SlideShare uma empresa Scribd logo
2. Salvação do Homem:
  um Presente de Deus




              1/14
O homem foi criado à imagem e
semelhança de Deus, dotado de livre
arbítrio, bom e justo, mas caiu por
transgressão voluntária e sua única
esperança está no plano de Deus para a
salvação do Homem através de Jesus, o
Filho de Deus.




                          2/14
Os homens, entretanto, têm procurado
formular os seus próprios planos de
salvação, como, por exemplo:
penitências, missas pelos mortos, um
sofrimento mais leve como o purgatório,
reencarnação, longas ladainhas, sinais
no corpo, velas, boas obras, etc...
Se essas coisas não podem salvar o
homem, Então em que consiste a
salvação da alma do ser humano?


                          3/14
2.1- A QUEDA DO HOMEM
• Quando o homem pecou, essa queda
  trouxe o pecado, a dor, a doença e a
  morte sobre todo o ser humano. Romanos
  5:12...Portanto, assim como por um só
  homem entrou o pecado no mundo, e pelo
  pecado, a morte, assim também a morte
  passou a todos os homens, porque todos
  pecaram.
• A queda do Homem produziu a perversão
  da sua natureza moral, mental e
  espiritual.
                          4/14
2.2- A PERDIÇÃO DO HOMEM
• Todos os homens pecaram. Romanos
  3:23...pois todos pecaram e carecem da
  glória de Deus.
• Todos estão condenados. Romanos
  5:18...Pois assim como, por uma só ofensa,
  veio o juízo sobre todos os homens para
  condenação.



                              5/14
2.3 - O GRANDE AMOR DE DEUS
• Deus amou o mundo todo. João 3:16
  Porque Deus amou ao mundo de tal
  maneira que deu o seu Filho unigênito, para
  que todo o que nele crê não pereça, mas
  tenha a vida eterna.
• Deus não tem prazer na nossa perdição.
  Ez 18:23 Acaso, tenho eu prazer na morte
  do perverso? – diz o Senhor Deus; não
  desejo eu, antes, que ele se converta dos
  seus caminhos e viva?

                              6/14
Deus enviou Jesus para salvar o mundo.
I João 4:14...E nós temos visto e
testemunhamos que o Pai enviou o seu
Filho como Salvador do mundo.




                         7/14
2.4- A SALVAÇÃO DO HOMEM
• A salvação procede de Deus e somente o
  Senhor Jesus pode salvar o homem.
  Romanos 6: 23...Porque o salário do pecado
  é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a
  vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.




                             8/14
• A salvação é obtida pela graça, mediante a
  fé, e não por obras. Efésios 2:8...Porque pela
  graça sois salvos, mediante a fé; e isto não
  vem de vós; é dom de Deus; não de obras,
  para que ninguém se glorie.
• A salvação é testemunhada interiormente
  pelo Espírito Santo. Rm 8:16 O próprio
  Espírito testifica com o nosso espírito que
  somos filhos de Deus. e exteriormente por uma
  vida de justiça e santidade.I Jo 4:6Todo aquele
  que permanece nele não vive pecando; todo
  aquele que vive pecando não o viu, nem o
  conheceu.
                                 9/14
2.5- O QUE É NECESSÁRIO FAZER PARA
                  SER SALVO.
• Deve crer no Evangelho. Romanos 1:16Pois
  não me envergonho do evangelho, porque é
  o poder de Deus para a salvação de todo
  aquele que crê,




                           10/14
Deve arrepender-se. Lucas 24:46-47 Assim
está escrito que o Cristo havia de padecer e
ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia
e que em seu nome se pregasse
arrependimento para remissão de pecados a
todas as nações, começando de Jerusalém.
Arrependimento significa dar meia volta,
isto é, dar as costas para o pecado e
nunca mais voltar àquela vida errada que
vivia antes.




                           11/14
• Deve receber a Cristo como Salvador. João
  1:12...Mas, a todos quantos o receberam,
  deu-lhes o poder de serem feitos filhos de
  Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;




                            12/14
2.6- ENTENDENDO O PLANO DA
                 SALVAÇÃO .
• O nosso Deus diz que, se você fizer
  confissão dos teus pecados arrependendo-
  se sinceramente, Ele jamais se lembrará
  deles.
• Deus perdoará todo o teu passado, por mais
  errado que tenha sido. Isaias 43:25...Eu, eu
  mesmo, sou o que apago as tuas
  transgressões por amor de mim e dos teus
  pecados não me lembro.

                              13/14
• É preciso você compreender que, o
  homem não pode ser convencido do
  pecado; isso é obra do Espírito Santo. Só
  Ele é capaz de operar milagrosamente no
  coração do homem. João 16 :8...Quando
  ele vier, convencerá o mundo do pecado, da
  justiça e do juízo.




                            14/14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ginástica(lídia silvestre)
Ginástica(lídia silvestre)Ginástica(lídia silvestre)
Ginástica(lídia silvestre)
Silmara Mello
 
Comissão de visita
Comissão de visitaComissão de visita
Comissão de visita
felipe_higa
 
Ginastica espiritual
Ginastica espiritualGinastica espiritual
Ginastica espiritual
Mensagens Virtuais
 
Folheto (1)
Folheto (1)Folheto (1)
Folheto (1)
Roberto Gernow
 
Desperta tú que dormes
Desperta tú que dormesDesperta tú que dormes
Desperta tú que dormes
Fabiano Izidoro Monteiro
 
Convidados a despertar
Convidados a despertarConvidados a despertar
Convidados a despertar
João Leandro L. Santos
 
Confissão de fé de westminster: Santificação
Confissão de fé de westminster: SantificaçãoConfissão de fé de westminster: Santificação
Confissão de fé de westminster: Santificação
Igreja Presbiteriana Emanuel
 
Ginástica para a vida espiritual
Ginástica para a vida espiritualGinástica para a vida espiritual
Ginástica para a vida espiritual
Adilson P Motta Motta
 
Ginástica do Cristão
Ginástica do CristãoGinástica do Cristão
Ginástica do Cristão
Adilson P Motta Motta
 
Salmo 54
Salmo 54Salmo 54
Como Reconhecer a Voz de Deus
Como Reconhecer a Voz de DeusComo Reconhecer a Voz de Deus
Como Reconhecer a Voz de Deus
IBMemorialJC
 
Por Que Devemos Ganhar Almas
Por Que Devemos Ganhar AlmasPor Que Devemos Ganhar Almas
Por Que Devemos Ganhar Almas
guesta7345f8
 
O Desafio de Amar o Mundo
O Desafio de Amar o MundoO Desafio de Amar o Mundo
O Desafio de Amar o Mundo
IBMemorialJC
 
Arrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogoArrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogo
Eduardo Sousa Gomes
 
Faça sua vida valer à pena!
Faça sua vida valer à pena!Faça sua vida valer à pena!
Faça sua vida valer à pena!
Eduardo Baldaci Ministries
 
Confissão de fé de westminster: Fé Salvadora
Confissão de fé de westminster: Fé SalvadoraConfissão de fé de westminster: Fé Salvadora
Confissão de fé de westminster: Fé Salvadora
Igreja Presbiteriana Emanuel
 
Publicação 17 introdução a hamartiologia
Publicação 17   introdução a hamartiologiaPublicação 17   introdução a hamartiologia
Publicação 17 introdução a hamartiologia
Pastor Marcello Rocha
 
Desperta tu que dormes 5 fases
Desperta tu que dormes 5 fasesDesperta tu que dormes 5 fases
Desperta tu que dormes 5 fases
viniciusmoteuchi
 
Crescendo por Meio dos Problemas
Crescendo por Meio dos ProblemasCrescendo por Meio dos Problemas
Crescendo por Meio dos Problemas
IBMemorialJC
 
Corra para Ver Vidas Transformadas
Corra para Ver Vidas TransformadasCorra para Ver Vidas Transformadas
Corra para Ver Vidas Transformadas
IBMemorialJC
 

Mais procurados (20)

Ginástica(lídia silvestre)
Ginástica(lídia silvestre)Ginástica(lídia silvestre)
Ginástica(lídia silvestre)
 
Comissão de visita
Comissão de visitaComissão de visita
Comissão de visita
 
Ginastica espiritual
Ginastica espiritualGinastica espiritual
Ginastica espiritual
 
Folheto (1)
Folheto (1)Folheto (1)
Folheto (1)
 
Desperta tú que dormes
Desperta tú que dormesDesperta tú que dormes
Desperta tú que dormes
 
Convidados a despertar
Convidados a despertarConvidados a despertar
Convidados a despertar
 
Confissão de fé de westminster: Santificação
Confissão de fé de westminster: SantificaçãoConfissão de fé de westminster: Santificação
Confissão de fé de westminster: Santificação
 
Ginástica para a vida espiritual
Ginástica para a vida espiritualGinástica para a vida espiritual
Ginástica para a vida espiritual
 
Ginástica do Cristão
Ginástica do CristãoGinástica do Cristão
Ginástica do Cristão
 
Salmo 54
Salmo 54Salmo 54
Salmo 54
 
Como Reconhecer a Voz de Deus
Como Reconhecer a Voz de DeusComo Reconhecer a Voz de Deus
Como Reconhecer a Voz de Deus
 
Por Que Devemos Ganhar Almas
Por Que Devemos Ganhar AlmasPor Que Devemos Ganhar Almas
Por Que Devemos Ganhar Almas
 
O Desafio de Amar o Mundo
O Desafio de Amar o MundoO Desafio de Amar o Mundo
O Desafio de Amar o Mundo
 
Arrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogoArrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogo
 
Faça sua vida valer à pena!
Faça sua vida valer à pena!Faça sua vida valer à pena!
Faça sua vida valer à pena!
 
Confissão de fé de westminster: Fé Salvadora
Confissão de fé de westminster: Fé SalvadoraConfissão de fé de westminster: Fé Salvadora
Confissão de fé de westminster: Fé Salvadora
 
Publicação 17 introdução a hamartiologia
Publicação 17   introdução a hamartiologiaPublicação 17   introdução a hamartiologia
Publicação 17 introdução a hamartiologia
 
Desperta tu que dormes 5 fases
Desperta tu que dormes 5 fasesDesperta tu que dormes 5 fases
Desperta tu que dormes 5 fases
 
Crescendo por Meio dos Problemas
Crescendo por Meio dos ProblemasCrescendo por Meio dos Problemas
Crescendo por Meio dos Problemas
 
Corra para Ver Vidas Transformadas
Corra para Ver Vidas TransformadasCorra para Ver Vidas Transformadas
Corra para Ver Vidas Transformadas
 

Destaque

Salvação, presente de deus!
Salvação, presente de deus!Salvação, presente de deus!
Salvação, presente de deus!
Detetive Biblico
 
4º trimestre 2015 lição 06 adultos
4º trimestre 2015 lição 06 adultos4º trimestre 2015 lição 06 adultos
4º trimestre 2015 lição 06 adultos
Joel Silva
 
Diferença entre misericórdia e graça
Diferença entre misericórdia e graçaDiferença entre misericórdia e graça
Diferença entre misericórdia e graça
Juraci Rocha
 
Deus de Misericordia
Deus de MisericordiaDeus de Misericordia
Deus de Misericordia
CatequeseSagrado
 
A Graça de Deus
A Graça de DeusA Graça de Deus
A Graça de Deus
Egmon Pereira
 
Obras de Misericórdia
Obras de MisericórdiaObras de Misericórdia
Obras de Misericórdia
lamasmoral
 
A graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humanoA graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humano
Simone Cristina
 
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃLIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de DeusEBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
fa.sodre
 
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joelEstudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
robert_matias
 
Graça
GraçaGraça
licao11.ppt
licao11.pptlicao11.ppt
licao11.ppt
Herbert de Carvalho
 
Entendendo a salvação
Entendendo a salvaçãoEntendendo a salvação
Entendendo a salvação
DarkbladeGamer
 
A lei e a Graça
A lei e a GraçaA lei e a Graça
A lei e a Graça
megaedvania
 
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no AltarTua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
PowerPoint Gospel
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
A graça de Deus
A graça de DeusA graça de Deus
O coração do homem
O coração do homemO coração do homem
O coração do homem
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Disciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia PastoralDisciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia Pastoral
faculdadeteologica
 

Destaque (20)

Salvação, presente de deus!
Salvação, presente de deus!Salvação, presente de deus!
Salvação, presente de deus!
 
4º trimestre 2015 lição 06 adultos
4º trimestre 2015 lição 06 adultos4º trimestre 2015 lição 06 adultos
4º trimestre 2015 lição 06 adultos
 
Diferença entre misericórdia e graça
Diferença entre misericórdia e graçaDiferença entre misericórdia e graça
Diferença entre misericórdia e graça
 
Deus de Misericordia
Deus de MisericordiaDeus de Misericordia
Deus de Misericordia
 
A Graça de Deus
A Graça de DeusA Graça de Deus
A Graça de Deus
 
Obras de Misericórdia
Obras de MisericórdiaObras de Misericórdia
Obras de Misericórdia
 
A graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humanoA graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humano
 
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃLIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
LIÇÃO 11 - A TOLERÂNCIA CRISTÃ
 
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de DeusEBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
EBD Jovens - Aula 07 - A graça de Deus
 
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joelEstudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
Estudo simplificado sobre os gafalhotos do livro de joel
 
Graça
GraçaGraça
Graça
 
licao11.ppt
licao11.pptlicao11.ppt
licao11.ppt
 
A graça e a lei
A graça e a leiA graça e a lei
A graça e a lei
 
Entendendo a salvação
Entendendo a salvaçãoEntendendo a salvação
Entendendo a salvação
 
A lei e a Graça
A lei e a GraçaA lei e a Graça
A lei e a Graça
 
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no AltarTua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
Tua Graça Me Basta - Ministério Toque no Altar
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
A graça de Deus
A graça de DeusA graça de Deus
A graça de Deus
 
O coração do homem
O coração do homemO coração do homem
O coração do homem
 
Disciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia PastoralDisciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia Pastoral
 

Semelhante a 2. salvaã§ã£o do homem um presente de deus

A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
Doutrina da Eleição
Doutrina da EleiçãoDoutrina da Eleição
Doutrina da Eleição
uriank
 
Historia Reformada - Palestra
Historia Reformada - PalestraHistoria Reformada - Palestra
Historia Reformada - Palestra
Hubner Braz
 
Propositoeterno
PropositoeternoPropositoeterno
Propositoeterno
valdir nogueira
 
aigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.comaigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.com
valdir nogueira
 
aigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.comaigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.com
valdir nogueira
 
Aula 5 substituição
Aula 5  substituiçãoAula 5  substituição
Aula 5 substituição
Ademilton Jesus Marques
 
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
Daniel LKTS
 
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 SubstituiçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
Dr. Paulo Lis
 
Lição 10 - Convencendo o Pecador
Lição 10 - Convencendo o PecadorLição 10 - Convencendo o Pecador
Lição 10 - Convencendo o Pecador
Éder Tomé
 
O caminho da vida eterna.
O caminho da vida eterna.O caminho da vida eterna.
O caminho da vida eterna.
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
A obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcanceA obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcance
dimas campos
 
Tenha paz com Deus
Tenha paz com DeusTenha paz com Deus
Tenha paz com Deus
Mensagens Virtuais
 
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptxocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
Tiago Silva
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Gerson G. Ramos
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
Gerson G. Ramos
 
Versículos chave para evangelizar
Versículos chave para evangelizarVersículos chave para evangelizar
Versículos chave para evangelizar
alcileiaAnchietaCarv
 
01 arminianismo na-biblia
01 arminianismo na-biblia01 arminianismo na-biblia
01 arminianismo na-biblia
Luiza Dayana
 
Boletim 224
Boletim 224Boletim 224

Semelhante a 2. salvaã§ã£o do homem um presente de deus (20)

A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6
 
Doutrina da Eleição
Doutrina da EleiçãoDoutrina da Eleição
Doutrina da Eleição
 
Historia Reformada - Palestra
Historia Reformada - PalestraHistoria Reformada - Palestra
Historia Reformada - Palestra
 
Propositoeterno
PropositoeternoPropositoeterno
Propositoeterno
 
aigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.comaigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.com
 
aigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.comaigrejaemcampina.blogspot.com
aigrejaemcampina.blogspot.com
 
Aula 5 substituição
Aula 5  substituiçãoAula 5  substituição
Aula 5 substituição
 
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
 
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 SubstituiçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
 
Lição 10 - Convencendo o Pecador
Lição 10 - Convencendo o PecadorLição 10 - Convencendo o Pecador
Lição 10 - Convencendo o Pecador
 
O caminho da vida eterna.
O caminho da vida eterna.O caminho da vida eterna.
O caminho da vida eterna.
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
A obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcanceA obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcance
 
Tenha paz com Deus
Tenha paz com DeusTenha paz com Deus
Tenha paz com Deus
 
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptxocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
ocaminhodavidaeterna-161120121812 (1) (1).pptx
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Resumo_632013
 
Versículos chave para evangelizar
Versículos chave para evangelizarVersículos chave para evangelizar
Versículos chave para evangelizar
 
01 arminianismo na-biblia
01 arminianismo na-biblia01 arminianismo na-biblia
01 arminianismo na-biblia
 
Boletim 224
Boletim 224Boletim 224
Boletim 224
 

Mais de talmidimted

Relatorio de celula 071012
Relatorio de celula 071012Relatorio de celula 071012
Relatorio de celula 071012
talmidimted
 
3.o carater de cristo
3.o carater de cristo3.o carater de cristo
3.o carater de cristo
talmidimted
 
2 a obediencia do discipulo
2  a obediencia do discipulo2  a obediencia do discipulo
2 a obediencia do discipulo
talmidimted
 
1 o discipulo de cristo
1  o discipulo de cristo1  o discipulo de cristo
1 o discipulo de cristo
talmidimted
 
Pequenos grupos
Pequenos gruposPequenos grupos
Pequenos grupos
talmidimted
 
Pequenos grupos
Pequenos gruposPequenos grupos
Pequenos grupos
talmidimted
 
Igrejas em pequenos grupos
Igrejas em pequenos gruposIgrejas em pequenos grupos
Igrejas em pequenos grupos
talmidimted
 
9 a import+óncia da igreja local
9  a import+óncia da igreja local9  a import+óncia da igreja local
9 a import+óncia da igreja local
talmidimted
 
Relatorio meu culto familiar
Relatorio meu culto familiarRelatorio meu culto familiar
Relatorio meu culto familiar
talmidimted
 
Orienta+º+áes para meu culto familiar
Orienta+º+áes para meu culto familiarOrienta+º+áes para meu culto familiar
Orienta+º+áes para meu culto familiar
talmidimted
 
O segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos laresO segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos lares
talmidimted
 
Administrando minhas finan+ºas
Administrando minhas finan+ºasAdministrando minhas finan+ºas
Administrando minhas finan+ºas
talmidimted
 
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
talmidimted
 
7. o caminho da properidade
7. o caminho da properidade7. o caminho da properidade
7. o caminho da properidade
talmidimted
 
6. o batismo no espirito santo
6. o batismo no espirito santo6. o batismo no espirito santo
6. o batismo no espirito santo
talmidimted
 
5.a import+óncia do jejum
5.a import+óncia do jejum5.a import+óncia do jejum
5.a import+óncia do jejum
talmidimted
 
4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão
talmidimted
 
3. a nova vida em cristo
3. a nova vida em cristo3. a nova vida em cristo
3. a nova vida em cristo
talmidimted
 
Questionario sobre salvacao tedi
Questionario sobre salvacao tediQuestionario sobre salvacao tedi
Questionario sobre salvacao tedi
talmidimted
 
Exercicio do video
Exercicio do videoExercicio do video
Exercicio do video
talmidimted
 

Mais de talmidimted (20)

Relatorio de celula 071012
Relatorio de celula 071012Relatorio de celula 071012
Relatorio de celula 071012
 
3.o carater de cristo
3.o carater de cristo3.o carater de cristo
3.o carater de cristo
 
2 a obediencia do discipulo
2  a obediencia do discipulo2  a obediencia do discipulo
2 a obediencia do discipulo
 
1 o discipulo de cristo
1  o discipulo de cristo1  o discipulo de cristo
1 o discipulo de cristo
 
Pequenos grupos
Pequenos gruposPequenos grupos
Pequenos grupos
 
Pequenos grupos
Pequenos gruposPequenos grupos
Pequenos grupos
 
Igrejas em pequenos grupos
Igrejas em pequenos gruposIgrejas em pequenos grupos
Igrejas em pequenos grupos
 
9 a import+óncia da igreja local
9  a import+óncia da igreja local9  a import+óncia da igreja local
9 a import+óncia da igreja local
 
Relatorio meu culto familiar
Relatorio meu culto familiarRelatorio meu culto familiar
Relatorio meu culto familiar
 
Orienta+º+áes para meu culto familiar
Orienta+º+áes para meu culto familiarOrienta+º+áes para meu culto familiar
Orienta+º+áes para meu culto familiar
 
O segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos laresO segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos lares
 
Administrando minhas finan+ºas
Administrando minhas finan+ºasAdministrando minhas finan+ºas
Administrando minhas finan+ºas
 
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
8. as finan+ças e a boa administra+ç+âo
 
7. o caminho da properidade
7. o caminho da properidade7. o caminho da properidade
7. o caminho da properidade
 
6. o batismo no espirito santo
6. o batismo no espirito santo6. o batismo no espirito santo
6. o batismo no espirito santo
 
5.a import+óncia do jejum
5.a import+óncia do jejum5.a import+óncia do jejum
5.a import+óncia do jejum
 
4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão
 
3. a nova vida em cristo
3. a nova vida em cristo3. a nova vida em cristo
3. a nova vida em cristo
 
Questionario sobre salvacao tedi
Questionario sobre salvacao tediQuestionario sobre salvacao tedi
Questionario sobre salvacao tedi
 
Exercicio do video
Exercicio do videoExercicio do video
Exercicio do video
 

Último

3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 

Último (20)

3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 

2. salvaã§ã£o do homem um presente de deus

  • 1. 2. Salvação do Homem: um Presente de Deus 1/14
  • 2. O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, dotado de livre arbítrio, bom e justo, mas caiu por transgressão voluntária e sua única esperança está no plano de Deus para a salvação do Homem através de Jesus, o Filho de Deus. 2/14
  • 3. Os homens, entretanto, têm procurado formular os seus próprios planos de salvação, como, por exemplo: penitências, missas pelos mortos, um sofrimento mais leve como o purgatório, reencarnação, longas ladainhas, sinais no corpo, velas, boas obras, etc... Se essas coisas não podem salvar o homem, Então em que consiste a salvação da alma do ser humano? 3/14
  • 4. 2.1- A QUEDA DO HOMEM • Quando o homem pecou, essa queda trouxe o pecado, a dor, a doença e a morte sobre todo o ser humano. Romanos 5:12...Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. • A queda do Homem produziu a perversão da sua natureza moral, mental e espiritual. 4/14
  • 5. 2.2- A PERDIÇÃO DO HOMEM • Todos os homens pecaram. Romanos 3:23...pois todos pecaram e carecem da glória de Deus. • Todos estão condenados. Romanos 5:18...Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação. 5/14
  • 6. 2.3 - O GRANDE AMOR DE DEUS • Deus amou o mundo todo. João 3:16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. • Deus não tem prazer na nossa perdição. Ez 18:23 Acaso, tenho eu prazer na morte do perverso? – diz o Senhor Deus; não desejo eu, antes, que ele se converta dos seus caminhos e viva? 6/14
  • 7. Deus enviou Jesus para salvar o mundo. I João 4:14...E nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. 7/14
  • 8. 2.4- A SALVAÇÃO DO HOMEM • A salvação procede de Deus e somente o Senhor Jesus pode salvar o homem. Romanos 6: 23...Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. 8/14
  • 9. • A salvação é obtida pela graça, mediante a fé, e não por obras. Efésios 2:8...Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. • A salvação é testemunhada interiormente pelo Espírito Santo. Rm 8:16 O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. e exteriormente por uma vida de justiça e santidade.I Jo 4:6Todo aquele que permanece nele não vive pecando; todo aquele que vive pecando não o viu, nem o conheceu. 9/14
  • 10. 2.5- O QUE É NECESSÁRIO FAZER PARA SER SALVO. • Deve crer no Evangelho. Romanos 1:16Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, 10/14
  • 11. Deve arrepender-se. Lucas 24:46-47 Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém. Arrependimento significa dar meia volta, isto é, dar as costas para o pecado e nunca mais voltar àquela vida errada que vivia antes. 11/14
  • 12. • Deve receber a Cristo como Salvador. João 1:12...Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; 12/14
  • 13. 2.6- ENTENDENDO O PLANO DA SALVAÇÃO . • O nosso Deus diz que, se você fizer confissão dos teus pecados arrependendo- se sinceramente, Ele jamais se lembrará deles. • Deus perdoará todo o teu passado, por mais errado que tenha sido. Isaias 43:25...Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro. 13/14
  • 14. • É preciso você compreender que, o homem não pode ser convencido do pecado; isso é obra do Espírito Santo. Só Ele é capaz de operar milagrosamente no coração do homem. João 16 :8...Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. 14/14