SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
PESL (Programa de Educação em Software Livre)
Curso Básico de JAVA
Aula 2
Roteiro da Aula:


Primeiros Exemplos.
Primeiros Exemplos:
Já se tornou clássica a idéia de que para aprender uma nova linguagem de programação não se
deve ir direto à descrição sua formal. Ao invés disso, é melhor examinar cuidadosamente um
pequeno programa escrito nessa linguagem, o mais simples possível, mas que permita "quebrar
o gelo". Isso faz sentido pois, por exemplo, quando vamos aprender Inglês, ou outro idioma
qualquer, não iniciamos com a leitura compenetrada de um livro de gramática, mas aprendemos
algumas estruturas simples e procuramos exercitá-las, adiando o estudo rigoroso para quando
estivermos suficientemente maduros. Ao compreender as diversas partes componentes do
exemplo, já teremos dado um grande passo para podermos escrever qualquer programa.
...
Seguindo essa linha, apresentamos nosso primeiro programa, o clássico "Alô pessoal!". O
objetivo deste programa é simplesmente escrever na tela a frase "Alô pessoal!". Vejamos como
é o código fonte:
public class AloPessoal {
public static void main(String args[]) {
System.out.println("Alo pessoal!");
}
}
Digitando o Programa
Que tal colocarmos a mão na massa e digitarmos esse programinha? Para isso, é
recomendável utilizar um editor de texto simples como o Notepad ou Bloco de
Notas do Windows. Se estiver no Unix, use preferencialmente o TextEdit ou o vi. O
nome do arquivo deve ser exatamente igual ao nome que aparece após a palavra
class na primeira linha do programa e dever ter .java como sufixo. Assim sendo, o
nome deverá ser "AloPessoal.java". Cuidado para digitar corretamente as maiúsculas
e minúsculas, pois a linguagem Java é sensível ao tipo de caixa das letras.
Compilando o Programa
Para criar o código binário, chamamos o compilador Java através da linha de comando, do
seguinte modo:

javac AloPessoal.java
Com isso, será criado um arquivo binário (desde que tudo corra bem) com mesmo nome do
arquivo original, mas com sufixo .class no lugar de .java. No nosso caso, teríamos um
arquivo AloPessoal.class. Entre as (muitas) coisas que poderiam dar errado nesse momento, o
código fonte pode conter erros. Esse não deverá ser o caso, se tiver digitado o programa
exatamente como aparece acima. Se, porém, o compilador emitir mensagens de erro, será
preciso identificar as linhas que estão incorretas, corrigí-las no editor, e chamar o compilador
novamente. As linhas que contém algum tipo de incorreção são listadas pelo compilador
juntamente com seu número, facilitando sua localização no editor.
Executado o Programa
Para podermos executar o programa é necessário chamar o interpretador Java, pois, como
vimos, os bytecodes foram feitos para rodar em uma Java Virtual Machine. Podemos fazê-lo do
seguinte modo:
Java [nome da classe]
onde [nome da classe] é o nome do arquivo sem o sufixo .class. Em nosso caso, este
será AloPessoal. Ao executar o programa, ele deverá exibir na tela a frase:

Alo pessoal!
Se isto não ocorrer, volte atrás e verifique se o programa foi digitado exatamente como aparece
na listagem acima.

Este é um programa muito simples. Porém, a boa compreensão das estruturas presentes nele
deverá permitir a programação fluente em Java em pouco tempo.
Entendendo a Estrutura do Programa
. Todo programa Java, deve conter ao menos uma declaração da forma
public class [nome] {

public static void main(String args[]) {
...
}
}
Onde [nome] é o nome da classe e a parte "..." é o código Java válido, a ser executado no
programa. O nome de uma classe é um identificador, como qualquer outro presente no
programa, porisso não deve conter espaços ou outros caracteres gráficos, isto é, deve ser um
nome composto de uma seqüência de caracteres que seja válida para um identificador. Outros
exemplos de identificadores são nomes de variáveis, nomes de comandos, etc.
...
Vamos adiar um pouco a complicação sobre o que vem a ser uma classe, pois isso depende de
alguns conceitos da programação orientada a objetos. Por hora, vamos apenas aceitar que todo
programa Java deve conter ao menos uma classe, e que é dentro de uma classe que vão os
dados e os procedimentos. Notemos ainda que todo programa Java (mas não as applets) deve
ter uma classe dotada de um procedimento chamado main. Os procedimentos em Java são
chamadosmétodos. Os métodos encerram um conjunto de declarações de dados e de comandos
que são executados mediante a chamada do método por seu nome. Vamos estudar
os métodos em detalhe mais adiante. O método main é o ponto onde se dá o início da execução
do programa, isto é, um método chamado automaticamente pela JVM.
...
Voltando ao nosso programinha AloPessoal, o código a ser executado é
System.out.println(“Alo pessoal!”);

System.out.println é o nome de uma função que serve para escrever informações textuais na
tela. Os dados a serem escritos, devem estar delimitados entre os parênteses "(" e ")". "Alo
pessoal!" é uma frase. Em computação, uma palavra ou uma frase que tenha função literal é
denominada string. Em Java, a representação de uma string constante se dá colocando os
caracteres entre aspas, por exemplo: "Imagem", "Rio de Janeiro", "Brasília", etc, são strings
constantes.
Note que existe um ; (ponto e vírgula) no final da linha, logo após o ")". Em Java, é obrigatório
colocar um ponto e vírgula após cada comando. Isso porque um comando pode ser quebrado
em múltiplas linhas, sendo necessário sinalizar de algum modo onde é que o comando
termina.
...
Java é sensível ao tipo de caixa, isto é, distingue caixa alta (maiúsculo) da caixa
baixa (minúsculo). Os programadores acostumados a linguagem C e C++ vão certamente
sentir-se em casa; porém os programadores acostumados à linguagem PASCAL devem ficar
mais atentos.

FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Java introdução ao java
Java   introdução ao javaJava   introdução ao java
Java introdução ao java
Armando Daniel
 
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chavePoo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Denis Sobrenome
 
Java orientação a objetos (interfaces)
Java   orientação a objetos (interfaces)Java   orientação a objetos (interfaces)
Java orientação a objetos (interfaces)
Armando Daniel
 
Poo1 aula 1 - java - história e introdução
Poo1   aula 1 - java -  história e introduçãoPoo1   aula 1 - java -  história e introdução
Poo1 aula 1 - java - história e introdução
Denis Sobrenome
 
classes_objetos_ e_cia_em_java
classes_objetos_ e_cia_em_javaclasses_objetos_ e_cia_em_java
classes_objetos_ e_cia_em_java
Bel Arts
 

Mais procurados (20)

Java introdução ao java
Java   introdução ao javaJava   introdução ao java
Java introdução ao java
 
Java13
Java13Java13
Java13
 
Boas práticas de programação em C# .NET
Boas práticas de programação em C# .NETBoas práticas de programação em C# .NET
Boas práticas de programação em C# .NET
 
Ficha teorica aula_input_reader
Ficha teorica aula_input_readerFicha teorica aula_input_reader
Ficha teorica aula_input_reader
 
C# 6.0 - Novos Recursos (Agosto/2015)
C# 6.0 - Novos Recursos (Agosto/2015)C# 6.0 - Novos Recursos (Agosto/2015)
C# 6.0 - Novos Recursos (Agosto/2015)
 
Listas (parte 2 de 3)
Listas (parte 2 de 3)Listas (parte 2 de 3)
Listas (parte 2 de 3)
 
Java3
Java3Java3
Java3
 
Java - Primeiros passos
Java - Primeiros passosJava - Primeiros passos
Java - Primeiros passos
 
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chavePoo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
 
Java orientação a objetos (interfaces)
Java   orientação a objetos (interfaces)Java   orientação a objetos (interfaces)
Java orientação a objetos (interfaces)
 
Java5
Java5Java5
Java5
 
Spring framework 2.5
Spring framework 2.5Spring framework 2.5
Spring framework 2.5
 
Curso de Java (Parte 2)
 Curso de Java (Parte 2) Curso de Java (Parte 2)
Curso de Java (Parte 2)
 
Java
JavaJava
Java
 
SFD - C# para a comunidade
SFD - C# para a comunidadeSFD - C# para a comunidade
SFD - C# para a comunidade
 
Poo1 aula 1 - java - história e introdução
Poo1   aula 1 - java -  história e introduçãoPoo1   aula 1 - java -  história e introdução
Poo1 aula 1 - java - história e introdução
 
Palestra: LINQ via C#
Palestra: LINQ via C# Palestra: LINQ via C#
Palestra: LINQ via C#
 
Java 01
Java 01Java 01
Java 01
 
classes_objetos_ e_cia_em_java
classes_objetos_ e_cia_em_javaclasses_objetos_ e_cia_em_java
classes_objetos_ e_cia_em_java
 
Introducao ao C#
Introducao ao C#Introducao ao C#
Introducao ao C#
 

Destaque

Curso Básico de Java - Aula 4
Curso Básico de Java - Aula 4Curso Básico de Java - Aula 4
Curso Básico de Java - Aula 4
PeslPinguim
 
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chavePoo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Denis Sobrenome
 
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
raquelcarsi
 
Aula 02 implementação objeto
Aula 02   implementação objetoAula 02   implementação objeto
Aula 02 implementação objeto
Danilo Alves
 
Apresentação java
Apresentação javaApresentação java
Apresentação java
munosai
 
introdução a linguagem java-2003
introdução a linguagem java-2003introdução a linguagem java-2003
introdução a linguagem java-2003
elliando dias
 
Classes Java , JDBC / Swing / Collections
Classes Java , JDBC / Swing / Collections Classes Java , JDBC / Swing / Collections
Classes Java , JDBC / Swing / Collections
Eduardo Carvalho
 

Destaque (20)

Curso Java Básico - Aula02
Curso Java Básico - Aula02Curso Java Básico - Aula02
Curso Java Básico - Aula02
 
Curso Básico de Java - Aula 4
Curso Básico de Java - Aula 4Curso Básico de Java - Aula 4
Curso Básico de Java - Aula 4
 
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chavePoo1   aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
Poo1 aula 3 - java - comentários instruções e blocos-palavras chave
 
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
Mini Curso Java Day(Eliane Raquel)
 
Curso Java Básico - Aula 03
Curso Java Básico - Aula 03Curso Java Básico - Aula 03
Curso Java Básico - Aula 03
 
Aula 02 implementação objeto
Aula 02   implementação objetoAula 02   implementação objeto
Aula 02 implementação objeto
 
ApresentaçãO De Java
ApresentaçãO De JavaApresentaçãO De Java
ApresentaçãO De Java
 
Apresentação java
Apresentação javaApresentação java
Apresentação java
 
introdução a linguagem java-2003
introdução a linguagem java-2003introdução a linguagem java-2003
introdução a linguagem java-2003
 
Java modulo 01 - Introdução
Java modulo 01 - IntroduçãoJava modulo 01 - Introdução
Java modulo 01 - Introdução
 
Curso de Java - Antonio Alves - Aula 03
Curso de Java - Antonio Alves - Aula 03Curso de Java - Antonio Alves - Aula 03
Curso de Java - Antonio Alves - Aula 03
 
Introdução ao JAVA (linguagem de programação WEB)
Introdução ao JAVA (linguagem de programação WEB)Introdução ao JAVA (linguagem de programação WEB)
Introdução ao JAVA (linguagem de programação WEB)
 
Classes Java , JDBC / Swing / Collections
Classes Java , JDBC / Swing / Collections Classes Java , JDBC / Swing / Collections
Classes Java , JDBC / Swing / Collections
 
Curso Java Basico
Curso Java BasicoCurso Java Basico
Curso Java Basico
 
Aula de Introdução - JAVA
Aula de Introdução  - JAVAAula de Introdução  - JAVA
Aula de Introdução - JAVA
 
Linguagem Java - Conceitos e Técnicas
Linguagem Java - Conceitos e TécnicasLinguagem Java - Conceitos e Técnicas
Linguagem Java - Conceitos e Técnicas
 
Linguagem de Programação Java para Iniciantes
Linguagem de Programação Java para IniciantesLinguagem de Programação Java para Iniciantes
Linguagem de Programação Java para Iniciantes
 
CURSO JAVA - AULA 1 - INTRODUÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO
CURSO JAVA - AULA 1 - INTRODUÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃOCURSO JAVA - AULA 1 - INTRODUÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO
CURSO JAVA - AULA 1 - INTRODUÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO
 
Curso de Java #05 - Swing e JavaFX
Curso de Java #05 - Swing e JavaFXCurso de Java #05 - Swing e JavaFX
Curso de Java #05 - Swing e JavaFX
 
Apostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos JavaApostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos Java
 

Semelhante a Curso Básico de Java - Aula 2

Curso Básico de Java - Aula 3
Curso Básico de Java - Aula 3Curso Básico de Java - Aula 3
Curso Básico de Java - Aula 3
PeslPinguim
 
Linguagem de java
Linguagem de javaLinguagem de java
Linguagem de java
Genique
 

Semelhante a Curso Básico de Java - Aula 2 (20)

01 java fundamentos
01 java fundamentos01 java fundamentos
01 java fundamentos
 
Curso Básico de Java - Aula 3
Curso Básico de Java - Aula 3Curso Básico de Java - Aula 3
Curso Básico de Java - Aula 3
 
Aula 1 - Java - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 1 - Java - Prof.ª Cristiane FidelixAula 1 - Java - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 1 - Java - Prof.ª Cristiane Fidelix
 
Aula1- Java PRof.ª Cristiane Fidelix
Aula1- Java PRof.ª Cristiane FidelixAula1- Java PRof.ª Cristiane Fidelix
Aula1- Java PRof.ª Cristiane Fidelix
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Introd aplicjava
Introd aplicjavaIntrod aplicjava
Introd aplicjava
 
Shell script
Shell script Shell script
Shell script
 
1707331929 ltp iv java original
1707331929 ltp iv   java original1707331929 ltp iv   java original
1707331929 ltp iv java original
 
Linguagem Java, fundamentos da linguagem Java
Linguagem Java, fundamentos da linguagem JavaLinguagem Java, fundamentos da linguagem Java
Linguagem Java, fundamentos da linguagem Java
 
Introducao logica2
Introducao logica2Introducao logica2
Introducao logica2
 
JAVA: Muito mais que uma linguagem
JAVA: Muito mais que uma linguagemJAVA: Muito mais que uma linguagem
JAVA: Muito mais que uma linguagem
 
Apostila linguagem pascal
Apostila linguagem pascalApostila linguagem pascal
Apostila linguagem pascal
 
Isc aula 7
Isc   aula 7Isc   aula 7
Isc aula 7
 
Java e orientação a objetos - aula 01
Java e orientação a objetos - aula 01Java e orientação a objetos - aula 01
Java e orientação a objetos - aula 01
 
Estruturas blade-repeticao
Estruturas blade-repeticaoEstruturas blade-repeticao
Estruturas blade-repeticao
 
Manual-de-php
Manual-de-phpManual-de-php
Manual-de-php
 
ptt
pttptt
ptt
 
Java - Aprenda rápido
Java - Aprenda rápidoJava - Aprenda rápido
Java - Aprenda rápido
 
Linguagem de java
Linguagem de javaLinguagem de java
Linguagem de java
 
Java script
Java scriptJava script
Java script
 

Mais de PeslPinguim

Apresentação1_
Apresentação1_Apresentação1_
Apresentação1_
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 10
Curso Básico de Java - Aula 10Curso Básico de Java - Aula 10
Curso Básico de Java - Aula 10
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 5
Curso Básico de Java - Aula 5Curso Básico de Java - Aula 5
Curso Básico de Java - Aula 5
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 1
Curso Básico de Java - Aula 1Curso Básico de Java - Aula 1
Curso Básico de Java - Aula 1
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 7
Curso Básico de Java - Aula 7Curso Básico de Java - Aula 7
Curso Básico de Java - Aula 7
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 9
Curso Básico de Java - Aula 9Curso Básico de Java - Aula 9
Curso Básico de Java - Aula 9
PeslPinguim
 
Curso Básico de Java - Aula 8
Curso Básico de Java - Aula 8 Curso Básico de Java - Aula 8
Curso Básico de Java - Aula 8
PeslPinguim
 
Eletrônica aplicada - interruptor sonoro
Eletrônica aplicada - interruptor sonoroEletrônica aplicada - interruptor sonoro
Eletrônica aplicada - interruptor sonoro
PeslPinguim
 
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
PeslPinguim
 
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
PeslPinguim
 

Mais de PeslPinguim (20)

Introdução ao Arduino
Introdução ao ArduinoIntrodução ao Arduino
Introdução ao Arduino
 
Aula 4 redes Inclusão Digital
Aula 4 redes Inclusão DigitalAula 4 redes Inclusão Digital
Aula 4 redes Inclusão Digital
 
Aula 3 parte 2 software Inclusão Digital
Aula 3 parte 2 software Inclusão DigitalAula 3 parte 2 software Inclusão Digital
Aula 3 parte 2 software Inclusão Digital
 
Aula 3 software Inclusão Digital
Aula 3 software Inclusão DigitalAula 3 software Inclusão Digital
Aula 3 software Inclusão Digital
 
Aula 2 parte 2 hardware Inclusão Digital
Aula 2 parte 2 hardware Inclusão DigitalAula 2 parte 2 hardware Inclusão Digital
Aula 2 parte 2 hardware Inclusão Digital
 
Aula 2 hardware Inclusão Digital
Aula 2 hardware Inclusão DigitalAula 2 hardware Inclusão Digital
Aula 2 hardware Inclusão Digital
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Aula 1 apresentacao
Aula 1 apresentacaoAula 1 apresentacao
Aula 1 apresentacao
 
Aula 5 internet Inclusão Digital
Aula 5 internet Inclusão DigitalAula 5 internet Inclusão Digital
Aula 5 internet Inclusão Digital
 
Apresentação1_
Apresentação1_Apresentação1_
Apresentação1_
 
Curso Básico de Java - Aula 10
Curso Básico de Java - Aula 10Curso Básico de Java - Aula 10
Curso Básico de Java - Aula 10
 
Curso Básico de Java - Aula 5
Curso Básico de Java - Aula 5Curso Básico de Java - Aula 5
Curso Básico de Java - Aula 5
 
Curso Básico de Java - Aula 1
Curso Básico de Java - Aula 1Curso Básico de Java - Aula 1
Curso Básico de Java - Aula 1
 
Curso Básico de Java - Aula 7
Curso Básico de Java - Aula 7Curso Básico de Java - Aula 7
Curso Básico de Java - Aula 7
 
Curso Básico de Java - Aula 9
Curso Básico de Java - Aula 9Curso Básico de Java - Aula 9
Curso Básico de Java - Aula 9
 
Curso Básico de Java - Aula 8
Curso Básico de Java - Aula 8 Curso Básico de Java - Aula 8
Curso Básico de Java - Aula 8
 
Eletrônica aplicada - interruptor sonoro
Eletrônica aplicada - interruptor sonoroEletrônica aplicada - interruptor sonoro
Eletrônica aplicada - interruptor sonoro
 
HTML5 - UM GUIA DE REFERÊNCIA PARA DESENVOLVEDORES WEB
HTML5 - UM GUIA DE REFERÊNCIA PARA DESENVOLVEDORES WEBHTML5 - UM GUIA DE REFERÊNCIA PARA DESENVOLVEDORES WEB
HTML5 - UM GUIA DE REFERÊNCIA PARA DESENVOLVEDORES WEB
 
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 2
 
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
Alarme Automatico - Eletrônica Aplicada - Aula 1
 

Curso Básico de Java - Aula 2

  • 1. PESL (Programa de Educação em Software Livre) Curso Básico de JAVA Aula 2 Roteiro da Aula:  Primeiros Exemplos.
  • 2. Primeiros Exemplos: Já se tornou clássica a idéia de que para aprender uma nova linguagem de programação não se deve ir direto à descrição sua formal. Ao invés disso, é melhor examinar cuidadosamente um pequeno programa escrito nessa linguagem, o mais simples possível, mas que permita "quebrar o gelo". Isso faz sentido pois, por exemplo, quando vamos aprender Inglês, ou outro idioma qualquer, não iniciamos com a leitura compenetrada de um livro de gramática, mas aprendemos algumas estruturas simples e procuramos exercitá-las, adiando o estudo rigoroso para quando estivermos suficientemente maduros. Ao compreender as diversas partes componentes do exemplo, já teremos dado um grande passo para podermos escrever qualquer programa.
  • 3. ... Seguindo essa linha, apresentamos nosso primeiro programa, o clássico "Alô pessoal!". O objetivo deste programa é simplesmente escrever na tela a frase "Alô pessoal!". Vejamos como é o código fonte: public class AloPessoal { public static void main(String args[]) { System.out.println("Alo pessoal!"); } }
  • 4. Digitando o Programa Que tal colocarmos a mão na massa e digitarmos esse programinha? Para isso, é recomendável utilizar um editor de texto simples como o Notepad ou Bloco de Notas do Windows. Se estiver no Unix, use preferencialmente o TextEdit ou o vi. O nome do arquivo deve ser exatamente igual ao nome que aparece após a palavra class na primeira linha do programa e dever ter .java como sufixo. Assim sendo, o nome deverá ser "AloPessoal.java". Cuidado para digitar corretamente as maiúsculas e minúsculas, pois a linguagem Java é sensível ao tipo de caixa das letras.
  • 5. Compilando o Programa Para criar o código binário, chamamos o compilador Java através da linha de comando, do seguinte modo: javac AloPessoal.java Com isso, será criado um arquivo binário (desde que tudo corra bem) com mesmo nome do arquivo original, mas com sufixo .class no lugar de .java. No nosso caso, teríamos um arquivo AloPessoal.class. Entre as (muitas) coisas que poderiam dar errado nesse momento, o código fonte pode conter erros. Esse não deverá ser o caso, se tiver digitado o programa exatamente como aparece acima. Se, porém, o compilador emitir mensagens de erro, será preciso identificar as linhas que estão incorretas, corrigí-las no editor, e chamar o compilador novamente. As linhas que contém algum tipo de incorreção são listadas pelo compilador juntamente com seu número, facilitando sua localização no editor.
  • 6. Executado o Programa Para podermos executar o programa é necessário chamar o interpretador Java, pois, como vimos, os bytecodes foram feitos para rodar em uma Java Virtual Machine. Podemos fazê-lo do seguinte modo: Java [nome da classe] onde [nome da classe] é o nome do arquivo sem o sufixo .class. Em nosso caso, este será AloPessoal. Ao executar o programa, ele deverá exibir na tela a frase: Alo pessoal! Se isto não ocorrer, volte atrás e verifique se o programa foi digitado exatamente como aparece na listagem acima. Este é um programa muito simples. Porém, a boa compreensão das estruturas presentes nele deverá permitir a programação fluente em Java em pouco tempo.
  • 7. Entendendo a Estrutura do Programa . Todo programa Java, deve conter ao menos uma declaração da forma public class [nome] { public static void main(String args[]) { ... } } Onde [nome] é o nome da classe e a parte "..." é o código Java válido, a ser executado no programa. O nome de uma classe é um identificador, como qualquer outro presente no programa, porisso não deve conter espaços ou outros caracteres gráficos, isto é, deve ser um nome composto de uma seqüência de caracteres que seja válida para um identificador. Outros exemplos de identificadores são nomes de variáveis, nomes de comandos, etc.
  • 8. ... Vamos adiar um pouco a complicação sobre o que vem a ser uma classe, pois isso depende de alguns conceitos da programação orientada a objetos. Por hora, vamos apenas aceitar que todo programa Java deve conter ao menos uma classe, e que é dentro de uma classe que vão os dados e os procedimentos. Notemos ainda que todo programa Java (mas não as applets) deve ter uma classe dotada de um procedimento chamado main. Os procedimentos em Java são chamadosmétodos. Os métodos encerram um conjunto de declarações de dados e de comandos que são executados mediante a chamada do método por seu nome. Vamos estudar os métodos em detalhe mais adiante. O método main é o ponto onde se dá o início da execução do programa, isto é, um método chamado automaticamente pela JVM.
  • 9. ... Voltando ao nosso programinha AloPessoal, o código a ser executado é System.out.println(“Alo pessoal!”); System.out.println é o nome de uma função que serve para escrever informações textuais na tela. Os dados a serem escritos, devem estar delimitados entre os parênteses "(" e ")". "Alo pessoal!" é uma frase. Em computação, uma palavra ou uma frase que tenha função literal é denominada string. Em Java, a representação de uma string constante se dá colocando os caracteres entre aspas, por exemplo: "Imagem", "Rio de Janeiro", "Brasília", etc, são strings constantes. Note que existe um ; (ponto e vírgula) no final da linha, logo após o ")". Em Java, é obrigatório colocar um ponto e vírgula após cada comando. Isso porque um comando pode ser quebrado em múltiplas linhas, sendo necessário sinalizar de algum modo onde é que o comando termina.
  • 10. ... Java é sensível ao tipo de caixa, isto é, distingue caixa alta (maiúsculo) da caixa baixa (minúsculo). Os programadores acostumados a linguagem C e C++ vão certamente sentir-se em casa; porém os programadores acostumados à linguagem PASCAL devem ficar mais atentos. FIM