisabete Ribeiro nº 23133<br />Júlia Correia nº 24552<br />TICE Educação Básica 1º Ano<br />

×