SlideShare uma empresa Scribd logo
EMEF. PLINIO AYROSA / DRE / FÓ
Vitor P. da Silva Nº 29 8ºB
L .I. Educativa POIE Leonice
Energia
• As fontes de energia podem ser convencionais ou
alternativas. Energia convencional é caracterizada pelo
baixo custo, grande impacto ambiental e tecnologia
difundida. Já a energia alternativa é aquela originada
como solução para diminuir o impacto ambiental. Com
essas duas fontes de energia, surgem também duas
distinções: renováveis e não-renováveis.
• Renovável: é a energia que é extraída de fontes naturais
capaz de se regenerar, conseqüentemente inesgotável.
Ex: energia solar, energia eólica, etc.
• Não-renovável: é a energia que se encontra na natureza
em quantidades limitadas, que com sua utilização se
extingue. Ex: petróleo, carvão mineral, etc.
Energia Eólica
A energia eólica é a energia que provém do
vento. O termo eólico vem do latim aeolicus,
pertencente ou relativo a Éolo, Deus dos ventos
na mitologia grega e, portanto, pertencente ou
relativo ao vento. Na atualidade utiliza-se a
energia eólica para mover aero geradores - grandes
turbinas colocadas em lugares de muito vento.
Essas turbinas têm a forma de um cata-vento ou
um moinho. Esse movimento, através de um
gerador, produz energia elétrica. Precisam
agrupar-se em parques eólicos, concentrações de
aero geradores, necessários para que a produção de
energia se torne rentável, mas podem ser usados
isoladamente, para alimentar localidades remotas
Energia solar
Energia solar é a designação dada a
qualquer tipo de captação de energia
luminosa (e, em certo sentido, da energia
térmica) proveniente do sol, e posterior
transformação dessa energia captada em
alguma forma utilizável pelo homem, seja
diretamente para aquecimento de água ou
ainda como energia elétrica ou mecânica.
Energia hidráulica
A energia hidráulica ou energia hídrica
é a energia obtida a partir da energia
potencial de uma massa de água. A forma
na qual ela se manifesta na natureza é nos
fluxos de água, como rios e lagos e pode ser
aproveitada por meio de um desnível ou
queda d'água. Pode ser convertida na forma
de energia mecânica (rotação de um eixo)
através de turbinas hidráulicas ou moinhos
de água.
Energia fóssil
Formada a milhões de anos a partir do
acúmulo de materiais orgânicos no subsolo.
A geração de energia a partir destas fontes
costuma provocar poluição, e esta,
contribui com o aumento do efeito estufa e
aquecimento global. Isto ocorre
principalmente nos casos dos derivados de
petróleo (diesel e gasolina) e do carvão
mineral. Já no caso do gás natural, o nível
de poluentes é bem menor.
Energia de biomassa
É a energia gerada a partir da
decomposição, em curto prazo, de
materiais orgânicos (esterco, restos de
alimentos, resíduos agrícolas). O gás
metano produzido é usado para gerar
energia.
Energia nuclear
O urânio é um elemento químico que possui
muita energia. Quando o núcleo é desintegrado,
uma enorme quantidade de energia é liberada. As
usinas nucleares aproveitam esta energia para
gerar eletricidade. Embora não produza
poluentes, a quantidade de lixo nuclear é um
ponto negativo.Os acidentes em usinas nucleares,
embora raros, representam um grande perigo.
Energia geotérmica
Nas camadas profundas da crosta
terrestre existe um alto nível de calor. Em
algumas regiões, a temperatura pode
superar 5.000°C. As usinas podem utilizar
este calor para acionar turbinas elétricas e
gerar energia. Ainda é pouco utilizada.
Energia gravitacional
Gerada a partir do movimento das
águas oceânicas nas marés. Possui um
custo elevado de implantação e, por isso,
é pouco utilizada. Especialistas em
energia afirmam que, no futuro, esta, será
uma das principais fontes de energia do
planeta.
Fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
anasanches96
 
Fontes de Energia parte 2
Fontes de Energia parte 2Fontes de Energia parte 2
Fontes de Energia parte 2
leoaguiar46
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
"Somos Físicos" Fontes de Energias
"Somos Físicos" Fontes de Energias"Somos Físicos" Fontes de Energias
"Somos Físicos" Fontes de Energias
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Energias renovveis4251
Energias renovveis4251Energias renovveis4251
Energias renovveis4251
João Agostinho
 
1VE ENERGIA - HÁLICA
1VE ENERGIA - HÁLICA1VE ENERGIA - HÁLICA
1VE ENERGIA - HÁLICA
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
mafaldamane97
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
Iga Almeida
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
Pablo Jati
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
Daniel Lucas
 
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao RenovaveisEnergias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Miguel Santos
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
biamagalhaes
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
claudialopes
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
rohan marcilio amaral
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
guest12ca24
 
Energias RenováVeis
Energias RenováVeisEnergias RenováVeis
Energias RenováVeis
AndreiaFortuna96
 
Ana Luisa
Ana LuisaAna Luisa
Ana Luisa
VitorJunqueira
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
Tiago Silva
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
Tiago Silva
 

Mais procurados (20)

Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
Fontes de Energia parte 2
Fontes de Energia parte 2Fontes de Energia parte 2
Fontes de Energia parte 2
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
"Somos Físicos" Fontes de Energias
"Somos Físicos" Fontes de Energias"Somos Físicos" Fontes de Energias
"Somos Físicos" Fontes de Energias
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
 
Energias renovveis4251
Energias renovveis4251Energias renovveis4251
Energias renovveis4251
 
1VE ENERGIA - HÁLICA
1VE ENERGIA - HÁLICA1VE ENERGIA - HÁLICA
1VE ENERGIA - HÁLICA
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao RenovaveisEnergias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Energias RenováVeis
Energias RenováVeisEnergias RenováVeis
Energias RenováVeis
 
Ana Luisa
Ana LuisaAna Luisa
Ana Luisa
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 

Destaque

Women
WomenWomen
Aula 1 PORTUGUÊS
Aula 1 PORTUGUÊSAula 1 PORTUGUÊS
Aula 1 PORTUGUÊS
gsbq
 
Saramago
SaramagoSaramago
8901
89018901
8901
Mlopes008
 
Comprando no site www.connectcelulares.com.br
Comprando no site www.connectcelulares.com.brComprando no site www.connectcelulares.com.br
Comprando no site www.connectcelulares.com.br
michel4730
 
Portifólio 02
Portifólio 02Portifólio 02
Portifólio 02
Frederico38
 
Aula 7 MAT
Aula 7 MATAula 7 MAT
Aula 7 MAT
gsbq
 
O mundo dos números
O mundo dos númerosO mundo dos números
O mundo dos númerosfina3
 
IRMÃS
IRMÃSIRMÃS
IRMÃS
jeane
 
1 Encontro, 1 Escritor
1 Encontro, 1 Escritor1 Encontro, 1 Escritor
1 Encontro, 1 Escritor
Oficina do Pai Natal
 
Estão voltando as flores
Estão voltando as floresEstão voltando as flores
Estão voltando as flores
Jose Cappi
 
People marketing @lectric
People marketing @lectricPeople marketing @lectric
People marketing @lectric
LECTRIC
 
Luis Santos [Escultura]
Luis Santos [Escultura]Luis Santos [Escultura]
Luis Santos [Escultura]
Sculpture and Ceramics
 
D E R E C H O S
D E R E C H O SD E R E C H O S
D E R E C H O S
HJTandil66
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Navegar(f pessoa)
Navegar(f pessoa)Navegar(f pessoa)
Navegar(f pessoa)
goreti fernandes
 
Mercadotecnia 4
Mercadotecnia 4Mercadotecnia 4
Mercadotecnia 4
mauleonj
 
A vida e o meio ambiente pedem socorro parte i
A vida e o meio ambiente pedem socorro   parte iA vida e o meio ambiente pedem socorro   parte i
A vida e o meio ambiente pedem socorro parte i
Sebastião Luiz Alves
 
Contaminacion auditiva
Contaminacion auditivaContaminacion auditiva
Contaminacion auditiva
Dayna Torres Sanchez
 
O pesode deus
O pesode deusO pesode deus
O pesode deus
jeane
 

Destaque (20)

Women
WomenWomen
Women
 
Aula 1 PORTUGUÊS
Aula 1 PORTUGUÊSAula 1 PORTUGUÊS
Aula 1 PORTUGUÊS
 
Saramago
SaramagoSaramago
Saramago
 
8901
89018901
8901
 
Comprando no site www.connectcelulares.com.br
Comprando no site www.connectcelulares.com.brComprando no site www.connectcelulares.com.br
Comprando no site www.connectcelulares.com.br
 
Portifólio 02
Portifólio 02Portifólio 02
Portifólio 02
 
Aula 7 MAT
Aula 7 MATAula 7 MAT
Aula 7 MAT
 
O mundo dos números
O mundo dos númerosO mundo dos números
O mundo dos números
 
IRMÃS
IRMÃSIRMÃS
IRMÃS
 
1 Encontro, 1 Escritor
1 Encontro, 1 Escritor1 Encontro, 1 Escritor
1 Encontro, 1 Escritor
 
Estão voltando as flores
Estão voltando as floresEstão voltando as flores
Estão voltando as flores
 
People marketing @lectric
People marketing @lectricPeople marketing @lectric
People marketing @lectric
 
Luis Santos [Escultura]
Luis Santos [Escultura]Luis Santos [Escultura]
Luis Santos [Escultura]
 
D E R E C H O S
D E R E C H O SD E R E C H O S
D E R E C H O S
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Navegar(f pessoa)
Navegar(f pessoa)Navegar(f pessoa)
Navegar(f pessoa)
 
Mercadotecnia 4
Mercadotecnia 4Mercadotecnia 4
Mercadotecnia 4
 
A vida e o meio ambiente pedem socorro parte i
A vida e o meio ambiente pedem socorro   parte iA vida e o meio ambiente pedem socorro   parte i
A vida e o meio ambiente pedem socorro parte i
 
Contaminacion auditiva
Contaminacion auditivaContaminacion auditiva
Contaminacion auditiva
 
O pesode deus
O pesode deusO pesode deus
O pesode deus
 

Semelhante a Fontes de Energia

Fontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no BrasilFontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no Brasil
Tais Santana
 
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
guest65df5d
 
Energia2
Energia2Energia2
Energia2
aveca
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
aveca
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
João França
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
VitorJunqueira
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
Espa Cn 8
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Cristina Penha
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
Sérgio Ferreira
 
Doc1
Doc1Doc1
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp022 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
Catiusa Alves
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
chiclete23
 
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série CTrabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
luisfernandobevilacqua
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
lisirocha
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
Daniel Estima
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
vallmachado
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
Clécio Bubela
 
Fontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos mineraisFontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos minerais
flaviocosac
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
José Karllos
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
guestbdcca859
 

Semelhante a Fontes de Energia (20)

Fontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no BrasilFontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no Brasil
 
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
 
Energia2
Energia2Energia2
Energia2
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
 
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp022 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série CTrabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
 
Energias renováveis
Energias renováveisEnergias renováveis
Energias renováveis
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
 
Fontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos mineraisFontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos minerais
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 

Mais de leoaguiar46

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
leoaguiar46
 
Pesquisas beringela
Pesquisas beringelaPesquisas beringela
Pesquisas beringela
leoaguiar46
 
Boas maneiras 7ª series
Boas maneiras  7ª  seriesBoas maneiras  7ª  series
Boas maneiras 7ª series
leoaguiar46
 
Pesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etcPesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etc
leoaguiar46
 
Terremoto no haiti
Terremoto no haiti Terremoto no haiti
Terremoto no haiti
leoaguiar46
 
Gravidez na adolescencia gabi e bia
Gravidez na adolescencia   gabi e biaGravidez na adolescencia   gabi e bia
Gravidez na adolescencia gabi e bia
leoaguiar46
 
Trabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravidesTrabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravides
leoaguiar46
 
Hist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vidaHist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vida
leoaguiar46
 
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
Receitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlosReceitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlos
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
leoaguiar46
 
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLESQUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
leoaguiar46
 
Aconteceu comigo
Aconteceu comigoAconteceu comigo
Aconteceu comigo
leoaguiar46
 
Suplencia mª cristina
Suplencia  mª cristinaSuplencia  mª cristina
Suplencia mª cristina
leoaguiar46
 
Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003
leoaguiar46
 
Passarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suinaPassarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suina
leoaguiar46
 

Mais de leoaguiar46 (14)

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Pesquisas beringela
Pesquisas beringelaPesquisas beringela
Pesquisas beringela
 
Boas maneiras 7ª series
Boas maneiras  7ª  seriesBoas maneiras  7ª  series
Boas maneiras 7ª series
 
Pesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etcPesquisas beringela,....etc
Pesquisas beringela,....etc
 
Terremoto no haiti
Terremoto no haiti Terremoto no haiti
Terremoto no haiti
 
Gravidez na adolescencia gabi e bia
Gravidez na adolescencia   gabi e biaGravidez na adolescencia   gabi e bia
Gravidez na adolescencia gabi e bia
 
Trabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravidesTrabalho de informatica gravides
Trabalho de informatica gravides
 
Hist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vidaHist em quadrinhos qualidade de vida
Hist em quadrinhos qualidade de vida
 
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
Receitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlosReceitas  suplencia na inclusão digital                    prof.j.carlos
Receitas suplencia na inclusão digital prof.j.carlos
 
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLESQUALIDADE DE VIDA  ENTREVISTA EM INGLES
QUALIDADE DE VIDA ENTREVISTA EM INGLES
 
Aconteceu comigo
Aconteceu comigoAconteceu comigo
Aconteceu comigo
 
Suplencia mª cristina
Suplencia  mª cristinaSuplencia  mª cristina
Suplencia mª cristina
 
Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003Retratos da leitura no brasil 2003
Retratos da leitura no brasil 2003
 
Passarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suinaPassarinhos e a gripe suina
Passarinhos e a gripe suina
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Fontes de Energia

  • 1. EMEF. PLINIO AYROSA / DRE / FÓ Vitor P. da Silva Nº 29 8ºB L .I. Educativa POIE Leonice
  • 2. Energia • As fontes de energia podem ser convencionais ou alternativas. Energia convencional é caracterizada pelo baixo custo, grande impacto ambiental e tecnologia difundida. Já a energia alternativa é aquela originada como solução para diminuir o impacto ambiental. Com essas duas fontes de energia, surgem também duas distinções: renováveis e não-renováveis. • Renovável: é a energia que é extraída de fontes naturais capaz de se regenerar, conseqüentemente inesgotável. Ex: energia solar, energia eólica, etc. • Não-renovável: é a energia que se encontra na natureza em quantidades limitadas, que com sua utilização se extingue. Ex: petróleo, carvão mineral, etc.
  • 3. Energia Eólica A energia eólica é a energia que provém do vento. O termo eólico vem do latim aeolicus, pertencente ou relativo a Éolo, Deus dos ventos na mitologia grega e, portanto, pertencente ou relativo ao vento. Na atualidade utiliza-se a energia eólica para mover aero geradores - grandes turbinas colocadas em lugares de muito vento. Essas turbinas têm a forma de um cata-vento ou um moinho. Esse movimento, através de um gerador, produz energia elétrica. Precisam agrupar-se em parques eólicos, concentrações de aero geradores, necessários para que a produção de energia se torne rentável, mas podem ser usados isoladamente, para alimentar localidades remotas
  • 4. Energia solar Energia solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa (e, em certo sentido, da energia térmica) proveniente do sol, e posterior transformação dessa energia captada em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água ou ainda como energia elétrica ou mecânica.
  • 5. Energia hidráulica A energia hidráulica ou energia hídrica é a energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água. A forma na qual ela se manifesta na natureza é nos fluxos de água, como rios e lagos e pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda d'água. Pode ser convertida na forma de energia mecânica (rotação de um eixo) através de turbinas hidráulicas ou moinhos de água.
  • 6. Energia fóssil Formada a milhões de anos a partir do acúmulo de materiais orgânicos no subsolo. A geração de energia a partir destas fontes costuma provocar poluição, e esta, contribui com o aumento do efeito estufa e aquecimento global. Isto ocorre principalmente nos casos dos derivados de petróleo (diesel e gasolina) e do carvão mineral. Já no caso do gás natural, o nível de poluentes é bem menor.
  • 7. Energia de biomassa É a energia gerada a partir da decomposição, em curto prazo, de materiais orgânicos (esterco, restos de alimentos, resíduos agrícolas). O gás metano produzido é usado para gerar energia.
  • 8. Energia nuclear O urânio é um elemento químico que possui muita energia. Quando o núcleo é desintegrado, uma enorme quantidade de energia é liberada. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade. Embora não produza poluentes, a quantidade de lixo nuclear é um ponto negativo.Os acidentes em usinas nucleares, embora raros, representam um grande perigo.
  • 9. Energia geotérmica Nas camadas profundas da crosta terrestre existe um alto nível de calor. Em algumas regiões, a temperatura pode superar 5.000°C. As usinas podem utilizar este calor para acionar turbinas elétricas e gerar energia. Ainda é pouco utilizada.
  • 10. Energia gravitacional Gerada a partir do movimento das águas oceânicas nas marés. Possui um custo elevado de implantação e, por isso, é pouco utilizada. Especialistas em energia afirmam que, no futuro, esta, será uma das principais fontes de energia do planeta.
  • 11. Fim