SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
Esta apresentação pode conter previsões acerca de eventos futuros. Tais
previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia
sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do
desempenho e dos resultados financeiros da companhia, dentre outros. Os
termos “antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja",
"projeta", "objetiva“ e "deverá", bem como outros similares, visam a
identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e
incertezas previstos ou não pela companhia e, consequentemente, não são
garantias de resultados futuros da companhia. Portanto, os resultados
futuros das operações da companhia podem diferir das atuais expectativas
e o leitor não deve se basear, exclusivamente, nas informações aqui
contidas. A companhia não se obriga a atualizar as apresentações e
previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros.
Os valores informados para de 2016 em diante são estimativas ou metas.
Adicionalmente, esta apresentação contém alguns indicadores financeiros
que não são reconhecidos pelo BR GAAP ou pelo IFRS. Esses indicadores
não possuem significados padronizados e podem não ser comparáveis a
indicadores com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós
fornecemos esses indicadores porque os utilizamos como medidas de
performance da companhia. Eles não devem ser considerados de forma
isolada ou como substitutos de outras métricas financeiras que tenham
sido divulgadas em acordo com o BR GAAP ou o IFRS.
Aviso aos investidores norte-americanos
A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus
relatórios arquivados reservas provadas comprovadas por produção ou
testes de formação conclusivos viáveis econômica e legalmente nas
condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos
nesta apresentação, tais como descobertas, os quais as orientações da SEC
nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados.
Avisos
2
VÍDEO
que evolui
com a
sociedade
Uma
empresa
integrada
de energia,
com foco em
óleo e gás
e tem
capacidade
técnica
única
GESTÃO ATIVA DE
PORTFÓLIO
REESTRUTURAÇÃO
DOS NEGÓCIOS DE
ENERGIA ELÉTRICA
PORTFÓLIO
EXPLORATÓRIO
PORTFÓLIO DE
PROJETOS DE E&P
SAÍDA DOS NEGÓCIOS
NÃO ESTRATÉGICOS
MAXIMIZAÇÃO DE
VALOR DO GÁS
FORTALECIMENTO DA
GOVERNANÇA
RESGATE DA
CREDIBILIDADE
ECONOMIA DE BAIXO
CARBONO
TRANSFORMAÇÃO
DIGITAL
COMPETÊNCIAS
TECNOLÓGICAS
DESENVOLVIMENTO
DA PRODUÇÃO EM
ÁGUAS PROFUNDAS
PROJETOS COM BAIXO
PREÇO DE EQUILÍBRIO
gera alto
valor
DISCIPLINA DE CUSTOS
MELHORES PRÁTICAS
CONTRATAÇÕES COM
FOCO EM VALOR
MERITOCRACIA
INCORPORAÇÃO DE
RESERVAS
POLÍTICA DE PREÇOS
GESTÃO FINANCEIRA
E DE RISCOS
Monitoramento estratégico contínuo: foco no longo prazo e 3 novas
estratégias
4
Desenvolver negócios
de alto valor em
energia renovável
Reduzir emissões de
carbono dos nossos
processos produtivos
Investir e promover
novas tecnologias
para reduzir o
impacto na
mudança climática
Preparar a companhia para um futuro baseado em uma economia de baixo
carbono
5
Geração de valor através da
implantação de soluções digitais na
gestão de reservatórios e processos
geológicos (geofísica, geoquímica e
petrofísica)
Automação
Big data
Computação na nuvem
Inteligência artificial
High performance computing
Capturar as oportunidades criadas
pela transformação digital
6
Melhorar a gestão de caixa, aumentando a
previsibilidade e otimizando seu tamanho e alocação
Reduzir o risco associado ao fluxo de caixa da
companhia
Otimizar a gestão financeira e
de riscos da companhia
7
88
* TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora
NOSSAS MÉTRICAS
DE TOPO
DÍVIDA LÍQUIDA/EBITDA
AJUSTADO
FinanceiraSegurança
1,0 em 2018 2,5 em 2018
Antecipada em 2 anos Mantida
TAXA DE ACIDENTADOS
REGISTRÁVEIS (TAR*)
99
Média das principais empresas do setor
Realizado
1,13T17
1,0em 2018
Realizado
2,22015
TAXA DE ACIDENTADOS REGISTRÁVEIS (TAR)
Redução de 50%
2,2
1,6
1,1 1,0
2015 2016 2017 2018
TAR
Segurança
1010
Até 2022: indicador
convergindo para a média
mundial das principais
empresas de óleo e gás
classificadas como investment
grade.
Realizado
3,23T17
2,5em 2018
Realizado
5,12015
DÍVIDA LÍQUIDA / EBITDA AJUSTADO
Redução de 40%
5,1
3,2
2,5
4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T18
Dívida Líquida / EBITDA ajustado
Financeira
11
Preços do Brent
(US$/barril)
Taxa de câmbio nominal
(R$/US$)
46
53 53
58
73
0,0
20,0
40,0
60,0
80,0
100,0
2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022
Faixa dos Previsores
3,48
3,17
3,44
3,80
2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022
Intervalo Focus (03/11/17)
Lista de Previsores: IHS – jul/2017 (Cenários Rivalry e Autonomy), PIRA – Setembro/2017 (Cenários Reference, High and Low), EIA – International Energy Outlook
Set/2017 (High Price, Low Price, Reference). O Valor de 2017 representa a média realizada até 7/11/2017
Principais premissas de planejamento
12
1,5
2
2,5
3
3,5
4
4,5
45 55 65 75
DividaLíquida/Ebitda
Preço do Brent
(US$/bbl)
62,4
Média dos valores mensais
dos contratos futuros ICE de
Brent para 2018 (fev a dez/18)
Sensibilidade da Dívida Líquida/EBITDA ao Brent
BRENT
US$/BBL
Dívida líquida
Ebitda ajustado
50,0 3,7
53,0 3,3
60,0 2,7
62,4 2,5
64,0 2,4
70,0 2,0
Mercado
futuro ontem
Premissa de
planejamento
Mercado
spot ontem
13
Queda contínua e melhora no perfil da dívida
123
118
115 114 114
102
100
96 95
89 88
77
3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T18
Endividamento Total Endividamento Líquido
Endividamento (US$ bilhões)
7,33 7,46 7,61
7,88
8,36
6,3 6,2 6,2 6,1 5,9
3T16 4T16 1T17 2T17 3T17
Prazo Taxa média
Prazo médio da dívida (anos) e
Taxa média (% a.a.)
48,1
27,5
Posição em 31/12/2014 Posição em 30/11/2017*
Soma das amortizações de principal
em 2018, 2019 e 2020 (US$ bilhões)
* Não inclui pré-pagamento de US$ 2,8 bilhões junto ao CDB
(com vencimento em 2019)
Ações complementares com impacto na geração de caixa
Elevação do market-share por meio da política ativa de preços
Redução adicional de dispêndios (custos operacionais e
investimentos)
Aceleração dos desinvestimentos dos ativos incluídos na carteira
com aumento da carteira potencial em US$ 5 bilhões
14
152018 2019 2020 2021 2022
LULA EXTREMO SUL
P-69 (93%)
BÚZIOS 2
P-75 (93%)
BÚZIOS 1
P-74 (97%)
BÚZIOS 3
P-76 (93%)
BÚZIOS 5
MERO 1
REVIT. DE MARLIM
MÓD. 1
REVIT. DE MARLIM
MÓD. 2
MERO 2
ITAPU
INTEGRADO PARQUE
DAS BALEIAS
BERBIGÃO
P-68 (89%)
SÉPIA
BÚZIOS 4
P-77 (90%)
ATAPU 1
P-70 (90%)
SERGIPE-ÁGUAS
PROFUNDAS
LULA NORTE
P-67 (99%)
EGINA
Egina FPSO (85%)
TARTARUGAS VERDE
E MESTIÇA (99%)
PÓS-SAL
CESSÃO ONEROSA
PRÉ–SAL (CONCESSÃO)
PRÓPRIA
PARTILHA
AVANÇO FÍSICO DA
PLATAFORMA (%)
AFRETADA
Entrada em produção de 19 novos sistemas até 2022
16
2,1
2,9
2,6
3,4
2,7
3,5
2018 2019 2020 2021 2022
ÓLEO BRASIL
GÁS BRASIL
ÓLEO + GÁS EXTERIOR
Milhõesdeboe/d
Obs: Considera os desinvestimentos
Aumento da produção de óleo e gás
17
Obs: Considera as desonerações dos desinvestimentos
81%
18%
1%
Investimentos
2018-2022
RGN
E&P
74,5
US$ bilhões Demais Áreas
Mantido o mesmo nível de investimentos
em relação ao PNG 2017-2021
14,2
11,9
8,4
12,0
13,9
2,9
3,8
1,9
2,0
2,6
2018
17,3
15,8
2019 2020
10,5
2022
16,6
2021
14,2
Distribuição anual dos investimentos
Investimentos focados nos projetos mais rentáveis
18
11%
77%
12%
Investimentos 2018-2022 E&P
Exploração
Desenvolvimento da Produção
Infraestrutura + P&D
Pré-sal
58%
Pós-sal
42%
60,3
US$ bilhões
Investimentos
por camada
58% dos investimentos de 2018 a
2022 será direcionado ao pré-sal,
que possui uma rentabilidade
superior aos nossos ativos de pós-sal
Gestão ativa
do portfolio
Redução do
Brent de
equilíbrio
RISCO
RETORNO
PNG
14-18
43
PNG
17-21
30
PNG
18-22
29
Foco nos projetos mais rentáveis
Custos mais competitivos
Resiliência ao nível de preços
Aumento de valor associado à
alocação dos investimentos, parcerias
estratégicas e desinvestimentos
Investimentos em Exploração e Produção
19
66%
28%
6%
Investimentos 2018-2022 RGN
Refino, Transporte e Comercialização
Gás Natural e Energia
Distribuição e Biocombustíveis
Logística de
gás natural
Investimentos em dutos, gasodutos
e unidade de processamento de gás
para escoamento da produção do
pré-sal
Qualidade de
Diesel e
Ampliação do
Refino
Continuidade
Operacional
Investimentos focados na melhoria da
qualidade de diesel e investimentos
no 2o trem da RNEST, para o qual
continua a busca de parcerias
Investimentos em segurança,
manutenção e foco na eficiência
operacional dos ativos do RGN (Refino,
Logística, Gás Natural e Energia)
$
13,1
US$ bilhões
Investimentos em Refino e Gás Natural
20
Oferta Pública da
Petrobras Distribuidora
Parceria
Estratégica com a
Statoil no campo de
Roncador
Venda do campo de
Azulão
R$ 5 bilhões US$ 2,9 bilhões US$ 55 milhões
Total de US$ 4,5 bilhões já realizados em 2017
Processos de
Desinvestimento
Parcerias EstratégicasIPO
Programa de parcerias e desinvestimentos, com meta de US$ 21 bilhões até
2018
21
Parcerias Estratégicas
• Parceria nos campos
de Lapa e Iara
• Parceria na
Termobahia
• Acordo de colaboração
para parcerias nos
segmentos de
upstream e
downstream e
cooperação
tecnológica que
abrange as áreas de
operação, pesquisa e
tecnologia
• Transações assinadas
de US$ 2,2 bilhões
• Parceria no campo de
Roncador na Bacia de
Campos
• Acordo estratégico de
cooperação técnica
visando aumentar o
volume recuperável de
petróleo
• Compartilhamento de
infraestrutura de
exportação de gás
• Transações assinadas
de US$ 2,9 bilhões
• Consórcio para
exploração da área de
Peroba
• MOU para cooperação
em oportunidades no
Brasil e no exterior em
todos os segmentos da
cadeia de óleo e gás,
incluindo potencial
estruturação de
financiamento
• Consórcio para
exploração das áreas
de Peroba e Alto de
Cabo Frio Central
• LOI para cooperação
nas áreas de
exploração, produção,
refino, transporte e
comercialização de
gás, GNL, trading de
petróleo,
lubrificantes, QAV,
geração e distribuição
de energia,
renováveis, tecnologia
e iniciativas de baixa
emissão de carbono
• Consórcio para
exploração de 6 blocos
offshore na Bacia de
Campos
• MOU para cooperação
em exploração,
produção, gás e
produtos químicos,
dentro e fora do Brasil
22
 Alinhamento com
preços internacionais
 Busca de
competitividade
Principais direcionadores
Continuidade da política ativa de preços
23
10 bi
OPEX 2018-2022
(US$ Bilhões)
 Custo de extração* de US$ 9,9 por barril
(redução de 10% sobre o nível atual)
 Custo de refino** de US$ 2,6 por barril
(redução de 13% sobre o nível atual)
 Mesmo patamar de custos operacionais
do PNG 2017-2021
 Em 2018 a previsão de gastos
operacionais é de US$ 74,4 bilhões (38%
no E&P)
Gastos operacionais (35%)
gerenciáveis
Participações (14%)
Governamentais
Compra de Insumos (33%)
394US$ bilhões
Outros (3%)
Depreciação (15%)
Gastos operacionais previstos até 2022
* Custo médio no período do plano – Brasil e Exterior **custo médio no período do plano Brasil
131 bi
57 bi137 bi
59 bi
24
Contratados R$149 bilhões e despendidos R$ 93 bilhões nos últimos 12
meses, com mais de 11 mil fornecedores
Dispêndios em 2017
R$ 93 bi
(1) Plataformas, sondas embarcações, aeronaves e outros (2) Inclui empresas Brasileiras com subsidiárias fora do Brasil (3) Pedidos emitidos nos últimos 12 meses (dez/16 a nov/17)
88%
contratados junto
a fornecedores
brasileiros
R$ 6,2
Fornecedores
estrangeiros
R$ 47,4
Fornecedores
brasileiros
R$ 53,6
Bens e serviços
R$ 39,7
Afretamentos
(R$ bilhões)
25
Principais
projetos
2626
27
DESCOBERTA
2006
2010 2013 2014 2015 2016 2017 2018
P-67P-66
Cid. de
Mangaratiba
Cid. de
Saquarema
Cid. de
Maricá
Cid. de
Itaguaí
Cid. de
Paraty
Cid. de Angra
dos Reis P-69
Produção diária operada
1,0 MMboe/d
Produção acumulada
800 MMboe
Poços
> 120 perfurados
> 40 em produção
0,03
1,06
0,0
0,2
0,4
0,6
0,8
1,0
1,2
2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
Óleo Gás Recorde Mensal no Ano
Investimentos entre 2018 e 2022*
US$ 4,5 bilhões
* Apenas parcela Petrobras
LULA: dois novos sistemas entrarão em produção no próximo ano,
totalizando 9 sistemas de produção
28
Campo de Mero
Volume recuperável
3,3 bilhões de barris de óleo
Óleo de boa qualidade e alto valor comercial com
expressiva presença de gás associado
Brent de Equilíbrio
~ US$ 35/barril
Mero 2
2022Mero 1
2021
Área de Libra
Continuidade da atividade
exploratória
Prazo estendido por mais 27
meses
12 poços
exploratórios
perfurados
+2 até 2019
Investimentos entre 2018 e 2022*
US$ 2,3 Bilhões
* Apenas parcela Petrobras
MERO: o primeiro campo sob regime de partilha terá dois sistemas até 2022
29
Investimentos entre 2018 e 2022*
US$11,4 Bilhões
5 FPSOs com capacidade de:
750 mil bpd ÓLEO
Poços:
45 produtores
40 injetores
com uso intensivo da tecnologia WAG
(injeção alternada de água e gás)
Búzios 3.058
MMboe
2018 2019 2021
P-76 FPSO AfretadoP-77P-75P-74
* 100% Petrobras
BÚZIOS: 5 novos sistemas de produção no horizonte do Plano
30
6 Em negociação3 Concedidas
Extensão de concessões
4 novos sistemas até 2022
Tartaruga Verde e Mestiça
2018
Integrado Parque das Baleias
2021
Revit. Marlim 1 2021
Revit. Marlim 2 2021
91 projetos de aumento do fator de recuperação
6 novos blocos exploratórios
Os blocos foram adquiridos na 14ª Rodada de Concessão da ANP, em áreas contíguas
ao polígono do Pré-sal
Investimentos entre 2018 e 2022*
US$ 18,9 bilhões
* Apenas parcela Petrobras. Inclui todo o investimento na Bacia.
Parceria com Statoil em Roncador
Compartilhamento de tecnologia e aumento do fator de recuperação
BACIA DE CAMPOS: maximização do valor da bacia que representa 50% da
nossa produção
31
Gasoduto
Extensão de 355 Km e escoamento de até 18 milhões de m3/dia, com
conclusão prevista para 2019
Unidade de Processamento de Gás Natural
Capacidade de processamento de 21 milhões de m³/dia de gás natural,
incrementando a oferta ao mercado, com início de operação prevista
para 2020. Situada no Comperj
Unidade de Tratamento Complementar de
Gás no Terminal de Cabiúnas (Tecab)
Situada em Macaé
PROJETO INTEGRADO ROTA 3: projetos de infraestrutura de escoamento e
processamento de gás natural do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos
32
Pavimentando
o futuro
33
AQUISIÇÃO DE NOVAS ÁREAS
RETORNO DAS ATIVIDADES
EXPLORATÓRIAS
NOVAS DESCOBERTAS NO
PRÉ-SAL DA BACIA DE CAMPOS
15
29
2016-2017 2018-2022
Média de poços
exploratórios por ano
14ª Rodada de Concessão + 2ª e 3ª
Rodadas de Partilha da Produção
• 10 novos blocos exploratórios
• 11,4 mil km2 de área
exploratória (crescimento de 17%
do portfolio atual)
• R$ 2,9 bilhões investidos em
bônus de assinatura
Até 2019
+ 4 rodadas de blocos exploratórios
+ 2 rodadas de acumulações marginais
Poraquê
Alto
Carimbé
Tracajá
Brava (ADR* em 2018)
Forno (SPA** em 2019)
* ADR: Aquisição de Dados de Reservatório ** SPA: Sistema de Produção Antecipada
A Petrobras está em plena recomposição de seu portfolio exploratório
34
Incentivo ao aprimoramento
dos programas de compliance
das contrapartes
DDI
Due Diligence de
Integridade
Desenvolvimento de
ações coletivas contra a
corrupção no país
REDE BRASIL DO PACTO
GLOBAL
Signatários do Pacto
Empresarial pela Integridade
e contra a Corrupção
INSTITUTO ETHOS
Fórum de discussão das
políticas de conformidade
e integridade
COMISSÃO DE COMPLIANCE
DO IBP
Melhoria do ambiente de negócios Compromisso da Alta Administração
Participação e incentivo à realização
dos treinamentos
LIDERANÇA PELO
EXEMPLO
Aprovação de Políticas e revisão
do Guia de Conduta, ampliando
a abrangência para todo o
Sistema Petrobras
APROVAÇÃO DE
DOCUMENTOS
Comissões Internas de Apuração
Canal de Denúncias independente
Comitê de Correção
GESTÃO DE
CONSEQUÊNCIAS
Treinamentos obrigatórios sobre
compliance e ética
FORTALECIMENTO DA
CULTURA DE COMPLIANCE
Segue fortalecendo sua governança
35
A iniciativa pretende melhorar as
práticas de governança corporativa em
empresas estatais listadas em bolsa.
A Petrobras atendeu a todas as medidas
obrigatórias do programa e obteve 56
pontos dentre as demais medidas
estabelecidas.
Instrumento de acompanhamento
contínuo para mensuração do
cumprimento da Lei nº 13.303/2016, com
objetivo de acompanhar o desempenho da
qualidade da governança das empresas
estatais.
A companhia obteve nota 10 em todos os
itens e atingiu o Nível 1 de Governança.
Ranking elaborado pelo Grupo Estado em
parceria com a Austin Rating e FIA
(FEA/USP) elegeu as empresas mais
eficientes em 22 setores da economia e
por região, com as melhores práticas em
Governança Corporativa.
O Conselho de Administração da
Petrobras ganhou o 1º lugar em sua
categoria.
B3: Certificação no Programa
Destaque em Governança de Estatais
Agosto/2017 Novembro/2017Setembro/2017
Prêmio Estadão Empresas Mais
IG-SEST: Certificado de Excelência
na Governança das estatais
Pedido de adesão da Petrobras ao segmento especial de listagem
Nível 2 de Governança Corporativa da B3
E sendo reconhecida pelas melhorias implementadas
Aprimorar Modelo de Relacionamento com Públicos
de Interesse
Intensificar mobilidade para balancear o efetivo
Novos Arranjos de Trabalho
Modernização do Modelo de Carreira e
Remuneração
Novo Programa de Meritocracia
Trilhas de desenvolvimento técnico e gerencial
Carreira e Sucessão Gerencial
Banco de Talentos
POLÍTICA
DE RH
Valorização
das pessoas
Mérito
como base do
reconhecimento
GESTÃO
CULTURAL
Transformação
orientada para
resultados
Em processo de transformação cultural orientada para resultados
Apresentação PNG 2018-2022

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação PNG 2018-2022

Visão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasVisão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasPetrobras
 
Visão Geral 2017 fevereiro
Visão Geral   2017 fevereiro Visão Geral   2017 fevereiro
Visão Geral 2017 fevereiro Petrobras
 
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e LimaPetrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e LimaPortal NE10
 
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Petrobras
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Petrobras
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15Petrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloApresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloPetrobras
 
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013Petrobras
 
Webcast 4T14
Webcast 4T14Webcast 4T14
Webcast 4T14Petrobras
 
Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão GeralPetrobras
 
Jornal do Acionista Nº 42
Jornal do Acionista Nº 42Jornal do Acionista Nº 42
Jornal do Acionista Nº 42Petrobras
 
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018Petrobras
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Conceição Lemes
 
Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Petrobras
 
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL Energia
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL EnergiaApresentação de Resultados 1T18 - CPFL Energia
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL EnergiaCPFL RI
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdfRenandantas16
 
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014Coletiva de Imprensa - Resultados 2014
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014Petrobras
 
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019Petrobras
 

Semelhante a Apresentação PNG 2018-2022 (20)

Visão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasVisão Geral Petrobras
Visão Geral Petrobras
 
Visão Geral 2017 fevereiro
Visão Geral   2017 fevereiro Visão Geral   2017 fevereiro
Visão Geral 2017 fevereiro
 
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e LimaPetrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
 
Apresentação petrobras
Apresentação petrobrasApresentação petrobras
Apresentação petrobras
 
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloApresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
 
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
 
Webcast 4T14
Webcast 4T14Webcast 4T14
Webcast 4T14
 
019763000101011 (1)
019763000101011 (1)019763000101011 (1)
019763000101011 (1)
 
Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão Geral
 
Jornal do Acionista Nº 42
Jornal do Acionista Nº 42Jornal do Acionista Nº 42
Jornal do Acionista Nº 42
 
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
 
Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012
 
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL Energia
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL EnergiaApresentação de Resultados 1T18 - CPFL Energia
Apresentação de Resultados 1T18 - CPFL Energia
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf
 
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014Coletiva de Imprensa - Resultados 2014
Coletiva de Imprensa - Resultados 2014
 
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
 

Mais de Petrobras

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Petrobras
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Petrobras
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesPetrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkPetrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresPetrobras
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanPetrobras
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Petrobras
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16Petrobras
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Petrobras
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15Petrobras
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Petrobras
 
2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet2015 Fact Sheet
2015 Fact SheetPetrobras
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras
 

Mais de Petrobras (20)

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General Overview
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a Glance
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015
 
2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
 

Apresentação PNG 2018-2022

  • 1.
  • 2. Esta apresentação pode conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do desempenho e dos resultados financeiros da companhia, dentre outros. Os termos “antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva“ e "deverá", bem como outros similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela companhia e, consequentemente, não são garantias de resultados futuros da companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da companhia podem diferir das atuais expectativas e o leitor não deve se basear, exclusivamente, nas informações aqui contidas. A companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores informados para de 2016 em diante são estimativas ou metas. Adicionalmente, esta apresentação contém alguns indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR GAAP ou pelo IFRS. Esses indicadores não possuem significados padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós fornecemos esses indicadores porque os utilizamos como medidas de performance da companhia. Eles não devem ser considerados de forma isolada ou como substitutos de outras métricas financeiras que tenham sido divulgadas em acordo com o BR GAAP ou o IFRS. Aviso aos investidores norte-americanos A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas comprovadas por produção ou testes de formação conclusivos viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, os quais as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados. Avisos 2
  • 4. que evolui com a sociedade Uma empresa integrada de energia, com foco em óleo e gás e tem capacidade técnica única GESTÃO ATIVA DE PORTFÓLIO REESTRUTURAÇÃO DOS NEGÓCIOS DE ENERGIA ELÉTRICA PORTFÓLIO EXPLORATÓRIO PORTFÓLIO DE PROJETOS DE E&P SAÍDA DOS NEGÓCIOS NÃO ESTRATÉGICOS MAXIMIZAÇÃO DE VALOR DO GÁS FORTALECIMENTO DA GOVERNANÇA RESGATE DA CREDIBILIDADE ECONOMIA DE BAIXO CARBONO TRANSFORMAÇÃO DIGITAL COMPETÊNCIAS TECNOLÓGICAS DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO EM ÁGUAS PROFUNDAS PROJETOS COM BAIXO PREÇO DE EQUILÍBRIO gera alto valor DISCIPLINA DE CUSTOS MELHORES PRÁTICAS CONTRATAÇÕES COM FOCO EM VALOR MERITOCRACIA INCORPORAÇÃO DE RESERVAS POLÍTICA DE PREÇOS GESTÃO FINANCEIRA E DE RISCOS Monitoramento estratégico contínuo: foco no longo prazo e 3 novas estratégias 4
  • 5. Desenvolver negócios de alto valor em energia renovável Reduzir emissões de carbono dos nossos processos produtivos Investir e promover novas tecnologias para reduzir o impacto na mudança climática Preparar a companhia para um futuro baseado em uma economia de baixo carbono 5
  • 6. Geração de valor através da implantação de soluções digitais na gestão de reservatórios e processos geológicos (geofísica, geoquímica e petrofísica) Automação Big data Computação na nuvem Inteligência artificial High performance computing Capturar as oportunidades criadas pela transformação digital 6
  • 7. Melhorar a gestão de caixa, aumentando a previsibilidade e otimizando seu tamanho e alocação Reduzir o risco associado ao fluxo de caixa da companhia Otimizar a gestão financeira e de riscos da companhia 7
  • 8. 88 * TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora NOSSAS MÉTRICAS DE TOPO DÍVIDA LÍQUIDA/EBITDA AJUSTADO FinanceiraSegurança 1,0 em 2018 2,5 em 2018 Antecipada em 2 anos Mantida TAXA DE ACIDENTADOS REGISTRÁVEIS (TAR*)
  • 9. 99 Média das principais empresas do setor Realizado 1,13T17 1,0em 2018 Realizado 2,22015 TAXA DE ACIDENTADOS REGISTRÁVEIS (TAR) Redução de 50% 2,2 1,6 1,1 1,0 2015 2016 2017 2018 TAR Segurança
  • 10. 1010 Até 2022: indicador convergindo para a média mundial das principais empresas de óleo e gás classificadas como investment grade. Realizado 3,23T17 2,5em 2018 Realizado 5,12015 DÍVIDA LÍQUIDA / EBITDA AJUSTADO Redução de 40% 5,1 3,2 2,5 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T18 Dívida Líquida / EBITDA ajustado Financeira
  • 11. 11 Preços do Brent (US$/barril) Taxa de câmbio nominal (R$/US$) 46 53 53 58 73 0,0 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 Faixa dos Previsores 3,48 3,17 3,44 3,80 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 Intervalo Focus (03/11/17) Lista de Previsores: IHS – jul/2017 (Cenários Rivalry e Autonomy), PIRA – Setembro/2017 (Cenários Reference, High and Low), EIA – International Energy Outlook Set/2017 (High Price, Low Price, Reference). O Valor de 2017 representa a média realizada até 7/11/2017 Principais premissas de planejamento
  • 12. 12 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5 45 55 65 75 DividaLíquida/Ebitda Preço do Brent (US$/bbl) 62,4 Média dos valores mensais dos contratos futuros ICE de Brent para 2018 (fev a dez/18) Sensibilidade da Dívida Líquida/EBITDA ao Brent BRENT US$/BBL Dívida líquida Ebitda ajustado 50,0 3,7 53,0 3,3 60,0 2,7 62,4 2,5 64,0 2,4 70,0 2,0 Mercado futuro ontem Premissa de planejamento Mercado spot ontem
  • 13. 13 Queda contínua e melhora no perfil da dívida 123 118 115 114 114 102 100 96 95 89 88 77 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T18 Endividamento Total Endividamento Líquido Endividamento (US$ bilhões) 7,33 7,46 7,61 7,88 8,36 6,3 6,2 6,2 6,1 5,9 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 Prazo Taxa média Prazo médio da dívida (anos) e Taxa média (% a.a.) 48,1 27,5 Posição em 31/12/2014 Posição em 30/11/2017* Soma das amortizações de principal em 2018, 2019 e 2020 (US$ bilhões) * Não inclui pré-pagamento de US$ 2,8 bilhões junto ao CDB (com vencimento em 2019)
  • 14. Ações complementares com impacto na geração de caixa Elevação do market-share por meio da política ativa de preços Redução adicional de dispêndios (custos operacionais e investimentos) Aceleração dos desinvestimentos dos ativos incluídos na carteira com aumento da carteira potencial em US$ 5 bilhões 14
  • 15. 152018 2019 2020 2021 2022 LULA EXTREMO SUL P-69 (93%) BÚZIOS 2 P-75 (93%) BÚZIOS 1 P-74 (97%) BÚZIOS 3 P-76 (93%) BÚZIOS 5 MERO 1 REVIT. DE MARLIM MÓD. 1 REVIT. DE MARLIM MÓD. 2 MERO 2 ITAPU INTEGRADO PARQUE DAS BALEIAS BERBIGÃO P-68 (89%) SÉPIA BÚZIOS 4 P-77 (90%) ATAPU 1 P-70 (90%) SERGIPE-ÁGUAS PROFUNDAS LULA NORTE P-67 (99%) EGINA Egina FPSO (85%) TARTARUGAS VERDE E MESTIÇA (99%) PÓS-SAL CESSÃO ONEROSA PRÉ–SAL (CONCESSÃO) PRÓPRIA PARTILHA AVANÇO FÍSICO DA PLATAFORMA (%) AFRETADA Entrada em produção de 19 novos sistemas até 2022
  • 16. 16 2,1 2,9 2,6 3,4 2,7 3,5 2018 2019 2020 2021 2022 ÓLEO BRASIL GÁS BRASIL ÓLEO + GÁS EXTERIOR Milhõesdeboe/d Obs: Considera os desinvestimentos Aumento da produção de óleo e gás
  • 17. 17 Obs: Considera as desonerações dos desinvestimentos 81% 18% 1% Investimentos 2018-2022 RGN E&P 74,5 US$ bilhões Demais Áreas Mantido o mesmo nível de investimentos em relação ao PNG 2017-2021 14,2 11,9 8,4 12,0 13,9 2,9 3,8 1,9 2,0 2,6 2018 17,3 15,8 2019 2020 10,5 2022 16,6 2021 14,2 Distribuição anual dos investimentos Investimentos focados nos projetos mais rentáveis
  • 18. 18 11% 77% 12% Investimentos 2018-2022 E&P Exploração Desenvolvimento da Produção Infraestrutura + P&D Pré-sal 58% Pós-sal 42% 60,3 US$ bilhões Investimentos por camada 58% dos investimentos de 2018 a 2022 será direcionado ao pré-sal, que possui uma rentabilidade superior aos nossos ativos de pós-sal Gestão ativa do portfolio Redução do Brent de equilíbrio RISCO RETORNO PNG 14-18 43 PNG 17-21 30 PNG 18-22 29 Foco nos projetos mais rentáveis Custos mais competitivos Resiliência ao nível de preços Aumento de valor associado à alocação dos investimentos, parcerias estratégicas e desinvestimentos Investimentos em Exploração e Produção
  • 19. 19 66% 28% 6% Investimentos 2018-2022 RGN Refino, Transporte e Comercialização Gás Natural e Energia Distribuição e Biocombustíveis Logística de gás natural Investimentos em dutos, gasodutos e unidade de processamento de gás para escoamento da produção do pré-sal Qualidade de Diesel e Ampliação do Refino Continuidade Operacional Investimentos focados na melhoria da qualidade de diesel e investimentos no 2o trem da RNEST, para o qual continua a busca de parcerias Investimentos em segurança, manutenção e foco na eficiência operacional dos ativos do RGN (Refino, Logística, Gás Natural e Energia) $ 13,1 US$ bilhões Investimentos em Refino e Gás Natural
  • 20. 20 Oferta Pública da Petrobras Distribuidora Parceria Estratégica com a Statoil no campo de Roncador Venda do campo de Azulão R$ 5 bilhões US$ 2,9 bilhões US$ 55 milhões Total de US$ 4,5 bilhões já realizados em 2017 Processos de Desinvestimento Parcerias EstratégicasIPO Programa de parcerias e desinvestimentos, com meta de US$ 21 bilhões até 2018
  • 21. 21 Parcerias Estratégicas • Parceria nos campos de Lapa e Iara • Parceria na Termobahia • Acordo de colaboração para parcerias nos segmentos de upstream e downstream e cooperação tecnológica que abrange as áreas de operação, pesquisa e tecnologia • Transações assinadas de US$ 2,2 bilhões • Parceria no campo de Roncador na Bacia de Campos • Acordo estratégico de cooperação técnica visando aumentar o volume recuperável de petróleo • Compartilhamento de infraestrutura de exportação de gás • Transações assinadas de US$ 2,9 bilhões • Consórcio para exploração da área de Peroba • MOU para cooperação em oportunidades no Brasil e no exterior em todos os segmentos da cadeia de óleo e gás, incluindo potencial estruturação de financiamento • Consórcio para exploração das áreas de Peroba e Alto de Cabo Frio Central • LOI para cooperação nas áreas de exploração, produção, refino, transporte e comercialização de gás, GNL, trading de petróleo, lubrificantes, QAV, geração e distribuição de energia, renováveis, tecnologia e iniciativas de baixa emissão de carbono • Consórcio para exploração de 6 blocos offshore na Bacia de Campos • MOU para cooperação em exploração, produção, gás e produtos químicos, dentro e fora do Brasil
  • 22. 22  Alinhamento com preços internacionais  Busca de competitividade Principais direcionadores Continuidade da política ativa de preços
  • 23. 23 10 bi OPEX 2018-2022 (US$ Bilhões)  Custo de extração* de US$ 9,9 por barril (redução de 10% sobre o nível atual)  Custo de refino** de US$ 2,6 por barril (redução de 13% sobre o nível atual)  Mesmo patamar de custos operacionais do PNG 2017-2021  Em 2018 a previsão de gastos operacionais é de US$ 74,4 bilhões (38% no E&P) Gastos operacionais (35%) gerenciáveis Participações (14%) Governamentais Compra de Insumos (33%) 394US$ bilhões Outros (3%) Depreciação (15%) Gastos operacionais previstos até 2022 * Custo médio no período do plano – Brasil e Exterior **custo médio no período do plano Brasil 131 bi 57 bi137 bi 59 bi
  • 24. 24 Contratados R$149 bilhões e despendidos R$ 93 bilhões nos últimos 12 meses, com mais de 11 mil fornecedores Dispêndios em 2017 R$ 93 bi (1) Plataformas, sondas embarcações, aeronaves e outros (2) Inclui empresas Brasileiras com subsidiárias fora do Brasil (3) Pedidos emitidos nos últimos 12 meses (dez/16 a nov/17) 88% contratados junto a fornecedores brasileiros R$ 6,2 Fornecedores estrangeiros R$ 47,4 Fornecedores brasileiros R$ 53,6 Bens e serviços R$ 39,7 Afretamentos (R$ bilhões)
  • 26. 2626
  • 27. 27 DESCOBERTA 2006 2010 2013 2014 2015 2016 2017 2018 P-67P-66 Cid. de Mangaratiba Cid. de Saquarema Cid. de Maricá Cid. de Itaguaí Cid. de Paraty Cid. de Angra dos Reis P-69 Produção diária operada 1,0 MMboe/d Produção acumulada 800 MMboe Poços > 120 perfurados > 40 em produção 0,03 1,06 0,0 0,2 0,4 0,6 0,8 1,0 1,2 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Óleo Gás Recorde Mensal no Ano Investimentos entre 2018 e 2022* US$ 4,5 bilhões * Apenas parcela Petrobras LULA: dois novos sistemas entrarão em produção no próximo ano, totalizando 9 sistemas de produção
  • 28. 28 Campo de Mero Volume recuperável 3,3 bilhões de barris de óleo Óleo de boa qualidade e alto valor comercial com expressiva presença de gás associado Brent de Equilíbrio ~ US$ 35/barril Mero 2 2022Mero 1 2021 Área de Libra Continuidade da atividade exploratória Prazo estendido por mais 27 meses 12 poços exploratórios perfurados +2 até 2019 Investimentos entre 2018 e 2022* US$ 2,3 Bilhões * Apenas parcela Petrobras MERO: o primeiro campo sob regime de partilha terá dois sistemas até 2022
  • 29. 29 Investimentos entre 2018 e 2022* US$11,4 Bilhões 5 FPSOs com capacidade de: 750 mil bpd ÓLEO Poços: 45 produtores 40 injetores com uso intensivo da tecnologia WAG (injeção alternada de água e gás) Búzios 3.058 MMboe 2018 2019 2021 P-76 FPSO AfretadoP-77P-75P-74 * 100% Petrobras BÚZIOS: 5 novos sistemas de produção no horizonte do Plano
  • 30. 30 6 Em negociação3 Concedidas Extensão de concessões 4 novos sistemas até 2022 Tartaruga Verde e Mestiça 2018 Integrado Parque das Baleias 2021 Revit. Marlim 1 2021 Revit. Marlim 2 2021 91 projetos de aumento do fator de recuperação 6 novos blocos exploratórios Os blocos foram adquiridos na 14ª Rodada de Concessão da ANP, em áreas contíguas ao polígono do Pré-sal Investimentos entre 2018 e 2022* US$ 18,9 bilhões * Apenas parcela Petrobras. Inclui todo o investimento na Bacia. Parceria com Statoil em Roncador Compartilhamento de tecnologia e aumento do fator de recuperação BACIA DE CAMPOS: maximização do valor da bacia que representa 50% da nossa produção
  • 31. 31 Gasoduto Extensão de 355 Km e escoamento de até 18 milhões de m3/dia, com conclusão prevista para 2019 Unidade de Processamento de Gás Natural Capacidade de processamento de 21 milhões de m³/dia de gás natural, incrementando a oferta ao mercado, com início de operação prevista para 2020. Situada no Comperj Unidade de Tratamento Complementar de Gás no Terminal de Cabiúnas (Tecab) Situada em Macaé PROJETO INTEGRADO ROTA 3: projetos de infraestrutura de escoamento e processamento de gás natural do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos
  • 33. 33 AQUISIÇÃO DE NOVAS ÁREAS RETORNO DAS ATIVIDADES EXPLORATÓRIAS NOVAS DESCOBERTAS NO PRÉ-SAL DA BACIA DE CAMPOS 15 29 2016-2017 2018-2022 Média de poços exploratórios por ano 14ª Rodada de Concessão + 2ª e 3ª Rodadas de Partilha da Produção • 10 novos blocos exploratórios • 11,4 mil km2 de área exploratória (crescimento de 17% do portfolio atual) • R$ 2,9 bilhões investidos em bônus de assinatura Até 2019 + 4 rodadas de blocos exploratórios + 2 rodadas de acumulações marginais Poraquê Alto Carimbé Tracajá Brava (ADR* em 2018) Forno (SPA** em 2019) * ADR: Aquisição de Dados de Reservatório ** SPA: Sistema de Produção Antecipada A Petrobras está em plena recomposição de seu portfolio exploratório
  • 34. 34 Incentivo ao aprimoramento dos programas de compliance das contrapartes DDI Due Diligence de Integridade Desenvolvimento de ações coletivas contra a corrupção no país REDE BRASIL DO PACTO GLOBAL Signatários do Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção INSTITUTO ETHOS Fórum de discussão das políticas de conformidade e integridade COMISSÃO DE COMPLIANCE DO IBP Melhoria do ambiente de negócios Compromisso da Alta Administração Participação e incentivo à realização dos treinamentos LIDERANÇA PELO EXEMPLO Aprovação de Políticas e revisão do Guia de Conduta, ampliando a abrangência para todo o Sistema Petrobras APROVAÇÃO DE DOCUMENTOS Comissões Internas de Apuração Canal de Denúncias independente Comitê de Correção GESTÃO DE CONSEQUÊNCIAS Treinamentos obrigatórios sobre compliance e ética FORTALECIMENTO DA CULTURA DE COMPLIANCE Segue fortalecendo sua governança
  • 35. 35 A iniciativa pretende melhorar as práticas de governança corporativa em empresas estatais listadas em bolsa. A Petrobras atendeu a todas as medidas obrigatórias do programa e obteve 56 pontos dentre as demais medidas estabelecidas. Instrumento de acompanhamento contínuo para mensuração do cumprimento da Lei nº 13.303/2016, com objetivo de acompanhar o desempenho da qualidade da governança das empresas estatais. A companhia obteve nota 10 em todos os itens e atingiu o Nível 1 de Governança. Ranking elaborado pelo Grupo Estado em parceria com a Austin Rating e FIA (FEA/USP) elegeu as empresas mais eficientes em 22 setores da economia e por região, com as melhores práticas em Governança Corporativa. O Conselho de Administração da Petrobras ganhou o 1º lugar em sua categoria. B3: Certificação no Programa Destaque em Governança de Estatais Agosto/2017 Novembro/2017Setembro/2017 Prêmio Estadão Empresas Mais IG-SEST: Certificado de Excelência na Governança das estatais Pedido de adesão da Petrobras ao segmento especial de listagem Nível 2 de Governança Corporativa da B3 E sendo reconhecida pelas melhorias implementadas
  • 36. Aprimorar Modelo de Relacionamento com Públicos de Interesse Intensificar mobilidade para balancear o efetivo Novos Arranjos de Trabalho Modernização do Modelo de Carreira e Remuneração Novo Programa de Meritocracia Trilhas de desenvolvimento técnico e gerencial Carreira e Sucessão Gerencial Banco de Talentos POLÍTICA DE RH Valorização das pessoas Mérito como base do reconhecimento GESTÃO CULTURAL Transformação orientada para resultados Em processo de transformação cultural orientada para resultados