SlideShare uma empresa Scribd logo
Fontes de Energia
ALUNAS: Alice Jaciele n° 01
Bianca Letícia nº 04
Série: 8ªA
Renováveis e Não-Renováveis
• Renováveis: são aquelas que se renovam
continuamente na Natureza, sendo, por isso
inesgotáveis.
• Não-Renováveis: são aquelas cujas reservas se
esgotam, pois o seu processo de formação é
muito lento comparado com o ritmo de consumo
que o ser humano faz delas.
Hidrelétrica
É a mais utilizada no Brasil em função da
grande quantidade de rios em nosso país. A água
possui um potencial energético e quando
represada ele aumenta. Numa usina hidrelétrica
existem turbinas que, na queda d’água, fazem
funcionar um gerador elétrico, produzindo
energia. Embora a implantação de uma usina
provoque impactos ambientais, na fase de
construção da represa, esta é uma fonte
considerada limpa.
Nuclear
Energia nuclear, energia liberada durante a fissão ou fusão dos núcleos
atômicos. As quantidades de energia que podem ser obtidas mediante
processos nucleares superam em muitas as que se pode obter mediante
processos químicos, que só utilizam as regiões externas do átomo. o urânio
é um elemento químico que possui muita energia. Quando o núcleo é
desintegrado, uma enorme quantidade de energia é liberada. As usinas
nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade. Embora não
produza poluentes, a quantidade de lixo nuclear é um ponto negativo. Os
acidentes em usinas nucleares, embora raros, representam um grande
perigo.
Solar
Energia solar é aquela proveniente do Sol (energia térmica e luminosa).
Esta energia é captada por painéis solares, formados por células fotovoltaicas,
e transformada em energia elétrica ou mecânica. A energia solar também é
utilizada, principalmente em residências, para o aquecimento da água.
A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa e renovável,
pois não polui o meio ambiente e não acaba. A energia solar ainda é pouco
utilizada no mundo, pois o custo de fabricação e instalação dos painéis solares
ainda é muito elevado. Outro problema é a dificuldade de armazenamento da
energia solar. Os países que mais produzem energia solar são: Japão, Estados
Unidos e Alemanha.
Eólica
Gerada a partir do vento. Grandes hélices são
instaladas em áreas abertas, sendo que, os movimentos
delas geram energia elétrica. È uma fonte limpa e
inesgotável, porém, ainda pouco utilizada.
Biomassa
A biomassa (massa biológica) é a quantidade de matéria
orgânica produzida numa determinada área de um terreno.
Este termo tem sito muito utilizado nos últimos anos, em
função das preocupações relacionadas às fontes de energia. A
biomassa é capaz de gerar gases que são transformados, em
usinas específicas, em energia.
Esta energia é resultado da decomposição de materiais
orgânicos como, por exemplo, esterco, madeira, resíduos agrícolas,
restos de alimentos entre outros.
É a energia que um objeto possui pronta a ser convertida
em energia cinética. Um martelo levantado, uma mola enroscada e
um arco esticado de um atirador, todos possuem energia
potencial. Esta energia está pronta para ser modificada em outras
formas de energia e, conseqüentemente, realizar trabalho: quando
o martelo cair, pregará um prego; a mola, quando solta, fará andar
os ponteiros de um relógio; o arco disparará uma flecha. Assim que
ocorrer algum movimento, a energia potencial da fonte diminui,
enquanto se modifica em energia do movimento (energia cinética).
Potencial
Cinética
Energia Cinética, é uma das formas da energia mecânica ,é
definida como energia de movimento, porque ela está associada ao
estado de movimento de um corpo. Sua equação foi resultado do
estudo do trabalho produzido por uma força mecânica, aplicada em
um corpo em repouso ou já em movimento, alterando sua
velocidade para um valor maior (acelerando-o) ou para um valor
menor (retardando-o), produzindo no corpo uma nova quantidade
de movimento. O conceito de energia cinética é aplicado na
construção de Usinas Hidroelétricas.
Mecânica
Energia mecânica é a energia que pode ser transferida por meio
de força. A energia mecânica total de um sistema é a soma da
energia potencial com a energia cinética. Se o sistema for
conservativo, ou seja, apenas forças conservativas atuam nele, a
energia mecânica total conserva-se e é uma constante de
movimento. A energia mecânica "E" que um corpo possui é a soma
da sua energia cinética "c" mais energia potencial.
Geotérmica
Energia geotérmica ou energia
geotermal é a energia obtida a partir do
calor proveniente da Terra, mais
precisamente do seu interior
Energia Gravitacional
Gerada a partir do movimento das águas oceânicas
nas marés. Possui um custo elevado de implantação e,
por isso, é pouco utilizada. Especialistas em energia
afirmam que, no futuro, esta, será uma das principais
fontes de energia do planeta.
Energia Fóssil
Formada a milhões de anos a partir do acúmulo de
materiais orgânicos no subsolo. A geração de energia a
partir destas fontes costuma provocar poluição, e esta,
contribui com o aumento do efeito estufa e aquecimento
global. Isto ocorre principalmente nos casos dos
derivados de petróleo (diesel e gasolina) e do carvão
mineral. Já no caso do gás natural, o nível de poluentes
é bem menor.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
mafaldamane97
 
Energias renováveis ppt
Energias renováveis pptEnergias renováveis ppt
Energias renováveis ppt
Cátia Oliveira
 
Atividade geografia
Atividade geografiaAtividade geografia
Atividade geografia
Núbia Maciel
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
Luiza Gonçalves
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
guest3ad92c
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Espa Cn 8
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
Aulas De Geografia Apoio
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
Raquel Alves
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
anasanches96
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
Fran Louren
 
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
Universidade Pedagogica
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
aveca
 
Slideshare energia
Slideshare energiaSlideshare energia
Slideshare energia
vilmara-teixeira
 
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia AmbientalFontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Zé Moleza
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
dulcemarr
 
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série CTrabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
luisfernandobevilacqua
 
Energias renováveis- trabalho
Energias renováveis- trabalhoEnergias renováveis- trabalho
Energias renováveis- trabalho
luis costa
 
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentávelEnergias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
António Matias
 

Mais procurados (20)

Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energias renováveis ppt
Energias renováveis pptEnergias renováveis ppt
Energias renováveis ppt
 
Atividade geografia
Atividade geografiaAtividade geografia
Atividade geografia
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
 
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
ENERGIA ( FONTES RENOVAVEIS e NAO RENOVAVEIS)
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Slideshare energia
Slideshare energiaSlideshare energia
Slideshare energia
 
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia AmbientalFontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série CTrabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
 
Energias renováveis- trabalho
Energias renováveis- trabalhoEnergias renováveis- trabalho
Energias renováveis- trabalho
 
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentávelEnergias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
 

Destaque

Fisica piloto
Fisica pilotoFisica piloto
Fisica piloto
Ricardo Bonaldo
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
Kamila Joyce
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
Weliton Araújo
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
blog_setimaf
 
Energias Renováveis - Biomassa
Energias Renováveis - BiomassaEnergias Renováveis - Biomassa
Energias Renováveis - Biomassa
ap8bgrp11
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
con_seguir
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
cristbarb
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Sandra Barros
 

Destaque (8)

Fisica piloto
Fisica pilotoFisica piloto
Fisica piloto
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
 
Energias Renováveis - Biomassa
Energias Renováveis - BiomassaEnergias Renováveis - Biomassa
Energias Renováveis - Biomassa
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 

Semelhante a Fontes de Energia parte 2

Energia2
Energia2Energia2
Energia2
aveca
 
energias reniváveis
energias reniváveisenergias reniváveis
energias reniváveis
elza
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Cristina Penha
 
"Somos Físicos" Energias
"Somos Físicos" Energias"Somos Físicos" Energias
"Somos Físicos" Energias
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
blog_setimaf
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
Espa Cn 8
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
jotaboxexas
 
Energia6
Energia6Energia6
Energia6
aveca
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
leoaguiar46
 
Ruben
RubenRuben
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Anabela600
 
Energia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no FuturoEnergia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no Futuro
Elisabete Trentin
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
Sérgio Ferreira
 
Formação
FormaçãoFormação
Formação
Alfredo Pereira
 
Ondas e Marés - 10º B
Ondas e Marés - 10º BOndas e Marés - 10º B
Ondas e Marés - 10º B
Física Química A
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
José Karllos
 
Factores de produção julio melo
Factores de produção julio meloFactores de produção julio melo
Factores de produção julio melo
turma10ig
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
biamagalhaes
 

Semelhante a Fontes de Energia parte 2 (20)

Energia2
Energia2Energia2
Energia2
 
energias reniváveis
energias reniváveisenergias reniváveis
energias reniváveis
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
"Somos Físicos" Energias
"Somos Físicos" Energias"Somos Físicos" Energias
"Somos Físicos" Energias
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
 
Energia6
Energia6Energia6
Energia6
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
Ruben
RubenRuben
Ruben
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Energia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no FuturoEnergia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no Futuro
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
 
Formação
FormaçãoFormação
Formação
 
Ondas e Marés - 10º B
Ondas e Marés - 10º BOndas e Marés - 10º B
Ondas e Marés - 10º B
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
 
Factores de produção julio melo
Factores de produção julio meloFactores de produção julio melo
Factores de produção julio melo
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 

Mais de leoaguiar46

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
leoaguiar46
 
Pesquisas beringela
Pesquisas beringelaPesquisas beringela
Pesquisas beringela
leoaguiar46
 
Boas maneiras 7ª series
Boas maneiras  7ª  seriesBoas maneiras  7ª  series
Boas maneiras 7ª series
leoaguiar46
 
Pesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etcPesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etc
leoaguiar46
 
Terremoto no haiti
Terremoto no haiti Terremoto no haiti
Terremoto no haiti
leoaguiar46
 
Gravidez na adolescencia gabi e bia
Gravidez na adolescencia   gabi e biaGravidez na adolescencia   gabi e bia
Gravidez na adolescencia gabi e bia
leoaguiar46
 
Trabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravidesTrabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravides
leoaguiar46
 
Hist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vidaHist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vida
leoaguiar46
 
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
Receitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlosReceitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlos
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
leoaguiar46
 
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLESQUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
leoaguiar46
 
Aconteceu comigo
Aconteceu comigoAconteceu comigo
Aconteceu comigo
leoaguiar46
 
Suplencia mª cristina
Suplencia  mª cristinaSuplencia  mª cristina
Suplencia mª cristina
leoaguiar46
 
Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003
leoaguiar46
 
Passarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suinaPassarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suina
leoaguiar46
 

Mais de leoaguiar46 (14)

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Pesquisas beringela
Pesquisas beringelaPesquisas beringela
Pesquisas beringela
 
Boas maneiras 7ª series
Boas maneiras  7ª  seriesBoas maneiras  7ª  series
Boas maneiras 7ª series
 
Pesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etcPesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etc
 
Terremoto no haiti
Terremoto no haiti Terremoto no haiti
Terremoto no haiti
 
Gravidez na adolescencia gabi e bia
Gravidez na adolescencia   gabi e biaGravidez na adolescencia   gabi e bia
Gravidez na adolescencia gabi e bia
 
Trabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravidesTrabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravides
 
Hist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vidaHist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vida
 
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
Receitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlosReceitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlos
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
 
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLESQUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
 
Aconteceu comigo
Aconteceu comigoAconteceu comigo
Aconteceu comigo
 
Suplencia mª cristina
Suplencia  mª cristinaSuplencia  mª cristina
Suplencia mª cristina
 
Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003
 
Passarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suinaPassarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suina
 

Último

Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
2m Assessoria
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 

Último (10)

Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 

Fontes de Energia parte 2

  • 1. Fontes de Energia ALUNAS: Alice Jaciele n° 01 Bianca Letícia nº 04 Série: 8ªA
  • 2. Renováveis e Não-Renováveis • Renováveis: são aquelas que se renovam continuamente na Natureza, sendo, por isso inesgotáveis. • Não-Renováveis: são aquelas cujas reservas se esgotam, pois o seu processo de formação é muito lento comparado com o ritmo de consumo que o ser humano faz delas.
  • 3. Hidrelétrica É a mais utilizada no Brasil em função da grande quantidade de rios em nosso país. A água possui um potencial energético e quando represada ele aumenta. Numa usina hidrelétrica existem turbinas que, na queda d’água, fazem funcionar um gerador elétrico, produzindo energia. Embora a implantação de uma usina provoque impactos ambientais, na fase de construção da represa, esta é uma fonte considerada limpa.
  • 4. Nuclear Energia nuclear, energia liberada durante a fissão ou fusão dos núcleos atômicos. As quantidades de energia que podem ser obtidas mediante processos nucleares superam em muitas as que se pode obter mediante processos químicos, que só utilizam as regiões externas do átomo. o urânio é um elemento químico que possui muita energia. Quando o núcleo é desintegrado, uma enorme quantidade de energia é liberada. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade. Embora não produza poluentes, a quantidade de lixo nuclear é um ponto negativo. Os acidentes em usinas nucleares, embora raros, representam um grande perigo.
  • 5. Solar Energia solar é aquela proveniente do Sol (energia térmica e luminosa). Esta energia é captada por painéis solares, formados por células fotovoltaicas, e transformada em energia elétrica ou mecânica. A energia solar também é utilizada, principalmente em residências, para o aquecimento da água. A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa e renovável, pois não polui o meio ambiente e não acaba. A energia solar ainda é pouco utilizada no mundo, pois o custo de fabricação e instalação dos painéis solares ainda é muito elevado. Outro problema é a dificuldade de armazenamento da energia solar. Os países que mais produzem energia solar são: Japão, Estados Unidos e Alemanha.
  • 6. Eólica Gerada a partir do vento. Grandes hélices são instaladas em áreas abertas, sendo que, os movimentos delas geram energia elétrica. È uma fonte limpa e inesgotável, porém, ainda pouco utilizada.
  • 7. Biomassa A biomassa (massa biológica) é a quantidade de matéria orgânica produzida numa determinada área de um terreno. Este termo tem sito muito utilizado nos últimos anos, em função das preocupações relacionadas às fontes de energia. A biomassa é capaz de gerar gases que são transformados, em usinas específicas, em energia. Esta energia é resultado da decomposição de materiais orgânicos como, por exemplo, esterco, madeira, resíduos agrícolas, restos de alimentos entre outros.
  • 8. É a energia que um objeto possui pronta a ser convertida em energia cinética. Um martelo levantado, uma mola enroscada e um arco esticado de um atirador, todos possuem energia potencial. Esta energia está pronta para ser modificada em outras formas de energia e, conseqüentemente, realizar trabalho: quando o martelo cair, pregará um prego; a mola, quando solta, fará andar os ponteiros de um relógio; o arco disparará uma flecha. Assim que ocorrer algum movimento, a energia potencial da fonte diminui, enquanto se modifica em energia do movimento (energia cinética). Potencial
  • 9. Cinética Energia Cinética, é uma das formas da energia mecânica ,é definida como energia de movimento, porque ela está associada ao estado de movimento de um corpo. Sua equação foi resultado do estudo do trabalho produzido por uma força mecânica, aplicada em um corpo em repouso ou já em movimento, alterando sua velocidade para um valor maior (acelerando-o) ou para um valor menor (retardando-o), produzindo no corpo uma nova quantidade de movimento. O conceito de energia cinética é aplicado na construção de Usinas Hidroelétricas.
  • 10. Mecânica Energia mecânica é a energia que pode ser transferida por meio de força. A energia mecânica total de um sistema é a soma da energia potencial com a energia cinética. Se o sistema for conservativo, ou seja, apenas forças conservativas atuam nele, a energia mecânica total conserva-se e é uma constante de movimento. A energia mecânica "E" que um corpo possui é a soma da sua energia cinética "c" mais energia potencial.
  • 11. Geotérmica Energia geotérmica ou energia geotermal é a energia obtida a partir do calor proveniente da Terra, mais precisamente do seu interior
  • 12. Energia Gravitacional Gerada a partir do movimento das águas oceânicas nas marés. Possui um custo elevado de implantação e, por isso, é pouco utilizada. Especialistas em energia afirmam que, no futuro, esta, será uma das principais fontes de energia do planeta.
  • 13. Energia Fóssil Formada a milhões de anos a partir do acúmulo de materiais orgânicos no subsolo. A geração de energia a partir destas fontes costuma provocar poluição, e esta, contribui com o aumento do efeito estufa e aquecimento global. Isto ocorre principalmente nos casos dos derivados de petróleo (diesel e gasolina) e do carvão mineral. Já no caso do gás natural, o nível de poluentes é bem menor.