SlideShare uma empresa Scribd logo
Direito Financeiro e
Econômico – 9º período
Janine Jackson Benevides
(Bacharelanda em Direito)
Unileste-MG
Professor: João Costa
Modalidade de contrato administrativo de prestação de obras ou serviços,
pelo qual a Administração delega a outrem a execução de determinados
serviços, para que este execute em nome próprio.
O ente público, qual seja a União, os estados ou os municípios,
transferem apenas a execução da obra ou serviço e não a sua titularidade,
vez que esta continua pertencendo ao ente da Administração.
PECULIARIDADES
* Serviços e obras não inferiores a R$ 20 milhões;
* Vigência contratual mínima de 5 anos e máximo
de 35 anos;
* Modalidade de licitação: Concorrência.
TIPOS
* O art. 2º da Lei 11.079/04 define que a “Parceria público-privada é
o contrato administrativo de concessão, na modalidade
patrocinada ou administrativa.”
Modalidade Patrocinada
* Execução de serviços ou obras públicas em que o concessionário
recebe uma contraprestação pecuniária do poder concedente, vez
que a tarifa ou contraprestação dos usuários não são suficientes
para arcar com as despesas da execução do contrato.
Modalidade Administrativa
* Contrato de prestação de serviços em que a Administração Pública
é usuária direta ou indireta, envolvendo inclusive a execução de
obra ou instalação e fornecimento de bens. Nesse caso, existe
apenas a contraprestação do poder concedente.
Formas de pagamento ao Parceiro Privado
Art. 6º A contraprestação da Administração Pública nos contratos de parceria público-privada
poderá ser feita por:
I – ordem bancária;
II – cessão de créditos não tributários;
III – outorga de direitos em face da Administração Pública;
IV – outorga de direitos sobre bens públicos dominicais;
V – outros meios admitidos em lei.
Vedações quanto à contratação
Art. 2º Parceria público-privada é o contrato administrativo de concessão, na modalidade
patrocinada ou administrativa.
§ 4º É vedada a celebração de contrato de parceria público-privada:
I – cujo valor do contrato seja inferior a R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais);
II – cujo período de prestação do serviço seja inferior a 5 (cinco) anos; ou
III – que tenha como objeto único o fornecimento de mão-de-obra, o fornecimento e
instalação de equipamentos ou a execução de obra pública.
Considerações sobre as PPP’s
Conclusão
O instituto das Parcerias Público-Privadas surgiu e se desenvolveu
principalmente na Inglaterra, visando vantagem à iniciativa privada, contudo
no Brasil ainda é recente como forma de fornecer serviços públicos de
qualidade e fomentar o setor privado.
A cooperação entre os setores público e privado vem aumentando nos últimos
anos, o que gera melhoria da qualidade do serviço e execução eficaz,
favorecendo assim a intersetorialidade e a participação social, acarretando
ainda valorização dos investimentos privados, o que consequentemente gera
recursos, renda e emprego para o estado, poder concedente.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Parceria público privada – lei nº 11.079/2004

Parcerias Público Privadas
Parcerias Público PrivadasParcerias Público Privadas
Parcerias Público Privadas
Larice Duarte
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
Michelle Silveira
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
Michelle Silveira
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
Michelle Silveira
 
Slide direito financeiro
Slide direito financeiroSlide direito financeiro
Slide direito financeiro
Michelle Silveira
 
Parceria publico privada
Parceria publico privadaParceria publico privada
Parceria publico privada
portustfs
 
Parcerias público privadas by assunção santos - canarme brasil - cópia
Parcerias público privadas   by assunção santos - canarme brasil - cópiaParcerias público privadas   by assunção santos - canarme brasil - cópia
Parcerias público privadas by assunção santos - canarme brasil - cópia
ASSUNÇÃO SANTOS
 
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-PrivadaConcessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
Fernando Uva Rossa
 
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
Mari Pozzolo
 
Concessões e PPP´s em Santa Catarina
Concessões e PPP´s em Santa CatarinaConcessões e PPP´s em Santa Catarina
Concessões e PPP´s em Santa Catarina
Fernando Uva Rossa
 
Slides direito financeiro e econômico
Slides direito financeiro e econômicoSlides direito financeiro e econômico
Slides direito financeiro e econômico
Hellen Cristine Lourenço
 
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
Fernando Uva Rossa
 
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de TransportesConcessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
Fernando Uva Rossa
 
As parcerias público privadas (ppps) e a
As parcerias público privadas (ppps) e aAs parcerias público privadas (ppps) e a
As parcerias público privadas (ppps) e a
Washingtonkenned1
 
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
APF6
 
Modelos de Concessão de Gil Soares
Modelos de Concessão de Gil SoaresModelos de Concessão de Gil Soares
Modelos de Concessão de Gil Soares
institutoethos
 
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
Mauricio Portugal Ribeiro
 
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Daniel Oliveira
 
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentosParcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
B&R Consultoria Empresarial
 

Semelhante a Parceria público privada – lei nº 11.079/2004 (20)

Parcerias Público Privadas
Parcerias Público PrivadasParcerias Público Privadas
Parcerias Público Privadas
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
 
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPPPARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
PARCERIA PÚBLICO PRIVADA-PPP
 
Slide direito financeiro
Slide direito financeiroSlide direito financeiro
Slide direito financeiro
 
Parceria publico privada
Parceria publico privadaParceria publico privada
Parceria publico privada
 
Parcerias público privadas by assunção santos - canarme brasil - cópia
Parcerias público privadas   by assunção santos - canarme brasil - cópiaParcerias público privadas   by assunção santos - canarme brasil - cópia
Parcerias público privadas by assunção santos - canarme brasil - cópia
 
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-PrivadaConcessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada
 
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
Material prof bolzan_nivemed_servicos_publicos[1]
 
Concessões e PPP´s em Santa Catarina
Concessões e PPP´s em Santa CatarinaConcessões e PPP´s em Santa Catarina
Concessões e PPP´s em Santa Catarina
 
Slides direito financeiro e econômico
Slides direito financeiro e econômicoSlides direito financeiro e econômico
Slides direito financeiro e econômico
 
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
Concessão de serviço público e parceria público privada no desenvolvimento da...
 
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de TransportesConcessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
Concessão de serviço Público e Parceria Público-Privada no Setor de Transportes
 
As parcerias público privadas (ppps) e a
As parcerias público privadas (ppps) e aAs parcerias público privadas (ppps) e a
As parcerias público privadas (ppps) e a
 
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
Lei nº 13.019/2014 - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - ...
 
Modelos de Concessão de Gil Soares
Modelos de Concessão de Gil SoaresModelos de Concessão de Gil Soares
Modelos de Concessão de Gil Soares
 
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
Lei de PPP para FGV Curitiba em junho de 2005
 
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
 
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
 
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentosParcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
Parcerias públicao privadas são necessárias e urgentes para investimentos
 

Parceria público privada – lei nº 11.079/2004

  • 1. Direito Financeiro e Econômico – 9º período Janine Jackson Benevides (Bacharelanda em Direito) Unileste-MG Professor: João Costa
  • 2. Modalidade de contrato administrativo de prestação de obras ou serviços, pelo qual a Administração delega a outrem a execução de determinados serviços, para que este execute em nome próprio. O ente público, qual seja a União, os estados ou os municípios, transferem apenas a execução da obra ou serviço e não a sua titularidade, vez que esta continua pertencendo ao ente da Administração.
  • 3. PECULIARIDADES * Serviços e obras não inferiores a R$ 20 milhões; * Vigência contratual mínima de 5 anos e máximo de 35 anos; * Modalidade de licitação: Concorrência.
  • 4. TIPOS * O art. 2º da Lei 11.079/04 define que a “Parceria público-privada é o contrato administrativo de concessão, na modalidade patrocinada ou administrativa.” Modalidade Patrocinada * Execução de serviços ou obras públicas em que o concessionário recebe uma contraprestação pecuniária do poder concedente, vez que a tarifa ou contraprestação dos usuários não são suficientes para arcar com as despesas da execução do contrato. Modalidade Administrativa * Contrato de prestação de serviços em que a Administração Pública é usuária direta ou indireta, envolvendo inclusive a execução de obra ou instalação e fornecimento de bens. Nesse caso, existe apenas a contraprestação do poder concedente.
  • 5. Formas de pagamento ao Parceiro Privado Art. 6º A contraprestação da Administração Pública nos contratos de parceria público-privada poderá ser feita por: I – ordem bancária; II – cessão de créditos não tributários; III – outorga de direitos em face da Administração Pública; IV – outorga de direitos sobre bens públicos dominicais; V – outros meios admitidos em lei. Vedações quanto à contratação Art. 2º Parceria público-privada é o contrato administrativo de concessão, na modalidade patrocinada ou administrativa. § 4º É vedada a celebração de contrato de parceria público-privada: I – cujo valor do contrato seja inferior a R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais); II – cujo período de prestação do serviço seja inferior a 5 (cinco) anos; ou III – que tenha como objeto único o fornecimento de mão-de-obra, o fornecimento e instalação de equipamentos ou a execução de obra pública.
  • 6. Considerações sobre as PPP’s Conclusão O instituto das Parcerias Público-Privadas surgiu e se desenvolveu principalmente na Inglaterra, visando vantagem à iniciativa privada, contudo no Brasil ainda é recente como forma de fornecer serviços públicos de qualidade e fomentar o setor privado. A cooperação entre os setores público e privado vem aumentando nos últimos anos, o que gera melhoria da qualidade do serviço e execução eficaz, favorecendo assim a intersetorialidade e a participação social, acarretando ainda valorização dos investimentos privados, o que consequentemente gera recursos, renda e emprego para o estado, poder concedente.