SlideShare uma empresa Scribd logo
Jane Air
ASSASSINSAN ESPIONAGE ACTION THRILLER
CLOAKANDDAGGER
PUBLISHING
ANDYMcSTAB
BLOCK PRINTINGA GUIDE TO
JOHNLANE
THE WEST
DOLLAR
A CLOCKWORK BANANACLOUDPUBLISHING
EmilyBrantee
ALL
QUIET
ONTHE
WEST-END
FRONT
ASHOPKEEPERS
TALEIN
LONDON
MARYTAILOR
Projeto LEITURA +
Lista de LIVROS a escolher
géneros
autores
biblioteca
E S D S
géneros
biblioteca
E S D S
 Narrativa
 Romance histórico
 Romance de aventuras
 Literatura de viagens
 Poesia
 Texto dramático
 Contos
 Biografia
autores
biblioteca
E S D S
 estrangeiros
 portugueses
 expressão portuguesa
autores
biblioteca
E S D S
 Estrangeiros
 Anglada, Maria Angels
 Barbery, Muriel
 Bradbury, Ray
 Calvino, Italo
 Carey, Peter
 Cervantes, Miguel de
 Chatwin, Bruce
 Dante Alighieri
 Defoe, Daniel
 Eco, Umberto
 Énard, Mathias
 Haddon, Mark
 Homero
 Larson, Reif
 Maalouf, Amin
 Magris, Claudio
 Martel, Yann
 Montero, Rosa
 Mulligan, Andy
 Orwell, George
 Pérez-Reverte, Arturo
 Petrarca
 Poe, Edgar Allan
 Polo, Marco
 Scott, Walter
 Shakespeare, William
 Suskind, Patrick
 Swift, Jonathan
 Vergílio
 Zimler, Richard
autores
biblioteca
E S D S
 Portugueses
 Alves, Adalberto
 Andresen, Sophia de Mello Breyner
 Brandão, Raul
 Castro, Ferreira de
 Cruz, Afonso
 Dinis, Júlio
 Faria, Almeida
 Ferreira, António
 Gedeão, António
 Nemésio, Vitorino
 Resende, Garcia de
autores
biblioteca
E S D S
 expressão portuguesa
 Brasileiros
 Amado, Jorge
 Lispector, Clarice
 Meireles, Cecília
 Moraes, Vinicius de
 Telles, Lygia Fagundes
 Angolanos
 Agualusa, José Eduardo
 Manuel Rui
 Ondjaki
 Pepetela
 Cabo-verdianos
 Lopes, Baltasar
Género
Narrativa
 Ciranda de Pedra – Lygia Fagundes Telles
 Capitães da areia – Jorge Amado
 Chiquinho – Baltasar Lopes
 Quem me dera ser onda – Manuel Rui
 Parábola do cágado velho – Pepetela
 A selva – Ferreira de Castro
 Perfume – Patrick Suskind
 O triunfo dos porcos – George Orwell
 A vida de Pi – Yann Martel
 O estranho caso do cão morto – Mark Haddon
 Os livros que devoraram o meu pai – Afonso Cruz
 Fahrenheit 451– Ray Bradbury
 A elegância do ouriço – Muriel Barbery
 O Violino de Auschwitz - Maria Angels Anglada
 O vendedor de passados – José Eduardo Agualusa
biblioteca
E S D S
A protagonista é Virgínia, uma menina obrigada
pelo divórcio dos pais a dividir-se entre dois
mundos e que, inconformada, não se sente bem
em nenhum deles. Constrói, por isso, o seu
universo paralelo, uma família alternativa,
materializando-se na ciranda de pedra, uma fonte
de jardim na mansão do pai, com uma roda com
cinco anões de pedra. Junto deles a menina
sente-se bem e imagina, nas cinco figuras, duas
irmãs e três amigos. Mas a roda da vida continua
a girar e a menina afasta-se, para um dia
regressar, quase adulta, à procura das respostas
para a sua inquietação e descobrir o que se
esconde na imagem simbólica da ciranda de
pedra. Lygia Fagundes Telles recebeu o Prémio
Camões em 2005.
.
Género
Narrativa
 Ciranda de Pedra – Lygia Fagundes Telles
biblioteca
E S D STexto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Quando este romance foi publicado em 1937, as
autoridades da Baía queimaram-no na praça
pública. A razão era clara: o livro denunciava a
terrível injustiça social de que eram vítimas os
muitos meninos de rua. É o início da ditadura do
Estado Novo e a censura quer proibir um livro que
expõe, através da história dos meninos de rua
liderados por Pedro Bala, a história de milhões de
brasileiros que vivem abaixo do limiar da pobreza
e procuram os meios ao seu alcance para
sobreviver. Unindo-se como uma família, estes
meninos, obrigados a crescer antes do tempo, são
cruéis e ternos, corajosos e assustados, ladrões e
solidários, crianças e adultos. E um dia chega
Dora e há uma história de amor. Mas poderá o
amor sobreviver no inferno?
Género
Narrativa
 Capitães da areia – Jorge Amado
biblioteca
E S D S
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Publicado em 1947, este grande
romance da literatura de Cabo Verde
conta a história de Chiquinho em três
momentos da sua vida: a infância
harmoniosa e rural na sua ilha de São
Nicolau; a passagem pelo liceu de
Mindelo, na ilha de São Vicente; o
regresso à ilha natal como professor,
a seca que traz a fome e a decisão de
emigrar.
Género
Narrativa
 Chiquinho – Baltasar Lopes
biblioteca
E S D STexto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Este é um dos romances mais conhecidos da
literatura angolana, protagonizado por duas
crianças, no ambiente depois da
independência de Angola. Nessa altura, as
pessoas começaram a sair dos musseques,
são instaladas edifícios de apartamentos e
uma família cria, clandestinamente, um porco
num prédio, para ser comido no Carnaval. Se
este era o plano dos adultos, diferente era a
intenção das crianças da família que se
afeiçoaram ao animal e o queriam salvar da
morte anunciada. Por detrás desta história
divertida e de amizade, está uma sátira à
sociedade angolana pós-independência.
Género
Narrativa
 Quem me dera ser onda – Manuel Rui
biblioteca
E S D STexto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Num tempo de todas as mudanças,
com a guerra a varrer casas,
campos, vidas e tradições, o
camponês Ulume vive a comovente
história de amor pela jovem
Munakazi, uma história de paixão,
desilusão, sofrimento e perdão.
Entretanto, o cágado velho, guardião
do tempo e da tradição, persiste
apesar dos ventos de mudança.
Pepetela ganhou o Prémio Camões
em 1997.
Género
Narrativa
 Parábola do cágado velho – Pepetela
biblioteca
E S D S
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Ferreira de Castro nasceu em 1898 numa
aldeia perto de Oliveira de Azeméis e,
órfão de pai, emigrou para o Brasil com
apenas 12 anos, para trabalhar no seringal
da Amazónia. Aí, durante 4 anos,
conheceu o inferno: a exploração
desmedida a que eram sujeitos os
trabalhadores, a fome, a doença, os
perigos da selva. No entanto, senhor de
uma tenacidade sem par, de regresso à
cidade aos 16 anos, publicou o seu
primeiro livro – A selva.
Género
Narrativa
 A selva – Ferreira de Castro
biblioteca
E S D S
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Esta estranha história passa-se no século XVIII e
é fruto de um extraordinário trabalho de
reconstituição histórica que consegue captar
plenamente os ambientes da época tal como as
mentalidades. O protagonista é um artesão
especializado no ofício de perfumista, e essa arte
constitui para ele - nascido no meio dos
nauseabundos odores de um mercado de rua -
uma alquímica busca do Absoluto. O perfume
supremo será para ele uma forma de alcançar o
Belo e, nessa demanda nada o detém, nem
mesmo os crimes mais hediondos, que fazem
dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-
Baptiste Grenouille possui no entanto uma
incorrupta pureza que exerce um forte fascínio
sobre o leitor.
Género
Narrativa
 Perfume – Patrick Suskind
biblioteca
E S D S
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
Publicado pela primeira vez em 1945, O
Triunfo dos Porcos transformou-se na
clássica fábula política deste século.
Acrescentando-lhe a sua marca pessoal
de mordacidade e perspicácia, George
Orwell relata a história de uma revolução
entre os animais de uma quinta e o modo
como o idealismo foi traído pelo poder,
pela corrupção e pela mentira.
Género
Narrativa
 O triunfo dos porcos – George Orwell
biblioteca
E S D S
Texto retirado de:
http://www.wook.pt
Depois do naufrágio de um navio de carga,
um único bote salva-vidas permanece a
flutuar à superfície do agreste oceano
Pacífico. A tripulação do barco consiste numa
hiena, um orangotango, uma zebra com a
perna partida, um tigre de Bengala e Pi Patel,
um rapaz indiano de 16 anos de idade. O
palco está preparado para um dos mais
extraordinários fragmentos de ficção literária
dos últimos tempos.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
 A vida de Pi – Yann Martel
Texto retirado de:
http://www.estantedelivros.com
Referido pelo The Times como «um dos
melhores livros de 2003» O Estranho Caso do
Cão Morto é muito divertido. Conta a história de
Christopher Boone, um miúdo autista, com
apenas 15 anos que vive enredado no seu
próprio mundo, longe de tudo e de todos. Possui
uma memória fotográfica e é um aluno
excelente a matemática e a ciências mas
detesta o amarelo e o castanho e não suporta
que alguém lhe toque. Absorvido pela sua
doença, Christopher desperta um dia quando
encontra o cão da sua vizinha morto, no meio
do jardim, com uma forquilha atravessada. A
partir daqui nunca mais será o mesmo pois só
descansará quando descobrir quem cometeu
tão atroz crime.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
 O estranho caso do cão morto – Mark Haddon
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
Vivaldo Bonfim é um escriturário
entediado que leva romances e novelas
para a repartição de finanças onde está
empregado. Um dia, enquanto finge
trabalhar, perde-se na leitura e
desaparece deste mundo. Esta é a sua
verdadeira história — contada na
primeira pessoa pelo filho, Elias
Bonfim, que irá à procura do seu pai,
percorrendo clássicos da literatura
cheios de assassinos, paixões
devastadoras, feras e outros perigos
feitos de letras.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
 Os livros que devoraram o meu pai –
Afonso Cruz
Texto retirado de:
http://www.wook.pt
O sistema era simples. Toda a gente
compreendia. Os livros deviam ser queimados,
juntamente com as casas onde estavam
escondidos… Guy Montag era um bombeiro cuja
tarefa consistia em atear fogos, e gostava do seu
trabalho. Era bombeiro há dez anos e nunca
questionara o prazer das corridas à meia-noite
nem a alegria de ver páginas consumidas pelas
chamas… Nunca questionara nada até conhecer
uma rapariga de dezassete anos que lhe falou de
um passado em que as pessoas não tinham
medo. E depois conheceu um professor que lhe
falou de um futuro em que as pessoas podiam
pensar. E Guy Montag apercebeu-se
subitamente daquilo que tinha de fazer… De
implicações assustadoras, a forma como
reconhecemos o nosso mundo naquele que é
retratado em Fahrenheit 451 é impressionante.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
 Fahrenheit 451 – Ray Bradbury
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
Este romance a duas vozes alternadas decorre
num edifício situado num bairro rico de Paris e
habitado por uma burguesia rica e snobe.
Renée é uma porteira de 54 anos, cultíssima e
autodidacta. Porém esconde-se por detrás da
figura humilde que todos esperam ver numa
porteira e fá-lo com um humor satírico. Paloma
é uma adolescente superdotada de 12 anos,
intensamente consciente da vacuidade do
destino que a espera. Também ela se esforça
por esconder a sua inteligência e o olhar
demasiado lúcido com que encara sobre o
mundo e a elite a que pertence. Esta jovem
decidiu suicidar-se no dia em que completasse
treze anos. Mas tudo isso mudará com a
chegada de um japonês, o senhor Ozu…
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
 A elegância do ouriço – Muriel Barbery
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
É Dezembro de 1991 e, num concerto de
homenagem a Mozart em Cracóvia, a
primeiro violinista impressiona o seu colega
de trio com um instrumento rústico e
humilde. No dia seguinte, quando ele lhe
pergunta como é que ela o obteve, uma
notável história se revela: a da vida de
Daniel, um luthier, que sobreviveu passando
por grandes dificuldades em Auschwitz,
como carpinteiro e trabalhando às tardes na
fábrica IG Farben. A inesperada relação
com o comandante do campo e a posterior
encomenda de um violino com as
especificações de um Stradivarius tornaram-
se dois momentos decisivos na vida de
Daniel, em Auschwitz, sobretudo após
descobrir o segredo por trás dessa tarefa.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
 O Violino de Auschwitz - Maria Angels Anglada
O romance conta a história de um
vendedor de ilusões. O personagem
principal é Felix Ventura, um albino que
tem a curiosa profissão de preparar e
vender árvores genealógicas. Os seus
clientes, prósperos empresários, políticos,
generais, isto é, a burguesia angolana,
têm o seu futuro assegurado, porém falta-
lhes um passado bom. Até que um dia lhe
aparece em casa um estrangeiro que
precisa de uma nova identidade, uma
identidade angolana.
Género
Narrativa
biblioteca
E S D S
Texto adaptado de:
https://pt.wikipedia.org
 O vendedor de passados – José
Eduardo Agualusa
Género
Contos
 Contos – Clarice Lispector
 Os da minha rua – Ondjaki
 Serões da província – Júlio Dinis
 Contos fantásticos – Edgar Allan Poe
biblioteca
E S D S
Nascida em 1920, filha de pais
ucranianos emigrados no Brasil,
Clarice Lispector é uma das mais
singulares escritoras de língua
portuguesa. Os seus contos são
normalmente breves, condensados,
povoados de personagens que
apenas revelam de si aquilo que delas
conseguimos compreender. Por vezes
irónicos, por vezes tristes, sugerem
universos banais, solitários,
desconcertantes, profundamente
indagadores da condição humana.
Género
Contos
biblioteca
E S D S
 Contos – Clarice Lispector
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Os 22 contos (para além de 2 cartas)
que compõem este livro do escritor
angolano Ondjaki retratam Angola dos
anos 80 e 90 do século XX e um
regresso à infância do autor,
resgatando as memórias das crianças,
dos adultos e de um país à procura
do seu caminho.
Género
Contos
biblioteca
E S D S
 Os da minha rua – Ondjaki
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Publicado em 1870, Serões da
província é uma antologia de contos e
novelas curtas, publicadas em
folhetim, no Jornal do Porto, entre
1862 e 1864. As atmosferas destas
narrativas são as habituais neste
médico escritor de vida breve: a
crença num mundo harmonioso, em
que os conflitos se resolvem com boa
vontade, a simplicidade que torna feliz
o quotidiano, as peculiaridades do
mundo rural, o amor que tudo redime
e harmoniza.
Género
Contos
biblioteca
E S D S
 Serões da província – Júlio Dinis
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Poeta, contista e crítico literário,
Edgar Allan Poe nasceu, em 1809 em
Boston, e morreu, em condições
misteriosas, em 1849. Considerado o
mestre do suspense e do terror na
literatura, os seus contos, muito
apreciados por sucessivas gerações
de leitores, apresentam uma
construção perfeita, condensada,
capaz de puxar o leitor para o centro
da intriga, sempre terrível, sempre
inesperada.
Género
Contos
biblioteca
E S D S
 Contos fantásticos – Edgar Allan Poe
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
 O nome de rosa – Umberto Eco
 Ivanhoe - Walter Scott
 As cruzadas vistas pelos árabes – Amin Maalouf
 O último cabalista em Lisboa - Richard Zimler
 A tábua de Flandres – Arturo Perez- Reverte
 Fala-lhes de batalhas, de reis e de elefantes - Mathias Enard
biblioteca
E S D S
No ano de 1327, numa abadia de França,
um grupo de teólogos discute, ao mais alto
nível, a doutrina dos Franciscanos, que
pregam o regresso do Cristianismo à
pobreza inicial. Inesperadamente um deles,
Guilherme de Baskerville, vê-se envolvido
num enredo policial de misteriosas mortes,
que o conduz a um outro mistério: a
biblioteca do mosteiro guarda, em segredo,
obras proibidas, entre as quais o
desaparecido capítulo sobre o riso da
Poética de Aristóteles.
Género
romance histórico
biblioteca
E S D S
 O nome de rosa – Umberto Eco
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
No tempo das cruzadas e das lutas entre
normandos e saxões, João sem Terra a
querer destronar Ricardo Coração de
Leão, enaltecem-se os valores do
heroísmo medieval, protagonizado pelo
cavaleiro Wilfred de Ivanhoe. Na luta
contra os tiranos, a coragem, a bondade
e o amor vencem sempre.
biblioteca
E S D S
 Ivanhoe – Walter Scott
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
A autobiografia do embaixador árabe
Hasan al-Wazzan, capturado e entregue
ao papa Leão X, quando ia para Meca em
peregrinação. Combinando história e
literatura, o livro revela, na perspetiva
árabe, contrária àquela a que nos
habituámos no Ocidente, episódios e
personagens famosas ligadas às
Cruzadas, desde o século XI, mostrando
os cruzados cristãos como bárbaros
cruéis, sanguinários, fanáticos e
culturalmente atrasados.
. biblioteca
E S D S
 As cruzadas vistas pelos árabes – Amin Maalouf
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
Em 1506, em Lisboa, 2000 cristãos-novos
foram mortos e queimados no Rossio. Na
sequência dessa tragédia, um misterioso
crime foi cometido e Berequias Zarco, o
sobrinho da vítima, o último cabalista de
Lisboa, tem de desvendar o mistério.
Richard Zimler, o autor, americano de
origem judaica e naturalizado português,
têm-se debruçado sobre a questão dos
judeus portugueses, cuja expulsão do
reino tornou o país muito mais pobre.
.
biblioteca
E S D S
 O último cabalista em Lisboa – Richard Zimler
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
No quadro “Partida de xadrez” de um
mestre flamengo do final do século XV,
uma mulher vestida de negro observa o
jogo entre o duque de Ostenburgo e o seu
cavaleiro. Mas há um mistério: no ano em
que a pintura foi feita, um dos jogadores já
havia sido assassinado. Uma
restauradora do quadro vai conduzir uma
investigação para solucionar este enigma.
.
biblioteca
E S D S
 A tábua de Flandres – Arturo Pérez- Reverte
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance histórico
Neste romance, seguimos Miguel Ângelo a
Constantinopla em1506, a convite do
sultão Bayazid, para realizar uma
encomenda – desenhar uma ponte de
ligação entre a Ásia e a Europa. O desafio
é difícil e o artista confronta-se com
dúvidas inquietantes na sua missão de
acrescentar beleza ao mundo naquele
lugar de confluências entre civilizações.
Estará a resposta no encontro com a
poesia e com uma mulher habituada ao
convívio entre cristãos, muçulmanos e
judeus?
.
biblioteca
E S D S
 Mathias Enard
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance de aventuras
 Dom Quixote de la Mancha – Miguel Cervantes
 Lazarilho de Tormes
 Trash – os rapazes do lixo - Andy Mulligan
biblioteca
E S D S
Género
romance de aventuras
Esta narrativa, imortalizada na literatura
universal, conta-nos a viagem aventureira
de um velho fidalgo que, com a cabeça
cheia de sonhos alimentados pelos livros
de cavalaria, resolve ser cavaleiro andante
e parte pelos caminhos de Castela la
Mancha, Aragão e Catalunha, montado no
seu cavalo Rocinante e acompanhado
pelo escudeiro Sancho Pança. Vivem
fantasiosas aventuras, permanentemente
contrariadas pela realidade, mas é desse
confronto que reside um dos encantos da
história do “cavaleiro de triste figura”.
.
biblioteca
E S D S
 Dom Quixote de la Mancha – Miguel Cervantes
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance de aventuras
Romance em forma de carta, na 1ªpessoa,
escrito em 1554 por uma autor anónimo
que relata a sua vida de miséria, aventura
e sobrevivência, motivado por uma forte
razão: a mulher do narrador-personagem
é amante de um alto membro do clero.
Numa época de grande intolerância
religiosa por parte da Inquisição, esta obra
apresenta um grande alcance crítico e
justifica o seu anonimato.
biblioteca
E S D S
 Lazarilho de Tormes
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
romance de aventuras
Num país do terceiro mundo, num futuro
não muito distante, três rapazes tentam
sobreviver nas montanhas de lixo nos
subúrbios de uma metrópole. Num dia de
sorte e azar, Raphael encontra algo muito
especial e misterioso. Tão misterioso que
decide guardar, mesmo que a polícia da
cidade ofereça uma bela recompensa pela
sua devolução. Essa decisão traz terríveis
consequências, e em breve os rapazes do
lixo vão ter de usar toda a sua astúcia e
coragem para escapar aos seus
perseguidores.
biblioteca
E S D S
Texto adaptado de:
http://www.wook.pt
 Trash – os rapazes do lixo - Andy Mulligan
Género
texto dramático
 Castro – António Ferreira
 A tempestade – William Shakespeare
biblioteca
E S D S
Género
texto dramático
Os amores trágicos de Pedro e Inês
inspiraram António Ferreira, escritor e
humanista do século XVI, nesta peça
de teatro escrita segundo o modelo da
tragédia clássica – a primeira da
literatura portuguesa e uma das obras
mais importantes do Renascimento
português.
biblioteca
E S D S
 Castro – António Ferreira
Género
texto dramático
Última peça escrita por Shakespeare, A
tempestade é uma história de amor, mas
também de vingança e conspirações. O rei
de Nápoles, o seu filho e vários nobres, entre
os quais o pretenso duque de Milão, sofrem
um naufrágio e vão parar a uma ilha deserta
onde está desterrado Próspero, o verdadeiro
duque de Milão, com a sua filha Miranda e
dois escravos. Seres mágicos e situações
improváveis cruzam-se no enredo desta
peça, por muitos é considerada uma obra-
prima do dramaturgo inglês.
biblioteca
E S D S
 A tempestade – William Shakespeare
Género
poesia
 O meu coração é árabe – Adalberto Alves
 Cancioneiro Geral – Garcia de Resende (compilação)
 Rimas – Petrarca
 A divina comédia – Dante Alighieri
 Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen
 Antologia poética – Cecília Meireles
 Antologia poética – Vinicius de Moraes
 Poesia completa – António Gedeão
biblioteca
E S D S
Género
poesia
Coletânea de poemas cujos autores
são poetas árabes peninsulares.
Adalberto Alves, compilador da
antologia e tradutor dos poemas, é um
especialista em cultura árabe e deu a
conhecer aos portugueses a
maravilhosa poesia criada pelos
poetas que viviam no Al-Andaluz.
biblioteca
E S D S
 O meu coração é árabe – Adalberto Alves
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Publicado em 1516, o Cancioneiro Geral
é uma compilação de poemas palacianos
reunidos pelo poeta Garcia de Resende
e inclui composições do final do séc. XV
e início do XVI. Entre outros autores,
incluem-se João Roiz de Castel-Branco,
Sá de Miranda, Bernardim Bernardim
Ribeiro e o próprio Garcia de Resende.
Os poemas apresentam temas variados,
predominando o amor, a saudade e a
crítica social.
biblioteca
E S D S
 Cancioneiro Geral – Garcia de Resende
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Obra constituída por 366 poemas, sendo
a maioria sonetos, traduzidos pelo poeta
Vasco de Graça Moura que, na
introdução, aponta aspetos relevantes da
vida e obra de Petrarca, o poeta que
influenciou para sempre a cultura
ocidental.
biblioteca
E S D S
 Rimas – Petrarca
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Trata-se de um longo poema alegórico
que Dante escreveu no início do século
XIV, depois de ter sido expulso de
Florença por razões políticas. Descreve
a sua viagem pelas três zonas de além
túmulo: Inferno, Purgatório e Paraíso. Na
sua caminhada, Dante é guiado por
Vergílio, auto da Eneida, que o
acompanha ao Inferno, onde sofrem os
assassinos, os corruptos, os tiranos e
outros criminosos. No Paraíso, será
guiado pela sua amada Beatriz e
contemplará a rosa cintilante, metáfora
da luz e de Deus.
biblioteca
E S D S
 A divina comédia – Dante Alighieri
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Em 1977, Sophia foi convidada para
participar nas comemorações oficiais do Dia
de Camões em Macau. Fez, então, a sua
primeira viagem ao Oriente, que lhe causou
uma forte impressão e emoção. Sobre ela
diria: “Pensei naqueles que ali chegaram
sem aviso prévio, sem mapas ou relatos,
ou desen hos ou fotografias que os
prevenissem do que iam ver. Escrevi os
primeiros poemas simultaneamente a partir
da minha imaginação, desse primeiro olhar
e a partir do meu próprio maravilhamento.”
Desse “maravilhamento”, nasceu o livro
“Navegações”, publicado em 1983.
biblioteca
E S D S
 Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Nasceu no Rio de Janeiro em 1901 e
morreu em 1964, aquela que é
considerada um dos mais importantes
nomes da literatura portuguesa do
século XX. É sua a escolha de
poemas para esta antologia,
publicada após a sua morte, em cujo
prefácio afirma ter procurado o
essencial de cada um dos seus 14
livros.
biblioteca
E S D S
 Antologia poética – Cecília Meireles
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Nasceu no Rio de Janeiro em 1913 e
morreu em 1980. Dedicou-se à literatura,
ao teatro, à música, afirmando que tudo o
que fazia derivava da mesma fonte:
poesia. Atingiu uma popularidade rara para
um poeta, sobretudo devido à sua ligação
direta com a música popular brasileira e a
cantores como Chico Buarque, Caetano
Veloso, Elis Regina e outros. Cultivou o
soneto com grande mestria.
biblioteca
E S D S
 Antologia poética – Vinicius de Morais
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
poesia
Pseudónimo de Rómulo de Carvalho,
nasceu em Lisboa em 1906 e morreu
em 1999. Foi professor de Físico-
Química no Liceu Pedro Nunes e
publicou, com o seu nome verdadeiro,
livros escolares e de divulgação
científica. A formação científica fez-se
notar em muita da sua poesia, que
utiliza uma linguagem simples e
metafórica, ajudada por um ritmo
leve, com recurso à rima.
biblioteca
E S D S
 Poesia completa – António Gedeão
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
 Odisseia – Homero
 Eneida – Vergílio
 Viagens – Marco Polo
 Robinson Crusoe – Daniel Defoe
 Viagens de Gulliver – Jonathan Siwft
 Danúbio – Claudio Magris
 Viagens invisíveis – Italo Calvino
 Na Patagónia – Bruce Chatwin
 O murmúrio do mundo: a Índia revisitada – Almeida Faria
 O Japão é um lugar estranho – Peter Carey
 As ilhas desconhecidas – Raul Brandão
 As obras primas de T.S. Spivet – Reif Larson
biblioteca
E S D S
Género
Literatura de viagens
A Odisseia narra a história de Ulisses, rei de
Ítaca, no seu regresso a casa, depois da
guerra de Troia. A ação começa quando o
herói está na ilha da l8nfa Calipso que,
apaixonada, o retém. Os deuses, reunidos
em consílio, ordenam a Calipso que o deixe
partir e ele, com ajuda divina, sobrevive a
uma tempestade provocada por Poseidon,
deus do mar e seu inimigo, e acaba por ser
acolhido pelo rei de Feaces, a pedido do
qual Ulisses conta a sua aventurosa viagem.
Conduzido a Ítaca e ajudado pela deusa
Atena, o herói vence todos os obstáculos e
recupera o trono, bem como o amor de sua
mulher, Penélope, e do filho, Telémaco.
biblioteca
E S D S
 Odisseia – Homero
Texto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
A Eneida, escrita no século I a. C., narra a
viagem do príncipe troiano Eneias, desde que
saiu de Troia, destruída pela guerra, até
chegar à península Itálica e fundar Roma.
A ação começa quando a armada de Eneias
sofre uma tempestade que o faz aportar ao
norte de África, sempre ajudado por Vénus,
sua mãe, que para ele pede a proteção de
Júpiter. Em Cartago, Eneias apaixona-se pela
rainha Dido, a quem conta os acontecimentos
da guerra e destruição de Troia. Entretanto,
Júpiter ordena Eneias que parta de Cartago e
cumpra o vaticínio de fundar Roma, a cidade
que iria governar o mundo. Eneias parte,
empreendendo a viagem até Itália onde
enfrenta lutas difíceis. Assim nasce Roma e a
sua língua, o latim.
biblioteca
E S D S
 Eneida – Vergílio
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
No final do século XIII, Marco Polo sai de
Veneza em direção ao Oriente onde
esteve durante 17 anos, tendo feito
amizade com o imperador chinês Kublai
Khan, ao serviço do qual viajou por muitos
países. A mensagem que deixou com este
livro de viagens foi de admiração,
tolerância e otimismo face a outras
civilizações desconhecidas da Europa
medieval.
biblioteca
E S D S
 Viagens – Marco Polo
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Publicado em Inglaterra em 1719,
Robinson Crusoé é a autobiografia
ficcionada de um jovem de 20 anos que
embarca numa aventura de final
imprevisível. Robinson sobrevive sozinho
a um naufrágio que o atira para uma ilha
deserta na qual terá de aprender a viver.
Lentamente adapta-se á solidão e a um
quotidiano frugal e só anos mais tarde
conhecerá o seu inseparável amigo,
Sexta-Feira, que traz consigo no regresso
a Inglaterra, 27 anos depois.
biblioteca
E S D S
 Robinson Crusoe – Daniel Defoe
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Estas viagens são protagonizadas por
Lemuel Gulliver, cirurgião naval, que, na
sequência de um naufrágio, aporta em
Lilliput, uma terra habitada por homens
minúsculos que entram em conflitos por
motivos ridiculamente minúsculos. Numa
segunda viagem, chega à terra dos
gigantes, onde reina alguma paz, mas
também muita soberba. A seguir viaja por
várias ilhas e confronta-se com estranhos
costumes. Finalmente chega à terra dos
cavalos falantes, bondosos e inteligentes,
que convivem com os grosseiros
humanos Yahoos.
biblioteca
E S D S
 As viagens de Gulliver – Jonathan Swift
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Considerado um dos grandes romances
europeus contemporâneos onde se
cruzam vários géneros: livro de viagens,
relato autobiográfico e reflexão histórica,
filosófica, política e cultural sobre a
Europa Central. Seguindo curso do Rio
Danúbio, o autor conjuga as descrições
da paisagem geográfica e humana com o
relato de episódios reveladores do
cruzamento de culturas e preservação de
identidades. “Danúbio” recebeu o Prémio
Príncipe das Astúrias das Artes em 2004. biblioteca
E S D S
 Danúbio – Claudio Magris
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Em 1972, Italo Calvino decide acrescentar
um relato às viagens do veneziano Marco
Polo no Oriente: partindo da amizade
deste viajante medieval com o imperador
Kuklai Khan, Calvino imagina um diálogo
fantástico entre os dois, no qual o italiano
descreve ao imperador as cidades por
onde passou, apresentadas não como
lugares geográficos, mas como metáforas
para refletir sobre a condição humana.
biblioteca
E S D S
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Em 1974, Bruce Chatwin, considerado um
dos maiores escritores de viagens de
sempre, saiu do jornal onde trabalhava,
deixando um bilhete onde se lia “Fui para
a Patagónia”. Aí esteve durante 6 meses,
viajando e conhecendo, e o resultado é
este livro, considerado uma referência na
literatura de viagens.
biblioteca
E S D S
 Na Patagónia – Bruce Chatwin
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Almeida Faria visitou Goa, Cochim e
Mumbai, a convite do Centro Nacional de
Cultura, que anualmente promove uma
viagem a uma região que guarde
vestígios da presença portuguesa. Dessa
visita, resultou este livro de viagem que
cruza o texto com textos de autores como
Camões, uma espécie de tapeçaria em
que viagem, história e literatura se
entrelaçam. O olhar, marcado por alguma
melancolia na evocação da Índia de
outrora, remete-nos para múltiplas
memórias: igrejas, feitorias, amores,
condenações à fogueira, ambição, ruína. biblioteca
E S D S
 O murmúrio do mundo: a Índia revisitada – Almeida Faria
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Como um repórter que investiga, ou como
um pai que quer compreender o mundo
de interesses do seu filho, Peter Carey, o
prestigiado autro australiano, viaja até
Tóquio, acompanhado pelo seu filho
adolescente, para tentar conhecer e
entender um universo para si totalmente
desconhecido: a cultura da manga e do
anime. Esta viagem a dois só poderá
parecer estranha a quem ignorar o
interesse que o Japão desperta em
milhões de adolescentes ocidentais,
fascinados pela popular manga.
biblioteca
E S D S
 O Japão é um lugar estranho – Peter Carey
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Em 1924, Raul Brandão fez uma viagem
aos Açores e à Madeira que deu origem a
este livro e no qual descreve as
impressões e emoções vivenciadas
nestas ilhas. O estilo é fortemente
sensitivo, visual, sugestivo e poético e
não era a primeira vez que Raul Brandão
se deixava seduzir pelo mar – já tinha
publicado, no ano anterior, Os
pescadores. Tanto uma como a outra obra
são livros exemplares da literatura de
viagem. biblioteca
E S D S
 As ilhas desconhecidas – Raul Brandão
Texto adaptado do manual Plural -
10º ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Literatura de viagens
Este romance de estreia, de
características invulgares, apresenta-nos
Tecumseh Sparrow Spivet, um rapazinho
de 12 anos que tenta submeter os
enigmas da vida, às configurações de
mapas variados, que vai organizando por
temas nas paredes do seu quarto. Este
cartógrafo genial consegue mesmo
colaborar em publicações científicas, sem
revelar a sua idade. Um dia é
surpreendido por um telefonema
anunciando-lhe a atribuição de um
importante prémio. Spivet terá de partir
sem que ninguém saiba, numa longa e
solitária travessia da América. O livro
reproduz os fascinantes desenhos, nota e
mapas, do jovem cientista.
biblioteca
E S D S
 As obras primas de T.S. Spivet – Reif Larson
Texto retirado de:
http://www.wook.pt
Género
Biografia
 Vida e obra do Infante Dom Henrique – Vitorino Nemésio
 Paixões – Rosa Montero
biblioteca
E S D S
Género
Biografia
 Vida e obra do Infante Dom
Henrique – Vitorino Nemésio
Ao contrário daquilo que o título sugere,
Vitorino Nemésio não pretendeu com esta
obra escrever uma biografia
exclusivamente centrada na figura
individual do Infante D. Henrique. Optou
por uma perspetiva mais globalizante do
período histórico contemporâneo do
Infante, ainda que seja sobre este e as
suas ações ligadas aos Descobrimentos
que incide o foco narrativo e descritivo. biblioteca
E S D STexto retirado do manual Plural - 10º
ano/destacável Projeto de Leitura
Género
Biografia
Este livro é fruto de uma série sobre
grandes paixões da história, publicada no
jornal espanhol El País. Rosa Montero
mostra que os amantes são, se não um
pouco, muito 'loucos'. A paixão e o amor
podem ser enaltecidos de tantas
maneiras, e podem ser usados como
pretexto para tantas anomalias, que é
assustador perceber que os finais felizes
não entram para a história. A autora
analisa uma gama de relacionamentos
que deixaram marcas até hoje, como o
romance entre o pintor Amedeo Modigliani
e a virgem Jeanne Hébuterne, o
platonismo de Lewis Carroll pela criança
Alice Lidell, ou os clássicos amores de
Cleópatra e Marco Antônio ou mesmo
John Lennon e Yoko Ono.
biblioteca
E S D S
 Paixões – Rosa Montero
Texto adaptado de:
https://books.google.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Contrato de leitura
Contrato de leituraContrato de leitura
Contrato de leitura
João Martinho
 
Lista obras textos educação Literária Secundário
Lista obras textos educação Literária  SecundárioLista obras textos educação Literária  Secundário
Lista obras textos educação Literária Secundário
BE123AEN
 
Slide clarice lispector -
Slide clarice lispector -Slide clarice lispector -
Slide clarice lispector -
Joice Holanda
 
Pil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de LeituraPil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de Leitura
Ana Tapadas
 
Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz
Larissa Silva
 
Sugestões de leitura
Sugestões de leituraSugestões de leitura
Sugestões de leitura
Fernanda Oliveira
 
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Universidade Federal de Roraima
 
Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
Laíza Krul Kuryluk
 
Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
Marcus Souza Soares
 
Rachel de Queiroz
Rachel de QueirozRachel de Queiroz
Rachel de Queiroz
Sabrinnasz
 
Novas obras na tua be
Novas obras na tua beNovas obras na tua be
Novas obras na tua be
Maria Paredes
 
Raquel de queiroz
Raquel de queirozRaquel de queiroz
Raquel de queiroz
Larissa Silva
 
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveisAtividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
leitura20138a
 
Novas aquisições
Novas aquisiçõesNovas aquisições
Uma galinha clarice lispector
Uma galinha  clarice lispectorUma galinha  clarice lispector
Uma galinha clarice lispector
jopinperslide
 
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
Marcos Marcelino
 
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análiseO quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
jasonrplima
 

Mais procurados (17)

Contrato de leitura
Contrato de leituraContrato de leitura
Contrato de leitura
 
Lista obras textos educação Literária Secundário
Lista obras textos educação Literária  SecundárioLista obras textos educação Literária  Secundário
Lista obras textos educação Literária Secundário
 
Slide clarice lispector -
Slide clarice lispector -Slide clarice lispector -
Slide clarice lispector -
 
Pil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de LeituraPil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de Leitura
 
Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz
 
Sugestões de leitura
Sugestões de leituraSugestões de leitura
Sugestões de leitura
 
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
 
Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
 
Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
 
Rachel de Queiroz
Rachel de QueirozRachel de Queiroz
Rachel de Queiroz
 
Novas obras na tua be
Novas obras na tua beNovas obras na tua be
Novas obras na tua be
 
Raquel de queiroz
Raquel de queirozRaquel de queiroz
Raquel de queiroz
 
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveisAtividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
Atividade cruzadinha definitiva do projeto os miseráveis
 
Novas aquisições
Novas aquisiçõesNovas aquisições
Novas aquisições
 
Uma galinha clarice lispector
Uma galinha  clarice lispectorUma galinha  clarice lispector
Uma galinha clarice lispector
 
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
 
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análiseO quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
 

Semelhante a Leitura+

Sugestões PNL
Sugestões PNLSugestões PNL
Sugestões PNL
Teresa Pombo
 
Sugestões PNL
Sugestões PNLSugestões PNL
Sugestões PNL
Teresa Pombo
 
As nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7aAs nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7a
Isabel Couto
 
Proj letura
Proj leturaProj letura
Proj letura
Teresa Pombo
 
Luis Sepúlveda
Luis SepúlvedaLuis Sepúlveda
Luis Sepúlveda
Isabel Martins
 
Contacto março 2014
Contacto   março 2014Contacto   março 2014
Contacto março 2014
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Contacto março 2014
Contacto  março 2014Contacto  março 2014
Contacto março 2014
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Contacto 1.º período
Contacto   1.º períodoContacto   1.º período
Contacto 1.º período
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
Clipping ficção (até 1611)
Clipping ficção (até 1611)Clipping ficção (até 1611)
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 
PNL - AquisiçõEs 20092010
PNL - AquisiçõEs 20092010PNL - AquisiçõEs 20092010
PNL - AquisiçõEs 20092010
Paula Morgado
 
Info cnl 201617_sinopses
Info cnl 201617_sinopsesInfo cnl 201617_sinopses
Info cnl 201617_sinopses
antoniojosetavares
 
Escritores de Quinta
Escritores de QuintaEscritores de Quinta
Escritores de Quinta
Bruno Cobbi
 
David Machado
David MachadoDavid Machado
David Machado
Mariana Oliveira
 
As nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8bAs nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8b
Isabel Couto
 
Sugestões de leitura
Sugestões de leituraSugestões de leitura
Sugestões de leitura
Fernanda Oliveira
 
Agualusa 2
Agualusa 2Agualusa 2
Agualusa 2
Carla Nunes
 
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, AlfândegaObras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
Biblioteca Torga
 
10 livros essenciais
10 livros essenciais10 livros essenciais
10 livros essenciais
Wallace Truyts
 

Semelhante a Leitura+ (20)

Sugestões PNL
Sugestões PNLSugestões PNL
Sugestões PNL
 
Sugestões PNL
Sugestões PNLSugestões PNL
Sugestões PNL
 
As nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7aAs nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7a
 
Proj letura
Proj leturaProj letura
Proj letura
 
Luis Sepúlveda
Luis SepúlvedaLuis Sepúlveda
Luis Sepúlveda
 
Contacto março 2014
Contacto   março 2014Contacto   março 2014
Contacto março 2014
 
Contacto março 2014
Contacto  março 2014Contacto  março 2014
Contacto março 2014
 
Contacto 1.º período
Contacto   1.º períodoContacto   1.º período
Contacto 1.º período
 
Clipping ficção (até 1611)
Clipping ficção (até 1611)Clipping ficção (até 1611)
Clipping ficção (até 1611)
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 
PNL - AquisiçõEs 20092010
PNL - AquisiçõEs 20092010PNL - AquisiçõEs 20092010
PNL - AquisiçõEs 20092010
 
Info cnl 201617_sinopses
Info cnl 201617_sinopsesInfo cnl 201617_sinopses
Info cnl 201617_sinopses
 
Escritores de Quinta
Escritores de QuintaEscritores de Quinta
Escritores de Quinta
 
David Machado
David MachadoDavid Machado
David Machado
 
As nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8bAs nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8b
 
Sugestões de leitura
Sugestões de leituraSugestões de leitura
Sugestões de leitura
 
Agualusa 2
Agualusa 2Agualusa 2
Agualusa 2
 
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, AlfândegaObras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
Obras da Fase distrital do CNL, 20 abril 2016, Alfândega
 
10 livros essenciais
10 livros essenciais10 livros essenciais
10 livros essenciais
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 

Leitura+

  • 1. Jane Air ASSASSINSAN ESPIONAGE ACTION THRILLER CLOAKANDDAGGER PUBLISHING ANDYMcSTAB BLOCK PRINTINGA GUIDE TO JOHNLANE THE WEST DOLLAR A CLOCKWORK BANANACLOUDPUBLISHING EmilyBrantee ALL QUIET ONTHE WEST-END FRONT ASHOPKEEPERS TALEIN LONDON MARYTAILOR
  • 2. Projeto LEITURA + Lista de LIVROS a escolher géneros autores biblioteca E S D S
  • 3. géneros biblioteca E S D S  Narrativa  Romance histórico  Romance de aventuras  Literatura de viagens  Poesia  Texto dramático  Contos  Biografia
  • 4. autores biblioteca E S D S  estrangeiros  portugueses  expressão portuguesa
  • 5. autores biblioteca E S D S  Estrangeiros  Anglada, Maria Angels  Barbery, Muriel  Bradbury, Ray  Calvino, Italo  Carey, Peter  Cervantes, Miguel de  Chatwin, Bruce  Dante Alighieri  Defoe, Daniel  Eco, Umberto  Énard, Mathias  Haddon, Mark  Homero  Larson, Reif  Maalouf, Amin  Magris, Claudio  Martel, Yann  Montero, Rosa  Mulligan, Andy  Orwell, George  Pérez-Reverte, Arturo  Petrarca  Poe, Edgar Allan  Polo, Marco  Scott, Walter  Shakespeare, William  Suskind, Patrick  Swift, Jonathan  Vergílio  Zimler, Richard
  • 6. autores biblioteca E S D S  Portugueses  Alves, Adalberto  Andresen, Sophia de Mello Breyner  Brandão, Raul  Castro, Ferreira de  Cruz, Afonso  Dinis, Júlio  Faria, Almeida  Ferreira, António  Gedeão, António  Nemésio, Vitorino  Resende, Garcia de
  • 7. autores biblioteca E S D S  expressão portuguesa  Brasileiros  Amado, Jorge  Lispector, Clarice  Meireles, Cecília  Moraes, Vinicius de  Telles, Lygia Fagundes  Angolanos  Agualusa, José Eduardo  Manuel Rui  Ondjaki  Pepetela  Cabo-verdianos  Lopes, Baltasar
  • 8. Género Narrativa  Ciranda de Pedra – Lygia Fagundes Telles  Capitães da areia – Jorge Amado  Chiquinho – Baltasar Lopes  Quem me dera ser onda – Manuel Rui  Parábola do cágado velho – Pepetela  A selva – Ferreira de Castro  Perfume – Patrick Suskind  O triunfo dos porcos – George Orwell  A vida de Pi – Yann Martel  O estranho caso do cão morto – Mark Haddon  Os livros que devoraram o meu pai – Afonso Cruz  Fahrenheit 451– Ray Bradbury  A elegância do ouriço – Muriel Barbery  O Violino de Auschwitz - Maria Angels Anglada  O vendedor de passados – José Eduardo Agualusa biblioteca E S D S
  • 9. A protagonista é Virgínia, uma menina obrigada pelo divórcio dos pais a dividir-se entre dois mundos e que, inconformada, não se sente bem em nenhum deles. Constrói, por isso, o seu universo paralelo, uma família alternativa, materializando-se na ciranda de pedra, uma fonte de jardim na mansão do pai, com uma roda com cinco anões de pedra. Junto deles a menina sente-se bem e imagina, nas cinco figuras, duas irmãs e três amigos. Mas a roda da vida continua a girar e a menina afasta-se, para um dia regressar, quase adulta, à procura das respostas para a sua inquietação e descobrir o que se esconde na imagem simbólica da ciranda de pedra. Lygia Fagundes Telles recebeu o Prémio Camões em 2005. . Género Narrativa  Ciranda de Pedra – Lygia Fagundes Telles biblioteca E S D STexto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 10. Quando este romance foi publicado em 1937, as autoridades da Baía queimaram-no na praça pública. A razão era clara: o livro denunciava a terrível injustiça social de que eram vítimas os muitos meninos de rua. É o início da ditadura do Estado Novo e a censura quer proibir um livro que expõe, através da história dos meninos de rua liderados por Pedro Bala, a história de milhões de brasileiros que vivem abaixo do limiar da pobreza e procuram os meios ao seu alcance para sobreviver. Unindo-se como uma família, estes meninos, obrigados a crescer antes do tempo, são cruéis e ternos, corajosos e assustados, ladrões e solidários, crianças e adultos. E um dia chega Dora e há uma história de amor. Mas poderá o amor sobreviver no inferno? Género Narrativa  Capitães da areia – Jorge Amado biblioteca E S D S Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 11. Publicado em 1947, este grande romance da literatura de Cabo Verde conta a história de Chiquinho em três momentos da sua vida: a infância harmoniosa e rural na sua ilha de São Nicolau; a passagem pelo liceu de Mindelo, na ilha de São Vicente; o regresso à ilha natal como professor, a seca que traz a fome e a decisão de emigrar. Género Narrativa  Chiquinho – Baltasar Lopes biblioteca E S D STexto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 12. Este é um dos romances mais conhecidos da literatura angolana, protagonizado por duas crianças, no ambiente depois da independência de Angola. Nessa altura, as pessoas começaram a sair dos musseques, são instaladas edifícios de apartamentos e uma família cria, clandestinamente, um porco num prédio, para ser comido no Carnaval. Se este era o plano dos adultos, diferente era a intenção das crianças da família que se afeiçoaram ao animal e o queriam salvar da morte anunciada. Por detrás desta história divertida e de amizade, está uma sátira à sociedade angolana pós-independência. Género Narrativa  Quem me dera ser onda – Manuel Rui biblioteca E S D STexto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 13. Num tempo de todas as mudanças, com a guerra a varrer casas, campos, vidas e tradições, o camponês Ulume vive a comovente história de amor pela jovem Munakazi, uma história de paixão, desilusão, sofrimento e perdão. Entretanto, o cágado velho, guardião do tempo e da tradição, persiste apesar dos ventos de mudança. Pepetela ganhou o Prémio Camões em 1997. Género Narrativa  Parábola do cágado velho – Pepetela biblioteca E S D S Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 14. Ferreira de Castro nasceu em 1898 numa aldeia perto de Oliveira de Azeméis e, órfão de pai, emigrou para o Brasil com apenas 12 anos, para trabalhar no seringal da Amazónia. Aí, durante 4 anos, conheceu o inferno: a exploração desmedida a que eram sujeitos os trabalhadores, a fome, a doença, os perigos da selva. No entanto, senhor de uma tenacidade sem par, de regresso à cidade aos 16 anos, publicou o seu primeiro livro – A selva. Género Narrativa  A selva – Ferreira de Castro biblioteca E S D S Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 15. Esta estranha história passa-se no século XVIII e é fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica que consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades. O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele - nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua - uma alquímica busca do Absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean- Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor. Género Narrativa  Perfume – Patrick Suskind biblioteca E S D S Texto adaptado de: http://www.wook.pt
  • 16. Publicado pela primeira vez em 1945, O Triunfo dos Porcos transformou-se na clássica fábula política deste século. Acrescentando-lhe a sua marca pessoal de mordacidade e perspicácia, George Orwell relata a história de uma revolução entre os animais de uma quinta e o modo como o idealismo foi traído pelo poder, pela corrupção e pela mentira. Género Narrativa  O triunfo dos porcos – George Orwell biblioteca E S D S Texto retirado de: http://www.wook.pt
  • 17. Depois do naufrágio de um navio de carga, um único bote salva-vidas permanece a flutuar à superfície do agreste oceano Pacífico. A tripulação do barco consiste numa hiena, um orangotango, uma zebra com a perna partida, um tigre de Bengala e Pi Patel, um rapaz indiano de 16 anos de idade. O palco está preparado para um dos mais extraordinários fragmentos de ficção literária dos últimos tempos. Género Narrativa biblioteca E S D S  A vida de Pi – Yann Martel Texto retirado de: http://www.estantedelivros.com
  • 18. Referido pelo The Times como «um dos melhores livros de 2003» O Estranho Caso do Cão Morto é muito divertido. Conta a história de Christopher Boone, um miúdo autista, com apenas 15 anos que vive enredado no seu próprio mundo, longe de tudo e de todos. Possui uma memória fotográfica e é um aluno excelente a matemática e a ciências mas detesta o amarelo e o castanho e não suporta que alguém lhe toque. Absorvido pela sua doença, Christopher desperta um dia quando encontra o cão da sua vizinha morto, no meio do jardim, com uma forquilha atravessada. A partir daqui nunca mais será o mesmo pois só descansará quando descobrir quem cometeu tão atroz crime. Género Narrativa biblioteca E S D S  O estranho caso do cão morto – Mark Haddon Texto adaptado de: http://www.wook.pt
  • 19. Vivaldo Bonfim é um escriturário entediado que leva romances e novelas para a repartição de finanças onde está empregado. Um dia, enquanto finge trabalhar, perde-se na leitura e desaparece deste mundo. Esta é a sua verdadeira história — contada na primeira pessoa pelo filho, Elias Bonfim, que irá à procura do seu pai, percorrendo clássicos da literatura cheios de assassinos, paixões devastadoras, feras e outros perigos feitos de letras. Género Narrativa biblioteca E S D S  Os livros que devoraram o meu pai – Afonso Cruz Texto retirado de: http://www.wook.pt
  • 20. O sistema era simples. Toda a gente compreendia. Os livros deviam ser queimados, juntamente com as casas onde estavam escondidos… Guy Montag era um bombeiro cuja tarefa consistia em atear fogos, e gostava do seu trabalho. Era bombeiro há dez anos e nunca questionara o prazer das corridas à meia-noite nem a alegria de ver páginas consumidas pelas chamas… Nunca questionara nada até conhecer uma rapariga de dezassete anos que lhe falou de um passado em que as pessoas não tinham medo. E depois conheceu um professor que lhe falou de um futuro em que as pessoas podiam pensar. E Guy Montag apercebeu-se subitamente daquilo que tinha de fazer… De implicações assustadoras, a forma como reconhecemos o nosso mundo naquele que é retratado em Fahrenheit 451 é impressionante. Género Narrativa biblioteca E S D S  Fahrenheit 451 – Ray Bradbury Texto adaptado de: http://www.wook.pt
  • 21. Este romance a duas vozes alternadas decorre num edifício situado num bairro rico de Paris e habitado por uma burguesia rica e snobe. Renée é uma porteira de 54 anos, cultíssima e autodidacta. Porém esconde-se por detrás da figura humilde que todos esperam ver numa porteira e fá-lo com um humor satírico. Paloma é uma adolescente superdotada de 12 anos, intensamente consciente da vacuidade do destino que a espera. Também ela se esforça por esconder a sua inteligência e o olhar demasiado lúcido com que encara sobre o mundo e a elite a que pertence. Esta jovem decidiu suicidar-se no dia em que completasse treze anos. Mas tudo isso mudará com a chegada de um japonês, o senhor Ozu… Género Narrativa biblioteca E S D S  A elegância do ouriço – Muriel Barbery Texto adaptado de: http://www.wook.pt
  • 22. É Dezembro de 1991 e, num concerto de homenagem a Mozart em Cracóvia, a primeiro violinista impressiona o seu colega de trio com um instrumento rústico e humilde. No dia seguinte, quando ele lhe pergunta como é que ela o obteve, uma notável história se revela: a da vida de Daniel, um luthier, que sobreviveu passando por grandes dificuldades em Auschwitz, como carpinteiro e trabalhando às tardes na fábrica IG Farben. A inesperada relação com o comandante do campo e a posterior encomenda de um violino com as especificações de um Stradivarius tornaram- se dois momentos decisivos na vida de Daniel, em Auschwitz, sobretudo após descobrir o segredo por trás dessa tarefa. Género Narrativa biblioteca E S D S Texto adaptado de: http://www.wook.pt  O Violino de Auschwitz - Maria Angels Anglada
  • 23. O romance conta a história de um vendedor de ilusões. O personagem principal é Felix Ventura, um albino que tem a curiosa profissão de preparar e vender árvores genealógicas. Os seus clientes, prósperos empresários, políticos, generais, isto é, a burguesia angolana, têm o seu futuro assegurado, porém falta- lhes um passado bom. Até que um dia lhe aparece em casa um estrangeiro que precisa de uma nova identidade, uma identidade angolana. Género Narrativa biblioteca E S D S Texto adaptado de: https://pt.wikipedia.org  O vendedor de passados – José Eduardo Agualusa
  • 24. Género Contos  Contos – Clarice Lispector  Os da minha rua – Ondjaki  Serões da província – Júlio Dinis  Contos fantásticos – Edgar Allan Poe biblioteca E S D S
  • 25. Nascida em 1920, filha de pais ucranianos emigrados no Brasil, Clarice Lispector é uma das mais singulares escritoras de língua portuguesa. Os seus contos são normalmente breves, condensados, povoados de personagens que apenas revelam de si aquilo que delas conseguimos compreender. Por vezes irónicos, por vezes tristes, sugerem universos banais, solitários, desconcertantes, profundamente indagadores da condição humana. Género Contos biblioteca E S D S  Contos – Clarice Lispector Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 26. Os 22 contos (para além de 2 cartas) que compõem este livro do escritor angolano Ondjaki retratam Angola dos anos 80 e 90 do século XX e um regresso à infância do autor, resgatando as memórias das crianças, dos adultos e de um país à procura do seu caminho. Género Contos biblioteca E S D S  Os da minha rua – Ondjaki Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 27. Publicado em 1870, Serões da província é uma antologia de contos e novelas curtas, publicadas em folhetim, no Jornal do Porto, entre 1862 e 1864. As atmosferas destas narrativas são as habituais neste médico escritor de vida breve: a crença num mundo harmonioso, em que os conflitos se resolvem com boa vontade, a simplicidade que torna feliz o quotidiano, as peculiaridades do mundo rural, o amor que tudo redime e harmoniza. Género Contos biblioteca E S D S  Serões da província – Júlio Dinis Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 28. Poeta, contista e crítico literário, Edgar Allan Poe nasceu, em 1809 em Boston, e morreu, em condições misteriosas, em 1849. Considerado o mestre do suspense e do terror na literatura, os seus contos, muito apreciados por sucessivas gerações de leitores, apresentam uma construção perfeita, condensada, capaz de puxar o leitor para o centro da intriga, sempre terrível, sempre inesperada. Género Contos biblioteca E S D S  Contos fantásticos – Edgar Allan Poe Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 29. Género romance histórico  O nome de rosa – Umberto Eco  Ivanhoe - Walter Scott  As cruzadas vistas pelos árabes – Amin Maalouf  O último cabalista em Lisboa - Richard Zimler  A tábua de Flandres – Arturo Perez- Reverte  Fala-lhes de batalhas, de reis e de elefantes - Mathias Enard biblioteca E S D S
  • 30. No ano de 1327, numa abadia de França, um grupo de teólogos discute, ao mais alto nível, a doutrina dos Franciscanos, que pregam o regresso do Cristianismo à pobreza inicial. Inesperadamente um deles, Guilherme de Baskerville, vê-se envolvido num enredo policial de misteriosas mortes, que o conduz a um outro mistério: a biblioteca do mosteiro guarda, em segredo, obras proibidas, entre as quais o desaparecido capítulo sobre o riso da Poética de Aristóteles. Género romance histórico biblioteca E S D S  O nome de rosa – Umberto Eco Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 31. Género romance histórico No tempo das cruzadas e das lutas entre normandos e saxões, João sem Terra a querer destronar Ricardo Coração de Leão, enaltecem-se os valores do heroísmo medieval, protagonizado pelo cavaleiro Wilfred de Ivanhoe. Na luta contra os tiranos, a coragem, a bondade e o amor vencem sempre. biblioteca E S D S  Ivanhoe – Walter Scott Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 32. Género romance histórico A autobiografia do embaixador árabe Hasan al-Wazzan, capturado e entregue ao papa Leão X, quando ia para Meca em peregrinação. Combinando história e literatura, o livro revela, na perspetiva árabe, contrária àquela a que nos habituámos no Ocidente, episódios e personagens famosas ligadas às Cruzadas, desde o século XI, mostrando os cruzados cristãos como bárbaros cruéis, sanguinários, fanáticos e culturalmente atrasados. . biblioteca E S D S  As cruzadas vistas pelos árabes – Amin Maalouf Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 33. Género romance histórico Em 1506, em Lisboa, 2000 cristãos-novos foram mortos e queimados no Rossio. Na sequência dessa tragédia, um misterioso crime foi cometido e Berequias Zarco, o sobrinho da vítima, o último cabalista de Lisboa, tem de desvendar o mistério. Richard Zimler, o autor, americano de origem judaica e naturalizado português, têm-se debruçado sobre a questão dos judeus portugueses, cuja expulsão do reino tornou o país muito mais pobre. . biblioteca E S D S  O último cabalista em Lisboa – Richard Zimler Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 34. Género romance histórico No quadro “Partida de xadrez” de um mestre flamengo do final do século XV, uma mulher vestida de negro observa o jogo entre o duque de Ostenburgo e o seu cavaleiro. Mas há um mistério: no ano em que a pintura foi feita, um dos jogadores já havia sido assassinado. Uma restauradora do quadro vai conduzir uma investigação para solucionar este enigma. . biblioteca E S D S  A tábua de Flandres – Arturo Pérez- Reverte Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 35. Género romance histórico Neste romance, seguimos Miguel Ângelo a Constantinopla em1506, a convite do sultão Bayazid, para realizar uma encomenda – desenhar uma ponte de ligação entre a Ásia e a Europa. O desafio é difícil e o artista confronta-se com dúvidas inquietantes na sua missão de acrescentar beleza ao mundo naquele lugar de confluências entre civilizações. Estará a resposta no encontro com a poesia e com uma mulher habituada ao convívio entre cristãos, muçulmanos e judeus? . biblioteca E S D S  Mathias Enard Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 36. Género romance de aventuras  Dom Quixote de la Mancha – Miguel Cervantes  Lazarilho de Tormes  Trash – os rapazes do lixo - Andy Mulligan biblioteca E S D S
  • 37. Género romance de aventuras Esta narrativa, imortalizada na literatura universal, conta-nos a viagem aventureira de um velho fidalgo que, com a cabeça cheia de sonhos alimentados pelos livros de cavalaria, resolve ser cavaleiro andante e parte pelos caminhos de Castela la Mancha, Aragão e Catalunha, montado no seu cavalo Rocinante e acompanhado pelo escudeiro Sancho Pança. Vivem fantasiosas aventuras, permanentemente contrariadas pela realidade, mas é desse confronto que reside um dos encantos da história do “cavaleiro de triste figura”. . biblioteca E S D S  Dom Quixote de la Mancha – Miguel Cervantes Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 38. Género romance de aventuras Romance em forma de carta, na 1ªpessoa, escrito em 1554 por uma autor anónimo que relata a sua vida de miséria, aventura e sobrevivência, motivado por uma forte razão: a mulher do narrador-personagem é amante de um alto membro do clero. Numa época de grande intolerância religiosa por parte da Inquisição, esta obra apresenta um grande alcance crítico e justifica o seu anonimato. biblioteca E S D S  Lazarilho de Tormes Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 39. Género romance de aventuras Num país do terceiro mundo, num futuro não muito distante, três rapazes tentam sobreviver nas montanhas de lixo nos subúrbios de uma metrópole. Num dia de sorte e azar, Raphael encontra algo muito especial e misterioso. Tão misterioso que decide guardar, mesmo que a polícia da cidade ofereça uma bela recompensa pela sua devolução. Essa decisão traz terríveis consequências, e em breve os rapazes do lixo vão ter de usar toda a sua astúcia e coragem para escapar aos seus perseguidores. biblioteca E S D S Texto adaptado de: http://www.wook.pt  Trash – os rapazes do lixo - Andy Mulligan
  • 40. Género texto dramático  Castro – António Ferreira  A tempestade – William Shakespeare biblioteca E S D S
  • 41. Género texto dramático Os amores trágicos de Pedro e Inês inspiraram António Ferreira, escritor e humanista do século XVI, nesta peça de teatro escrita segundo o modelo da tragédia clássica – a primeira da literatura portuguesa e uma das obras mais importantes do Renascimento português. biblioteca E S D S  Castro – António Ferreira
  • 42. Género texto dramático Última peça escrita por Shakespeare, A tempestade é uma história de amor, mas também de vingança e conspirações. O rei de Nápoles, o seu filho e vários nobres, entre os quais o pretenso duque de Milão, sofrem um naufrágio e vão parar a uma ilha deserta onde está desterrado Próspero, o verdadeiro duque de Milão, com a sua filha Miranda e dois escravos. Seres mágicos e situações improváveis cruzam-se no enredo desta peça, por muitos é considerada uma obra- prima do dramaturgo inglês. biblioteca E S D S  A tempestade – William Shakespeare
  • 43. Género poesia  O meu coração é árabe – Adalberto Alves  Cancioneiro Geral – Garcia de Resende (compilação)  Rimas – Petrarca  A divina comédia – Dante Alighieri  Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen  Antologia poética – Cecília Meireles  Antologia poética – Vinicius de Moraes  Poesia completa – António Gedeão biblioteca E S D S
  • 44. Género poesia Coletânea de poemas cujos autores são poetas árabes peninsulares. Adalberto Alves, compilador da antologia e tradutor dos poemas, é um especialista em cultura árabe e deu a conhecer aos portugueses a maravilhosa poesia criada pelos poetas que viviam no Al-Andaluz. biblioteca E S D S  O meu coração é árabe – Adalberto Alves Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 45. Género poesia Publicado em 1516, o Cancioneiro Geral é uma compilação de poemas palacianos reunidos pelo poeta Garcia de Resende e inclui composições do final do séc. XV e início do XVI. Entre outros autores, incluem-se João Roiz de Castel-Branco, Sá de Miranda, Bernardim Bernardim Ribeiro e o próprio Garcia de Resende. Os poemas apresentam temas variados, predominando o amor, a saudade e a crítica social. biblioteca E S D S  Cancioneiro Geral – Garcia de Resende Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 46. Género poesia Obra constituída por 366 poemas, sendo a maioria sonetos, traduzidos pelo poeta Vasco de Graça Moura que, na introdução, aponta aspetos relevantes da vida e obra de Petrarca, o poeta que influenciou para sempre a cultura ocidental. biblioteca E S D S  Rimas – Petrarca Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 47. Género poesia Trata-se de um longo poema alegórico que Dante escreveu no início do século XIV, depois de ter sido expulso de Florença por razões políticas. Descreve a sua viagem pelas três zonas de além túmulo: Inferno, Purgatório e Paraíso. Na sua caminhada, Dante é guiado por Vergílio, auto da Eneida, que o acompanha ao Inferno, onde sofrem os assassinos, os corruptos, os tiranos e outros criminosos. No Paraíso, será guiado pela sua amada Beatriz e contemplará a rosa cintilante, metáfora da luz e de Deus. biblioteca E S D S  A divina comédia – Dante Alighieri Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 48. Género poesia Em 1977, Sophia foi convidada para participar nas comemorações oficiais do Dia de Camões em Macau. Fez, então, a sua primeira viagem ao Oriente, que lhe causou uma forte impressão e emoção. Sobre ela diria: “Pensei naqueles que ali chegaram sem aviso prévio, sem mapas ou relatos, ou desen hos ou fotografias que os prevenissem do que iam ver. Escrevi os primeiros poemas simultaneamente a partir da minha imaginação, desse primeiro olhar e a partir do meu próprio maravilhamento.” Desse “maravilhamento”, nasceu o livro “Navegações”, publicado em 1983. biblioteca E S D S  Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 49. Género poesia Nasceu no Rio de Janeiro em 1901 e morreu em 1964, aquela que é considerada um dos mais importantes nomes da literatura portuguesa do século XX. É sua a escolha de poemas para esta antologia, publicada após a sua morte, em cujo prefácio afirma ter procurado o essencial de cada um dos seus 14 livros. biblioteca E S D S  Antologia poética – Cecília Meireles Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 50. Género poesia Nasceu no Rio de Janeiro em 1913 e morreu em 1980. Dedicou-se à literatura, ao teatro, à música, afirmando que tudo o que fazia derivava da mesma fonte: poesia. Atingiu uma popularidade rara para um poeta, sobretudo devido à sua ligação direta com a música popular brasileira e a cantores como Chico Buarque, Caetano Veloso, Elis Regina e outros. Cultivou o soneto com grande mestria. biblioteca E S D S  Antologia poética – Vinicius de Morais Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 51. Género poesia Pseudónimo de Rómulo de Carvalho, nasceu em Lisboa em 1906 e morreu em 1999. Foi professor de Físico- Química no Liceu Pedro Nunes e publicou, com o seu nome verdadeiro, livros escolares e de divulgação científica. A formação científica fez-se notar em muita da sua poesia, que utiliza uma linguagem simples e metafórica, ajudada por um ritmo leve, com recurso à rima. biblioteca E S D S  Poesia completa – António Gedeão Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 52. Género Literatura de viagens  Odisseia – Homero  Eneida – Vergílio  Viagens – Marco Polo  Robinson Crusoe – Daniel Defoe  Viagens de Gulliver – Jonathan Siwft  Danúbio – Claudio Magris  Viagens invisíveis – Italo Calvino  Na Patagónia – Bruce Chatwin  O murmúrio do mundo: a Índia revisitada – Almeida Faria  O Japão é um lugar estranho – Peter Carey  As ilhas desconhecidas – Raul Brandão  As obras primas de T.S. Spivet – Reif Larson biblioteca E S D S
  • 53. Género Literatura de viagens A Odisseia narra a história de Ulisses, rei de Ítaca, no seu regresso a casa, depois da guerra de Troia. A ação começa quando o herói está na ilha da l8nfa Calipso que, apaixonada, o retém. Os deuses, reunidos em consílio, ordenam a Calipso que o deixe partir e ele, com ajuda divina, sobrevive a uma tempestade provocada por Poseidon, deus do mar e seu inimigo, e acaba por ser acolhido pelo rei de Feaces, a pedido do qual Ulisses conta a sua aventurosa viagem. Conduzido a Ítaca e ajudado pela deusa Atena, o herói vence todos os obstáculos e recupera o trono, bem como o amor de sua mulher, Penélope, e do filho, Telémaco. biblioteca E S D S  Odisseia – Homero Texto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 54. Género Literatura de viagens A Eneida, escrita no século I a. C., narra a viagem do príncipe troiano Eneias, desde que saiu de Troia, destruída pela guerra, até chegar à península Itálica e fundar Roma. A ação começa quando a armada de Eneias sofre uma tempestade que o faz aportar ao norte de África, sempre ajudado por Vénus, sua mãe, que para ele pede a proteção de Júpiter. Em Cartago, Eneias apaixona-se pela rainha Dido, a quem conta os acontecimentos da guerra e destruição de Troia. Entretanto, Júpiter ordena Eneias que parta de Cartago e cumpra o vaticínio de fundar Roma, a cidade que iria governar o mundo. Eneias parte, empreendendo a viagem até Itália onde enfrenta lutas difíceis. Assim nasce Roma e a sua língua, o latim. biblioteca E S D S  Eneida – Vergílio Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 55. Género Literatura de viagens No final do século XIII, Marco Polo sai de Veneza em direção ao Oriente onde esteve durante 17 anos, tendo feito amizade com o imperador chinês Kublai Khan, ao serviço do qual viajou por muitos países. A mensagem que deixou com este livro de viagens foi de admiração, tolerância e otimismo face a outras civilizações desconhecidas da Europa medieval. biblioteca E S D S  Viagens – Marco Polo Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 56. Género Literatura de viagens Publicado em Inglaterra em 1719, Robinson Crusoé é a autobiografia ficcionada de um jovem de 20 anos que embarca numa aventura de final imprevisível. Robinson sobrevive sozinho a um naufrágio que o atira para uma ilha deserta na qual terá de aprender a viver. Lentamente adapta-se á solidão e a um quotidiano frugal e só anos mais tarde conhecerá o seu inseparável amigo, Sexta-Feira, que traz consigo no regresso a Inglaterra, 27 anos depois. biblioteca E S D S  Robinson Crusoe – Daniel Defoe Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 57. Género Literatura de viagens Estas viagens são protagonizadas por Lemuel Gulliver, cirurgião naval, que, na sequência de um naufrágio, aporta em Lilliput, uma terra habitada por homens minúsculos que entram em conflitos por motivos ridiculamente minúsculos. Numa segunda viagem, chega à terra dos gigantes, onde reina alguma paz, mas também muita soberba. A seguir viaja por várias ilhas e confronta-se com estranhos costumes. Finalmente chega à terra dos cavalos falantes, bondosos e inteligentes, que convivem com os grosseiros humanos Yahoos. biblioteca E S D S  As viagens de Gulliver – Jonathan Swift Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 58. Género Literatura de viagens Considerado um dos grandes romances europeus contemporâneos onde se cruzam vários géneros: livro de viagens, relato autobiográfico e reflexão histórica, filosófica, política e cultural sobre a Europa Central. Seguindo curso do Rio Danúbio, o autor conjuga as descrições da paisagem geográfica e humana com o relato de episódios reveladores do cruzamento de culturas e preservação de identidades. “Danúbio” recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias das Artes em 2004. biblioteca E S D S  Danúbio – Claudio Magris Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 59. Género Literatura de viagens Em 1972, Italo Calvino decide acrescentar um relato às viagens do veneziano Marco Polo no Oriente: partindo da amizade deste viajante medieval com o imperador Kuklai Khan, Calvino imagina um diálogo fantástico entre os dois, no qual o italiano descreve ao imperador as cidades por onde passou, apresentadas não como lugares geográficos, mas como metáforas para refletir sobre a condição humana. biblioteca E S D S Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 60. Género Literatura de viagens Em 1974, Bruce Chatwin, considerado um dos maiores escritores de viagens de sempre, saiu do jornal onde trabalhava, deixando um bilhete onde se lia “Fui para a Patagónia”. Aí esteve durante 6 meses, viajando e conhecendo, e o resultado é este livro, considerado uma referência na literatura de viagens. biblioteca E S D S  Na Patagónia – Bruce Chatwin Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 61. Género Literatura de viagens Almeida Faria visitou Goa, Cochim e Mumbai, a convite do Centro Nacional de Cultura, que anualmente promove uma viagem a uma região que guarde vestígios da presença portuguesa. Dessa visita, resultou este livro de viagem que cruza o texto com textos de autores como Camões, uma espécie de tapeçaria em que viagem, história e literatura se entrelaçam. O olhar, marcado por alguma melancolia na evocação da Índia de outrora, remete-nos para múltiplas memórias: igrejas, feitorias, amores, condenações à fogueira, ambição, ruína. biblioteca E S D S  O murmúrio do mundo: a Índia revisitada – Almeida Faria Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 62. Género Literatura de viagens Como um repórter que investiga, ou como um pai que quer compreender o mundo de interesses do seu filho, Peter Carey, o prestigiado autro australiano, viaja até Tóquio, acompanhado pelo seu filho adolescente, para tentar conhecer e entender um universo para si totalmente desconhecido: a cultura da manga e do anime. Esta viagem a dois só poderá parecer estranha a quem ignorar o interesse que o Japão desperta em milhões de adolescentes ocidentais, fascinados pela popular manga. biblioteca E S D S  O Japão é um lugar estranho – Peter Carey Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 63. Género Literatura de viagens Em 1924, Raul Brandão fez uma viagem aos Açores e à Madeira que deu origem a este livro e no qual descreve as impressões e emoções vivenciadas nestas ilhas. O estilo é fortemente sensitivo, visual, sugestivo e poético e não era a primeira vez que Raul Brandão se deixava seduzir pelo mar – já tinha publicado, no ano anterior, Os pescadores. Tanto uma como a outra obra são livros exemplares da literatura de viagem. biblioteca E S D S  As ilhas desconhecidas – Raul Brandão Texto adaptado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 64. Género Literatura de viagens Este romance de estreia, de características invulgares, apresenta-nos Tecumseh Sparrow Spivet, um rapazinho de 12 anos que tenta submeter os enigmas da vida, às configurações de mapas variados, que vai organizando por temas nas paredes do seu quarto. Este cartógrafo genial consegue mesmo colaborar em publicações científicas, sem revelar a sua idade. Um dia é surpreendido por um telefonema anunciando-lhe a atribuição de um importante prémio. Spivet terá de partir sem que ninguém saiba, numa longa e solitária travessia da América. O livro reproduz os fascinantes desenhos, nota e mapas, do jovem cientista. biblioteca E S D S  As obras primas de T.S. Spivet – Reif Larson Texto retirado de: http://www.wook.pt
  • 65. Género Biografia  Vida e obra do Infante Dom Henrique – Vitorino Nemésio  Paixões – Rosa Montero biblioteca E S D S
  • 66. Género Biografia  Vida e obra do Infante Dom Henrique – Vitorino Nemésio Ao contrário daquilo que o título sugere, Vitorino Nemésio não pretendeu com esta obra escrever uma biografia exclusivamente centrada na figura individual do Infante D. Henrique. Optou por uma perspetiva mais globalizante do período histórico contemporâneo do Infante, ainda que seja sobre este e as suas ações ligadas aos Descobrimentos que incide o foco narrativo e descritivo. biblioteca E S D STexto retirado do manual Plural - 10º ano/destacável Projeto de Leitura
  • 67. Género Biografia Este livro é fruto de uma série sobre grandes paixões da história, publicada no jornal espanhol El País. Rosa Montero mostra que os amantes são, se não um pouco, muito 'loucos'. A paixão e o amor podem ser enaltecidos de tantas maneiras, e podem ser usados como pretexto para tantas anomalias, que é assustador perceber que os finais felizes não entram para a história. A autora analisa uma gama de relacionamentos que deixaram marcas até hoje, como o romance entre o pintor Amedeo Modigliani e a virgem Jeanne Hébuterne, o platonismo de Lewis Carroll pela criança Alice Lidell, ou os clássicos amores de Cleópatra e Marco Antônio ou mesmo John Lennon e Yoko Ono. biblioteca E S D S  Paixões – Rosa Montero Texto adaptado de: https://books.google.com