SlideShare uma empresa Scribd logo
úsica
Festival de
19 de outubro de 2013
1
1º Festival de Música
APRESENTAÇÃO
O 1º FESTIVAL DE MÚSICA DA JUBACE deverá marcar um novo período
no âmbito musical das igrejas batistas do Ceará, contribuindo para o
desenvolvimento de novas estratégias entre os ministérios de louvor locais,
possibilitando-lhes vislumbrar alternativas aos modelos dominantes na
maioria das igrejas, e que nem sempre condizem com a realidade de cada uma
delas.
Temos visto uma busca incansável (e, por vezes, irresponsável) de líderes
almejando a excelência na adoração por meio de atitudes incoerentes com o
comportamento e a boa disciplina de um cristão.
Devido à carência de bons músicos, somos surpreendidos com
“tratamentos especiais” a integrantes de ministérios de louvor cuja conduta
fere a saúde do restante do grupo, ou mesmo da igreja. São pessoas recém-
convertidas assumindo lugares importantes na condução do louvor
congregacional; integrantes com excelente técnica, mas sem a menor
responsabilidade e respeito com a função que exercem, sendo mantidos como
intocáveis no grupo.
Como se não bastassem estes modelos estereotipados, ainda temos os
valores da música sacra sendo invertidos dentro das próprias igrejas, onde
canções que deveriam glorificar a Deus são substituídas por canções de
grandes artistas “gospel” que centralizam o homem no tema de suas letras, e
que, por vezes, sequer fazem alguma referência a Deus ou aos Seus atributos.
Ministérios de louvor grandes e “completos” são tidos como modelos ideais,
mas temos visto pastores fazendo toda a diferença entoando canções
espirituais com o simples auxílio de um violão.
Enfim, são casos e mais casos que nos fazem crer que a música cristã vive
uma fase delicada. Os problemas têm se multiplicado na área musical das
nossas igrejas, e têm refletido direta e negativamente em muitas delas.
Precisamos trazer de volta o propósito da música como ferramenta de
adoração ao Senhor; precisamos resignificar a noção de transformação de
vida cantada, a partir da Palavra de Deus. Um dos grandes reformadores,
Martinho Lutero, disse, a respeito da música:
“Eu não me envergonho de confessar publicamente que ao lado da
teologia não existe arte a qual seja semelhante à música, pois ela sozinha,
depois da teologia, pode fazer aquilo que de outra forma somente a teologia
poderia alcançar, especificamente, acalmar e alegrar a alma do homem,[...]”
(BUSZIN, 1958, p.7)
Cantemos a Palavra!
2
1º Festival de Música
OBJETIVOS
Obj. Geral
Ÿ Despertar o interesse dos ministérios de louvor locais pela criação de músicas de
cunho espiritual, com base sólida na Bíblia Sagrada.
Obj. Específicos
Ÿ Promover uma noite de adoração a Deus;
Ÿ Estimular a comunhão (koynonia) entre os participantes;
Ÿ Demonstrar o valor de uma adoração em espírito e em verdade, indiferente à
técnica musical;
Ÿ Estimular o desenvolvimento de talentos nas áreas de composição e arranjos;
Ÿ Estabelecer o Festival como referência de boa música cristã no Estado do Ceará.
REGULAMENTO
Art. 1º - Data, Local e Organização
O 1º Festival de Música da Jubace será realizado exclusivamente no dia 19
de outubro de 2013, em local a ser definido pela organização.
§1º - O Festival será organizado pela Jubace, através da Coordenadoria de
Louvor e Adoração.
Art. 2º - Inscrições
As inscrições poderão ser realizadas entre 17/07/2013 e 11/09/2013,
exclusivamente, por meio do site www.jubace.com.br, sendo necessário o
preenchimento completo dos dados solicitados no documento eletrônico de
inscrição.
§1º - Poderão inscrever-se cantores(as) solo ou grupos musicais com
número de integrantes indefinido.
§2º - Cada inscrição permitirá concorrer com 01 (uma) composição
musical com letra.
§3º - As composições deverão ser inéditas e originais, tanto na parte
musical, como nos versos. Entende-se por inédita a música que não tenha sido
distribuída comercialmente e lançada por gravadora. E, como original, a que
não contiver plágio, adaptação ou citação poética e musical de outro autor ou
compositor.
§4º - Somente serão consideradas composições com a letra na Língua
Portuguesa.
§5º - As letras das composições deverão ser enviadas no ato da inscrição,
em duas cópias ( 01 cópia sem cifra e 01 cópia com cifra), podendo ser
prorrogado o prazo da entrega em até 03 (três) dias úteis após a inscrição, a
fim de serem levadas à Comissão de Seleção.
§6º - A taxa de inscrição será de R$ 20,00 (vinte reais) a ser paga no ato da
inscrição via cartão de crédito ou boleto bancário. Inscrições sem cópia do
recibo bancário não serão consideradas.
§7º - Não há restrições a gêneros musicais.
§8º - O material entregue não será devolvido.
3
1º Festival de Música
§9º - No ato da inscrição, os participantes cedem à Jubace o direito de incluir suas
músicas no CD ou DVD do Festival, com edição limitada a até 100 cópias.
Art 3º - Seleção e Apresentação
Das composições inscritas, a Comissão de Seleção escolherá 15 (quinze) para o
Festival.
§1º - A Comissão de Seleção será formada por pastores e membros das Igrejas
Batistas filiadas à Convenção Batista Cearense, convidados pela Jubace.
§2º - A Comissão de Seleção terá caráter eliminatório, pois avaliará, sobretudo,
as letras de cada composição, aprovando ou não o seu conteúdo, tomando por base
a coerência com a Bíblia Sagrada. Composições que não atendam a esta exigência
serão prontamente desclassificadas.
§3º - Em caso de desclassificação, o inscrito poderá solicitar a justificativa junto à
organização.
§4º - As 15 composições mais bem recomendadas pela Comissão de Seleção
estarão classificadas para o Festival e serão divulgadas no dia 24/09/2013, através dos
canais de comunicação da Jubace (site oficial, perfil no facebook, twitter, email, etc).
§5º - A distribuição das músicas para a apresentação será determinada por
sorteio, faltando 02 (dois) dias para o Festival.
§6º - As apresentações terão início às 18:00, sendo passível de punição o(a)
cantor(a) ou grupo que não se fizer presente no local do Festival 30 (trinta) minutos
antes do início das apresentações.
§7º - As passagens de som poderão ser feitas das 14:00 às 17:00 do dia
19/10/2013, por ordem de chegada, não podendo ultrapassar 12 minutos por
cantor(a) ou grupo (dependendo da disponibilidade do local).
§8º - As apresentações deverão ser executadas respeitando o documento de
inscrição no tocante à quantidade e aos nomes dos músicos participantes.
§9º - A Jubace disponibilizará a aparelhagem de som, bem como uma bateria
acústica básica. Instrumentos e acessórios serão de responsabilidade dos músicos
inscritos.
§10º - A ordem de apresentação das músicas não poderá ser alterada, salvo
entendimento da organização do Festival.
§11º - Não será permitido o uso de disquetes ou música previamente
sequenciada, nem a utilização de play-back para a apresentação das músicas.
4
1º Festival de Música
§12º - As músicas não poderão ultrapassar 04 (quatro) minutos e 30 (trinta)
segundos de execução, não havendo limites mínimos.
Art. 4º - Júri
A Comissão Julgadora deverá ser formada, em sua maioria, por pastores,
lideres ministeriais, músicos, compositores e críticos musicais convidados pela
Jubace.
§1º - Das decisões da Comissão Julgadora, não caberão quaisquer recursos.
§2º - A plateia presente no Festival terá direito ao “Voto Popular” que
elegerá a composição preferida do público, designando uma premiação
independente à de responsabilidade da Comissão Julgadora.
§3º - A Comissão Julgadora atribuirá notas variantes de 5 (cinco) a 10 (dez)
pontos a requisitos especificados na Planilha de Júri, que estará acessível a esta
Comissão apenas após o início do Festival.
Art. 5º - Premiação
Serão oferecidas premiações às 02 (duas) composições mais bem avaliadas
pela Comissão Julgadora, bem como à escolhida pelo Voto Popular.
§1º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o primeiro lugar, pelo júri,
receberá troféu e convite para apresentar sua composição no Conjubace 2013.
§2º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o segundo lugar, pelo júri,
receberá troféu.
§3º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o primeiro lugar, pelo Voto
Popular, receberá troféu.
Art. 6º - Impedimentos
Na hipótese de ocorrência de força maior, ato de autoridade administrativa
ou judicial, assim como tumultos, greves, luto oficial, convulsão social,
alagamentos, obstrução das vias de transporte, atos da natureza, queda de
energia, acidentes e outras fatalidades ou circunstâncias que impeçam a
realização das apresentações, as músicas vencedoras serão escolhidas pela
Comissão de Seleção, utilizando as letras e gravações enviadas na inscrição.
Art. 7º - Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos
soberanamente pela Jubace.
5
1º Festival de Música
INFORMAÇÕES
Ÿ contato@jubace.com.br
Ÿ (85) 8718.4949 (Genuca Jr)
Ÿ (85) 9929.7419 (William Fernandes)
Ÿ (85) 8847.7504 (Débora Parente)
Ÿ (85) 9793.5647 (Karine Fahel)
CRONOGRAMA
ACESSE
www.jubace.com.br
www.facebook.com/jubace2013
REALIZAÇÃO
5
1º Festival de Música
5
1º Festival de Música
5
1º Festival de Música
5
1º Festival de Música
6
1º Festival de Música
INSCRIÇÕES SELEÇÃO APRESENTAÇÕES
17/07/2013 a 11/09/2013 16/09/2013 a 23/09/2013 19/10/2013
APOIO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Beneficios da dança para o corpo
Beneficios da dança para o corpoBeneficios da dança para o corpo
Beneficios da dança para o corpo
Railson Almeida
 
Dança também é atividade física
Dança também é atividade físicaDança também é atividade física
Dança também é atividade física
solangejazz
 
Plano de curso ed.física - 6ºano
Plano de curso   ed.física - 6ºanoPlano de curso   ed.física - 6ºano
Plano de curso ed.física - 6ºano
nandatinoco
 
O corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e culturalO corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e cultural
aluisiobraga
 
A dança através dos tempos
A dança através dos temposA dança através dos tempos
A dança através dos tempos
José Marques
 
Projeto Dança e Saúde
Projeto Dança e SaúdeProjeto Dança e Saúde
Projeto Dança e Saúde
Leandro Martins
 
Musica brasileira
Musica brasileiraMusica brasileira
Musica brasileira
VIVIAN TROMBINI
 
Dança moderna
Dança modernaDança moderna
Dança moderna
pagodes
 
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte ClubePlano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
Mariana Bremgartner
 
Música, Origem e História
Música, Origem e HistóriaMúsica, Origem e História
Música, Origem e História
josenmd
 
Avaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafiteAvaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafite
Casiris Crescencio
 
Modelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínioModelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínio
Silas Rocha
 
Planejamento ArtesVisuais
Planejamento  ArtesVisuaisPlanejamento  ArtesVisuais
Planejamento ArtesVisuais
Dulcinea Lisboa Passos
 
A história de Carl Orff
A história de Carl Orff A história de Carl Orff
A história de Carl Orff
Laura Magro
 
Dança
DançaDança
Dança
Joel Barbosa
 
Dança
DançaDança
Dança de rua
Dança de ruaDança de rua
Dança de rua
Pedro Henrique
 
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médioPlano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
Atividades Diversas Cláudia
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musical
roseandreia
 
Slide dança
Slide dançaSlide dança
Slide dança
danmetallord
 

Mais procurados (20)

Beneficios da dança para o corpo
Beneficios da dança para o corpoBeneficios da dança para o corpo
Beneficios da dança para o corpo
 
Dança também é atividade física
Dança também é atividade físicaDança também é atividade física
Dança também é atividade física
 
Plano de curso ed.física - 6ºano
Plano de curso   ed.física - 6ºanoPlano de curso   ed.física - 6ºano
Plano de curso ed.física - 6ºano
 
O corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e culturalO corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e cultural
 
A dança através dos tempos
A dança através dos temposA dança através dos tempos
A dança através dos tempos
 
Projeto Dança e Saúde
Projeto Dança e SaúdeProjeto Dança e Saúde
Projeto Dança e Saúde
 
Musica brasileira
Musica brasileiraMusica brasileira
Musica brasileira
 
Dança moderna
Dança modernaDança moderna
Dança moderna
 
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte ClubePlano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
Plano de Marketing e Comunição ESAMC - Uberlândia Esporte Clube
 
Música, Origem e História
Música, Origem e HistóriaMúsica, Origem e História
Música, Origem e História
 
Avaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafiteAvaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafite
 
Modelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínioModelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínio
 
Planejamento ArtesVisuais
Planejamento  ArtesVisuaisPlanejamento  ArtesVisuais
Planejamento ArtesVisuais
 
A história de Carl Orff
A história de Carl Orff A história de Carl Orff
A história de Carl Orff
 
Dança
DançaDança
Dança
 
Dança
DançaDança
Dança
 
Dança de rua
Dança de ruaDança de rua
Dança de rua
 
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médioPlano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
Plano de ensi no de arte 1º ano ensino médio
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musical
 
Slide dança
Slide dançaSlide dança
Slide dança
 

Destaque

Como elaborar projetos de eventos
Como elaborar projetos de eventosComo elaborar projetos de eventos
Como elaborar projetos de eventos
Paulo Marquêz
 
Projeto de eventos
Projeto de eventosProjeto de eventos
Projeto de eventos
petrus genuino
 
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacionalApresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Pierre EMTER
 
Planejamento e Org. de Eventos
Planejamento e Org. de EventosPlanejamento e Org. de Eventos
Planejamento e Org. de Eventos
Geraldo Campos
 
Festival Musica do Mundo
Festival Musica do MundoFestival Musica do Mundo
Festival Musica do Mundo
Thiago Nascimento Oliveira
 
Projeto folclore
Projeto folcloreProjeto folclore
Projeto folclore
Jozi Mares
 
Banco de Projetos Culturais
Banco de Projetos CulturaisBanco de Projetos Culturais
Banco de Projetos Culturais
dramaturgiacarioca
 
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in SumaréCase de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
Eli Rodrigues
 
Projeto "RESGATANDO RAIZES"
Projeto "RESGATANDO RAIZES"Projeto "RESGATANDO RAIZES"
Projeto "RESGATANDO RAIZES"
Luzia de Fatima LayolaNunes
 
Céu_Projeto_Gol
Céu_Projeto_GolCéu_Projeto_Gol
Céu_Projeto_Gol
clara808
 
Fase3 ´powerpoint atmy
Fase3 ´powerpoint atmyFase3 ´powerpoint atmy
Fase3 ´powerpoint atmy
Martha Yolanda Avilez Trujillo
 
Colunistas305
Colunistas305Colunistas305
Colunistas305
atenascomunicacao
 
Briefing 02 | Zeitgeist Club
Briefing 02 | Zeitgeist ClubBriefing 02 | Zeitgeist Club
Briefing 02 | Zeitgeist Club
Ponto Pasta UFPR
 
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulaçãoConselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
Alvaro Santi
 
Análise Sociológica do Filme Matrix
Análise Sociológica do Filme MatrixAnálise Sociológica do Filme Matrix
Análise Sociológica do Filme Matrix
wilson-alencar
 
Projeto Festival de Capoeira
Projeto Festival de Capoeira   Projeto Festival de Capoeira
Projeto Festival de Capoeira
Jeca Tatu
 
Edital Festival Música
Edital Festival MúsicaEdital Festival Música
Edital Festival Música
Raphael Araujo
 
Projeto festa junina
Projeto festa juninaProjeto festa junina
Projeto festa junina
priscilapizzatti123
 
Braziliann jazz realbook
Braziliann jazz realbook Braziliann jazz realbook
Braziliann jazz realbook
Lucas ML
 
Arte livro
Arte livroArte livro
Arte livro
Claudio Bastos
 

Destaque (20)

Como elaborar projetos de eventos
Como elaborar projetos de eventosComo elaborar projetos de eventos
Como elaborar projetos de eventos
 
Projeto de eventos
Projeto de eventosProjeto de eventos
Projeto de eventos
 
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacionalApresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
 
Planejamento e Org. de Eventos
Planejamento e Org. de EventosPlanejamento e Org. de Eventos
Planejamento e Org. de Eventos
 
Festival Musica do Mundo
Festival Musica do MundoFestival Musica do Mundo
Festival Musica do Mundo
 
Projeto folclore
Projeto folcloreProjeto folclore
Projeto folclore
 
Banco de Projetos Culturais
Banco de Projetos CulturaisBanco de Projetos Culturais
Banco de Projetos Culturais
 
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in SumaréCase de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
Case de Gerenciamento de Projetos - Rock in Sumaré
 
Projeto "RESGATANDO RAIZES"
Projeto "RESGATANDO RAIZES"Projeto "RESGATANDO RAIZES"
Projeto "RESGATANDO RAIZES"
 
Céu_Projeto_Gol
Céu_Projeto_GolCéu_Projeto_Gol
Céu_Projeto_Gol
 
Fase3 ´powerpoint atmy
Fase3 ´powerpoint atmyFase3 ´powerpoint atmy
Fase3 ´powerpoint atmy
 
Colunistas305
Colunistas305Colunistas305
Colunistas305
 
Briefing 02 | Zeitgeist Club
Briefing 02 | Zeitgeist ClubBriefing 02 | Zeitgeist Club
Briefing 02 | Zeitgeist Club
 
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulaçãoConselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre: uma proposta de reformulação
 
Análise Sociológica do Filme Matrix
Análise Sociológica do Filme MatrixAnálise Sociológica do Filme Matrix
Análise Sociológica do Filme Matrix
 
Projeto Festival de Capoeira
Projeto Festival de Capoeira   Projeto Festival de Capoeira
Projeto Festival de Capoeira
 
Edital Festival Música
Edital Festival MúsicaEdital Festival Música
Edital Festival Música
 
Projeto festa junina
Projeto festa juninaProjeto festa junina
Projeto festa junina
 
Braziliann jazz realbook
Braziliann jazz realbook Braziliann jazz realbook
Braziliann jazz realbook
 
Arte livro
Arte livroArte livro
Arte livro
 

Semelhante a Projeto festival de música

Festival de música católica regulamento - atualizado
Festival de música católica regulamento - atualizadoFestival de música católica regulamento - atualizado
Festival de música católica regulamento - atualizado
ejcfestival
 
Regulamento edesio 2013
Regulamento edesio 2013Regulamento edesio 2013
Regulamento edesio 2013
Revista do Vale
 
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de PanambiRegulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
SMEC PANAMBI-RS
 
6º moinho da canção gaúcha
6º moinho da canção gaúcha6º moinho da canção gaúcha
6º moinho da canção gaúcha
SMEC PANAMBI-RS
 
Regulamento FDCM 2014
Regulamento FDCM 2014Regulamento FDCM 2014
Regulamento FDCM 2014
Jotas_Viana
 
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenárioRegulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
Portal Corumbaíba
 
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no CentenárioRegulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Portal Corumbaíba
 
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinhoRegulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
mdaproducoes
 
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairiREGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
Gilberto Dos Santos
 
Edital Festival de Música Porta Aberta
Edital Festival de Música Porta AbertaEdital Festival de Música Porta Aberta
Edital Festival de Música Porta Aberta
bernates
 
Regulamento festival cambui
Regulamento festival cambuiRegulamento festival cambui
Regulamento festival cambui
Fábio Vieira
 
Regulamento lagos music fest - são pedro d'aldeia
Regulamento   lagos music fest - são pedro d'aldeiaRegulamento   lagos music fest - são pedro d'aldeia
Regulamento lagos music fest - são pedro d'aldeia
thiago
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
manocadocantogaucho
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
manocadocantogaucho
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
manocadocantogaucho
 
Regulamento fama 2010
Regulamento fama 2010Regulamento fama 2010
Regulamento fama 2010
uabportonacional
 
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
Equipe OCPOA
 
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
Partitura de Banda
 
Regulamento
RegulamentoRegulamento
Regulamento
Fábio Vieira
 
Regulamento Moinho 2015
Regulamento Moinho 2015Regulamento Moinho 2015
Regulamento Moinho 2015
SMEC PANAMBI-RS
 

Semelhante a Projeto festival de música (20)

Festival de música católica regulamento - atualizado
Festival de música católica regulamento - atualizadoFestival de música católica regulamento - atualizado
Festival de música católica regulamento - atualizado
 
Regulamento edesio 2013
Regulamento edesio 2013Regulamento edesio 2013
Regulamento edesio 2013
 
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de PanambiRegulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
Regulamento Oficial 2º Moinho da Canção Gaucha de Panambi
 
6º moinho da canção gaúcha
6º moinho da canção gaúcha6º moinho da canção gaúcha
6º moinho da canção gaúcha
 
Regulamento FDCM 2014
Regulamento FDCM 2014Regulamento FDCM 2014
Regulamento FDCM 2014
 
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenárioRegulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
Regulamento festival de música corumbaíba canta e encanta no centenário
 
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no CentenárioRegulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
 
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinhoRegulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
Regulamento+1+canto+circulista+da+musica+nativa+gaucha+e+peticinho
 
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairiREGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
REGULAMENTO I festival de sanfona do trairi
 
Edital Festival de Música Porta Aberta
Edital Festival de Música Porta AbertaEdital Festival de Música Porta Aberta
Edital Festival de Música Porta Aberta
 
Regulamento festival cambui
Regulamento festival cambuiRegulamento festival cambui
Regulamento festival cambui
 
Regulamento lagos music fest - são pedro d'aldeia
Regulamento   lagos music fest - são pedro d'aldeiaRegulamento   lagos music fest - são pedro d'aldeia
Regulamento lagos music fest - são pedro d'aldeia
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
 
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
6ª Manoca do Canto Gaúcho Fase Local
 
Regulamento fama 2010
Regulamento fama 2010Regulamento fama 2010
Regulamento fama 2010
 
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
Edital PRÊMIO Açorianos de Música 2013
 
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
Prêmio alberto nepomuceno_de_composição_musical_2016
 
Regulamento
RegulamentoRegulamento
Regulamento
 
Regulamento Moinho 2015
Regulamento Moinho 2015Regulamento Moinho 2015
Regulamento Moinho 2015
 

Mais de Júnior Genuca

Regulamento futsal evangelico 2013
Regulamento futsal evangelico 2013Regulamento futsal evangelico 2013
Regulamento futsal evangelico 2013
Júnior Genuca
 
Classificação cearense 2013 21092013
Classificação cearense 2013 21092013Classificação cearense 2013 21092013
Classificação cearense 2013 21092013
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 2013 21092013
Tabela cearense 2013 21092013Tabela cearense 2013 21092013
Tabela cearense 2013 21092013
Júnior Genuca
 
Classificação cearense 2013 03092013
Classificação cearense 2013 03092013Classificação cearense 2013 03092013
Classificação cearense 2013 03092013
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 2013 03092013
Tabela cearense 2013 03092013Tabela cearense 2013 03092013
Tabela cearense 2013 03092013
Júnior Genuca
 
Classificação cearense 2013 14082013
Classificação cearense 2013 14082013Classificação cearense 2013 14082013
Classificação cearense 2013 14082013
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 2013 14082013
Tabela cearense 2013 14082013Tabela cearense 2013 14082013
Tabela cearense 2013 14082013
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 classificação 5 rodadas
Cearense 2013 classificação 5 rodadasCearense 2013 classificação 5 rodadas
Cearense 2013 classificação 5 rodadas
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 5 rodadas
Cearense 2013 5 rodadasCearense 2013 5 rodadas
Cearense 2013 5 rodadas
Júnior Genuca
 
Classificação rodada 6
Classificação rodada 6Classificação rodada 6
Classificação rodada 6
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 grupos
Cearense 2013 gruposCearense 2013 grupos
Cearense 2013 grupos
Júnior Genuca
 
Cearense 2013 3 primeiras rodadas
Cearense 2013 3 primeiras rodadasCearense 2013 3 primeiras rodadas
Cearense 2013 3 primeiras rodadas
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012
Júnior Genuca
 
Classificação cearense 29122012
Classificação cearense 29122012Classificação cearense 29122012
Classificação cearense 29122012
Júnior Genuca
 
Tabela cearense 18122012
Tabela cearense 18122012Tabela cearense 18122012
Tabela cearense 18122012
Júnior Genuca
 
Classificação cearense 18122012
Classificação cearense 18122012Classificação cearense 18122012
Classificação cearense 18122012
Júnior Genuca
 

Mais de Júnior Genuca (20)

Regulamento futsal evangelico 2013
Regulamento futsal evangelico 2013Regulamento futsal evangelico 2013
Regulamento futsal evangelico 2013
 
Classificação cearense 2013 21092013
Classificação cearense 2013 21092013Classificação cearense 2013 21092013
Classificação cearense 2013 21092013
 
Tabela cearense 2013 21092013
Tabela cearense 2013 21092013Tabela cearense 2013 21092013
Tabela cearense 2013 21092013
 
Classificação cearense 2013 03092013
Classificação cearense 2013 03092013Classificação cearense 2013 03092013
Classificação cearense 2013 03092013
 
Tabela cearense 2013 03092013
Tabela cearense 2013 03092013Tabela cearense 2013 03092013
Tabela cearense 2013 03092013
 
Classificação cearense 2013 14082013
Classificação cearense 2013 14082013Classificação cearense 2013 14082013
Classificação cearense 2013 14082013
 
Tabela cearense 2013 14082013
Tabela cearense 2013 14082013Tabela cearense 2013 14082013
Tabela cearense 2013 14082013
 
Cearense 2013 classificação 5 rodadas
Cearense 2013 classificação 5 rodadasCearense 2013 classificação 5 rodadas
Cearense 2013 classificação 5 rodadas
 
Cearense 2013 5 rodadas
Cearense 2013 5 rodadasCearense 2013 5 rodadas
Cearense 2013 5 rodadas
 
Classificação rodada 6
Classificação rodada 6Classificação rodada 6
Classificação rodada 6
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
 
Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6Cearense 2013 rodada 6
Cearense 2013 rodada 6
 
Cearense 2013 grupos
Cearense 2013 gruposCearense 2013 grupos
Cearense 2013 grupos
 
Cearense 2013 3 primeiras rodadas
Cearense 2013 3 primeiras rodadasCearense 2013 3 primeiras rodadas
Cearense 2013 3 primeiras rodadas
 
Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012
 
Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012Tabela cearense 29122012
Tabela cearense 29122012
 
Classificação cearense 29122012
Classificação cearense 29122012Classificação cearense 29122012
Classificação cearense 29122012
 
Tabela cearense 18122012
Tabela cearense 18122012Tabela cearense 18122012
Tabela cearense 18122012
 
Classificação cearense 18122012
Classificação cearense 18122012Classificação cearense 18122012
Classificação cearense 18122012
 

Projeto festival de música

  • 1. úsica Festival de 19 de outubro de 2013
  • 2. 1 1º Festival de Música APRESENTAÇÃO O 1º FESTIVAL DE MÚSICA DA JUBACE deverá marcar um novo período no âmbito musical das igrejas batistas do Ceará, contribuindo para o desenvolvimento de novas estratégias entre os ministérios de louvor locais, possibilitando-lhes vislumbrar alternativas aos modelos dominantes na maioria das igrejas, e que nem sempre condizem com a realidade de cada uma delas. Temos visto uma busca incansável (e, por vezes, irresponsável) de líderes almejando a excelência na adoração por meio de atitudes incoerentes com o comportamento e a boa disciplina de um cristão. Devido à carência de bons músicos, somos surpreendidos com “tratamentos especiais” a integrantes de ministérios de louvor cuja conduta fere a saúde do restante do grupo, ou mesmo da igreja. São pessoas recém- convertidas assumindo lugares importantes na condução do louvor congregacional; integrantes com excelente técnica, mas sem a menor responsabilidade e respeito com a função que exercem, sendo mantidos como intocáveis no grupo. Como se não bastassem estes modelos estereotipados, ainda temos os valores da música sacra sendo invertidos dentro das próprias igrejas, onde canções que deveriam glorificar a Deus são substituídas por canções de grandes artistas “gospel” que centralizam o homem no tema de suas letras, e que, por vezes, sequer fazem alguma referência a Deus ou aos Seus atributos. Ministérios de louvor grandes e “completos” são tidos como modelos ideais, mas temos visto pastores fazendo toda a diferença entoando canções espirituais com o simples auxílio de um violão. Enfim, são casos e mais casos que nos fazem crer que a música cristã vive uma fase delicada. Os problemas têm se multiplicado na área musical das nossas igrejas, e têm refletido direta e negativamente em muitas delas. Precisamos trazer de volta o propósito da música como ferramenta de adoração ao Senhor; precisamos resignificar a noção de transformação de vida cantada, a partir da Palavra de Deus. Um dos grandes reformadores, Martinho Lutero, disse, a respeito da música: “Eu não me envergonho de confessar publicamente que ao lado da teologia não existe arte a qual seja semelhante à música, pois ela sozinha, depois da teologia, pode fazer aquilo que de outra forma somente a teologia poderia alcançar, especificamente, acalmar e alegrar a alma do homem,[...]” (BUSZIN, 1958, p.7) Cantemos a Palavra!
  • 3. 2 1º Festival de Música OBJETIVOS Obj. Geral Ÿ Despertar o interesse dos ministérios de louvor locais pela criação de músicas de cunho espiritual, com base sólida na Bíblia Sagrada. Obj. Específicos Ÿ Promover uma noite de adoração a Deus; Ÿ Estimular a comunhão (koynonia) entre os participantes; Ÿ Demonstrar o valor de uma adoração em espírito e em verdade, indiferente à técnica musical; Ÿ Estimular o desenvolvimento de talentos nas áreas de composição e arranjos; Ÿ Estabelecer o Festival como referência de boa música cristã no Estado do Ceará.
  • 4. REGULAMENTO Art. 1º - Data, Local e Organização O 1º Festival de Música da Jubace será realizado exclusivamente no dia 19 de outubro de 2013, em local a ser definido pela organização. §1º - O Festival será organizado pela Jubace, através da Coordenadoria de Louvor e Adoração. Art. 2º - Inscrições As inscrições poderão ser realizadas entre 17/07/2013 e 11/09/2013, exclusivamente, por meio do site www.jubace.com.br, sendo necessário o preenchimento completo dos dados solicitados no documento eletrônico de inscrição. §1º - Poderão inscrever-se cantores(as) solo ou grupos musicais com número de integrantes indefinido. §2º - Cada inscrição permitirá concorrer com 01 (uma) composição musical com letra. §3º - As composições deverão ser inéditas e originais, tanto na parte musical, como nos versos. Entende-se por inédita a música que não tenha sido distribuída comercialmente e lançada por gravadora. E, como original, a que não contiver plágio, adaptação ou citação poética e musical de outro autor ou compositor. §4º - Somente serão consideradas composições com a letra na Língua Portuguesa. §5º - As letras das composições deverão ser enviadas no ato da inscrição, em duas cópias ( 01 cópia sem cifra e 01 cópia com cifra), podendo ser prorrogado o prazo da entrega em até 03 (três) dias úteis após a inscrição, a fim de serem levadas à Comissão de Seleção. §6º - A taxa de inscrição será de R$ 20,00 (vinte reais) a ser paga no ato da inscrição via cartão de crédito ou boleto bancário. Inscrições sem cópia do recibo bancário não serão consideradas. §7º - Não há restrições a gêneros musicais. §8º - O material entregue não será devolvido. 3 1º Festival de Música
  • 5. §9º - No ato da inscrição, os participantes cedem à Jubace o direito de incluir suas músicas no CD ou DVD do Festival, com edição limitada a até 100 cópias. Art 3º - Seleção e Apresentação Das composições inscritas, a Comissão de Seleção escolherá 15 (quinze) para o Festival. §1º - A Comissão de Seleção será formada por pastores e membros das Igrejas Batistas filiadas à Convenção Batista Cearense, convidados pela Jubace. §2º - A Comissão de Seleção terá caráter eliminatório, pois avaliará, sobretudo, as letras de cada composição, aprovando ou não o seu conteúdo, tomando por base a coerência com a Bíblia Sagrada. Composições que não atendam a esta exigência serão prontamente desclassificadas. §3º - Em caso de desclassificação, o inscrito poderá solicitar a justificativa junto à organização. §4º - As 15 composições mais bem recomendadas pela Comissão de Seleção estarão classificadas para o Festival e serão divulgadas no dia 24/09/2013, através dos canais de comunicação da Jubace (site oficial, perfil no facebook, twitter, email, etc). §5º - A distribuição das músicas para a apresentação será determinada por sorteio, faltando 02 (dois) dias para o Festival. §6º - As apresentações terão início às 18:00, sendo passível de punição o(a) cantor(a) ou grupo que não se fizer presente no local do Festival 30 (trinta) minutos antes do início das apresentações. §7º - As passagens de som poderão ser feitas das 14:00 às 17:00 do dia 19/10/2013, por ordem de chegada, não podendo ultrapassar 12 minutos por cantor(a) ou grupo (dependendo da disponibilidade do local). §8º - As apresentações deverão ser executadas respeitando o documento de inscrição no tocante à quantidade e aos nomes dos músicos participantes. §9º - A Jubace disponibilizará a aparelhagem de som, bem como uma bateria acústica básica. Instrumentos e acessórios serão de responsabilidade dos músicos inscritos. §10º - A ordem de apresentação das músicas não poderá ser alterada, salvo entendimento da organização do Festival. §11º - Não será permitido o uso de disquetes ou música previamente sequenciada, nem a utilização de play-back para a apresentação das músicas. 4 1º Festival de Música
  • 6. §12º - As músicas não poderão ultrapassar 04 (quatro) minutos e 30 (trinta) segundos de execução, não havendo limites mínimos. Art. 4º - Júri A Comissão Julgadora deverá ser formada, em sua maioria, por pastores, lideres ministeriais, músicos, compositores e críticos musicais convidados pela Jubace. §1º - Das decisões da Comissão Julgadora, não caberão quaisquer recursos. §2º - A plateia presente no Festival terá direito ao “Voto Popular” que elegerá a composição preferida do público, designando uma premiação independente à de responsabilidade da Comissão Julgadora. §3º - A Comissão Julgadora atribuirá notas variantes de 5 (cinco) a 10 (dez) pontos a requisitos especificados na Planilha de Júri, que estará acessível a esta Comissão apenas após o início do Festival. Art. 5º - Premiação Serão oferecidas premiações às 02 (duas) composições mais bem avaliadas pela Comissão Julgadora, bem como à escolhida pelo Voto Popular. §1º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o primeiro lugar, pelo júri, receberá troféu e convite para apresentar sua composição no Conjubace 2013. §2º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o segundo lugar, pelo júri, receberá troféu. §3º - O(a) cantor(a) ou grupo que alcançar o primeiro lugar, pelo Voto Popular, receberá troféu. Art. 6º - Impedimentos Na hipótese de ocorrência de força maior, ato de autoridade administrativa ou judicial, assim como tumultos, greves, luto oficial, convulsão social, alagamentos, obstrução das vias de transporte, atos da natureza, queda de energia, acidentes e outras fatalidades ou circunstâncias que impeçam a realização das apresentações, as músicas vencedoras serão escolhidas pela Comissão de Seleção, utilizando as letras e gravações enviadas na inscrição. Art. 7º - Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos soberanamente pela Jubace. 5 1º Festival de Música
  • 7. INFORMAÇÕES Ÿ contato@jubace.com.br Ÿ (85) 8718.4949 (Genuca Jr) Ÿ (85) 9929.7419 (William Fernandes) Ÿ (85) 8847.7504 (Débora Parente) Ÿ (85) 9793.5647 (Karine Fahel) CRONOGRAMA ACESSE www.jubace.com.br www.facebook.com/jubace2013 REALIZAÇÃO 5 1º Festival de Música 5 1º Festival de Música 5 1º Festival de Música 5 1º Festival de Música 6 1º Festival de Música INSCRIÇÕES SELEÇÃO APRESENTAÇÕES 17/07/2013 a 11/09/2013 16/09/2013 a 23/09/2013 19/10/2013 APOIO