SlideShare uma empresa Scribd logo
profruialmeida@gmail.com
QUADRADO EM PERSPETIVA
OBLÍQUA COM 2 PONTOS DE
FUGA
FICHA
12
EDUCAÇÃOVISUAL
1
Para iniciar o desenho do quadrado em perspetiva
obliqua, primeiro traça a linha do horizonte LH, os
dois pontos de fuga PF1 e PF2 bem afastados um
do outro. E exatamente no centro marca o ponto
de vista, linha vertical tracejada.
2
À esquerda do ponto de vista marca o ponto A. Ele
determina onde vai ficar o vértice do quadrado em
posição oblíqua ao observador.
3
Partindo do PF1 e PF2 em direção ao ponto A, traça
as linhas de fuga F1 e F2
5
Antes de continuar o desenho para representar a
correta proporção do quadrado, traça
verticalmente, partindo do ponto A, a linha V.
4
Deslocando o PF1 até qualquer ponto da linha F2,
traça a linha F3.
6
Centralizado entre a linha V e o Ponto de Vista PV,
marca o ponto C.
profruialmeida@gmail.com
7
Partindo do ponto A ao ponto C, traça a diagonal
de medidas D.
8
Partindo do PF2, traça a linha F4. Observa que ela
passa exatamente no cruzamento da linha F3 e
com a Diagonal D.
9
Obedecendo ao à direção das linhas de fuga,
define e finaliza o traçado do quadrado.
10

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Ficha nº 15 cilindro em perspetiva
Ficha nº 15 cilindro em perspetivaFicha nº 15 cilindro em perspetiva
Ficha nº 15 cilindro em perspetiva
ruiseixas
 
Ficha nº 1 estudo da reta
Ficha nº 1 estudo da retaFicha nº 1 estudo da reta
Ficha nº 1 estudo da reta
ruiseixas
 
Ficha de trabalho escher pássaros-rotação
Ficha de trabalho escher   pássaros-rotaçãoFicha de trabalho escher   pássaros-rotação
Ficha de trabalho escher pássaros-rotação
ruiseixas
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculos
ruiseixas
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
ruiseixas
 
Ficha nº 8 óvulo e oval
Ficha nº 8 óvulo e ovalFicha nº 8 óvulo e oval
Ficha nº 8 óvulo e oval
ruiseixas
 
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonal
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonalFicha nº 20 planificação piramide hexagonal
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonal
ruiseixas
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetria
ruiseixas
 
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fugaFicha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
ruiseixas
 
Ficha nº 4 estudo da circunferência
Ficha nº 4 estudo da circunferênciaFicha nº 4 estudo da circunferência
Ficha nº 4 estudo da circunferência
ruiseixas
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
ruiseixas
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
ruiseixas
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espirais
ruiseixas
 
Ficha nº 2 ângulos
Ficha nº 2 ângulosFicha nº 2 ângulos
Ficha nº 2 ângulos
ruiseixas
 
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fugaFicha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
ruiseixas
 
Ficha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcosFicha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcos
ruiseixas
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
ruiseixas
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeu
ruiseixas
 
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
ruiseixas
 
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricasFicha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
ruiseixas
 

Destaque (20)

Ficha nº 15 cilindro em perspetiva
Ficha nº 15 cilindro em perspetivaFicha nº 15 cilindro em perspetiva
Ficha nº 15 cilindro em perspetiva
 
Ficha nº 1 estudo da reta
Ficha nº 1 estudo da retaFicha nº 1 estudo da reta
Ficha nº 1 estudo da reta
 
Ficha de trabalho escher pássaros-rotação
Ficha de trabalho escher   pássaros-rotaçãoFicha de trabalho escher   pássaros-rotação
Ficha de trabalho escher pássaros-rotação
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculos
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
 
Ficha nº 8 óvulo e oval
Ficha nº 8 óvulo e ovalFicha nº 8 óvulo e oval
Ficha nº 8 óvulo e oval
 
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonal
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonalFicha nº 20 planificação piramide hexagonal
Ficha nº 20 planificação piramide hexagonal
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetria
 
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fugaFicha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
Ficha nº 11 cubo perspetiva paralela 1 ponto fuga
 
Ficha nº 4 estudo da circunferência
Ficha nº 4 estudo da circunferênciaFicha nº 4 estudo da circunferência
Ficha nº 4 estudo da circunferência
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espirais
 
Ficha nº 2 ângulos
Ficha nº 2 ângulosFicha nº 2 ângulos
Ficha nº 2 ângulos
 
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fugaFicha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
Ficha nº 16 desenho de casa com um ponto de fuga
 
Ficha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcosFicha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcos
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeu
 
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
Ficha nº 25 exercícios de representação sólidos (perspetiva cavaleira)
 
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricasFicha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
Ficha nº 24 ficha de trabalho axonométricas
 

Mais de ruiseixas

Ev programa 3º ciclo
Ev programa 3º cicloEv programa 3º ciclo
Ev programa 3º ciclo
ruiseixas
 
Ficha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricasFicha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricas
ruiseixas
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
ruiseixas
 
Ficha nº 26 figura fundo
Ficha nº 26 figura fundoFicha nº 26 figura fundo
Ficha nº 26 figura fundo
ruiseixas
 
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
ruiseixas
 
Ficha nº 22 projeções e perspetivas
Ficha nº 22 projeções e perspetivasFicha nº 22 projeções e perspetivas
Ficha nº 22 projeções e perspetivas
ruiseixas
 
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventosFicha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
ruiseixas
 
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonal
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonalFicha nº 19 planificação piramide pentagonal
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonal
ruiseixas
 
Metas ev 2º e 3º ciclos
Metas ev 2º e 3º ciclosMetas ev 2º e 3º ciclos
Metas ev 2º e 3º ciclos
ruiseixas
 

Mais de ruiseixas (9)

Ev programa 3º ciclo
Ev programa 3º cicloEv programa 3º ciclo
Ev programa 3º ciclo
 
Ficha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricasFicha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricas
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
 
Ficha nº 26 figura fundo
Ficha nº 26 figura fundoFicha nº 26 figura fundo
Ficha nº 26 figura fundo
 
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
Ficha nº 23 exercícios de representação sólidos (perspetiva isométrica)
 
Ficha nº 22 projeções e perspetivas
Ficha nº 22 projeções e perspetivasFicha nº 22 projeções e perspetivas
Ficha nº 22 projeções e perspetivas
 
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventosFicha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
Ficha nº 21 divisão circunferencia oito partes e rosa dos-ventos
 
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonal
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonalFicha nº 19 planificação piramide pentagonal
Ficha nº 19 planificação piramide pentagonal
 
Metas ev 2º e 3º ciclos
Metas ev 2º e 3º ciclosMetas ev 2º e 3º ciclos
Metas ev 2º e 3º ciclos
 

Último

Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 

Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga

  • 1. profruialmeida@gmail.com QUADRADO EM PERSPETIVA OBLÍQUA COM 2 PONTOS DE FUGA FICHA 12 EDUCAÇÃOVISUAL 1 Para iniciar o desenho do quadrado em perspetiva obliqua, primeiro traça a linha do horizonte LH, os dois pontos de fuga PF1 e PF2 bem afastados um do outro. E exatamente no centro marca o ponto de vista, linha vertical tracejada. 2 À esquerda do ponto de vista marca o ponto A. Ele determina onde vai ficar o vértice do quadrado em posição oblíqua ao observador. 3 Partindo do PF1 e PF2 em direção ao ponto A, traça as linhas de fuga F1 e F2 5 Antes de continuar o desenho para representar a correta proporção do quadrado, traça verticalmente, partindo do ponto A, a linha V. 4 Deslocando o PF1 até qualquer ponto da linha F2, traça a linha F3. 6 Centralizado entre a linha V e o Ponto de Vista PV, marca o ponto C.
  • 2. profruialmeida@gmail.com 7 Partindo do ponto A ao ponto C, traça a diagonal de medidas D. 8 Partindo do PF2, traça a linha F4. Observa que ela passa exatamente no cruzamento da linha F3 e com a Diagonal D. 9 Obedecendo ao à direção das linhas de fuga, define e finaliza o traçado do quadrado. 10