SlideShare uma empresa Scribd logo
A última
 Rosa...
A Última
Rosa

“Escrevo este livro para presentear a pessoa que hoje me faz
 querer ser seu amanhã... Apesar de todos os pesares e de
 todas as barreiras que possam vir a impedir-nos de juntos
    sermos felizes, a esperança sempre será a última que
                          morrerá!”

Antes de começar peço desculpas por ser um jovem iludido
e insistente... E sinceramente posso vir a quebrar alguns de
nossos tratos. Não vou escrever um conto de fadas,assim
como combinamos,mas infelizmente não vejo outra saída se
não um final feliz pra nós dois.



INTRODUÇÃO            O MELHOR DE MIM



Não importa o quanto dure um momento especial, ou o que
realmente tenha acontecido neste momento... O
importante é que estar ao lado de alguém especial torna-te
especial.

    Senti-me assim, e não me arrependo de ter vivido esse
momento. Minha melhor amiga, ou melhor, minha irmã, em
 sua incrível festa de quinze anos me tornou a pessoa mais
                                           feliz do mundo.
A Última
                                                   Rosa



     “From the moment I met you I just knew you'd be mine
                     You touched my hand
          And I knew that this was gonna be our time
              I don't ever wanna lose this feeling
           I don't wanna spend a moment apart...”1




1
    Trecho da música Best in me da banda Blue
A Última
Rosa



CAPITULO UM           A BREVE PEQUENA HISTÓRIA DE UM
                                    EU DESCONHECIDO



Nunca fui infeliz, e minha monótona vida de estudante era o
suficiente pra mim. Viver no meu mundo sempre foi o que
quis, nem me importava em não ter muitos amigos, apenas
o suficiente pra continuar.

No ano passado encontrei as pessoas que fariam minha vida
perfeita ser melhor do que a vida de qualquer um. Sinto-me
egoísta por ter toda essa felicidade, e não a trocaria por
nada.

    Dos maiores bem que um homem pode ter, os amigos
          verdadeiros são os que mais importam.



Não existe ninguém que possa explicar o tão grande é o
meu amor. Talvez se nos conhecêssemos há mais tempo,
houvesse uma tese plausível, mas não; conhecemo-nos há
aproximadamente dois anos.

Não há amizade mais forte, parece até que somos irmãos de
sangue. Quando a conheci apaixonei-me instantaneamente,
A Última
                                              Rosa

e com o passar do tempo e o prolongar da amizade, meu
maior medo era que esse sentimento tão puro não fosse
recíproco. Confesso que nos tempos atuais ainda tenho um
pouco de dúvida, mas já me redimindo, aos poucos venho a
perdendo (a dúvida).

Sempre me perguntei se o destino havia me pregado uma
peça. Se a minha melhor amiga na verdade não deveria ser a
minha garota. Mas infelizmente não, não consigo pensar
dessa forma e o meu sincero amor de irmão é o suficiente
pra nós dois.

Eu nunca fui um garoto comum e meu maior presente foi
encontrar alguém tão estranho como eu. Juntos nós
vivemos e criamos as maiores e mais loucas aventuras, ou
desventuras se assim preferir.

Um garoto como eu, não é bem aceito no mundo. Não digo
que sou um excluído e que sou depressivo ou coisa
parecida. É que minha incrível desabilidade com atividades
comuns entre garotos, tirando o fato de gostar de meninas,
é extremamente forte.

Eu sei que você deve estar rindo neste momento e se
perguntando: __ Como assim?

Mas é simples, eu sou o típico nerd desajeitado e sonhador.
Por vezes tentei arriscar uma incrível partida de futebol e
A Última
Rosa

acredite os resultados não foram nada bons. Depois de
várias tentativas frustrantes de me incluir nesse meio,
desisti, procurando pessoas que tivessem as mesmas
dificuldades que eu para me encaixar em algum grupo.

Foi aí que conheci minha incrível habilidade de fazer amigos
sinceros. Amigos que não ligassem somente pro que eu não
era capaz de fazer, e sim amigos que me apoiavam nas
minhas escolhas e caminhavam ao me lado me dando força
pra mostrar o que tinha de melhor.

Foi neste incrível ano mágico – desculpe, eu me esqueci do
conto de fadas – bom, foi neste incrível ano que descobri
uma das minhas melhores habilidades. Inventando casos
absurdos ao lado da minha amiga-irmã, eu acabei por criar a
história de um livro que me traria muita felicidade.

Descobri então que o meu talento com a criação de
histórias e contos era o meu passatempo preferido e aí
comecei a escrever e não parei mais.

Não quero prolongar muita a história e como o fim pode
não ser muito bom, decidi pular as partes trágicas do ano.

O fim do ano se aproximava e eu não imaginava que algo
mais especial pudesse ainda acontecer naquele ano. Meu
coração estava feliz com o que tinha...
A Última
                                                Rosa

           CAPITULO DOIS           INVERTE-SE O CONTO DA
                                               CINDERELA



Outra vez me desculpo pela menção ao conto de fadas, mas
eu não conseguir me conter – queria poder ver seu rosto
neste momento – e infelizmente o capitulo a seguir não
foge muito ao titulo.

Chega a minhas mãos o passe pra felicidade, o esperado
convite de 15 anos da minha querida e tão citada amiga-
irmã. Deveria ter dito no capitulo anterior que apesar de ter
uma paixão secreta por dança, eu nunca fui muito fã de
festas – ia apenas a festas de família e em meus próprios
aniversários, evento que se fosse possível eu não iria – e
essa era a primeira festa de 15 anos em que eu iria.

Sinceramente estava ansioso, não era qualquer festa, eram
os 15 anos dela. Mas não nego que tive medo. O que eu faria
se ela não pudesse me dar atenção durante a festa? E se
meus poucos outros amigos não comparecessem? O que eu
faria? Sentiria-me uma agulha num palheiro.

Felizmente isso não aconteceu. Senti-me tão à vontade na
festa que nem notei as poucas vezes que ela se afastou de
mim. Conversei com os colegas de sala e com meus amigos
e apesar dos boatos não bebi muito. Apesar de estar no
A Última
Rosa

auge da adolescência onde todos querem curtir ficando
bêbados e passando vexames, eu não sou desse estilo.

A festa foi se prolongando e minha absurda timidez – me
esqueci de comentar, sempre fui excessivamente tímido,
melhorei no último ano – foi desaparecendo. Decidi então ir
para o espaço de dança com minha inseparável amiga.

Foi neste momento que a vi. Você me pareceu um sonho
inalcançável. E como eu disse anteriormente: __ Sou o típico
nerd desajeitado e SONHADOR. E apesar de parecer uma
celebridade, alguém fora da minha realidade; sei que você é
apenas uma pessoa comum.


                     “I'm just an ordinary girl!
                         Sometimes I'm lazy
                              I get bored
                             I get scared
                            I feel ignored
                       I feel happy, I get silly
                    I choke on my own words
                  I make wishes, I have dreams
                    And I still want to believe
               Anything can happen in this world”2


2 Trecho da musica Ordinary Girl da Miley Cyrus
A Última
                                                Rosa

Aproximei-me sem jeito e você me olhou. Minha respiração
falhou e eu te vi sorrir. Retribuí o sorriso e você se
aproximou.

__ Você é amigo da Rapha? –você me perguntou.

As palavras me faltaram e eu simplesmente confirmei com a
cabeça. Você voltou a sorrir e a dançar comigo. Começamos
a conversar e minha respiração falhava em cada palavra sua.

“Neste momento tocou uma musica romântica. Você tomou
a iniciativa e me chamou pra dançar. Eu desajeitado aceitei.
Dançamos e eu me senti sozinho com você, dançando sobre
a luz da lua. Alguém me empurrou e nossos rostos se
aproximaram.

__ Uma garota nunca tira o batom... – você me disse.

__ Por isso o beijo só acontece no final do encontro. –
completei a frase. ”



Neste momento um garoto se aproximou e eu acordei do
meu incrível sonho. Ainda dançávamos o ótimo playlist
escolhido pela aniversariante. E infelizmente a dança
romântica nunca aconteceu.

Minha timidez me travou – me odeio por isso – ao vê-la
conversando com o outro garoto. Pensei imediatamente
A Última
Rosa

que vocês tinham alguma coisa. Sem me despedir de você
saí do salão de dança e voltei pra a mesa com meus amigos.

A festa continuou e eu me sentia triste. Mas como em conto
de fadas, uma colega – hoje minha insuportavelmente
adorada amiga – se aproximou de mim e me perguntou se
eu estava com você.

Eu timidamente respondi que não. E ela cochichou em meu
ouvido:

__ Não foi isso que ela me disse...

E outra vez meu coração falhou. Sorri para ela e voltei ao
salão de dança. Você ainda conversava com o garoto, mas
eu não me importei. Aproximei-me e você voltou a sorrir pra
mim. – eu já disse que adoro seu sorriso?

A noite passou e continuamos ali. E quando finalmente
resolvi tomar uma atitude, um amigo se aproximou de mim.

__ Seu pai está te esperando lá fora, ele veio te buscar.

Felizmente já havia se passado da meia noite, caso
contrário, seria o perfeito conto de fadas, porém o
personagem principal seria o príncipe e não a princesa.
A Última
                                                   Rosa

                        “Like a skyscraper
                       As the smoke clears
              I awaken, and untangle you from me
    Would it make you, feel better to watch me while I bleed?
                 All my windows, still are broken
                  But I'm standing on my feet”3



Enfim, termina-se o ano e eu fico sozinho apenas vivendo de
boatos. Vivendo de sonhos que não se tornaram realidade.
Vivendo do beijo que não aconteceu...




3 Trecho da música Skyscraper da Demi Lovato
A Última
Rosa

            CAPITULO TRÊS         E HOJE? TORNEI-ME UM
                                HUMORISTA APAIXONADO



 E hoje eu quero viver na realidade, fazer de meus sonhos o
                       nosso presente.



O novo ano foi ainda melhor que o anterior. Aqueles que
eram colegas se tornaram amigos e eu me vi dentro de uma
verdadeira família. As antigas amizades se tornaram mais
fortes e eu seria injusto se não contasse que encontrei
outros amigos-irmãos.

A influência da minha amiga-irmã ficou ainda mais forte e o
meu elo com meus livros – até aí já havia escrito no mínimo
seis livros e nenhum resistiu aos meus ataques de
bipolaridade, apenas o primeiro e o melhor; até eu escrever
este é claro – se fortaleceu como o meu desejo de crescer
como pessoa, aceitando mais abertamente que o meu
mundo não poderia pra sempre ser somente meu.

Eu mudei muito neste ano, mas o melhor de mim ainda vive.
Não vou mentir que não me apaixonei por outras pessoas
depois daquela festa. Mas sempre ouve um espaço
reservado, a sua área vip continuava intacta a sua espera.
A Última
                                              Rosa

Não vem ao caso contar os meus casos secretos de amor e
desilusão durante o ano. Pra mim todo amor é importante e
eles sempre viveram em mim; mas nenhum me trouxe nem
por um momento a felicidade que vive durante aquele
sonho.

Meses se passaram e talvez por coincidência ou por simples
obra do destino, você voltou a mim. Infelizmente não
pessoalmente, mas depois do nosso reencontro virtual e
comecei a pensar que o Windows Live Messenger deveria se
chamar Windows Love Messenger, em uma tradução tosca,
janela de mensagens de amor.

  Às vezes o amor nos deixa bobo, começamos a perceber
      quando fazemos piadinhas sem graça sobre ele.

Recomeçamos a nossa conversa, a falar sobre nós mesmos.
Você me estranhou quando disse que gostava dos livros da
Saga Crepúsculo – lembro que ri de mim mesmo nesse dia –
e por vezes nos vimos falar de nós mesmos.

Um dia resolvi tocar no assunto da festa. Contei-lhe os
boatos que haviam surgido e você riu – imagino que sem
graça – eu disse que não me importava com isso e você
disse o mesmo.

Depois de semanas – que pra mim pareceram meses -
conversando sobre esse e outros assuntos, eu decidi soltar
A Última
Rosa

uma cantada barata. Você riu, mas pareceu gostar. Você
gostava quando eu fazia alguma brincadeira e piadinha
então eu me tornei o humorista apaixonado.



E então eu me declarei. Essa cena eu terei que descrever
com detalhes.


Jean diz...
__ Sabe aquele boato de que nós estávamos juntos na festa de
Rapha, eu queria te falar uma coisa sobre ele...
_Lô diz: - no meu MSN seu nome aparece assim –
__ Pode falar
Jean diz...
__ Eu já te falei da minha timidez? Pode não parecer, mas eu sou
muuuuito tímido. Não vou conseguir falar.
_Lô diz...
__ Tive uma idéia, eu vou sair aí você fala e depois eu volto e vejo.
Jean diz...
__ Não muda muito a situação, mas pode dar certo.
_Lô acaba de sair dessa conversa.
A Última
                                               Rosa


Então eu digitei. Escrevi o que sentia e você voltou e viu a
mensagem. Esperei ansioso por uma resposta sua e você
simplesmente me disse que achava legal.

Depois se passaram alguns dias e nós não conversamos.
Tive medo que tivesse feito algo errado, ou que você não
gostasse de mim. Então você voltou e eu te pedi uma
resposta. Você me disse que não podia dizer o que sentia
porque ainda não sabia.

Conversamos muito, e eu te disse que não desistiria. Os dias
foram se estendendo e eu te enviei um depoimento no
Orkut. Alguns dias depois você o aceitou e começou a me
dar sinais de que eu estava indo pelo caminho certo.

No mês seguinte te enchi de depoimentos e de
homenagens no meu subnick. Todos os meus amigos
incentivavam-me e eu me senti mais forte.
A Última
Rosa

                             FINAL           A ÚLTIMA ROSA



E agora estou aqui, são exatamente meia noite e quinze
minutos e estou acordado escrevendo esse livro como
prova do que sinto por você.

Nossa história ainda é pequena, mas este é o fim do livro.
Você não queria um final clichê; onde os mocinhos
terminassem felizes para sempre. Neste livro os mocinhos
não terminam juntos e felizes no final.

Mas este é o final do livro e não o nosso. Esta historia não é
um conto de fadas, mas a nossa pode ser diferente.




   Esta pode parecer à última rosa, a minha última tentativa,
  mas não é. Podemos escrever juntos os próximos livros e o
final deles poderá ou não ser felizes, mas o nosso sempre será.



                             FIM
A Última
                                                   Rosa

                                          Considerações finais:



                                   As suas musicas preferidas,

                                 Agora também são as minhas

                                E elas a partir desse momento

                                Fazem parte da nossa história.




Agradecimentos:


Primeiramente a Deus – que apesar de eu não ser muito religioso
– me deu o maravilhoso dom de me expressar através dos meus
livros.

Em seguida a minha melhor amiga, Raphaella Drumond, por me
ensinar que o amor pode ser o elo entre duas pessoas tão
diferentes e ao mesmo tempo tão parecidas.

A minha querida amiga, Isabella Simões que com a sua incrível
habilidade de apimentar as coisas, me fez perceber que o eu
estava sentindo...

E claro, o meu querido novo primo Willer por estar ao meu lado e
contra todos os meus concorrentes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides mão escrevendo - 2011 (1)
Slides   mão escrevendo - 2011 (1)Slides   mão escrevendo - 2011 (1)
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
proinfopccurso
 
Recanto das letras carol
Recanto das letras   carolRecanto das letras   carol
Recanto das letras carol
Rui da Silveira Cruz Ventura
 
Missão 13 - Julho
Missão 13 - JulhoMissão 13 - Julho
Missão 13 - Julho
Fabiano Brito
 
Tarde Demais
Tarde DemaisTarde Demais
Tarde Demais
mcunha
 
1 capitulo traida
1 capitulo traida1 capitulo traida
1 capitulo traida
ArthurCandotti
 
Elas - Ruben Aguiar
Elas - Ruben AguiarElas - Ruben Aguiar
Elas - Ruben Aguiar
Ruben Aguiar
 
A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão
Leandro Vargas
 
Feliz AniversáRio
Feliz AniversáRioFeliz AniversáRio
Feliz AniversáRio
feijoada69
 
Frases para o livro que irei fazer pra mel fronckowiak
Frases para o livro que irei fazer pra mel                 fronckowiakFrases para o livro que irei fazer pra mel                 fronckowiak
Frases para o livro que irei fazer pra mel fronckowiak
Isabella Borges
 
Tristezas da vida
Tristezas da vidaTristezas da vida
Tristezas da vida
Edimauro Costa
 
Inexistente Procurado
Inexistente ProcuradoInexistente Procurado
Inexistente Procurado
Amanda Artioli
 
Vinganças
VingançasVinganças
Vinganças
DhaySouza
 
Nem tudo é perfeito
Nem tudo é perfeitoNem tudo é perfeito
Nem tudo é perfeito
Luisa Pellegrinelli
 
Estranha Perfeicão_Trecho
Estranha Perfeicão_TrechoEstranha Perfeicão_Trecho
Estranha Perfeicão_Trecho
LuhFigueiredos
 
Dia dos afectos
Dia dos afectosDia dos afectos
Dia dos afectos
Cidália Loureiro
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
viniciusmarcos
 
Como Dizia O Poeta
Como Dizia O PoetaComo Dizia O Poeta
Como Dizia O Poeta
guestdfa339
 
Imagens e poesias
Imagens e poesiasImagens e poesias
Imagens e poesias
Ivanete Oliveira
 

Mais procurados (18)

Slides mão escrevendo - 2011 (1)
Slides   mão escrevendo - 2011 (1)Slides   mão escrevendo - 2011 (1)
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
 
Recanto das letras carol
Recanto das letras   carolRecanto das letras   carol
Recanto das letras carol
 
Missão 13 - Julho
Missão 13 - JulhoMissão 13 - Julho
Missão 13 - Julho
 
Tarde Demais
Tarde DemaisTarde Demais
Tarde Demais
 
1 capitulo traida
1 capitulo traida1 capitulo traida
1 capitulo traida
 
Elas - Ruben Aguiar
Elas - Ruben AguiarElas - Ruben Aguiar
Elas - Ruben Aguiar
 
A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão A Luz e a Escuridão
A Luz e a Escuridão
 
Feliz AniversáRio
Feliz AniversáRioFeliz AniversáRio
Feliz AniversáRio
 
Frases para o livro que irei fazer pra mel fronckowiak
Frases para o livro que irei fazer pra mel                 fronckowiakFrases para o livro que irei fazer pra mel                 fronckowiak
Frases para o livro que irei fazer pra mel fronckowiak
 
Tristezas da vida
Tristezas da vidaTristezas da vida
Tristezas da vida
 
Inexistente Procurado
Inexistente ProcuradoInexistente Procurado
Inexistente Procurado
 
Vinganças
VingançasVinganças
Vinganças
 
Nem tudo é perfeito
Nem tudo é perfeitoNem tudo é perfeito
Nem tudo é perfeito
 
Estranha Perfeicão_Trecho
Estranha Perfeicão_TrechoEstranha Perfeicão_Trecho
Estranha Perfeicão_Trecho
 
Dia dos afectos
Dia dos afectosDia dos afectos
Dia dos afectos
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
 
Como Dizia O Poeta
Como Dizia O PoetaComo Dizia O Poeta
Como Dizia O Poeta
 
Imagens e poesias
Imagens e poesiasImagens e poesias
Imagens e poesias
 

Destaque

Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
CCNAResources
 
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
Warnet Raha
 
Bnc uk election-facts-inequality
Bnc uk election-facts-inequalityBnc uk election-facts-inequality
Bnc uk election-facts-inequality
The Economist Educational Foundation
 
The legend of Fionn MacCool
The legend of Fionn MacCoolThe legend of Fionn MacCool
The legend of Fionn MacCool
soniacasellas14
 
Life goals peribadi & organisasi
Life goals peribadi & organisasiLife goals peribadi & organisasi
Life goals peribadi & organisasi
Jamaluddin Abdullah
 
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
ahmed serag
 
Poster nano spain2012
Poster nano spain2012Poster nano spain2012
Poster nano spain2012
David Lago Cachón
 
Jan 2015 funding opps webinar jan 13
Jan 2015 funding opps webinar jan 13Jan 2015 funding opps webinar jan 13
Jan 2015 funding opps webinar jan 13
Martha Young
 
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en ChilpancingoAprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
Mario Moreno Arcos
 
Facebook template
Facebook templateFacebook template
Facebook template
dawncurriescott
 
Saludos a todas y todos nuevamente para foros
Saludos a todas y todos nuevamente para forosSaludos a todas y todos nuevamente para foros
Saludos a todas y todos nuevamente para foros
JR Consulting
 
eG VM Monitor
eG VM MonitoreG VM Monitor
eG VM Monitor
Paul Bird
 
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
Mario Moreno Arcos
 
recreational activities by SW students in disaster affected area
recreational activities by SW students in disaster affected arearecreational activities by SW students in disaster affected area
recreational activities by SW students in disaster affected area
AChing May
 
Present school e_book Torma
Present school e_book TormaPresent school e_book Torma
Present school e_book Torma
yllesaalik
 

Destaque (15)

Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
Lab08 Rip Routing (Ccna4.Com)
 
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
Makalah pengaruh industri terhadap perubahan sosial pada masyarakat pinggiran...
 
Bnc uk election-facts-inequality
Bnc uk election-facts-inequalityBnc uk election-facts-inequality
Bnc uk election-facts-inequality
 
The legend of Fionn MacCool
The legend of Fionn MacCoolThe legend of Fionn MacCool
The legend of Fionn MacCool
 
Life goals peribadi & organisasi
Life goals peribadi & organisasiLife goals peribadi & organisasi
Life goals peribadi & organisasi
 
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
مجلة الشعر - ربيع 2008 - عدد 129
 
Poster nano spain2012
Poster nano spain2012Poster nano spain2012
Poster nano spain2012
 
Jan 2015 funding opps webinar jan 13
Jan 2015 funding opps webinar jan 13Jan 2015 funding opps webinar jan 13
Jan 2015 funding opps webinar jan 13
 
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en ChilpancingoAprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
Aprobados MX$ 27.8 millones para prevención del delito en Chilpancingo
 
Facebook template
Facebook templateFacebook template
Facebook template
 
Saludos a todas y todos nuevamente para foros
Saludos a todas y todos nuevamente para forosSaludos a todas y todos nuevamente para foros
Saludos a todas y todos nuevamente para foros
 
eG VM Monitor
eG VM MonitoreG VM Monitor
eG VM Monitor
 
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
Mario Moreno Arcos inauguró la unidad deportiva "Los Pinos"
 
recreational activities by SW students in disaster affected area
recreational activities by SW students in disaster affected arearecreational activities by SW students in disaster affected area
recreational activities by SW students in disaster affected area
 
Present school e_book Torma
Present school e_book TormaPresent school e_book Torma
Present school e_book Torma
 

Semelhante a A última rosa

Epopéia do meu amor
Epopéia do meu amorEpopéia do meu amor
Epopéia do meu amor
wilkerfilipel
 
242411996 o-amor-em-poesia
242411996 o-amor-em-poesia242411996 o-amor-em-poesia
242411996 o-amor-em-poesia
Robson Mendes
 
Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
BiahLovatic
 
Não se apega não
Não se apega nãoNão se apega não
Não se apega não
felipedesouzasz
 
Eu te amo e não sei ate quando te amarei
Eu te amo e não sei ate quando te amareiEu te amo e não sei ate quando te amarei
Eu te amo e não sei ate quando te amarei
55443
 
3 musicas & suas historias
3 musicas & suas historias3 musicas & suas historias
3 musicas & suas historias
Ilumix
 
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vidaTrês músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
Jorge Freitas
 
I. projeto 15
I. projeto 15I. projeto 15
I. projeto 15
barbbessa
 
Amores complicados lilian reis
Amores complicados   lilian reisAmores complicados   lilian reis
Amores complicados lilian reis
Brunna Heiderich
 
Tres Músicas e Suas Historias
Tres Músicas e Suas HistoriasTres Músicas e Suas Historias
Tres Músicas e Suas Historias
Carlos Correa
 
LETICIA
LETICIALETICIA
Garota Impulso Paixão
Garota Impulso PaixãoGarota Impulso Paixão
Garota Impulso Paixão
Exclusiva e Virtual
 
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
Iva Pavan
 
Os olhos já não podem ver
Os olhos já não podem verOs olhos já não podem ver
Os olhos já não podem ver
Vanielle Oliveira
 
Para mulher mais linda desse mundo
Para mulher mais linda desse mundoPara mulher mais linda desse mundo
Para mulher mais linda desse mundo
guest75479a
 
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
Edson Marques
 
Pietro Volta comigo?
Pietro Volta comigo?Pietro Volta comigo?
Pietro Volta comigo?
patriciamissio
 
Três músicas e suas histórias
Três músicas e suas históriasTrês músicas e suas histórias
Três músicas e suas histórias
Bruno Dinardi
 
Tres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas históriasTres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas histórias
guest0c62edcc
 
Tres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas históriasTres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas histórias
guest0c62edcc
 

Semelhante a A última rosa (20)

Epopéia do meu amor
Epopéia do meu amorEpopéia do meu amor
Epopéia do meu amor
 
242411996 o-amor-em-poesia
242411996 o-amor-em-poesia242411996 o-amor-em-poesia
242411996 o-amor-em-poesia
 
Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
 
Não se apega não
Não se apega nãoNão se apega não
Não se apega não
 
Eu te amo e não sei ate quando te amarei
Eu te amo e não sei ate quando te amareiEu te amo e não sei ate quando te amarei
Eu te amo e não sei ate quando te amarei
 
3 musicas & suas historias
3 musicas & suas historias3 musicas & suas historias
3 musicas & suas historias
 
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vidaTrês músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
Três músicas para nos fazer pensar melhor sobre a vida
 
I. projeto 15
I. projeto 15I. projeto 15
I. projeto 15
 
Amores complicados lilian reis
Amores complicados   lilian reisAmores complicados   lilian reis
Amores complicados lilian reis
 
Tres Músicas e Suas Historias
Tres Músicas e Suas HistoriasTres Músicas e Suas Historias
Tres Músicas e Suas Historias
 
LETICIA
LETICIALETICIA
LETICIA
 
Garota Impulso Paixão
Garota Impulso PaixãoGarota Impulso Paixão
Garota Impulso Paixão
 
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
 
Os olhos já não podem ver
Os olhos já não podem verOs olhos já não podem ver
Os olhos já não podem ver
 
Para mulher mais linda desse mundo
Para mulher mais linda desse mundoPara mulher mais linda desse mundo
Para mulher mais linda desse mundo
 
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
Não espere a próxima primavera para sentir o perfume de todas as flores..
 
Pietro Volta comigo?
Pietro Volta comigo?Pietro Volta comigo?
Pietro Volta comigo?
 
Três músicas e suas histórias
Três músicas e suas históriasTrês músicas e suas histórias
Três músicas e suas histórias
 
Tres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas históriasTres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas histórias
 
Tres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas históriasTres músicas e suas histórias
Tres músicas e suas histórias
 

Mais de Jean Souza

CAPÍTULO UM
CAPÍTULO UMCAPÍTULO UM
CAPÍTULO UM
Jean Souza
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
Jean Souza
 
2 o caso da mona lisa loira
2  o caso da mona lisa loira2  o caso da mona lisa loira
2 o caso da mona lisa loira
Jean Souza
 
O caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraO caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraJean Souza
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
Jean Souza
 
Cordel de salvação
Cordel de salvação  Cordel de salvação
Cordel de salvação
Jean Souza
 
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃOCAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
Jean Souza
 
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃCAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
Jean Souza
 
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUSCAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
Jean Souza
 
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTESCAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
Jean Souza
 
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINOCAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
Jean Souza
 
Verônica romances
Verônica romancesVerônica romances
Verônica romances
Jean Souza
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosa
Jean Souza
 
Por do sol
Por do solPor do sol
Por do sol
Jean Souza
 
Verônica romances
Verônica romancesVerônica romances
Verônica romances
Jean Souza
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
Jean Souza
 
O caso do voo 302
O caso do voo 302O caso do voo 302
O caso do voo 302
Jean Souza
 
VERÔNICA ROMANCES
VERÔNICA ROMANCESVERÔNICA ROMANCES
VERÔNICA ROMANCES
Jean Souza
 
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantesVerônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Jean Souza
 

Mais de Jean Souza (19)

CAPÍTULO UM
CAPÍTULO UMCAPÍTULO UM
CAPÍTULO UM
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
2 o caso da mona lisa loira
2  o caso da mona lisa loira2  o caso da mona lisa loira
2 o caso da mona lisa loira
 
O caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa LoiraO caso da Mona Lisa Loira
O caso da Mona Lisa Loira
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
 
Cordel de salvação
Cordel de salvação  Cordel de salvação
Cordel de salvação
 
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃOCAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
CAPÍTULO TRÊS - JOGO DE SEDUÇÃO
 
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃCAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
CAPÍTULO QUATRO - ROMANCE NO DIVÃ
 
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUSCAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
CAPÍTULO DOIS - FLOR DE LÓTUS
 
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTESCAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
CAPÍTULO UM - O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
 
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINOCAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
CAPÍTULO CINCO - PASSOS DO DESTINO
 
Verônica romances
Verônica romancesVerônica romances
Verônica romances
 
A última rosa
A última rosaA última rosa
A última rosa
 
Por do sol
Por do solPor do sol
Por do sol
 
Verônica romances
Verônica romancesVerônica romances
Verônica romances
 
1 o caso do voo 302
1  o caso do voo 3021  o caso do voo 302
1 o caso do voo 302
 
O caso do voo 302
O caso do voo 302O caso do voo 302
O caso do voo 302
 
VERÔNICA ROMANCES
VERÔNICA ROMANCESVERÔNICA ROMANCES
VERÔNICA ROMANCES
 
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantesVerônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
Verônica Romances - CAP.01 O morro dos ventos uivantes
 

Último

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

A última rosa

  • 2. A Última Rosa “Escrevo este livro para presentear a pessoa que hoje me faz querer ser seu amanhã... Apesar de todos os pesares e de todas as barreiras que possam vir a impedir-nos de juntos sermos felizes, a esperança sempre será a última que morrerá!” Antes de começar peço desculpas por ser um jovem iludido e insistente... E sinceramente posso vir a quebrar alguns de nossos tratos. Não vou escrever um conto de fadas,assim como combinamos,mas infelizmente não vejo outra saída se não um final feliz pra nós dois. INTRODUÇÃO O MELHOR DE MIM Não importa o quanto dure um momento especial, ou o que realmente tenha acontecido neste momento... O importante é que estar ao lado de alguém especial torna-te especial. Senti-me assim, e não me arrependo de ter vivido esse momento. Minha melhor amiga, ou melhor, minha irmã, em sua incrível festa de quinze anos me tornou a pessoa mais feliz do mundo.
  • 3. A Última Rosa “From the moment I met you I just knew you'd be mine You touched my hand And I knew that this was gonna be our time I don't ever wanna lose this feeling I don't wanna spend a moment apart...”1 1 Trecho da música Best in me da banda Blue
  • 4. A Última Rosa CAPITULO UM A BREVE PEQUENA HISTÓRIA DE UM EU DESCONHECIDO Nunca fui infeliz, e minha monótona vida de estudante era o suficiente pra mim. Viver no meu mundo sempre foi o que quis, nem me importava em não ter muitos amigos, apenas o suficiente pra continuar. No ano passado encontrei as pessoas que fariam minha vida perfeita ser melhor do que a vida de qualquer um. Sinto-me egoísta por ter toda essa felicidade, e não a trocaria por nada. Dos maiores bem que um homem pode ter, os amigos verdadeiros são os que mais importam. Não existe ninguém que possa explicar o tão grande é o meu amor. Talvez se nos conhecêssemos há mais tempo, houvesse uma tese plausível, mas não; conhecemo-nos há aproximadamente dois anos. Não há amizade mais forte, parece até que somos irmãos de sangue. Quando a conheci apaixonei-me instantaneamente,
  • 5. A Última Rosa e com o passar do tempo e o prolongar da amizade, meu maior medo era que esse sentimento tão puro não fosse recíproco. Confesso que nos tempos atuais ainda tenho um pouco de dúvida, mas já me redimindo, aos poucos venho a perdendo (a dúvida). Sempre me perguntei se o destino havia me pregado uma peça. Se a minha melhor amiga na verdade não deveria ser a minha garota. Mas infelizmente não, não consigo pensar dessa forma e o meu sincero amor de irmão é o suficiente pra nós dois. Eu nunca fui um garoto comum e meu maior presente foi encontrar alguém tão estranho como eu. Juntos nós vivemos e criamos as maiores e mais loucas aventuras, ou desventuras se assim preferir. Um garoto como eu, não é bem aceito no mundo. Não digo que sou um excluído e que sou depressivo ou coisa parecida. É que minha incrível desabilidade com atividades comuns entre garotos, tirando o fato de gostar de meninas, é extremamente forte. Eu sei que você deve estar rindo neste momento e se perguntando: __ Como assim? Mas é simples, eu sou o típico nerd desajeitado e sonhador. Por vezes tentei arriscar uma incrível partida de futebol e
  • 6. A Última Rosa acredite os resultados não foram nada bons. Depois de várias tentativas frustrantes de me incluir nesse meio, desisti, procurando pessoas que tivessem as mesmas dificuldades que eu para me encaixar em algum grupo. Foi aí que conheci minha incrível habilidade de fazer amigos sinceros. Amigos que não ligassem somente pro que eu não era capaz de fazer, e sim amigos que me apoiavam nas minhas escolhas e caminhavam ao me lado me dando força pra mostrar o que tinha de melhor. Foi neste incrível ano mágico – desculpe, eu me esqueci do conto de fadas – bom, foi neste incrível ano que descobri uma das minhas melhores habilidades. Inventando casos absurdos ao lado da minha amiga-irmã, eu acabei por criar a história de um livro que me traria muita felicidade. Descobri então que o meu talento com a criação de histórias e contos era o meu passatempo preferido e aí comecei a escrever e não parei mais. Não quero prolongar muita a história e como o fim pode não ser muito bom, decidi pular as partes trágicas do ano. O fim do ano se aproximava e eu não imaginava que algo mais especial pudesse ainda acontecer naquele ano. Meu coração estava feliz com o que tinha...
  • 7. A Última Rosa CAPITULO DOIS INVERTE-SE O CONTO DA CINDERELA Outra vez me desculpo pela menção ao conto de fadas, mas eu não conseguir me conter – queria poder ver seu rosto neste momento – e infelizmente o capitulo a seguir não foge muito ao titulo. Chega a minhas mãos o passe pra felicidade, o esperado convite de 15 anos da minha querida e tão citada amiga- irmã. Deveria ter dito no capitulo anterior que apesar de ter uma paixão secreta por dança, eu nunca fui muito fã de festas – ia apenas a festas de família e em meus próprios aniversários, evento que se fosse possível eu não iria – e essa era a primeira festa de 15 anos em que eu iria. Sinceramente estava ansioso, não era qualquer festa, eram os 15 anos dela. Mas não nego que tive medo. O que eu faria se ela não pudesse me dar atenção durante a festa? E se meus poucos outros amigos não comparecessem? O que eu faria? Sentiria-me uma agulha num palheiro. Felizmente isso não aconteceu. Senti-me tão à vontade na festa que nem notei as poucas vezes que ela se afastou de mim. Conversei com os colegas de sala e com meus amigos e apesar dos boatos não bebi muito. Apesar de estar no
  • 8. A Última Rosa auge da adolescência onde todos querem curtir ficando bêbados e passando vexames, eu não sou desse estilo. A festa foi se prolongando e minha absurda timidez – me esqueci de comentar, sempre fui excessivamente tímido, melhorei no último ano – foi desaparecendo. Decidi então ir para o espaço de dança com minha inseparável amiga. Foi neste momento que a vi. Você me pareceu um sonho inalcançável. E como eu disse anteriormente: __ Sou o típico nerd desajeitado e SONHADOR. E apesar de parecer uma celebridade, alguém fora da minha realidade; sei que você é apenas uma pessoa comum. “I'm just an ordinary girl! Sometimes I'm lazy I get bored I get scared I feel ignored I feel happy, I get silly I choke on my own words I make wishes, I have dreams And I still want to believe Anything can happen in this world”2 2 Trecho da musica Ordinary Girl da Miley Cyrus
  • 9. A Última Rosa Aproximei-me sem jeito e você me olhou. Minha respiração falhou e eu te vi sorrir. Retribuí o sorriso e você se aproximou. __ Você é amigo da Rapha? –você me perguntou. As palavras me faltaram e eu simplesmente confirmei com a cabeça. Você voltou a sorrir e a dançar comigo. Começamos a conversar e minha respiração falhava em cada palavra sua. “Neste momento tocou uma musica romântica. Você tomou a iniciativa e me chamou pra dançar. Eu desajeitado aceitei. Dançamos e eu me senti sozinho com você, dançando sobre a luz da lua. Alguém me empurrou e nossos rostos se aproximaram. __ Uma garota nunca tira o batom... – você me disse. __ Por isso o beijo só acontece no final do encontro. – completei a frase. ” Neste momento um garoto se aproximou e eu acordei do meu incrível sonho. Ainda dançávamos o ótimo playlist escolhido pela aniversariante. E infelizmente a dança romântica nunca aconteceu. Minha timidez me travou – me odeio por isso – ao vê-la conversando com o outro garoto. Pensei imediatamente
  • 10. A Última Rosa que vocês tinham alguma coisa. Sem me despedir de você saí do salão de dança e voltei pra a mesa com meus amigos. A festa continuou e eu me sentia triste. Mas como em conto de fadas, uma colega – hoje minha insuportavelmente adorada amiga – se aproximou de mim e me perguntou se eu estava com você. Eu timidamente respondi que não. E ela cochichou em meu ouvido: __ Não foi isso que ela me disse... E outra vez meu coração falhou. Sorri para ela e voltei ao salão de dança. Você ainda conversava com o garoto, mas eu não me importei. Aproximei-me e você voltou a sorrir pra mim. – eu já disse que adoro seu sorriso? A noite passou e continuamos ali. E quando finalmente resolvi tomar uma atitude, um amigo se aproximou de mim. __ Seu pai está te esperando lá fora, ele veio te buscar. Felizmente já havia se passado da meia noite, caso contrário, seria o perfeito conto de fadas, porém o personagem principal seria o príncipe e não a princesa.
  • 11. A Última Rosa “Like a skyscraper As the smoke clears I awaken, and untangle you from me Would it make you, feel better to watch me while I bleed? All my windows, still are broken But I'm standing on my feet”3 Enfim, termina-se o ano e eu fico sozinho apenas vivendo de boatos. Vivendo de sonhos que não se tornaram realidade. Vivendo do beijo que não aconteceu... 3 Trecho da música Skyscraper da Demi Lovato
  • 12. A Última Rosa CAPITULO TRÊS E HOJE? TORNEI-ME UM HUMORISTA APAIXONADO E hoje eu quero viver na realidade, fazer de meus sonhos o nosso presente. O novo ano foi ainda melhor que o anterior. Aqueles que eram colegas se tornaram amigos e eu me vi dentro de uma verdadeira família. As antigas amizades se tornaram mais fortes e eu seria injusto se não contasse que encontrei outros amigos-irmãos. A influência da minha amiga-irmã ficou ainda mais forte e o meu elo com meus livros – até aí já havia escrito no mínimo seis livros e nenhum resistiu aos meus ataques de bipolaridade, apenas o primeiro e o melhor; até eu escrever este é claro – se fortaleceu como o meu desejo de crescer como pessoa, aceitando mais abertamente que o meu mundo não poderia pra sempre ser somente meu. Eu mudei muito neste ano, mas o melhor de mim ainda vive. Não vou mentir que não me apaixonei por outras pessoas depois daquela festa. Mas sempre ouve um espaço reservado, a sua área vip continuava intacta a sua espera.
  • 13. A Última Rosa Não vem ao caso contar os meus casos secretos de amor e desilusão durante o ano. Pra mim todo amor é importante e eles sempre viveram em mim; mas nenhum me trouxe nem por um momento a felicidade que vive durante aquele sonho. Meses se passaram e talvez por coincidência ou por simples obra do destino, você voltou a mim. Infelizmente não pessoalmente, mas depois do nosso reencontro virtual e comecei a pensar que o Windows Live Messenger deveria se chamar Windows Love Messenger, em uma tradução tosca, janela de mensagens de amor. Às vezes o amor nos deixa bobo, começamos a perceber quando fazemos piadinhas sem graça sobre ele. Recomeçamos a nossa conversa, a falar sobre nós mesmos. Você me estranhou quando disse que gostava dos livros da Saga Crepúsculo – lembro que ri de mim mesmo nesse dia – e por vezes nos vimos falar de nós mesmos. Um dia resolvi tocar no assunto da festa. Contei-lhe os boatos que haviam surgido e você riu – imagino que sem graça – eu disse que não me importava com isso e você disse o mesmo. Depois de semanas – que pra mim pareceram meses - conversando sobre esse e outros assuntos, eu decidi soltar
  • 14. A Última Rosa uma cantada barata. Você riu, mas pareceu gostar. Você gostava quando eu fazia alguma brincadeira e piadinha então eu me tornei o humorista apaixonado. E então eu me declarei. Essa cena eu terei que descrever com detalhes. Jean diz... __ Sabe aquele boato de que nós estávamos juntos na festa de Rapha, eu queria te falar uma coisa sobre ele... _Lô diz: - no meu MSN seu nome aparece assim – __ Pode falar Jean diz... __ Eu já te falei da minha timidez? Pode não parecer, mas eu sou muuuuito tímido. Não vou conseguir falar. _Lô diz... __ Tive uma idéia, eu vou sair aí você fala e depois eu volto e vejo. Jean diz... __ Não muda muito a situação, mas pode dar certo. _Lô acaba de sair dessa conversa.
  • 15. A Última Rosa Então eu digitei. Escrevi o que sentia e você voltou e viu a mensagem. Esperei ansioso por uma resposta sua e você simplesmente me disse que achava legal. Depois se passaram alguns dias e nós não conversamos. Tive medo que tivesse feito algo errado, ou que você não gostasse de mim. Então você voltou e eu te pedi uma resposta. Você me disse que não podia dizer o que sentia porque ainda não sabia. Conversamos muito, e eu te disse que não desistiria. Os dias foram se estendendo e eu te enviei um depoimento no Orkut. Alguns dias depois você o aceitou e começou a me dar sinais de que eu estava indo pelo caminho certo. No mês seguinte te enchi de depoimentos e de homenagens no meu subnick. Todos os meus amigos incentivavam-me e eu me senti mais forte.
  • 16. A Última Rosa FINAL A ÚLTIMA ROSA E agora estou aqui, são exatamente meia noite e quinze minutos e estou acordado escrevendo esse livro como prova do que sinto por você. Nossa história ainda é pequena, mas este é o fim do livro. Você não queria um final clichê; onde os mocinhos terminassem felizes para sempre. Neste livro os mocinhos não terminam juntos e felizes no final. Mas este é o final do livro e não o nosso. Esta historia não é um conto de fadas, mas a nossa pode ser diferente. Esta pode parecer à última rosa, a minha última tentativa, mas não é. Podemos escrever juntos os próximos livros e o final deles poderá ou não ser felizes, mas o nosso sempre será. FIM
  • 17. A Última Rosa Considerações finais: As suas musicas preferidas, Agora também são as minhas E elas a partir desse momento Fazem parte da nossa história. Agradecimentos: Primeiramente a Deus – que apesar de eu não ser muito religioso – me deu o maravilhoso dom de me expressar através dos meus livros. Em seguida a minha melhor amiga, Raphaella Drumond, por me ensinar que o amor pode ser o elo entre duas pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidas. A minha querida amiga, Isabella Simões que com a sua incrível habilidade de apimentar as coisas, me fez perceber que o eu estava sentindo... E claro, o meu querido novo primo Willer por estar ao meu lado e contra todos os meus concorrentes.