SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
Verônica
                                      ROMANCES

CAPÍTULO CINCO      PASSOS DO DESTINO



EDGAR

Segui com Verônica e Kátia para o trabalho. Como
sempre fui ignorado por Kátia durante todo o
caminho, mas não me importei.

Chegamos à escola quando me lembrei que havia
deixado meu celular em casa. Como teria o primeiro
horário vazio decidi voltar para buscá-lo. Percebi que
todos comentavam as minhas fotos quando deixei a
escola.

Passei de carro frente a uma loja de esportes radicais
e decidi parar um pouco.




                                                    1
VerônicaROMANCES

AMMIE

Estava muito feliz por ter vindo viver com Kátia. Além
de primas, sempre fomos melhores amigas e agora que
minha mãe havia se casado novamente, decidi deixá-la
viver com seu marido. Não que eu não goste dele, na
verdade ele é bem simpático, mas eu também precisava
de certa independência.

Nos últimos meses decidi investir no meu maior sonho.
Já havia prometido a mim mesma que conseguiria e
nada me faria voltar atrás. Sou muito agradecida por
ser uma amante da música e por ter a incrível
habilidade de me expressar através dela.

Kátia havia ido trabalhar e eu outra vez fiquei sozinha
em casa. Depois de algumas horas com o meu
inseparável violão, decidi dar uma volta.




                                                     2
VerônicaROMANCES

Caminhava lentamente frente a algumas lojas quando
vi um jovem rapaz muito bonito.

Eu não sabia o que havia acontecido comigo, mas senti
meu coração acelerar naquele momento. Decidi me
aproximar, ele estava saindo de uma loja esportiva.

__ Olá, eu sou nova na cidade e estou meio perdida,
pode me mostrar onde é a livraria mais próxima?




EDGAR

Ela era linda. Aparentava ser um pouco mais nova que
eu, mas era simplesmente linda. Eu me senti estranho
perto dela.

__ Claro. –disse quase gaguejando.

__ Me chamo Ammie.




                                                      3
Verônica
                                         ROMANCES

__ Oi. __ Sou Edgar. –disse sorrindo e ela retribuiu.

Estava parecendo um idiota. Desde quando eu fico
assim perto de uma mulher? Confesso que estava com
medo do que isso podia ser.

Depois de acompanhá-la ate a livraria, decidi convidá-
la para tomar um sorvete. Ela aceitou sem demora e
seguimos conversando até uma sorveteria qualquer.

Ammie ria de minhas piadas e eu me encantava com
seu sorriso.

__ Você parece um sonho. –disse.

__ Ah, me desculpe. –ela disse por que havia
derrubado sorvete em mim.

__ Um sonho bem desastrado. –eu completei e ela
sorriu.




                                                        4
Verônica
                                       ROMANCES

Ammie se abaixou para limpar o sorvete e eu
abaixando-me também, a beijei.

Ficamos durante um bom tempo, prolongando o
irresistível beijo. Só paramos quando a sorveteira
ameaçou nos deixar trancados do lado de dentro da
sorveteria.

Ammie olhou pro relógio e se assustou com o horário,
então saiu correndo sem se despedir.

E eu me tornei fraco, desisti sem me queixar da minha
filosofia de não me apaixonar de verdade.




VIVIANE

Eu não agüentava mais a minha situação. Eu havia
terminado com Edgar, mas é claro que não o deixaria
ter esse gostinho por muito tempo. Mas foi só eu



                                                   5
VerônicaROMANCES

deixar um buraco que a cobra da Verônica se enfiou
nele.

Mas é claro, que isso não ficaria assim. Ela já me devia
uma e agora eu tinha a desculpa perfeita para me
vingar dela.

Segui para a famosa escola onde meu Edgar
trabalhava.

__ Bom dia, em que posso ajudá-la?

__ Quero falar com Verônica.

__ Ela está na sala dela, quer que a leve até lá?

__ Não precisa, eu sei o caminho.

Entrei na sala sem bater. Verônica estava sozinha na
sala.

__ O que faz aqui? –ela perguntou.



                                                      6
Verônica
                                       ROMANCES

__ Vim ter uma conversinha de mulher pra mulher
com você.

__ Eu não tenho nada pra falar com você.

__ Mas eu tenho.

__ Tudo bem, diga.

__ Você vai terminar agora com meu namorado!

__ Primeiro, se Edgar fosse seu namorado, eu não
poderia terminar com ele; e segundo, eu não farei isso!

__ É só um aviso!

__ O que vai fazer? –ela perguntou com um sorriso.

Não resisti e pulei pra cima dela. Caímos sobre o divã
da sala e começamos a bater uma na outra.

__ O que está acontecendo aqui? –Kátia perguntou ao
entrar na sala.


                                                     7
VerônicaROMANCES

__ Cala sua boca! –Verônica gritou comigo.

__ Eu não acredito que essa vaca esteja aqui na nossa
sala! –Kátia disse e se jogou sobre nós duas.

Rolamos para o chão, agora Kátia puxando meus
cabelos enquanto eu tentava morder a orelha de
Verônica.

__ Meu Deus, o que é isso? –percebi quando Edgar
chegou.

Ele separou-nos e me levou para fora da sala.

__ Vá embora Viviane!

__ Escreva o que eu digo Edgar, você ainda será meu
novamente.




                                                   8
VerônicaROMANCES

RICARDO




Depois de um cansativo dia de trabalho na BREATH
segui para o aeroporto; estava com muita saudade da
minha filha Alessandra. Cheguei ao exato momento
em que ela desembarcava.

__ Papai! –ela gritou e correu para me abraçar.

Ficamos por um tempo abraçado apenas desfrutando
do momento. Foi então que Alessandra cochichou:

__ Desculpe-me.

__ Pelo quê filha?

__ Oi Rick! –Clarice apareceu trazendo as malas de
Alessandra.

__ Por isso; ela não me deixou contar-lhe.



                                                  9
VerônicaROMANCES

__ Gostou do seu presentinho?

__ O que faz aqui?

__ Desculpe, queria vir nua como na foto, mas não me
deixaram. –Clarice riu.

__ Clarice, você não podia ter vindo sem me avisar...

__ Acalme-se querido, o mundo não gira ao seu redor,
vim a trabalho também.

__ E pretende ficar na minha casa?

__ Até eu encontrar outro lugar, ou você vai me deixar
dormir na rua?

__ Bem que eu queria.

__ Pai! –Alessandra me retalhou.

__ Desculpe filha, mas sua mãe me tira do sério.




                                                        10
Verônica
                                       ROMANCES

__ Vamos pra casa? –Alessandra insistiu.

__ Tudo bem.




AMMIE

Estava em casa pensativa, tentando encontrar
palavras que descrevessem em uma canção o que eu
sentia naquele momento.

__ Olá Ammie. –Kátia disse ao entrar em casa com uma
mecha do cabelo solta.

__ Como foi o trabalho prima?

__ Tirando o fato de Ricardo não ter ido e eu ter
brigado com uma perua, foi bom.

__ Como assim brigado com uma perua?




                                                 11
VerônicaROMANCES

__ A ex-namorada do namorado de Verônica foi até a
escola e começou a brigar com ela; eu entrei no meio
da briga.

__ Meu Deus! –disse horrorizada e ao mesmo tempo
segurando uma risada.

__ Não ria! –Kátia disse também segurando uma
risada. __ Vou tomar um banho, estou querendo dar
uma volta, quer ir?

__ Não, obrigada, estou tentando escrever uma música
nova.

__ Sério? __ Quero ser a primeira a ouvi-la en!?

__ Claro. –disse sorrindo.




                                                   12
VerônicaROMANCES

VERÔNICA

Edgar me esperou na sala enquanto eu tomava um
banho. Ele parecia muito envergonhado, e eu tentei
consolá-lo.

__ Não se preocupe Ed, ela não me machucou.

__ Mas ela não tem o direito de fazer isso!

__ Está tudo bem. __ Isso não tem mais importância.

__ Se você está bem, então vou para casa.

__ Pode ir.

Edgar se despediu e saiu. Sentei-me no sofá e me veio
à cabeça a imagem de Kátia entrando na minha briga
com Viviane; provavelmente ela estava rindo dela
mesma agora.




                                                      13
Verônica
                                      ROMANCES

Alguns segundos se passaram e depois de uma
frustrada esperança de ver o Sr Destino online para
conversarmos, eu decidi sair.

Caminhava lentamente sem rumo quando percebi que
havia chegado à livraria onde conheci Camilo. Por
coincidência ele também havia ido pra lá e nós
voltamos a nos encontrar.

__ Verônica; como vai?

__ Tudo bem Camilo e você?

__ Melhor agora. __ Veio dar outra olhada em livros
que você já tem?

__ Na verdade não; cheguei aqui por acaso.

Camilo e eu no sentamos ao lado de fora da livraria e
ficamos conversando por um bom tempo.




                                                  14
Verônica  ROMANCES

KÁTIA

__ Estou indo, tem certeza que não quer vir comigo? –
perguntei.

__ Não, estou bem. –Ammie respondeu sem tirar os
olhos do caderno em que escrevia.

Comecei a caminhar. Pretendia ir até um pequeno bar
conhecido e tomar uma bebida bem forte, mas ele
estava fechado, então segui caminhando.

De repente enxerguei Verônica de longe e apressei-me
para acompanhá-la.

__ Verônica! –gritei, mas ela não parou.

__ Espera, Verônica! – e outra vez fui ignorada.

Por fim consegui me aproximar e voltei a chamar.
Desta vez ela olhou para trás e pareceu não me
reconhecer.


                                                   15
Verônica
                                        ROMANCES

__ Está tudo bem Verônica?

__ Desculpe, mas acho que está me confundindo. –ela
disse.

Aproximei-me da garota e percebi que realmente não
se tratava de Verônica. Ela era mais jovem e seus
cabelos eram mais negros e compridos.

__ Ah, desculpe é que pensei que fosse minha amiga.

__ Sem problemas. –ela sorriu.

__ Como se chama?

__ Alice.

__ Me desculpe mais uma vez. –disse sem graça.




                                                      16
VerônicaROMANCES

RICARDO




Estávamos quase chegando a minha casa quando
Alessandra me pediu que parasse.

__ O que quer querida?

__ Eu quero parar um minuto naquela livraria. –ela
disse apontando para uma pequena loja pouco a
frente do carro.

__ Ah filha, eu preciso dormir... –Clarice reclamou.

__ Mas mãe, você me obrigou a deixar meus livros em
casa para ter espaço pra sua coleção de esmaltes na
minha mala.

__ Tudo bem, vamos parar. –disse.




                                                       17
Verônica ROMANCES

Paramos e ao descer do carro eu percebi que conhecia
a mulher que estava sentada frente à livraria. E mais
do que apenas conhecer, eu a amava. Era Verônica.
Clarice insistiu em não descer, uma tática para que
Alessandra e eu não demorássemos.

__ Como vai Ricardo? –Verônica sorriu quando me viu.

__ Oi. –disse sem graça e olhei para o rapaz que estava
com ela.

__ Vamos papai! – Alessandra disse já dentro da
livraria.

__ Não sabia que tinha uma filha.

__ E nem eu. –Kátia disse se aproximando.

__ Oi Kátia, porque não me disse que iria sair, eu teria
te esperado. –Verônica disse.

__ Eu não tinha certeza do que queria.


                                                     18
VerônicaROMANCES

__ Rick!? –Clarice desceu do carro e veio em minha
direção. __ Vamos logo pra casa? __ Quem são essas
pessoas?

__ São colegas de trabalho, por favor, Clarice vá ver se
Alessandra já escolheu os livros.

__ Tudo bem querido. –ela disse e entrou na livraria.

__ Querido? –Kátia disse parecendo irritada.

__ Vamos embora Kátia, já está tarde. –Verônica disse
percebendo o que estava acontecendo.

__ Quer que as acompanhe? –o rapaz, que conversava
com Verônica, perguntou.

__ Tudo bem. –ela disse e pegando a mão de Kátia, eles
partiram.




                                                        19
VerônicaROMANCES

VERÔNICA

O clima havia esquentado. Kátia não abrira a boca
durante a volta pra casa. Apresentei meu amigo
Camilo e ela simplesmente apertou a mão dele.

__ É aqui que as deixo. –Camilo disse e se despediu.

__ Obrigado por nos acompanhar. –disse sorrindo.

Kátia e eu entramos no prédio e eu a convidei para
entrar no meu apartamento. Kátia se sentou no sofá e
desabou a chorar.

__ O que é isso Kátia!?

__ Eu não agüento mais isso!

__ Deve haver uma explicação... –eu disse me sentando
ao seu lado.




                                                       20
Verônica
                                          ROMANCES

__ Explicação!? __ Está na cara que aquela é a mulher
dele e a menina é filha dos dois.

__ Eu me lembro de Ricardo falando sobre uma ex-
mulher...

__ Não importa se é ex! __ Ela vai ficar na casa dele!

__ Não temos certeza disso!

__ Tudo bem, vou pra casa. –Kátia disse por fim.

__ Quer que eu vá com você?

__ Não precisa. –ela disse e me abraçando se despediu.

Nem tudo está bem quando termina bem. Felizmente
não ouve nenhuma confusão no conflituoso encontro
que acabara de ocorrer, mas infelizmente Kátia agora
estava se sentindo mal.




                                                         21
VerônicaROMANCES

Eu por outro lado estou feliz. Ganhei um novo amigo,
estou cada vez mais apaixonada por Edgar e... Bom, há
apenas uma coisa que lastima meu coração. O Sr
Destino não fala mais comigo.

Não consigo nem mesmo continuar a ler O Morro dos
ventos       uivantes     sem     ficar    momentaneamente
depressiva.

“E Isabel fugiu com o seu amado. Encantada e cega de
amor, Isabel deixou seu irmão com o coração
despedaçado à sua espera” 1




1
    Narrativa baseada no livro citado acima.



                                                        22
Verônica ROMANCES

VIVIANE

Planejava formas de acabar com a vida de Verônica
quando meu telefone tocou.

__ Alô!?

__ Olá Viviane.

__ O que quer Lúcio?

__ Porque tanto estresse minha querida? –Lúcio riu.

__ O Sr informado não sabe o que aconteceu? –disse.

__ Edgar?

__ Também! __ Terminei com ele e...

__ Também? __E quem é a outra pessoa?

__ A nova namorada dele! __ Verônica.

__ Verônica Vale?


                                                      23
VerônicaROMANCES

__ Acho que sim. __ Por quê?

__ Porque foi exatamente por isso que te liguei.

__ O que tem ela?

__ Quero que acabe com ela!

__ Como assim?

__ Isso mesmo que você escutou...

__ Não que eu não queira fazer isso, mas posso saber o
porquê vou fazê-lo?

__ Não é da sua conta! __ Acabe com ela e terá seu
namoradinho de volta.

__ Dois coelhos em uma única cajadada! –disse.

__ Exatamente.

__ E como vou fazer isso?



                                                   24
VerônicaROMANCES

__ Conheço sua criatividade, você vai se virar. __ Ah só
mais uma coisa; não demore a fazer isso! –ele disse e
desligou.




                                            Continua...




                                                     25
Verônica
  ROMANCES




        26

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantesVerônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantesJean Souza
 
1 as lembranças da guerra
1  as lembranças da guerra1  as lembranças da guerra
1 as lembranças da guerraahelenadutra
 
Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...joaoalmeiida
 
Dempeo ii sétima parte
Dempeo ii   sétima parteDempeo ii   sétima parte
Dempeo ii sétima parteBianca Martins
 
Filhos da Escuridão: Obscuro
Filhos da Escuridão: ObscuroFilhos da Escuridão: Obscuro
Filhos da Escuridão: Obscuroninomares
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)mel
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)mel
 
Fanfic1 (3)
Fanfic1 (3)Fanfic1 (3)
Fanfic1 (3)mel
 
Dempeo ii quinta parte
Dempeo ii   quinta parteDempeo ii   quinta parte
Dempeo ii quinta parteBianca Martins
 

Mais procurados (20)

Parte 2
Parte 2Parte 2
Parte 2
 
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantesVerônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
 
A tal noite
A tal noiteA tal noite
A tal noite
 
1 as lembranças da guerra
1  as lembranças da guerra1  as lembranças da guerra
1 as lembranças da guerra
 
Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...
 
Skins the novel
Skins   the novelSkins   the novel
Skins the novel
 
Dempeo
Dempeo Dempeo
Dempeo
 
OFERTA SAFADA DA CASA
OFERTA SAFADA DA CASAOFERTA SAFADA DA CASA
OFERTA SAFADA DA CASA
 
Skins
SkinsSkins
Skins
 
Rapto11
Rapto11Rapto11
Rapto11
 
Dempeo ii sexta parte
Dempeo ii   sexta parteDempeo ii   sexta parte
Dempeo ii sexta parte
 
Texto livre
Texto livreTexto livre
Texto livre
 
Dempeo ii sétima parte
Dempeo ii   sétima parteDempeo ii   sétima parte
Dempeo ii sétima parte
 
Filhos da Escuridão: Obscuro
Filhos da Escuridão: ObscuroFilhos da Escuridão: Obscuro
Filhos da Escuridão: Obscuro
 
Dempeo
Dempeo Dempeo
Dempeo
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)
 
Fanfic1 (3)
Fanfic1 (3)Fanfic1 (3)
Fanfic1 (3)
 
O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A. O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A.
 
Dempeo ii quinta parte
Dempeo ii   quinta parteDempeo ii   quinta parte
Dempeo ii quinta parte
 

Destaque

En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...
En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...
En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...Mario Moreno Arcos
 
Formulir pendaftaran poster
Formulir pendaftaran posterFormulir pendaftaran poster
Formulir pendaftaran posterPikma Sriwijaya
 
SCM Success Story_International Study Tour_Thailand
SCM Success Story_International Study Tour_ThailandSCM Success Story_International Study Tour_Thailand
SCM Success Story_International Study Tour_ThailandVisuddha Piyathilake
 
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...pharmaindexing
 
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUM
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUMDIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUM
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUMpharmaindexing
 
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...pharmaindexing
 
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...pharmaindexing
 
Fases de la contracción muscular a nivel celular
Fases de la contracción muscular a nivel celularFases de la contracción muscular a nivel celular
Fases de la contracción muscular a nivel celularDiana Yau Li
 

Destaque (11)

MAHALAKSHMI
MAHALAKSHMIMAHALAKSHMI
MAHALAKSHMI
 
Essay #1 master
 Essay #1 master Essay #1 master
Essay #1 master
 
En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...
En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...
En marcha proceso de escrituración para dar certidumbre legal a la posesión d...
 
The Rattlin' bog
The Rattlin' bogThe Rattlin' bog
The Rattlin' bog
 
Formulir pendaftaran poster
Formulir pendaftaran posterFormulir pendaftaran poster
Formulir pendaftaran poster
 
SCM Success Story_International Study Tour_Thailand
SCM Success Story_International Study Tour_ThailandSCM Success Story_International Study Tour_Thailand
SCM Success Story_International Study Tour_Thailand
 
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...
Anti ulcer activity of simarouba glauca against ethanol and indomethacin indu...
 
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUM
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUMDIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUM
DIURETIC ACTIVITY OF METHANOLIC EXTRACT OF LEAVES OF LEPIDIUM SATIVUM
 
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...
ANTIUROLITHIATIC ACTIVITY OF ACTIVITY OF TECOMA STANS LEAF EXTRACT *1Anil kum...
 
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...
To evaluate the awareness about human papilloma virus (hpv) vaccine in the pr...
 
Fases de la contracción muscular a nivel celular
Fases de la contracción muscular a nivel celularFases de la contracción muscular a nivel celular
Fases de la contracción muscular a nivel celular
 

Semelhante a CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO

Cheiro De Feijao
Cheiro De FeijaoCheiro De Feijao
Cheiro De FeijaoTop Cat
 
Cheiro De Feijao, Estrelas E Sonhos
Cheiro De Feijao, Estrelas E SonhosCheiro De Feijao, Estrelas E Sonhos
Cheiro De Feijao, Estrelas E SonhosVVCX
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)mel
 
Traida - Segundo Capitulo
Traida - Segundo CapituloTraida - Segundo Capitulo
Traida - Segundo CapituloArthurCandotti
 
Cheiro de feijao, estrelas e sonhos
Cheiro de feijao, estrelas e sonhosCheiro de feijao, estrelas e sonhos
Cheiro de feijao, estrelas e sonhosLuciano Soares
 
Geovana Reis 1cv1
Geovana Reis 1cv1Geovana Reis 1cv1
Geovana Reis 1cv1hsjval
 
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Point
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power PointHistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Point
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Pointenir.ester
 
Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Júnior Sodré
 
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...enir.ester
 
Cheiro de feijao estrelas e sonhos
Cheiro de feijao estrelas e sonhosCheiro de feijao estrelas e sonhos
Cheiro de feijao estrelas e sonhosAmadeu Wolff
 
Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)Sandro Moretty
 
Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Juninho Moral
 

Semelhante a CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO (20)

Traída 3º Capitulo
Traída 3º CapituloTraída 3º Capitulo
Traída 3º Capitulo
 
A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão
 
Sequestrada
SequestradaSequestrada
Sequestrada
 
Cheiro De Feijao
Cheiro De FeijaoCheiro De Feijao
Cheiro De Feijao
 
Cheiro De Feijao, Estrelas E Sonhos
Cheiro De Feijao, Estrelas E SonhosCheiro De Feijao, Estrelas E Sonhos
Cheiro De Feijao, Estrelas E Sonhos
 
Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)Fanfic1 (4)
Fanfic1 (4)
 
Traida - Segundo Capitulo
Traida - Segundo CapituloTraida - Segundo Capitulo
Traida - Segundo Capitulo
 
Cheiro de feijao, estrelas e sonhos
Cheiro de feijao, estrelas e sonhosCheiro de feijao, estrelas e sonhos
Cheiro de feijao, estrelas e sonhos
 
-------- 2° capítulo
 -------- 2° capítulo -------- 2° capítulo
-------- 2° capítulo
 
The Dead Zone
The Dead ZoneThe Dead Zone
The Dead Zone
 
Geovana Reis 1cv1
Geovana Reis 1cv1Geovana Reis 1cv1
Geovana Reis 1cv1
 
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Point
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power PointHistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Point
HistóRias Que A 5ª C Conta VersãO Antiga Power Point
 
Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)
 
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
 
Cheiro de feijao estrelas e sonhos
Cheiro de feijao estrelas e sonhosCheiro de feijao estrelas e sonhos
Cheiro de feijao estrelas e sonhos
 
Jane da pra todo mundo
Jane da pra todo mundoJane da pra todo mundo
Jane da pra todo mundo
 
Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)
 
Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)Cuidebemdoseuamor X(1)
Cuidebemdoseuamor X(1)
 
Cuide bem do seu amor
Cuide bem do seu amorCuide bem do seu amor
Cuide bem do seu amor
 
Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)Cuidebemdoseuamor x(1)
Cuidebemdoseuamor x(1)
 

Mais de Jean Souza

2 o caso da mona lisa loira
2  o caso da mona lisa loira2  o caso da mona lisa loira
2 o caso da mona lisa loiraJean Souza
 
O caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraO caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraJean Souza
 
A última rosa - nova edição com parte 02
A última rosa - nova edição com parte 02A última rosa - nova edição com parte 02
A última rosa - nova edição com parte 02Jean Souza
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302Jean Souza
 
Cordel de salvação
Cordel de salvação  Cordel de salvação
Cordel de salvação Jean Souza
 
A ÚLTIMA ROSA
A ÚLTIMA ROSAA ÚLTIMA ROSA
A ÚLTIMA ROSAJean Souza
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosaJean Souza
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302Jean Souza
 
O caso do voo 302
O caso do voo 302O caso do voo 302
O caso do voo 302Jean Souza
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosaJean Souza
 

Mais de Jean Souza (13)

CAPÍTULO UM
CAPÍTULO UMCAPÍTULO UM
CAPÍTULO UM
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
2 o caso da mona lisa loira
2  o caso da mona lisa loira2  o caso da mona lisa loira
2 o caso da mona lisa loira
 
O caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraO caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa Loira
 
A última rosa - nova edição com parte 02
A última rosa - nova edição com parte 02A última rosa - nova edição com parte 02
A última rosa - nova edição com parte 02
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
 
Cordel de salvação
Cordel de salvação  Cordel de salvação
Cordel de salvação
 
A ÚLTIMA ROSA
A ÚLTIMA ROSAA ÚLTIMA ROSA
A ÚLTIMA ROSA
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosa
 
Por do sol
Por do solPor do sol
Por do sol
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
 
O caso do voo 302
O caso do voo 302O caso do voo 302
O caso do voo 302
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosa
 

CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO

  • 1. Verônica ROMANCES CAPÍTULO CINCO PASSOS DO DESTINO EDGAR Segui com Verônica e Kátia para o trabalho. Como sempre fui ignorado por Kátia durante todo o caminho, mas não me importei. Chegamos à escola quando me lembrei que havia deixado meu celular em casa. Como teria o primeiro horário vazio decidi voltar para buscá-lo. Percebi que todos comentavam as minhas fotos quando deixei a escola. Passei de carro frente a uma loja de esportes radicais e decidi parar um pouco. 1
  • 2. VerônicaROMANCES AMMIE Estava muito feliz por ter vindo viver com Kátia. Além de primas, sempre fomos melhores amigas e agora que minha mãe havia se casado novamente, decidi deixá-la viver com seu marido. Não que eu não goste dele, na verdade ele é bem simpático, mas eu também precisava de certa independência. Nos últimos meses decidi investir no meu maior sonho. Já havia prometido a mim mesma que conseguiria e nada me faria voltar atrás. Sou muito agradecida por ser uma amante da música e por ter a incrível habilidade de me expressar através dela. Kátia havia ido trabalhar e eu outra vez fiquei sozinha em casa. Depois de algumas horas com o meu inseparável violão, decidi dar uma volta. 2
  • 3. VerônicaROMANCES Caminhava lentamente frente a algumas lojas quando vi um jovem rapaz muito bonito. Eu não sabia o que havia acontecido comigo, mas senti meu coração acelerar naquele momento. Decidi me aproximar, ele estava saindo de uma loja esportiva. __ Olá, eu sou nova na cidade e estou meio perdida, pode me mostrar onde é a livraria mais próxima? EDGAR Ela era linda. Aparentava ser um pouco mais nova que eu, mas era simplesmente linda. Eu me senti estranho perto dela. __ Claro. –disse quase gaguejando. __ Me chamo Ammie. 3
  • 4. Verônica ROMANCES __ Oi. __ Sou Edgar. –disse sorrindo e ela retribuiu. Estava parecendo um idiota. Desde quando eu fico assim perto de uma mulher? Confesso que estava com medo do que isso podia ser. Depois de acompanhá-la ate a livraria, decidi convidá- la para tomar um sorvete. Ela aceitou sem demora e seguimos conversando até uma sorveteria qualquer. Ammie ria de minhas piadas e eu me encantava com seu sorriso. __ Você parece um sonho. –disse. __ Ah, me desculpe. –ela disse por que havia derrubado sorvete em mim. __ Um sonho bem desastrado. –eu completei e ela sorriu. 4
  • 5. Verônica ROMANCES Ammie se abaixou para limpar o sorvete e eu abaixando-me também, a beijei. Ficamos durante um bom tempo, prolongando o irresistível beijo. Só paramos quando a sorveteira ameaçou nos deixar trancados do lado de dentro da sorveteria. Ammie olhou pro relógio e se assustou com o horário, então saiu correndo sem se despedir. E eu me tornei fraco, desisti sem me queixar da minha filosofia de não me apaixonar de verdade. VIVIANE Eu não agüentava mais a minha situação. Eu havia terminado com Edgar, mas é claro que não o deixaria ter esse gostinho por muito tempo. Mas foi só eu 5
  • 6. VerônicaROMANCES deixar um buraco que a cobra da Verônica se enfiou nele. Mas é claro, que isso não ficaria assim. Ela já me devia uma e agora eu tinha a desculpa perfeita para me vingar dela. Segui para a famosa escola onde meu Edgar trabalhava. __ Bom dia, em que posso ajudá-la? __ Quero falar com Verônica. __ Ela está na sala dela, quer que a leve até lá? __ Não precisa, eu sei o caminho. Entrei na sala sem bater. Verônica estava sozinha na sala. __ O que faz aqui? –ela perguntou. 6
  • 7. Verônica ROMANCES __ Vim ter uma conversinha de mulher pra mulher com você. __ Eu não tenho nada pra falar com você. __ Mas eu tenho. __ Tudo bem, diga. __ Você vai terminar agora com meu namorado! __ Primeiro, se Edgar fosse seu namorado, eu não poderia terminar com ele; e segundo, eu não farei isso! __ É só um aviso! __ O que vai fazer? –ela perguntou com um sorriso. Não resisti e pulei pra cima dela. Caímos sobre o divã da sala e começamos a bater uma na outra. __ O que está acontecendo aqui? –Kátia perguntou ao entrar na sala. 7
  • 8. VerônicaROMANCES __ Cala sua boca! –Verônica gritou comigo. __ Eu não acredito que essa vaca esteja aqui na nossa sala! –Kátia disse e se jogou sobre nós duas. Rolamos para o chão, agora Kátia puxando meus cabelos enquanto eu tentava morder a orelha de Verônica. __ Meu Deus, o que é isso? –percebi quando Edgar chegou. Ele separou-nos e me levou para fora da sala. __ Vá embora Viviane! __ Escreva o que eu digo Edgar, você ainda será meu novamente. 8
  • 9. VerônicaROMANCES RICARDO Depois de um cansativo dia de trabalho na BREATH segui para o aeroporto; estava com muita saudade da minha filha Alessandra. Cheguei ao exato momento em que ela desembarcava. __ Papai! –ela gritou e correu para me abraçar. Ficamos por um tempo abraçado apenas desfrutando do momento. Foi então que Alessandra cochichou: __ Desculpe-me. __ Pelo quê filha? __ Oi Rick! –Clarice apareceu trazendo as malas de Alessandra. __ Por isso; ela não me deixou contar-lhe. 9
  • 10. VerônicaROMANCES __ Gostou do seu presentinho? __ O que faz aqui? __ Desculpe, queria vir nua como na foto, mas não me deixaram. –Clarice riu. __ Clarice, você não podia ter vindo sem me avisar... __ Acalme-se querido, o mundo não gira ao seu redor, vim a trabalho também. __ E pretende ficar na minha casa? __ Até eu encontrar outro lugar, ou você vai me deixar dormir na rua? __ Bem que eu queria. __ Pai! –Alessandra me retalhou. __ Desculpe filha, mas sua mãe me tira do sério. 10
  • 11. Verônica ROMANCES __ Vamos pra casa? –Alessandra insistiu. __ Tudo bem. AMMIE Estava em casa pensativa, tentando encontrar palavras que descrevessem em uma canção o que eu sentia naquele momento. __ Olá Ammie. –Kátia disse ao entrar em casa com uma mecha do cabelo solta. __ Como foi o trabalho prima? __ Tirando o fato de Ricardo não ter ido e eu ter brigado com uma perua, foi bom. __ Como assim brigado com uma perua? 11
  • 12. VerônicaROMANCES __ A ex-namorada do namorado de Verônica foi até a escola e começou a brigar com ela; eu entrei no meio da briga. __ Meu Deus! –disse horrorizada e ao mesmo tempo segurando uma risada. __ Não ria! –Kátia disse também segurando uma risada. __ Vou tomar um banho, estou querendo dar uma volta, quer ir? __ Não, obrigada, estou tentando escrever uma música nova. __ Sério? __ Quero ser a primeira a ouvi-la en!? __ Claro. –disse sorrindo. 12
  • 13. VerônicaROMANCES VERÔNICA Edgar me esperou na sala enquanto eu tomava um banho. Ele parecia muito envergonhado, e eu tentei consolá-lo. __ Não se preocupe Ed, ela não me machucou. __ Mas ela não tem o direito de fazer isso! __ Está tudo bem. __ Isso não tem mais importância. __ Se você está bem, então vou para casa. __ Pode ir. Edgar se despediu e saiu. Sentei-me no sofá e me veio à cabeça a imagem de Kátia entrando na minha briga com Viviane; provavelmente ela estava rindo dela mesma agora. 13
  • 14. Verônica ROMANCES Alguns segundos se passaram e depois de uma frustrada esperança de ver o Sr Destino online para conversarmos, eu decidi sair. Caminhava lentamente sem rumo quando percebi que havia chegado à livraria onde conheci Camilo. Por coincidência ele também havia ido pra lá e nós voltamos a nos encontrar. __ Verônica; como vai? __ Tudo bem Camilo e você? __ Melhor agora. __ Veio dar outra olhada em livros que você já tem? __ Na verdade não; cheguei aqui por acaso. Camilo e eu no sentamos ao lado de fora da livraria e ficamos conversando por um bom tempo. 14
  • 15. Verônica ROMANCES KÁTIA __ Estou indo, tem certeza que não quer vir comigo? – perguntei. __ Não, estou bem. –Ammie respondeu sem tirar os olhos do caderno em que escrevia. Comecei a caminhar. Pretendia ir até um pequeno bar conhecido e tomar uma bebida bem forte, mas ele estava fechado, então segui caminhando. De repente enxerguei Verônica de longe e apressei-me para acompanhá-la. __ Verônica! –gritei, mas ela não parou. __ Espera, Verônica! – e outra vez fui ignorada. Por fim consegui me aproximar e voltei a chamar. Desta vez ela olhou para trás e pareceu não me reconhecer. 15
  • 16. Verônica ROMANCES __ Está tudo bem Verônica? __ Desculpe, mas acho que está me confundindo. –ela disse. Aproximei-me da garota e percebi que realmente não se tratava de Verônica. Ela era mais jovem e seus cabelos eram mais negros e compridos. __ Ah, desculpe é que pensei que fosse minha amiga. __ Sem problemas. –ela sorriu. __ Como se chama? __ Alice. __ Me desculpe mais uma vez. –disse sem graça. 16
  • 17. VerônicaROMANCES RICARDO Estávamos quase chegando a minha casa quando Alessandra me pediu que parasse. __ O que quer querida? __ Eu quero parar um minuto naquela livraria. –ela disse apontando para uma pequena loja pouco a frente do carro. __ Ah filha, eu preciso dormir... –Clarice reclamou. __ Mas mãe, você me obrigou a deixar meus livros em casa para ter espaço pra sua coleção de esmaltes na minha mala. __ Tudo bem, vamos parar. –disse. 17
  • 18. Verônica ROMANCES Paramos e ao descer do carro eu percebi que conhecia a mulher que estava sentada frente à livraria. E mais do que apenas conhecer, eu a amava. Era Verônica. Clarice insistiu em não descer, uma tática para que Alessandra e eu não demorássemos. __ Como vai Ricardo? –Verônica sorriu quando me viu. __ Oi. –disse sem graça e olhei para o rapaz que estava com ela. __ Vamos papai! – Alessandra disse já dentro da livraria. __ Não sabia que tinha uma filha. __ E nem eu. –Kátia disse se aproximando. __ Oi Kátia, porque não me disse que iria sair, eu teria te esperado. –Verônica disse. __ Eu não tinha certeza do que queria. 18
  • 19. VerônicaROMANCES __ Rick!? –Clarice desceu do carro e veio em minha direção. __ Vamos logo pra casa? __ Quem são essas pessoas? __ São colegas de trabalho, por favor, Clarice vá ver se Alessandra já escolheu os livros. __ Tudo bem querido. –ela disse e entrou na livraria. __ Querido? –Kátia disse parecendo irritada. __ Vamos embora Kátia, já está tarde. –Verônica disse percebendo o que estava acontecendo. __ Quer que as acompanhe? –o rapaz, que conversava com Verônica, perguntou. __ Tudo bem. –ela disse e pegando a mão de Kátia, eles partiram. 19
  • 20. VerônicaROMANCES VERÔNICA O clima havia esquentado. Kátia não abrira a boca durante a volta pra casa. Apresentei meu amigo Camilo e ela simplesmente apertou a mão dele. __ É aqui que as deixo. –Camilo disse e se despediu. __ Obrigado por nos acompanhar. –disse sorrindo. Kátia e eu entramos no prédio e eu a convidei para entrar no meu apartamento. Kátia se sentou no sofá e desabou a chorar. __ O que é isso Kátia!? __ Eu não agüento mais isso! __ Deve haver uma explicação... –eu disse me sentando ao seu lado. 20
  • 21. Verônica ROMANCES __ Explicação!? __ Está na cara que aquela é a mulher dele e a menina é filha dos dois. __ Eu me lembro de Ricardo falando sobre uma ex- mulher... __ Não importa se é ex! __ Ela vai ficar na casa dele! __ Não temos certeza disso! __ Tudo bem, vou pra casa. –Kátia disse por fim. __ Quer que eu vá com você? __ Não precisa. –ela disse e me abraçando se despediu. Nem tudo está bem quando termina bem. Felizmente não ouve nenhuma confusão no conflituoso encontro que acabara de ocorrer, mas infelizmente Kátia agora estava se sentindo mal. 21
  • 22. VerônicaROMANCES Eu por outro lado estou feliz. Ganhei um novo amigo, estou cada vez mais apaixonada por Edgar e... Bom, há apenas uma coisa que lastima meu coração. O Sr Destino não fala mais comigo. Não consigo nem mesmo continuar a ler O Morro dos ventos uivantes sem ficar momentaneamente depressiva. “E Isabel fugiu com o seu amado. Encantada e cega de amor, Isabel deixou seu irmão com o coração despedaçado à sua espera” 1 1 Narrativa baseada no livro citado acima. 22
  • 23. Verônica ROMANCES VIVIANE Planejava formas de acabar com a vida de Verônica quando meu telefone tocou. __ Alô!? __ Olá Viviane. __ O que quer Lúcio? __ Porque tanto estresse minha querida? –Lúcio riu. __ O Sr informado não sabe o que aconteceu? –disse. __ Edgar? __ Também! __ Terminei com ele e... __ Também? __E quem é a outra pessoa? __ A nova namorada dele! __ Verônica. __ Verônica Vale? 23
  • 24. VerônicaROMANCES __ Acho que sim. __ Por quê? __ Porque foi exatamente por isso que te liguei. __ O que tem ela? __ Quero que acabe com ela! __ Como assim? __ Isso mesmo que você escutou... __ Não que eu não queira fazer isso, mas posso saber o porquê vou fazê-lo? __ Não é da sua conta! __ Acabe com ela e terá seu namoradinho de volta. __ Dois coelhos em uma única cajadada! –disse. __ Exatamente. __ E como vou fazer isso? 24
  • 25. VerônicaROMANCES __ Conheço sua criatividade, você vai se virar. __ Ah só mais uma coisa; não demore a fazer isso! –ele disse e desligou. Continua... 25