SlideShare uma empresa Scribd logo
Pág. 1
CONTEÚDO: A Arte Indígena Brasileira – Aula 1.2 - Arte DATA: 0 PROFESSOR: TURMA: PÁGINA: 1
HABILIDADES: Aprofundar o vocabulário e o conhecimento dos elementos indígenas específicos das artes visuais. Explorar os deferentes elementos característicos da cultura indígena.
Texto 1: A Arte Indígena Brasileira:
Quando os portugueses chegaram ao Brasil, o
território brasileiro era habitado por indígenas. Com o
processo de colonização, buscou-se impor a arte e a
cultura europeia. Isso impediu a manifestação de
outras culturas ancestrais, como a indígena e a
africana, que estão enraizadas em nossa formação
cultural. No Brasil, algumas regiões apresentam maior
presença de cultura indígena, outras, da cultura
africana no cotidiano das pessoas. É importante
destacar que não há uma cultura indígena, mas várias,
e cada povo desenvolveu suas próprias tradições
religiosas, musicais, de festas, artesanatos, entre
outras. A arte indígena se confunde com a cultura
brasileira, que é resultado da miscigenação de vários
grupos, dentre eles os índios. A arte indígena está
presente na essência do povo brasileiro, sendo um dos
pilares para a cultura do país, que é resultado da
miscigenação de vários grupos, dentre eles os povos
indígenas - os primeiros habitantes do território
nacional. Atualmente, existem cerca de 3 centenas de
etnias de índios no Brasil. Cada uma delas é detentora
de comportamentos diferentes, por conta do
desenvolvimento de costumes próprios. Entretanto,
existem várias características comuns encontradas em
diversas tribos.
Texto 2 – Tipos de habitações indígenas:
Oca: É a mais comum habitação
indígena, principalmente entre as tribos
da família Tupi-guarani. O arquiteto
Oscar Niemeyer se inspirou em uma oca
para desenhar o Museu de Brasília.
A oca consiste em uma grande cabana, feita com troncos
de árvores e cobertas com palha do tronco de palmeiras.
Na oca, podem viver várias famílias de uma mesma tribo.
Maloca: Tipo de cabana comunitária usada pelos
indígenas da região amazônica principalmente do
Brasil e Colômbia. Cada tribo desta região possui este
tipo de habitação com características específicas.
Taba: Habitação indígena menor que a oca. Também
de origem tupi-guarani, é um termo mais usado pelas
tribos da Amazônia. Nesta região também serve para
designar aldeamento indígena.
Tapera: Em tupi, a palavra tapera significa “aldeia
extinta”, portanto, uma tapera é um conjunto de
habitações indígenas que é abandonado pelos índios
que ali viviam. Tapera geralmente encontra-se em
ruínas e ocupada por mato.
Opy: É uma espécie de casa de reza, dos índios.
Servem também para a realização de festas religiosas
e rituais sagrados.
Texto 3 – Tipos de arte indígenas:
Atualmente existem cerca de 3 centenas de etnias de índios no Brasil. Embora cada uma
delas seja detentora de costumes diferenciados, em virtude do desenvolvimento de
características próprias, muitos desses costumes são encontrados em várias tribos. Desta
forma, cerâmica, máscaras, pintura corporal, cestaria, culinária e plumagens resultam em
uma arte tradicional comum: a arte indígena. Vale lembrar que a utilização de partes de
animais no artesanato é exclusiva dos povos indígenas, mas sua comercialização é
proibida.
3.1 Arte Plumária: Objetos confeccionados com penas e plumas de aves e são
utilizados por muitos índios brasileiros, durante rituais ou como ornamentos. Representa
uma técnica muito antiga, repleta de significados, sendo um artesanato essencialmente
feito de penas.
 Penas: Retiradas das asas e da calda das aves, considerada as maiores.

 Plumas: Retirada das costas e peito das aves, sendo
arredondadas, menores e mais largas.

 Plumagens: Retiradas dos pescoços, costas e abdômen aves
menores e de diversos tamanhos. Essa técnica é específica de
determinadas tradições.
Pág. 2
CONTEÚDO: A Arte Indígena Brasileira – Aula 1.2 - Arte DATA: PROFESSOR: TURMA: PÁGINA: 2
HABILIDADES: Aprofundar o vocabulário e o conhecimento dos elementos indígenas específicos das artes visuais. Explorar os deferentes elementos característicos da cultura indígena.
3.2 O Cocar: A disposição e as cores
das penas do cocar são aleatórias.
Além de bonito, ele indica a posição
de chefe dentro do grupo e simboliza
a própria ordenação da vida em uma
aldeia indígena. Em forma de arco,
uma grande roda a girar entre o
passado e o presente. É uma lógica
de manutenção e não de progresso.
A aldeia também é disposta assim.
Cada um tem seu lugar e sua função
determinada.
 Vermelho: Representa os homens.
 Amarelo: Representa as mulheres.
 Verde: As matas.
 Azul: Os rios.
3.3 A Cestaria: A cestaria é uma
arte milenar. Cada grupo indígena
expressa, por meio dos mais
diferentes materiais, suas diferenças
culturais, nas múltiplas formas e
técnicas de trançado.
3.4 A Arte do trançado: Técnica de interpor
alternadamente, elementos vegetais
previamente preparados, para construir
manufaturas planas ou recipientes. A
composição desses elementos (palha, tala), a
maneira pela qual interceptam um ao outro, e
o seu espaçamento, provém a chave das
técnicas do trançado. Os cestos são utilizados
para uso doméstico, na manutenção e
transporte de alimentos. É mais praticado
pelas mulheres, que desenvolvem variadas
formas de trançado e em diferentes formatos.
Os tipos mais comuns de objetos que são produzidos através do trançado são:
 Trançado para uso e conforto doméstico: Abano, apá, balavo, cesto,
defumador, esteiras, redes, paneiros etc.

 Trançado para caça e pesca: Arapuca, caniçada, covo, nassa, socó, etc.

 Trançado para processamento da mandioca: cumatá, peneira, tipiti,
tipiti de torção, tuavi, etc.
 Trançado como meio de transporte de carga: aturá, cesto-cargueiro,
gaiolas, jamaxim, tipóia, etc.
 Trançado para adorno: aro, braçadeiras, cintas, coroas, patuá,
patrona, pingente, pulseira, sandálias etc.

 Trançado específico para comércio: Cestos, abanos, tipiti, etc.
3.5 A arte da cerâmica: cerâmica é um exemplo de arte que não está presente em todas as
tribos indígenas. Os índios que a desenvolveram fizeram com tal experiência que suas formas e
pinturas são o resultado dessa qualidade. Importa referir que os índios não utilizam a roda do
oleiro e, mesmo assim, conseguem desenvolver belas peças. A cerâmica é praticada
principalmente pelas mulheres, que criam recipientes, bem como esculturas. E para tornar mais
bonitas, costumam pintá-las.
3.6 A arte das máscaras: Elas são utilizadas em cerimônias, no momento das danças, com o
objetivo de afastar espíritos. Diz a lenda que as máscaras representam as entidades que
conflitavam com os índios no passado. Deste modo, as festas e danças são feitas para alegrar ou
acalmar essas mesmas entidades.
3.7 A Pintura corporal: A pintura corporal é usada em certos rituais e, de acordo com o gênero e
a idade. Sua finalidade é indicar os grupos sociais, ou a função de cada individuo na tribo. As tintas
utilizadas nessa arte são geralmente naturais, ou seja, são feitas de plantas e frutos. O jenipapo é o
fruto mais utilizado para fazer tinta. Os índios a utilizam
para escurecer a pele, enquanto o urucum, por sua vez, da o tom vermelho. São as mulheres que
pintam os corpos, cujos desenhos carregam valor simbólico, visando retratar um momento ou
sentimento específico
3.8 A Culinária indígena: Frutas, verduras, legumes, raízes, carnes de animais caçados na
floresta e cereais. Entre os pratos típicos temos:
 Tapioca: Espécie de pão fino feito com a fécula de mandioca.
 Pirão: Caldo grosso feito de farinha de mandioca e caldo de peixe.

 4. (Texto 2) Quais são os diferentes tipos de habitações indígenas
citadas no texto? Escreva o nome de cada uma delas.
 3. (Texto 1) Qual é a importância da arte indígena para o
povo brasileiro?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
Raphael Lanzillotte
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
Viviane Marques
 
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
Vis-UAB
 
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdfATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
RenataKiffer5
 
Intervenção Urbana
Intervenção UrbanaIntervenção Urbana
Intervenção Urbana
Angélica Santos
 
A representação da figura humana nas artes visuais
A representação da figura humana nas artes visuaisA representação da figura humana nas artes visuais
A representação da figura humana nas artes visuais
Fernanda Bastos
 
6o. ano - Arte no Egito
6o. ano - Arte no Egito6o. ano - Arte no Egito
6o. ano - Arte no Egito
ArtesElisa
 
Historia da arte
Historia da arteHistoria da arte
Historia da arte
julio2012souto
 
Ponto e Linha - na Arte e no cotidiano
Ponto e Linha - na Arte e no cotidianoPonto e Linha - na Arte e no cotidiano
Ponto e Linha - na Arte e no cotidiano
Raphael Lanzillotte
 
Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Arte Africana
Arte Africana Arte Africana
Arte Africana
Joemille Leal
 
Grafite 2C16
Grafite 2C16Grafite 2C16
História da Arte Antiga
História da Arte AntigaHistória da Arte Antiga
História da Arte Antiga
Andressa Silva
 
Arte e corpo
Arte e corpoArte e corpo
Arte e corpo
gєαทє ℓiмα
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Arte oriental
Arte orientalArte oriental
Arte oriental
anabeatriz2204
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Andrea Dressler
 
Arte africana
Arte africanaArte africana
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do desehoApresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
Colégio Santa terezinha
 
Aval arte 6 pip
Aval arte 6 pipAval arte 6 pip

Mais procurados (20)

História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
História da Arte: Arte e cultura africana e afro brasileira
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
FESTA JUNINA COMO MANIFESTAÇÃO DA CULTURA POPULAR INSERIDA NO ENSINO DE ARTES...
 
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdfATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
ATIVIDADE AVALIATIVA 9 ANO .pdf
 
Intervenção Urbana
Intervenção UrbanaIntervenção Urbana
Intervenção Urbana
 
A representação da figura humana nas artes visuais
A representação da figura humana nas artes visuaisA representação da figura humana nas artes visuais
A representação da figura humana nas artes visuais
 
6o. ano - Arte no Egito
6o. ano - Arte no Egito6o. ano - Arte no Egito
6o. ano - Arte no Egito
 
Historia da arte
Historia da arteHistoria da arte
Historia da arte
 
Ponto e Linha - na Arte e no cotidiano
Ponto e Linha - na Arte e no cotidianoPonto e Linha - na Arte e no cotidiano
Ponto e Linha - na Arte e no cotidiano
 
Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)
 
Arte Africana
Arte Africana Arte Africana
Arte Africana
 
Grafite 2C16
Grafite 2C16Grafite 2C16
Grafite 2C16
 
História da Arte Antiga
História da Arte AntigaHistória da Arte Antiga
História da Arte Antiga
 
Arte e corpo
Arte e corpoArte e corpo
Arte e corpo
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Apostila de arte
 
Arte oriental
Arte orientalArte oriental
Arte oriental
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
 
Arte africana
Arte africanaArte africana
Arte africana
 
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do desehoApresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
Apresentação sobre Patrimônio cultural, arte popular e os elementos do deseho
 
Aval arte 6 pip
Aval arte 6 pipAval arte 6 pip
Aval arte 6 pip
 

Semelhante a A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos===.doc

A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
henriquecorreia39
 
Texto arte indigena
Texto arte indigenaTexto arte indigena
Texto arte indigena
Laís Paiva
 
Diferentes culturas do mundo
Diferentes culturas do mundoDiferentes culturas do mundo
Diferentes culturas do mundo
anocas_rita
 
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdfAPOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
elianepompilio2
 
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
Raphael Lanzillotte
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
Andrea Dressler
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
Davi Carneiro
 
Arte indígena brasileira
Arte indígena brasileiraArte indígena brasileira
Arte indígena brasileira
Carol Mendoza
 
Arte indígina sled novo 4ª etapa
 Arte indígina sled novo 4ª etapa Arte indígina sled novo 4ª etapa
Arte indígina sled novo 4ª etapa
Marcy Pinheiro
 
Arte e cultura indgena
Arte e cultura indgenaArte e cultura indgena
Arte e cultura indgena
Carolyne Mensen
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
sezinho1
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
coletivoddois
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
PriscillaPorto7
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
RenatoBaena4
 
arte indígena
arte indígena arte indígena
arte indígena
fabio priore
 
Aula de artes indigena
Aula de artes indigenaAula de artes indigena
Aula de artes indigena
Janete Garcia de Freitas
 
Atividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileiraAtividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileira
Atividades Diversas Cláudia
 
Artes visuais indígenas
Artes visuais indígenasArtes visuais indígenas
Artes visuais indígenas
Sarah Reinoso
 
Dia do índio
Dia do índioDia do índio
Dia do índio
André Moraes
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
ANDRÉA FERREIRA
 

Semelhante a A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos===.doc (20)

A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos - Professor Fabrí...
 
Texto arte indigena
Texto arte indigenaTexto arte indigena
Texto arte indigena
 
Diferentes culturas do mundo
Diferentes culturas do mundoDiferentes culturas do mundo
Diferentes culturas do mundo
 
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdfAPOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
APOSTILA DO DIA DO INDIO ok (1).pdf
 
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
 
Arte indígena brasileira
Arte indígena brasileiraArte indígena brasileira
Arte indígena brasileira
 
Arte indígina sled novo 4ª etapa
 Arte indígina sled novo 4ª etapa Arte indígina sled novo 4ª etapa
Arte indígina sled novo 4ª etapa
 
Arte e cultura indgena
Arte e cultura indgenaArte e cultura indgena
Arte e cultura indgena
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
arte indígena
arte indígena arte indígena
arte indígena
 
Aula de artes indigena
Aula de artes indigenaAula de artes indigena
Aula de artes indigena
 
Atividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileiraAtividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileira
 
Artes visuais indígenas
Artes visuais indígenasArtes visuais indígenas
Artes visuais indígenas
 
Dia do índio
Dia do índioDia do índio
Dia do índio
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
 

A Arte Indígena Brasileira - Atividade 1.2 - Arte - 6º Anos===.doc

  • 1. Pág. 1 CONTEÚDO: A Arte Indígena Brasileira – Aula 1.2 - Arte DATA: 0 PROFESSOR: TURMA: PÁGINA: 1 HABILIDADES: Aprofundar o vocabulário e o conhecimento dos elementos indígenas específicos das artes visuais. Explorar os deferentes elementos característicos da cultura indígena. Texto 1: A Arte Indígena Brasileira: Quando os portugueses chegaram ao Brasil, o território brasileiro era habitado por indígenas. Com o processo de colonização, buscou-se impor a arte e a cultura europeia. Isso impediu a manifestação de outras culturas ancestrais, como a indígena e a africana, que estão enraizadas em nossa formação cultural. No Brasil, algumas regiões apresentam maior presença de cultura indígena, outras, da cultura africana no cotidiano das pessoas. É importante destacar que não há uma cultura indígena, mas várias, e cada povo desenvolveu suas próprias tradições religiosas, musicais, de festas, artesanatos, entre outras. A arte indígena se confunde com a cultura brasileira, que é resultado da miscigenação de vários grupos, dentre eles os índios. A arte indígena está presente na essência do povo brasileiro, sendo um dos pilares para a cultura do país, que é resultado da miscigenação de vários grupos, dentre eles os povos indígenas - os primeiros habitantes do território nacional. Atualmente, existem cerca de 3 centenas de etnias de índios no Brasil. Cada uma delas é detentora de comportamentos diferentes, por conta do desenvolvimento de costumes próprios. Entretanto, existem várias características comuns encontradas em diversas tribos. Texto 2 – Tipos de habitações indígenas: Oca: É a mais comum habitação indígena, principalmente entre as tribos da família Tupi-guarani. O arquiteto Oscar Niemeyer se inspirou em uma oca para desenhar o Museu de Brasília. A oca consiste em uma grande cabana, feita com troncos de árvores e cobertas com palha do tronco de palmeiras. Na oca, podem viver várias famílias de uma mesma tribo. Maloca: Tipo de cabana comunitária usada pelos indígenas da região amazônica principalmente do Brasil e Colômbia. Cada tribo desta região possui este tipo de habitação com características específicas. Taba: Habitação indígena menor que a oca. Também de origem tupi-guarani, é um termo mais usado pelas tribos da Amazônia. Nesta região também serve para designar aldeamento indígena. Tapera: Em tupi, a palavra tapera significa “aldeia extinta”, portanto, uma tapera é um conjunto de habitações indígenas que é abandonado pelos índios que ali viviam. Tapera geralmente encontra-se em ruínas e ocupada por mato. Opy: É uma espécie de casa de reza, dos índios. Servem também para a realização de festas religiosas e rituais sagrados. Texto 3 – Tipos de arte indígenas: Atualmente existem cerca de 3 centenas de etnias de índios no Brasil. Embora cada uma delas seja detentora de costumes diferenciados, em virtude do desenvolvimento de características próprias, muitos desses costumes são encontrados em várias tribos. Desta forma, cerâmica, máscaras, pintura corporal, cestaria, culinária e plumagens resultam em uma arte tradicional comum: a arte indígena. Vale lembrar que a utilização de partes de animais no artesanato é exclusiva dos povos indígenas, mas sua comercialização é proibida. 3.1 Arte Plumária: Objetos confeccionados com penas e plumas de aves e são utilizados por muitos índios brasileiros, durante rituais ou como ornamentos. Representa uma técnica muito antiga, repleta de significados, sendo um artesanato essencialmente feito de penas.  Penas: Retiradas das asas e da calda das aves, considerada as maiores.   Plumas: Retirada das costas e peito das aves, sendo arredondadas, menores e mais largas.   Plumagens: Retiradas dos pescoços, costas e abdômen aves menores e de diversos tamanhos. Essa técnica é específica de determinadas tradições.
  • 2. Pág. 2 CONTEÚDO: A Arte Indígena Brasileira – Aula 1.2 - Arte DATA: PROFESSOR: TURMA: PÁGINA: 2 HABILIDADES: Aprofundar o vocabulário e o conhecimento dos elementos indígenas específicos das artes visuais. Explorar os deferentes elementos característicos da cultura indígena. 3.2 O Cocar: A disposição e as cores das penas do cocar são aleatórias. Além de bonito, ele indica a posição de chefe dentro do grupo e simboliza a própria ordenação da vida em uma aldeia indígena. Em forma de arco, uma grande roda a girar entre o passado e o presente. É uma lógica de manutenção e não de progresso. A aldeia também é disposta assim. Cada um tem seu lugar e sua função determinada.  Vermelho: Representa os homens.  Amarelo: Representa as mulheres.  Verde: As matas.  Azul: Os rios. 3.3 A Cestaria: A cestaria é uma arte milenar. Cada grupo indígena expressa, por meio dos mais diferentes materiais, suas diferenças culturais, nas múltiplas formas e técnicas de trançado. 3.4 A Arte do trançado: Técnica de interpor alternadamente, elementos vegetais previamente preparados, para construir manufaturas planas ou recipientes. A composição desses elementos (palha, tala), a maneira pela qual interceptam um ao outro, e o seu espaçamento, provém a chave das técnicas do trançado. Os cestos são utilizados para uso doméstico, na manutenção e transporte de alimentos. É mais praticado pelas mulheres, que desenvolvem variadas formas de trançado e em diferentes formatos. Os tipos mais comuns de objetos que são produzidos através do trançado são:  Trançado para uso e conforto doméstico: Abano, apá, balavo, cesto, defumador, esteiras, redes, paneiros etc.   Trançado para caça e pesca: Arapuca, caniçada, covo, nassa, socó, etc.   Trançado para processamento da mandioca: cumatá, peneira, tipiti, tipiti de torção, tuavi, etc.  Trançado como meio de transporte de carga: aturá, cesto-cargueiro, gaiolas, jamaxim, tipóia, etc.  Trançado para adorno: aro, braçadeiras, cintas, coroas, patuá, patrona, pingente, pulseira, sandálias etc.   Trançado específico para comércio: Cestos, abanos, tipiti, etc. 3.5 A arte da cerâmica: cerâmica é um exemplo de arte que não está presente em todas as tribos indígenas. Os índios que a desenvolveram fizeram com tal experiência que suas formas e pinturas são o resultado dessa qualidade. Importa referir que os índios não utilizam a roda do oleiro e, mesmo assim, conseguem desenvolver belas peças. A cerâmica é praticada principalmente pelas mulheres, que criam recipientes, bem como esculturas. E para tornar mais bonitas, costumam pintá-las. 3.6 A arte das máscaras: Elas são utilizadas em cerimônias, no momento das danças, com o objetivo de afastar espíritos. Diz a lenda que as máscaras representam as entidades que conflitavam com os índios no passado. Deste modo, as festas e danças são feitas para alegrar ou acalmar essas mesmas entidades. 3.7 A Pintura corporal: A pintura corporal é usada em certos rituais e, de acordo com o gênero e a idade. Sua finalidade é indicar os grupos sociais, ou a função de cada individuo na tribo. As tintas utilizadas nessa arte são geralmente naturais, ou seja, são feitas de plantas e frutos. O jenipapo é o fruto mais utilizado para fazer tinta. Os índios a utilizam para escurecer a pele, enquanto o urucum, por sua vez, da o tom vermelho. São as mulheres que pintam os corpos, cujos desenhos carregam valor simbólico, visando retratar um momento ou sentimento específico 3.8 A Culinária indígena: Frutas, verduras, legumes, raízes, carnes de animais caçados na floresta e cereais. Entre os pratos típicos temos:  Tapioca: Espécie de pão fino feito com a fécula de mandioca.  Pirão: Caldo grosso feito de farinha de mandioca e caldo de peixe.
  • 3.   4. (Texto 2) Quais são os diferentes tipos de habitações indígenas citadas no texto? Escreva o nome de cada uma delas.  3. (Texto 1) Qual é a importância da arte indígena para o povo brasileiro?