SlideShare uma empresa Scribd logo
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
Do grego: platys – plano e helmintes – vermes
Planárias e Tênias
Verme: animais invertebrados de corpo cilíndrico e rastejantes.
Podem ser de vida livre (água doce e salgada) e parasitas.
Simetria bilateral, triblástico, acelomado, protostômios
PORÍFEROS  CNIDÁRIOS  PLATELMINTOS
Cavidade gastrovascular: filtrador  predador
Simetria bilateral associada à maior capacidade de movimentação
Terceiro folheto germinativo (mesoderme)  desenvolvimento de novas
estruturas corporais e musculatura mais eficiente.
Formado por dois gânglios cerebrais (concentração de corpo de neurônios)
Cordões nervosos (axônios) longitudinais, unidos por conectivos transversais
Forma de escada
Incompleto
Boca com posição ventral e mediana
Enzimas digestivas (digestão parcial)  ingestão do alimento
Faringe conduz o alimento para o intestino
Digestão extra e intracelular
Restos não digeridos  eliminados pela boca
Não apresentam sistema circulatório, nem respiratório
Sistema excretor formado por protonefrídeos estruturas tubulares com células
especializadas na coleta e remoção de excretas, denominadas células-flama;
Liberam excesso de água e outros resíduos metabólicos para o meio.
Estrutura do
Protonefrídio
ASSEXUADA
Fragmentação espontânea
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
SEXUADA
Hermafroditas
Fecundação cruzada e interna
Desenvolvimento direto
Desenvolvimento externo (casulos)
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
Classe Turbellaria – Vida livre (Planária)
Classe Trematoda – Parasitas com ventosas de fixação (Esquistossomo)
Classe Cestoda – Parasitas com corpo formado por segmentos (Tênia)
CLASSE TURBELLARIA
Platelminto de vida livre (planárias)
Vivem em ambientes marinhos, dulcícolas e terra firme úmida
Apresentam:
• Ocelos (fotorreceptores)
• Aurículas (quimiorreceptores)
CLASSE TREMATODA
Apresentam uma ou duas ventosas usadas na fixação ao corpo do
hospedeiro
Revestimento do corpo modificado, proteção contra substâncias produzidas
pelo hospedeiro
Pela superfície corpórea: Absorção de nutrientes, trocas gasosas, liberação
de excretas
Sexos separados
Dimorfismo sexual
CLASSE TREMATODA
Eletromicrografia de varredura do Schistosoma mansoni, onde podemos
observar a boca, na extremidade do corpo, e a ventosa, na superfície ventral
CLASSE CESTODA
Parasitas intestinais
Não tem boca nem demais estruturas do sistema digestório
Nutrientes obtidos por pinocitose
Podem atingir 10 m de comprimento
Estrobilização  Proglótides
Hermafroditas  Autofecundação
Causador:
Doença causada pelo platelminto conhecido como esquistossomo. Ele
parasita os vasos sanguíneos humanos e absorvem nutrientes presentes no
sangue e podem causar o entupimento dos vasos sanguíneos.
Sintomas:
Inflamação do fígado e do baço, dores abdominais, fraqueza, aumento no
volume do abdome (barriga-d’água).
Barriga-d’água
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
Prevenção:
Evitar que esgoto sem tratamento chegue a rios e lagos.
Evitar andar descalço ou ter contato direto com as larvas na água.
Educar a comunidade sobre o controle da doença e medidas de prevenção.
Em último caso, combater o caramujo.
Causador:
A teníase é causada por platelmintos conhecidos como tênias ou solitárias
que habitam o intestino humano.
O porco é hospedeiro da Taenia solium e o boi é hospedeiro da Taenia
saginata.
Sintomas:
Anemia, fraqueza, fome constante e até obstruções intestinais e apendicite.
monóicos e digenéticos;
Taenia solium  porco + homem
Taenia saginata  boi + homem
autofecundação na proglótide sexualmente madura - formação de ovos;
proglótides grávidas são eliminadas com as fezes da pessoa;
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
Prevenção:
Evitar consumo de carne suína e bovina crua ou malcozida.
Implantação de saneamento básico.
O tratamento das pessoas doentes é imprescindível para impedir a
propagação da doença.
Causador:
A cisticercose é causada por platelmintos conhecidos como tênias ou
solitárias que habitam o intestino humano.
Ela ocorre quando uma pessoa ingere os ovos da tênia do porco,
encontrados em frutas, legumes ou verduras contaminados e mal lavados.
Sintomas:
A gravidade desse tipo de contaminação depende de onde o cisticerco se
instala. Em casos mais graves, formam-se cisticercos no cérebro, causando
lesões irreversíveis.
AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx
Carne de porco infectada por
cisticercos
Cisticercose cerebral
Olho com cisticercose Cérebro com
cisticercose
Prevenção:
Implantação de saneamento básico.
Lavar bem os alimentos que são consumidos crus como frutas e hortaliças.
Beber apenas água tratada.
Lavar sempre as mãos e evitar levar à boca objetos e mãos sujas.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx

Zoologia invertebrados
Zoologia invertebradosZoologia invertebrados
Zoologia invertebrados
Jamille Nunez
 
Reino Animal 88
Reino Animal 88Reino Animal 88
Reino Animal 88
samuel nascimento
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
Niane Pereira
 
Reino animal invertebrados
Reino animal   invertebradosReino animal   invertebrados
Reino animal invertebrados
Caroline Angeli Sancio
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
Flávio Booz
 
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+AnelideosPlatelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
Vitor Maciel
 
Reino protista (protozoarios)
Reino protista (protozoarios)Reino protista (protozoarios)
Reino protista (protozoarios)
Nome Sobrenome
 
Zoo invert
Zoo invertZoo invert
Zoo invert
marinadapieve
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
betahanke10
 
Biologia - Protozoários
Biologia - ProtozoáriosBiologia - Protozoários
Biologia - Protozoários
Estude Mais
 
PROTOZOARIOS.pdf
PROTOZOARIOS.pdfPROTOZOARIOS.pdf
PROTOZOARIOS.pdf
MarciaRodrigues615662
 
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Uiles Martins
 
Platelmintos
Platelmintos Platelmintos
Platelmintos
Fabio Dias
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
Valentina Queiroz
 
Filo platyhelmintes platelmintos
Filo platyhelmintes platelmintosFilo platyhelmintes platelmintos
Filo platyhelmintes platelmintos
Estude Mais
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
eebniltonkucker
 
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
LedaMariadaSilva1
 
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
Joélia Sousa
 
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
irenildamarquessanto
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
GabrielaMansur
 

Semelhante a AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx (20)

Zoologia invertebrados
Zoologia invertebradosZoologia invertebrados
Zoologia invertebrados
 
Reino Animal 88
Reino Animal 88Reino Animal 88
Reino Animal 88
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Reino animal invertebrados
Reino animal   invertebradosReino animal   invertebrados
Reino animal invertebrados
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+AnelideosPlatelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
Platelmintos+Nematodeos+Moluscos+Anelideos
 
Reino protista (protozoarios)
Reino protista (protozoarios)Reino protista (protozoarios)
Reino protista (protozoarios)
 
Zoo invert
Zoo invertZoo invert
Zoo invert
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Biologia - Protozoários
Biologia - ProtozoáriosBiologia - Protozoários
Biologia - Protozoários
 
PROTOZOARIOS.pdf
PROTOZOARIOS.pdfPROTOZOARIOS.pdf
PROTOZOARIOS.pdf
 
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
 
Platelmintos
Platelmintos Platelmintos
Platelmintos
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Filo platyhelmintes platelmintos
Filo platyhelmintes platelmintosFilo platyhelmintes platelmintos
Filo platyhelmintes platelmintos
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
 
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
Platelmintos.ppt Aula sobre verminoses..
 
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
210220220849414. Platelmintos (1).ppt ciências biologia
 
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
21fbsdbfheble0220220849414. Platelmintos.ppt
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 

Mais de Tatiane Fernandes

sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.pptsistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
Tatiane Fernandes
 
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
Tatiane Fernandes
 
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
Tatiane Fernandes
 
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
Tatiane Fernandes
 
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
Tatiane Fernandes
 
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.pptu,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
Tatiane Fernandes
 
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.pptapresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
Tatiane Fernandes
 
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptxParasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
Tatiane Fernandes
 
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptxSistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
Tatiane Fernandes
 
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptxaula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
Tatiane Fernandes
 
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptxaula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
Tatiane Fernandes
 
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptxlaboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
Tatiane Fernandes
 
som-aula.ppt
som-aula.pptsom-aula.ppt
som-aula.ppt
Tatiane Fernandes
 
Proteina_aula1 (1).ppt
Proteina_aula1 (1).pptProteina_aula1 (1).ppt
Proteina_aula1 (1).ppt
Tatiane Fernandes
 
Grupo 7 - Dislipidemia.pptx
Grupo 7 - Dislipidemia.pptxGrupo 7 - Dislipidemia.pptx
Grupo 7 - Dislipidemia.pptx
Tatiane Fernandes
 

Mais de Tatiane Fernandes (15)

sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.pptsistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
sistemaurinrio-230922200503-503b3c21.ppt
 
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
302177gvhgvhggvhjhbjhjhbjbjbjhbjhvfcf0.ppt
 
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
858836jnljijliihuugyuftrtdtreserzexgfc8.ppt
 
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
16257hhfjshefhfhshuihfurhiufiesuhihfiuhksdjj62.ppt
 
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
326438njdfvmndbcbhddkdklspoeeudnncb1.ppt
 
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.pptu,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
u,d,ds,.s,d.s,.d,çwleç,,d,nit 5. Tapeworms.ppt
 
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.pptapresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
apresentaodourados10102007-090912180506-phpapp02.ppt
 
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptxParasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
Parasitologiuuhbbbggvhvhgcgfcgcia (2).pptx
 
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptxSistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
Sistematica classificacao e biodiversidade (2).pptx
 
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptxaula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
aula18-1608272kklllllllllllllllljjjj30346.pptx
 
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptxaula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
aula01-introducaoamicrobiologia-120314115224-phpapp01 (2).pptx
 
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptxlaboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
laboratorios-11,l0604065424-phpapp01.pptx
 
som-aula.ppt
som-aula.pptsom-aula.ppt
som-aula.ppt
 
Proteina_aula1 (1).ppt
Proteina_aula1 (1).pptProteina_aula1 (1).ppt
Proteina_aula1 (1).ppt
 
Grupo 7 - Dislipidemia.pptx
Grupo 7 - Dislipidemia.pptxGrupo 7 - Dislipidemia.pptx
Grupo 7 - Dislipidemia.pptx
 

Último

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 

Último (20)

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 

AULA-14-E-15-PLATEdjdsjkjdsklLMINTOS.pptx

  • 2. Do grego: platys – plano e helmintes – vermes Planárias e Tênias Verme: animais invertebrados de corpo cilíndrico e rastejantes. Podem ser de vida livre (água doce e salgada) e parasitas. Simetria bilateral, triblástico, acelomado, protostômios
  • 3. PORÍFEROS  CNIDÁRIOS  PLATELMINTOS Cavidade gastrovascular: filtrador  predador Simetria bilateral associada à maior capacidade de movimentação Terceiro folheto germinativo (mesoderme)  desenvolvimento de novas estruturas corporais e musculatura mais eficiente.
  • 4. Formado por dois gânglios cerebrais (concentração de corpo de neurônios) Cordões nervosos (axônios) longitudinais, unidos por conectivos transversais Forma de escada
  • 5. Incompleto Boca com posição ventral e mediana Enzimas digestivas (digestão parcial)  ingestão do alimento Faringe conduz o alimento para o intestino Digestão extra e intracelular Restos não digeridos  eliminados pela boca
  • 6. Não apresentam sistema circulatório, nem respiratório Sistema excretor formado por protonefrídeos estruturas tubulares com células especializadas na coleta e remoção de excretas, denominadas células-flama; Liberam excesso de água e outros resíduos metabólicos para o meio. Estrutura do Protonefrídio
  • 9. SEXUADA Hermafroditas Fecundação cruzada e interna Desenvolvimento direto Desenvolvimento externo (casulos)
  • 11. Classe Turbellaria – Vida livre (Planária) Classe Trematoda – Parasitas com ventosas de fixação (Esquistossomo) Classe Cestoda – Parasitas com corpo formado por segmentos (Tênia)
  • 12. CLASSE TURBELLARIA Platelminto de vida livre (planárias) Vivem em ambientes marinhos, dulcícolas e terra firme úmida Apresentam: • Ocelos (fotorreceptores) • Aurículas (quimiorreceptores)
  • 13. CLASSE TREMATODA Apresentam uma ou duas ventosas usadas na fixação ao corpo do hospedeiro Revestimento do corpo modificado, proteção contra substâncias produzidas pelo hospedeiro Pela superfície corpórea: Absorção de nutrientes, trocas gasosas, liberação de excretas Sexos separados Dimorfismo sexual
  • 14. CLASSE TREMATODA Eletromicrografia de varredura do Schistosoma mansoni, onde podemos observar a boca, na extremidade do corpo, e a ventosa, na superfície ventral
  • 15. CLASSE CESTODA Parasitas intestinais Não tem boca nem demais estruturas do sistema digestório Nutrientes obtidos por pinocitose Podem atingir 10 m de comprimento Estrobilização  Proglótides Hermafroditas  Autofecundação
  • 16. Causador: Doença causada pelo platelminto conhecido como esquistossomo. Ele parasita os vasos sanguíneos humanos e absorvem nutrientes presentes no sangue e podem causar o entupimento dos vasos sanguíneos. Sintomas: Inflamação do fígado e do baço, dores abdominais, fraqueza, aumento no volume do abdome (barriga-d’água).
  • 19. Prevenção: Evitar que esgoto sem tratamento chegue a rios e lagos. Evitar andar descalço ou ter contato direto com as larvas na água. Educar a comunidade sobre o controle da doença e medidas de prevenção. Em último caso, combater o caramujo.
  • 20. Causador: A teníase é causada por platelmintos conhecidos como tênias ou solitárias que habitam o intestino humano. O porco é hospedeiro da Taenia solium e o boi é hospedeiro da Taenia saginata. Sintomas: Anemia, fraqueza, fome constante e até obstruções intestinais e apendicite.
  • 21. monóicos e digenéticos; Taenia solium  porco + homem Taenia saginata  boi + homem autofecundação na proglótide sexualmente madura - formação de ovos; proglótides grávidas são eliminadas com as fezes da pessoa;
  • 23. Prevenção: Evitar consumo de carne suína e bovina crua ou malcozida. Implantação de saneamento básico. O tratamento das pessoas doentes é imprescindível para impedir a propagação da doença.
  • 24. Causador: A cisticercose é causada por platelmintos conhecidos como tênias ou solitárias que habitam o intestino humano. Ela ocorre quando uma pessoa ingere os ovos da tênia do porco, encontrados em frutas, legumes ou verduras contaminados e mal lavados. Sintomas: A gravidade desse tipo de contaminação depende de onde o cisticerco se instala. Em casos mais graves, formam-se cisticercos no cérebro, causando lesões irreversíveis.
  • 26. Carne de porco infectada por cisticercos Cisticercose cerebral
  • 27. Olho com cisticercose Cérebro com cisticercose
  • 28. Prevenção: Implantação de saneamento básico. Lavar bem os alimentos que são consumidos crus como frutas e hortaliças. Beber apenas água tratada. Lavar sempre as mãos e evitar levar à boca objetos e mãos sujas.