SlideShare uma empresa Scribd logo
Lição 13
1313O conhecimentoO conhecimento
de Deusde Deus
Guarde no coraçãoGuarde no coração
““Conheçamos e prossigamos emConheçamos e prossigamos em
conhecer ao Senhor.”conhecer ao Senhor.”
(Os 6.3)(Os 6.3)
Pense e respondaPense e responda
Preciso conhecer melhor a Deus?Preciso conhecer melhor a Deus?
Será realmente necessário?Será realmente necessário?
Não basta o que já sei?Não basta o que já sei?
IntroduçãoIntrodução
IntroduçãoIntrodução
““O que se gloriar, glorie-se nisto: em meO que se gloriar, glorie-se nisto: em me
(conhecer)(conhecer) e saber que eu sou o Senhor”e saber que eu sou o Senhor”
(Jr 9.24).(Jr 9.24).
Conhecer a Deus é importante paraConhecer a Deus é importante para
melhorar nossa adoração, aumentarmelhorar nossa adoração, aumentar
nosso discernimento e desfrutar de umnosso discernimento e desfrutar de um
melhor relacionamento com Ele.melhor relacionamento com Ele.
I. A sabedoria de DeusI. A sabedoria de Deus
““Sabedoria divina é o atributo de DeusSabedoria divina é o atributo de Deus
pelo qual Ele sempre produz os melhorespelo qual Ele sempre produz os melhores
resultados possíveis com os melhoresresultados possíveis com os melhores
meios possíveis” (H.B. Smith).meios possíveis” (H.B. Smith).
““A sabedoria, entre outras coisas, é aA sabedoria, entre outras coisas, é a
capacidade de planejar os fins perfeitos ecapacidade de planejar os fins perfeitos e
atingir esses fins pelo meio maisatingir esses fins pelo meio mais
perfeito” (A.W. Tozer).perfeito” (A.W. Tozer).
II. A graça de DeusII. A graça de Deus
““A graça é Sua bondade derramadaA graça é Sua bondade derramada
apesar do demérito e da dívida humana.apesar do demérito e da dívida humana.
Pela Sua graça, Deus nos imputaPela Sua graça, Deus nos imputa
merecimento onde não haviamerecimento onde não havia
merecimento algum, e declara isento demerecimento algum, e declara isento de
dívida aquele que antes era devedor dedívida aquele que antes era devedor de
tudo” (A. W. Tozer).tudo” (A. W. Tozer).
III. A fidelidade de DeusIII. A fidelidade de Deus
Quando Paulo escreve que Deus éQuando Paulo escreve que Deus é
fiel, significa que Ele é constante, nãofiel, significa que Ele é constante, não
muda, é firme no que fala. Deus émuda, é firme no que fala. Deus é
digno de toda a confiança, e Suasdigno de toda a confiança, e Suas
promessas não falham.promessas não falham.
IV. A justiça de DeusIV. A justiça de Deus
IV. A justiça de DeusIV. A justiça de Deus
Escrevendo à igreja de Roma, PauloEscrevendo à igreja de Roma, Paulo
exorta: “Considerai, pois, aexorta: “Considerai, pois, a (bondade)(bondade) e ae a
(severidade)(severidade) de Deus: para com os quede Deus: para com os que
caíram, severidade; mas para contigo, acaíram, severidade; mas para contigo, a
bondade de Deus, se nela permaneceres”bondade de Deus, se nela permaneceres”
(Rm 11.22).(Rm 11.22).
V. A santidade de DeusV. A santidade de Deus
Deus é santo, e isso significa a SuaDeus é santo, e isso significa a Sua
absoluta pureza. Ele não peca e abominaabsoluta pureza. Ele não peca e abomina
o pecado. Santidade é a própriao pecado. Santidade é a própria
natureza de Deus. Ele é a essência danatureza de Deus. Ele é a essência da
santidade.santidade.
Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu!
1.1. Conhecer a Deus é o que há de maisConhecer a Deus é o que há de mais
importante na vida.importante na vida.
2.2. Deus é inteiro e invariavelmenteDeus é inteiro e invariavelmente
sábio.sábio.
3.3. A graça de Deus se manifesta aoA graça de Deus se manifesta ao
homem como fonte de perdão dehomem como fonte de perdão de
pecados, como motivo de salvação epecados, como motivo de salvação e
como garantia da vida eterna.como garantia da vida eterna.
Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu!
4.4. Deus é fiel, e Sua fidelidade é grande,Deus é fiel, e Sua fidelidade é grande,
infinita e eterna.infinita e eterna.
5.5. Deus é justo; Ele é juiz e julga comDeus é justo; Ele é juiz e julga com
justiça.justiça.
6.6. Deus é santo; Ele é a essência absolutaDeus é santo; Ele é a essência absoluta
da santidade. Deus não peca eda santidade. Deus não peca e
abomina o pecado.abomina o pecado.
Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu!
7.7. Você deve prosseguir em buscar oVocê deve prosseguir em buscar o
conhecimento de Deus.conhecimento de Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
Joao DA Silva
 
Lição 05
Lição 05Lição 05
Lição 05
Joao DA Silva
 
Lição 16
Lição 16Lição 16
Lição 16
Joao DA Silva
 
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 07
Joao DA Silva
 
O poder da palavra de Deus
O poder da palavra de DeusO poder da palavra de Deus
O poder da palavra de Deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
10ª oração como estilo de vida - revizado
10ª   oração como estilo de vida   - revizado10ª   oração como estilo de vida   - revizado
10ª oração como estilo de vida - revizado
Zorli da Costa
 
Aula 05 membresia para o site
Aula 05   membresia para o siteAula 05   membresia para o site
Aula 05 membresia para o site
pbmarcelo
 
Lição 02
Lição 02Lição 02
Lição 02
Joao DA Silva
 
Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2 Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2
Davison Almeida
 
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outros
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outrosSignifica viver a sua vida para ser uma bênção para outros
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outros
antonio ferreira
 
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111   Fazendo o bem sem olhar a quemEb 111   Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouQuestionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Éder Tomé
 
Oração
OraçãoOração
Oração
Márcio Pereira
 
A importância de deus em nossas vidas
A importância de deus em nossas  vidasA importância de deus em nossas  vidas
A importância de deus em nossas vidas
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
1 oração como estilo de vida
1  oração como estilo de vida1  oração como estilo de vida
1 oração como estilo de vida
Gilberto Rehder
 
Vontade de deus
Vontade de deusVontade de deus
A vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontadeA vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontade
João Eduardo
 
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Sergio Silva
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Tarcila Lais
 
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventuradaConhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
Eid Marques
 

Mais procurados (20)

Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
 
Lição 05
Lição 05Lição 05
Lição 05
 
Lição 16
Lição 16Lição 16
Lição 16
 
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 07
 
O poder da palavra de Deus
O poder da palavra de DeusO poder da palavra de Deus
O poder da palavra de Deus
 
10ª oração como estilo de vida - revizado
10ª   oração como estilo de vida   - revizado10ª   oração como estilo de vida   - revizado
10ª oração como estilo de vida - revizado
 
Aula 05 membresia para o site
Aula 05   membresia para o siteAula 05   membresia para o site
Aula 05 membresia para o site
 
Lição 02
Lição 02Lição 02
Lição 02
 
Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2 Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2
 
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outros
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outrosSignifica viver a sua vida para ser uma bênção para outros
Significa viver a sua vida para ser uma bênção para outros
 
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111   Fazendo o bem sem olhar a quemEb 111   Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
 
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouQuestionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Questionario Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
A importância de deus em nossas vidas
A importância de deus em nossas  vidasA importância de deus em nossas  vidas
A importância de deus em nossas vidas
 
1 oração como estilo de vida
1  oração como estilo de vida1  oração como estilo de vida
1 oração como estilo de vida
 
Vontade de deus
Vontade de deusVontade de deus
Vontade de deus
 
A vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontadeA vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontade
 
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
 
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventuradaConhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
Conhecendo a vontade de deus para ser geração bem aventurada
 

Destaque

Lição 14
Lição 14Lição 14
Lição 14
Joao DA Silva
 
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
Joao DA Silva
 
Lição 1 a maturidade do cristão
Lição 1   a maturidade do cristãoLição 1   a maturidade do cristão
Lição 1 a maturidade do cristão
Joanilson França Garcia
 
Manuais adotados Secundária 2016/17
Manuais adotados Secundária 2016/17Manuais adotados Secundária 2016/17
Manuais adotados Secundária 2016/17
Pedro França
 
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃOLIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Lição 10 Discipulado, a missão educadora da igreja
Lição 10   Discipulado, a missão educadora da igrejaLição 10   Discipulado, a missão educadora da igreja
Lição 10 Discipulado, a missão educadora da igreja
Wander Sousa
 

Destaque (6)

Lição 14
Lição 14Lição 14
Lição 14
 
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
 
Lição 1 a maturidade do cristão
Lição 1   a maturidade do cristãoLição 1   a maturidade do cristão
Lição 1 a maturidade do cristão
 
Manuais adotados Secundária 2016/17
Manuais adotados Secundária 2016/17Manuais adotados Secundária 2016/17
Manuais adotados Secundária 2016/17
 
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃOLIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO
 
Lição 10 Discipulado, a missão educadora da igreja
Lição 10   Discipulado, a missão educadora da igrejaLição 10   Discipulado, a missão educadora da igreja
Lição 10 Discipulado, a missão educadora da igreja
 

Semelhante a Lição 13

Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Erberson Pinheiro
 
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
AndrewGuimares1
 
2021 1º trimestre jovens lição 01
2021 1º trimestre jovens lição 012021 1º trimestre jovens lição 01
2021 1º trimestre jovens lição 01
Joel Silva
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Éder Tomé
 
Os Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdfOs Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdf
AureoSilva2
 
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptxCHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
TalitaNeves22
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Éder Tomé
 
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para DeusPalavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
Adriano Gonçalves Martins
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
Pastor Cerqueira
 
A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Invocacao aos Dons do Espírito Santo
Invocacao aos Dons do Espírito SantoInvocacao aos Dons do Espírito Santo
Invocacao aos Dons do Espírito Santo
Presentepravoce SOS
 
Apostila Batismo.pdf
Apostila Batismo.pdfApostila Batismo.pdf
Apostila Batismo.pdf
Fabrício Tarles
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pela graça de deus
Pela graça de deusPela graça de deus
Pela graça de deus
Ismael Rosa
 
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdfApostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
DivinoHenriqueSantan
 
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdfApostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
42. a oração
42. a oração42. a oração
42. a oração
pohlos
 
Aliança com Deus
Aliança com Deus Aliança com Deus
Aliança com Deus
Jessé Lopes
 
1. a existência de deus 2015
1. a existência de deus 20151. a existência de deus 2015
1. a existência de deus 2015
Alexandre Aguiar
 
Teologias
TeologiasTeologias
Teologias
Fernando Moreira
 

Semelhante a Lição 13 (20)

Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
10 Características da Igreja que Agrada a Deus continua.pptx
 
2021 1º trimestre jovens lição 01
2021 1º trimestre jovens lição 012021 1º trimestre jovens lição 01
2021 1º trimestre jovens lição 01
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
 
Os Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdfOs Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdf
 
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptxCHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
 
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para DeusPalavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
Palavra: Genesis e a Redenção - Separados para Deus
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
 
A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus
 
Invocacao aos Dons do Espírito Santo
Invocacao aos Dons do Espírito SantoInvocacao aos Dons do Espírito Santo
Invocacao aos Dons do Espírito Santo
 
Apostila Batismo.pdf
Apostila Batismo.pdfApostila Batismo.pdf
Apostila Batismo.pdf
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pai Nosso
 
Pela graça de deus
Pela graça de deusPela graça de deus
Pela graça de deus
 
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdfApostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
 
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdfApostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
Apostila de Batismo - Igreja Batista da Lagoinha.pdf
 
42. a oração
42. a oração42. a oração
42. a oração
 
Aliança com Deus
Aliança com Deus Aliança com Deus
Aliança com Deus
 
1. a existência de deus 2015
1. a existência de deus 20151. a existência de deus 2015
1. a existência de deus 2015
 
Teologias
TeologiasTeologias
Teologias
 

Último

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 

Último (20)

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 

Lição 13

  • 3. Guarde no coraçãoGuarde no coração ““Conheçamos e prossigamos emConheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor.”conhecer ao Senhor.” (Os 6.3)(Os 6.3)
  • 4. Pense e respondaPense e responda Preciso conhecer melhor a Deus?Preciso conhecer melhor a Deus? Será realmente necessário?Será realmente necessário? Não basta o que já sei?Não basta o que já sei?
  • 6. IntroduçãoIntrodução ““O que se gloriar, glorie-se nisto: em meO que se gloriar, glorie-se nisto: em me (conhecer)(conhecer) e saber que eu sou o Senhor”e saber que eu sou o Senhor” (Jr 9.24).(Jr 9.24). Conhecer a Deus é importante paraConhecer a Deus é importante para melhorar nossa adoração, aumentarmelhorar nossa adoração, aumentar nosso discernimento e desfrutar de umnosso discernimento e desfrutar de um melhor relacionamento com Ele.melhor relacionamento com Ele.
  • 7. I. A sabedoria de DeusI. A sabedoria de Deus ““Sabedoria divina é o atributo de DeusSabedoria divina é o atributo de Deus pelo qual Ele sempre produz os melhorespelo qual Ele sempre produz os melhores resultados possíveis com os melhoresresultados possíveis com os melhores meios possíveis” (H.B. Smith).meios possíveis” (H.B. Smith). ““A sabedoria, entre outras coisas, é aA sabedoria, entre outras coisas, é a capacidade de planejar os fins perfeitos ecapacidade de planejar os fins perfeitos e atingir esses fins pelo meio maisatingir esses fins pelo meio mais perfeito” (A.W. Tozer).perfeito” (A.W. Tozer).
  • 8. II. A graça de DeusII. A graça de Deus ““A graça é Sua bondade derramadaA graça é Sua bondade derramada apesar do demérito e da dívida humana.apesar do demérito e da dívida humana. Pela Sua graça, Deus nos imputaPela Sua graça, Deus nos imputa merecimento onde não haviamerecimento onde não havia merecimento algum, e declara isento demerecimento algum, e declara isento de dívida aquele que antes era devedor dedívida aquele que antes era devedor de tudo” (A. W. Tozer).tudo” (A. W. Tozer).
  • 9. III. A fidelidade de DeusIII. A fidelidade de Deus Quando Paulo escreve que Deus éQuando Paulo escreve que Deus é fiel, significa que Ele é constante, nãofiel, significa que Ele é constante, não muda, é firme no que fala. Deus émuda, é firme no que fala. Deus é digno de toda a confiança, e Suasdigno de toda a confiança, e Suas promessas não falham.promessas não falham.
  • 10. IV. A justiça de DeusIV. A justiça de Deus
  • 11. IV. A justiça de DeusIV. A justiça de Deus Escrevendo à igreja de Roma, PauloEscrevendo à igreja de Roma, Paulo exorta: “Considerai, pois, aexorta: “Considerai, pois, a (bondade)(bondade) e ae a (severidade)(severidade) de Deus: para com os quede Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, acaíram, severidade; mas para contigo, a bondade de Deus, se nela permaneceres”bondade de Deus, se nela permaneceres” (Rm 11.22).(Rm 11.22).
  • 12. V. A santidade de DeusV. A santidade de Deus Deus é santo, e isso significa a SuaDeus é santo, e isso significa a Sua absoluta pureza. Ele não peca e abominaabsoluta pureza. Ele não peca e abomina o pecado. Santidade é a própriao pecado. Santidade é a própria natureza de Deus. Ele é a essência danatureza de Deus. Ele é a essência da santidade.santidade.
  • 13. Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu! 1.1. Conhecer a Deus é o que há de maisConhecer a Deus é o que há de mais importante na vida.importante na vida. 2.2. Deus é inteiro e invariavelmenteDeus é inteiro e invariavelmente sábio.sábio. 3.3. A graça de Deus se manifesta aoA graça de Deus se manifesta ao homem como fonte de perdão dehomem como fonte de perdão de pecados, como motivo de salvação epecados, como motivo de salvação e como garantia da vida eterna.como garantia da vida eterna.
  • 14. Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu! 4.4. Deus é fiel, e Sua fidelidade é grande,Deus é fiel, e Sua fidelidade é grande, infinita e eterna.infinita e eterna. 5.5. Deus é justo; Ele é juiz e julga comDeus é justo; Ele é juiz e julga com justiça.justiça. 6.6. Deus é santo; Ele é a essência absolutaDeus é santo; Ele é a essência absoluta da santidade. Deus não peca eda santidade. Deus não peca e abomina o pecado.abomina o pecado.
  • 15. Hoje, você aprendeu!Hoje, você aprendeu! 7.7. Você deve prosseguir em buscar oVocê deve prosseguir em buscar o conhecimento de Deus.conhecimento de Deus.