SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 68
Geopolítica do Mundo
Contemporâneo
De Uma Ordem Bipolar à Nova Ordem
Mundial
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Nas três últimas décadas do século
XIX, potências industriais, como Grã-
Bretanha, França, Bélgica e Holanda
e Estados Unidos, dominaram o
mundo e lançaram-se então , à
conquista de novas colônias,
principalmente na Ásia e na África –
Imperialismo ou Neocolonialismo.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Divisão econômica e política do mundo marcado pela disputa
por matérias-primas e mercado – partilha de territórios.
 Itália, Alemanha e Japão - só iniciaram seu processo de
industrialização na segunda metade do século XIX e acabaram
participando tardiamente da partilha imperialista.
 Itália e Alemanha – formação tardia –
Estado-nação.
 Primeira Guerra Mundial – 1914-1918.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 1917 – Revolução Russa – Os socialistas russos tomaram o
poder e implantaram um sistema de propriedade e gerência
estatal, modificaram as formas de produção e comercialização
de mercadorias e definiram novas relações de poder.
 1922 – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).
 A Revolução Russa disseminou e fortaleceu os ideais socialistas
mundo afora e, após a Segunda Guerra Mundial, dividiu o
planeta em áreas de influência.
 A ordem mundial pós-Primeira Guerra redefiniu um outro mapa
do mundo: os grandes impérios, como Austro-Húngaro, o
Otomano e o Russo, foram desintegrados, cedendo seus
territórios a novos país.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Alemanha – Tratado da PAZ DE VERSALHES –
 pagamento das indenizações de guerra;
 o confisco de todos os investimentos e bens alemães existentes no
exterior;
 a renúncia a todas as suas colônias; a perda de parte do território;
 a limitação das suas Forças Armadas em cem mil homens.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 1933 – partido nazista – Adolf Hitler – chanceler.
 Rompeu com as cláusulas impostas pelo Tratado Versalhes, Restaurou as
Forças Armadas e preparou a Alemanha para retomar os territórios perdidos,
e Reunificar o povo alemão. Hitler contestou a ordem Mundial e formou, com
a Itália e Japão – EIXO.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 1939 – A Polônia foi invadia pelo exército alemão, a França e a Grã-
Bretanha (Aliados) declaram guerra à Alemanha, marcando o início da
Segunda Guerra Mundial.
 Aliados – Estados Unidos e União Soviética.
 1943 – Itália assinou um acordo de paz com as tropa aliadas.
 1945 – os soviéticos invadiram Berlim, a Alemanha se rendeu
incondicionalmente.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Japão – resistia bravamente. Os Estados
Unidos lançaram duas bombas atômicas
sobre as cidades de Hiroshima e
Nagasaki, numa demonstração
indiscutível de seu poderio militar. Esse
fato assinalou o fim da Segunda Guerra
Mundial.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Europa destruída = Fim do poder econômico acumulado = quebrada,
desorganizada e mergulhada no esforço de sua reconstrução.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 Estados Unidos = Hegemonia Capitalista
1. Não teve seu território desestruturado pela guerra
2. Ampliação produtiva (ajuda aos países europeus durante a guerra –
medicamentos, armas, e alimentos = crescimento econômico.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS
 União Soviética
1. Inicio de 1940 = Destaque
nos setores industriais –
siderurgia e petroquímica –
e em infraestrutura
energética e transporte.
2. Após 1945 passa a exercer
influência no Leste Europeu
e em quase todos os
continentes.
CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA
SÉCULO XX: PÓS II GUERRA MUNDIAL
 Geopolítica Bipolar
URSS
Socialismo
EUA
Capitalismo
Relações Internacionais = Tensão,
hostilidade e competição pela
influência das duas superpotências,
especialmente nos países menos
desenvolvidos.
Conferências Bretoon Woods (1944)
 Reforma na economia internacional:
1. Padrão dólar-ouro: Moeda referência e valorizada. EUA garante a
conversão de dólar por ouro.
Conferências Bretoon Woods (1944)
1. Criação das Instituições: Fundo Monetário Internacional (FMI);
Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird)
– atual Banco Mundial, e o Acordo Geral sobre Tarifas Aduaneiras
e Comércio (Atual OMC)
 BIRD: Financiar a reconstrução europeia do pós-guerra.
Posteriormente, investimento países em processo de crescimento.
Hoje faz parte do Banco Mundial.
 FMI: Ajuda econômica e assessoria técnica aos países membros
quando apresentam problemas financeiros.
 GATT: Intensificar e regulamentar o comércio mundial.
 Interdependentes
Conferência de São Francisco
(1945)
(junho de 1945)
Criação da Organização das Nações
Unidas (ONU): defesa da paz mundial,
defesa dos direitos dos homens,
igualdade de direitos para todos os povos
e melhoria do nível de vida em todo o
mundo.
ORDEM GEOPOLÍTICA PÓS-SEGUNDA
GUERRA
 ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS - ONU
2. A Construção do Mundo Bipolar e a Guerra Fria
Conferência de Yalta (fevereiro de 1945)
• Reorganização das fronteiras soviéticas;
•Parte substancial da Polônia e anexação dos estados
bálticos Letônia, Lituânia e Estônia;
• “Yalta assinalava a constituição de uma esfera de influência
soviética” (MAGNOLI, 2004, p. 79).
Y
A
L
T
A
Y
A
L
T
A
. Divisão da Alemanha em 4 zonas de ocupação militar;
. Administração conjunta entre as potências vencedoras.
. Desarmamento alemão e dissolução de todas as organizações
nazistas.
Conferência de Potsdam (julho de 1945)
“De Estetino, no (mar) Báltico, até Trieste, no (mar) Adriático, uma cortina de
ferro desceu sobre o continente. Atrás dessa linha, estão todas as capitais dos
antigos estados da Europa Central e Oriental. Varsóvia, Berlim, Praga, Viena,
Budapeste, Belgrado, Bucareste e Sofia; todas essas cidades famosas e suas
populações estão no que chamo de esfera soviética, e todas estão sujeitas, de
uma forma ou de outra, não somente à influência soviética mas também a um
forte, e em certos casos crescente, controle de Moscou." Churchill, W.
Cortina de Ferro (Março de 1946)
“No momento atual da história universal, praticamente todas as
nações têm de decidir entre dois modos de vida alternativos, e essa
escolha não é frequentemente feita de modo livre. Uma maneira de
viver é baseada na vontade da maioria e distingue-se pela existência
de instituições livres, garantias de liberdade individual, liberdade de
opinião e de religião, e ausência de opressão política. O segundo
modo de vida baseia-se na vontade de uma minoria imposta pela
força a uma maioria. Ele repousa no terror e na opressão, no
combate da imprensa e do rádio, em eleições fraudadas e na
supressão das liberdades pessoais. Acredito que deva ser a política
dos EUA apoiar os povos livres que estão resistindo à tentativa de
subjugação por minorias armadas ou por pressões externas”.
Discurso de Truman no congresso norte-americano no início de 1947
Doutrina Truman
Doutrina de
Contenção: Início da
Guerra Fria
Plano Marshall (1947)
 Europa arrasada = expansão da ideologia comunista
 Plano Marshall (1947)= consolidar o capitalismo na
Europa Ocidental e reconquistar o espaço perdido
para os soviéticos na Europa Oriental.
 Ajuda econômica: ajuda financeira, remessas de
alimentos, máquinas e equipamentos.
 Japão e Alemanha
 Absorção da produção norte-americana =
prosperidade
Discurso de colação de grau do secretário de Estado
americano George C. Marshall.
Objetivos dos EUA:
garantir um mercado
consumidor potencial
e impedir o avanço do
“Perigo Vermelho”
Radiografia do Plano Marshall
$ - 16 países europeus participaram do Plano;
$ - Grã-Bretanha, França, Itália e Alemanha
Ocidental foram os maiores beneficiários;
$ - No começo dos anos 50 a Europa já
ultrapassava em cerca de 200% sua produção
antes da guerra;
$ - O Plano durou de 1948 a 1952, injetando cerca
de 13 bilhões de dólares na Europa ocidental;
$ - O Plano foi proposto pelos EUA à URSS.
LEMBRE-SE:
O PLANO MARSHALL É
A RAIZ DO ESTADO DE
BEM-ESTAR SOCIAL NA
EUROPA OCIDENTAL
(WELFARE STATE)
A BIPOLARIZAÇÃO DO MUNDO
GUERRA FRIA(1945/47 até 1989/1991)
“Paz impossível, guerra improvável!
Corrida armamentista e espacial
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
OS BLOCOS MILITARES DA GUERRA FRIA
Organização do Tratado
do Atlântico Norte –
OTAN – 1949
O que é? – Aliança militar das
nações capitalistas ocidentais em
oposição aos países do bloco
socialista (aliança para defesa
regional).
O pretendia? – Preservação da
estabilidade, do bem-estar e da
liberdade de seus membros
através de um sistema de
segurança coletiva.
PACTO DE
VARSÓVIA – 1955
O que é? – Aliança militar entre
os países do Leste Europeu e a
URSS.
O que pretendia? – Firmado na
capital da Polônia o pacto
estabelecia o compromisso de
ajuda mútua em caso de
agressão armada de outras
nações.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 BLOQUEIO DE BERLIM
 1948 – URSS bloqueou o acesso terrestre a parte oriental da cidade de
Berlim, isolando-a e dificultando o seu abastecimento. O Bloqueio de
Berlim não era uma violação das leis internacionais, pois os soviéticos
nunca assinaram o acordo ou tratado no que diz respeito ao acesso à
parte ocidental de Berlim.
 Toda o suprimento da cidade teve de ser realizado por via aérea. Os
aviões transportavam tanto carvão mineral, essencial para a calefação
dos lares ocidentais, como alimentos, matérias-primas e produtos
diversos. Em 11 meses de bloqueio foram remetidas à Berlim
Ocidental em média 13 mil toneladas diárias de carga.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
P
O
T
S
D
A
M
P
O
T
S
D
A
M
1949 – Formação da República Federal da
Alemanha (RFA) ou Alemanha Ocidental
(capitalista), com capital em Bonn. Reforma
monetária – nova moeda (marco alemão); Nova
Constituição
No mesmo ano era criada a República
Democrática Alemã ou Alemanha Oriental
(comunista)
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 A geopolítica bipolar definiu o destino de quase todos os países do
mundo. Aproveitando-se de conflitos regionais e guerras civis, as
duas superpotências ampliavam as suas áreas de influência. Elas
estiveram por trás principais conflitos ocorridos durante a Guerra Fria
(1947-1989).
 Macarthismo: Movimento de perseguições
e delações por quaisquer motivos, incluindo
a mera simpatia pelo comunismo. Os
acusados eram vistos como conspiradores
contra os EUA e a liberdade.
 O macarthismo é o símbolo mais claro da
histeria gerada pela Guerra Fria nos EUA.
Artistas, jornalistas, políticos, cientistas,
todos os setores foram atingidos pelas
ações do senador MacCarthy.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 Na América Latina, os Estados Unidos sustentaram governos
favoráveis aos seus investimentos no continente e alinhados com a
sua política externa e apoiara a deposição dos que se opunham aos
seus interesses político-econômicos.
 1959 – Revolução Cubana.
 1964 – Brasil – João Goulart (Jango) – política externa independente
das superpotências da Guerra Fria, nacionalista e sensível às questões
trabalhistas e sociais, foi deposto por um GOLPE MILITAR com apoio
da elite nacional e da Agência Central de Inteligência (CIA)
 Ditadura Militar (1964-1985) – alinhado ao EUA; Repressão; Censura e
violência.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 A União Soviética também viveu seus conflitos. Os principais foram a
Revolução Húngara (1956) e a Primavera de Praga (1968) na
Tchecoslováquia, movimentos liberalizantes que ameaçaram a
estabilidade da área de influência soviética. Ambas foram sufocadas
pelas forças do Pacto de Varsóvia.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 Guerra da Coreia – 1950/1953.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 Península da Indochina - Guerra do
Vietnã – 1955/1975.
 Conflito indireto entre as duas
potências
 1964: EUA entra efetivamente no
conflito: um dos maiores desastres
= perdas humanas e altos custos.
 Filme: The Post - A Guerra
Secreta: Evidencia o
escândalo sobre o conflito.
A COEXISTÊNCIA PACÍFICA OU DISTENSÃO OU
DÉTENTE (décadas de 50-60)
Estratégia da coexistência pacífica
(formalizada pelo líder soviético
Nikita Kruschev) – deslocamento
da Guerra Fria para os campos da
economia e da tecnologia.
Relativa aproximação entre os
tradicionais rivais, todavia, sem o
fim das hostilidades e tensões.
No início dos anos 60, duas graves
crises confirmam que, apesar do
fim da fase mais aguda, a Guerra
Fria continua presente:
Assinatura de um dos acordos de
coexistência pacífica entre Nixon e
Brejnev.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 CRISE DOS MÍSSEIS
 1962 – EUA x URSS – momento muito crítico.
 Construção de uma base de mísseis em Cuba – 150 km dos EUA;
 Bloqueio naval a ilha de Cuba; 13 dias de negociação e tensão;
 Negociação diplomáticas; os EUA retirou os mísseis na Turquia e a
URSS retirou os mísseis de Cuba.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
“Cortina de ferro” Construção do Muro de
Berlim símbolo máximo da divisão Bibolar.
Entre 1952 e 1961, cerca de 2,2
milhões de pessoas deixaram a
Berlim Oriental em direção a
Berlim Ocidental...
Como “solução” foi construído
o Muro de Berlim em 1961.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
A busca pela supremacia em todos os campos...
Quem é o melhor homem: o moldado no socialismo ou no
capitalismo?
A Guerra Fria é, antes de tudo, simbólica...
O Céu é o Limite?
Os Eua na Lua
A URSS no Espaço
Onde vamos testar todas as armas que
desenvolvemos?
Angola
•Afeganistão
•Coréias
•Vietnã
•Moçambique
 DESCOLONIZAÇÃO E MOVIMENTO DOS NÃO ALINHADOS
 Descolonização – países africanos e asiáticos.
 A resistência dos povos colonizados contra a opressão era antiga,
ganhou força no período do final da Segunda Guerra Mundial;
Enfraquecimento das potências europeias, arrasadas pela guerra,
um ambiente favorável ao fim do colonialismo.
 1945 – Carta das Nações: “desenvolver relações amistosos entre as
nações, baseadas no respeito ao princípio de igualdade de direitos e
de autodeterminação dos povos”.
 1960 – ONU – reconheceu o anseio de liberdade dos povos
colonizados e declarou que o colonialismo não se ajusta ao ideal de
paz universal.
 EUA e URSS – apoiaram a descolonização afro-asiática, com o
de ampliar áreas de influência e, conter a expansão do inimigo.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 DESCOLONIZAÇÃO E MOVIMENTO DOS NÃO ALINHADOS
 Índia – Mahatma Gandhi – Desobediência Civil e Resistência Pacífica.
 Gandhi incentivou a população a não respeitar as leis injustas e
prejudiciais impostas pelo colonizador, mas também a não enfrenta-lo; a
boicotar a compra do tecido inglês e retomar a tradição de tecer suas
próprias vestimentas; e a não pagar impostos abusivos determinados
império britânico. Radicais – terrorismo; 1947 independência da Índia.
 Pan-africanismo – descolonização da África.
 O movimento tinha como princípio a unidade dos africanos contra o
domínio imperialista europeu a defesa do continente como terra de
os negros do mundo.
 Os ideais do pan-africanismo, baseados no direito à autodeterminação
dos povos do continente africano e na luta contra o imperialismo
ganharam força após a Segunda Guerra Mundial.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
 CONFERÊNCIA DE BANDUNG
 1955 – Conferência de Bandung (Indonésia), líderes de 29 países
e asiáticos reuniram-se como a perspectiva de construir um bloco de
países independente da influência de Washington e de Moscou –
Movimento dos Países Não Alinhados.
 Participação mais ativa dos países em desenvolvimento nas decisões
internacionais, o desarmamento nuclear e a luta anticolonialista.
 Terceiro Mundo - para referir-se aos países independentes das
orientações das duas superpotências. Mais tarde, o termo foi aplicado
indiscriminadamente ao conjunto dos países em desenvolvimento.
 O bloco dos “não alinhados” não conseguiu romper definitivamente com
poder hegemônico dos Estados Unidos e da União Soviética.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
ANOS 80 – 90
A GUERRA FRIA CHEGA AO FIM
Crise do mundo socialista (as dificuldades socioeconômicas da URSS e do
Leste Europeu).
Os efeitos da Revolução Técnico-Científica no equilíbrio do mundo bipolar.
Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev,
em encontro na Casa Branca, em dezembro de 1987
 FIM DA ORDEM BIPOLAR
 1945-1970 – prosperidade dos dois sistemas.
 EUA –déficits orçamentários e balança comercial – 1971 fim do
dólar-ouro.
 Aumento do preço do petróleo, em 1973, fato que ficou conhecido
como Primero Choque do Petróleo.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
Crise: Surgimento e propagação dos Ideias Neoliberais
= Reformas econômicas
Quais as razões da crise do bloco
socialista?
 Esgotamento do próprio modelo:
1. O industrialismo soviético, apoiado nas indústrias de base, de armas e
aeroespacial, não acompanhou o mesmo ritmo de desenvolvimento
tecnológico de outros setores sobretudo os de bens de consumo.
2. Burocracia e corrupção– falta de criatividade e agilidade para
modificar esse modelo comprometeram o funcionamento de
praticamente todo o sistema
3. Excessivo grau de controle do Estado sobre a economia
4. Insuficiente produção agrícola (falta modernização);
5. Crise econômica nos países socialistas – indústrias estavam com
grande capacidade ociosa, faltavam matérias-primas e alimentos;
6. Gastos militares elevados;
Quais as razões da crise do bloco
socialista?
“A má qualidade e a quantidade insuficiente dos bens
de consumos contrastavam com a oferta excessiva de
bens de produção e intermediários. A baixa
produtividade da agricultura coletivizada exigia
volumosas e permanentes importações de cereais. As
inovações tecnológicas penetravam na economia
militar, mas não na economia civil. Os investimentos
produtivos destituídos da bússola dos preços de
mercado, geravam desperdícios e ineficiências
colossais”. (MAGNOLI, 2004, p. 147).
 FIM DA ORDEM BIPOLAR
 URSS e EUA – investimentos enormes em armamentos e na
construção de foguetes, naves e satélites espaciais.
 EUA – a tecnologia militar acabou sendo adaptado à geração de
produtos para a economia civil. Mais de 3 mil produtos de consumo,
lançados pelos EUA na segunda metade do século XX, foram
criados a partir de tecnologia desenvolvida, inicialmente, para
produtos ligados à indústrias de guerra ou aeroespacial.
 Teflon – revestimento não aderente de panelas – foguetes e material
radioativo da primeira bomba atômica.
 GPS;
 Internet;
 Câmara digital.
GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
FLEXIBILIZANDO O SOCIALISMO
GLASNOST
Abertura política gradual. A idéia aqui é tornar o
governo e as instituições mais abertas e
transparentes.
PERESTROIKA
Reforma econômica, com a finalidade de tornar a
a economia soviética mais dinâmica, flexível e
moderna.
Em 3 de dezembro de
1989, durante uma
reunião na Ilha de
Malta entre o
presidente dos Estados
Unidos, George Bush,
e o líder da União
Soviética, Mikhail
Gorbachev, foi
declarado oficialmente
o fim da
Guerra Fria.
Reunificação Alemã (1990)
COLAPSO DO SOCIALISMO
Desarmamento – diminuir os gastos com corrida
armamentista
Leste Europeu – queda do governos socialistas;
1989 – Hungria – privatização – economia de
mercado;
1991 – declaração do fim da URSS
 Comunidade dos Estado Independentes (CEI)
Iugoslávia – Croácia, Bósnia-Herzegovina,
Macedônia, Sérvia e Montenegro.
 https://www.youtube.com/watch?v=10lo8CEX1jk

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
O fim da urss
O fim da urssO fim da urss
O fim da urss
 
Crise de 1929 - 9º ano
Crise de 1929 - 9º anoCrise de 1929 - 9º ano
Crise de 1929 - 9º ano
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
 
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
 
Pós 2ª guerra
Pós 2ª guerraPós 2ª guerra
Pós 2ª guerra
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Ascensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismoAscensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismo
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismoCapítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
 
Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
 
Pós 2 guerra
Pós   2 guerraPós   2 guerra
Pós 2 guerra
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Participação do Brasil na Primeira guerra mundial
Participação do Brasil na Primeira guerra mundialParticipação do Brasil na Primeira guerra mundial
Participação do Brasil na Primeira guerra mundial
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
 

Semelhante a Guerra fria completo

Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaechechurry
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaechechurry
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialAuxiliadora
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra friarecoba27
 
Da 2 Guerra Mundial à Guerra Fria
Da 2 Guerra Mundial à Guerra FriaDa 2 Guerra Mundial à Guerra Fria
Da 2 Guerra Mundial à Guerra FriaAEDFL
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoRoberto Costa
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundialSegunda guerra mundial
Segunda guerra mundialJOCAGAMER1
 
17234609 Guerra Fria 11 Otimo
17234609 Guerra Fria 11 Otimo17234609 Guerra Fria 11 Otimo
17234609 Guerra Fria 11 OtimoJoão Couto
 
Segunda guerra e guerra fria
Segunda guerra e guerra friaSegunda guerra e guerra fria
Segunda guerra e guerra friaIsabel Aguiar
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundialSegunda guerra mundial
Segunda guerra mundialguestd2595e
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialLutero Ramos
 
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdf
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdfTRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdf
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdfGrazieleFreiredeOliv
 
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptxSLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptxDanielFraga25
 

Semelhante a Guerra fria completo (20)

Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Da 2 Guerra Mundial à Guerra Fria
Da 2 Guerra Mundial à Guerra FriaDa 2 Guerra Mundial à Guerra Fria
Da 2 Guerra Mundial à Guerra Fria
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundialSegunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
Guerra Fria - Aula
Guerra Fria - AulaGuerra Fria - Aula
Guerra Fria - Aula
 
17234609 Guerra Fria 11 Otimo
17234609 Guerra Fria 11 Otimo17234609 Guerra Fria 11 Otimo
17234609 Guerra Fria 11 Otimo
 
Europa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra FriaEuropa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra Fria
 
Pwpl
PwplPwpl
Pwpl
 
Segunda guerra e guerra fria
Segunda guerra e guerra friaSegunda guerra e guerra fria
Segunda guerra e guerra fria
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundialSegunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
 
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdf
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdfTRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdf
TRABALHO DE GEOGRAFIA- SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.pdf
 
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptxSLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
 
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptxSLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
SLIDE-GUERRA-FRIA-3-ANO.pptx
 
Guerra Fria.pptx
Guerra Fria.pptxGuerra Fria.pptx
Guerra Fria.pptx
 

Último

Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 

Último (20)

Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 

Guerra fria completo

  • 1. Geopolítica do Mundo Contemporâneo De Uma Ordem Bipolar à Nova Ordem Mundial
  • 2. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Nas três últimas décadas do século XIX, potências industriais, como Grã- Bretanha, França, Bélgica e Holanda e Estados Unidos, dominaram o mundo e lançaram-se então , à conquista de novas colônias, principalmente na Ásia e na África – Imperialismo ou Neocolonialismo.
  • 3. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Divisão econômica e política do mundo marcado pela disputa por matérias-primas e mercado – partilha de territórios.  Itália, Alemanha e Japão - só iniciaram seu processo de industrialização na segunda metade do século XIX e acabaram participando tardiamente da partilha imperialista.  Itália e Alemanha – formação tardia – Estado-nação.  Primeira Guerra Mundial – 1914-1918.
  • 4. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  1917 – Revolução Russa – Os socialistas russos tomaram o poder e implantaram um sistema de propriedade e gerência estatal, modificaram as formas de produção e comercialização de mercadorias e definiram novas relações de poder.  1922 – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).  A Revolução Russa disseminou e fortaleceu os ideais socialistas mundo afora e, após a Segunda Guerra Mundial, dividiu o planeta em áreas de influência.  A ordem mundial pós-Primeira Guerra redefiniu um outro mapa do mundo: os grandes impérios, como Austro-Húngaro, o Otomano e o Russo, foram desintegrados, cedendo seus territórios a novos país.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Alemanha – Tratado da PAZ DE VERSALHES –  pagamento das indenizações de guerra;  o confisco de todos os investimentos e bens alemães existentes no exterior;  a renúncia a todas as suas colônias; a perda de parte do território;  a limitação das suas Forças Armadas em cem mil homens.
  • 9. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  1933 – partido nazista – Adolf Hitler – chanceler.  Rompeu com as cláusulas impostas pelo Tratado Versalhes, Restaurou as Forças Armadas e preparou a Alemanha para retomar os territórios perdidos, e Reunificar o povo alemão. Hitler contestou a ordem Mundial e formou, com a Itália e Japão – EIXO.
  • 10. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  1939 – A Polônia foi invadia pelo exército alemão, a França e a Grã- Bretanha (Aliados) declaram guerra à Alemanha, marcando o início da Segunda Guerra Mundial.  Aliados – Estados Unidos e União Soviética.  1943 – Itália assinou um acordo de paz com as tropa aliadas.  1945 – os soviéticos invadiram Berlim, a Alemanha se rendeu incondicionalmente.
  • 11.
  • 12.
  • 13. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Japão – resistia bravamente. Os Estados Unidos lançaram duas bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, numa demonstração indiscutível de seu poderio militar. Esse fato assinalou o fim da Segunda Guerra Mundial.
  • 14. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Europa destruída = Fim do poder econômico acumulado = quebrada, desorganizada e mergulhada no esforço de sua reconstrução.
  • 15. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  Estados Unidos = Hegemonia Capitalista 1. Não teve seu território desestruturado pela guerra 2. Ampliação produtiva (ajuda aos países europeus durante a guerra – medicamentos, armas, e alimentos = crescimento econômico.
  • 16. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: O MUNDO ENTRE GUERRAS  União Soviética 1. Inicio de 1940 = Destaque nos setores industriais – siderurgia e petroquímica – e em infraestrutura energética e transporte. 2. Após 1945 passa a exercer influência no Leste Europeu e em quase todos os continentes.
  • 17. CAP. 1 – MUNDO NA GUERRA FRIA SÉCULO XX: PÓS II GUERRA MUNDIAL  Geopolítica Bipolar URSS Socialismo EUA Capitalismo Relações Internacionais = Tensão, hostilidade e competição pela influência das duas superpotências, especialmente nos países menos desenvolvidos.
  • 18. Conferências Bretoon Woods (1944)  Reforma na economia internacional: 1. Padrão dólar-ouro: Moeda referência e valorizada. EUA garante a conversão de dólar por ouro.
  • 19. Conferências Bretoon Woods (1944) 1. Criação das Instituições: Fundo Monetário Internacional (FMI); Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) – atual Banco Mundial, e o Acordo Geral sobre Tarifas Aduaneiras e Comércio (Atual OMC)  BIRD: Financiar a reconstrução europeia do pós-guerra. Posteriormente, investimento países em processo de crescimento. Hoje faz parte do Banco Mundial.  FMI: Ajuda econômica e assessoria técnica aos países membros quando apresentam problemas financeiros.  GATT: Intensificar e regulamentar o comércio mundial.  Interdependentes
  • 20. Conferência de São Francisco (1945) (junho de 1945) Criação da Organização das Nações Unidas (ONU): defesa da paz mundial, defesa dos direitos dos homens, igualdade de direitos para todos os povos e melhoria do nível de vida em todo o mundo.
  • 21.
  • 22. ORDEM GEOPOLÍTICA PÓS-SEGUNDA GUERRA  ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS - ONU
  • 23. 2. A Construção do Mundo Bipolar e a Guerra Fria Conferência de Yalta (fevereiro de 1945) • Reorganização das fronteiras soviéticas; •Parte substancial da Polônia e anexação dos estados bálticos Letônia, Lituânia e Estônia; • “Yalta assinalava a constituição de uma esfera de influência soviética” (MAGNOLI, 2004, p. 79).
  • 25. . Divisão da Alemanha em 4 zonas de ocupação militar; . Administração conjunta entre as potências vencedoras. . Desarmamento alemão e dissolução de todas as organizações nazistas. Conferência de Potsdam (julho de 1945)
  • 26. “De Estetino, no (mar) Báltico, até Trieste, no (mar) Adriático, uma cortina de ferro desceu sobre o continente. Atrás dessa linha, estão todas as capitais dos antigos estados da Europa Central e Oriental. Varsóvia, Berlim, Praga, Viena, Budapeste, Belgrado, Bucareste e Sofia; todas essas cidades famosas e suas populações estão no que chamo de esfera soviética, e todas estão sujeitas, de uma forma ou de outra, não somente à influência soviética mas também a um forte, e em certos casos crescente, controle de Moscou." Churchill, W. Cortina de Ferro (Março de 1946)
  • 27. “No momento atual da história universal, praticamente todas as nações têm de decidir entre dois modos de vida alternativos, e essa escolha não é frequentemente feita de modo livre. Uma maneira de viver é baseada na vontade da maioria e distingue-se pela existência de instituições livres, garantias de liberdade individual, liberdade de opinião e de religião, e ausência de opressão política. O segundo modo de vida baseia-se na vontade de uma minoria imposta pela força a uma maioria. Ele repousa no terror e na opressão, no combate da imprensa e do rádio, em eleições fraudadas e na supressão das liberdades pessoais. Acredito que deva ser a política dos EUA apoiar os povos livres que estão resistindo à tentativa de subjugação por minorias armadas ou por pressões externas”. Discurso de Truman no congresso norte-americano no início de 1947 Doutrina Truman Doutrina de Contenção: Início da Guerra Fria
  • 28. Plano Marshall (1947)  Europa arrasada = expansão da ideologia comunista  Plano Marshall (1947)= consolidar o capitalismo na Europa Ocidental e reconquistar o espaço perdido para os soviéticos na Europa Oriental.  Ajuda econômica: ajuda financeira, remessas de alimentos, máquinas e equipamentos.  Japão e Alemanha  Absorção da produção norte-americana = prosperidade
  • 29. Discurso de colação de grau do secretário de Estado americano George C. Marshall. Objetivos dos EUA: garantir um mercado consumidor potencial e impedir o avanço do “Perigo Vermelho”
  • 30. Radiografia do Plano Marshall $ - 16 países europeus participaram do Plano; $ - Grã-Bretanha, França, Itália e Alemanha Ocidental foram os maiores beneficiários; $ - No começo dos anos 50 a Europa já ultrapassava em cerca de 200% sua produção antes da guerra; $ - O Plano durou de 1948 a 1952, injetando cerca de 13 bilhões de dólares na Europa ocidental; $ - O Plano foi proposto pelos EUA à URSS. LEMBRE-SE: O PLANO MARSHALL É A RAIZ DO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL NA EUROPA OCIDENTAL (WELFARE STATE)
  • 31. A BIPOLARIZAÇÃO DO MUNDO GUERRA FRIA(1945/47 até 1989/1991) “Paz impossível, guerra improvável! Corrida armamentista e espacial GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 32. OS BLOCOS MILITARES DA GUERRA FRIA Organização do Tratado do Atlântico Norte – OTAN – 1949 O que é? – Aliança militar das nações capitalistas ocidentais em oposição aos países do bloco socialista (aliança para defesa regional). O pretendia? – Preservação da estabilidade, do bem-estar e da liberdade de seus membros através de um sistema de segurança coletiva. PACTO DE VARSÓVIA – 1955 O que é? – Aliança militar entre os países do Leste Europeu e a URSS. O que pretendia? – Firmado na capital da Polônia o pacto estabelecia o compromisso de ajuda mútua em caso de agressão armada de outras nações. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 33.
  • 34.  BLOQUEIO DE BERLIM  1948 – URSS bloqueou o acesso terrestre a parte oriental da cidade de Berlim, isolando-a e dificultando o seu abastecimento. O Bloqueio de Berlim não era uma violação das leis internacionais, pois os soviéticos nunca assinaram o acordo ou tratado no que diz respeito ao acesso à parte ocidental de Berlim.  Toda o suprimento da cidade teve de ser realizado por via aérea. Os aviões transportavam tanto carvão mineral, essencial para a calefação dos lares ocidentais, como alimentos, matérias-primas e produtos diversos. Em 11 meses de bloqueio foram remetidas à Berlim Ocidental em média 13 mil toneladas diárias de carga. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 35. P O T S D A M P O T S D A M 1949 – Formação da República Federal da Alemanha (RFA) ou Alemanha Ocidental (capitalista), com capital em Bonn. Reforma monetária – nova moeda (marco alemão); Nova Constituição No mesmo ano era criada a República Democrática Alemã ou Alemanha Oriental (comunista)
  • 36.
  • 37. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA  A geopolítica bipolar definiu o destino de quase todos os países do mundo. Aproveitando-se de conflitos regionais e guerras civis, as duas superpotências ampliavam as suas áreas de influência. Elas estiveram por trás principais conflitos ocorridos durante a Guerra Fria (1947-1989).
  • 38.  Macarthismo: Movimento de perseguições e delações por quaisquer motivos, incluindo a mera simpatia pelo comunismo. Os acusados eram vistos como conspiradores contra os EUA e a liberdade.  O macarthismo é o símbolo mais claro da histeria gerada pela Guerra Fria nos EUA. Artistas, jornalistas, políticos, cientistas, todos os setores foram atingidos pelas ações do senador MacCarthy. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 39.  Na América Latina, os Estados Unidos sustentaram governos favoráveis aos seus investimentos no continente e alinhados com a sua política externa e apoiara a deposição dos que se opunham aos seus interesses político-econômicos.  1959 – Revolução Cubana.  1964 – Brasil – João Goulart (Jango) – política externa independente das superpotências da Guerra Fria, nacionalista e sensível às questões trabalhistas e sociais, foi deposto por um GOLPE MILITAR com apoio da elite nacional e da Agência Central de Inteligência (CIA)  Ditadura Militar (1964-1985) – alinhado ao EUA; Repressão; Censura e violência. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 41.  A União Soviética também viveu seus conflitos. Os principais foram a Revolução Húngara (1956) e a Primavera de Praga (1968) na Tchecoslováquia, movimentos liberalizantes que ameaçaram a estabilidade da área de influência soviética. Ambas foram sufocadas pelas forças do Pacto de Varsóvia. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 42. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA  Guerra da Coreia – 1950/1953.
  • 43. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA  Península da Indochina - Guerra do Vietnã – 1955/1975.  Conflito indireto entre as duas potências  1964: EUA entra efetivamente no conflito: um dos maiores desastres = perdas humanas e altos custos.  Filme: The Post - A Guerra Secreta: Evidencia o escândalo sobre o conflito.
  • 44. A COEXISTÊNCIA PACÍFICA OU DISTENSÃO OU DÉTENTE (décadas de 50-60) Estratégia da coexistência pacífica (formalizada pelo líder soviético Nikita Kruschev) – deslocamento da Guerra Fria para os campos da economia e da tecnologia. Relativa aproximação entre os tradicionais rivais, todavia, sem o fim das hostilidades e tensões. No início dos anos 60, duas graves crises confirmam que, apesar do fim da fase mais aguda, a Guerra Fria continua presente: Assinatura de um dos acordos de coexistência pacífica entre Nixon e Brejnev. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 45.  CRISE DOS MÍSSEIS  1962 – EUA x URSS – momento muito crítico.  Construção de uma base de mísseis em Cuba – 150 km dos EUA;  Bloqueio naval a ilha de Cuba; 13 dias de negociação e tensão;  Negociação diplomáticas; os EUA retirou os mísseis na Turquia e a URSS retirou os mísseis de Cuba. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 46. “Cortina de ferro” Construção do Muro de Berlim símbolo máximo da divisão Bibolar. Entre 1952 e 1961, cerca de 2,2 milhões de pessoas deixaram a Berlim Oriental em direção a Berlim Ocidental... Como “solução” foi construído o Muro de Berlim em 1961. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 47. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA A busca pela supremacia em todos os campos... Quem é o melhor homem: o moldado no socialismo ou no capitalismo?
  • 48. A Guerra Fria é, antes de tudo, simbólica...
  • 49. O Céu é o Limite? Os Eua na Lua A URSS no Espaço
  • 50.
  • 51. Onde vamos testar todas as armas que desenvolvemos? Angola •Afeganistão •Coréias •Vietnã •Moçambique
  • 52.  DESCOLONIZAÇÃO E MOVIMENTO DOS NÃO ALINHADOS  Descolonização – países africanos e asiáticos.  A resistência dos povos colonizados contra a opressão era antiga, ganhou força no período do final da Segunda Guerra Mundial; Enfraquecimento das potências europeias, arrasadas pela guerra, um ambiente favorável ao fim do colonialismo.  1945 – Carta das Nações: “desenvolver relações amistosos entre as nações, baseadas no respeito ao princípio de igualdade de direitos e de autodeterminação dos povos”.  1960 – ONU – reconheceu o anseio de liberdade dos povos colonizados e declarou que o colonialismo não se ajusta ao ideal de paz universal.  EUA e URSS – apoiaram a descolonização afro-asiática, com o de ampliar áreas de influência e, conter a expansão do inimigo. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 53.  DESCOLONIZAÇÃO E MOVIMENTO DOS NÃO ALINHADOS  Índia – Mahatma Gandhi – Desobediência Civil e Resistência Pacífica.  Gandhi incentivou a população a não respeitar as leis injustas e prejudiciais impostas pelo colonizador, mas também a não enfrenta-lo; a boicotar a compra do tecido inglês e retomar a tradição de tecer suas próprias vestimentas; e a não pagar impostos abusivos determinados império britânico. Radicais – terrorismo; 1947 independência da Índia.  Pan-africanismo – descolonização da África.  O movimento tinha como princípio a unidade dos africanos contra o domínio imperialista europeu a defesa do continente como terra de os negros do mundo.  Os ideais do pan-africanismo, baseados no direito à autodeterminação dos povos do continente africano e na luta contra o imperialismo ganharam força após a Segunda Guerra Mundial. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 54.  CONFERÊNCIA DE BANDUNG  1955 – Conferência de Bandung (Indonésia), líderes de 29 países e asiáticos reuniram-se como a perspectiva de construir um bloco de países independente da influência de Washington e de Moscou – Movimento dos Países Não Alinhados.  Participação mais ativa dos países em desenvolvimento nas decisões internacionais, o desarmamento nuclear e a luta anticolonialista.  Terceiro Mundo - para referir-se aos países independentes das orientações das duas superpotências. Mais tarde, o termo foi aplicado indiscriminadamente ao conjunto dos países em desenvolvimento.  O bloco dos “não alinhados” não conseguiu romper definitivamente com poder hegemônico dos Estados Unidos e da União Soviética. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 55.
  • 56. ANOS 80 – 90 A GUERRA FRIA CHEGA AO FIM Crise do mundo socialista (as dificuldades socioeconômicas da URSS e do Leste Europeu). Os efeitos da Revolução Técnico-Científica no equilíbrio do mundo bipolar. Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev, em encontro na Casa Branca, em dezembro de 1987
  • 57.  FIM DA ORDEM BIPOLAR  1945-1970 – prosperidade dos dois sistemas.  EUA –déficits orçamentários e balança comercial – 1971 fim do dólar-ouro.  Aumento do preço do petróleo, em 1973, fato que ficou conhecido como Primero Choque do Petróleo. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA Crise: Surgimento e propagação dos Ideias Neoliberais = Reformas econômicas
  • 58. Quais as razões da crise do bloco socialista?  Esgotamento do próprio modelo: 1. O industrialismo soviético, apoiado nas indústrias de base, de armas e aeroespacial, não acompanhou o mesmo ritmo de desenvolvimento tecnológico de outros setores sobretudo os de bens de consumo. 2. Burocracia e corrupção– falta de criatividade e agilidade para modificar esse modelo comprometeram o funcionamento de praticamente todo o sistema 3. Excessivo grau de controle do Estado sobre a economia 4. Insuficiente produção agrícola (falta modernização); 5. Crise econômica nos países socialistas – indústrias estavam com grande capacidade ociosa, faltavam matérias-primas e alimentos; 6. Gastos militares elevados;
  • 59. Quais as razões da crise do bloco socialista? “A má qualidade e a quantidade insuficiente dos bens de consumos contrastavam com a oferta excessiva de bens de produção e intermediários. A baixa produtividade da agricultura coletivizada exigia volumosas e permanentes importações de cereais. As inovações tecnológicas penetravam na economia militar, mas não na economia civil. Os investimentos produtivos destituídos da bússola dos preços de mercado, geravam desperdícios e ineficiências colossais”. (MAGNOLI, 2004, p. 147).
  • 60.  FIM DA ORDEM BIPOLAR  URSS e EUA – investimentos enormes em armamentos e na construção de foguetes, naves e satélites espaciais.  EUA – a tecnologia militar acabou sendo adaptado à geração de produtos para a economia civil. Mais de 3 mil produtos de consumo, lançados pelos EUA na segunda metade do século XX, foram criados a partir de tecnologia desenvolvida, inicialmente, para produtos ligados à indústrias de guerra ou aeroespacial.  Teflon – revestimento não aderente de panelas – foguetes e material radioativo da primeira bomba atômica.  GPS;  Internet;  Câmara digital. GEOPOLÍTICA DA GUERRA FRIA
  • 61. FLEXIBILIZANDO O SOCIALISMO GLASNOST Abertura política gradual. A idéia aqui é tornar o governo e as instituições mais abertas e transparentes. PERESTROIKA Reforma econômica, com a finalidade de tornar a a economia soviética mais dinâmica, flexível e moderna.
  • 62. Em 3 de dezembro de 1989, durante uma reunião na Ilha de Malta entre o presidente dos Estados Unidos, George Bush, e o líder da União Soviética, Mikhail Gorbachev, foi declarado oficialmente o fim da Guerra Fria.
  • 63.
  • 65.
  • 66.
  • 67. COLAPSO DO SOCIALISMO Desarmamento – diminuir os gastos com corrida armamentista Leste Europeu – queda do governos socialistas; 1989 – Hungria – privatização – economia de mercado; 1991 – declaração do fim da URSS  Comunidade dos Estado Independentes (CEI) Iugoslávia – Croácia, Bósnia-Herzegovina, Macedônia, Sérvia e Montenegro.