SlideShare uma empresa Scribd logo
SEQUÊNCIA DINÂMICA COM PAIS PRE ll 2015
1º Slide
‫العالم‬ ‫كأس‬
94
‫العالم‬ ‫كأس‬ ‫ف‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ .
94
.
‫ال‬ ‫النتيجة‬ .‫الترجيح‬ ‫ركالت‬ ‫في‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬
‫نهائية‬
3
-
2
.
‫بعد‬
24
‫وصلت‬ ،‫الصيام‬ ‫من‬ ‫عاما‬
‫الدف‬ ‫بخال‬ ،‫تافاريل‬ ‫خبرة‬ ‫مع‬ ‫ايطاليا‬ ‫على‬ ‫تترا‬ ‫البرازيل‬
‫حظا‬ ،‫اع‬
.‫للباجيو‬ ‫السيئ‬ ‫والهدف‬ ‫تكريس‬ ‫دونغا‬ ‫وكان‬ ،‫زاغالو‬ ‫من‬
2º Slide
‫العالم‬ ‫كأس‬
94
‫العالم‬ ‫كأس‬ ‫ف‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ .
94
.
‫الو‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬
‫ال‬ ‫النتيجة‬ .‫الترجيح‬ ‫ركالت‬ ‫في‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫حيد‬
‫نهائية‬
3
-
2
.
‫بعد‬
24
‫الدف‬ ‫بخال‬ ،‫تافاريل‬ ‫خبرة‬ ‫مع‬ ‫ايطاليا‬ ‫على‬ ‫تترا‬ ‫البرازيل‬ ‫وصلت‬ ،‫الصيام‬ ‫من‬ ‫عاما‬
‫حظا‬ ،‫اع‬
.‫للباجيو‬ ‫السيئ‬ ‫والهدف‬ ‫تكريس‬ ‫دونغا‬ ‫وكان‬ ،‫زاغالو‬ ‫من‬
3º Slide
Copa do Mundo de 1994 nos EUA
Brasil x Itália
A Copa dos Estados Unidos foi a única a ser decidida na cobrança
de pênaltis. Resultado Final 3 x 2.
Após 24 anos de jejum, o Brasil chegou ao tetra sobre a Itália com
a experiência de Taffarel, a defesa menos vazada, a sorte de
Zagallo, a consagração da era Dunga e a má pontaria de Baggio.
MAIS MATERIAL PARA ESTUDO SOBRE O TEMA
Aprender a ler e escrever põe em jogo duas atividades
cognitivas: a identificação dos signos que compõem a linguagem
escrita (esta atividade pressupõe que o leitor faça a
correspondência entre grafemas e fonemas) e a compreensão do
significado da linguagem escrita (o que pressupõe um ato de
interpretação por parte do leitor).
COMO ALGUÉM APRENDE A LER E ESCREVER?
EMÍLIA FERREIRO, a psicolinguística argentina, estudando os mecanismos
pelos quais as crianças aprendem a ler e escrever, ao invés de perguntar como se
ensina a ler e escrever, perguntou como alguém aprende a ler e escrever
independente do ensino. A partir daí desenvolveuteorias que deixam de fundamentar-
se em concepções mecanicistas/interacionistas, fundamentando-se em Vygotsky e
Piaget.
O que isso significa? Significa que o processo de ensinar se desloca para o ato
de aprender, por meio da construção do conhecimento que será realizado pelo
educando, que se torna agente de sua aprendizagem.
Os conceitos que os professores trabalham separadamente, de acordo com
Ferreiro, como imaturidade, prontidão, habilidades motoras e perceptuais deixam de
ter sentido isoladamente. Os aspectos motores,cognitivos e afetivos são importantes,
na medida que tratados no contexto da realidade sócio-cultural dos alunos. “Hoje a
perspectiva construtivista considera a interação de todos eles, numa visão política,
integral, para explicar a aprendizagem” diz Ferreiro.
Os níveis diferentes em que normalmente os alunos se encontram e vão se
desenvolvendo durante o processo de alfabetização, e a interação entre eles, é muito
importante para o desenvolvimento do processo.
Esta análise do desenvolvimento cognitivo do aluno é conhecido por “Nível da
Psicogênese”. Ana Teberosky é uma das criadoras junto com Emilia Ferreiro da
Psicogênese da Língua Escrita, novos elementos para esclarecer o processo vivido
pelo aluno que está aprendendo a ler e a escrever.
Nessa linha de pensamento conhecida como “construtivismo”, para que a
alfabetização tenha sentido é necessário ser um processo interativo, dentro do
contexto da criança, com histórias e com intervenções das próprias crianças, que
podem aglutinar, contrair “engolir” palavras, desde que essas palavras ou histórias
façam algum sentido para elas.
Os “erros” das crianças podem ser trabalhados, eles demonstram uma
construção, e com o tempo vão diminuindo, pois elas começam a se preocupar com
outras (como ortografia), que não se preocupavam antes, pois estavam apenas
descobrindo a escrita.
Magda Soares, no artigo “Letramento e alfabetização: as muitas facetas”, 26ª
Reunião Anual da ANPED. GT Alfabetização, Leitura e Escrita, resume bem a
proposta construtivista: “(….) a perspectiva construtivista trouxe importantes e
diferentes contribuiçõespara a alfabetização: (...) Alterou profundamente a concepção
do processo de construção da representação da língua escrita, pela criança, que
deixa de ser considerada como dependente de estímulos externos para aprender o
sistema de escrita, concepção presente nos métodos de alfabetização até então em
uso, hoje designados tradicionais, e passa a sujeito ativo capaz de progressivamente
(re)construir esse sistemade representação,interagindo com a língua escrita em seus
usos e práticas sociais, isto é, interagindo com material para ler, não com material
artificialmente produzido para aprender a ler; os chamados para a aprendizagem pré-
requisitos da escrita, que caracterizam a criança pronta ou madura para ser
alfabetizada - pressuposto dos métodos tradicionais de alfabetização - são negados
por uma visão interacionista, que rejeita uma ordem hierárquica de habilidades,
afirmando que a aprendizagem se dá por uma progressiva construção do
conhecimento, na relação da criança com o objeto língua escrita; as dificuldades da
criança no processo da construção do sistema de representação que é a língua
escrita - consideradas deficiências ou disfunções, na perspectiva dos métodos
tradicionais - passam a ser vistas como erros construtivos, resultado de constantes
reestruturações.”
Ao contrário do que muitos pensam Emília Ferreiro trouxe valiosas contribuições
para a compreensão da aquisição e desenvolvimento do conhecimento cognitivo na
alfabetização, porém Emília Ferreiro não é um Método de Alfabetização.
(…) a minha contribuição foi encontrar uma explicação segundo a qual, por trás
da mão que pega o lápis, dos olhos que olham, dos ouvidos que escutam há uma
criança que pensa” Emília Ferreiro

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Dinâmicas com os pais

Coordenador pedagógico processos e interações
Coordenador pedagógico processos e interaçõesCoordenador pedagógico processos e interações
Coordenador pedagógico processos e interações
Roberto Costa
 
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
Leocilea Aparecida Vieira
 
Função social da escrita eliane poster
Função social da escrita eliane  posterFunção social da escrita eliane  poster
Função social da escrita eliane poster
Eliane Tramontin Silveira Moleta
 
Agudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce SomavillaAgudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce Somavilla
CursoTICs
 
Ano 2 unidade_8_miolo
Ano 2 unidade_8_mioloAno 2 unidade_8_miolo
Ano 2 unidade_8_miolo
Fabiana Barbom Mendes
 
Becchi , ideias orientadoras para creche
Becchi , ideias orientadoras para crecheBecchi , ideias orientadoras para creche
Becchi , ideias orientadoras para creche
DONIZETE SARAIVA
 
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a DistânciaInteração, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
Luciano Sathler
 
Aprendizagem Integrada
Aprendizagem IntegradaAprendizagem Integrada
Aprendizagem Integrada
Adriana Bruno
 
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
Débora Aquino
 
Estágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisEstágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciais
Rosinara Azeredo
 
Referencial curricular nacional educação infantil vol2
Referencial curricular nacional educação infantil vol2Referencial curricular nacional educação infantil vol2
Referencial curricular nacional educação infantil vol2
pedagogiaveracruz
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx
ana gomes
 
Conflitos e contribuições
Conflitos e contribuiçõesConflitos e contribuições
Conflitos e contribuições
Pe. Teodoro Guapó
 
educacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptxeducacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptx
FabioLeao9
 
Trabalho individual 6 periodo
Trabalho individual 6 periodo Trabalho individual 6 periodo
Trabalho individual 6 periodo
Erica Oliveira
 
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdfContribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
RosiclerValeriaPires1
 
Agudo - Tarlla Fernandes
Agudo - Tarlla FernandesAgudo - Tarlla Fernandes
Agudo - Tarlla Fernandes
CursoTICs
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Elisa Maria Gomide
 
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores. Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
Luciana Raspa Marcelo Lopes
 
Educação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
Educação no século XXI - Desafio de Pais e EducadoresEducação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
Educação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
Luciana Raspa Marcelo Lopes
 

Semelhante a Dinâmicas com os pais (20)

Coordenador pedagógico processos e interações
Coordenador pedagógico processos e interaçõesCoordenador pedagógico processos e interações
Coordenador pedagógico processos e interações
 
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
A construção do conhecimento na educação a distância (ea d) sob a ótica da af...
 
Função social da escrita eliane poster
Função social da escrita eliane  posterFunção social da escrita eliane  poster
Função social da escrita eliane poster
 
Agudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce SomavillaAgudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce Somavilla
 
Ano 2 unidade_8_miolo
Ano 2 unidade_8_mioloAno 2 unidade_8_miolo
Ano 2 unidade_8_miolo
 
Becchi , ideias orientadoras para creche
Becchi , ideias orientadoras para crecheBecchi , ideias orientadoras para creche
Becchi , ideias orientadoras para creche
 
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a DistânciaInteração, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
Interação, empatia e organização – desafios no contexto da Educação a Distância
 
Aprendizagem Integrada
Aprendizagem IntegradaAprendizagem Integrada
Aprendizagem Integrada
 
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
A importância da afetividade e do lúdico no processo de aprendizagem da língu...
 
Estágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisEstágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciais
 
Referencial curricular nacional educação infantil vol2
Referencial curricular nacional educação infantil vol2Referencial curricular nacional educação infantil vol2
Referencial curricular nacional educação infantil vol2
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx
 
Conflitos e contribuições
Conflitos e contribuiçõesConflitos e contribuições
Conflitos e contribuições
 
educacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptxeducacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptx
 
Trabalho individual 6 periodo
Trabalho individual 6 periodo Trabalho individual 6 periodo
Trabalho individual 6 periodo
 
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdfContribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
 
Agudo - Tarlla Fernandes
Agudo - Tarlla FernandesAgudo - Tarlla Fernandes
Agudo - Tarlla Fernandes
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
 
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores. Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
Apresentação Monografia: Educação no século XXI: desafio de pais e educadores.
 
Educação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
Educação no século XXI - Desafio de Pais e EducadoresEducação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
Educação no século XXI - Desafio de Pais e Educadores
 

Mais de Alice Lima

Meu primeiro dia de aula
Meu primeiro dia de aulaMeu primeiro dia de aula
Meu primeiro dia de aula
Alice Lima
 
Textos sobre reunião de pais
Textos sobre reunião de paisTextos sobre reunião de pais
Textos sobre reunião de pais
Alice Lima
 
Direitos e deveres das crianças
Direitos e deveres das criançasDireitos e deveres das crianças
Direitos e deveres das crianças
Alice Lima
 
Por que a Terra é Redonda?
Por que a Terra é Redonda?Por que a Terra é Redonda?
Por que a Terra é Redonda?
Alice Lima
 
Segurança na internet
Segurança na internetSegurança na internet
Segurança na internet
Alice Lima
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
Alice Lima
 
A terra esta doente
A terra esta doenteA terra esta doente
A terra esta doente
Alice Lima
 
A escola
A escolaA escola
A escola
Alice Lima
 
Atividades Alfabeto Pré 2
Atividades Alfabeto Pré 2Atividades Alfabeto Pré 2
Atividades Alfabeto Pré 2
Alice Lima
 
Letrometro
LetrometroLetrometro
Letrometro
Alice Lima
 
Bem vindos no tema Mágico de OZ
Bem vindos no tema Mágico de OZBem vindos no tema Mágico de OZ
Bem vindos no tema Mágico de OZ
Alice Lima
 
Bilhete pipoca com o papai
Bilhete pipoca com o papaiBilhete pipoca com o papai
Bilhete pipoca com o papai
Alice Lima
 
Mala do papai
Mala do papaiMala do papai
Mala do papai
Alice Lima
 
Figuras para Dado do quem sou eu
Figuras para Dado do quem sou euFiguras para Dado do quem sou eu
Figuras para Dado do quem sou eu
Alice Lima
 
Modelo de capa para Portfolio
Modelo de capa para PortfolioModelo de capa para Portfolio
Modelo de capa para Portfolio
Alice Lima
 
Vogais A - E - I
Vogais A - E - IVogais A - E - I
Vogais A - E - I
Alice Lima
 
Números para calendário
Números para calendárioNúmeros para calendário
Números para calendário
Alice Lima
 
Bncc adaptaçao em topicos - 4-5 anos
Bncc  adaptaçao em topicos - 4-5 anosBncc  adaptaçao em topicos - 4-5 anos
Bncc adaptaçao em topicos - 4-5 anos
Alice Lima
 
Base para Chamadinha
Base para ChamadinhaBase para Chamadinha
Base para Chamadinha
Alice Lima
 
Por que somos de cores diferentes
Por que somos de cores diferentesPor que somos de cores diferentes
Por que somos de cores diferentes
Alice Lima
 

Mais de Alice Lima (20)

Meu primeiro dia de aula
Meu primeiro dia de aulaMeu primeiro dia de aula
Meu primeiro dia de aula
 
Textos sobre reunião de pais
Textos sobre reunião de paisTextos sobre reunião de pais
Textos sobre reunião de pais
 
Direitos e deveres das crianças
Direitos e deveres das criançasDireitos e deveres das crianças
Direitos e deveres das crianças
 
Por que a Terra é Redonda?
Por que a Terra é Redonda?Por que a Terra é Redonda?
Por que a Terra é Redonda?
 
Segurança na internet
Segurança na internetSegurança na internet
Segurança na internet
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
A terra esta doente
A terra esta doenteA terra esta doente
A terra esta doente
 
A escola
A escolaA escola
A escola
 
Atividades Alfabeto Pré 2
Atividades Alfabeto Pré 2Atividades Alfabeto Pré 2
Atividades Alfabeto Pré 2
 
Letrometro
LetrometroLetrometro
Letrometro
 
Bem vindos no tema Mágico de OZ
Bem vindos no tema Mágico de OZBem vindos no tema Mágico de OZ
Bem vindos no tema Mágico de OZ
 
Bilhete pipoca com o papai
Bilhete pipoca com o papaiBilhete pipoca com o papai
Bilhete pipoca com o papai
 
Mala do papai
Mala do papaiMala do papai
Mala do papai
 
Figuras para Dado do quem sou eu
Figuras para Dado do quem sou euFiguras para Dado do quem sou eu
Figuras para Dado do quem sou eu
 
Modelo de capa para Portfolio
Modelo de capa para PortfolioModelo de capa para Portfolio
Modelo de capa para Portfolio
 
Vogais A - E - I
Vogais A - E - IVogais A - E - I
Vogais A - E - I
 
Números para calendário
Números para calendárioNúmeros para calendário
Números para calendário
 
Bncc adaptaçao em topicos - 4-5 anos
Bncc  adaptaçao em topicos - 4-5 anosBncc  adaptaçao em topicos - 4-5 anos
Bncc adaptaçao em topicos - 4-5 anos
 
Base para Chamadinha
Base para ChamadinhaBase para Chamadinha
Base para Chamadinha
 
Por que somos de cores diferentes
Por que somos de cores diferentesPor que somos de cores diferentes
Por que somos de cores diferentes
 

Último

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Dinâmicas com os pais

  • 1. SEQUÊNCIA DINÂMICA COM PAIS PRE ll 2015 1º Slide ‫العالم‬ ‫كأس‬ 94 ‫العالم‬ ‫كأس‬ ‫ف‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ . 94 . ‫ال‬ ‫النتيجة‬ .‫الترجيح‬ ‫ركالت‬ ‫في‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ ‫نهائية‬ 3 - 2 . ‫بعد‬ 24 ‫وصلت‬ ،‫الصيام‬ ‫من‬ ‫عاما‬ ‫الدف‬ ‫بخال‬ ،‫تافاريل‬ ‫خبرة‬ ‫مع‬ ‫ايطاليا‬ ‫على‬ ‫تترا‬ ‫البرازيل‬ ‫حظا‬ ،‫اع‬ .‫للباجيو‬ ‫السيئ‬ ‫والهدف‬ ‫تكريس‬ ‫دونغا‬ ‫وكان‬ ،‫زاغالو‬ ‫من‬ 2º Slide ‫العالم‬ ‫كأس‬ 94 ‫العالم‬ ‫كأس‬ ‫ف‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫الوحيد‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ . 94 . ‫الو‬ ‫أمريكا‬ ‫كأس‬ ‫كان‬ .‫وإيطاليا‬ ‫البرازيل‬ ‫ال‬ ‫النتيجة‬ .‫الترجيح‬ ‫ركالت‬ ‫في‬ ‫يتقرر‬ ‫الذي‬ ‫حيد‬ ‫نهائية‬ 3 - 2 . ‫بعد‬ 24 ‫الدف‬ ‫بخال‬ ،‫تافاريل‬ ‫خبرة‬ ‫مع‬ ‫ايطاليا‬ ‫على‬ ‫تترا‬ ‫البرازيل‬ ‫وصلت‬ ،‫الصيام‬ ‫من‬ ‫عاما‬ ‫حظا‬ ،‫اع‬ .‫للباجيو‬ ‫السيئ‬ ‫والهدف‬ ‫تكريس‬ ‫دونغا‬ ‫وكان‬ ،‫زاغالو‬ ‫من‬
  • 2. 3º Slide Copa do Mundo de 1994 nos EUA Brasil x Itália A Copa dos Estados Unidos foi a única a ser decidida na cobrança de pênaltis. Resultado Final 3 x 2. Após 24 anos de jejum, o Brasil chegou ao tetra sobre a Itália com a experiência de Taffarel, a defesa menos vazada, a sorte de Zagallo, a consagração da era Dunga e a má pontaria de Baggio.
  • 3. MAIS MATERIAL PARA ESTUDO SOBRE O TEMA Aprender a ler e escrever põe em jogo duas atividades cognitivas: a identificação dos signos que compõem a linguagem escrita (esta atividade pressupõe que o leitor faça a correspondência entre grafemas e fonemas) e a compreensão do significado da linguagem escrita (o que pressupõe um ato de interpretação por parte do leitor). COMO ALGUÉM APRENDE A LER E ESCREVER? EMÍLIA FERREIRO, a psicolinguística argentina, estudando os mecanismos pelos quais as crianças aprendem a ler e escrever, ao invés de perguntar como se ensina a ler e escrever, perguntou como alguém aprende a ler e escrever independente do ensino. A partir daí desenvolveuteorias que deixam de fundamentar- se em concepções mecanicistas/interacionistas, fundamentando-se em Vygotsky e Piaget. O que isso significa? Significa que o processo de ensinar se desloca para o ato de aprender, por meio da construção do conhecimento que será realizado pelo educando, que se torna agente de sua aprendizagem. Os conceitos que os professores trabalham separadamente, de acordo com Ferreiro, como imaturidade, prontidão, habilidades motoras e perceptuais deixam de ter sentido isoladamente. Os aspectos motores,cognitivos e afetivos são importantes, na medida que tratados no contexto da realidade sócio-cultural dos alunos. “Hoje a perspectiva construtivista considera a interação de todos eles, numa visão política, integral, para explicar a aprendizagem” diz Ferreiro. Os níveis diferentes em que normalmente os alunos se encontram e vão se desenvolvendo durante o processo de alfabetização, e a interação entre eles, é muito importante para o desenvolvimento do processo. Esta análise do desenvolvimento cognitivo do aluno é conhecido por “Nível da Psicogênese”. Ana Teberosky é uma das criadoras junto com Emilia Ferreiro da Psicogênese da Língua Escrita, novos elementos para esclarecer o processo vivido pelo aluno que está aprendendo a ler e a escrever. Nessa linha de pensamento conhecida como “construtivismo”, para que a alfabetização tenha sentido é necessário ser um processo interativo, dentro do contexto da criança, com histórias e com intervenções das próprias crianças, que podem aglutinar, contrair “engolir” palavras, desde que essas palavras ou histórias façam algum sentido para elas. Os “erros” das crianças podem ser trabalhados, eles demonstram uma construção, e com o tempo vão diminuindo, pois elas começam a se preocupar com outras (como ortografia), que não se preocupavam antes, pois estavam apenas descobrindo a escrita.
  • 4. Magda Soares, no artigo “Letramento e alfabetização: as muitas facetas”, 26ª Reunião Anual da ANPED. GT Alfabetização, Leitura e Escrita, resume bem a proposta construtivista: “(….) a perspectiva construtivista trouxe importantes e diferentes contribuiçõespara a alfabetização: (...) Alterou profundamente a concepção do processo de construção da representação da língua escrita, pela criança, que deixa de ser considerada como dependente de estímulos externos para aprender o sistema de escrita, concepção presente nos métodos de alfabetização até então em uso, hoje designados tradicionais, e passa a sujeito ativo capaz de progressivamente (re)construir esse sistemade representação,interagindo com a língua escrita em seus usos e práticas sociais, isto é, interagindo com material para ler, não com material artificialmente produzido para aprender a ler; os chamados para a aprendizagem pré- requisitos da escrita, que caracterizam a criança pronta ou madura para ser alfabetizada - pressuposto dos métodos tradicionais de alfabetização - são negados por uma visão interacionista, que rejeita uma ordem hierárquica de habilidades, afirmando que a aprendizagem se dá por uma progressiva construção do conhecimento, na relação da criança com o objeto língua escrita; as dificuldades da criança no processo da construção do sistema de representação que é a língua escrita - consideradas deficiências ou disfunções, na perspectiva dos métodos tradicionais - passam a ser vistas como erros construtivos, resultado de constantes reestruturações.” Ao contrário do que muitos pensam Emília Ferreiro trouxe valiosas contribuições para a compreensão da aquisição e desenvolvimento do conhecimento cognitivo na alfabetização, porém Emília Ferreiro não é um Método de Alfabetização. (…) a minha contribuição foi encontrar uma explicação segundo a qual, por trás da mão que pega o lápis, dos olhos que olham, dos ouvidos que escutam há uma criança que pensa” Emília Ferreiro