SlideShare uma empresa Scribd logo
CAFÉ & Redes Sociais Virtuais

Sérgio Parreiras Pereira
IA IS
         OC
      S S
   D E
R E
•Redes Sociais        são formas de representação dos
relacionamentos    pessoais   ou   profissionais entre
agrupamentos que possuem interesses mútuos e valores a
serem compartilhados.
•São compostas por indivíduos que possuem identidades ou
necessidades semelhantes.
•Estão instaladas principalmente na Internet devido ao fato
desta possibilitar o compartilhamento de conteúdos e do
surgimento de novas ferramentas (WEB 2.0) em busca de
algo em comum.
a
                                                    ocê e use
                        :                  e com v
              recente e informação, guard
    ssado máximo d
Pa                                                       !”
         igao                                 g ue deter
- “Cons                            você conse
 seu favor”.              formação
               uanto de in
 - “Vo cê é o q
a
                                                            oc ê e use
                              :                    e com v
               o recente e informação, guard
Passada o máximo d                                               !”
            ig                                        g ue deter
- “Cons                                   vo cê conse
 seu fav   or”.                 formação
                    ua nto de in
 - “Vo  cê é o q
                                                             lam  de forma
                                                  ento circu
                                          onhecim
  H  oje:                   rm ação e o
                                        c
                   et a info         lógica....
                                                                   tilha”.
               ern
   Com Int               verte-se
                                   a
   vira l...      ---  In
                                                que c  ompar
                        “Você é o
Café & Redes Sociais
A INTERAÇÃO
A INTERAÇÃO
A REDE
Aplicativos
Textos, Artigos e Notícias
Vídeos
Apresentações
Fotos, Imagens e Gráficos
Vi si ta s
5 00. 0 00
Estudos de Caso
Tema 1




Glifosato: Vilão ou Parceiro ?
Glifosato: vilão ou parceiro ?
Glifosato: vilão ou parceiro ?
Tema 2




Frustração de floradas
Frustração de floradas
Frustração de floradas

                                    Produtores, agrônomos,
                                    fisiologistas, consultores,
                                    extensionistas,
                                    jornalistas, curiosos




Sul de Minas, Cerrado Mineiro,
Zona da Mata, Jequitinhonha,
Mogiana, Oeste da Bahia, Espírito
Santo
Frustração de floradas
Frustração de floradas
Tema 3




Café X Cana
Tema 4




CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR
O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
Tema 5




Anvisa recomenda o banimento do ENSOSULFAM
a
                                                                        tiliza
                                                                que u tários
                                                     pro dução       volun
                                                  e             e                o
                                       m od elo d oletivos              o  nteúd
                                 um                 c            criar c
                       g é               m  entos problemas,
         wds ourcin s conheci solver                                         barata
                                                                                    :
                                            e
O cro cia e o rnet para r .                                            ra
                                                                de-ob ara criar
     ligên             i nt e              gias            mão-          p
inte        os   pel a            te cnolo       g ar da s ociosos quisa e
      alhad lver novas                     vo lu omento            r a pe
                                                                           s
 e sp         o                     o “ no eus m               pa
 ou d   esenv urcing é                    o  s           esm o
           w d so             i a  usand s e até m                             para
                                                                                      a
  O cro no dia-a-d problema                                       rramen
                                                                            ta
         soas resolver                                     nte fe
   pes       o ,                                 e   cresce
    co  nteúd imento”.                      nova
            volv                  é uma
    desen dsourcing
             w
      O cro o.
              ã
       inovaç
TWITTER
Feira Virtual
Publicação Colaborativa
Publicação Colaborativa




      Inovação
PEABIRUS
 16900

                             11
     Cafés do Brasil       autores
           2500




                  Manejo
                   950




                   108
VI Simpósio dos Cafés do Brasil
            ao VIVO
Reflexões
Se você tem uma maçã e eu tenho uma maça e trocamos,
cada um de nós continuará tendo uma maçã.
Se você tem uma idéia e eu tenho uma idéia e trocamos estas
idéias, então cada um de nos terá duas idéias.
                                     George Bernard Shaw



A mídia em massa oferece conteúdo.
A inteligência coletiva cria novo conteúdo.
                                        Rodrigo Mesquita
• Redes Sociais são capazes de reduzir a barreira à inovação.
• A construção dos conteúdos e do conhecimento ocorrem de
forma coletiva e participativa.
• É um processo contínuo de construção de conhecimento.
• Os canais de comunicação são desobstruído.
• A Internet e as Redes possibilitam a quebra de barreiras,
geográficas, temporais, financeiras e culturais.
• É a democratização da edição e da difusão do conhecimento.
oa
                                          c om
                                 as sim
                                ia             nco
                             rqu ia.        Fra
                        i era rac        de
                     a h utoc      gusto
                  ra
                pa a a a        Au
            tão par
          es tá
      des ia es
A s re crac
 de mo
Quase 600 mil visitas
Quase 600 mil visitas
Considerações
As informações (Idôneas e de qualidade) sobre temas
relevantes ao setor cafeeiro chegam a um número
exponencial de usuários, tornando o MANEJO da
LAVOURA CAFEEIRA forte ferramenta de articulação
entre os agentes do agronegócio café e de integração
de informações entre as regiões produtoras.
Os temas debatidos ganham destaque na mídia
nacional e contribuem para difusão do conhecimento
através da construção coletiva, objetivo maior da
comunidade.
se
                               liare erão
                            mi od
                          Fa
                      re s d o s p
                 ulto laria
             feic ssa
          Ca s A
     m o o re              RN ET?
 Co ad             r IN
                        TE
    ba lh      ssa
Tra        ace
Projetos
Articulação Virtual do Café



          Articulação
            Virtual
           Do Café
Articulação
  Virtual
 Do Café
Articulação
  Virtual
 Do Café
IAS – CAFÉ
Índice de Adequação à Sustentabilidade
IAS – CAFÉ
         Índice de Adequação à Sustentabilidade


•Desenvolvimento e validação de um Índice de Adequação à
Sustentabilidade para propriedades cafeeiras no Brasil.

•Será um instrumento de auto-avaliação para aqueles que
pretendem se inserir na produção e no mercado de cafés
sustentáveis, além de tornar possível a análise comparativa
da sustentabilidade de diferentes sistemas de produção ou
programas de certificação.

•Propõe-se a elaboração de um software livre que facilite a
utilização da ferramenta no campo.
Fazenda WEB 2.0
14 - 16 de outubro de 2009
Considerações Finais
sergiopereira@iac.sp.gov.br
       @pereiracafes

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Comunidade MANEJO

Simposio Pocos Sergio
Simposio Pocos SergioSimposio Pocos Sergio
Simposio Pocos Sergio
Sergio Pereira
 
O desafio da implementação | encontros com o nexo
O desafio da implementação | encontros com o nexoO desafio da implementação | encontros com o nexo
O desafio da implementação | encontros com o nexo
Nexial
 
Historias do povo cigano sugestoes para profs
Historias do povo cigano   sugestoes para profsHistorias do povo cigano   sugestoes para profs
Historias do povo cigano sugestoes para profs
maladigitalmourao
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
Miriusca
 
Proc%205
Proc%205Proc%205
A Web Como Mídia Para A Terceira Idade
A Web Como Mídia Para A Terceira IdadeA Web Como Mídia Para A Terceira Idade
A Web Como Mídia Para A Terceira Idade
Camila Casarotto
 
Midias Sociais: Oportunidades de Negócios
Midias Sociais: Oportunidades de NegóciosMidias Sociais: Oportunidades de Negócios
Midias Sociais: Oportunidades de Negócios
Paulo Addair
 
Dois cerebros
Dois cerebrosDois cerebros
Dois cerebros
LuizfmRamos
 
Manipulação mediática
Manipulação mediáticaManipulação mediática
Manipulação mediática
Pedro Quartin Graça
 
Relatório de Pesquisa
Relatório de PesquisaRelatório de Pesquisa
Relatório de Pesquisa
Camila Casarotto
 
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson AshtoffenAula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
Rob Ashtoffen
 
Oficina 1: CBC de Ciências e Matemática
Oficina 1: CBC de Ciências e MatemáticaOficina 1: CBC de Ciências e Matemática
Oficina 1: CBC de Ciências e Matemática
Laís Rios
 
O que 2014 nos ensinou
O que 2014 nos ensinouO que 2014 nos ensinou
O que 2014 nos ensinou
Mkt Virtual
 
Jornal anpqv v_final_baixa
Jornal anpqv v_final_baixaJornal anpqv v_final_baixa
Jornal anpqv v_final_baixa
RosalinaBrito
 
Folha de SP
Folha de SPFolha de SP
Folha de SP
ProjetoCRP
 
Friday april20 f
Friday april20 fFriday april20 f
Friday april20 f
FALE - UFMG
 
Revista Consciência Ampla ed.5
Revista Consciência Ampla ed.5Revista Consciência Ampla ed.5
Revista Consciência Ampla ed.5
Guilherme Monteiro
 
Revista Consciencia Ampla nº5
Revista Consciencia Ampla nº5Revista Consciencia Ampla nº5
Revista Consciencia Ampla nº5
Ampla Energia S.A.
 
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
ESPMinovadoresdigitais
 
Mec
MecMec

Semelhante a Comunidade MANEJO (20)

Simposio Pocos Sergio
Simposio Pocos SergioSimposio Pocos Sergio
Simposio Pocos Sergio
 
O desafio da implementação | encontros com o nexo
O desafio da implementação | encontros com o nexoO desafio da implementação | encontros com o nexo
O desafio da implementação | encontros com o nexo
 
Historias do povo cigano sugestoes para profs
Historias do povo cigano   sugestoes para profsHistorias do povo cigano   sugestoes para profs
Historias do povo cigano sugestoes para profs
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
 
Proc%205
Proc%205Proc%205
Proc%205
 
A Web Como Mídia Para A Terceira Idade
A Web Como Mídia Para A Terceira IdadeA Web Como Mídia Para A Terceira Idade
A Web Como Mídia Para A Terceira Idade
 
Midias Sociais: Oportunidades de Negócios
Midias Sociais: Oportunidades de NegóciosMidias Sociais: Oportunidades de Negócios
Midias Sociais: Oportunidades de Negócios
 
Dois cerebros
Dois cerebrosDois cerebros
Dois cerebros
 
Manipulação mediática
Manipulação mediáticaManipulação mediática
Manipulação mediática
 
Relatório de Pesquisa
Relatório de PesquisaRelatório de Pesquisa
Relatório de Pesquisa
 
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson AshtoffenAula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
Aula de Ontologias Digitais - A Informação e o Ser Robson Ashtoffen
 
Oficina 1: CBC de Ciências e Matemática
Oficina 1: CBC de Ciências e MatemáticaOficina 1: CBC de Ciências e Matemática
Oficina 1: CBC de Ciências e Matemática
 
O que 2014 nos ensinou
O que 2014 nos ensinouO que 2014 nos ensinou
O que 2014 nos ensinou
 
Jornal anpqv v_final_baixa
Jornal anpqv v_final_baixaJornal anpqv v_final_baixa
Jornal anpqv v_final_baixa
 
Folha de SP
Folha de SPFolha de SP
Folha de SP
 
Friday april20 f
Friday april20 fFriday april20 f
Friday april20 f
 
Revista Consciência Ampla ed.5
Revista Consciência Ampla ed.5Revista Consciência Ampla ed.5
Revista Consciência Ampla ed.5
 
Revista Consciencia Ampla nº5
Revista Consciencia Ampla nº5Revista Consciencia Ampla nº5
Revista Consciencia Ampla nº5
 
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
Gil Giardelli Www Versus Wwd A Web 3
 
Mec
MecMec
Mec
 

Mais de Sergio Pereira

ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
Sergio Pereira
 
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_201717 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
Sergio Pereira
 
Governo deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdfGoverno deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdf
Sergio Pereira
 
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_caféCarta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
Sergio Pereira
 
Conilon estressado
Conilon estressadoConilon estressado
Conilon estressado
Sergio Pereira
 
Agenda e ficha concurso 2016
Agenda  e ficha   concurso 2016Agenda  e ficha   concurso 2016
Agenda e ficha concurso 2016
Sergio Pereira
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
Sergio Pereira
 
CNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDECNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDE
Sergio Pereira
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
Sergio Pereira
 
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
Sergio Pereira
 
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Sergio Pereira
 
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
Sergio Pereira
 
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Sergio Pereira
 
Job post agrônomo
Job post   agrônomoJob post   agrônomo
Job post agrônomo
Sergio Pereira
 
O Levante da catação
O Levante da cataçãoO Levante da catação
O Levante da catação
Sergio Pereira
 
Conab 2001
Conab 2001Conab 2001
Conab 2001
Sergio Pereira
 
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_215 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
Sergio Pereira
 
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 Brasil poderá importar café arábica Peruano Brasil poderá importar café arábica Peruano
Brasil poderá importar café arábica Peruano
Sergio Pereira
 
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Sergio Pereira
 
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minasVencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Sergio Pereira
 

Mais de Sergio Pereira (20)

ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
 
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_201717 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
 
Governo deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdfGoverno deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdf
 
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_caféCarta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
 
Conilon estressado
Conilon estressadoConilon estressado
Conilon estressado
 
Agenda e ficha concurso 2016
Agenda  e ficha   concurso 2016Agenda  e ficha   concurso 2016
Agenda e ficha concurso 2016
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
 
CNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDECNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDE
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
 
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
 
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
 
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
 
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
 
Job post agrônomo
Job post   agrônomoJob post   agrônomo
Job post agrônomo
 
O Levante da catação
O Levante da cataçãoO Levante da catação
O Levante da catação
 
Conab 2001
Conab 2001Conab 2001
Conab 2001
 
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_215 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
 
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 Brasil poderá importar café arábica Peruano Brasil poderá importar café arábica Peruano
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
 
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minasVencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
 

Último

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 

Último (7)

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 

Comunidade MANEJO

  • 1.
  • 2.
  • 3. CAFÉ & Redes Sociais Virtuais Sérgio Parreiras Pereira
  • 4. IA IS OC S S D E R E
  • 5. •Redes Sociais são formas de representação dos relacionamentos pessoais ou profissionais entre agrupamentos que possuem interesses mútuos e valores a serem compartilhados. •São compostas por indivíduos que possuem identidades ou necessidades semelhantes. •Estão instaladas principalmente na Internet devido ao fato desta possibilitar o compartilhamento de conteúdos e do surgimento de novas ferramentas (WEB 2.0) em busca de algo em comum.
  • 6.
  • 7.
  • 8. a ocê e use : e com v recente e informação, guard ssado máximo d Pa !” igao g ue deter - “Cons você conse seu favor”. formação uanto de in - “Vo cê é o q
  • 9. a oc ê e use : e com v o recente e informação, guard Passada o máximo d !” ig g ue deter - “Cons vo cê conse seu fav or”. formação ua nto de in - “Vo cê é o q lam de forma ento circu onhecim H oje: rm ação e o c et a info lógica.... tilha”. ern Com Int verte-se a vira l... --- In que c ompar “Você é o
  • 10.
  • 11. Café & Redes Sociais
  • 12.
  • 13.
  • 17.
  • 18.
  • 20. Textos, Artigos e Notícias
  • 23. Fotos, Imagens e Gráficos
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. Vi si ta s 5 00. 0 00
  • 30. Tema 1 Glifosato: Vilão ou Parceiro ?
  • 31. Glifosato: vilão ou parceiro ?
  • 32. Glifosato: vilão ou parceiro ?
  • 35. Frustração de floradas Produtores, agrônomos, fisiologistas, consultores, extensionistas, jornalistas, curiosos Sul de Minas, Cerrado Mineiro, Zona da Mata, Jequitinhonha, Mogiana, Oeste da Bahia, Espírito Santo
  • 39.
  • 40.
  • 41. Tema 4 CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 42. CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 43. CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 44. CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 45. CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 46. CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDA PODE FECHAR O MERCADO JAPONÊS AOS CAFÉS DO BRASIL
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53. Tema 5 Anvisa recomenda o banimento do ENSOSULFAM
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60.
  • 61.
  • 62. a tiliza que u tários pro dução volun e e o m od elo d oletivos o nteúd um c criar c g é m entos problemas, wds ourcin s conheci solver barata : e O cro cia e o rnet para r . ra de-ob ara criar ligên i nt e gias mão- p inte os pel a te cnolo g ar da s ociosos quisa e alhad lver novas vo lu omento r a pe s e sp o o “ no eus m pa ou d esenv urcing é o s esm o w d so i a usand s e até m para a O cro no dia-a-d problema rramen ta soas resolver nte fe pes o , e cresce co nteúd imento”. nova volv é uma desen dsourcing w O cro o. ã inovaç
  • 63.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 69.
  • 70.
  • 72.
  • 73.
  • 76. PEABIRUS 16900 11 Cafés do Brasil autores 2500 Manejo 950 108
  • 77.
  • 78.
  • 79. VI Simpósio dos Cafés do Brasil ao VIVO
  • 80.
  • 81.
  • 82.
  • 83.
  • 84.
  • 85.
  • 86.
  • 87.
  • 88.
  • 89.
  • 90.
  • 92. Se você tem uma maçã e eu tenho uma maça e trocamos, cada um de nós continuará tendo uma maçã. Se você tem uma idéia e eu tenho uma idéia e trocamos estas idéias, então cada um de nos terá duas idéias. George Bernard Shaw A mídia em massa oferece conteúdo. A inteligência coletiva cria novo conteúdo. Rodrigo Mesquita
  • 93. • Redes Sociais são capazes de reduzir a barreira à inovação. • A construção dos conteúdos e do conhecimento ocorrem de forma coletiva e participativa. • É um processo contínuo de construção de conhecimento. • Os canais de comunicação são desobstruído. • A Internet e as Redes possibilitam a quebra de barreiras, geográficas, temporais, financeiras e culturais. • É a democratização da edição e da difusão do conhecimento.
  • 94. oa c om as sim ia nco rqu ia. Fra i era rac de a h utoc gusto ra pa a a a Au tão par es tá des ia es A s re crac de mo
  • 95.
  • 96. Quase 600 mil visitas
  • 97. Quase 600 mil visitas
  • 98. Considerações As informações (Idôneas e de qualidade) sobre temas relevantes ao setor cafeeiro chegam a um número exponencial de usuários, tornando o MANEJO da LAVOURA CAFEEIRA forte ferramenta de articulação entre os agentes do agronegócio café e de integração de informações entre as regiões produtoras. Os temas debatidos ganham destaque na mídia nacional e contribuem para difusão do conhecimento através da construção coletiva, objetivo maior da comunidade.
  • 99. se liare erão mi od Fa re s d o s p ulto laria feic ssa Ca s A m o o re RN ET? Co ad r IN TE ba lh ssa Tra ace
  • 100.
  • 101.
  • 102.
  • 104. Articulação Virtual do Café Articulação Virtual Do Café
  • 107. IAS – CAFÉ Índice de Adequação à Sustentabilidade
  • 108. IAS – CAFÉ Índice de Adequação à Sustentabilidade •Desenvolvimento e validação de um Índice de Adequação à Sustentabilidade para propriedades cafeeiras no Brasil. •Será um instrumento de auto-avaliação para aqueles que pretendem se inserir na produção e no mercado de cafés sustentáveis, além de tornar possível a análise comparativa da sustentabilidade de diferentes sistemas de produção ou programas de certificação. •Propõe-se a elaboração de um software livre que facilite a utilização da ferramenta no campo.
  • 109.
  • 110.
  • 112.
  • 113.
  • 114.
  • 115.
  • 116.
  • 117. 14 - 16 de outubro de 2009
  • 119. sergiopereira@iac.sp.gov.br @pereiracafes