SlideShare uma empresa Scribd logo
REINO PROTISTA
clorófita
tripanossomo
giárdia
plasmódio
paramecium
diatomáceas
plasmódio
REINO PROTISTA
 Seres eucariontes, unicelulares ou
pluricelulares , autótrofas ou
heterótrofas.
 Maioria microscópica;
 Locomoção: cílios, flagelos,
pseudópodes (algumas sp. não
possuem nenhuma estrutura
locomotora)
Protozoários:
 Os protozoários são os protistas UNICELULARES E
HETERÓTROFOS.
• Vida livre ou parasitas
• Reprodução Assexuada
• Reprodução Sexuada
(conjugação)
•FILOS
 Apicomplexa ou Esporozoários:
 São protozoários que não têm estruturas
locomotoras, logo, não se locomovem. São TODOS
parasitas.Exemplo: Plasmodium (causador da
malária).
Plasmodium vivax
•FILOS
 Rhizopoda: são protozoários que se locomovem e
obtêm alimento através de PROLONGAMENTOS
DO CITOPLASMA, chamados PSEUDÓPODES.
 Exemplo: Ameba.
 A palavra pseudópodes vem do grego, onde “FILOS
pseudos” significa falso e “podos” significa pés.
•FILOS
 Zoomastigophora: são protozoários que possuem
UM ou MAIS FLAGELOS. Os flagelos são longos
filamentos que vibram e permitem a locomoção
desses seres servem também para captura de
alimento. Exemplo: Trypanosoma cruzi.
•FILOS
 Ciliophora: são protozoários que possuem
CÍLIOS em volta do corpo. O movimento
dos cílios permite a locomoção desses
seres. Exemplo: Paramécium
•FILOS
 Foraminífera: Apresentam carapaça e se
movimentam por pseudópodes vivem
principalmente em águas oceânicas
Doenças Humanas Causadas por
Protozoários- Protozooses
AMEBÍASE
 Protozoário: Entamoeba histolytica
Entamoeba histolytica Cisto
Transmissão: ingestão de água ou alimentos contaminados.
•A Entamoeba histolytica parasita principalmente o intestino
grosso dos seres humanos, provocando feridas.
Intestino Grosso
Glóbulos Vermelhos
SANGUE
• A ameba se reproduz no intestino grosso e forma
CISTOS, que são eliminados com as FEZES, podendo
contaminar a água e alimentos diversos.
+ FEZES
Tubo Digestivo
•Sintomas: diarréia com sangue e fortes dores abdominais.
•Formas de Prevenção da Doença:
 Beber água tratada, fervida ou clorada;
 Lavar frutas, legumes e verduras
 Manter bons hábitos de higiene.
DOENÇA DE CHAGAS
 Protozoário: Trypanosoma cruzi.
•Transmissão: FEZES de um percevejo sugador de sangue,
popularmente conhecido como BARBEIRO; transfusão de
sangue contaminado pelo protozoário; de mãe para filho
através da placenta ou amamentação.
Casa de pau-a-pique
Os percevejos se alojam
nas frestas de paredes de
chiqueiros e casas de pau-a-
pique.
• O Trypanosoma cruzi vive no INTESTINO do
PERCEVEJO (BARBEIRO). O percevejo pica e suga o
sangue das pessoas. Durante a picada, ele elimina fezes que
contêm tripanossomos. Coçando o local, os parasitas são
introduzidos na pele através do orifício deixado pela picada.
• Através da corrente sangüínea, os tripanossomos chegam
ao coração e se fixam.
•Sintomas: febre ou inchaço ao redor do local da picada,
feridas na pele, doenças cardíacas.
•Formas de Prevenção da Doença:
o Tapar frestas onde os percevejos possam se esconder;
o Substituir moradias de barro e de madeira por outras de
tijolos;
o Exigir garantia de sangue sadio em transfusões de
sangue;
o Usar inseticidas para combater o percevejo.
MALÁRIA
 Protozoário: Plasmodium
•Transmissão: picada da fêmea contaminada do mosquito
do gênero Anopheles, conhecido popularmente como
mosquito-prego.
• Durante a picada, o mosquito libera SALIVA contendo os
plasmódios. Os parasitas penetram no organismo através do
orifício deixado pela picada. Os plasmódios se instalam em
diversos órgãos, tais como o FÍGADO.
Fígado
• Após um certo período, os parasitas retornam ao
SANGUE e penetram nos GLÓBULOS VERMELHOS,
onde se reproduzem. Cheios de novos parasitas, os glóbulos
vermelhos se rompem liberando novos protozoários que
irão infectar outros glóbulos vermelhos.
•Sintomas: febre alta.
•Formas de Prevenção da Doença:
o Pulverização de inseticidas em córregos, lagos e poças
de água parada para matar as larvas do mosquito;
o Evitar o acesso dos mosquitos às moradias.
LEISHMANIOSE
 Protozoário: Leishmania brasiliensis.
•Transmissão: picada do mosquito do gênero Phlebotomus,
popularmente conhecido como mosquito-palha.
•Sintomas: feridas na pele, nos lábios e nariz. As feridas
podem obstruir parcialmente as cavidades nasais,
provocando sono agitado e insônia.
GIARDÍASE
 Protozoário: Giardia lamblia .
•Transmissão: ingestão de água ou alimentos contaminados.
 Transmissão
GIARDÍASE
• A Giardia lamblia parasita principalmente o intestino
delgado dos seres humanos.
Intestino Delgado
•Sintomas: diarréia, desidratação e até a morte.
•Formas de Prevenção da Doença:
o Beber água tratada, fervida ou clorada;
o Lavar frutas, legumes e verduras antes de consumi-los;
o Manter bons hábitos de higiene.
TOXOPLASMOSE
 Protozoário: Toxoplasma gondii.
Cisto
Esporozoário
•Transmissão: contato com animais domésticos ou com
suas fezes, principalmente gatos.
• As FEZES do animal podem conter CISTOS do parasita,
que são espalhados por insetos, como moscas e baratas. Os
cistos podem ser adquiridos quando uma pessoa entra em
contato com as fezes contaminadas ou quando ingere algum
alimento contaminado.
Cisto
+ FEZES
• Mulheres grávidas passam para o feto – má
formações e até aborto;
•Sintomas: mal-estar, dores de cabeça e musculares,
febre, lesões oculares com perda parcial ou quase total da
visão. Em grávidas, o bebê pode nascer cego, deficiente
mental e até mesmo morto.
•Prevenção: lavar bem as mãos antes das refeições,
principalmente após o manuseio com animais domésticos.
Algas:
 São organismos autótrofos fotossintetizantes.
 Podem ser unicelulares ou multicelulares, cujo corpo é
denominado talo.
 Vivem no mar,em lagos,em rios ou em superfícies úmidas.
Sargassum – alga parda
Pórfira - alga vermelha
Ulva lactuca – alga verde
Euglena - unicelular

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Reino Protista

Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino ProtistaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Turma Olímpica
 
Aula 1 reino protista
Aula 1  reino protistaAula 1  reino protista
Aula 1 reino protista
Neila
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
Gabriel Lopes (Guma)
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
Iuri Fretta Wiggers
 
Reino Protoctista
Reino ProtoctistaReino Protoctista
Reino Protoctista
infoeducp2
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
professorbevilacqua
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
Marta810319
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
ProfDeboraCursinho
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
Fatima Comiotto
 
1ª protozoarios
 1ª protozoarios 1ª protozoarios
1ª protozoarios
Ana Paula A. Piacentini
 
Reino Protista, Fungi e Monera
Reino Protista, Fungi e MoneraReino Protista, Fungi e Monera
Reino Protista, Fungi e Monera
Paulocosta510
 
Aula 4 vicky ii
Aula 4 vicky iiAula 4 vicky ii
Protoctista
ProtoctistaProtoctista
Reino Protista
Reino ProtistaReino Protista
Reino Protista
tiago.ufc
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
Bianca Borges
 
Marcelo Brilhante Reino Protista
Marcelo Brilhante   Reino ProtistaMarcelo Brilhante   Reino Protista
Marcelo Brilhante Reino Protista
espacoaberto
 
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.GravA.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
Albano Novaes
 
Estudo dos protozoários (versão para aula)
Estudo dos protozoários (versão para aula)Estudo dos protozoários (versão para aula)
Estudo dos protozoários (versão para aula)
Mario Leonel Rodrigues
 
Aula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protistaAula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protista
Jefferson Izaías Oliveira Laurindo
 

Semelhante a Reino Protista (20)

Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino ProtistaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
 
Aula 1 reino protista
Aula 1  reino protistaAula 1  reino protista
Aula 1 reino protista
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
 
Reino Protoctista
Reino ProtoctistaReino Protoctista
Reino Protoctista
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
 
1ª protozoarios
 1ª protozoarios 1ª protozoarios
1ª protozoarios
 
Reino Protista, Fungi e Monera
Reino Protista, Fungi e MoneraReino Protista, Fungi e Monera
Reino Protista, Fungi e Monera
 
Aula 4 vicky ii
Aula 4 vicky iiAula 4 vicky ii
Aula 4 vicky ii
 
Protoctista
ProtoctistaProtoctista
Protoctista
 
Reino Protista
Reino ProtistaReino Protista
Reino Protista
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Marcelo Brilhante Reino Protista
Marcelo Brilhante   Reino ProtistaMarcelo Brilhante   Reino Protista
Marcelo Brilhante Reino Protista
 
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.GravA.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
A.P.Point.Protistas.ProtozoáRios2007.Grav
 
Estudo dos protozoários (versão para aula)
Estudo dos protozoários (versão para aula)Estudo dos protozoários (versão para aula)
Estudo dos protozoários (versão para aula)
 
Aula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protistaAula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protista
 

Último

Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tccPsicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
rosilenenunes9
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Fabiano Pessanha
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
walterjose20
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
AdrianoPompiroCarval
 
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdfQuest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
ighormt
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
LuFelype
 
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Sergio Wilfrido Vazquez Apestegui
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
barbosakennedy04
 

Último (8)

Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tccPsicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
 
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdfQuest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
 
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
 

Reino Protista

  • 2. REINO PROTISTA  Seres eucariontes, unicelulares ou pluricelulares , autótrofas ou heterótrofas.  Maioria microscópica;  Locomoção: cílios, flagelos, pseudópodes (algumas sp. não possuem nenhuma estrutura locomotora)
  • 3. Protozoários:  Os protozoários são os protistas UNICELULARES E HETERÓTROFOS. • Vida livre ou parasitas • Reprodução Assexuada • Reprodução Sexuada (conjugação)
  • 4. •FILOS  Apicomplexa ou Esporozoários:  São protozoários que não têm estruturas locomotoras, logo, não se locomovem. São TODOS parasitas.Exemplo: Plasmodium (causador da malária). Plasmodium vivax
  • 5. •FILOS  Rhizopoda: são protozoários que se locomovem e obtêm alimento através de PROLONGAMENTOS DO CITOPLASMA, chamados PSEUDÓPODES.  Exemplo: Ameba.  A palavra pseudópodes vem do grego, onde “FILOS pseudos” significa falso e “podos” significa pés.
  • 6. •FILOS  Zoomastigophora: são protozoários que possuem UM ou MAIS FLAGELOS. Os flagelos são longos filamentos que vibram e permitem a locomoção desses seres servem também para captura de alimento. Exemplo: Trypanosoma cruzi.
  • 7. •FILOS  Ciliophora: são protozoários que possuem CÍLIOS em volta do corpo. O movimento dos cílios permite a locomoção desses seres. Exemplo: Paramécium
  • 8. •FILOS  Foraminífera: Apresentam carapaça e se movimentam por pseudópodes vivem principalmente em águas oceânicas
  • 9. Doenças Humanas Causadas por Protozoários- Protozooses
  • 10. AMEBÍASE  Protozoário: Entamoeba histolytica Entamoeba histolytica Cisto
  • 11. Transmissão: ingestão de água ou alimentos contaminados.
  • 12. •A Entamoeba histolytica parasita principalmente o intestino grosso dos seres humanos, provocando feridas. Intestino Grosso Glóbulos Vermelhos SANGUE
  • 13. • A ameba se reproduz no intestino grosso e forma CISTOS, que são eliminados com as FEZES, podendo contaminar a água e alimentos diversos. + FEZES Tubo Digestivo
  • 14. •Sintomas: diarréia com sangue e fortes dores abdominais. •Formas de Prevenção da Doença:  Beber água tratada, fervida ou clorada;  Lavar frutas, legumes e verduras  Manter bons hábitos de higiene.
  • 15. DOENÇA DE CHAGAS  Protozoário: Trypanosoma cruzi.
  • 16. •Transmissão: FEZES de um percevejo sugador de sangue, popularmente conhecido como BARBEIRO; transfusão de sangue contaminado pelo protozoário; de mãe para filho através da placenta ou amamentação. Casa de pau-a-pique Os percevejos se alojam nas frestas de paredes de chiqueiros e casas de pau-a- pique.
  • 17. • O Trypanosoma cruzi vive no INTESTINO do PERCEVEJO (BARBEIRO). O percevejo pica e suga o sangue das pessoas. Durante a picada, ele elimina fezes que contêm tripanossomos. Coçando o local, os parasitas são introduzidos na pele através do orifício deixado pela picada. • Através da corrente sangüínea, os tripanossomos chegam ao coração e se fixam.
  • 18. •Sintomas: febre ou inchaço ao redor do local da picada, feridas na pele, doenças cardíacas.
  • 19. •Formas de Prevenção da Doença: o Tapar frestas onde os percevejos possam se esconder; o Substituir moradias de barro e de madeira por outras de tijolos; o Exigir garantia de sangue sadio em transfusões de sangue; o Usar inseticidas para combater o percevejo.
  • 21. •Transmissão: picada da fêmea contaminada do mosquito do gênero Anopheles, conhecido popularmente como mosquito-prego.
  • 22. • Durante a picada, o mosquito libera SALIVA contendo os plasmódios. Os parasitas penetram no organismo através do orifício deixado pela picada. Os plasmódios se instalam em diversos órgãos, tais como o FÍGADO. Fígado
  • 23. • Após um certo período, os parasitas retornam ao SANGUE e penetram nos GLÓBULOS VERMELHOS, onde se reproduzem. Cheios de novos parasitas, os glóbulos vermelhos se rompem liberando novos protozoários que irão infectar outros glóbulos vermelhos.
  • 24. •Sintomas: febre alta. •Formas de Prevenção da Doença: o Pulverização de inseticidas em córregos, lagos e poças de água parada para matar as larvas do mosquito; o Evitar o acesso dos mosquitos às moradias.
  • 26. •Transmissão: picada do mosquito do gênero Phlebotomus, popularmente conhecido como mosquito-palha.
  • 27. •Sintomas: feridas na pele, nos lábios e nariz. As feridas podem obstruir parcialmente as cavidades nasais, provocando sono agitado e insônia.
  • 29. •Transmissão: ingestão de água ou alimentos contaminados.
  • 31. • A Giardia lamblia parasita principalmente o intestino delgado dos seres humanos. Intestino Delgado
  • 32. •Sintomas: diarréia, desidratação e até a morte. •Formas de Prevenção da Doença: o Beber água tratada, fervida ou clorada; o Lavar frutas, legumes e verduras antes de consumi-los; o Manter bons hábitos de higiene.
  • 33. TOXOPLASMOSE  Protozoário: Toxoplasma gondii. Cisto Esporozoário
  • 34. •Transmissão: contato com animais domésticos ou com suas fezes, principalmente gatos.
  • 35. • As FEZES do animal podem conter CISTOS do parasita, que são espalhados por insetos, como moscas e baratas. Os cistos podem ser adquiridos quando uma pessoa entra em contato com as fezes contaminadas ou quando ingere algum alimento contaminado. Cisto + FEZES
  • 36. • Mulheres grávidas passam para o feto – má formações e até aborto;
  • 37. •Sintomas: mal-estar, dores de cabeça e musculares, febre, lesões oculares com perda parcial ou quase total da visão. Em grávidas, o bebê pode nascer cego, deficiente mental e até mesmo morto.
  • 38. •Prevenção: lavar bem as mãos antes das refeições, principalmente após o manuseio com animais domésticos.
  • 39. Algas:  São organismos autótrofos fotossintetizantes.  Podem ser unicelulares ou multicelulares, cujo corpo é denominado talo.  Vivem no mar,em lagos,em rios ou em superfícies úmidas. Sargassum – alga parda Pórfira - alga vermelha
  • 40. Ulva lactuca – alga verde Euglena - unicelular