SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Casamento Com a Lei



Romanos 7:1-6

1 - Ou ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre
o homem por todo o tempo que ele vive?

2 - Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas,
se ele morrer, ela está livre da lei do marido.

3 - De sorte que, enquanto viver o marido, será chamada adúltera, se for de outro
homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de
outro marido.

4 - Assim também vós, meus irmãos, fostes mortos quanto à lei mediante o corpo de
Cristo, para pertencerdes a outro, àquele que ressurgiu dentre os mortos a fim de que
demos fruto para Deus.

5 - Pois, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, suscitadas pela lei,
operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.

6 - Mas agora fomos libertos da lei, havendo morrido para aquilo em que estávamos
retidos, para servirmos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.



Sintetizando

       O Apostolo Paulo, fez uma menção do relacionamento com a Lei (Antigo
Testamento), a qual estávamos casados (Feito uma aliança), e tínhamos a obrigação de
andarmos em fidelidade a ela. Embora a mesma não desse condição de cumpri-la.
Caso alguém fosse infiel conjugalmente, era morto por apedrejamento.

        Entretanto a Lei narrava que caso morresse um dos cônjuges, o outro estaria
livre para contrair novas núpcias.

      Mas no Novo Testamento encontramos como a coroa da Lei, isso porque Ele
cumpriu todo o que está escrito no Velho Testamento.


Romanos 13:10
O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei.

João 3:16
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que
todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

        Sendo Jesus a lei, Ele absorveu todas as nossas culpas e iniqüidades, conforme
o Livro do profeta Isaias:
Isaias 53:1-9
1 - Quem deu crédito à nossa pregação? e a quem se manifestou o braço do Senhor?
2 - Pois foi crescendo como renovo perante ele, e como raiz que sai duma terra seca;
não tinha formosura nem beleza; e quando olhávamos para ele, nenhuma beleza
víamos, para que o desejássemos.
3 - Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos
sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e
não fizemos dele caso algum.
4 - Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as
nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
5 - Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das
nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas
pisaduras fomos sarados.
6 - Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu
caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós.
7 - Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao
matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não
abriu a boca.
8 - Pela opressão e pelo juízo foi arrebatado; e quem dentre os da sua geração
considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido por causa da
transgressão do meu povo?
9 - E deram-lhe a sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte, embora nunca
tivesse cometido injustiça, nem houvesse engano na sua boca.

        Embora Jesus nunca tenha praticado nenhum pecado, Ele ocupou o nosso lugar
na cruz para que a nossa sentença fosse cumprida, restando para os crentes apenas a
fidelidade diante de Deus.

        Quanto o decálogo (Lei dos dez mandamentos), foi entregue aos antigos,
nenhum deles consegui passar. Mas quando Jesus cumpriu todas as ordenanças o céu
ficou livre para aqueles que verdadeiramente amam a Cristo e andam e novidade de
vida.

Êxodo 20:1 a 17

1 - Então falou Deus todas estas palavras, dizendo:
2 - Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
3 - Não terás outros deuses diante de mim.
4 - Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu,
nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
5 - Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou
Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração
daqueles que me odeiam.
6 - E uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus
mandamentos.
7 - Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por
inocente aquele que tomar o seu nome em vão.
8 - Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
9 - Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho;
10 - Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho
algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o
teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas.
11 - Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao
sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou.
12 - Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o
Senhor teu Deus te dá.
13 - Não matarás.
14 - Não adulterarás.
15 - Não furtarás.
16 - Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
17 - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem
o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do
teu próximo.


       A Lei era apenas o preceptor para vinda de Cristo. Tudo se resumia a apenas
uma punição; Morte de Cruz. Hoje espiritualmente nos podemos nos casar com Jesus
Cristo e vencer a pecaminosidade que permeava em nosso corpo, motivo pelo qual
nenhum homem cumpriu a lei. Conquanto que Jesus Cristo foi o único.


         As religiões estão por esse mundo a fora prefigurada na lei dos sacrifícios sem
fim, especialmente a religião oficial do Brasil, que é comparada com um termômetro
clinico.
    • Um termômetro pode registrar a febre. Mas não a cura.
    • Um sismógrafo pode registrar um terremoto. Entretanto não pode evitá-lo.

         Assim acontece na religião oficial do Brasil, que pode mostrar o pecado, mas
não tem como justificá-lo. Porém aos que aceitam a Jesus como único salvador da sua
alma, Ele pode registrar o pecado e conseqüentemente justificar através do seu
sacrifício propiciatório.
         Para todos os infiéis o Senhor da sempre uma nova oportunidade, salientando
que essa oportunidade acontece em vida, e nunca depois da morte.

Hebreus 9:27
27 - E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo.
28 - Assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos,
aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.

       Finalizando a nossa pequena meditação, chama a sua atenção no Livro de
Apocalipse, quando o Senhor faz menção de um grande evento que acontecerá na
eternidade.
Apocalipse 22:17
E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e
quem quiser, receba de graça a água da vida.

Jesus te ama.


Presbítero Robson Colaço de Lucena




Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com

Faça donwloard de Pregação e Musicas em mp3 no site: http://missaomp3.googlepages.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Liçao 6 A LEI, A CARNE E O ESPÍRITO
Liçao 6  A LEI, A CARNE E O ESPÍRITOLiçao 6  A LEI, A CARNE E O ESPÍRITO
Liçao 6 A LEI, A CARNE E O ESPÍRITOEv.Antonio Vieira
 
Declaração de Amor
Declaração de AmorDeclaração de Amor
Declaração de Amorlucena
 
Espelho
EspelhoEspelho
Espelholucena
 
Lição 4 volta de cristo
Lição 4 volta de cristoLição 4 volta de cristo
Lição 4 volta de cristoTayson1994
 
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014Gerson G. Ramos
 
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano CJosé Lima
 
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!Jorge Henrique R de Araujo
 
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano AJosé Lima
 
E Não Haverá Mais Dor
E Não Haverá Mais DorE Não Haverá Mais Dor
E Não Haverá Mais DorIBMemorialJC
 
Como Saciar a Sede Espiritual?
Como Saciar a Sede Espiritual?Como Saciar a Sede Espiritual?
Como Saciar a Sede Espiritual?IBMemorialJC
 
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de Lucena
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de LucenaA Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de Lucena
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de LucenaPastor Robson Colaço
 

Mais procurados (20)

Liçao 6 A LEI, A CARNE E O ESPÍRITO
Liçao 6  A LEI, A CARNE E O ESPÍRITOLiçao 6  A LEI, A CARNE E O ESPÍRITO
Liçao 6 A LEI, A CARNE E O ESPÍRITO
 
Declaração de Amor
Declaração de AmorDeclaração de Amor
Declaração de Amor
 
Espelho
EspelhoEspelho
Espelho
 
Os 10 mandamentos
Os 10 mandamentosOs 10 mandamentos
Os 10 mandamentos
 
Romanos 4
Romanos 4Romanos 4
Romanos 4
 
Lição 4 volta de cristo
Lição 4 volta de cristoLição 4 volta de cristo
Lição 4 volta de cristo
 
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014
Cristo e a lei no Sermão da Montanha_Respostas_422014
 
Adultério conjugal
Adultério conjugalAdultério conjugal
Adultério conjugal
 
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 17° Domingo Tempo Comum - Ano C
 
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!
Mostrar a situação real do pecador diante de Deus!
 
Protegendo a sua Casa das Doenças Emocionais
Protegendo a sua Casa das Doenças EmocionaisProtegendo a sua Casa das Doenças Emocionais
Protegendo a sua Casa das Doenças Emocionais
 
A portacerta
A portacertaA portacerta
A portacerta
 
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 32º Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pai Nosso
 
E Não Haverá Mais Dor
E Não Haverá Mais DorE Não Haverá Mais Dor
E Não Haverá Mais Dor
 
Como Saciar a Sede Espiritual?
Como Saciar a Sede Espiritual?Como Saciar a Sede Espiritual?
Como Saciar a Sede Espiritual?
 
Declaração de amor
Declaração de amorDeclaração de amor
Declaração de amor
 
O que eu faço
O que eu façoO que eu faço
O que eu faço
 
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de Lucena
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de LucenaA Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de Lucena
A Oração que Deus Não Atende - Pastor Robson Colaço de Lucena
 
O Ceu é Melhor
O Ceu é MelhorO Ceu é Melhor
O Ceu é Melhor
 

Destaque

QUE ES...?
QUE ES...?QUE ES...?
QUE ES...?lulaa
 
Cv Viajes Barceló Managing Directors
Cv Viajes Barceló Managing DirectorsCv Viajes Barceló Managing Directors
Cv Viajes Barceló Managing Directorsguest4db46a
 
Benzine Prijs Oorlog
Benzine Prijs OorlogBenzine Prijs Oorlog
Benzine Prijs Oorlogpellynl
 
Bagaço
BagaçoBagaço
Bagaçolucena
 
Cabala
CabalaCabala
Cabalalucena
 
Causa e Efeito
Causa e EfeitoCausa e Efeito
Causa e Efeitolucena
 
benzine prijs oorlog
benzine prijs oorlogbenzine prijs oorlog
benzine prijs oorlogguestb25f7c
 
Universidad Abierta Interamericana Elitha
Universidad Abierta Interamericana ElithaUniversidad Abierta Interamericana Elitha
Universidad Abierta Interamericana Elithaelianagarbelino
 
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Finde
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este FindeAsesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Finde
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Findeguestf091e7
 
Censura
CensuraCensura
Censuralucena
 
Amor Incondicional
Amor IncondicionalAmor Incondicional
Amor Incondicionallucena
 
Felicidades Pilariko
Felicidades PilarikoFelicidades Pilariko
Felicidades Pilarikoguest4e609d
 

Destaque (20)

Diezpreguntas
DiezpreguntasDiezpreguntas
Diezpreguntas
 
slide
slideslide
slide
 
QUE ES...?
QUE ES...?QUE ES...?
QUE ES...?
 
Cv Viajes Barceló Managing Directors
Cv Viajes Barceló Managing DirectorsCv Viajes Barceló Managing Directors
Cv Viajes Barceló Managing Directors
 
Benzine Prijs Oorlog
Benzine Prijs OorlogBenzine Prijs Oorlog
Benzine Prijs Oorlog
 
Estructura Cbu 2003
Estructura Cbu 2003Estructura Cbu 2003
Estructura Cbu 2003
 
Ataque al corazon
Ataque al corazonAtaque al corazon
Ataque al corazon
 
Bagaço
BagaçoBagaço
Bagaço
 
Estadística II (II Bimestre)
Estadística II (II Bimestre)Estadística II (II Bimestre)
Estadística II (II Bimestre)
 
SIG - NFR Framework
SIG - NFR FrameworkSIG - NFR Framework
SIG - NFR Framework
 
Ppt0000001
Ppt0000001Ppt0000001
Ppt0000001
 
Cabala
CabalaCabala
Cabala
 
Causa e Efeito
Causa e EfeitoCausa e Efeito
Causa e Efeito
 
benzine prijs oorlog
benzine prijs oorlogbenzine prijs oorlog
benzine prijs oorlog
 
Numbers
NumbersNumbers
Numbers
 
Universidad Abierta Interamericana Elitha
Universidad Abierta Interamericana ElithaUniversidad Abierta Interamericana Elitha
Universidad Abierta Interamericana Elitha
 
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Finde
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este FindeAsesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Finde
Asesores Ejecutivos De Adonde Vamos Este Finde
 
Censura
CensuraCensura
Censura
 
Amor Incondicional
Amor IncondicionalAmor Incondicional
Amor Incondicional
 
Felicidades Pilariko
Felicidades PilarikoFelicidades Pilariko
Felicidades Pilariko
 

Semelhante a Casamento Com a Lei

Segunda Epistolade Pedro
Segunda Epistolade PedroSegunda Epistolade Pedro
Segunda Epistolade PedroJNR
 
A cruz satisfez a todos
A cruz satisfez a todosA cruz satisfez a todos
A cruz satisfez a todosRicardo Gondim
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013Gerson G. Ramos
 
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRCristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRGerson G. Ramos
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
As três mensagens de apocalipse
As três mensagens de apocalipseAs três mensagens de apocalipse
As três mensagens de apocalipseBruno Da Montanha
 
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano A
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano ALeituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano A
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano AJosé Lima
 
evangelho biblico esquecido.pptx
evangelho biblico esquecido.pptxevangelho biblico esquecido.pptx
evangelho biblico esquecido.pptxevanoliver
 
Senhor das nações_Resumo_422013
Senhor das nações_Resumo_422013Senhor das nações_Resumo_422013
Senhor das nações_Resumo_422013Gerson G. Ramos
 
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3Amor pela EBD
 
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015Gerson G. Ramos
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AFeitosa Lima
 
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano AJosé Lima
 

Semelhante a Casamento Com a Lei (20)

Brincando de esconde esconde com a morte
Brincando de esconde esconde com a morteBrincando de esconde esconde com a morte
Brincando de esconde esconde com a morte
 
Segunda Epistolade Pedro
Segunda Epistolade PedroSegunda Epistolade Pedro
Segunda Epistolade Pedro
 
Segunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto PedroSegunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto Pedro
 
A cruz satisfez a todos
A cruz satisfez a todosA cruz satisfez a todos
A cruz satisfez a todos
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRCristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
 
hermenêutica sagradaa.pptx
hermenêutica sagradaa.pptxhermenêutica sagradaa.pptx
hermenêutica sagradaa.pptx
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
As três mensagens de apocalipse
As três mensagens de apocalipseAs três mensagens de apocalipse
As três mensagens de apocalipse
 
31 Adventismo (Parte 4)
31   Adventismo (Parte 4)31   Adventismo (Parte 4)
31 Adventismo (Parte 4)
 
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano A
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano ALeituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano A
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano A
 
evangelho biblico esquecido.pptx
evangelho biblico esquecido.pptxevangelho biblico esquecido.pptx
evangelho biblico esquecido.pptx
 
Senhor das nações_Resumo_422013
Senhor das nações_Resumo_422013Senhor das nações_Resumo_422013
Senhor das nações_Resumo_422013
 
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3
Esboço A Vinda do Senhor 2 Pedro 3
 
O tribunal de cristo
O tribunal de cristoO tribunal de cristo
O tribunal de cristo
 
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015
Estudo adicional_As bênçãos dos justos_512015
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
 
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
Cantares
CantaresCantares
Cantares
 
Sunday Portuguse Mass
Sunday Portuguse MassSunday Portuguse Mass
Sunday Portuguse Mass
 

Mais de lucena

Vicário
VicárioVicário
Vicáriolucena
 
Verdade
VerdadeVerdade
Verdadelucena
 
Vara de Arão
Vara de ArãoVara de Arão
Vara de Arãolucena
 
Urim e Tumim
Urim e TumimUrim e Tumim
Urim e Tumimlucena
 
Tríplice Constituição do Homem
Tríplice Constituição do HomemTríplice Constituição do Homem
Tríplice Constituição do Homemlucena
 
Trichotomía
TrichotomíaTrichotomía
Trichotomíalucena
 
Trevas Egocêntricas
Trevas EgocêntricasTrevas Egocêntricas
Trevas Egocêntricaslucena
 
Tipologia Messianica
Tipologia MessianicaTipologia Messianica
Tipologia Messianicalucena
 
Suídicio Temática
Suídicio TemáticaSuídicio Temática
Suídicio Temáticalucena
 
Tesouro Oculto
Tesouro OcultoTesouro Oculto
Tesouro Ocultolucena
 
Templo e SantuáRio do Deus Vivo
Templo e SantuáRio do Deus VivoTemplo e SantuáRio do Deus Vivo
Templo e SantuáRio do Deus Vivolucena
 
Suídicio Temática
Suídicio TemáticaSuídicio Temática
Suídicio Temáticalucena
 
Sofrimento e Seus BenefíCios
Sofrimento e Seus BenefíCiosSofrimento e Seus BenefíCios
Sofrimento e Seus BenefíCioslucena
 
Shir Nash Sirim
Shir Nash SirimShir Nash Sirim
Shir Nash Sirimlucena
 
Segmentos da Nova Era
Segmentos da Nova EraSegmentos da Nova Era
Segmentos da Nova Eralucena
 
Sanguen de Christu
Sanguen de ChristuSanguen de Christu
Sanguen de Christulucena
 
Salvo em Cristo
Salvo em CristoSalvo em Cristo
Salvo em Cristolucena
 
Rosa de Sarom
Rosa de SaromRosa de Sarom
Rosa de Saromlucena
 
Resplandecer
ResplandecerResplandecer
Resplandecerlucena
 

Mais de lucena (20)

Vicário
VicárioVicário
Vicário
 
Verdade
VerdadeVerdade
Verdade
 
Vara de Arão
Vara de ArãoVara de Arão
Vara de Arão
 
Urim e Tumim
Urim e TumimUrim e Tumim
Urim e Tumim
 
Tríplice Constituição do Homem
Tríplice Constituição do HomemTríplice Constituição do Homem
Tríplice Constituição do Homem
 
Trichotomía
TrichotomíaTrichotomía
Trichotomía
 
Trevas Egocêntricas
Trevas EgocêntricasTrevas Egocêntricas
Trevas Egocêntricas
 
Tipologia Messianica
Tipologia MessianicaTipologia Messianica
Tipologia Messianica
 
Suídicio Temática
Suídicio TemáticaSuídicio Temática
Suídicio Temática
 
Tesouro Oculto
Tesouro OcultoTesouro Oculto
Tesouro Oculto
 
Templo e SantuáRio do Deus Vivo
Templo e SantuáRio do Deus VivoTemplo e SantuáRio do Deus Vivo
Templo e SantuáRio do Deus Vivo
 
Suídicio Temática
Suídicio TemáticaSuídicio Temática
Suídicio Temática
 
Sofrimento e Seus BenefíCios
Sofrimento e Seus BenefíCiosSofrimento e Seus BenefíCios
Sofrimento e Seus BenefíCios
 
Shir Nash Sirim
Shir Nash SirimShir Nash Sirim
Shir Nash Sirim
 
Sete
SeteSete
Sete
 
Segmentos da Nova Era
Segmentos da Nova EraSegmentos da Nova Era
Segmentos da Nova Era
 
Sanguen de Christu
Sanguen de ChristuSanguen de Christu
Sanguen de Christu
 
Salvo em Cristo
Salvo em CristoSalvo em Cristo
Salvo em Cristo
 
Rosa de Sarom
Rosa de SaromRosa de Sarom
Rosa de Sarom
 
Resplandecer
ResplandecerResplandecer
Resplandecer
 

Último

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 

Último (20)

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 

Casamento Com a Lei

  • 1. Casamento Com a Lei Romanos 7:1-6 1 - Ou ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que ele vive? 2 - Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido. 3 - De sorte que, enquanto viver o marido, será chamada adúltera, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de outro marido. 4 - Assim também vós, meus irmãos, fostes mortos quanto à lei mediante o corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, àquele que ressurgiu dentre os mortos a fim de que demos fruto para Deus. 5 - Pois, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, suscitadas pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. 6 - Mas agora fomos libertos da lei, havendo morrido para aquilo em que estávamos retidos, para servirmos em novidade de espírito, e não na velhice da letra. Sintetizando O Apostolo Paulo, fez uma menção do relacionamento com a Lei (Antigo Testamento), a qual estávamos casados (Feito uma aliança), e tínhamos a obrigação de andarmos em fidelidade a ela. Embora a mesma não desse condição de cumpri-la. Caso alguém fosse infiel conjugalmente, era morto por apedrejamento. Entretanto a Lei narrava que caso morresse um dos cônjuges, o outro estaria livre para contrair novas núpcias. Mas no Novo Testamento encontramos como a coroa da Lei, isso porque Ele cumpriu todo o que está escrito no Velho Testamento. Romanos 13:10 O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei. João 3:16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Sendo Jesus a lei, Ele absorveu todas as nossas culpas e iniqüidades, conforme o Livro do profeta Isaias:
  • 2. Isaias 53:1-9 1 - Quem deu crédito à nossa pregação? e a quem se manifestou o braço do Senhor? 2 - Pois foi crescendo como renovo perante ele, e como raiz que sai duma terra seca; não tinha formosura nem beleza; e quando olhávamos para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos. 3 - Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. 4 - Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 - Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 6 - Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. 7 - Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca. 8 - Pela opressão e pelo juízo foi arrebatado; e quem dentre os da sua geração considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido por causa da transgressão do meu povo? 9 - E deram-lhe a sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte, embora nunca tivesse cometido injustiça, nem houvesse engano na sua boca. Embora Jesus nunca tenha praticado nenhum pecado, Ele ocupou o nosso lugar na cruz para que a nossa sentença fosse cumprida, restando para os crentes apenas a fidelidade diante de Deus. Quanto o decálogo (Lei dos dez mandamentos), foi entregue aos antigos, nenhum deles consegui passar. Mas quando Jesus cumpriu todas as ordenanças o céu ficou livre para aqueles que verdadeiramente amam a Cristo e andam e novidade de vida. Êxodo 20:1 a 17 1 - Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: 2 - Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. 3 - Não terás outros deuses diante de mim. 4 - Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. 5 - Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. 6 - E uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.
  • 3. 7 - Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão. 8 - Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. 9 - Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; 10 - Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. 11 - Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou. 12 - Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá. 13 - Não matarás. 14 - Não adulterarás. 15 - Não furtarás. 16 - Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. 17 - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. A Lei era apenas o preceptor para vinda de Cristo. Tudo se resumia a apenas uma punição; Morte de Cruz. Hoje espiritualmente nos podemos nos casar com Jesus Cristo e vencer a pecaminosidade que permeava em nosso corpo, motivo pelo qual nenhum homem cumpriu a lei. Conquanto que Jesus Cristo foi o único. As religiões estão por esse mundo a fora prefigurada na lei dos sacrifícios sem fim, especialmente a religião oficial do Brasil, que é comparada com um termômetro clinico. • Um termômetro pode registrar a febre. Mas não a cura. • Um sismógrafo pode registrar um terremoto. Entretanto não pode evitá-lo. Assim acontece na religião oficial do Brasil, que pode mostrar o pecado, mas não tem como justificá-lo. Porém aos que aceitam a Jesus como único salvador da sua alma, Ele pode registrar o pecado e conseqüentemente justificar através do seu sacrifício propiciatório. Para todos os infiéis o Senhor da sempre uma nova oportunidade, salientando que essa oportunidade acontece em vida, e nunca depois da morte. Hebreus 9:27 27 - E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo. 28 - Assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. Finalizando a nossa pequena meditação, chama a sua atenção no Livro de Apocalipse, quando o Senhor faz menção de um grande evento que acontecerá na eternidade.
  • 4. Apocalipse 22:17 E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida. Jesus te ama. Presbítero Robson Colaço de Lucena Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com Faça donwloard de Pregação e Musicas em mp3 no site: http://missaomp3.googlepages.com